Edição: Nº 283 - Círculo Militar em notícia - abril 2017

 

Embed or link this publication

Description

57 Anos

Popular Pages


p. 1



[close]

p. 2



[close]

p. 3



[close]

p. 4

EXPEDIENTE Círculo Militar de Campinas -Fundado em 21 de abril d e 1960 - GEN BDA CARLOS SERGIO CAMARA SAÚ Presidente de Honra CEL ADILSON MANGIAVACCHI Presidente do Conselho Consultivo CEL JOSÉ ROBERTO PIRES Presidente do Conselho Fiscal Diretoria Executiva CEL ALMIRANTE PEDRO ALVARES CABRAL Presidente TC JOÃO CARLOS PEZZO Vice-Presidente MÁRIO SATOCHI ASSANO Diretor Administrativo CEL CARLOS HENRIQUE TEIXEIRA COSTA Diretor Secretário MAJ JORGE FREDERICO PORT Diretor Cultural WILTON DOMINGUES Diretor de Esportes JOE YOSHIDA Diretor de Patrimônio TC ROBERTO SAMIR SABBAG Diretor de Relações Públicas TC SAMUEL ROBERTO DE ALMEIDA PACHECO Diretor Jurídico ARMANDO EUSTÁQUIO GUAIUME Diretor Social OTAIR MARCOS DANIELI Diretor Financeiro Círculo Militar em notícia Publicação Bimestral do Círculo Militar de Campinas sob a responsabilidade do Departamento de Relações Públicas relpub@cmcamp.com.br Diretor de Relações Públicas: TC Roberto Samir Sabbag Jornalista Responsável: Flávio Lamas Projeto Gráco: Daniele Constantino Impressão: Lince Gráca e Editora Tiragem: 5.200 exemplares Círculo Militar de Campinas Av. Getúlio Vargas, 200 Jd. Chapadão - Campinas - SP CEP 13070-0807 www.cmcamp.com.br (19) 3743.4800 4 NOSSO CLUBE PALAVRA DO PRESIDENTE Prezados Circulistas!!! ELEIÇÕES 2017 23 DE ABRIL (DOMINGO) 9h às 17h GINÁSIO DE ESPORTES QUEM PODE VOTAR? Além do associado titular, tem direito a voto também os familiares: co-associados, contribuintes tipo I (jovens maiores de 24 anos) e do tipo II (idosos genitores e sogros), previamente cadastrados na Secretaria Geral do Clube. Para votar o associado deve estar em dia com a mensalidade (vencida em 15/4), conforme parágrafo 4°, artigo 64 do Estatuto. Compareçam!!! Votem!!! E decidam o destino do nosso Círculo Militar de Campinas no próximo triênio!!! Cordiais Saudações!!! Cel Almirante Pedro Alvares Cabral Presidente

[close]

p. 5

SÓCIO EM DESTAQUE Miguel Agostinho Guardia (in memoriam) Por Roberto Assumpção Pimenta - Cel Presidente do CMC - 2002/2008 Capim barba de bode deu lugar à Reserva Ecológica do Círculo A Família Circulista tem o privilégio de poder desfrutar de uma belíssima área verde, onde chama atenção a diversidade de espécies existentes; porém, é importante que se diga que nem sempre foi assim… Quando do nascimento do clube, nos idos de 1960 – 1970, a região da Fazenda Chapadão, doada pelo Exército Brasileiro para a instalação do nosso Círculo Militar, era coberta somente de “capim barba de bode”, como dizia nosso saudoso exPresidente Cel Pettená. Aos poucos, com muita paciência e perseverança, o nosso querido e saudoso Miguel Guardia, recentemente falecido, inicialmente com a participação do também saudoso Maj Beraldo, foram transformando a região. Ao redor do lago, construído em 1970, foram plantadas inúmeras mudas de árvores que, com o passar do tempo, cresceram e passaram a contribuir para a preservação do próprio lago, constituindo sua vegetação ciliar, e proporcionando especial beleza àquela região. Mais recententemente, Miguel Guardia prosseguiu sozinho em seu maravilhoso trabalho e, a partir do nal dos anos 90 formou a Reserva Ecológica existente ao norte do Lago, na região entre o Círculo Militar e a Estrada dos Amarais. Em sua homenagem, a Reserva foi batizada com o seu nome e materializada através de uma placa comemorativa, na primavera de 2005, pela gestão 2002/2008. O Círculo Militar de Campinas será eternamente grato ao Dr. Miguel Guardia, pelo muito que fez para o nosso clube, especialmente no que diz respeito à implantação e preservação ambiental de nossas áreas verdes. A exuberante vegetação existente no interior de nossas divisas, atualmente uma das áreas mais arborizadas da região de Campinas, servirá de testemunho permanente de seu incansável e produtivo trabalho, realizado ao longo de muitos anos, com muito amor pela natureza. NOSSO CLUBE 5

[close]

p. 6

SÓCIO EM DESTAQUE José Maria Vieira Lomonaco por Vinícius D'Ottaviano O sócio em destaque desta edição é José Maria Vieira Lomonaco. Nascido em Pinhal/SP, é casado com Rina Higak Lomonaco (Atleta de Ouro do Xadrez em 1995), com quem tem dois lhos que residem no exterior. CMC em notícia: Faça um resumo da sua carreira: José Maria: Sou formado em Ciências Contábeis e Administração de Empresas. Trabalhei em empresas multinacionais e também na Petrobras e na Ceasa Campinas. CMC em notícia: Conte-nos um pouco mais da sua relação com o CMC. José Maria: Ficamos sócios do CMC em meados do ano de 1967, quando o clube ainda estava se formando e sempre fomos participando deste processo. CMC em notícia: Como? De que forma(s)? José Maria: Quando nos tornamos sócios, a Piscina Social ainda estava sendo construída. Durante muito tempo joguei futebol pelo clube, eu era conhecido como “Sumaré” e jogávamos todos (civis e militares) aos sábados à tarde no gramado chamado “Raspadão” e em 1970, no primeiro torneio do clube, fomos os grandes campeões. CMC em notícia: E como começou a sua relação com a Natação do Clube? José Maria: Com a ampliação do conjunto aquático, eu, a partir do ano de 1996, passei a frequentar e participar da criação da equipe de Masters de Natação do Clu- be e nestes tantos anos que se seguiram fui 14 vezes premiado com o prêmio “Top Five” pela ABMN (Associação Brasileira Master de Natação), convidado a representar a cidade de Campinas nos Jogos Estaduais dos JORI e indicado como “Destaque Esportivo do Ano” pela Secretaria de Esportes. Tanto que já ganhei por duas vezes o Atleta de Ouro do CMC. O ápice das minhas atividades na área, foi em 2005, quando a equipe do CMC sagrou-se Vice-Campeã Brasileira de Natação Master (na época eu era Diretor Auxiliar de Natação no clube). Desde 2010 também faço parte da Equipe CMC Runners. CMC em notícia: Por m, como o Senhor gostaria de ser lembrado? José Maria: Contribuí como Diretor Auxiliar e representei o Clube como Atleta vestindo três camisas: Futebol, Natação e Corrida, rogo a Deus, completar este ano, 50 anos de associado em boas condições para poder continuar servindo esta instituição com dedicação e anco. Sempre pensando que ajudei na sua consolidação e nas amizades construídas, pensando sempre em fazer a diferença. E como moro muito perto do clube, quando não consigo ir até lá, tenho a felicidade de contemplá-lo diariamente da janela do meu quarto. 6 NOSSO CLUBE

[close]

p. 7

Associado do CMC lança livro para preservar conhecimentos Engenheiro químico é o autor de “Combustão e Combustíveis” Veja essas três questões e responda: - A umidade da lenha varia de 40% a 50% em peso, podendo chegar a 20% quando seca. Certo ou errado? - O hidrogênio necessita de mais calor para elevar a temperatura de um gás de 400ºC para 700ºC do que de 100ºC para 400ºC. Certo ou errado? - O craqueamento catalítico é a terceira etapa do processo de quebra das moléculas grandes de hidrocarbonetos, deixando-as mais nobres e caras. Certo ou errado? por Flávio Lamas Se você não sabe a resposta para estas perguntas não vai gostar muito do livro “Combustão e Combustíveis”, lançado pelo nosso associado Geraldo Lodi, pela Editora dpg. Mas não se preocupe. Trata-se de um livro extremamente técnico, porém de importância fundamental para preservar conhecimentos teóricos e práticos de décadas de um especialista em engenharia química, formado pela Faculdade de Engenharia Industrial (FEI), de São Paulo e que também lecionou como professor universitário. No mercado competitivo das informações, esta publicação é uma preciosidade com valor inestimável, que Lodi disponibiliza com a maior boa vontade, graciosamente. Quem deve ler este livro? O professor Lodi explica: “São duas classes de leitores. As pessoas que trabalham com os combustíveis dentro da indústria, portanto os técnicos. E os estudantes de Engenharia Química”. “É um livro muito especíco para público muito especíco, direcionado”, ressalta ele, aos 68 anos, aposentado e que acalenta o sonho de voltar a dar aulas e repassar conhecimentos. “Trabalhei a vida inteira com isso, adoro o tema e uma apostila que utilizei por anos fui corrigindo, aperfeiçoando até chegar a esta publicação”, completa. O livro, na verdade, tem capítulos que vão desde princípios básicos da combustão, peso molecular dos combustíveis, fumaça e suas medidas, até a importância do petróleo para o mundo, sua origem, histórico, estrutura e reno tanto para veículos como para indústria química. O agora escritor Geraldo Lodi ressalta: “São raros os livros publicados sobre esse tema, porque tem pouca gente com experiência na área. É uma maneira de preservar o conhecimento. Hoje o mercado mudou muito”. Quem encontra o professor Geraldo Lodi fazendo caminhada pelas pistas internas do Clube ou nos shows apresentados no Círculo Militar, onde é frequentador assíduo, dicilmente imagina sua paixão por uma matéria tão técnica. Há quase 30 anos ele e esposa estão sempre no Clube. “O Círculo é um clube de campo dentro da cidade. Sempre gostei de dar voltas no lago, passear aqui dentro. Acho o Círculo muito bom”, conta ele. Sobre o lançamento do livro, Lodi informa que não haverá cerimônia formal -- está sendo feito apenas através das páginas do Revista do Círculo. “Meu objetivo não é vender, mas voltar a lecionar, como z no passado, 30 anos atrás”, diz ele. Porém, se alguém quiser um exemplar, basta solicitar pelo e-mail lodi.geraldo@gmail.com. Ah, se você cou curioso com as respostas para as três perguntas do começo da reportagem, o professor Geraldo Lodi diz que não há necessidade de ler “Combustão e Combustíveis”. Ele tira as dúvidas agora: as três questões estão absolutamente certas. NOSSO CLUBE 7

[close]

p. 8



[close]

p. 9

Dos 11 mil clubes do Brasil, Círculo está entre os 100 primeiros CMC recebe prêmio Clube Top 100 2017 O Círculo Militar de Campinas será homenageado este ano com o troféu Clube Top 100, da Federação Nacional dos Clubes do Brasil – Fenaclubes. Segundo o presidente da Federação, Arialdo Boscolo, o CMC foi “um dos que mais se destacaram no ano e que contribuiu de forma signicativa para o desenvolvimento da comunidade e da sociedade por meio de ações esportivas, sociais, culturais e de lazer”. Em ofício enviado ao presidente do Círculo, Cel Almirante Pedro Álvares Cabral, a Fenaclubes informa que acabou de nalizar um censo que revelou a existência de mais de 11 mil Clubes em todo o Brasil, todos regularmente constituídos e com sedes devidamente funcionais. O documento da Federação destaca ainda: “Este expressivo número traz ainda mais destaque ao CMC, que em 2017 receberá a homenagem de Clube Top 100”. A entrega do prêmio acontecerá em noite de gala, durante o Congresso Brasileiro de Clubes, que será realizado em Campinas no dia 28 de abril, no Hotel Royal Palm Plaza. O CMC receberá uma placa de homenagem em cerimônia exclusiva, em que haverá um jantar com show do ídolo da jovem guarda Jerry Adriani. O Congresso Brasileiro de Clubes, realizado pela Federação Nacional dos Clubes do Brasil com apoio do CBC e do SINDICLUBE, é o maior e mais importante evento do segmento clubístico no país e reúne presidentes e dirigentes dos clubes, autoridades e personalidades de destaque, além de grandes nomes do esporte brasileiro e artistas renomados no cenário nacional e internacional. O evento foca na excelência da gestão e estimula a integração e a troca de conhecimentos em um ambiente único, com participação de Clubes de todos os portes (inclusive de Futebol). NOSSO CLUBE 9

[close]

p. 10

11ª Brigada de Infantaria Leve BRIGADA ANHANGUERA A 11ª Brigada de Infantaria leve tem suas origens históricas na criação do 1º Grupamento de Artilharia de Costa da 2ª Região Militar, na cidade de Santos-SP em 30 de abril de 1943. Em 11 de novembro de 1971, o Decreto Presidencial Reservado Nr 01 criou a 11ª Brigada de Infantaria Blindada, por transformação do 1° Grupamento de Artilharia de Costa ,transferindo sua sede para a cidade de Jundiaí. Em 23 de novembro 1972, mudouse para a cidade de Campinas, ocupando a sede da histórica Fazenda Chapadão. Em 7 de dezembro de 1994, a 11ª Bda Inf Bld recebeu a denominação de ''Brigada Anhanguera'' em homenagem ao Bandeirante paulista Bartolomeu Bueno da Silva que, no século XVII, penetrou no interior do território brasileiro, descobrindo ouro nos sertões, desbravando regiões inóspitas e desconhecidas, utilizando como rota o caminho hoje balizado pela Rodovia Anhanguera. Em 3 de novembro de 2004, a 11º Brigada de Infantaria Blindada foi transformada em 11º Brigada de Infantaria Leve, chegando à sua conguração atual de uma tropa apta ao combate não-linear assimétrico. A 11º Bda Inf L é uma Grande Unidade Subordinada à 2ª Divisão de Exército e constitui-se numa peça de manobra do Comando Militar do Sudeste. 10 NOSSO CLUBE

[close]

p. 11



[close]

p. 12

Elaboração e atualização das Normas Gerais de Ação (NGA) Na Gestão 2014/2017, foram elaboradas e atualizadas as Normas Gerais de Ação (NGA) do Círculo Militar de Campinas, as quais entraram em vigor em 21 de fevereiro de 2015, após aprovação da Diretoria Executiva e atualizadas em 12 de abril de 2016. As NGA são um documento importante para os órgãos estatutários e também para todos os circulistas, pois trata dos deveres, direitos e normas para a utilização das instalações e condições de execução das modalidades desportivas, dentre outros aspectos. Elas respaldam a direção do CMC, os funcionários e os associados ao regular e normatizar os diversos procedimentos, atividades e ações. As NGA estão disponíveis na íntegra no site do clube. Elas estão sendo atualizadas anualmente, com o objetivo de se aperfeiçoar cada vez mais o funcionamento do Círculo Militar de Campinas. Segue abaixo o índice das NGA em vigor. ÍNDICE CAPÍTULO ASSUNTO I FINALIDADE II ACESSO AO CLUBE III NORMAS PARA UTILIZAÇÃO DAS CHURRASQUEIRAS IV SERVIÇO DE GERENTE-DE-DIA V BANCO DE TÍTULOS À VENDA NO CLUBE VI NORMAS DA ACADEMIA VII NORMAS DO BASQUETE VIII NORMAS DO BEACH TENNIS IX NORMAS DO FUTEBOL-DE-CAMPO X NORMAS DO FUTEBOL-DE-SALÃO XI NORMAS DO JOGO DE CARTAS XII NORMAS DA PESCA XIII NORMAS DA SINUCA XIV NORMAS DO TAMBORÉU XV NORMAS DO TÊNIS-DE-CAMPO XVI NORMAS DO TIRO COM ARCO XVII NORMAS PARA UTILIZAÇÃO DA PISCINA XVIII NORMAS DO XADREZ XIX NORMAS DE FUNCIONAMENTO DA COMISSÃO DE SINDICÂNCIA DE ESPORTES XX NORMAS DE UTILIZAÇÃO DO CLUBE POR NÃO-SÓCIOS NAS ATIVIDADES DESPORTIVAS E CULTURAIS 12 NOSSO CLUBE PÁG 3 4 11 15 17 18 20 22 25 29 31 37 40 42 44 47 49 55 57 60 REDATOR SECRETARIA ESPORTES CULTURAL

[close]

p. 13

CAPÍTULO XXI XXII XXIII XXIV XXV XXVI XXVII XXVIII XXIX XXX XXXI XXXII XXXIII ASSUNTO NORMAS, DIRETRIZES E ORIENTAÇÕES PARA O PLANEJAMENTO E EXECUÇÃO DAS ATIVIDADES CULTURAIS NORMAS, DIRETRIZES E ORIENTAÇÕES PARA O PLANEJAMENTO E A EXECUÇÃO DAS ATIVIDADES SOCIAIS NORMAS DO DEPARTAMENTO DE PATRIMÔNIO E E SERVIÇOS PADRONIZAÇÃO DE REQUERIMENTOS E PROCEDIMENTOS PARA O TRATO COM OS FUNCIONÁRIOS CADASTRAMENTO DE PARTICIPANTES EXTERNOS NAS ATIVIDADES SOCIAIS, ESPORTIVAS E CULTURAIS DO CLUBE E AÇÃO DO DEPARTAMENTO DE RELAÇÕES PÚBLICAS VEÍCULOS NO INTERIOR DO CLUBE NORMAS PARA UTILIZAÇÃO DA SAUNA NORMAS "VAMOS PEDALAR NO CLUBE’’ TABELA DE PREÇOS REGRAS E DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA ADMISSÃO E EXCLUSÃO DE ASSOCIADOS OU DEPENDENTES MEDIANTE REQUERIMENTO OU NÃO PREVISÃO DE APLICAÇÃO DE SANÇÕES E RELAÇÃO DE TRANSGRESSÕES DISCIPLINARES PLANO DIRETOR DE GESTÃO SUSTENTÁVEL DE RESÍDUOS SÓLIDOS PLANO DE MANEJO DAS ÁREAS VERDES PÁG 63 REDATOR CULTURAL 65 SOCIAL 67 PATRIMÔNIO 100 RH 104 VICE-PRESIDÊNCIA/ RELAÇÕES PÚBLICAS VICE-PRESIDÊNCIA/ 106 DEPARTAMENTO DE SEGURANÇA 107 ADMINISTRATIVO 109 110 FINANCEIRO 111 JURÍDICO 113 118 PRESIDÊNCIA 120 (COMISSÃO DE ECOLOGIA E MEIO AMBIENTE) Implantação da Ouvidoria do Círculo Militar de Campinas 1. Na gestão 2014/2017, o Círculo Militar de Campinas implantou o sistema de ouvidoria, tornando prático, eciente e ecaz o trato das solicitações/informações/ reclamações/contribuições e sugestões dos associados. 2. Destaca-se que o contato feito através do e-mail ouvidoria@cmcamp.com.br ou do Formulário de Atendimento ao Associado, utilizando o link “OUVIDORIA” do site do CMC, chega de maneira rápida e direta à diretoria do clube, agilizando a resposta institucional (a qual é realizada no máximo em até 72 horas) e a tomada de providências, quando necessárias. 3. Quadro Resumo de Contatos da Ouvidoria enviadas/respondidas, até o momento, na gestão 2014/2017. ANO 2014 2015 2016 2017 TOTAL NÚMERO DE OUVIDORIAS 37 119 93 18 268 NOSSO CLUBE 13

[close]

p. 14

RECURSOS HUMANOS Projeto Menor Aprendiz Para tudo na vida há sempre um início, um primeiro passo! Do caminhar ao falar sempre partimos do princípio e na vida prossional não é diferente, pois cada um tem uma história de como iniciou sua jornada no mercado de trabalho. Para o Aprendiz, além de participar da rotina de uma empresa e realizar uma atividade remunerada, o aprendizado diário vivenciado por experiências reais e a prática daquilo que é ensinado nas entidades que desenvolvem o projeto com estes jovens, os auxilia na construção de um promissor futuro prossional. O Círculo Militar de Campinas, através de seu Departamento de Recursos Humanos apoia o Projeto Menor Aprendiz e registra aqui uma singela homenagem aos Aprendizes que colaboraram entre os anos de 2015 a 2017: Amanda Santos da Silva – Departamento de Esportes/ Academia. Sávio Misael Matos Moreira – Departamento de Esportes/ Secretaria de Esportes. Renan dos Santos Oliveira – Departamento Cultural Que este seja apenas o primeiro passo para uma brilhante carreira prossional, pois conhecemos o potencial e a capacidade de cada um. Agradecimento da atleta circulista do Tênis de Campo Participante da Olimpíada Rio 2016, homenageada no Atleta de Ouro 2016 “... É com muito orgulho e carinho que venho agradecer não só à Presidência e Diretoria, mas ao Prof Fábio Saltori, pela oportunidade de ter crescido e me desenvolvido no CMC. Desde sempre fui muito envolvida em todas as atividades do Clube, e graças a isso consegui seguir meu sonho e caminho rumo ao prossional. Obrigada a todos pela homenagem prestada no evento Atleta de Ouro 2016, esse reconhecimento não tem preço, e com certeza é uma motivação a mais para seguir buscando cada vez mais o topo. Obrigada, Paula Gonçalves.” Competindo fora do país, à época do evento “Atleta de Ouro 2016”, a atleta foi representada pelos pais Rita e Renato Gonçalves. 14 NOSSO CLUBE

[close]

p. 15

RETROSPECTIVA RH RH/RETROSPECTIVA 15

[close]

Comments

no comments yet