City's Book Indaiatuba 2017

 

Embed or link this publication

Description

Magazine talking about political and economical issues.

Popular Pages


p. 1

EDUCAÇÃO Novas direções New directions DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO Fomento da economia local Promoting the local economy SAÚDE Intervenções em muitos setores Interventions in several sectors Edição Especial Bilingue - Special Bilingual Edition Circulação Internacional - International Distribution 2017 citysbook.com

[close]

p. 2

Cuidado e Respeito com o Meio Ambiente A Corpus Saneamento e Obras foi criada em 1982 pelo Eng. Cinéas Feijó Valente com o objetivo de atender o segmento de limpeza urbana e, atualmente, é especializada na coleta, transporte e destinação de resíduos (de origem domiciliar aos perigosos), implantação e gerenciamento de aterros sanitários, limpeza de prédios públicos e privados, manutenção de ruas, avenidas, praças e demais espaços públicos, paisagismo e conservação de áreas verdes, manutenção de estradas e rodovias. Empresas do Grupo Corpus Especializada na produção de fertilizantes orgânicos, oferece a finalidade adequada para os resíduos orgânicos de origem animal, vegetal ou industrial, classe IIA. Por atuar com tecnologia de ponta, vem obtendo reconhecimento em organismos e em grupos de estudo nacionais e internacionais para fins de pesquisas e parcerias de projetos em seu segmento. Parceria Público Privada (PPP) em conjunto com a Prefeitura de Salto/SP para ações e soluções completas no segmento de limpeza pública. O sucesso desta parceria já rendeu à CSO o Selo Social 2016-2017 em reconhecimento às empresas que desenvolvem trabalhos sociais com a finalidade de mudar o mundo para melhor.

[close]

p. 3

Certificações Que traduzem nosso desempenho A CORPUS possui um sistema integrado de gestão em conformidade com as normas: NBR ISO 9001:2008 (Gestão da Qualidade) NBR ISO 14001:2004 (Gestão Ambiental) Para o escopo de Coleta, Transporte e Destinação Final de Resíduos classe I, IIA e IIB no Estado de São Paulo. OHSAS 18001:2007 (Saúde e Segurança Ocupacional) Barueri/SP Al. Araguaia, 2044, Torre II 15º andar, Conj. 1501 - Tamboré CEP: 06455-906 (11) 4133-1350 Estrutura A CORPUS possui unidades espalhadas por cidades entre os estados de São Paulo e Espirito Santo e conta com mais de 3.000 colaboradores capacitados para a realização dos diversos serviços prestados pela empresa. Com um investimento contínuo em tecnologia, veículos e equipamentos, garante uma frota nova e diversificada para atender as necessidades dos clientes com qualidade e inovação. Indaiatuba/SP Serviços Privados Rua Júlio Stein, 271 Jardim Paraíso CEP: 13343-160 (19) 3825-5050 Indaiatuba/SP Serviços Públicos Rua Ouro, 140 Recreio Campestre Jóia CEP: 13346-630 (19) 3825-3355 Vila Velha/ES Rua Ernani de Souza, 900 Divino Espírito Santo CEP 29107-070 (27) 2121-6100 www.corpus.com.br Vitória/ES Rua São Sebastião, 99 Resistência CEP 29107-070 (27) 2121-6100

[close]

p. 4

CITY’S BOOK INDAIATUBA 2017 é uma Co-Realização: Realização Apoio Institucional EXPEDIENTE Direção Administrativa/Relações Públicas Victor Falcão - CONRERP-SP 4421 contato@citysbook.com EDUCAÇÃO Novas direções New directions DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO Fomento da economia local Promoting the local economy SAÚDE Intervenções em muitos setores Interventions in several sectors CAPA Vista aérea noturna de Indaiatuba SP. Relações Governamentais Beatriz Barbosa beatriz.barros@usp.br Publisher Wanderley Moreno www.wanderleymoreno.com.br Jornalista Responsável Veronica Pereira – MTB 51.907 Assistente de Comunicação Social Kennya Santos comunicacao@citysbook.com Captação de Patrocínios Rebeca Teixeira Assistente Administrativa Valéria Rocha da Cruz Estagiário Administrativo Davi Moreno Releases e Fotografias: Prefeitura Municipal de Indaiatuba Eliandro Figueira (Fotógrafo) Arquivo Público Municipal “Nilson Cardoso de Carvalho” Fundação Pró-Memória de Indaiatuba Conselho Editorial Eliseu Moreno Marilene Barbosa José Alves da Gama Wanderley Simão Edição Especial Bilingue - Special Bilingual Edition Circulação Internacional - International Distribution 2017 FACEBOOK CITY’S BOOK Assessoria Jurídica Contábil MB Serviços Contábeis mb.servicos@terra.com.br Traduções Inglêscitysbook.com Smart traduções www.smartraducoes.com.br Distribuição Nacional e Internacional Empresa de Correios e Telégrafos DRT/SP Vip DF Logística e Distribuição Mailing Maná Group Agradecimentos Agradecemos a Deus, a Prefeitura de Indaiatuba-SP através de todas suas Secretarias, especialmente a Secretaria de Relações Institucionais e Comunicação na pessoa do Sr. Carlos Alberto Barga, também agradecemos o apoio dos profissionais especialmente aos Senhores Lincoln Sales Franco e Edgar Iori. Às empresas parceiras que contribuíram para a realização deste projeto. Nota da Redação Todos os anúncios foram veiculados mediante prévia autorização das empresas. Fica vedada a utilização, sem prévia consulta, de textos e fotos em outro veiculo de comunicação, bem como a utilização deste material ou conteúdo para a realização de eventos ou promoções em nome do Maná Group e seus projetos. Recomendamos confirmar qualquer contato. O projeto City’s Book tem como foco a promoção do município em destaque, sem nenhuma conotação político-partidária. MANÁ GROUP Edifício Beta Trade Rua Caldas Novas, 50 1º Andar - Conjunto 16. Bethaville | Barueri SP. CEP: 06404-301 Tel. 11 2826-1694. | w w w . c i t y s b o o k . c o m

[close]

p. 5

OPINION OPINIÃO Dear reader, Prezado leitor, Indaiatuba has emerged in the national scenario, over the last years, as a highlight in quality of life. Due to its vocation for the formation of skilled labor, infrastructure, which offers the ideal conditions for attracting new business, easy and fast access to the main highways of the country, has been installed by national industries, multinationals and attracted investments and businesses, which contribute to the development of the municipality. Last year alone, there were 50 new industries that generated more than 300 jobs. Only in 2016, the city exported $ 592 million, or 11% more than the previous year. But to reach this level of reference, the city has been committed in a decisive way. The management of the municipality is developed with serious and efficient planning, always in search of excellence. The growth is taken into account and for this reason, for years, works and projects are in progress, anticipating this evolution, in order to provide the best conditions to live and invest in the city. One example is water. Indaiatuba has a dam ready, the Capivari-Mirim River Dam, which stores more than 1.3 billion liters of water, and can reach 1.6 billion, which guarantees supply for the next 30 years. The municipality has been part of the Ribeirão Piraí Consortium for years, through which a new dam will be built. Another historic achievement was the decontamination of the Jundiaí river, which made it possible to reframing, allowing capture and expanding the supply of raw water by 40%. Parallel to these initiatives, the reservation capacity has practically doubled in recent years. Indaiatuba has also invested in road infrastructure with the redesign of streets and avenues and the opening of new roads, with the best part being the Ring Road, which will allow a faster, easier and safer circulation. Another important point is the training of skilled labors. In addition to the private universities, Fatec, Senai and many courses, the City Hall maintains the FIEC (Indaiatubana Foundation of Education and Culture) that forms excellent professionals, and organizes courses according to the needs of companies. A foundation recognized for its quality and indicated by the Federal Government as a reference in Brazil. Investments are made in all areas with the purpose of enabling the city to be prepared for development with quality of life. And the recognition has come with evaluations performed by entities of national and even international respect. Among the main awards received by the city, in the first place, with an A-grade, in the National Transparency Ranking organized by the Federal Public Ministry (2016); Best City of the State in Fiscal Management according to Firjan (Federation of Industries of Rio de Janeiro), in 2015, besides being among the best evaluated of the State and of the RMC (Metropolitan Region of Campinas) in the Effectiveness Index of Municipal Management, edited By the Court of Auditors of the State of São Paulo (2015). It also appears among the best cities in the General Ranking of the yearbook “The Best Cities in Brazil” published by IstoÉ Magazine (2015) and in the American Cities of the Future 2011/2012 edited by the FDI Magazine of the Financial Times Ltd. group. Indaiatuba always figured in the first positions of the Firjan Index of Municipal Development, in which it reached first place in the country; Besides countless other indices where it’s portrayed with prominence. Carlos Alberto Bargas Secretary of Institutional Relations and Communication Indaiatuba tem despontado no cenário nacional, ao longo dos últimos anos, como destaque em qualidade de vida. Devido sua vocação para a formação de mão-de-obra qualificada, infraestrutura, que oferece as condições ideais para a atração de novos negócios, acesso fácil e rápido às principais rodovias do país, tem recebido a instalação de indústrias nacionais, multinacionais e atraído investimentos e negócios, que contribuem para o desenvolvimento do município. Somente no ano passado foram 50 novas indústrias abertas que geraram mais de 300 empregos. Apenas em 2016, a cidade exportou US$ 592 milhões, ou 11% a mais que no ano anterior. Mas para alcançar esse patamar de referência, a cidade tem se empenhado de forma determinante. A gestão do município é desenvolvida com planejamento sério e eficiente, sempre em busca da excelência. O crescimento é levado em conta e por isso há anos, obras e projetos estão em andamento prevendo essa evolução, com o intuito de proporcionar as melhores condições para se viver e investir na cidade. Um desses exemplos é a água. Indaiatuba já está com uma represa pronta, a Barragem do Rio Capivari-Mirim, que armazena mais de 1,3 bilhão de litros d’água, podendo chegar a 1,6 bilhão. A oferta é garantida mesmo em períodos de estiagem prolongada e além disso, proporciona água para a cidade nos próximos 30 anos, já prevendo o seu crescimento e a chegada de novos negócios. O município já integra há anos o Consórcio do Ribeirão Piraí, por meio do qual uma nova represa será construída. Outra conquista histórica foi a despoluição do Rio Jundiaí, que possibilitou seu reenquadramento, permitiu captação e ampliou em 40% a oferta de água bruta. Paralelo a essas iniciativas, a capacidade de reservação praticamente dobrou nos últimos anos e as Estações de Tratamento de Água foram ampliadas. Indaiatuba também tem investido em estrutura viária com a reformulação de ruas e avenidas e a abertura de novas vias, tendo como destaque o Anel Viário, que vai permitir uma circulação mais rápida, fácil e segura. Ele vai desafogar o trânsito no centro da cidade, pois permite ir de uma extremidade à outra sem necessitar trafegar pela região central. Outro ponto importante é a formação de mão-de-obra qualificada. Além das universidades, Senai e tantos cursos, a Prefeitura mantém a FIEC (Fundação Indaiatubana de Educação e Cultura) que forma excelentes profissionais, inclusive, organiza cursos conforme as necessidades das empresas. Uma fundação reconhecida em todo o país por sua qualidade inclusive indicada pelo Governo Federal como referência, onde outras instituições vêm buscar experiência. Os investimentos são realizados em todas as áreas com o objetivo de permitir que a cidade esteja preparada para o desenvolvimento com qualidade de vida para todos. E o reconhecimento tem chegado com avaliações realizadas por entidades de respeito nacional como a Firjan (Federação das Indústrias do Rio de Janeiro), o Ministério Público Federal, Revista IstoÉ, Tribunal de Contas, entre outros. Entre os principais prêmios recebidos pela cidade, estão o primeiro lugar, com nota 10, no Ranking Nacional da Transparência organizado pelo Ministério Público Federal (2016); Melhor Cidade do Estado em Gestão Fiscal segundo a Firjan (Federação das Indústrias do rio de Janeiro), em 2015, além de figurar entre as melhores avaliadas do Estado e da RMC (Região metropolitana de Campinas) no Índice de Efetividade da Gestão Municipal, editado pelo Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (2015). Também aparece entre as melhores cidades no Ranking Geral do anuário “As Melhores Cidades do Brasil” publicado pela Revista IstoÉ (2015) e no American Cities of the Future 2011/2012 editado pela revista FDI Magazine do grupo The Financial Times Ltd. Além disso, Indaiatuba sempre figurou nas primeiras posições do Índice Firjan de Desenvolvimento Municipal, no qual chegou a ficar em primeiro lugar no país; além de inúmeros outros índices onde é retratada com destaque. Carlos Alberto Bargas Secretário de Relações Institucionais e Comunicação

[close]

p. 6



[close]

p. 7



[close]

p. 8

INDAIATUBA São Paulo - Brazil Table of Contents 14 History Continuous growth 22 Interview Mayor Nilson Gaspar 34 Economic Development Promoting the local economy 42 Education New directions 50 Health Innovative projects 56 Public Works Interventions in several sectors 66 Social Actions Effective actions of social responsibility 74 Housing New homes 80 SAAE Preservation of hydric resources 88 Sports Investments in this sector Sponsors Patrocinadores Canson pág. 45 Cebi pág. 23 Corpus págs. 2-3 e 60 - 61 Csm group pág. 91 Evapco pág. 83 Gimma Engenharia pág. 79 Glasshield pág. 51 Hella pág. 29 Irritec pág. 81 Isk Biosciences pág. 49 Kion Group pág. 87 Lenovo pág. 92

[close]

p. 9

Sumário História 10 Crescimento constante Entrevista 18 Prefeito Nilson Gaspar Desenvolvimento Econômico 26 Fomento da economia local Educação 38 Novas direções Saúde 46 Projetos inovadores Obras 52 Intervenções em muitos setores Ações Sociais 62 Ações eficazes de responsabilidade social Habitação 70 Novos lares SAAE 76 Preservação dos recursos hídricos Esporte 84 Investimentos no setor INDAIATUBA São Paulo - Brazil Polaris pag. 31 Reach Local pag. 69 Royal Palm Plaza pág. 65 Seitec pág. 73 Sew Euro Drive pág. 21 Trópico pág. 55 Tuberfil pág. 59 Valeant 13

[close]

p. 10

HISTÓRIA A cidade de Indaiatuba O povoado, que deu início a Indaiatuba começou como um dos bairros rurais da Vila de Itu. No século XVIII, o pequeno povoado figura em registros do censo de 1768, como Indayatiba. Ele também era chamado de Cocaes, por possuir campos de palmeiras indaiá. Entre os séculos XVIII e XIX já existiam referências aos bairros: Piraí, Itaici, Mato Dentro, Buru e Indaiatuba. Nesse período, a produção de açúcar e aguardente era muito forte na região. O núcleo urbano de Indaiatuba formou-se ao redor da capela, que foi erguida a partir de doações de imóveis feitas no ano de 1813, por Pedro Gonçalves Meira, que é tido como fundador do município, por ter realizado essas doações. Hoje, essa primitiva capela, após passar por reformas e ampliações tornou-se a Igreja Matriz de Nossa Senhora da Candelária. Ela é uma das poucas igrejas construídas em taipa de pilão, que ainda está de pé. No século XIX, o açúcar perdeu espaço para o café, que se tornou o principal produto da cidade. Em 09 de dezembro de 1830, Indaiatuba tornouse sede de uma das Freguesias da Vila de Itu, por decreto do Imperador. Já em 24 de março de 1859, a sede da Freguesia foi elevada à condição de Vila. Essa Vila foi se expandindo no entorno da Igreja Matriz, com a construção de casas e a urbanização local foi tomando forma. O projeto urbano de Indaiatuba segue um traçado quadriculado, como era de costume na época. 10 INDAIATUBA-SP/BRAZIL CITY´S BOOK 2017

[close]

p. 11

No final do século, o primeiro trecho da Estrada de Ferro Ituana foi construído entre Jundiaí e o bairro rural de Pimenta, que foi inaugurado em 1872. Já no ano seguinte iniciou a construção do trecho Itaici-Piracicaba. A primeira e antiga estação de Indaiatuba foi construída com recursos da Câmara Municipal, em 1880. Esse foi um marco de desenvolvimento para a cidade, que agora estava interligada com a cidade de São Paulo. A partir da construção da estação muitos imigrantes chegaram à Indaiatuba, como os suíços, alemães, italianos e espanhóis e, posteriormente, os japoneses. Indaiatuba só foi elevada à categoria de cidade, no dia 19 de dezembro de 1906, pela Lei Estadual de nº 1.038. Seu nome vem do tupi e significa: ‘ini’yá’ = indaiá e tyba = ajuntamento, ou seja ‘ajuntamento de indaiás’. O crescimento Em 1950, o município contava com 11.253 habitantes. Já em 1964, esse número passou para 22.928 habitantes e desde então a cidade não para de crescer. Dispondo de uma excelente infraestrutura urbana, Indaiatuba ocupa a 13ª colocação no ranking das melhores cidades para se investir, segundo pesquisa divulgada pela Revista Exame (2016). A cidade está bem servida logisticamente, pois está ligada com importantes rodovias e muito próxima do Aeroporto de Viracopos. Vista da Praça Central. INDAIATUBA-SP/BRAZIL CITY´S BOOK 2017 11

[close]

p. 12

HISTÓRIA ESTRUTURA DA CIDADE DADOS GERAIS: Data de Fundação: 09-12-1830 Data de Emancipação: 24-03-1859 Área territorial: 311,545 km² Gentílico: indaiatubano População 2010: 201.619 (IBGE) População estimada 2016: 235.367 (IBGE) Prefeito: Nilson Alcides Gaspar (2017 á 2020) - PMDB Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) 2010: 0,788 DADOS ECONÔMICOS PIB per capita 2010: 46.404,74 (IBGE) Indústrias cadastradas na cidade: 861 Comércios cadastrados na cidade: 4.614 Fonte: Secretaria de Governo (2016) SAÚDE CAPSs II: 01 CAPSs AD: 01 CAPSi: 01 Ambulatório de Especialidades: 03 Ambulatório Odontológico: 01 Hospital Municipal: 01 Unidade de Pronto Atendimento (UPA): 01 Unidades Básicas de Saúde (UBSs): 15 Fonte: DATASUS (Fev/2017) 12 INDAIATUBA-SP/BRAZIL CITY´S BOOK 2017 EDUCAÇÃO Educação Infantil: 48 (IBGE) Educação Fundamental: 27 (IBGE) Educação Ensino Médio: 18 (IBGE) Fundação Indaiatubana de Educação Cultura (FIEC): 01 Faculdade de Tecnologia (Fatec): 01 Faculdades particulares: 02 (Anhanguera e Max Planck) Senai: 01

[close]

p. 13



[close]

p. 14

HISTORY The Indaiatuba City Indaiatuba Old Hospital The settlement, which marked the beginning of Indaiatuba started off as one of the two neighborhoods of the rural village of Itu. In the 18th century, the small settlement was included in records from the 1768 census, as Indayatiba. It was also known as Cocaes, due to its indaiá palm tree fields. Between the 18th and 19th centuries there were already references to neighborhoods: Piraí, Itaici, Mato Dentro, Buru and Indaiatuba. During this period, the production of sugar and rum was very strong in the region. The urban center of Indaiatuba grew around the chapel, which was built based on the donations of properties made in the year of 1813, by Pedro Gonçalves Meira, who is regarded as the founder of the municipality, for having made these donations. Today, this primitive chapel, after having been renovated and expanded, became the Main Church of Nossa Senhora da Candelária. It is one of the few churches built using the rammed earth technique, which is still standing. In the 19th century, sugar was being replaced by coffee, which became the main product of the city. On December 09, 1830, Indaiatuba became, by decree of the emperor, the central office to one of the boroughs of the town of Itu. Then, on March 24, 1859, the central office of the borough was elevated to the status of Town. This town began to expand in the area surrounding the main church, with the construction of houses and the local urbanization began to take shape. The urban project of Indaiatuba follows a grid layout, as was usual at the time. 14 INDAIATUBA-SP/BRAZIL CITY´S BOOK 2017

[close]

p. 15

At the end of the 20th century, the first segment of the Ituana Railway was built between Jundiaí and the rural district of Pimenta, which was inaugurated in 1872. Then, in the following year, the construction of the Itaici-Piracicaba stretch began. The first and now former Indaiatuba Station was built with funds from the Town Hall, in 1880. This was a landmark in the city’s development, since it was now interconnected with the city of São Paulo. Upon the construction of the station, many immigrants arrived to Indaiatuba, such as the Swiss, Germans, Italians, and Spaniards, as well as, later on, the Japanese. Indaiatuba was only elevated to the rank of city, on December 19, 1906, as of state law of no 1.038. Its name originates from the Tupi language, and means: ‘ini’yá’ = indaiá and tyba = Gathering, in other words ‘Gathering of indaiás’. The growth In 1950, the city had 11,253 inhabitants. As of 1964, this number increased to 22,928 inhabitants and since then the city has not ceased growing. Boasting an excellent urban infrastructure, Indaiatuba occupies the 13th place in the ranking of best cities to invest in, according to a survey released by Exame magazine (2016). The city is well served logistically, because it is connected to major highways and very close to the Viracopos airport. ECONOMIC DATA 2010 GDP per capita: 46,404.74 (IBGE) Industries registered under the city: 861 Businesses registered under the city: 4,614 Source: Dep. of Government CITY STRUCTURE GENERAL DATA: Date of Foundation: 09-12-1830 Date of Emancipation: 24-03-1859 Territorial area: 311.545 km² Demonym: indaiatubano 2010 Population: 201,619 (IBGE) Estimated Population by 2016: 235,367 (IBGE) Mayor: Nilson Alcides Gaspar (2017 á 2020) - PMDB Municipal Human Development Index (IDHM) 2010: 0.788 (IBGE) 15INDAIATUBA-SP/BRAZIL CITY´S BOOK 2017

[close]

Comments

no comments yet