Jornal Conecta Baixada 34ª Edição

 

Embed or link this publication

Description

Jornal Conecta Baixada 34ª Edição

Popular Pages


p. 1

Recicle informação. Passe este jornal para outro leitor. 995-75-4545 www.conectabaixada.com.br 2017 A INFORMAÇÃO VAI ATÉ VOCÊ BAIXADA FLUMINENSE 16 a 30 de Abril ANO 3 - N° 34 Reprodução FIM DE INCENTIVOS PODE LEVAR BAIXADA À FALÊNCIA Página 2 SEM REMÉDIO FARMÁCIAS POPULARES FECHADAS Agência Brasil MAIS DE 7 MIL VAGAS PARA QUEM QUER ESTUDAR EM UNIVERSIDADES PÚBLICAS Agência Brasil MOTOTAXISTAS MUNICÍPIOS IGNORAM A LEI Marcelle Bappersi Fim do programa reduz medicamentos e deixa milhares sem opção. Página 3 Fundação Cecierj está com inscrições abertas para cursos semipre- senciais em instituiçõs como UFRJ, UERJ, UFFRJ e UNI-RIO, em campus e polos espalhados por todo o estado. Página 4 Demora na regulamentação da atividade revolta profissionais. Página 7 Mantenha sua cidade limpa. Não jogue papel no chão.Olici pont.

[close]

p. 2

ECONOMIA/POLÍTICA 2 BAIXADA FLUMINENSE, 16 a 30 de Abril WWW.CONECTABAIXADA.COM.BR CRISE FIM DE INCENTIVOS AMEAÇA A BAIXADA Em encontro promovido pela Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan) no último dia 10, em Nova Iguaçu, Empresários e prefeitos de municípios da Baixada Fluminense se mostraram preocupadaos com o fim dos incentivos fiscais do governo estadual às indústrias e concluíram que a medida pode levar ao fechamento de empresas, aumento do desemprego na região e à falência dos municípios. Segundo a Firjan, entre 2008 e 2014, na Baixada, Queimados arrecadou mais de R$ 140 milhões em impostos e gerou mais de 6 mil empregos. Outro município beneficiado, Paracambi arrecadou mais de R$ 13 milhões e gerou cerca de 3 mil empregos. Já em Magé foram quase R$ 30 milhões arrecadados e cerca de 10 mil empregos gerados. Renata Mello/Divulgação O prefeito de Queimados, Carlos Vilela (PMDB), disse que município pode ir à falência Prefeito de Queimados, Carlos Vilela (PMDB), acredita que se o município perder os incentivos, vai à falência. “Dependemos dos incentivos fiscais. Em 2008 tínhamos sete indústrias, duas foram embora. Hoje temos um distrito com 41 empresas graças a essa política. O Rio precisa dos incentivos, ou as empresas vão para outros estados", declarou. Pesquisa recente da Firjan com 200 empresas mostrou que 89,6% farão demissões se perderem incentivos, o que representa 45.022 empregos em risco. Mais da metade das empresas (52,6%) disseram ainda que irão fechar as portas. Dessas, 60,5% vão se mudar para outros estados, enquanto 39,5% devem encerrar definitivamente suas atividades. LAVA JATO PEZÃO RECEBEU PROPINA, AFIRMAM DELATORES Agência Brasil Segundo delatores, Pezão recebeu propina em mãos e em contas no exterior O governador Luiz Fernando Pezão (PMDB) foi citado em depoimento por dois ex-executivos da construtora Odebrechet por ter recebido propinas em dinheiro e em depósitos em contas no exterior. As denúncias foram feitas por Benedicto Júnior, ex-presidente da construtora, e seu braço-direito, Leandro Andrade Azevedo, diretor de Infraestrutura da empresa no Rio. As denúncias constam no relatório tornado público pelo ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no Supremo Tribu- nal Federal (STF), que na semana passada pediu a abertura de inquérito contra 108 políticos com foro privilegiado. Pezão já é alvo de uma petição remetida ao Superior Tribunal de Justiça (STJ). Caberá agora à corte decidir dar prosseguimento ou não às investigações. No ofício enviado ao STJ, Fachin descreveu que os delatores "relatam que foram feitos pagamentos indevidos a Luiz Fernando de Souza (Pezão), atual governador do Estado do Rio de Janeiro". PT DEPARTIDOS MESQUITA VAI ESCOLHER LÍDER Davi Boechat davi.boechat@conectabaixada.com.br No próximo dia 30 a militância do Partido dos Trabalhadores (PT) se reúne no diretório da legenda em Mesquita para eleger a nova mesa diretiva. No primeiro turno, realizado no dia 9, cinco candidatos disputaram o pleito, que referendou os nomes de Betinho e Dr. Edmilson para a presidência. Reerguer partido deverá ser prioridade O presidente eleito terá a árdua função de reerguer o partido no município, que perdeu toda a representação na Câmara de vereadores no último pleito, além de amargar uma derrota para o executivo. Arthur Messias, ex-prefeito por dois mandatos, teve pouco mais de 5% dos votos registrados. Militância está desmotivada A fragmentação no partido fica evidente ainda na presença para a votação, que é facultativa. Dos 2.700 afiliados, apenas 315 estiveram no pleito. Entre as pautas defendidas por ambos os candidatos há planos para recuperar a reputação da legenda. Fotos: Divulgação O primeiro turno das eleições internas do partido referendou os nomes de Dr. Edmilson (E) e Betinho (D)

[close]

p. 3

BAIXADA FLUMINENSE, 16 a 30 de Abril WWW.CONECTABAIXADA.COM.BR 3 SAÚDE NÃO TEM REMÉDIO GOVERNO FECHARÁ FARMÁCIAS POPULARES Divulgação POSSE ATO EM FAVOR DE HOSPITAL MOBILIZA MAIS DE 5 MIL Marcelle Abreu/Divulgação Em Mesquita, a única farmácia popular deixará de atender os pacientes. Redução da quantidade de medicamentos preocupa Da redação redacao@conectabaixada.com.br OMinistério da Saúde decidiu fe- char, a partir de maio, suas 393 unida- des do Farmácia Popular, rede de distribuição de medicamentos gratuitos ou com até 90% de des- conto. Agora, os pro- dutos que pertencem ao Programa serão distribu- ídos apenas nas farmá- cias conveniadas. Uma das maiores crí- ticas à medida é o fato de que reduzirá a quan- tidade de medicamentos oferecida em pelo menos 100. Nas unidades que estão sendo desativadas, o Programa Farmácia Popular oferecia 125 medicamentos diferentes. Na rede conveniada, que envolve 34,5 mil farmácias, são disponibilizados apenas 25 produtos. Desses, 14 são gratuitos e o restante, vendido com descontos que podem chegar a 90%. Outra questão em aberto em relação aos medicamentos vendidos na rede conveniada é a concessão dos descontos. Eles incidem sobre os preços estabelecidos pela farmácia, que variam muito por causa das margens de lucro definidas pelos estabelecimentos. O motivo apresenta- do para a desativação das unidades próprias, muitas delas situadas em locais distantes onde não há farmácias, é o custo dessas estruturas. Segundo o governo federal, a desativação da rede própria irá gerar uma economia de aproximadamente de R$ 80 milhões. Em matéria publicada em seu site, o Ministério da Saúde, afirmou que irá ampliar em R$ 100 milhões os recursos destinados para estados e municípios na compra dos medicamentos. Os manifestantes saíram em passeata da universidade federal até o hospital Com faixas, cartazes e palavras de ordem, mais de cinco mil pessoas saíram do campus Nova Iguaçu da Universidade Federal Rural, no Centro, em direção ao Hospital Geral de Nova Iguaçu, na Posse. A manifestação que seguiu o trajeto de aproximadamente dois quilômetros aconteceu na última quarta-feira (12). O objetivo era chamar a atenção dos governos federal e estadual para regularização dos repasses e, com isso, melhorar o atendi- mento na unidade que recebe em média 13 mil pacientes por mês. O Hospital da Posse é a maior emergência da Baixada Fluminense. Além de atender pacientes de Nova Iguaçu e outros municípios é porta de entrada para os acidentados na Rodovia Presidente Dutra e no Arco Metropolitano. Atualmente, os repasses do dos governos à unidade somam R$ 7 milhões, menos da metade do valor necessário de acordo, com a administração. ILUSÃO MÉDICOS CONTRA PLANOS DE SAÚDE POPULARES Entidades médicas e de defesa dos direitos do cidadão divulgaram manifesto contra a proposta do Ministério da Saúde (MS) de criar planos de saúde privada com baixa cobertura, os chamados planos populares de saúde. Segundo os signatários do documento, a intenção do governo de Michel Temer é “iludir” a população ao extinguir a cobertura mínima obrigatória, excluindo dos planos procedimentos de média e alta complexidade, além de procedimentos como quimioterapia, urgências, emergências e hospital-dia. “As propostas prevêem a redução da cobertura com a criação de um novo e limitado rol, a liberação de reajustes para os planos individuais, o aumento dos prazos para agendamento de consultas”, afirma o manifesto proposto, entre outros, pela Federação Nacional dos Médicos (Fenam), OAB-SP e Promotoria de Justiça de Direitos Humanos do Ministério Público de São Paulo. Reprodução

[close]

p. 4

EDUCAÇÃO 7 MIL VAGAS OPORTUNIDADE PARA QUEM QUER ESTUDAR Agência Brasil 4 BAIXADA FLUMINENSE, 16 a 30 de Abril WWW.CONECTABAIXADA.COM.BR MAIS CARO ENEM ABRIRÁ INSCRIÇÕES NO DIA 8 DE MAIO Agência Brasil As vagas estão distribuídas entre as unidades localizadas em todo o estado do Rio de Janeiro Da redação redacao@conectabaixada.com.br AFundação Cecierj (Centro de Ciências e Educação Superior a Distância do Estado do Rio de Janeiro) está com inscrições abertas, até 11 de maio, para o Vestibular Cederj, que disponibiliza 7.159 vagas em 15 cursos de graduação à distância nas universidades públicas do Estado do Rio. Há oportunidades na Uerj, UFRJ, UFF, Cefet, Uenf, UFRRJ e UniRio. As aulas acontecem no modelo semipresencial, com acompanhamento didático e avaliações nos 32 polos da Fundação Cecierj no estado. O material didático é fornecido gratuitamente e o diploma é emitido pela universidade, sem qualquer distinção da educação presencial. O Consórcio Cederj, vinculado à Secretaria de Ciência, Tecnologia e Desenvolvimento Social, conta atualmente com mais de 40 mil alunos matriculados. Os cursos oferecidos pelo Consórcio Cederj são bacharelado em Administração, Administração Pública e Engenharia de Produção; tecnólogos em Gestão de Turismo, Segurança Pú- blica e Sistemas de Computação; e licenciaturas em Ciências Biológicas, Física, Geografia, História, Letras, Matemática, Pedagogia, Química e Turismo. A lista dos polos da Fundação Cecierj, distribuídos por diversas cidades fluminenses, pode ser conferida no site www. cederj.edu.br/vestibular. SERVIÇO Vestibular Cederj Grátis Inscrições: www.cederj. edu.br/vestibular Até 11 de maio Provas - 10 de junho Este ano os estudantes terão que desembolsar R$ 82 pela inscrição no exame Da redação redacao@conectabaixada.com.br O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) fica mais caro este ano. Para se inscrever, o candidato terá que pagar R$ 82. No ano passado, a taxa era de R$ 68. Outra novidade ruim para os estudantes é que a nota do Enem não mais valerá para a conclusão do Ensino Médio, como acontecia até agora. As inscrições vão do dia 8 a 19 de maio, pela internet, no site do Enem. O pagamento deve ser feito até o dia 24 de maio. Segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), o aumento da taxa não só levou em conta a variação de preços pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), como incorporou variações de anos anteriores que deixaram de ser aplicadas e parte da diferença entre o custo do exame e a taxa de inscrição. Isenções Pelas regras do edital estão isentos da taxa os estudantes de escolas públicas que concluirão o ensino médio em 2017, os participantes de baixa renda que integram o CadÚnico e quem tem renda igual ou inferior a um salário mínimo e meio (R$ 1.405,50). O Enem 2017 será realizado em dois domingos consecutivos – dias 5 e 12 de novembro – e não mais em um único fim de semana. No primeiro domingo, os estudantes farão provas de ciências humanas, linguagens e redação. No segundo, as provas serão de matemática e ciências da natureza. Os resultados das provas poderão ser usados em processos seletivos para vagas no ensino superior público, pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu), para bolsas de estudo em instituições privadas, pelo Programa Universidade para Todos (ProUni) e para obter financiamento pelo Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

[close]

p. 5

BAIXADA FLUMINENSE, 16 a 30 de Abril WWW.CONECTABAIXADA.COM.BR 5 GERAL CONEXÃO GERAL Davi de Castro davi.castro@conectabaixada.com.br NO QUE DIRIA RUI BARBOSA SOBRE A ROUBALHEIRA o dia 17 de dezembro de 1914, o poeta e senador brasileiro Rui Barbosa fez um pronunciamento no senado. Ele criticou o governo pela impunidade de criminosos que, há quatro anos, haviam matado oito ou 10 homens no convés de um navio mercante. O crime ficou conhecido como “Caso Satélite”. Em um trecho do discurso ele disse: “...de tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto...”. Banalizou-se a vergonha. Atualmente, investigados por corrupção e outros crimes temos 24 senadores, nove ministros, deputados, governadores, ex-governadores, secretários de estado, prefeitos, conselheiros de tribunais de contas, ministro do Supremo Tribunal Federal e outros. O que diria Rui Barbosa se tivesse vivo? Quem arrisca um palpite? QUE COISA!! NÓ NO TRÂNSITO COBREX A PÉ A Oi cortou linhas telefônicas do palácio do governo do estado do Rio por falta de pagamento. E a Light cortou o fornecimento de energia elétrica de vários órgãos públicos do governo pelo mesmo motivo. Onde foi parar o dinheiro? O trânsito em Nova Iguaçu continua todo travado. Um grande caos a todo instante. O ex-prefeito Nelson Bornier (PMDB) também naufragou nessa promessa. O prefeito Rogério Lisboa (PR), entregou o setor para o deputado Luiz Martins (PDT). Nada mudou. E por falar em trânsito, o bairro Cobrex continua sofrendo com falta de ônibus à noite. Por volta das 23h não há mais circulação do centro de Nova Iguaçu. Usuários dependem da linha da Pavuna, via Cobrex. Vans são proibidas. ‘CHAME O WALTINHO’ SE ESPALHA POR MESQUITA Depois de resolver o crônico problema de enchentes da Rua Hercília, na Vila Emil, a prefeitura de Mesquita continua avançando no atendimento aos bairros. O telefone do vice-prefeito Waltinho Paixão (PROS) toca a todo instante pedindo a presença do governo em várias regiões do município. É o “Chame Waltinho”. A Rua Marcia Vasconcellos, às margens da Via Light, deixa de ser matagal e volta a ser transitável. A secretaria de Obras, por orientação do prefeito Jorge Miranda (PSDB), continua atendendo sem parar. HOSPITAL DA POSSE Na caminhada “Todos pelo Hospital da Posse”, na manhã do dia 12, o prefeito Rogério Lisboa (PR) garantiu à CG que a unidade não vai fechar. Ele admite que a despesa chega a R$ 20 milhões. “Estamos pedindo só R$ 8 milhões ao governo federal”. MIMOS POLÍTICOS Na posse de Glaucia Moreira na coordenação do PRB-Mulher, em Nova Iguaçu, dia 8, na Universidade Rural (UFRRJ), o senador Eduardo Lopes (PRB)referendou a deputada Rosângela Gomes (PRB) para prefeita. E ela o chamou de "senador da Baixada". CALÇADÃO LOTADO Em Nova Iguaçu, o Calçadão da avenida Amaral Peixoto volta a ser intransitável. Voltando aos tempos de tristeza (pra uns) e de renda (pra outros), as barraquinhas dão lugar a gigantescas tendas, dificultando a passagem de pedestres. REFORMA DA PREVIDÊNCIA TEMPO DE CONTRIBUIÇÃO DEVE DIMINUIR Depois da divulgação do relatório do ministro Edson Fachin,o governo Temer já ensaia recuos no projeto de reforma da Previdência. Segundo a agência Reuters, um dos pontos que seriam retirados do projeto, caso a aprovada a reforma, seria a exigência de 49 anos de contibuição para o trabalhador se aposentar com o teto da previdênca, de R$ 5.531,00. O prazo poderia ser reduzido para 40 anos de contribuição. "Estão sendo avaliadas alternativas. Mas essa questão dos 49 anos de contribuição, que tanto prejuízo causou à reforma, vai deixar de estar presente no relatório", afirmou o presidente da Comissão Especial da reforma, deputado Carlos Marun (PMDB-MS). Outro ponto que ainda estava em discussão, mas está praticamente definido, é a idade mínima para se aposentar para quem aderir ao novo processo de transição, que deve ficar em 50 anos para mulheres e 55 anos para homens, aumentando gradualmente em um período de 20 anos até chegar à idade mínima de 65 anos, definida na regra geral da reforma. Agência Brasil A reforma da Previdência tira direitos adquiridos pelos trabalhadores e tem sido alviode protestos por todo o País

[close]

p. 6

SEGURANÇA PÚBLICA 6 BAIXADA FLUMINENSE, 16 a 30 de Abril WWW.CONECTABAIXADA.COM.BR Davi Boechat davi.boechat@conectabaixada.com.br A(in)segurança é assunto comum em conversas nas ruas de Mesquita. Relatos de assaltos a mão armada, roubos a estabelecimentos e veículos também estão nas redes sociais que, com ajuda de páginas policiais, contam os fatos com riqueza de detalhes. A frequência dos crimes, no entanto, não é percebida nos dados oficiais do ISP (Instituto de Segurança Pública), publicados pelo Governo do estado. No comparativo de fevereiro de 2016 com o mesmo mês deste ano, quando foi divulgada a última atualização do boletim, os registros de roubos a transeuntes diminuiram de 72 para 25, diferença de aproximadamente 65%. O roubo de celulares, um dos itens mais cobiçados pelos bandidos, também diminuiu. No primeiro mês deste ano, foram registados 7 roubos na cidade; no ano passado, 14. Governo RJ CRIMINALIDADE DIMINUI EM MESQUITA (?) No comércio, os números de ataques também tiveram diminuição. Em fevereiro, apenas um registro foi feito. No mesmo período do ano passado, cinco. Os dados de abril ainda não estão consolidados, mas quando publicados deverão mostrar um caso que aconteceu no dia 11. Funcionários de uma lanchonete do Centro foram amedrontados por um criminoso que, com arma em punho, anunciou o assalto e fez a limpa no caixa, levando aproximadamente de R$ 100. A ação durou menos de um minuto. Como a maior par- te das vendas é realizada em cartão, o montante no caixa era baixo. Auxiliado por um comparsa que o esperava do lado de fora, o bandido fugiu levando não só o dinheiro, mas a tranquilidade dos funcionários. “O patrão tomou o prejuízo financeiro, nós o emocional. Ninguém espera ficar com uma arma na cabeça ao vir trabalhar”, desabafou uma balconista. No momento do crime não havia clientes na loja. Outro crime que, segundo o relatório do ISP, também registrou diminuição foi o roubo em coletivos: de 13 casos para 8. Fora desta tendência, o roubo de veículos disparou de 48 para 74. Os furtos também aumentaram. Em fevereiro de 2016 foram 10 registros, no mesmo período desse ano, 14. Apesar dos dados, que podem parecer animadores, não há motivos para comemorar. De acordo com o presidente do Conselho de Segurança de Nova Iguaçu, Jayme Soares, especialmente no caso do roubo a transeuntes, muitos crimes não chegam a ser registrados. “Ir à delegacia não é agradável. Além disso, muitas vezes passam-se horas esperando atendimento. Isso faz com que o cidadão se conforme com o prejuízo sem levá-lo à polícia”, revela. DROGAS ALUNOS DE MESQUITA RECEBEM ORIENTAÇÕES Conscientizar os jovens sobre temas ligados à cidadania, prevenção à saúde e ao uso de drogas, bullying, educação ambiental, entre outros. Esse é o objetivo da série de palestras que o Grupamento da Ronda Escolar, da Secretaria Municipal de Segurança, Ordem Pública e Cidadania de Mesquita iniciou na semana passada. A primeira atividade, na Escola Municipal Cruzeiro do Sul, alunos com idades entre 11 e 14 anos aprenderam sobre os perigos do consumo de álcool, cigarro e outras drogas. Os guardas enfatizaram as maneiras como essas drogas são apresentadas aos jovens – muitas vezes por meio de amigos e familiares. Os alunos assistiram a vídeos e apresentações e interagiram com os palestrantes. “Nesse nosso trabalho de conscientização dos jovens conseguimos ver que eles se interessam pelo assunto. Isso demonstra que o trabalho consegue atingir seu principal objetivo: conscientizar e propor uma reflexão a esses jovens”, afirmou a coordenadora do Grupamento de Ronda Escolar, Simone Porto da Silva. Divulgação Estudantes assistem as pelestras

[close]

p. 7

BAIXADA FLUMINENSE, 16 a 30 de Abril WWW.CONECTABAIXADA.COM.BR 7 GERAL SUFOCO MOTOTAXISTAS SOFREM COM FALTA DE REGULAMENTAÇÃO Reprodução Facebook RIOCARD EXCEDENTE VAI PARA O BOLSO DOS EMPRESÁRIOS Governo RJ Organizados em sindicato, os mototaxistas querem a regulamentação da atividade para terem acesso a direitos Marcelle Bappersi marcelle.bappersi@conectabaixada.com.br Milhares de mototaxistas ainda circulam "fora da lei" pela Baixada Fluminense, por causa do descaso das prefeituras em regulamentar a atividade. De acordo com o Sindicato dos Mototaxistas do Rio de Janeiro (Simtierj), a resolução 350 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) é taxativa quanto às exigências para que o transporte de passageiros ou de mercadorias (motofretistas) seja exercido. O Departamento Estadual de Trânsito (Detran) revelou que dos 13 municípios da região, apenas Queimados regulamentou a atividade. Japeri também deu início ao processo. Em nota, a prefeitura revelou que "o processo será concluído nos próximos cinco/seis meses". Segundo o presidente do Simtierj, Daniel Lima, Nova Iguaçu foi a primeira cidade a publicar em Diário Oficial, em 2010, uma lei destinada à categoria. No entanto, milhares de mototaxistas continuam na irregularidade. Ele relata ainda que Mesquita teve uma reforma na atividade, fora dos parâmetros listados pelo Contran. "A maioria das prefeituras não aderiu à causa e ignorou o do- cumento protocolado. Estamos a um passo de tomar medidas drásticas para que esta lei seja cumprida", destaca. Em resposta, a secretaria de Transporte, Trânsito e Mobilidade Urbana de Novas Iguaçu afirmou que nenhum membro do Simtierj compareceu à reunião marcada. Já Mesquita justificou que as leis em vigor estão sendo avaliadas para dar início ao processo de regulamentação. Os outros municípios procurados pela reportagem do Conecta Baixada não haviam se manifestadosaté o fechamento desta edição. PROFISSIONAIS LUTAM POR DIREITOS Há dois anos, B., de 28 anos, começou a trabalhar como mototaxista em Nova Iguaçu, mas ele só está habilitado há pouco mais de um ano. O rapaz conta que foi atingido por um carro, em outubro, enquanto ia buscar um passageiro. Devido à informalidade do trabalho, os dias em repouso para se recuperar dos ferimentos trouxeram pre- juízo. "Minha mulher desempregada e eu parado. Já viu, né? Nós não temos qualquer tipo de direito, não somos reconhecidos. Só temos o que ganhamos na correria", contou. De acordo com a diretora da Sintierj, Cláudia Barone, a parceria dará suporte aos trabalhadores que se acidentarem, além do direito à autonomia, convênios com faculdades Marcelle Bappersi e cursos de capacitação. "Os governos municipais precisam ver que é mais dispendioso socorrer vítimas do que capacitar esses profissionais para evitar que isso ocorra", concluiu. O excedente dos cartões que não for usado em 12 meses irá para empresários O saldo excedente dos cartões do Bilhete Único não gasto no período de 12 meses pelos trabalhadores ficarão para as empresas de ônibus. A decisão foi tomada pela Justiça do Rio de Janeiro que, na última quarta-feira (12), derrubou liminar impetrada pelo Ministério Público estadual, que proíbia a Fetranspor e a Riocard, pertencentes às empresas de ônibus, de ficar com as sobras dos valores inseridos pelos consumidores nos seus cartões de bilhetagem eletrônica, após o vencimento do prazo anual. O montante chega a R$ 90 milhões. O mérito ainda será julgado em primeira instância, mas do ponto de vista processual, não há para os magistrados existência de um direito evidente nem de urgência na medida, já que a regra questionada estaria em vigor desde 2009. A recuperação do saldo não utilizado foi possível a partir de mudança na legislação, aprovada pela Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) em dezembro de 2016, que permitia que as empresas de ônibus ficassem com os créditos do RioCard pagos pelos passageiros. A nova lei, nº 7.506/16, incluiu os cartões eletrônicos na relação de passagens com prazo de validade de um ano. A lei foi aprovada pela Alerj com uma emenda que destina o valor não utilizado do Bilhete Único Intermunicipal para o Fundo Estadual de Transporte, mas foi vetado pelo Executivo. O governador Luiz Fernando Pezão (PMDB) justificou na época que o saldo remanescente dos cartões de transporte acumulado após um ano pertencia às empresas de ônibus. Propina para o TCE Dias antes da derru- bada do veto de Pezão, o presidente licenciado da Alerj, Jorge Picciani (PMDB), comentou no plenário os indícios levantados pelas investigações de pagamento de propina pela Fetranspor ao Tribunal de Contas do Estado (TCE). Em 2014, auditores do tribunal descobriram os créditos de R$ 90 milhões retidos pelas empresas nas linhas intermunicipais em cinco anos.

[close]

p. 8

EMPREENDEDORISMO 8 BAIXADA FLUMINENSE, 16 a 30 de Abril WWW.CONECTABAIXADA.COM.BR INCENTIVO PARA EMPREENDEDORES Governo RJ Na Rocinha, mercado popular tem dezenas de empreendedores Apresentado pelo Sebrae no último dia 11 de abril, o programa Favela Legal vai identificar moradores de comunidades com perfil empreendedor, incentivar a formalização de pequenos negócios já existentes e promover a capacitação empresarial nas comunidades carentes. O programa também deverá promover a capacitação dos empresários locais, levando direta- mente soluções do Se- brae, como os progra- mas de qualificação do Microempreende- dor Individual (MEI). Realizada pelo Data Popular em 2013, a pesquisa Em- preendedorismo nas Favelas apontou que 4 em cada 10 mora- dores das comunida- des brasileiras (3,8 milhões de pessoas) sonham em ter o pró- prio negócio. TECNOLOGIA PEQUENAS EMPRESAS TERÃO ACESSO A INOVAÇÃO Amaior aproximação entre as entidades de pesquisa e desenvolvimento (P&D) e as empresas de pequeno porte vai ganhar novo impulso, a partir do convênio firmado entre o Sebrae e a Associação Fórum Nacional de Gestores de Inovação e Transferência de Tecnologia (Fortec). Trata-se de um dos principais desafios na prática da inovação no Brasil, que Sebrae e Fortec dão um passo estratégico para superação. Pelo processo, O Sebrae ajudará a identificar problemas ou demandas existentes nas empresas, como defeitos em máquinas ou sistemas que possam levar a processos mais econômicos de produção. Com base no que for diagnosti- Agência Brasil Pequenas empresas terão diagnóstico e facilidade de acesso a tecnologias cado, será identificado um pesquisador, que já atue em algumas das instituições de pesquisa ligadas ao Fortec e desenvolva trabalho relacionado ao que querem essas empresas. A partir daí, será negociado um contrato, no qual a empresa poderá utilizar o serviço realizado pelo pesquisador e resolver seu problema, bem como melhorar a produção. O convênio Sebrae-Fortec também pode ajudar no caso de uma empresa que esteja empenhada em desenvolver, ela própria, pesquisa para melhorar o negócio.

[close]

p. 9

BAIXADA FLUMINENSE, 16 a 30 de Abril WWW.CONECTABAIXADA.COM.BR 9 TELEVISÃO ADOLESCENTES EM PERIGO? SÉRIE DA NETFLIX GERA POLÊMICA Asérie americana "13 Reasons Why", exibida pela Netflix há três semanas, vem causando polêmica. Segundo matéria publicada no jornal Estado de São Paulo, desde a estreia da série, que fala sobre bullying e suicídio em uma escola, a quantidade de pedidos de ajuda recebidos pelo Centro de Valorização da Vida (CVV), uma central de prevenção ao suicídio, aumentou 445%. Houve ainda alta de 170% na média diária de visitantes únicos no site a entidade. Em 13 episódios, o programa retrata a dor de Hannah Baker, adolescente que sofre bullying e grava em fitas os motivos pelos quais teria dado fim à vida. Segundo o CVV, a maioria das pessoas que está buscando atendimento nos últimos dias é jovem e se identifica com a dor da Divulgação Na série, a personagem Hannah Baker, vivida pela atriz Katherine Langford, suicida-se e deixa gravados em fita cassete os motivos que a levaram ao extremo personagem principal. A organização alerta que pais e familiares devem ter um olhar atento para mudanças de comportamento de adolescentes e não hesitar em pedir ajuda profissional. Especialistas apontam que adolescentes devem ter acompanhamento de adultos ao assistir a série. No site da entidade, que dá apoio psicológico 24 horas por e-mail, chat, skype e telefone, a média diária de 2,5 mil visitantes únicos saltou para 6.770 em abril - a série foi lançada em 31 de março. O telefone do CVV é o 141, para ligações de todo o Brasil. O serviço oferece ainda atendimento em seus postos. Na Baixada, o CVV fica em Nova Iguaçu, na Av. Gov. Portela, 382, Centro. O telefone é o 2657-9537. CIDADANIA TV DOS TRABALHADORES LANÇA APLICATIVO Reprodução A TVT, primeira rede de televisão sob gestão dos trabalhadores, já pode ser assistida também por dispositivos móveis. O aplicativo TVT de Bolso está disponível para smartphones e tablets com sistemas operacionais Android e iOS, no Play Store. Com o aplicativo, o usuário pode acompanhar a programação da emissora ao vivo, simultaneamente à TV Aberta, de qualquer lugar do Brasil e do mundo. Com a TVT de Bolso, também é possível assistir a todos os programas da emissora na hora que quiser, com conteúdos comprometidos com a democracia, a justiça social e a construção diária da cidadania e de uma sociedade mais justa e igualitária. Com a novidade, a Rede TVT amplia seu alcance, e complementa suas ações na internet: desde o ano passado, o Seu Jornal e outros programas também contam com transmissão simultânea no Facebook.

[close]

p. 10

SOCIEDADE 10 BAIXADA FLUMINENSE, 16 a 30 de Abril WWW.CONECTABAIXADA.COM.BR karolveiga@hotmail.com TRÊS GERAÇÕES DE BORGUEZAN O médico Celso Borguezan (de laranja) posou com seu pai e um dos seus filhos para essa linda foto. O médico disse que a imagem representa que as escolhas do seu presente vão interferir na expectativa do seu futuro. O médico trabalha com longevidade e modulação hormonal. Para melhorar as coisas, tem um consultório super moderno em Nova Iguaçu. Parabéns! Divulgação VIDA DE RAINHA Divulgação A advogada, empresária e em- preendedora por natureza, Ana Paula Loeblein, tem curtido a noi- te Iguaçuana. Nessa foto, a gata, à esquerda, aparece ao lado de uma amiga e do cantor sertanejo Marcelo Andrade, de quem é fã. A empresária vive uma das melho- res fases da sua vida. Gata, magra e com seus negócios indo de ven- to em popa. Isso que é vida!!! DIA DA BAIXADA NO SESI-CAXIAS TERÁ LÉO GAMA E BRUNNO PERSI O Teatro Sesi de Duque de Caxias terá programação especial para o Dia da Baixada, comemorado em 30 de abril. No dia 27, uma quinta-feira, a partir das 19h, o cantor e compositor Léo Gama (foto) sobe ao palco para apresentar a Tour Momentos. O show ainda terá a participação especial do pianista Brunno Persi. A entrada é gratuita. Léo Gama está lançando seu 2º EP - Momentos. Já Brunno Persi cantará uma nova versão de "Que sorte a nossa" e também mostrará sua nova música, "Deixa eu amar Você". Léo Gama estará também se apresentando, no dia 11 de maio às 20h, no Imperator (Centro Cultural João Nogueira), no Méier, Zona Norte do Rio. Divulgação MÉDICA GATA A gata Aline Fidelis acabou de se formar e se tornou a mais nova médica do pedaço. Aline tem um consultório super moderno em Nova Iguaçu e se divide entre a nova profissão, os filhos e o marido. E claro, como toda gata, não descuida da boa forma, sob os cuidados do maridão, o Dr. Celso Borguezan. Aline diz que fica muito mais fácil cuidar da saúde ao lado de quem entende do assunto. A bela está radiante com o diploma de Médica. Divulgação SUCESSO NA BAIXADA Divulgação A Cake Designer Bella Moulin esteve semana passada na Expo Noiva Iguaçu, que aconteceu no Real Paladar. Ela pôde apresentar seus lindos bolos e todo seu talento na arte de encantar nas festas que faz. Bella está na lista das mais procuradas para grandes eventos na Baixada. Além de bolos artísticos, ela faz doces modelados, suspiros e ovos de Páscoa.

[close]

p. 11

BAIXADA FLUMINENSE, 16 a 30 de Abril WWW.CONECTABAIXADA.COM.BR 11 PASSATEMPO EXPEDIENTE: Presidente: Ricardo Lucena Coordenador Editorial: Marco Antonio Canosa Projeto Gráfico: Renato Ferreira Diagramação: Renato Ferreira Edição Quinzenal Impressão: InfoGlobo O Jornal Conecta Baixada não se responsabiliza pelas opiniões emitidas por colunistas e colaboradores. Redação: Rua Dr. Mário Guimarães . Nº 428, SL. 308 . Centro, CEP: 26255-230, Nova Iguaçu, RJ. Tel: (21) 3765-3423 Comercial: (21) 3765 3423 WhatsApp: 995-75-4545 Email: contato@conectabaixada.com.br WhatsApp 995-75-4545

[close]

p. 12

ESPORTES 12 BAIXADA FLUMINENSE, 16 a 30 de Abril WWW.CONECTABAIXADA.COM.BR TATAME JIU-JITSU ATRAI MULTIDÃO NA BAIXADA FLUMINENSE QUALIDADE MÁXIMA O Professor e técni- Divulgação co Faixa Preta Jordan Almeida, idealizador do Projeto Social Esportivo Alvo da Luta, participou do curso de pedagogia e arbitragem promovida pela Federação de Jiu Jitsu (SJJSAF). De acordo com Jor- técnica para adminis- dan, o curso ajudará trar o sistema de ensina busca de qualidade no de seu projeto. Divulgação OURO EM NOVA IGUAÇU Thaíris Moura, um Divulgação dos destaques do projeto, foi medalha de ouro na Copa Iguaçuana de Jiu- -Jitsu, no dia 8 de abril. Lorran da Silva, outro representante do projeto, foi medalha de bronze. “Excelente competição e organização. Isso mostra mos árbitros e atletas de o valor do esporte na Bai- alto nível. Esse é o verda- xada Fluminense. Todos deiro conceito de organi- receberam medalhas, óti- zação”, afirmou Jordan. PROJETO EM COSMORAMA Em um grande mo- Divulgação mento de expansão, o professor Jordan Almeida inaugurou mais um espa- ço de treinamento social, desta vez em Cosmorama. Combinando espor- te e inclusão, a previsão é atender 200 atletas da usada nos treinamentos. região próxima à estação Para mais informações, de Edson Passos. A qua- acesse: Facebook/Projeto- dra da comunidade será alvodaluta Em Nova Iguaçu, a 9“ Copa Iguaçuana atraiu cerca de cinco mil pessoas ao ginásio do Iguaçu Basquete Clube (IBC), no Centro Rodrigo Melo rodrigo.melo@conectabaixada.com.br Omês de abril foi especial para os fãs de Jiu-Jitsu da Baixada Fluminense. No dia 8, em Nova Iguaçu, a 9ª Copa Iguaçuana de JJ impressionou com a quantidade de atletas e equipes participantes. No dia seguinte, 9 de abril, o III Circuito de Jiu-Jitsu de Duque de Caxias mostrou que o esporte continua crescendo no município, atraindo cinco mil pessoas para o evento. A Copa Iguaçuana, que aconteceu no Igua- çu Basquete Clube (IBC), contou com a participação de mais de 500 atletas e 40 equipes. Com 84 atletas e 71 medalhas, a GFTEAM ficou com a primeira colocação no resultado por equipes. O sucesso do evento agradou os fãs da "Arte Suave", já que o IBC receberá outra grande competição de Jiu-Jitsu, no dia 9 de julho, o Samurai Kombat. Jiu-Jitsu lota Vila Olímpica de Caxias O III Circuito Baixada de Jiu-Jitsu, um dos torneios mais famosos da região, atraiu mais de cinco mil pessoas à Vila Olímpica do município. O público compareceu em massa para assistir 900 atletas disputarem prêmios e medalhas nas categorias Juvenil, Adulto e Master. Em sua terceira edição, a primeira fase do torneio agradou os fãs e surpreendeu os organizadores. Sérgio Correa, secretário municipal de Esporte e Lazer, destacou o empenho dos lutadores e a participação do público. “O ginásio da Vila Olímpica está aberto a todos que queiram realizar eventos como o circuito de Jiu-Jitsu”, disse. NOVA IGUAÇU VENCE QUADRANGULAR EXTRA DA TAÇA RIO Numa temporada que vai ficar marcada na história do clube, o Nova Iguaçu conquistou mais um título, o quarto num intervalo de um ano: O Quadrangular Extra da Taça Rio. A goleada sobre o Boavista por 3 a 0 no Laranjão, com direito a “olé!”, finalizou a boa campanha de início do ano do Orgulho da Baixada. Em sua temporada de retorno à Primeira Divi- são, o Nova Iguaçu fez sua melhor campanha na história, com a quinta colocação na classificação geral, atrás apenas dos quatro grandes, conquistou a vaga na Série D do Campeonato Brasileiro de 2018 e tem grandes chances de disputar também a Copa do Brasil – para isso, basta que um carioca se classifique para a Libertadores do ano que vem. Bernardo Gleizer/Divulgação Principal força do futebol na Baixada Fluminense, o Nova Iguaçu comemora a melhor fase de sua história

[close]

Comments

no comments yet