Jornal Conecta Baixada 33ª Edição

 

Embed or link this publication

Description

Jornal Conecta Baixada 33ª Edição

Popular Pages


p. 1

Recicle informação. Passe este jornal para outro leitor. 995-75-4545 www.conectabaixada.com.br 2017 A INFORMAÇÃO VAI ATÉ VOCÊ BAIXADA FLUMINENSE 1 a 15 de Abril ANO 3 - N° 33 Divulgação FUTURO INCERTORNeocveabeIgnudaoçum(ePnoosssed)avimveetdaidaes ddeosinrceecruterszoass.dPereqfueeitunreaceesssoitcaiepdaaradefudniscciounteamr, HsoolsupçiõtaelsG. ePráaglindae3 ROUBOS A QUALQUER HORA DO DIA APAVORAM MESQUITA MORADORES COLECIONAM HISTÓRIAS DE ATAQUES NAS RUAS MAL ILUMINADAS DA CIDADE. NEM PROXIMIDADE COM DELEGACIA INIBE BANDIDOS. Página 7 FEBRE AMARELA BAIXADA AUMENTA REDE DE VACINAÇÃO Agência Brasil EDUCAÇÃO FALTA CRECHE PARA MAIS DE 2,6 MILHÕES DE CRIANÇAS Levantamento do IBGE revela déficit de vagas em todo o País, mas, na Baixada, prefeitos ignoram o problema. Página 4 ESPORTES PROJETO FORMA ATLETAS OLÍMPICOS Divulgação Medo que a doença se alastre, principalmente em municípios com grande área rural, levaram à ampliação dos pontos e número de doses. Página 3 NA MEMÓRIA VEREADORES DE MESQUITA HOMENAGEIAM NAKAN Câmara inaugura novo plenário e condecoram personalidades com medalha que leva nome do falecido parlamentar. Página 6 Morador do Riachão, Mateus Ger- mano, de 17 anos, está entre os 10 melhores do Brasil. Página 12 Mantenha sua cidade limpa. Não jogue papel no chão.Olici pont.

[close]

p. 2

SERVIDOR 2 BAIXADA FLUMINENSE, 1 a 15 de Abril WWW.CONECTABAIXADA.COM.BR ATÉ 7 DE ABRIL RECADASTRAMENTO EM DUQUE DE CAXIAS APrefeitura de Duque de Caxias está realizando, Duvulgação até o dia 7 de abril, o recadastramento obri- gatório dos 14 mil ser- vidores públicos muni- cipais da ativa. Segundo a Prefeitura, até agora, pouco mais de 50% dos servidodres fizeram o recadastranento, que é obrigatório para todos os funcionários da ativa e cargos em comissão. Para fazer o recadas- O recadastramento é obrigatorio para todos os servidores da ativa e comissionados tramento os servidores gulamentada); certidão A Secretaria de Admi- devem comparecer à sede de casamento ou nasci- nistração (SMA) ressalta da prefeitura, no Jardim mento; comprovante de que é importante que os Primavera, com os se- escolaridade, títulos e es- servidores compareçam guintes documentos: do- pecializações; certidão de na data marcada, de cumento de identidade nascimento de filhos (de- acordo com seu número com foto, título de elei- pendentes menores de de matrícula. Os fun- tor ou comprovante de 18 anos); documento de cionários que, por al- quitação eleitoral; CPF; identidade de dependen- gum motivo, perderam certificado de reservis- tes legais; comprovante a data, devem procurar ta ou dispensa de incor- de escolaridade dos de- a SMA para reagendar poração (até 47 anos de pendentes até 16 anos; seu atendimento. Nes- idade); comprovante de comprovante de cadas- te caso, o servidor deve residência; comprovante tro no PIS/PASEP; CNH entrar em contato, pelo de conclusão de habilita- (quando se tratar de fun- telefone 2773-6266 ou ção exigida para o cargo; ção exigida para dirigir pelo e-mail recadastra- comprovante de registro veículos da Prefeitura); e m e n t o 2 0 1 7 @ d u q u e - no órgão de classe (quan- carteira de trabalho, caso decaxias.rj.gov.br, nos do se tratar de função re- não seja estatutário. dias 10, 11 e 12 de abril. SEM AULAS JUSTIÇA IMPEDE DESCONTOS EM SALÁRIOS DA UERJ Duvulgação Em assembleia, os servidores da Uerj decidiram pela paralisação A Justiça do Rio de Janeiro concedeu mandado de segurança que impede qualquer corte salarial de servidores da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj). O governador Luiz Fernando Pezão havia anunciado que cortaria 30% dos salários dos servidores da universidade, caso eles não voltassem ao trabalho. Sem culpa pela interrupção das aulas O mandado de segurança foi pedido pela própria Uerj, que alegou que as aulas ainda não foram iniciadas neste ano devido aos problemas orçamentários. De acordo com a Justiça, a Uerj informou que a paralisação das atividades não é voluntária, nem foi motivada por reivindicações salariais de seus servidores. Segundo a Justiça, a Uerj também informou que o contingenciamento orçamentário da universidade, decorrente da crise financeira do estado, deixou uma dívida de mais de R$ 14 milhões com empresas de limpeza, vigilância e manutenção dos elevadores e, por isso, esses prestadores de serviço suspenderam suas ações. PREVIDÊNCIA TEMER VOLTA A MIRAR SERVIDORES Após anunciar que retiraria os servidores públicos de estados e municípios da reforma da Previdência, o presidente Michel Temer agora decidiu que não é bem assim. O governo quer incluir no projeto uma emenda estabelecendo que estados e municípios terão seis meses para aprovar uma reforma previdenciária para seus servidores. Se não cumprirem o de- terminado, terão que se submeter às regras do regime federal. A emenda foi a forma encontrada pela área econômica do governo para reincluir o funcionalismo estadual e municipal na reforma. No último dia 21, Temer anunciou que os servidores de estados e municípios ficariam de fora do projeto federal, em respeito ao pacto federativo e à independência dos es- tados para tratar de suas próprias questões previdenciárias. Mudança foi cortina de fumaça Na realidade, o objetivo era dividir os trabalhadores, minando a resistência às mudanças que já pressionava deputados e poderia atrapalhar a aprovação da reforma. De acordo com o jornal Folha de S.Paulo, o governo identificou repercus- são negativa no mercado financeiro e entre os governadores. A emenda dos seis meses foi apresentada pelo ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, à bancada governista da Câmara. Se passar, vai pressionar governadores e prefeitos, uma vez que os servidores estaduais e municipais vão lutar pela aprovação de uma reforma mais benéfica para a categoria do que a oferecida pelo texto federal. Contudo, especialistas acreditam ser improvável que estados e municípios consigam elaborar, debater e aprovar suas reformas em apenas seis meses. Isso significa que, na prática, a maioria deve ser obrigada a seguir a reforma federal e os servidores públicos também pagarão o preço.

[close]

p. 3

BAIXADA FLUMINENSE, 1 a 15 de Abril WWW.CONECTABAIXADA.COM.BR 3 SAÚDE POSSE SEM RECURSOS E COM O FUTURO INCERTO Fotos: Divulgação FEBRE AMARELA MUNICÍPIOS DA BAIXADA AMPLIAM VACINAÇÃO Agência Brasil Davi Boechat Odaviboechat@conectabaixada.com.br s seis milhões de habitantes da capital do Rio de Janeiro contam com 17 emergências públicas. Na Baixada Fluminense, o número de hospitais com pronto atendimento é proporcionalmente menor. A região, composta por 13 municípios, conta com apenas três emergências para atender aproximadamente 4 milhões de pessoas. Os dados foram apresentados durante audiência pública promovida pela prefeitura de Nova Iguaçu na noite da terça-feira (28). De acordo com o prefeito, Rogério Lisboa (PR), o problema fica ainda mais grave quando se leva em consideração a divisão do bolo realizada pelo Governo Federal. “Há diferença no investimento. Temos que dar um basta nisso”, afirmou. No encontro foram apresentados os desafios enfrentados pelo município na administração do Hospital Geral de Nova Iguaçu, o Hospital da Posse. Segundo a prefeitura, A audiência pública contou com representantes do poder público e da sociedade o repasse de verbas para a unidade não chega a metade do necessário. Hoje, aproximadamente R$ 6,3 milhões são dedicados para a manutenção da unidade, longe do o ideal afixado pela administração da unidade, R$ 14 milhões. Unidade está sobrecarregada Quase metade dos atendimentos realizados no Hospital da Posse são de pacientes vindos de outros municípios da Baixada. “É preciso que os municípios ao redor entendam que o problema também é deles. Cerca de 45% dos atendimentos são de fora. O hospital está funcionando muito acima da capacidade e Nova Iguaçu paga a conta praticamente sozinha”, comentou o secretário municipal de Saúde, Hildoberto Carneiro.
 Atendimento não é só a pacientes do SUS O diretor geral do Hospital da Posse, Joé Sestello, enfatizou que o hospital, por ser a maior emergência da região, é referência para atendimentos feitos em via pública pelo Samu ou Corpo de Bombeiros. “Mesmo que se tenha o melhor plano de saúde, quan- do ocorre um acidente ou a pessoa é vítima de violência é em uma unidade pública de saúde que será dado o primeiro atendimento emergencial. Ou seja, o Hospital da Posse não é apenas para quem depende do SUS”, afir- ma Sestello. Na reunião foi costu- rada a articulação para um ato em defesa da saúde pública de Nova Iguaçu, ainda sem data e local definidos. Objetivo é evitar que a doença chegue aos municípios da região A mobilização nacional para erradicar a febre amarela tem feito com que algumas prefeituras da Baixada Fluminense divulguem seus cronogramas de vacinação para imunizar a população. Em Mesquita, 100 senhas são distribuídas às segundas-feiras, na secretaria municipal de Saúde, e às sextas-feiras, no CMS Mesquita, na Rua Paraná 557, no Centro, a partir das 13h. Segundo a prefeitura, as vacinas disponíveis no município são destinadas às pessoas que vão viajar para áreas epidêmicas. Em Nova Iguaçu, a população começou a ser imunizada no dia 23. Segundo a prefeitura, a cidade não é considerada área de risco. Como medida de proteção, a expectativa é de que moradores dos bairros Vila de Cava, Austin, Miguel Couto, Rio D’Ouro, Tinguá, Jaceruba e Adrianópolis sejam vacinados até a campanha municipal, que será iniciada dentro de duas semanas. Mais pontos de vacinação em Caxias Duque de Caxias descentralizou a ofer- ta de vacina e ampliou o número de postos de imunização; ao todo são onze. Nos distritos de Xerém e Taquara, a prefeitura destaca que o objetivo é vacinar a população atendida nos Espaços de Saúde da Família (ESF) nos bairros Santa Rosa, Santo Antônio da Serra, Parque Eldorado, Jardim Olimpo e Taquara. Já em Seropédica, toda a população, entre 9 meses e 60 anos de idade, pode ser vacinada às quarta-feiras, no Posto de Saúde Fazenda Caxias, no Km 49. São distribuídas 50 senhas, e as vacinas são aplicadas entre 8h30 e 11h30. Moradores de áreas rurais têm prioridade De acordo com a secretaria Estadual de Saúde, o Rio de Janeiro não era área de risco até o surgimento de registros da doença. Com uma morte por febre amarela confirmada, a oferta de vacinas está sendo ampliada para que toda população de bairros localizados na zona da mata, próximos às áreas rurais e região serrana seja imunizada.

[close]

p. 4

EDUCAÇÃO FALTAM VAGAS BRASIL TEM 2,6 MILHÕES DE CRIANÇAS FORA DA CRECHE Divulgação 4 BAIXADA FLUMINENSE, 1 a 15 de Abril WWW.CONECTABAIXADA.COM.BR FIM DA ESPERA NOVA IGUAÇU CHAMA CONCURSADOS DE 2012 Duvulgação O Plano nacional de Educação (PNE) estabelece que até 2024 50% das crianças com até 3 anos estejam matriculadas Levantamento do Instituto Brasileiro de Geografia e Es- nicípios responderam às perguntas da reportagem, e apenas um admi- sino, sendo 1.761 na Educação Infantil e 149 em três creches municipais", tatística (IBGE), aponta tiu falta de vagas. admitiu a necessidade de que, em 2015, das 10,3 A Prefeitura de Ita- criação de vagas. "Para milhões de crianças bra- guaí disse que o mu- atender toda a demanda, sileiras com menos de 4 nicípio "conta com 16 precisamos criar mais anos, apenas 25,6% (2,6 creches e estão matricu- 2 mil vagas e construir milhões) estavam ma- ladas na Educação Infan- mais 10 creches". triculadas em creche ou til 2.461 alunos na faixa O Plano Nacional de escola. As informações etária de 0 a 3 anos, 11 Educação (PNE), san- constam do suplemento meses e 29 dias". cionado em 2014, esta- Aspectos dos cuidados Nova Iguaçu informou belece na sua primeira das crianças de menos que "o município conta meta a universalização de 4 anos de idade, da com 17 escolas municipais da educação infantil na Pesquisa Nacional por de educação infantil e 13 pré-escola para crianças Amostra de Domicílios creches conveniadas que de 4 a 5 anos até 2016 e (Pnad) 2015, divulgado atendem 4.395 crianças". a ampliação da oferta de no dia 29 de março. Apenas Queimados , educação em creches de Na Baixada não há com "1.810 estudantes de forma a atender, no míni- estatísticas registradas. até 4 anos matriculados mo, 50% das crianças de Apenas três dos 13 mu- na rede municipal de en- até 3 anos até 2024. Os professores já tomaram posse e vão asumir turmas em escolas da rede Os 149 professores aprovados no concurso promovido em 2012 pela prefeitura de Nova Iguaçu tomaram posse entre os dias 31 de março e 3 de abril. Os concursados já haviam sido convocados pela administração municipal anterior e fizeram exames médicos para admissão, mas nunca foram empossados para começar a trabalhar. Os docentes vão atu- ar em turmas de Educação Infantil até o 5° ano do Ensino Fundamental nas escolas municipais, com alunos de 4 a 11 anos de idade. Atualmente a rede pública municipal de Nova Iguaçu conta com 6 mil professores e a carência para suprir o déficit docente é de 550. PRÉ-VESTIBULAR SOCIAL E PRÉ-TÉCNICO TÊM VAGAS Duvulgação As vagas são para ex-alunos e alunos das redes públicas estadual e municipal Ex-alunos da rede pública estadual de Nova Iguaçu, que estejam cursando o terceiro ano do ensino médio ou que já tenham concluído, e alunos bolsistas da rede particular podem se inscrever gratuitamente no pré-vestibular social do município. Estão sendo oferecidas 100 vagas. O início das aulas está previsto para o dia 08 (sábado). Também serão abertas 80 vagas para o curso pré-técnico aos alunos da rede pública de Nova Iguaçu e do Estado que estão cursando o 9º ano do ensino fundamental e/ou a 9ª fase da Educação de Jovens e Adultos (EJA). As inscrições podem ser feitas das 9h às 12h e das 13h às 17h, na Escola Municipal Monteiro Lobato (Rua Luiz de Lima s/n°, Centro. Ao lado da Vila Olímpica). É necessário apresentar declaração de escolaridade, comprovante de residência, xerox e original da Identidade e do CPF.

[close]

p. 5

BAIXADA FLUMINENSE, 1 a 15 de Abril WWW.CONECTABAIXADA.COM.BR 5 GERAL CONEXÃO GERAL Davi de Castro davi.castro@conectabaixada.com.br VRUA DE MESQUITA SAI DO ABANDONO PARA A HISTÓRIA ale à pena registrar na abertura da CG um fato que se tornará histórico na politica do município de Mesquita. Depois de vários anos com alagamentos de imóveis, durante chuvas mais fortes, por causa da rede de esgoto entupida, a situação precária da Rua Hercília e de outras da Vila Emil está chegando ao fim. Muitas famílias tiveram bens destruídos por causa dos alagamentos. Esta região de Mesquita sempre foi esquecida pelos governantes, mas o vice-prefeito da cidade, Waltinho Paixão (PROS), está mudando a historia. Ele conversou com moradores e a prefeitura já iniciou uma grande obra na artéria para acabar com as enchentes. O ato contou com o apoio do prefeito Jorge Miranda (PSDB) e a obra deverá durar uma semana. A causadora do estrago foi a Cedae, que teria colocado no final da rede uma tubulação de bitola estreita, incapaz de dar vazão ao fluxo de água. Assim, a região alagava e, recentemente, até o esgoto estava retornando para as residências. PROPINA Na edição 28, a CG informou que a Policia Federal iria bater cedinho na porta de muita gente na Baixada. E que na lista teriam políticos, prefeitos, empresários e outros. Bem, a operação, “Quinto de Outro” já chegou ao Rio. PICCIANI ENROLADO E nessa primeira etapa, PF e Ministério Público já prenderam conselheiros influentes do Tribunal de Contas do Estado (TCE), vasculhou a Assembléia Legislativa (Alerj) e levou o poderoso presidente Jorge Picciani (PMDB) para depor. E ALUÍSIO GAMA? As más línguas dizem que tem conselheiros, deputados, prefeitos e empresários roendo unhas sem parar. Não deve ser o caso do ex-conselheiro Aluisio Gama, que teria colocando seu patrimônio educacional à venda e quer ser deputado. HOSPITAL DA POSSE EM RISCO DE FECHAR O Hospital da Posse recebe R$ 6,3 milhões mensais do governo federal, mas precisa de R$ 14 milhões. Com essa matemática, o único hospital de grande porte que atende toda Baixada Fluminense e grande parte da Via Dutra, corre o risco de fechar as portas. Disposto a salvar a situação, o prefeito de Nova Iguaçu, Rogério Lisboa (PR) e o vice, Ferreirinha (PT), participaram de uma audiência pública, na semana passada, para buscar caminhos financeiros e manter a unidade aberta. Fora disso, pode fechar. SEM PAGAMENTO Os aposentados de São João de Meriti não estão comendo nem o pão que o diabo amassou, porque não tem dinheiro pra comprar. O prefeito dr. João Ferreira (PR) prometeu e não cumpriu. Ele não paga nem o s atrasados, nem o atual. MAX LEMOS Max Lemos (PMDB), ex-prefeito de Queimados, não negou que será candidato a prefeito de Nova Iguaçu em 2020. Mas ressaltou que, antes, precisa resolver sua vida politica em 2018. “Serei candidato a deputado estadual ou federal”. TÊNIS E SEUS BLUE CAPS Aquela banda que embalou muitos corações nos anos 80, Renato e seus Blue Caps, participa da festa dos 71 anos do Tênis Clube de Mesquita. Será dia 1º de maio, data que também marca o dia comemorativo do trabalhador. IRREGULARIDADES SETE MILHÕES NÃO VÃO RECEBER FGTS Pelo menos sete milhões de trabalhadores não conseguirão sacar dinheiro de contas inativas do FGTS por causa de empresas que cometeram irregularidades ou deixaram de fazer o depósito. Segundo estimativas da Caixa, 198 mil empresas deixaram de depositar R$ 24 bilhões em FGTS. O Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) registrou 6.934 denúncias de trabalhadores contra empresas que não depositaram ou fizeram recolhimento irregular do FGTS. O aumento chega a 43%, no período de 23 de dezembro de 2016 e 15 de março de 2017, em comparação com mesmo período do ano anterior, quando foram 4.831 queixas. Desde que o governo anunciou a liberação do saque de contas inativas do FGTS, a média é de 77 queixas formais por dia. Não há limite de tempo para fazer denúncias ao MTE, mas para reaver o dinheiro com ação judicial o prazo para processo trabalhista é de 2 anos após deixar a empresa. Pelas estimativas da Caixa, pelo menos 7 milhões de trabalhadores não conseguirão sacar o dinheiro Divulgação

[close]

p. 6

POLÍTICA 6 BAIXADA FLUMINENSE, 1 a 15 de Abril WWW.CONECTABAIXADA.COM.BR Davi Boechat davi.boechat@conectabaixada.com.br Em homenagem aos dois anos de morte do vereador Flávio Nakan, o Legislativo de Mesquita promoveu uma sessão solene no dia 29. A história do vereador, vítima de complicações em cirurgia para retirada de uma bolsa de colostomia, aos 44 anos, foi louvada com a renomeação do plenário, que passa a se chamar “Vereador Flávio Nakan”, mesmo nome dado à medalha que condecorou personalidades do município. Em discursos, ex-companheiros de vereança homenagearam Nakan. “Nakan se destacou pela luta em favor dos portadores de deficiência, legado que projetou Mesquita para a inclusão”, comentou a vereadora Cris Gêmeas (PCdoB), idealizadora do evento, relembrando o período em que compôs a bancada do Partido dos Trabalhadores, presidida por Nakan. Sessão solene marcou dois anos da morte do político, pioneiro em políticas para deficientes. Na foto, os vereadores, acompanhados da família de Nakan, do prefeito Jorge Miranda, e do vice-prefeito Waltinho Paixão CÂMARA DE MESQUITA HOMENAGEIA NAKAN No evento, a família de Nakan também foi homenageada. A viúva Josy, o filho João, a mãe Yuriko e os irmãos Luiz e James foram cumprimentados pelo presidente da Câmara, o vereador Marcelo Biriba (PRB), recebendo flores e aplausos. Artista bem sucedido, Nakan iniciou-se na política em 1994, filiando-se ao PT, de onde nunca saiu. Dois anos depois, foi eleito o vereador mais jo- vem de Nova Iguaçu. Com a emancipação, Nakan inaugurou a Câmara Municipal de Mesquita, vitorioso no pleito de 2000, onde ocuparia a presidência duas vezes. Em todas as eleições municipais Davi Boechat/Conecta Baixada foi vitorioso. Candidato ao Palácio Tiradentes em 2006, obteve a expressiva votação de 25 mil pessoas, conquistando a primeira suplência do partido. CRISE DESEMPEGO EM ALTA E TEMER EM BAIXA Dados divulgados pelo IBGE na última sexta-feira (31) revelam que o Brasil tem hoje 13,5 milhões de desempregados. Segundo os dados da Pnad Contínua, o número bateu o recorde da série iniciada em 2012. Este contingente cresceu 11,7% (mais 1,4 milhão de pessoas), em compração ao trimestre encerrado em novembro de 2016. O Banco Central também divulgou que a recessão acumulada em 12 meses é de 3,99%. Governo tem rejeição recorde Em outra pesquisa, desta vez da Confederação Nacional da Indústria (CNI)/Ibope sobre a avaliação do governo de Michel Temer, mostra que 79% da população não confiam no atual governo. No último levantamento, em dezembro do ano passado, o percentual era de 72%. Outros 73% desaprovam o modo de governar de Michel Temer, índice que também subiu em relação à pesquisa anterior, que registrou percentual de 64%. Os brasileiros que avaliam o governo Temer como ruim ou péssimo subiu de 46% em dezembro para 55% em março. Por região, Michel Temer também tem alta rejeição. A região Nordeste apresenta o maior percentual dos que avaliam o governo como ruim ou péssimo (67%), mais de 10 pontos percentuais acima da segunda região com pior avaliação (Sudeste, com 52%).

[close]

p. 7

BAIXADA FLUMINENSE, 1 a 15 de Abril WWW.CONECTABAIXADA.COM.BR 7 SEGURANÇA PÚBLICA MESQUITA ASSALTOS A QUALQUER HORA DO DIA OU DA NOITE Renato Ferreira/Conecta Baixada O comerciante Orígenes mostra os postes com luminárias apagadas desde o ano passado, na Rua Henrique Lussac Marcelle Bappersi marcelle.bappersi@conectabaixada.com.br Luz do dia e intensa movimentação de pedestres nas ruas não afugentam mais os ladrões que agem no Centro de Mesquita. Segundo relatos de moradores, a cidade está cada vez mais violenta. E os dados do Instituto de Segurança Pública (ISP) confirmam a percepção da população: o número de roubos de rua, que contabiliza registros de roubos a transeuntes, de celulares e em coletivos, nos dois primeiros meses desse ano subiram 20,68%, com relação a janeiro e fevereiro do ano passado. Ao todo, 175 pessoas atacadas. Em uma tarde de fevereiro, a comerciante F. estava na porta de sua casa aguardando a irmã jogar a chave pela janela. Ela segurava o celular com uma mão e a outra mão estava estendida para conseguir pegar o molho. Nesse instante, um homem em uma moto, armado, se aproximou e anunciou o assalto. "Fiquei desesperada. Ele disse 'perdeu, perdeu' e tomou o celular da minha mão. Pensei que fosse me matar", relatou a comerciante. Só as vítimas de roubo a transeuntes, foram 121 desde o primeiro dia do ano. Além de crimes desta tipificação, houve aumento expressivo no número de veículos roubados. A delegacia da região contabilizou crescimento de 57,73%, em comparação ao dois primeiros meses de 2016. Para o consultor na área de segurança, Viní- cius Domingues, vários fatores influenciam este cenário. "temos que entender que a população cresceu, e com isso, tivemos redução do quantitativo de policiais em alguns lugares. Também temos a crise financeira, que favoreceu o surgimento de novos criminosos", explica. Domingues ressalta ainda as problemáticas da formação de um imaginário passivo na população por parte do governo. " Não vemos propagandas que ensinam as pessoas a se defenderem, a evitar que estes crimes ocorram. Temos apenas propagandas que incentivam a população a não reagir, não antagonizar. E essa facilidade favorece os bandidos, não as pessoas", conclui o especialista. FALTA ILUMINAÇÃO, SOBRA CRIMES Moradores, da Rua Henrique Lussac, em Mesquita, ainda convivem com medo de criminosos que agem às escuras. Segundo o comerciante Orígines Araújo, mais conhecido como Geninho, de 59 anos, devido à falta de iluminação do trecho, que possui quatro lâmpadas de postes queimadas, a rua é preferida de criminosos que roubam pequenos pertences e celulares. "Estávamos sentados aqui (ele e os clientes) esta semana quando vimos um sujeito desesperado tentando se esconder. Como a rua é escura, ele se camuflou rapidamente", conta. A Rua de Geninho fica a duas quadras da delegacia da cidade, mas a proximidade com o departamento policial não impede os crimes. A Polícia Militar afirmou que o 20º BPM tem realizado patrulhamento de forma dinâmica, em pontos e horários nos quais a incidência de crimes seja maior. CRIME E CASTIGO AGRESSORES DE MULHERES TERÃO QUE PAGAR MULTAS Autores de agressões a mulheres e violência doméstica no estado do Rio de Janeiro a partir de agora, além de responder criminalmente, também poderão ser multados. É o que prevê a Lei 7.538/2017, de autoria da deputada Martha Rocha (PDT), sancionada na semana passada pelo governador Luiz Fernando Pezão. De acordo com o texto, publicado no Diário Oficial do dia 29, os valores obtidos pelo Estado com as sanções serão aplicados em políticas públicas voltadas à redução da violência contra a mulher. A nova legislação estipula a multa ao agressor como forma de ressarcimento pela utilização dos serviços públicos de emergência acionados para a vítima, como atendimento médico, perícia, exame de corpo de delito, policiamento ostensivo e polícia judiciária. De acordo com a definição no artigo 5º da Lei Maria Penha, é considerada violência doméstica e familiar contra a mulher "qualquer ação ou omissão baseada no gênero que lhe cause morte, lesão, sofrimento físico, sexual ou psicológico e dano moral ou patrimonial". A Lei ainda passará por regulamentação. Agência Brasil Além de responder criminalmente, o agressor terá que pagar multa LEI PUNIRÁ EMPRESAS QUE FAZEM RECEPTAÇÃO Empresas que compram, distribuem, estocam, revendem ou expõem produtos roubados ou furtados estão proibidas de licitar, contratar ou receber benefícios fiscais de órgãos e entidades da administração pública estadual. A lei foi sancionada pelo governador Luiz Fernando Pezão e publicada no Diário Oficial do dia 28 de março. O texto estabelece que a proibição vale tanto para o estabelecimento flagrado cometendo a infração quanto para seus sócios. A legislação inclui ainda o impedimento de exercer, no estado do Rio de Janeiro, o mesmo ramo de atividade. Os nomes dos estabelecimentos penalizados serão divulgados em Diário Oficial. A lei teve como base projeto de autoria dos deputados Jorge Picciani, Rafael Picciani e Paulo Ramos.

[close]

p. 8

EMPREENDEDORISMO 8 BAIXADA FLUMINENSE, 1 a 15 de Abril WWW.CONECTABAIXADA.COM.BR MULHER DE NEGÓCIOS INSCRIÇÕES PRORROGADAS OSebrae prorrogou até o próximo dia 14 de abril as inscrições para a edição 2017 do Prêmio Sebrae Mulher de Negócios. Com o objetivo de incentivar empreendedoras a contar suas histórias de sucesso de modo a inspirar outras mulheres, a premiação é uma promoção do Sebrae em parceria com a Secretaria de Políticas para as Mulheres (SPM) e a Federação das Associações de Mulheres de Negócios e Profissionais do Brasil (BPW), com apoio técnico da Fundação Nacional da Qualidade (FNQ). São três categorias: pequenos negócios, produtora rural e Microempreendedora Individual (MEI). As interessadas em participar precisam preencher uma ficha de inscrição, acompanhada de um relato escrito da sua trajetória como empreendedora e de uma autoavaliação do negócio. Todas as informações estão disponíveis no site do prêmio ou em uma unidade do Sebrae. As concorrentes vão ser avaliadas em aspectos de gestão (marketing e vendas, finanças, gestão de pessoas, inovação, empreendedorismo, entre outros) e com base no relato (visão de futuro, desafios para abrir o empreendimento, ideias inovadoras, crescimento dos resultados obtidos, perseverança etc.). A premiação é dividida em duas etapas: estadual e nacional. Na etapa estadual, as que tiverem a melhor pontuação, por categoria, vão receber a visita de um verificador, que validará as informações apresentadas na Divulgação O concurso premia empresárias de todo o Brasil que se destacam em suas áreas de atuação autoavaliação de gestão do negócio e no relato. Depois, serão analisadas por uma banca de juízes que determinará quem será a vencedora de cada categoria. Ao todo, serão selecionadas até 81 candidatas, até três por unidade da federa- ção, que participarão da etapa nacional. No fim da etapa nacional, as nove ganhadoras – troféus ouro, prata e bronze – serão conhecidas em outubro, durante solenidade na sede do Sebrae, em Brasília (DF). Elas terão direito a uma viagem nacional para participar de uma missão técnica com foco em capacitação, a um certificado, ao selo de vencedora e ao troféu. Inscrições: www.mulherdenegocios.sebrae.com.br.

[close]

p. 9

BAIXADA FLUMINENSE, 1 a 15 de Abril WWW.CONECTABAIXADA.COM.BR 9 CULTURA NO RUMO CERTO UNIABEU OFERECE ORIENTAÇÃO VOCACIONAL OServiço de Psicologia Aplicada do Centro Universitário Uniabeu (SPA/Uniabeu) oferece Orientação Vocacional, no campus Belford Roxo, realizado por estudantes de psicologia sob supervisão do coordenador de Psicologia e professor, Edimílson Duarte Lima. “A OV é uma estratégia clínica aplicada através de entrevistas que ajudam o jovem a pensar sobre a escolha vocacional. Utilizamos o formato entre oito e dez encontros que podem ser individuais ou em grupo”, explica o professor Edimílson Duarte. O objetivo, segundo ele, é criar autonomia e prazer ao jovem ou adolescente que está em dúvida sobre a escolha profissional, além de mais segurança diante das suas escolhas. “É um processo reconhecido O objetivo do serviço é fortalecer a segurança de jovens e adolescentes do momento de escolher a carreira a seguir cientificamente e que tem boa resposta para quem está em fase de escolha vocacional”, comenta. Para participar da Orientação Vocacional, basta fazer a inscrição através do site da Unia- beu (www.uniabeu.edu.br/ cadastrospa), colocando entre parêntese “Orientação Vocacional”, ou ligar para 2104-0468. Os atendimentos acontecem com hora marcada e em salas preparadas de acor- do com as normas do Ministério da Educação e do Conselho Federal de Psicologia (CFP). Pelo serviço, é cobrada apenas uma taxa administrativa simbólica, mas há possibilidade de isenção. Divulgação Orientação Vocacional Local: Campus Belford Roxo Endereço: Rua Itaiara, 301, Centro, Belford Roxo Inscrição: http://www.uniabeu.edu.br/cadastrospa.php ou telefone: 2104-0468 Valor: Taxa administrativa simbólica LEI ROUANET GOVERNO LIMITA CAPTAÇÃO DE RECURSOS PARA A CULTURA Agência Brasil O governo decidiu limitar a captação de recursos para o financiamento da produção cultural e artística no país e anunciou um conjunto de medidas para aperfeiçoar a Lei Rouanet, intensificando o rigor na fiscalização. O ministro da Cultura, Roberto Freire, afirmou que a reformulação proposta pelo governo é uma resposta às críticas feitas ao formato atual do meca- nismo de fomento. A proposta do gover- no estabelece que o teto para a captação será de R$ 10 milhões por projeto e R$ 40 milhões por proponente ao ano. Em relação à lucratividade, a bilheteria, ou o valor dos produtos culturais, não pode ser maior do que o custo total do projeto aprovado pelo ministério. No máximo, 20% do total poderá ser gasto com divulgação.

[close]

p. 10

SOCIEDADE 10 BAIXADA FLUMINENSE, 1 a 15 de Abril WWW.CONECTABAIXADA.COM.BR karolveiga@hotmail.com A BELA DE BELFORD ROXO A modelo brasileira Pâmela Esteves da Silva, de 22 anos, venceu o concurso “Miss Beleza Universo”, que aconteceu no Peru. Com 52 kg distribuídos em 1m70 de altura, a moradora de Belford Roxo não esperava que fosse ganhar. “Tinha muitas candidatas lindas, de todo o mundo. Quando o meu nome foi chamado, congelei”, conta a miss, que deixou com o segundo lugar a “fábrica de misses” Venezuela, país tradicional em concursos de beleza, e em terceiro a candidata da Colômbia. Divulgação FESTEJANDO O SUCESSO Divulgação A empresária Vivian Santos está cada dia mais apaixonada por seu trabalho. A bela, que acabou de inaugurar uma mega loja em Nova Iguaçu, acompanha cada detalhe do seu negócio. Pioneira na Baixada Fluminense, ela não para de inovar, trazendo os melhores profissionais do Brasil para palestrar, ministrar wokshop, cursos, etc. A loja Vivian Festas faz a diferença na vida de seus clientes. Para Vivian, a vida é uma festa. CENTRO OLÍMPICO DE N. IGUAÇU ABRE VAGAS PARA ESPORTES A prefeitura de Nova Iguaçu, por meio da secretaria de Esporte e Lazer, está com inscrições abertas para diversas modalidades no Centro Olímpico. Há vagas limitadas para atletismo, futsal, handebol e ginástica. As aulas estão previstas para começar na segunda semana de abril, exceto as de ginástica, que já estão acontecendo. Os interessados devem se inscrever na secretaria de Esporte e Lazer, situada na Rua Iracema Soares Junqueira, nº 65, térreo, no Centro. Os documentos necessários são: identidade, comprovante de residência, atestado médico, e comprovante de escolaridade para menores de 18 anos. Serviço O Centro Olímpico de Nova Iguaçu fica na Rua Avenida Roberto Silveira, nº 1725, Centro, próximo ao Aeroclube. ENERGIA DE SOBRA Divulgação Renata Rachid está representando muito bem a Baixada Fluminense. A bela decoradora está arrasando em decorações de festas por todo o Brasil. A bela tem fôlego de gata. Além das festas, ela agora ministra workshops. Energia não Falta. "Amo produzir", diz Renata. FÉRIAS MERECIDAS Divulgação O médico Sandro Lima fez uma pausa no trabalho para aproveitar uns dias de tranquilidade e descanso ao lado de amigos. Para essas mini férias Sandro escolheu Punta del Leste, no Uruguai, como destino. O médico está feliz da vida, curtindo com amigos de infância. Ele diz que na volta terá muito trabalho à sua espera.

[close]

p. 11

BAIXADA FLUMINENSE, 1 a 15 de Abril WWW.CONECTABAIXADA.COM.BR 11 PASSATEMPO EXPEDIENTE: Presidente: Ricardo Lucena Coordenador Editorial: Marco Antonio Canosa Projeto Gráfico: Renato Ferreira Diagramação: Renato Ferreira Edição Quinzenal Impressão: InfoGlobo O Jornal Conecta Baixada não se responsabiliza pelas opiniões emitidas por colunistas e colaboradores. Redação: Rua Dr. Mário Guimarães . Nº 428, SL. 308 . Centro, CEP: 26255-230, Nova Iguaçu, RJ. Tel: (21) 3765-3423 Comercial: (21) 3765 3423 WhatsApp: 995-75-4545 Email: contato@conectabaixada.com.br WhatsApp 995-75-4545

[close]

p. 12

ESPORTES 12 BAIXADA FLUMINENSE, 1 a 15 de Abril WWW.CONECTABAIXADA.COM.BR CARIOCÃO NOVA IGUAÇU SE GARANTE NA SÉRIE D DO BRASILEIRÃO MESQUITA NO TOPO Atletas do Projeto Es- Divulgação portivo Social Alvo da Luta conquistaram seis medalhas na competição do CEFAN. Enzo Loyo- la, de apenas 10 anos, foi um dos destaques da competição e voltou com o ouro para casa. Guilherme Silva, da mes- e se mantém na briga ma idade, conquistou no topo do ranking de outra medalha de ouro 2017. PROJETO DE OURO Jordan Almeida e seu Divulgação aluno Júlio Braz, me- lhor jogador de Rugby de cadeira de rodas do Brasil, marcaram pre- sença no evento inter- nacional de BJJ realiza- do nas praias da Barra e Copacabana. De acordo com Jordan, o projeto pois exercer lutas adap- entra em um novo ci- tadas é uma experiência clo de gestão esportiva, totalmente gratificante. MELHORES DA BAIXADA Divulgação Bruno Emilia, medalhista de Prata no ADCC (Abu Dhabi Combat Club Submission) de 2017, fechou uma parceria com o Projeto Esportivo Social Alvo da Luta e fará seminários para selecionar Atletas de alto rendimento para participarem da Seleção Bra- com sede em Mesquita. sileira da Baixada Flu- Mais informações: minense de Grappling, Facebook/ProjetoAlvodaLuta Bernardo Gleizer Nova Iguaçu é o segundo colocado do grupo B e está em busca de uma vaga na Copa do Brasil e na Série D do Brasileiro Rodrigo Melo rodrigo.melo@conectabaixada.com.br Aboa campanha no segundo turno do Campeonato Carioca deu ao Nova Iguaçu a chance de lutar, além das semifinais do torneio, por vaga na Série D do Brasileiro e na Copa do Brasil em 2018. O clube não precisará disputar a fase preliminar da competição no ano que vem, pois já conseguiu a pontuação necessária após resultados importantes na Taça Rio. “Ficamos felizes por ter conseguido a pontuação suficiente para não termos de disputar a fase preliminar do Carioca no ano que vem, mas satisfeitos ainda não estamos. Podemos alcançar coisas grandiosas ainda, chegar a uma semifinal e entrar para a história do clube. Temos plena consciência de que só depende da gente”, afirmou o volante e capitão Paulo Henrique Apesar de uma sequência sem vitórias, o Nova Iguaçu segue muito bem na briga para chegar às semifinais da Taça Rio. Contra o Resende, pela quinta rodada do segundo turno, a partida não pôde ser realizada no Estádio do Trabalhador, em Resende, em virtude da falta de laudos do Corpo de Bombeiros, mas venceu por 1 a 0 e se garantiu na Série D do Brasileirão O clube luta para fazer a melhor campanha da história do Nova Iguaçu na Série A do Campeonato Carioca. De acordo com Paulo Henrique, a derrota para o Volta Redonda não vai abalar o bom momento da equipe. “Temos de apagar esse jogo contra o Volta Redonda e manter a cabeça tranquila. Hoje a postura de quem nos enfrenta já é outra”, finalizou. PROJETO FORMA ATLETAS OLÍMPICOS EM NOVA IGUAÇU Manoel Honorio, de 34 anos, vem formando atletas há mais de cinco anos em Nova Iguaçu. Em 2016, Kleberson de Oliveira, de 14 anos, venceu a primeira competição internacional da equipe, na Itália. Começando o ano com o pé direito, a RJM Perfomance, equipe de Honorio, garantiu seu espaço no cenário nacional do Atletismo. Mateus Germano, um dos alunos do projeto, está entre os dez melhores do País e é o terceiro do estado do Rio de Janeiro. Com apenas 17 anos, Mateus é morador do Parque das Palmeiras, o famoso Riachão. De acordo com Honorio, o resultado do atleta motiva os outros jovens da equipe. "Fico orgulhoso por ele estar entre os dez melhores do Brasil. Temos que correr atrás de patrocínio para esses jovens, pois talento é o que não falta. O futuro do atletismo depende disso. Nos esforçamos para dar condições necessárias de treinamento. O nosso grupo está cada vez mais motivado. A RJM performance é fruto do nosso trabalho duro”, finalizou o treinador. Divulgação Manoel Honorio (E) e Mateus Germano (C) comemoram mais um título para o projeto

[close]

Comments

no comments yet