Jornal do Povo Ed. 354

 

Embed or link this publication

Description

Edição 354

Popular Pages


p. 1

DOIS MORTOS Em menos de 24h, duas pessoas são assassinadas e uma é ferida em bairros da zona rural de Ibiúna Pag. 5 IPTU 2017 Prefeitura de Ibiúna prorroga vencimento da primeira parcela do IPTU para até 30 de março Pag. 3 NA REPRESA Atletas de todo Brasil participam de Travessia Aquática na “Prainha do Escritório”, em Ibiúna Pag. 4 EDITOR CHEFE: TIAGO ALBERTIM www.jpibiuna.com.br DISTRIBUIÇÃO GRATUITA 7 DE MARÇO DE 2017 - EDIÇÃO 354 Carnaval leva milhares de pessoas às ruas de Ibiúna Folia carnavalesca organizada pela Prefeitura teve desde as tradicionais Marchinhas, até desfile de escolas de samba, blocos, shows de axé e muito mais Foto: Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Ibiúna Atrações variadas atraíram mais de 40 mil pessoas entre os dias 25 e 28 de fevereiro no Carnaval de Rua organizado pela Prefeitura de Ibiúna. A folia resgatou as tradições do Carnaval ibiunense, fazendo com que todos pudessem curtir a festança de uma maneira ordeira e civiliza- da. A animação teve desde a Banda Lyra Unense tocando as tradicionais Marchinhas na Praça da Matriz, até Escolas de Samba, Bloco Me Enter- ra na Quarta e shows de Axé na Área de Lazer. Ibiunenses e visitantes de diversas cidades do Brasil prestigiaram o evento. Enquanto em outras cidades como a vizinha São Roque, o Carnaval de Rua foi marcado por muita confusão e até confronto entre foliões e a Polícia Militar, em Ibiúna a festa ocorreu dentro do planejado, sendo que apenas no sábado (28), a polícia teve um pouco mais de trabalho para conter o ânimo de alguns mais exaltados. Pag. 4 Milhares de pessoas lotaram a Área de Lazer e a Praça da Matriz durante os quatro dias de folia carnavalesca em Ibiúna This PDF was created using Adolix PDF Converter PRO Demo . Register to remove this watermark!

[close]

p. 2

2 Opinião TERÇA-FEIRA, 7 DE MARÇO DE 2017 EDITORIAL Somos todos pelo turismo Os últimos feriados prolongados têm demonstrado que Cabe a administração municipal incentivar, treinar, cons- Ibiúna ainda apresenta um gigantesco potencial turístico que cientizar e organizar os comerciantes e empresários locais a apro- infelizmente é muito pouco explorado pelos ibiunenses. Tan- veitarem mais este imenso potencial turístico de nossa cidade. to nas festividades de Final de Ano, como neste Carnaval, fi- É preciso sentir o mercado e criar meios para desenvolvermos cou mais do que comprovado que o turismo é a principal fer- produtos e serviços que atendam e satisfaçam as necessidades ramenta para geração de empregos, renda e desenvolvimento dos visitantes. do município. Neste sentido, deve-se trabalhar com os principais agentes de Quem esteve na cidade durante os festejos carnavalescos pode desenvolvimento das atividades com aqueles que podem se tor- perceber que o comércio foi completamente tomado pelos visitantes. Nos supermercados, padarias e lojas de conveniência, as filas eram enormes. Algo parecido com o movimento das principais praias do litoral paulista. Muitas cidades investem milhões em marketing e propaganda para atrair turistas, sen- O potencial turístico de Ibiúna é imenso. Isso fica comprovado a cada feriado prolongado. É necessário mudar a mentalidade de boa nar beneficiários dentro do município, como os artesãos, produtores rurais, proprietários e funcionários de estabelecimentos comerciais, principalmente dos setores de hospedagem, alimentação e turismo. São Roque fez isso com o Roteiro do Vinho e deu certo. Nós também temos muito do esta captação de visitantes o passo mais parte da população, potencial a ser explorado, como a nossa bela difícil na consolidação do turismo como ativi- que infelizmente ainda Represa de Itupararanga, ainda pouco apro- dade econômica rentável. Entretanto, em Ibi- encara o turista como veitada como produto turístico, mas já satura- úna, esta conquista já foi mais que alcançada, um forasteiro, arrogante da pela especulação imobiliária e a agricultura pois todos os finais de semana o município é e pouco importante. convencional, sendo estes dois últimos gran- agraciado com a chegada de milhares de visi- des vilões ambientais deste rico e paradisíaco tantes que escolhem esta região como refúgio manancial. dos grandes centros urbanos. É preciso criar soluções viáveis para pro- O nosso desafio é fazer com que este potencial turístico possa porcionar o trabalho conjunto e integrado dos vários setores da se tornar um filão econômico ainda maior. É neste ponto que cadeia produtiva. Caso este sistema organizacional venha ser im- precisamos de uma ação mais efetiva da administração públi- plantado, a população também precisa fazer sua parte e aceitar ca municipal. A inércia de realizações na efetivação do turismo a realização de parcerias e mudanças. É neces- como atividade econômica só prejudica o desenvolvimento de sário mudar a mentalidade de boa parte da nossa cidade e, tanto a população, quanto a própria prefeitura, população, que infelizmente ainda encara deixam de arrecadar milhões. o turista como um forasteiro, arrogante e É louvável que a nova administração reorganizou as festivi- pouco importante. dades carnavalescas em nossa cidade e resgatou a tradição do O turismo é evasão, sonho, saída do Carnaval em família, garantindo mais segurança e atrações para cotidiano e da mesmice. O potencial de todos os gostos. Entretanto, podemos trazer até o maior festi- Ibiúna é gigantesco, sendo que temos val de música do mundo para Ibiúna que pouco vai adiantar se tudo para aproveitarmos o consu- não tivermos meios de aproveitarmos o que a vinda de milhares mo desta necessidade pós-moderna. de pessoas a cidade irá proporcionar em termos de geração de Basta um pouco mais visão, inves- renda à população. É a mesma coisa que abrirmos um grande timento e organização. Uma ótima shopping com uma imensa área de lazer e não haver produtos leitura a todos e até a próxima! nas lojas para comercializarmos. Tiago Albertim - é Jornalista e editor Chefe do Jornal do Povo CLASSIFICADOS JP Alugam-se 3 quitinetes em frente à Escola Roque Bastos. Preço imperdível!!!. Tratar nos fones: (15) 3248-1050 ou 99763-6248. -----------------------------------------------------------------------------Alugam-se 3 salas comerciais na Av. Cap. Manoel de Oliveira Carvalho, em cima da Sodie Docês. Tratar no fone: (15) 3248-1050 ou 99763-6248. -----------------------------------------------------------------------------Negocio consórcio contemplado no valor de R$ 380.000,00 de “crédito p/ imóvel”, quero R$ 35.000,00 na minha mão e passo a dívida. Tratar no fone: (15) 99789-9060. EDITAL DE CITAÇÃO GOLEADA POR 4 X 0 Derac ganha mais uma na Copa Canguera MOMENTO DE REFLEXÃO A Medida (baseado no livro “Pão Nosso”, psicografia de Francisco Cândido Xavier). “Porque com a mesma medida com que medirdes também vos medirão” Jesus (Lucas, 6:38) Se há uma realidade da qual não podemos fugir, é que tudo o que vemos do mundo vem colorido pelos óculos que escolhemos usar. Por exemplo, veja a imagem que cada um faz do céu. Se você perguntar ao selvagem na floresta, ele vai dizer que o céu é um lugar onde a caça é abundante, onde não há grandes predadores e onde nunca falta abrigo e nem água. Se perguntar a um astrônomo, ele vai lhe explicar que o céu é o espaço infinito do universo, onde a Terra não é senão mais um mundo, pequeno e sem importância. Se perguntar a uma criança na rua, ela vai dizer que o céu é o espaço azul que serve de campo para empinar suas pipas. Cada um projeta no mundo a seu redor suas próprias ideias. Mais do que isso, nossas concepções sobre a vida e o mundo determinam o que conseguimos ou não ver, e por tabela, o que somos ou não capazes de fazer. Se nos acostumamos à irritação, achando-a normal e justificando com nosso “gênio forte”, não importa o que de fato nos aconteça, tudo parecerá motivo para nos irritarmos. Cada acontecimento externo parecerá uma provocação, sendo que na verdade somos nós que nos irritamos com o mundo. Se nos habituamos a usar os óculos sombrios da tristeza, cada vez mais o mundo parecerá um lugar sem graça, escuro e triste. Vamos começar a nos perguntar o que é que os outros vêem de bonito num dia de sol, o que é que a lua tem de tão especial... Porque, dentro de nós, escolhemos a tristeza. E agora achamos que o mundo é que é triste. Se nos treinamos para duvidar de nós mesmos, começamos a enxergar em cada nova situação um desafio muito acima de nossa capacidade. Cada nova tarefa é uma tortura, porque já a iniciamos “sabendo” que não vamos ser capazes de chegar ao fim ou, se chegarmos, o resultado nunca será bom o bastante. E porque decidimos isso dentro de nós, o mundo lá fora nada pode fazer a não ser confirmar nossa decisão. Se enxergamos a vida como uma série de problemas, aciden- tes e desastres, é isso que vamos encontrar de forma cada vez mais frequente. Somos como imãs: atraímos aquilo que se afina com nossa forma de ver. É claro que o mesmo princípio funciona também no caminho da luz. Se decidimos começar a ver o que nos acontece não como motivo para irritação, mas como simples acontecimentos da vida, com o tempo iremos percebendo que as coisas nos irritam menos. Até que um dia deixam de nos irritar por completo. Se escolhemos enxergar o que o mundo tem de belo e alegre, mesmo que no começo não acreditemos muito nisso, pouco a pouco vamos recomeçar a ver o brilho que há no sorriso de uma criança, a beleza das estrelas, a maravilha do pôr-de-sol... E um dia, sem querer, vamos sorrir sem motivo ao caminhar pela rua, simplesmente por estarmos vivos. Se tomamos a decisão de acreditar em nós mesmos, de aceitar o fato de que somos filhos de Deus e herdeiros de sua divindade (Jesus já dizia: “vós sóis deuses”), mesmo que a princípio as derrotas ainda venham, começaremos a vencer... Primeiro pequenas vitórias, depois maiores, até percebermos que nenhum obstáculo é grande demais, nenhuma barreira maior do que Deus. Por fim, se resolvemos ver a vida como uma sucessão de lições, de oportunidades, de bênçãos... Se aceitamos a possibilidade de que somos merecedores de toda a felicidade, de toda a paz, de todo o bem... O dia chegará em que seremos carregados nas mãos do Pai Celestial, conduzidos através da vida, em harmonia e serenidade inabaláveis. O mundo é o mesmo para todos. A escolha de como encará-lo é nossa. E essa escolha é o que determina todo resto: os acontecimentos de nossa vida, as companhias que nos procuram, os recursos que se nos apresentam. Porque, nas palavras do Cristo, “com a mesma medida com que medirdes também vos medirão.” Carlos Augusto - é espirita e palestrante do Centro Espírita Bezerra de Menezes, em Ibiúna CONTRIBUINDO PARA UMA CIDADE MELHOR Projeto Escola do Bem está aberto para adesões em Ibiúna Você sabia que todas as experiências que vivenciamos nos tria, entre outros. primeiros anos de vida (a forma como viemos ao mundo, como Coordenado pelo Instituto Noa (www.institutonoa.org.br), fomos amamentados, o carinho e os cuidados que recebemos da uma organização da sociedade civil sem fins lucrativos, o Escolas nossa família – ou até mesmo a violência que sofremos dentro de do Bem é um título atribuído à instituição de ensino que assume casa) são determinantes para o resto da vida? Tudo o que passa- um compromisso em contribuir com os objetivos da ONU. mos nos primeiros seis anos de idade farão uma enorme diferença O programa é sustentado por uma plataforma de comunicação em nossa vida adulta. com as famílias, que inclui aplicativo, site e redes sociais. Cada es- E para aumentar o conhecimento das famílias e educadores cola participante possui um aplicativo com a sua identidade visual, que convivem com a criança nesta fase da primeira infância, o para fazer a comunicação com as famílias, permitindo que os pais programa Escolas do Bem, já realizado em algumas escolas do recebam informações da própria escola e do programa como um município, está com inscrições abertas para novas adesões. Trata- todo, de forma integrada. -se de um programa de comunicação com pais e educadores das As escolas interessadas devem preencher o formulário no site escolas de Educação Infantil e Fundamental 1 (públicas e priva- http://www.escolasdobem.com.br/cadastro-escolas, ou entrar em das), e que está vinculado a sete dos 17 Objetivos de Desenvolvi- contato pelos fones: (15) 3211-0999 | 3221-1987. mento Sustentável da ONU. O Programa leva orientações às famílias relacionadas a Sobre o Instituto Noa temas como pré-natal, parto, amamentação, saúde da crian- Fundado em abril de 2014, o Instituto Noa (www.institutonoa. ça, prevenção de acidentes na infância, alimentação sau- org.br) nasceu em Sorocaba (SP) com o objetivo de promover e dável, importância do brincar e outros temas relevantes. O garantir os direitos da criança e do adolescente, a partir do forta- trabalho é feito através da disseminação do conhecimento lecimento familiar e da melhora do nível de informação sobre o produzido por organizações de referência, como Unicef, desenvolvimento infantil. Seus fundadores têm em comum a ideia Fundação Maria Cecília Souto Vidigal, Instituto Alana, Or- de que está centrado na família o protagonismo para a transforma- Tghains iPzaDçFãowMasucnrdeiaatleddauSsainúgdeA,dSoolicxiePdDaFdeCBornavseilreteirraPdReOPeDdeiam-o . çRãeogsioscteiarltqoureesmeoevspeetrhaispawraatoermmuanrdko! . Equipe de Ibiúna é um dos destaques da competição disputada em SR O Derac de Ibiúna ganhou mais uma e segue firme sendo um dos destaques da Copa Canguera de Futebol. Jogando em São Roque, no último domingo (5), a equipe ibiunense venceu o Inimigos da Bola por 4 x 0. Liderado pelo empresário Chicão Cobra, o Derac conta com os seguintes jogadores: Renan, Boca, Gikinha, Marco Aurélio, Pedro, Leandro, Nilson, Alagoas, Rubens, Patric, Barriga, Marcão e Thiaguinho. EXPEDIENTE JORNAL DO POVO Uma publicação de Jornal do Povo de Ibiúna e Região Ltda CNPJ: 11.059.287/0001-41 - Inscrição Municipal Nº 8402 Redação e Administração: R. Zico Soares, Nº 100, 2º andar - Centro de Ibiúna-SP - CEP: 18.150-000 Editor Chefe: Tiago Albertim Jornalista Responsável: Tiago Albertim - MTB 47.482 Reportagens: Tiago Albertim Arte: André Mendes Diagramação: Tiago Albertim Contato Publicitário: Marcos Américo (15) 99782-6772 ESPECIFICAÇÕES Tiragem: 7 mil exemplares Circulação: Ibiúna e Piedade Dimensão da pág.: 53,0 x 29,7 - página de 6 col. de 4,2 cm As matérias assinadas são de inteira responsabilidade de seus autores e o JP se dá ao direito de não devolver os originais de artigos, opiniões, matérias e fotos de divulgação. www.jpibiuna.com.br EMAIL: jpibiuna@gmail.com FONE: (15) 3241-5577

[close]

p. 3

3TERÇA-FEIRA, 7 DE MARÇO DE 2017 Cidades Câmara Municipal rejeita contas de 2013 da Prefeitura de Ibiúna O não pagamento de precatórios foi o principal motivo que levou os vereadores a acatarem parecer do TC-SP que foi contrário as contas NÃO A PORTARIA NA PRAINHA DO ESCRITÓRIO Vereador Abel pede o fim da restrição de visitantes à Represa A votação foi apertada, sendo que oito vereadores votaram pela rejeição e sete pela aprovação A Câmara Municipal aprovou na sessão do último dia 14 um parecer do Tribunal de Contas (TC-SP) que pedia a rejeição das contas de 2013 da Prefeitura de Ibiúna. O período teve a gestão de dois Prefeitos – Professor Eduardo (Janeiro à setembro) e Fábio Bello (setembro à inicio de dezembro daquele ano). A votação foi apertada, sendo que oito parlamentares votaram pela rejeição das contas e sete pela aprovação. Para reverter um parecer do TC é preciso ter dois terços dos votos, ou seja, dos 15 atuais vereadores, seria necessário que dez deles votassem pela aprovação das contas, o que não ocorreu. O principal motivo apontado no relatório do TC para rejeição das contas foi o não pagamento de Precatórios (dívidas de decisões judiciais que o município é obrigado a pagar num determinado período) vencidos em agosto de 2013. Outros problemas apontados pelo relatório, como a compensação de INSS, problemas no IDEB e demais possíveis irregularidades foram apartadas do processo e serão analisadas posteriormente. Alguns vereadores bem que tentaram enaltecer a honestidade e idoneidade do ex-prefeito Professor Eduardo, defendendo que ele só não pagou tais precatórios para poder pagar os médicos e o Hospital Municipal não ser fechado. “Estamos votando o destino político de duas pessoas importantes da nossa cidade e precisamos ser coerentes. O TC é apenas um órgão consultor e auxiliador, já que a decisão da rejeição ou não das contas cabe a nós vereadores, que conhecemos de perto a realidade do município. Todos sabemos que 2013 foi um ano muito difícil, pois a gestão anterior deixou mais de R$ 80 milhões em dívidas e ainda tivemos a instabilidade política, com troca de prefeitos e outros problemas. Conheci o Eduardo nos 4 anos que fui vereador junto com ele e posso garantir que é uma pessoa honesta, que saiu da Prefeitura com mais dificuldades financeiras na sua vida pessoal do que quando entrou. Neste caso em específico, a única coisa que o TC está apontando é o não pagamento de um precatório. Quem de nós aqui nunca deixou de pagar uma conta para poder pagar um médico ou um exame para um familiar? Foi isso que o ex-prefeito fez, pois se pagasse essa dívida, não poderia quitar os débitos com a empresa que administrava os médicos e o nosso hospital seria fechado”, justificou o vereador Charles Guimarães (PSL). Outros vereadores que defenderam a aprovação das contas de 2013 foram Naldo (PP) e Lino Júnior (PSB). “Imaginem a consciência de uma pessoa que precisava escolher entre pagar um precatório ou fechar um hospital. Mesmo correndo o risco de ter problemas com o TC, ele optou por pagar os médicos. Se fosse eu, também faria o mesmo, pois é o hospital que eu uso, que meus filhos usam e que a maioria da população aqui também usa. Não acho justo que ele perca o direito político dele por ter tomado esta decisão”, enfatizou Naldo. Por outro lado, Ismael Pereira (PMDB) e Abel do Cupim (SDD) defenderam que apesar das boas intenções do Professor Eduardo, a sua administração deixou muito a desejar, sendo que poderiam ser tomadas outras providências para pagar os precatórios e, mesmo assim, o hospital não correr o risco de ter sido fechado. “Também existiram outras pendências graves levantadas pelo TC, que é um órgão técnico e que tem todo aparato para nos auxiliar nas decisões. O próprio Eduardo se estivesse como vereador votaria com o tribunal, pois sabe que as decisões do órgão são coerentes”, afirmou Abel. Quanto a Fábio Bello, segundo os vereadores, o mesmo não teria culpa nesta questão em específico, uma vez que o não pagamento do precatório, que foi o principal motivo do parecer contrario do TC, aconteceu em agosto de 2013, período no qual o prefeito era o Professor Eduardo. Porém, legalmente não há como separar as duas gestões, sendo que a rejeição das contas poderá acarretar em perda dos direitos políticos de ambos os gestores. Votaram pela rejeição das contas e a favor do parecer do TC os vereadores: Abel do Cupim, Jair Marmelo (PC do B), Elisangela do Escolar (PTB), Ismael Pereira (PMDB), Pururuca (PSC), Claudinho Coragem (PSC), Pedrão da Água (PROS) e Gerson do Gabriel (PPS). Votaram pela aprovação das contas de 2013, os vereadores: Rozi da Farmácia (PTB), Charles Guimarães, Naldo, Lino Júnior, Devanil da Ressaca (PMDB), Dr. Rodrigo de Lima (PRP) e Paulinho Dias (PR). Tanto Eduardo, quanto Fábio, ainda podem contestar a decisão da Câmara Municipal na justiça comum. O vereador Abel do Cupim (SDD) entregou na semana passada um ofício diretamente ao Prefeito João Mello (PSD) pedindo a reabertura da “Prainha do Escritório”. Uma portaria particular instalada na Estrada Municipal da Cachoeira restringe o acesso de turistas e veículos com placas de outras cidades a adentrarem o local, que é um tradicional ponto turístico da Represa de Itupararanga. Segundo o vereador, tal restrição é uma afronta ao direito de ir e vir dos cidadãos, uma vez que está impedindo o acesso de uma Estrada Municipal. “É um absurdo um empreendimento particular restringir que pessoas, principalmente visitantes, tenham acesso a um dos principais pontos turísticos da região. A Prefeitura não pode ser conivente com uma situação como esta, uma vez que todos tem o direito de acessarem a nossa represa, que pertence ao povo brasileiro. Não podemos Vereador Abel entregou o ofício pessoalmente ao Prefeito aceitar que só os ricos desfrutem da nossa represa através de suas chácaras e condomínios fechados. O povo mais humilde também precisa de um lo- cal para curtir momentos de lazer e entretenimento a beira de nossa represa. Vamos lutar para reabrir este acesso o mais breve possível”, protestou Abel. DIRETO NO SITE DA PREFEITURA IPTU 2017de Ibiúna já está disponível para pagamento A Prefeitura de Ibiúna, por meio da Secretaria Municipal de Controle e Arrecadação, informa que os carnês do IPTU 2017 já estão disponíveis no Site Oficial da Prefeitura (www. ibiuna.sp.gov.br), desde essa segunda-feira (6) e também serão enviados via Correios. O setor informou ainda, que o vencimento da cota única e a primeira parcela foi prorrogado para o dia 30/03/2017 sem multa e nem juros. Para mais informações, os contribuintes devem entrar em contato pelos telefones: (15) 3248-9943 / 3248-9973 ou 3248-9989. This PDF was created using Adolix PDF Converter PRO Demo . Register to remove this watermark!

[close]

p. 4

4 Cidades TERÇA-FEIRA, 7 DE MARÇO DE 2017 Milhares de pessoas curtem o Carnaval de Rua em Ibiúna Folia carnavalesca contou com as tradicionais Marchinhas, Escolas de Samba, Blocos e vários shows na Praça da Matriz e Área de Lazer AÇÕES PARA PRESERVAÇÃO DO MEIO AMBIENTE João Mello participa de evento do Programa Município Verde Azul Público lotou a Praça da Matriz de Ibiúna para acompanhar as tradicionais Marchinhas de Carnaval Atrações variadas atraíram mais de 40 mil pessoas entre os dias 25 e 28 de fevereiro no Carnaval de Rua organizado pela Prefeitura de Ibiúna. A folia resgatou as tradições do Carnaval ibiunense, fazendo com que todos pudessem curtir a festança de uma maneira ordeira e civilizada. A animação teve desde a Banda Lyra Unense tocando as tradicionais Marchinhas na Praça da Matriz, até Escolas de Samba, Bloco Me Enterra na Quarta e shows de Axé na Área de Lazer. Ibiunenses e visitantes de diversas cidades do Brasil prestigiaram o evento. A folia começou na tarde do sábado com a Banda Lyra Unense e a Cia Una D’Art fazendo uma matinê na Praça da Matriz. Por volta das 20h30 a Lyra Unense voltou no palco da Praça. Enquanto isso, Escolas de Samba tradicionais do município desfilaram pela Rua XV de Novembro. Já na Área de Lazer, o agito ficou por conta do Bloco Me En- terra na Quarta. Em seguida, no palco principal, teve show com a Banda Balakubaka tocando o melhor do axé para as milhares pessoas que foram ao recinto. No Domingo, a programação continuou com Matinê a tarde e marchinhas à noite na Praça da Matriz, além de desfiles de escolas de samba na XV Novembro e show da Banda Virada do Século na Área de Lazer. Na segunda-feira, a principal atração da noite foi a Banda Vibe, da cantora ibiunense Josy Moraes, que fez a galera levantar poeira do chão na Área de Lazer. Ela ficou bastante emocionada ao voltar para a sua cidade Natal e novamente agitar o público no Carnaval. “Lembro-me que a minha carreira começou com o Carnaval em Ibiúna e não poderia nunca deixar de prestigiar esta festa maravilhosa. A energia do público foi contagiante e agradeço a todos pela oportunidade de estar novamente aqui”, declarou Josy. Na terça-feira, para fechar a festa, além da matinê e marchinhas com a Banda Lyra Unense, teve também desfiles de escolas de samba e novamente show com Balakubaka. No mesmo dia, o bloco Me Enterra na Quarta fez uma ação social arrecadando mais de 200 kg de alimentos que forão doados para entidades assistenciais do município. Segurança reforçada Com uma organização programada e feita com antecedência, mesmo com a presença de milhares de pessoas, o evento transcorreu sem grandes problemas, sendo que foram registradas apenas algumas ocorrências corriqueiras, como desentendimentos, porte de drogas e tentativas de furto. Na Área de Lazer, local com maior aglomeração de pessoas, o recinto foi todo fechado e a entrada só foi permitida após revista pessoal. Dentro do recinto, dezenas de segurança garantiram que os foliões pudesse aproveitar a festança de maneira tranquila e segura. Já na Praça da Matriz e nas imediações do centro, a segurança foi garantida por Policiais Militares e a Guarda Civil Municipal. O prefeito João Mello (PSD) e o secretário municipal do Meio Ambiente, Jean Marcicano, representaram Ibiúna no último dia 23, em um evento que definiu as novas diretrizes do Programa Município Verde Azul. O encontro aconteceu em Novo Horizonte-SP e reuniu mais de 100 municípios. O Coordenador Estadual do Programa Município Verde Azul, o engenheiro agrônomo José Walter Figueiredo Silva, apresentou todas as orientações sobre o Programa. O projeto convida os municípios a aderirem a partir da assinatura de um “Protocolo de Intenções” que propõe dez Diretivas Ambientais. Assim é estabelecida a parceria entre o município e a Secretaria de Estado de Meio Ambiente que orienta, segundo critérios específicos a serem avaliados, os rumos e ações necessárias que a cidade precisa adotar para ser certificada como “Município Verde Azul”. A participação de cada um dos municípios ocorre com a indicação de um interlocutor e um suplente. Além disso, a participação do município no Programa é um dos critérios de avaliação para a liberação de recursos do Fundo Estadual de Controle da Poluição (FECOP). As ações propostas pelo Programa Município Verde Azul compõem as dez Diretivas nor- João Mello com representantes de outras cidades no evento teadoras da agenda ambiental paulista: esgoto tratado, resíduos sólidos, biodiversidade, arborização urbana, educação ambiental, cidade sustentável, gestão das águas, qualidade do ar, estrutura ambiental e conselho ambiental. A Secretaria Estadual de Meio Ambiente acompanha e auxilia os municípios no cumprimento de sua agenda ambiental e faz uma avaliação do desempenho dos municípios atribuindo notas que variam de zero a 100, para cada uma das diretivas. Os municípios com nota superior a oitenta recebem o certificado de “Município Verde Azul”. Há também um prêmio para o melhor colocado em cada uma das 22 bacias hidrográficas do estado, que recebem o Prêmio Franco Montoro de Ecologia. Os “municípios verdes” possuem prioridade no acesso às políticas de governo e o projeto acaba criando uma competição sadia entre as prefeituras, tendo em vista que a melhoria na pontuação depende diretamente da efetivação de ações ambientais nos municípios. Lançado em 2007 pelo Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Estado do Meio Ambiente, o Programa Município Verde Azul tem o inovador propósito de medir e apoiar a eficiência da gestão ambiental com a descentralização e valorização da agenda ambiental nos municípios. NA PRAINHA DO ESCRITÓRIO Ibiúna sedia 2ª Etapa do Circuito Paulista de Travessias Aquáticas Confusão em São Roque Diferentemente de Ibiúna, o Carnaval de Rua em São Roque acabou em tumulto e confusão. Tanto na madrugada da segunda-feira (27), quanto na quarta-feira (1º), a Força Tática de Itu precisou ser acionada para conter alguns foliões que teriam atirado garrafas, pedras e outros objetos em Policiais Militares, que tentavam dispensar a multidão após o término das atrações. A PM usou bombas de gás e balas de borracha para dispersar as pessoas. Dois homens e uma mulher foram detidos por desacato e desobediência, sendo encaminhados à delegacia e liberados após registro da ocorrência. Ainda de acordo com a PM, também houve relatos de vandalismo, como um carro com vidro quebrado e populares chutando portas de lojas. Prefeito João Mello e vice Valdemar com os atletas participantes da competição na represa A Prainha do Escritório, localizada na Represa de Itupararanga, foi palco da 2ª Etapa do Circuito Paulista de Travessias Aquáticas, no último dia 19. O evento contou com mais de 600 atletas, com idade entre 8 e 65 anos. O Prefeito João Mello (PSD), secretários, vereadores e demais convidados também prestigiaram a competição. Foram dez categorias disputadas, com destaque para os 500m, 1.000m e 3.000m. Todos os competidores receberam medalhas e os campeões troféus. A organização foi da Gaivotas Eventos com apoio da Prefeitura Municipal, por meio da Secretaria de Cultura e Turismo, Esporte e Lazer. Para conferir a classificação de todas as categorias, acesse o site: gaivotaseventos.com.br . This PDF was created using Adolix PDF Converter PRO Demo . Register to remove this watermark!

[close]

p. 5

TERÇA-FEIRA, 7 DE MARÇO DE 2017 Cidades 5 Polícia Civil investiga dois homicídios ocorridos em Ibiúna Mortes aconteceram durante o feriado de Carnaval em bairros da zona rural de Ibiúna e, segundo a polícia, não tem ligação uma com a outra A Polícia Civil de Ibiúna está investigando dois assassinatos ocorridos na zona rural de Ibiúna durante o Carnaval. O primeiro deles aconteceu no bairro da Ressaca, no último dia 27, quando o jardineiro Luiz Antônio Cardoso, de 48 anos, foi morto a tiros quando saía no portão da sua casa. A outra morte ocorreu na terça-feira (28), em um bar, só que no Tiburcio, região do Verava, onde um homem teria atirado no proprietário do estabelecimento, Alessandro Aparecido da Silva, de 44 anos, que morreu na hora. A esposa da vítima também foi atingida na perna, mas passa bem. Em ambos os casos, as vítimas foram assassinadas por arma de fogo Morto no portão No crime da Ressaca, o jar- dineiro estava saindo de sua casa por volta das 22h, quando teria sido alvejado por diversos tiros. Vizinhos escutaram os disparos e acionaram o Resgate, mas a vítima já estava morta. Peritos do Instituto de Criminalística de Sorocaba estiveram no local realizando uma perícia em busca de pistas que levem ao suspeito, que até o momento ainda não foi identificado. Não quis pagar a conta Um rapaz identificado até o momento como “Baiano” é o principal suspeito de ter matado Alessandro e ter atirado em sua mulher no Tiburcio. De acordo com a Polícia Civil, Baiano estava bebendo no bar e não teria concordado em pagar a conta no valor de R$ 43,00. Houve discussão entre o suspeito e os proprietários do estabelecimento. O homem então foi até um veículo Montana vermelho, voltou com duas armas de fogo e começou a atirar em direção às vítimas. Em seguida, entrou no veículo e fugiu. Testemunhas que estavam no bar na hora do crime teriam reconhecido Baiano como autor do crime e informaram que o mesmo possui uma chácara na Estrada do Veravinha. A Polícia Civil ainda está ouvindo algumas testemunhas e deverá pedir a prisão preventiva do suspeito após o reconhecimento oficial do mesmo. Quem tiver mais alguma informação que possa ajudar nas investigações de ambos os casos pode entrar em contato com a Polícia Civil pelo disk denúncia 181 (sigilo absoluto) ou (15) 3241-1222. DIRETAMENTE DA “PRAÇA É NOSSA” VÍTIMA FOI MORTA A MACHADADAS Preso na Bahia suspeito de ter matado caseiro em Ibiúna A Polícia Civil de Murici, na Bahia, prendeu na última quinta-feira (2) um foragido da justiça acusado de matar um homem em Ibiúna. Cícero Rafael Silva do Nascimento, de 26 anos, foi detido em sua casa ao ser investigado por supostamente ter ameaçado sua companheira. Ele confessou ter matado a machadadas, em 2011, o caseiro José dos Santos, que na época tinha 51 anos. Por isso, pesava sobre Rafael um mandado de prisão expedido pela 2ª Vara Criminal de Ibiúna. Após ter sido preso em flagrante por ameaçar a atual companheira, Rafael, conhecido pelo apelido de “Neguinho”, foi levado para o 116º DP de Murici, onde os policiais descobriram que também pesava sobre ele um mandado de prisão pelo homicídio cometido em Ibiúna. Ele acabou detido em flagrante e está à disposição da justiça. O crime Em 2011, a Polícia Militar prendeu Rafael num sítio no Vargedo, a mais de 40 quilôme- Rafael foi preso pela polícia de Murici por ter ameaçado uma mulher tros do centro de Ibiúna, onde fora encontrado o corpo de José totalmente dilacerado por golpes de machado. Ao buscar informações com os vizinhos, os policiais souberam que a vítima foi vista três dias antes acompanhada de um rapaz conhecido como “Neguinho”. A princípio, Rafael negou a autoria do crime, mas depois confessou ter matado a vítima, alegando que a mesma o assediou sexualmente. Na residência do suspeito, foi encontrada uma calça suja de sangue. Testemunhas também disseram que ele foi a última pessoa vista com José naquele dia. Na época, Rafael foi preso em flagrante, ficou na Cadeia Pública de São Roque por um tempo, mas conseguiu sair e agora deverá ficar detido novamente. Humorista Matheus Ceará se apresentará em São Roque Sucesso em todo país com um personagem pra lá de engraçado, o humorista Matheus Ceará se apresentará em São Roque, na noite de sexta-feira, 24 de Março, com o novo show “A inocência está perdida”. A apresentação, agendada para o salão social do Clube Atlético Paulistano, promete divertir o público, uma vez que o improviso e o carisma são marcas registradas do humorista, que vem sendo um dos destaques do programa “A Praça é Nossa’ do SBT. O local do show, conta com total acessibilidade, sanitários, serviço de bar e estacionamento (pago). O show de abertura, ficará por conta de Rafael Negro, são-roquense que vem se destacando por todo o Estado. Recentemente se apresentou no Comedians em São Paulo. O primeiro lote de convites individuais a 30 reais (promocional), estará à venda nos pontos de venda na próxima semana. Na sequência, o convite custará 40 reais no segundo lote. Em São Roque, o público poderá adquirir o convite na Matheus se apresenta no Clube Paulistano em SR no dia 24 de março Secretaria do Paulistano, Loja Oito.oito Men e Paletas do Verão na Av. Bandeirantes. Em Mairinque. na Epidemia Luxo e em Araçariguama no Restaurante e Pizzaria Pedra Branca. O humorista Matheus Martone nasceu em Fortaleza, no Ceará e percebendo o seu potencial para a carreira artística, lançou, aos 14 anos, seu primeiro show de piadas, “A Boca do Riso”. Como tinha vergonha de subir ao palco de cara lim- pa, adotou a indumentária comum do caipira nordestino, surgindo, assim, o personagem Matheus Ceará. Matheus venceu, em 2010, o quadro “Quem chega lá”, do “Domingão do Faustão”, na Rede Globo. Há quase 5 anos ele é um dos personagens mais queridos do programa “A Praça é Nossa”, onde é responsável por alguns dos picos de audiência do semanal. Em 2017, percorre o Brasil com o novo show “A Inocência está Perdida”. SESSENTA DIAS DE TRABALHO Prefeitura realiza recuperação de estradas e limpeza de córregos A Prefeitura de Ibiúna vem realizando diversas ações de limpeza, roçada, desassoreamento de trechos de rios, tapa-buraco e manutenção de estradas municipais na área rural e vias na área urbana do município. O trabalho visa uma melhor conservação da cidade e prevenir contra enchentes, sendo que a Secretaria de Obras com suas equipes vem fazendo ao longo desses últimos 60 dias, uma série de intervenções em vários pontos do município. Foram realizados serviços de roçada e limpeza pública na Biblioteca e Paço Municipal, área de lazer, rotatórias, Figueira, Ciclovia, praças e jardins. As equipes de obras, também operam nas manutenções dos bairros: Cachoeira (tapa-buraco), Rodovia Tancredo Neves (tapa-buraco), Godinhos, Dias, Carmo Messias, Campininha, Ribeiros, Rua Argentina (tubulação), estrada das Garças no Gabriel (tubulação), Sorocamirim, Lavapés, Lageadinho, Residencial Europa, Prestes (rede de tubos), Diversas estradas rurais estão sendo consertadas pela Prefeitura de Ibiúna Verava, Veravinha, Vargedo, Tavares, Pintos, Puris e as ruas Benjamin Constant, Fortunatinho e Zico Soares (limpeza). Os serviços são executados com retroescavadeira, patrol, caminhão, cascalho, pedras e bica corrida. Desassoreamento e limpeza de córregos Também foi realizado o serviço de desassoreamento de todo o córrego no bairro dos Gatos. De acordo com a Secretaria de Obras, o trabalho foi feito através de uma máquina especializada e própria para essa função. O objetivo é facilitar o escoamento da água e realizar o serviço de tubulação e aterro do córrego. As equipes de obras, também executaram a limpeza no córrego do Distrito do Paruru e já estão trabalhando na limpeza do córrego do CDHU Santa Lúcia. A medida se deve a necessidade do município em manter a limpeza de locais que podem gerar transtorno aos moradores, contribuindo não só com o aspecto, mas também com a qualidade de vida de quem mora próximo a tais locais. Prefeitura de Ibiúna realizou o desassoreamento do córrego que corta o CDHU Santa Lúcia This PDF was created using Adolix PDF Converter PRO Demo . Register to remove this watermark!

[close]

p. 6

6 Social TERÇA-FEIRA, 7 DE MARÇO DE 2017 Programa Jovem Aprendiz ajuda na formação de diversos ibiunenses Projeto social desenvolvido pelo Supermercado Ibiúna oferece oportunidade de aprendizado e primeiro emprego a diversos jovens Responsabilidade Social sempre foi uma marca do Supermercado Ibiúna, que ao longo dos seus 50 anos, vêm colaborando com diversos projetos sociais e atualmente é um dos maiores empregadores do município. Uma das ações com maior impacto desenvolvida pela empresa, é o Programa Jovem Aprendiz, que visa dar oportunidade de qualificação remunerada à jovens de 14 a 24 anos. Através de uma parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), os aprendizes, que caso não tenham terminado o Ensino Médio, precisam estar matriculados e frequentando a escola regular, recebem salário para trabalha- rem 4 horas por dia. Desde que foi implantado em março de 2014, o projeto já formou mais de 40 jovens, sendo que muitos deles já ocupam cargos importantes no próprio supermercado ou em outras empresas. É o caso do Henrique Mitsu Saito, que com apenas 17 anos, foi jovem aprendiz e agora é fiscal de caixa no Supermercado Ibiúna. Atualmente, 18 jovens do próprio Supermercado e mais quatro de um outro varejista da cidade participam da 3ª turma de Aprendizes desenvolvida em uma sala do Ibiúna, sendo que a formatura dos mesmos deverá ocorrer em outubro. O curso tem carga horária total de 1.560 horas. De acordo com o Gerente de RH do Supermercado Ibiúna, Marcelo Louzada, a preferência na hora da seleção dos aprendizes é sempre para aqueles que vivem em situações de vulnerabilidade social. “A nossa intenção sempre é ajudar a dar oportunidade para aqueles que mais precisam. É impressionante ver a evolução profissional e intelectual destes jovens, que muitas vezes estavam à margem da sociedade, sem estimulo ou perspectiva. Através deste programa, eles conseguem resgatar a autoestima, valorizar o trabalho e ter mais responsabilidades”, enfatizou Marcelo. O Curso O curso de Aprendizagem Profissional Comercial em Serviços de Supermercados busca favorecer o desenvolvimento de competências para o aprimoramento pessoal e profissional dos aprendizes que trabalham nas áreas relacionadas aos serviços de supermercados. Atende à demanda de formação de profissionais para esse seguimento, favorecendo o posicionamento ético, sustentável e empreendedor, sensibilizando os jovens para a necessidade de aprimoramento contínuo para, assim, ter ampliadas suas chances de inclusão, escolha e mobilidade profissional e social, num cenário cada vez mais dinâmico, competitivo e desafiador. jpibiunACaES.SEc: om.br This PDF was created using Adolix PDF Converter PRO Demo . Register to remove this watermark!

[close]

Comments

no comments yet