Jornal SINDSERV

 

Embed or link this publication

Description

Edição: Março/2017

Popular Pages


p. 1

JORNAL SINDSERV O JORNAL DO SERVIDOR PÚBLICO MUNICIPAL DE LONDRINA GESTÃO SINDSERV PARA TODOS LONDRINA ABRIL 2017 Filiado à: FACEBOOK: sindservlondrina SITE: http://sindserv-ld.com.br/ E-MAIL: sindserv@sindserv-ld.com.br 15/03 MARCHA DA CLASSE TRABALHADORA CONTRA O FIM DA APOSENTADORIA E DOS DIREITOS TRABALHISTAS pág 6. LONDRINA UNIDA 8 mil PESSOAS PARAM A CIDADE

[close]

p. 2

2 SINDSERV EDITORIAL MARÇO http://sindserv-ld.com.br/ sindservlondrina Amigo Servidor, Amiga Servidora, UNIDOS SOMOS MAIS FORTES! No dia 13 de março realizamos no Sindicato, uma assembleia para deliberar com a categoria a participação da Greve Nacional do dia 15 e que reuniu no calçadão de Londrina, mais de sete mil pessoas. Ao contrário do que um grupo de servidores ligados à velha prática sindical que deixou a categoria com 37% de defasagem salarial, vem balbuciando, o SINDSERV foi um dos sindicatos que encabeçaram toda a mobilização para a marcha. Em apenas três reuniões em um curto espaço de tempo, foi estruturada a marcha de quarta-feira. Os materiais de divulgação, panfletos, faixas, spots de rádio, contato com a imprensa só foram feitos a partir deste momento. Trabalhamos rapidamente para mobilizar os servidores por meio das redes sociais, tanto a participarem do arrastão pelo calçadão para esclarecer a população sobre o ato, quanto para o dia “D”. Quem participou do ato, pode ver bandeira do SINDSERV espalhadas por todos os cantos, mostrando o quanto os servidores estão preocupados com os rumos que as reformas governistas tem tomado. Mas principalmente, o quanto a categoria está unida e não se deixa abalar por fábulas e contos que agentes ligados ao PT tem tentado implantar em nosso meio. Um dia de paralisação para acordar o Brasil foi bom?! Pode ser melhor... E o que você acha dos doze anos de luta que travamos em prol do servidor? Neste período realizamos a maior greve até então vista, benefícios com a criação dos PCCS’s Geral e do Magistério, a reposição de 37% de perdas salariais, a equiparação salarial dos professores ao nível superior, aumento real de 20% no auxílio alimentação e muitas outras conquistas que conseguimos através da luta e principalmente da união. Já falei outras vezes, mas vou relembrar aqui para algumas pessoas que tem a memória curta, em 10 anos de gestão SINDSERV para Todos, os servidores tiveram a reposição anual da inflação, sem cortes, sem parcelamentos. E não se enganem ao pensar que tudo isso foi fácil! Tudo isso foi trabalhado após muitos estudos, conversas e exaustivas reuniões com as Administrações, ou seja, através do diálogo. Em nenhum momento, colocamos os servidores à frente de uma linha de tiros para levar borrachada e ser enganado pela Administração. Como nos outros anos, estamos trabalhando para que os servidores tenham o seu direito respeitado pela Administração. Juntos somos fortes! Marcelo Urbaneja Presidente do Sindserv HORÁRIO DE ATENDIMENTO SINDSERV - Rua Bélgica nº 821 - Jardim Igapó Fone: (43) 3372-1257 no horário das 8h às 17:30h Site: www.sindserv-ld.com.br E-mail: sindserv@sindserv-ld.com.br RESERVA DOS ESPAÇOS DE LAZER As agendas para reserva dos espaços é aberta todo dia 15 de cada mês. (exceto os eventos constantes no regulamennto) JUN 2017 ATENDIMENTO JURÍDICO Todo Servidor sindicalizado ao Sindserv tem direito ao atendimento jurídico gratuíto para causas trabalhistas e previdenciárias. Basta telefonar no sindicato e agendar seu atendimento de segunda à sexta. CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK https://www.facebook.com/sindservlondrina EXPEDIENTE SINDSERV - Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Londrina SINDSERV - Rua Bélgica nº 821 - Jardim Igapó Fone: (43) 3372-1257 no horário das 8h às 17:30h Site: www.sindserv-ld.com.br E-mail: marcos.imprensa@sindserv-ld.com.br Jornalista: Marcos Sanches Alves MTB: 7197 Jornalista: Priscila Bays Criação, Diagramação e Arte: Alfredo Bela Impressão: Folha de Londrina Tiragem: 6.500 Diretoria Executiva Presidente Marcelo Urbaneja Dir. Sec. Geral Fábio Vinicius Molim Dir. Sec. de Finanças e Adm. Marco A. Modesto Dir. Sec. Ação Social Leonildo Guergolet Dir. Sec. Comunicação Julio Cezar Gomes Dir. Sec. Form. e Pol. Sind. Edson AP. Pedroso Dir. Sec. Pol. Cultural Regina D. Fanti Silva Dir. Sec. Saúde e Cd. Trab. Erika Otaguiri Dir. Sec. Ass. Jur. e Econ. Pilar N. A. Soldorio Conselho Fiscal José Lino Conselho Fiscal Dalvo Zani Conselho Fiscal Luis Carlos Alves

[close]

p. 3

MARÇO 3SINDSERV RECONHECIMENTO http://sindserv-ld.com.br/ sindservlondrina RECONHECIMENTO: ÚLTIMA PARCELA DO DESCONTO DA GREVE DE 2006 É PAGA Servidores que foram injustiçados por lutar por seus direitos, veem o fim deste período negro Reportagem: Marcos Sanches Crédito fotos: Jornal Sindserv Após 11 anos de uma luta épica por seus direitos, os 1750 servidores públicos municipais de Londrina, que participaram da greve dos 106 dias, no ano de 2006, tiveram a última parcela da devolução dos descontos arbitrários, debitados em suas contas neste mês de fevereiro/março. Até então, a greve decretada em Londrina tinha sido a maior paralisação por tempo no país, onde os servidores cruzaram os braços exigindo a reposição salarial que à época estava em 17% (chegou a 37% no final de 2008) e respeito por parte da Administração PeTista. Ao fim da greve, para ferir ainda mais a integridade do servidor, o ex-prefeito, determinou arbitrariamente o desconto dos dias parados e para piorar um pouco mais essa irregularidade, apenas uma parte do valor que foi descontado, foi depositado em juízo, fazendo com que o resto se perdesse ao longo dos anos. Em janeiro de 2009, o então prefeito interino José Roque Neto, após negociação com o SINDSERV, suspendeu por meio do Decreto 70, os descontos que duraram 27 meses. Desde que essa irregularidade foi suspensa, o presidente do SINDSERV Marcelo Urbaneja, veio negociando com as Administrações municipais a devolução dos valores aos servidores que foram afetados por essa injustiça. No ano de 2015, mesmo com as previsões negativas, Urbaneja ao lado de sua diretoria, conseguiu um feito histórico junto ao ex-prefeito Alexandre Kireeff, a devolução parcelada dos descontos, para todos os servidores injustiçados. “Durante nossas reuniões sempre fiz questão de frisar que a devolução do dinheiro da greve deveria ser devolvido integralmente para todos que participaram e principalmente que esse valor fosse corrigido, assim o dever de justiça seria cumprido” afirmou Urbaneja. A primeira parcela foi realizada logo em 20015, a segunda em 2016 e para fechar este ciclo e deixar esse período de lutas na história, a última parcela foi paga neste mês. ”Vencemos a injustiça de uma administração que não respeitava o servidor, e enterrarmos de vez este fantasma da greve de 2006. Durante anos tentaram me desacreditar quanto esta devolução, mas me mantive firme na minha convicção de que a justiça seria feita!” completou Urbaneja. ERRATA: Na edição passada, na matéria “LONDRINA JÁ ESTÁ EM ESTADO DE RISCO POR CAUSA DA DENGUE”, nos referimos erroneamente aos ACE’s como Agentes Comunitários de Saúde, quando o correto é Agentes Comunitários a Endemias. E o número de casas atendidas diariamente preconizado pelo Ministério da Saúde é de 25.

[close]

p. 4

4 SINDSERV ENDEMIAS MARÇO http://sindserv-ld.com.br/ sindservlondrina SINDSERV SE PREOCUPA COM AGENTES DE ENDEMIAS Na reunião as diretoras do sindserv protocolaram ofício cobrando melhores condições de trabalho e segurança para os agentes. Reportagem: Priscila Bays Crédito fotos: Priscila Bays Na manhã do dia (02\03) as diretoras do Sindserv, Pilar Soldório e Erika Otaguiri se reuniram com a Diretora de Vigilância Sanitária Sandra Caldeira e Gerência, para protocolar um ofício que trata das condições de trabalho e segurança dos agentes de endemias do Município de Londrina. Hoje, os agentes trabalham sozinhos cobrindo regiões delimitadas por quadras, estando sujeitos a vulnerabilidade e imprevisibilidade do que os aguarda. O sindicato recebeu denúncia de furtos aos aparelhos celulares dos agentes, hostilidade dos proprietários dos locais vistoriados, casos de agressões e até a tentativa de estupro a uma agente de endemias. Levando em consideração os diversos riscos que esses servidores ficam expostos, além da falta de EPI´S, durante a reunião, o sindicato solicitou de forma emergencial, a realização das visitas no modelo Bandeira/Bandeira em todas as localidades e a realização do trabalho em duplas nos bloqueios (PVE), pontos estratégicos (PE), denúncias, fundo de vale e áreas críticas. “A contratação de mais agentes na Endemias é eminente já que hoje os mesmos, têm uma defasagem de mais de 80 servidores nessa função, daqui dez anos esse será um setor doente, já que não existe um trabalho de prevenção e de cuidado para essa categoria. Estamos pedindo o mínimo de qualidade e segurança para que eles possam desempenhar suas funções da melhor maneira possível” Disseram as diretoras do Sindserv”. A equipe da autarquia ficou de avaliar a solicitação e informaram que já estão fazendo os levantamentos das regiões de maior insegurança, para iniciar as alterações. ALERTA!!! Durante a reunião, a Autarquia também informou que irão realizar um curso para identificação da Leishmaniose Visceral (Calazar) e detecção do “mosquito-palha” com todos os agentes de endemias, a doença tem se espalhado por todo o território brasileiro, tendo um número significativo de casos em Foz do Iguaçu, com a morte de um idoso e uma criança. A doença é transmitida pelo inseto conhecido como “mosquito–palha” e ao picar animais, prioritariamente cachorros, a doença pode ser transmitida para o ser humano. O Ministério da Saúde adverte que animais portadores da doença devem ser sacrificados uma vez que não existe cura. Já para seres humanos existe tratamento, mas o risco de morte é alto. Em Londrina um caso da doença foi encontrado em um animal que acabou sendo sacrificado. Para evitar que a doença se espalhe uma parceria entre o centro de Zoonoses da UEL e a Autarquia de saúde irá promover uma investigação para descobrir se existem mais focos dentro do Município.

[close]

p. 5

MARÇO 5SINDSERV PUBLICIDADE http://sindserv-ld.com.br/ sindservlondrina FILIe-se e concorra a uma moto 0KM O SERVIDOR QUE FILIAR UM AMIGO CONCORRERÁ A UMA MOTO TAMBÉM PROMOÇÃO 1ªa Campanha de FiliaÇÃo SINDSERV 1ºO MAIO SORTEIO FILIE-SE Uma moto para o servidor jaáfiliado IMAGENS MERAMENTE ILUSTRATIVAS 1ª CAMPANHA DE FILIAÇÃO SINDSERV SORTEARÁ TRÊS MOTOCICLETAS. 1ª Moto: Será sorteada para o Servidor que se filiar ao sindicato até o dia 1º de maio; 2ª Moto: Será sorteada para o servidor que indicar um novo filado, quanto mais indicações mais chances de ganhar; 3ª Moto: Será sorteada para todos os Servidores filiados. Em breve Regulamento no site do SINDSERV IMAGENS MERAMENTE ILUSTRATIVAS SINDSERV SINDICATO DOS SERVIDORES PÚBLICOS MUNICIPAIS DE LONDRINA

[close]

p. 6

6 SINDSERV CONQUISTA MARÇO http://sindserv-ld.com.br/ sindservlondrina SINDSERV GANHA LUGAR DE DESTAQUE NA MARCHA Marcha histórica reúne cerca de 8 mil pessoas Reportagem: Priscila Bays Crédito fotos: Priscila Bays, Alfredo Bela, Marcos Sanches Centrais sindicais e sindicatos se reuniram no dia 23/02 para deliberar sobre a possibilidade de ocorrer no municipio, a Marcha da Classe trabalhadora contra o fim a Aposentadoria e dos direitos Trabalhistas. O movimento aconteceria em todo o Brasil, cerca de seis sindicatos estavam presentes na reunião e prontamente sinalizaram a vontade que a mesma ocorresse em Londrina. No 09/03(Quinta-feira), 12 sindicatos e suas centrais sindicais, definiram como a Marcha ocorreria, incluindo local, horário, ponto de partida, divulgação (mídias sociais das instituições, inserções em rádio, televisão e jornal impresso), panfletagem e inserções culturais. O Sindicato já se organizou, iniciando a criação dos banners, panfletos e faixas, além da divulgação no facebook, Whatsapp do Sindserv (Presidente e diretores também) e e-mail para iniciar a divulgação. A princípio, o Sindserv havia convidado os servidores que não estivessem em horário de trabalho e um representante de cada local através de uma OLT, mas ao longo do final de semana, diversos servidores explicitaram sua vontade de participar da marcha, sendo assim, o Presidente do Sindserv Marcelo Urbaneja ouviu a categoria e decidiu por fazer a assembleia, pois a decisão feita em assembleia é soberana. No dia 13/03(segunda-feira), foi realizada a assembleia para decidir a participação dos servidores na “Marcha, (15/03 – Quarta -feira). Sendo deliberada favoravelmente a paralisação do funcionalismo público municipal, neste dia. O presidente do Sindserv, Marcelo Urbaneja se reuniu na manhã seguinte em caráter de urgência, com o prefeito Marcelo Belinati, para solicitar a liberação do ponto de todos os servidores para a paralisação do 15/03. O Prefeito manifestou respeito ao movimento, determinando que seu secretariado deliberasse a forma como atenderiam a solicitação do Sindserv. A Administração informou que os servidores que fossem para a marcha, poderiam repor através do banco de horas, um dia de férias e ou licença prêmio. Na Educação as escolas teriam que repor as aulas sem prejuízo ao calendário escolar. A MARCHA Embalados pelos dizeres; “não queremos morrer trabalhando”, “Diga não ao desmonte da CLT”, “Deputados e Senadores não tirem nossos direitos”, entre outros, cerca de oito mil pessoas encorparam a Marcha da Classe trabalhadora contra o fim da aposentadoria e dos direitos trabalhistas. Pelo grande envolvimento na Marcha, o Sindserv ganhou lugar de destaque ao ser o primeiro grupo a iniciar a passeata, segurando a faixa de abertura. Para o presidente do Sindicato Marcelo Urbaneja, a posição de destaque mostra o reconhecimento da luta sindical que a gestão Sindserv para todos desenvolve ao longo dos anos - “Temos em nosso currículo conquistas importantíssimas para os servidores públicos municipais, como a reposição da inflação, PCCS simplificado, equiparação dos professores ao nível superior, reposição das perdas da era Nedson, devolução do dinheiro da maior greve do Município que ocorreu em 2006, que comprovam que sempre estaremos do lado do servidor” finalizou o presidente.

[close]

p. 7

MARÇO 7SINDSERV PUBLICIDADE http://sindserv-ld.com.br/ sindservlondrina

[close]

p. 8

8 SINDSERV PEC 287 http://sindserv-ld.com.br/ sindservlondrina PEC 287 CONTRIBUIÇÃO Tempo mínimo de contribuição que era de 15 anos passa para 25 anos. MARÇO PENSÃO Pensão por morte que era integral, passará a ser de 50% e não poderá ser acumulada com a aposentadoria. Conteúdo: Priscila Bays Crédito fotos: Priscila Bays, Alfredo Bela, Marcos Sanches Infográfico e linha do tempo: Alfredo Bela 23/02/2017 Quinta-Feira 09/03/2017 Quinta-Feira 11/03/02017 Sábado Reunião realizada no Sindicato dos Bancários para organizar a marcha da classe trabalhadora. Última reunião dos sindicatos para definição da paralisação do dia 15/03 e confecção de panfletos. Diretores do Sindserv distribuem panfletos no e Terminal Metropolitano Paralisação d

[close]

p. 9

MARÇO 9SINDSERV PEC 287 http://sindserv-ld.com.br/ sindservlondrina EXPECTATIVA DE VIDA DO BRASILEIRO – 75 ANOS Com a reforma a idade mínima para se aposentar para homens e mulheres seriam de 65 anos podendo chegar a 70 anos. PARIDADE Fim da paridade entre servidores ativos e inativos. TEMPO DE TRABALHO 49 anos trabalhando initerruptamente. 13/03/2017 Segunda-Feira 14/03/2017 Terça-Feira o calçadão de Londrina o. do dia 15/03 Paralisação do dia 15 aprovada em assembleia. Sindserv solicita a Administração abono do dia 15/03 para todos os Servidores.

[close]

p. 10

10 SINDSERV PROJETO DE LEI http://sindserv-ld.com.br/ sindservlondrina MARÇO PREFEITO ASSINA PL PARADO DESDE 2014 CORRIGINDO MAIS UM ERRO DO PCCS DE 2004. Prefeito assina correção da lei que visa promoção por conhecimento no serviço público parada desde 2014. Reportagem: Priscila Bays Crédito fotos: Priscila Bays No mês de março o SINDSERV conquistou mais uma vitória para o Servidor, a assinatura do PL pelo Prefeito para alteração do PCCS geral e do magistério, ajustando assim, o prazo para concessão da promoção por conhecimento. Hoje, o Servidor pode participar da promoção por conhecimento desde que cumpridos os requisitos previstos na Lei 9337 e 11531, dentre eles, que o pedido seja feito a partir da data de admissão do servidor. Com esta alteração, a contagem deste requisito se dará pela data do protocolo, contando-se apenas os quatro anos retroativos na referência que se encontra o servidor. As alterações propostas seguirão para análise e aprovação na câmara de vereadores. Com a aprovação destas alterações mais um degrau foi vencido contra o PCCS 2004, cheio de armadilhas e prejudicial aos servidores. E-mail: expressocaixaaqui@hotmail.com 43 3344-8022 43 98427-9624 Av. Duque de Caxias, 670 em frente à Prefeitura, atrás do CREA Financiamento de imóveis Contato: Valquiria C. Ohara (Aposentada PML) 43 99941-0909 EMPRÉSTIMO CONSIGNADO Prazo: em até 120 meses *1,79% A.M *Taxas poderão ser alteradas sem aviso prévio TAXAS ESPECIAIS PARA SERVIDORES CONSÓRCIO DE VEÍCULO CAIXA Cartas de: R$ 25.000,00 a R$150.000,00 CONSÓRCIO IMOBILIÁRIO CAIXA Cartas de: R$ 70.000,00 a R$700.000,00

[close]

p. 11

MARÇO 11SINDSERV PUBLICIDADE http://sindserv-ld.com.br/ sindservlondrina

[close]

p. 12

12 SINDSERV UGT-PARANÁ http://sindserv-ld.com.br/ sindservlondrina MARÇO AS REFORMAS DA PREVIDÊNCIA E TRABALHISTA SÃO DEBATIDAS PELA UGT-PARANÁ Por Mario de Gomes Fotos: MGS/UGT As reformas da Previdência Social e Trabalhista, propostas pelo governo federal, foram temas do Ciclo de Debates, promovido pela UGTPARANÁ. Dessa vez o encontro reuniu perto de 100 dirigentes sindicais em Londrina, norte paranaense, dia 15 de fevereiro. Essa etapa do Ciclo de Debates foi organizada pela Regional Norte da UGT-PARANÁ, e prestigiada pelos presidentes das quatro regionais da central no estado. O tema da reforma da Previdência Social foi abordado pelo presidente nacional do Sindiapi-Sindicato dos Aposentados, Pensionistas e Idosos da UGT, Natal Leo, e as questões referentes à reforma trabalhista e seus desdobramentos para o mundo do trabalho foram apresentadas pelo presidente da UGT-PARANÁ, Paulo Rossi. Natal Leo apresentou uma profunda avaliação quanto ao atual sistema de aposentadoria previdenciária no Brasil e as mudanças propostas pelo governo Temer. “Não há dúvidas de que essa proposta irá de certa forma condenar os brasileiros a morrerem trabalhando”, destacou Natal. Em suas observações o sindicalista apontou o que ele chama de ‘entrelinhas’ do projeto. “Estão mexendo não apenas no aumento da idade para a aposentadoria, mas também em todos os pontos referentes aos valores e reajustes das pensões”, denunciou Natal. Ele foi enfático ao afirmar que ou a classe trabalhadora “abre os olhos e faz uma manifestação nacional contra esse pacote de maldades, ou selamos o destino de nossos filhos e netos a trabalharem por toda a vida, sem poderem se aposentar e desfrutar de seus últimos anos de vida”. Por sua vez o presidente da UGTPARANÁ, Paulo Rossi, ao falar sobre a reforma trabalhista apresentada pelo governo, foi categórico ao afirmar que essa proposta beneficia apenas a classe empregadora, condenando os trabalhadores a um regime de ‘escravidão institucionalizada’. “A classe trabalhadora, ainda meio que anestesiada com o impeachment de Dilma Rousseff, não se atentou para as graves mudanças que esse projeto quer implantar”, disse Rossi. O sindicalista apontou as manobras e intenções do governo de rasgar a CLT: “pontos essenciais para a manutenção das relações de trabalho, estão sendo pisoteadas, e o governo quer empurrar goela abaixo dos trabalhadores a validação do negociado sobre o legislado nas negociações trabalhistas”. Outro ponto apontado pelo dirigente sindical foi quanto a tentativa do governo desqualificar e desmobilizar o sindicalismo brasileiro. “ Ao propor a criação de grupos de trabalhadores para assinarem acordos salariais, sem a participação e dos sindicatos, o governo abre as portas para os empregadores darem o reajuste que bem entenderem aos seus empregados”. Uma verdadeira “facada nas costas dos trabalhadores”, assim Paulo Rossi resume as propostas do governo: “não somos contra reformas, mas essas (a trabalhista e previdenciária), propostas pelo governo Temer é um verdadeiro desmonte da estrutura sindical e uma facada nas costas dos trabalhadores”. Ainda quanto a reforma trabalhista e da Previdência, Paulo Rossi falou sobre as propostas da UGT que foram amplamente debatidas entre as lideranças sindicais e tiveram todo estudo técnico amparado pelos profissionais do Instituto de Altos Estudos da UGT. “Essa equipe formada por pessoas altamente qualificadas nas áreas da economia e gestão pública auxiliaram na construção de propostas reais e que já foram apresentadas ao governo federal. Basta haver interesse político do governo Temer em melhorar de fato a vida dos trabalhadores”, concluiu Rossi. Ao final dos debates, os presidentes das regionais da UGT no Paraná, Leocides Fornazza (Noroeste); Antônio Vieira Martins (Oeste); Eder Pimenta (Norte) e Jaime da Saúde (Litoral), parabenizaram a iniciativa da direção estadual da UGT em levar esses debates às regional, alcançando assim um grande número de dirigentes sindicais. Ao encerrar, Paulo Rossi agradeceu ao presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Londrina, Marcelo Urbaneja, que foi o anfitrião do Ciclo de Debates da UGT-PARANÁ.

[close]

p. 13

MARÇO 13SINDSERV PUBLICIDADE http://sindserv-ld.com.br/ sindservlondrina

[close]

p. 14

14 SINDSERV SEGURANÇA MARÇO http://sindserv-ld.com.br/ sindservlondrina FALTA DE AÇÃO PREVENTIVA DE SEGURANÇA TEM COLOCADO SERVIDORES EM RISCO SINDSERV esteve na UPA Sabará para acolher demanda dos servidores e ficou preocupado com relatos Reportagem: Marcos Sanches Crédito fotos: Marcos Sanches Os diretores do SINDSERV, Erika Otaguiri, Marco Modesto e Pilar Soldório, estiveram reunidos na no último dia 03, com a direção da UPA do Sabará e com o vereador Ailton Nantes (PP), para discutir a questão da falta de segurança na unidade. No final de fevereiro, uma faca de cozinha com aproximadamente 30 cm, foi encontrada em um dos banheiros da unidade pela equipe de limpeza e mais recentemente um servidor foi ameaçado por uma paciente que portava uma arma branca. Estes são apenas dois casos, a porta da recepção que antes era de alumínio e estava quebrada foi substituída por uma de madeira, que durou apenas uma semana, pois outro paciente a quebrou após desferir um chute contra a mesma. O diretor Marco Modesto, lembrou quando da extinção da segurança tercerizada na gestão Kireeff, a intenção foi pela economia que iria gerar, inclusive com a contratação de mais 200 GM’s para a segurança do patrimônio Público, como era feita pela terceirizada. “A falta de segurança não é uma exclusividade aqui da UPA Sabará, o problema também ocorre na UPA do Jd. do Sol, nas unidades de atendimento 16 e 24h e nos prédios públicos em geral onde há o atendimento à população como centro de educação e praça de atendimento. Essa é uma situação de urgência e que precisa ser resolvida”, disse a diretora do SINDSERV, Pilar Soldório. Após esta reunião, o SINDSERV solicitou um encontro com o Prefeito e os Secretários de Saúde e de Defesa Social para discutir soluções para a falta de segurança nos prédios públicos. Acompanhe o desfecho da reunião ainda nesta página. SINDSERV CONVOCA REUNIÃO PARA SOLUCIONAR PROBLEMAS DE SEGURANÇA NAS UPAS Na reunião os diretores do Sindserv, Secretários do Governo e comando da Guarda Municipal buscaram alternativas para solucionar a falta de segurança que os servidores têm relatado. . Reportagem: Priscila Bays Crédito fotos: Alfredo Bela e Priscila Bays Na tarde do dia 06/03, se reuniram no gabinete do prefeito, o chefe de gabinete Bruno Ubiratan, o Secretário de saúde Felipe Machado, Secretário de Defesa Social Evaristo Kuceki, o diretor Administrativo de Defesa Social Valdir Roque de Lima e sua equipe os Guardas Municipais Daniel, Matos e Eliel o vereador Nantes e os Diretores do Sindserv Fábio Molin, Pilar Soldorio e Erika Otaguiri, buscando alternativas para solucionar a falta de segurança que os servidores têm relatado. O Sindserv informou que muitos servidores relataram a insegurança, por acharem que algumas situações exigem uma reação imediata. O chefe de gabinete ainda complementou dizendo que, um parecer da procuradoria do Município indica a impossibilidade de contratar segurança terceirizada, uma vez que a cidade possui a Guarda Municipal. Após o debate, algumas medidas emergenciais serão adotadas: O conserto e melhor posicionamento das câmeras nos locais de trabalho (de maneira emergencial nas UPA´S) , uma ostensividade da guarda em regiões de maior número de ocorrências violentas, aproximação das secretarias de Defesa Social e Saúde com visitas mais frequentes nos locais, a licitação de botões do pânico para todos os locais de trabalho, a divulgação de todos os números de telefone da Guarda- Municipal. Algumas dessas medidas já terão sua efetivação a partir de amanhã e serão acompanhadas pelo Sindserv.

[close]

p. 15

MARÇO Caça palavras 15SINDSERV LAZER Saúde http://sindserv-ld.com.br/ sindservlondrina Os sucos Detox popularizaram-se rapidamente por trazerem benefícios à saúde, bem como pela promessa de que emagrecem. No entanto, as pessoas acabam tomando o suco sem saberem para que serve. Sucos detox simples ajudam o fígado a eliminar as toxinas que impedem o bom funcionamento do nosso organismo. O fígado é o órgão capaz de transformar todas essas toxinas e impurezas que consumimos diariamente em substâncias elimináveis pela urina e fezes. Portanto, o suco detox ajuda a limpar o fígado, permitindo que ele possa executar melhor suas funções. Pode e deve ser tomado diariamente, pois, deste modo, o fígado se manterá sadio e trabalhando bem. Palavras para encontrar: ABAFAR ABNORMIDADE ANTARTIDA BACANA BRASIL CABOTINISMO CAFUA CANA-DE-AÇUCAR CIC DIVIDIR EQUADOR LESTE PALAFITAS PAU-BRASIL POVOADO FLY... Tirinhas Suco detox simples de gengibre e hortelã 150 ml de água de coco; 1 fatia de melão pequena; 1 colher de café de raspas de gengibre; 1 punhado de folhas de hortelã frescas; Gelo a gosto; Adoçante, se necessário. A água de coco fresco terá resultados melhores. Raspe o gengibre na hora de consumir. Lave bem as folhas de hortelã. Liquidifique tudo e consuma na mesma hora. Leia mais http://www.mundoboaforma.com.br/13-sucos-detox-simples-e-rapidos/# Piadas bella CONVERSA DE FORMIGAS Uma formiga conversando com a outra: Qual é o seu nome? Fo. Fo o que? Fomiga, e o seu? Ota. Ota o que? Ota Fumiga.

[close]

Comments

no comments yet