Proposta Pedagogica - 2017 - 2018

 

Embed or link this publication

Description

Proposta Pedagogica - 2017 - 2018

Popular Pages


p. 1

Escola SENAI “Prof. João Baptista Salles da Silva” Proposta Pedagógica - Revisão 2017 ______________________________________________________________________________________________________________________ PROPOSTA PEDAGÓGICA 2017-2018 Escola SENAI “Prof. João Baptista Salles da Silva” CFP 5.07 – Americana-SP CFP 5.07 - Americana-SP 1

[close]

p. 2

Escola SENAI “Prof. João Baptista Salles da Silva” Proposta Pedagógica - Revisão 2017 ______________________________________________________________________________________________________________________ 2 CFP 5.07 - Americana-SP

[close]

p. 3

Escola SENAI “Prof. João Baptista Salles da Silva” Proposta Pedagógica - Revisão 2017 ______________________________________________________________________________________________________________________ Sumário 1 APRESENTAÇÃO............................................................................................................................................. 5 2 DISPOSIÇÕES GERAIS ..................................................................................................................................... 7 2.1 IDENTIFICAÇÃO ........................................................................................................................................... 7 3 HISTÓRICO DA UNIDADE ............................................................................................................................... 8 4 O PATRONO................................................................................................................................................... 9 5 DIRETORES DA UNIDADE ..............................................................................................................................10 6 PÓLO INDUSTRIAL DA REGIÃO......................................................................................................................10 7 GESTÃO GLOBAL DA ESCOLA ........................................................................................................................11 7.1 MISSÃO ...................................................................................................................................................11 7.2 GESTÃO ...................................................................................................................................................11 7.3 QUALIDADE...............................................................................................................................................11 7.4 PESQUISA, DESENVOLVIMENTO E INOVAÇÃO......................................................................................................11 8 RECURSOS INSTITUCIONAIS, TECNOLÓGICOS, HUMANOS E FÍSICOS DA ESCOLA .........................................11 8.1 RECURSOS INSTITUCIONAIS (INSTITUIÇÕES AUXILIARES) ........................................................................................11 8.2 RECURSOS HUMANOS..................................................................................................................................11 8.3 RECURSOS FÍSICOS......................................................................................................................................12 9 IDENTIFICAÇÃO DA CONCEPÇÃO DA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL ..................................................................12 10 CURSOS OFERECIDOS....................................................................................................................................13 10.1 EDUCAÇÃO PROFISSIONAL DE NÍVEL BÁSICO – CURSO DE APRENDIZAGEM INDUSTRIAL..................................................13 10.2 EDUCAÇÃO PROFISSIONAL DE NÍVEL TÉCNICO ....................................................................................................13 10.3 EDUCAÇÃO PROFISSIONAL DE NÍVEL BÁSICO – OFERTA FLEXÍVEL EM FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA ...........................13 10.4 TREINAMENTO INDUSTRIAL - OFERTA FLEXÍVEL EM FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA ÀS EMPRESAS ...............................14 10.5 ATENDIMENTO COMUNITÁRIO .......................................................................................................................14 11 ATIVIDADES ESCOLARES EXTRACLASSES .......................................................................................................14 11.1 TEMAS TRANSVERSAIS..................................................................................................................................14 11.2 POLÍTICA DE VALORIZAÇÃO DO IDOSO ...............................................................................................................15 11.3 POLÍTICA DE ORIENTAÇÃO À PESSOA COM DEFICIÊNCIA.........................................................................................15 11.4 ACOLHIMENTO ..........................................................................................................................................15 11.5 OUTRAS ATIVIDADES ...................................................................................................................................16 11.6 VISITAS TÉCNICAS DE COMPLEMENTAÇÃO DE ESTUDOS.........................................................................................16 12 ASPECTOS PEDAGÓGICOS.............................................................................................................................17 12.1 PLANEJAMENTO DE ENSINO...........................................................................................................................17 12.2 ACOMPANHAMENTO DA AÇÃO DOCENTE..........................................................................................................17 12.3 CONSELHO DE CLASSE..................................................................................................................................18 12.4 AVALIAÇÃO...............................................................................................................................................18 12.5 ESTUDOS DE RECUPERAÇÃO ..........................................................................................................................19 12.6 PROMOÇÃO ..............................................................................................................................................20 12.7 RETENÇÃO................................................................................................................................................20 12.8 APROVEITAMENTO DE ESTUDOS .....................................................................................................................21 12.9 COMPENSAÇÃO DE AUSÊNCIAS.......................................................................................................................21 12.10 CANCELAMENTO DE MATRÍCULA..................................................................................................................22 12.11 PRÊMIO DESTAQUE..................................................................................................................................22 12.12 SANÇÕES ÀS FALTAS DISCIPLINARES .............................................................................................................22 13 REGIME ESCOLAR .........................................................................................................................................23 CFP 5.07 - Americana-SP 3

[close]

p. 4

Escola SENAI “Prof. João Baptista Salles da Silva” Proposta Pedagógica - Revisão 2017 ______________________________________________________________________________________________________________________ 13.1 CALENDÁRIO ESCOLAR .................................................................................................................................23 14 DIVULGAÇÃO DA PROPOSTA PEDAGÓGICA ..................................................................................................24 15 PARTICIPANTES DA REVISÃO DA PROPOSTA PEDAGÓGICA ..........................................................................24 REFERÊNCIAS........................................................................................................................................................25 4 CFP 5.07 - Americana-SP

[close]

p. 5

Escola SENAI “Prof. João Baptista Salles da Silva” Proposta Pedagógica - Revisão 2017 ______________________________________________________________________________________________________________________ 1 Apresentação “Ninguém caminha sem aprender a caminhar, sem aprender a fazer o caminho caminhando, refazendo e retocando o sonho pelo qual se pôs a caminhar.” Paulo Freire A educação é um processo de socialização e criação de saberes, crenças, valores, com a finalidade de ir construindo e reconstruindo as sociedades, os indivíduos e grupos que a constituem, assim Terezinha Azevedo Rios define a Educação. E diz mais, “é a instituição escolar que se atribui a tarefa de, sistemática e intencionalmente, organizar a proposta da educação que vá ao encontro das necessidades concretas das diferentes sociedades”. É dentro deste contexto que toda a equipe da Escola SENAI “João Baptista Salles da Silva”, propõe trabalhar sua proposta pedagógica, pois não adiantam as boas intenções de um ou outro professor, acidentalmente. Se toda a escola não estiver engajada na proposta, os resultados deixarão a desejar. A proposta tem por objetivo estabelecer os propósitos, as diretrizes básicas e os valores norteadores das ações educacionais do projeto educativo da escola e que influem nas relações entre os diversos participantes do processo educacional, respeitando as normas comuns do sistema para oferecer um ensino adequado às necessidades de seus alunos. A elaboração da presente proposta pedagógica está embasada em documentos normativos e nos pressupostos educacionais do SENAI/SP, inspirada em estudos e práticas de vários educadores, além do amplo trabalho realizado com toda a comunidade escolar, notadamente seu corpo docente, seu corpo discente e representantes de suas respectivas famílias, representantes do corpo administrativo, pela equipe técnico-pedagógica e, ainda, por representantes da indústria e da comunidade. Esta proposta Pedagógica fundamenta-se nos princípios da estética da sensibilidade, da política da igualdade, ética da identidade, flexibilidade e contextualização e a identidade dos perfis profissionais, conforme o documento DITEC 001. A dimensão estética da sensibilidade orienta o desenvolvimento de um “ethos” profissional que valoriza e dignifica cada profissão. A ideia de perfeição se faz presente em cada uma das profissões, pois uma obra mal feita nega os valores da própria profissão. Portanto, a estética da sensibilidade se relaciona diretamente com os conceitos de qualidade e respeito ao cliente. A estética da sensibilidade é estimuladora da criatividade, da ousadia, levando ao desenvolvimento de um espírito empreendedor e de iniciativa, valorizando competências profissionais que permitam ao educando romper antigos paradigmas do mundo do trabalho. CFP 5.07 - Americana-SP 5

[close]

p. 6

Escola SENAI “Prof. João Baptista Salles da Silva” Proposta Pedagógica - Revisão 2017 ______________________________________________________________________________________________________________________ A dimensão política da igualdade busca a democratização da educação profissional, procurando propiciar o maior número possível de cidadãos a busca de novas competências e independência de conhecimentos exigidos, por um mercado cada vez mais competitivo e em mutação. A dimensão ética da identidade concretiza-se na constituição de competências que possibilitem ao educando ter autonomia para gerenciar sua vida diante do mundo do trabalho. A competência não se limita ao conhecer, mas vai além dele, pois o educando precisa acertar no julgamento da pertinência, posicionando-se diante de uma situação com autonomia, para produzir o curso da ação mais eficaz. A competência profissional manifesta-se na capacidade de articular, mobilizar e colocar em ação valores, conhecimentos e habilidades necessários para um desempenho preciso e eficiente das atividades do mundo do trabalho. A flexibilidade e contextualização manifesta-se na adequação efetiva da oferta às reais demandas dos profissionais, do mercado e da sociedade, compreendendo o contexto do espaço de existência da escola. A flexibilidade permite agilidade na proposição, atualização, incorporação de inovações, correção de rumos, adaptação às mudanças, buscando a contemporaneidade e contextualização da educação profissional. A identidade dos perfis profissionais refere-se ao traçado do perfil profissional de conclusão da qualificação prefigurada, orientando a construção do currículo, fornecendo identidade ao curso, conforme aferições de demanda das pessoas, do mercado de trabalho e da sociedade. 6 CFP 5.07 - Americana-SP

[close]

p. 7

Escola SENAI “Prof. João Baptista Salles da Silva” Proposta Pedagógica - Revisão 2017 ______________________________________________________________________________________________________________________ 2 Disposições Gerais 2.1 Identificação Denominação ESCOLA SENAI “PROF. JOÃO BAPTISTA SALLES DA SILVA” Endereço Av. Brasil Sul N.º 2801 Bairro Parque Residencial Nardini Cidade Americana/SP CEP 13.468-390 Telefone/Fax (19) 3471-2600 Início das Atividades 02/08/82 CNPJ 03.774.819/0049-49 CFP 5.07 - Americana-SP 7

[close]

p. 8

Escola SENAI “Prof. João Baptista Salles da Silva” Proposta Pedagógica - Revisão 2017 ______________________________________________________________________________________________________________________ 3 Histórico da Unidade Em 1982, a Escola SENAI “Prof. João Baptista Salles da Silva” iniciou suas atividades, apesar de remontar a 1973 os primeiros atendimentos às indústrias do município sede, através do Centro de Treinamento Têxtil de Americana com o prefixo de CT-01, em convênio firmado entre o SENAI e o Consórcio Intermunicipal de Promoção Social da Região de Americana e Feira Industrial de Americana - FIDAM. Em 01/07/75, alterou-se o prefixo para CT-7.21. Em 01/09/75, sua denominação passou a ser Centro de Treinamento SENAI de Americana. Em 01/01/76, alterou-se novamente o prefixo para CT-5.60. Em 1976, com o início de mais uma unidade na cidade, estas passaram a ter as denominações de Centro de Treinamento SENAI de Americana - Têxtil, CT-5.60, e Centro de Treinamento SENAI de Americana - Construção Civil, CT-5.62, com programações de treinamento nas áreas: têxtil, mecânica, construção civil, elétrica e solda. Em 02/08/82, iniciou suas atividades, em prédio próprio, construído na Avenida Brasil, 2801, com a denominação inicial de Escola SENAI de Americana. Em 01/02/84, passou a ter a denominação atual. O reconhecimento da unidade, bem como o do Curso de Aprendizagem Industrial, ocorreu em 05/07/84. A inauguração da Escola data-se de 26/06/86. Os Planos de Cursos, elaborados segundo critérios técnicos e legais preconizados pela Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, são gerados, mantidos e supervisionados pela Gerência de Educação do SENAI/SP. Esta escola caracteriza-se pelo Ensino Profissionalizante e Técnico. O regime de funcionamento é: segunda à sexta-feira, em três períodos (manhã, tarde e noite), e também aos sábados, nos períodos da manhã e da tarde. O desenvolvimento do Curso de Aprendizagem Industrial, destinado a candidatos que buscam capacitação para o primeiro emprego, que tenham concluído o ensino fundamental e tenham, no mínimo, 14 anos, ou 18 anos em um dos cursos ofertados, é realizado em regime parcial (turmas no período da manhã e turmas no período da tarde). Ainda, em suas programações regulares, a escola passou a desenvolver, a partir de Janeiro de 2007, o Curso Técnico, destinado a candidatos que estejam cursando o Ensino Médio ou o tenham concluído. Além das programações regulares, a escola desenvolve, também, programações especiais de Formação Inicial e Continuada nas áreas de Automação, Gestão, Eletroeletrônica, Tecnologia da Informação, Manutenção Mecânica, Metalurgia, Metalmecânica, Saúde/Segurança no trabalho, Vestuário/Têxtil e Logística, tanto nas dependências da escola quanto nas próprias empresas através de atendimento adequado para este fim. A produção da escola, desde o início de suas atividades, em 1982, é de 228.371 concluintes (até dezembro de 2015), representando uma expressiva contribuição para o desenvolvimento do parque industrial de Americana e Região. 8 CFP 5.07 - Americana-SP

[close]

p. 9

Escola SENAI “Prof. João Baptista Salles da Silva” Proposta Pedagógica - Revisão 2017 ______________________________________________________________________________________________________________________ 4 O Patrono O Professor João Baptista Salles da Silva nasceu na cidade de São Carlos, no dia 26 de novembro de 1913. Formado pela Escola de Professores do antigo Instituto de Educação da Universidade de São Paulo, com especialização na França e Estados Unidos, o Professor Salles trabalhou desde 1937 na área de Ensino Industrial. Iniciou sua carreira como Assistente de Ensino no antigo Centro Ferroviário de Ensino e Seleção Profissional, remanescente da primeira tentativa de implantação da aprendizagem racional de técnicas industriais no Brasil, a Escola Profissional de Mecânica, organizada por Roberto Mange no Liceu de Artes e Ofícios de São Paulo. O resultado dessa experiência pioneira no campo da formação profissional foi o laboratório que germinou a semente e inspirou os líderes da indústria brasileira a criar, em 1942, o SENAI – Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial, entidade que o Professor Salles ajudou a construir, mas à qual só viria a se integrar dois anos mais tarde. Antes disso, dedicou-se, como Inspetor Geral Substituto, à Superintendência do Ensino Profissional, órgão vinculado à Secretaria de Estado dos Negócios da Educação. Dos 46 anos que dedicou à educação técnica, o Professor Salles passou 39 no SENAI. Defendia uma formação profissional que objetivasse a “educação integral do indivíduo, preparando-o para exercer uma ocupação, ser um cidadão socialmente útil e ter a oportunidade de prosseguir seus estudos. Uma aprendizagem cujos pilares, nos países desenvolvidos, são, desde sempre, as empresas industriais”. Sobre estas concepções esboça-se uma história de vida cuja trajetória está intimamente ligada às cinco primeiras décadas de existência do SENAI, com reflexos até os dias de hoje. Como merecida homenagem ainda em vida, pelo amor à vida e ao ensino, a escola SENAI de Americana recebeu o seu nome. O professor Salles faleceu, em São Paulo, Capital, em 1983, com 69 anos. CFP 5.07 - Americana-SP 9

[close]

p. 10

Escola SENAI “Prof. João Baptista Salles da Silva” Proposta Pedagógica - Revisão 2017 ______________________________________________________________________________________________________________________ 5 Diretores da Unidade Diretores Prof. José Baciuk Prof. Antonio Detoni Prof. Antonio Detoni Prof. Paulo de Góes Vieira Prof. Aparecido Dias de Souza Prof. Magno Diaz Gomes Prof. Luís Picinini Prof. Marcelo Virgílio Período 1973 a 30/06/1976 01/07/1976 a 31/07/1982 02/08/1982 a 30/06/1993 01/07/1993 a 31/03/1995 03/04/1995 a 31/12/1995 02/01/1996 a 15/12/1998 16/12/1998 a 31/12/2005 A partir de 02/01/2006 6 Pólo Industrial da Região A Região Metropolitana de Campinas é constituída hoje por 20 municípios, com o acréscimo da cidade de Morungaba através da lei Nº 1234 de 13/03/2014 a região passa a ter aproximadamente 3,8 mil Km² de área com uma população de 2.797.137 habitantes (IBGE-Censo Demográfico - 2010), 13.290 estabelecimentos industriais, 5.542 estabelecimentos de construções civis, 63.847 estabelecimentos comerciais, 34.835 estabelecimentos de serviços e 3.938 estabelecimentos agropecuários, extração vegetal, caça e pesca, segundo fonte da ACIC (Associação Comercial e Industrial de Campinas/RAIS-Ministério do Trabalho e Emprego) Neste cenário, a abrangência de atuação do CFP 5.07 concentra-se nos municípios de Americana e Nova Odessa. A população destes municípios é de 286.0861 habitantes, com um número elevado de estabelecimentos em atividades contribuintes que empregam um contingente representativo de pessoas. Essencialmente urbano, o município de Americana apresenta apenas 0,4% de sua população residindo na zona rural. Esta situação, aliada à vocação industrial alimentada ao longo de um século; ao acesso fácil à cidade de São Paulo através de duas rodovias importantes (Anhanguera e Bandeirantes); ao fato de constituir-se em parte integrante da Região Metropolitana de Campinas; e à criação do Pólo Tecnológico da Indústria Têxtil e de Confecções da região de Americana através da publicação da Lei Estadual nº 11.274, de 3/12/2002 faz de Americana e região um local com alta demanda de educação profissional em todos os níveis. Atentos a estes fatores, é possível dizer que o conjunto de programas oferecidos por esta Unidade busca atender necessidades de qualificação profissional em diversos patamares, desde a Formação, Qualificação, Especialização e Habilitação. 1 Estimativas da população residente nos municípios brasileiros com data de referência em 1º de julho de 2015 – Fonte: IBGE 10 CFP 5.07 - Americana-SP

[close]

p. 11

Escola SENAI “Prof. João Baptista Salles da Silva” Proposta Pedagógica - Revisão 2017 ______________________________________________________________________________________________________________________ 7 Gestão Global da Escola 7.1 Missão A missão do SENAI é promover a educação profissional e tecnológica, a inovação e a transferência de tecnologias industriais, contribuindo para elevar a competitividade da Indústria Brasileira. 7.2 Gestão O SENAI-SP, no cumprimento da sua missão, promove o contínuo aprimoramento dos serviços educacionais e tecnológicos, o desenvolvimento dos seus recursos humanos e o fortalecimento da relação com os clientes e partes interessadas. 7.3 Qualidade  Atendimento à legislação aplicável aos seus processos e serviços.  Manutenção de ambientes de trabalho adequados e seguros.  Preservação do meio ambiente por meio da prevenção à poluição e do uso consciente de recursos. 7.4 Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação  Desenvolvimento dos serviços técnicos e tecnológicos.  Produção de soluções técnicas e inovações para o mercado.  Atuação em rede e busca sistemática de referenciais externos.  Reconhecimento da inovação como um ativo valioso da organização.  Promoção de linguagem comum de inovação na instituição. O conjunto de metas anuais é explicitado no Plano Escolar e contempla diretrizes emanadas pelo Departamento Regional do SENAI-SP, norteado pelo Plano Estratégico ou Plano Anual de Trabalho. 8 Recursos Institucionais, Tecnológicos, Humanos e Físicos da Escola 8.1 Recursos Institucionais (Instituições Auxiliares) Conselho Escolar; AAPM - Associação de Alunos, ex-alunos, Pais e Mestres; CIPA - Comissão Interna de Prevenção de Acidentes; NPAADC - Núcleo de Prevenção de Acidentes e Apoio à Defesa Civil; EQA – Equipe de Qualidade Ambiental; CICEE - Comissão Interna de Conservação de Energia Elétrica; Brigada de Incêndio; Banda Marcial Escolar, Comissão de Aquisição de Obras, Comissão de Eventos, Comissão da Solidariedade, Comissão da Cantina, Comissão de Formatura e suas ações estão contempladas no Plano Escolar. 8.2 Recursos Humanos  Equipe Administrativa: Diretor, Coordenador de Administração Escolar e Assistentes Administrativos; CFP 5.07 - Americana-SP 11

[close]

p. 12

Escola SENAI “Prof. João Baptista Salles da Silva” Proposta Pedagógica - Revisão 2017 ______________________________________________________________________________________________________________________  Equipe Técnico-pedagógica: Coordenador de Atividades Pedagógicas, Coordenador de Atividades Técnicas, Analista de Qualidade de Vida, Orientadores de Prática Profissional, Instrutores e Professores;  Equipe de Atendimento às empresas: Coordenador de Relações com a Indústria e Assistente de Apoio Técnico;  Equipe de Apoio ao Ensino: Bibliotecária e Assistente de Apoio Técnico;  Equipe de Manutenção: Supervisor de Manutenção, Auxiliar de Manutenção e Oficial de Manutenção. A escola conta ainda com serviços terceirizados de atendimento ao público, portaria, vigilância, limpeza, reprografia e cantina. 8.3 Recursos Físicos  Área Administrativa: Secretaria, Atendimento, sala de Coordenação de Relações com a Indústria, sala de Coordenação Pedagógica/Técnica, Orientação de Prática Profissional e Direção.  Salas de aula para uso geral;  Sala de preparação de aulas e da AAPM;  Área de convivência de alunos – Salão Social  Estacionamento;  Biblioteca;  Manutenção;  Auditório;  Quadra poliesportiva 9 Identificação da Concepção da Educação Profissional Com o objetivo de manter sempre em evidência a consolidação da missão do SENAI, a escola estabelece princípios que, uma vez praticados e operacionalizados, constituem-se em importantes norteadores para o alcance do objetivo proposto: a. busca permanente do conhecimento e de novas competências; b. ética da solidariedade e do trabalho coletivo; c. desenvolvimento de atitudes e valores:  confiança na própria capacidade para propor e resolver problemas;  perseverança e disciplina na busca de resultados;  respeito pelas ideias dos outros;  valorização de atividades solidárias e participativas;  valorização de iniciativas na solução de problemas. A sociedade contemporânea, dentro das suas múltiplas facetas, espera que a instituição de educação profissional transponha o ambiente que privilegia o fazer, para o ambiente que propicie a absorção do conhecimento científico (conhecer o que faz), associando o conteúdo humanista ao conteúdo técnico nos programas e cursos de formação profissional. Espera, também, uma flexibilização nas opções estruturais das unidades didáticas que 12 CFP 5.07 - Americana-SP

[close]

p. 13

Escola SENAI “Prof. João Baptista Salles da Silva” Proposta Pedagógica - Revisão 2017 ______________________________________________________________________________________________________________________ compõem itinerários de qualificação profissional, ações respeitadoras ao meio ambiente, propiciando melhor qualidade de vida, ações que resgatem valores como: comprometimento, ética, honestidade, empatia e responsabilidade. O modelo de educação profissional implantado no Departamento Regional do SENAI/SP é compatível com as expectativas de formação de conhecimentos e de habilidades básicas, conducentes a qualificações e habilitações profissionais. 10 Cursos Oferecidos 10.1 Educação Profissional de Nível Básico – Curso de Aprendizagem Industrial  Almoxarife;  Eletricista de Manutenção;  Eletricista de Manutenção Eletroeletrônica;  Mecânico de Manutenção;  Mecânico de Usinagem. 10.2 Educação Profissional de Nível Técnico  Curso Técnico de Eletroeletrônica;  Curso Técnico de Eletromecânica;  Curso Técnico de Vestuário. 10.3 Educação Profissional de Nível Básico – Oferta Flexível em Formação Inicial e Continuada Áreas Tecnológicas atendidas:  Automação;  Gestão;  Eletroeletrônica;  Tecnologia da Informação;  Manutenção Mecânica;  Metalurgia;  Metalmecânica;  Saúde/Segurança no trabalho;  Vestuário/Têxtil;  Logística ;  Construção Civil . CFP 5.07 - Americana-SP 13

[close]

p. 14

Escola SENAI “Prof. João Baptista Salles da Silva” Proposta Pedagógica - Revisão 2017 ______________________________________________________________________________________________________________________ 10.4 Treinamento Industrial - Oferta Flexível em Formação Inicial e Continuada às Empresas Atendimento às necessidades das empresas da região de atuação, através de programação nas áreas operacionais, de processo e produção, gerenciais, saúde, higiene e segurança no trabalho, meio ambiente, qualidade e transporte. 10.5 Atendimento Comunitário Atualmente a Escola mantém convênio com o Serviço de Orientação Multidisciplinar para Adolescentes de Americana – SOMA – Americana, contemplando as áreas de informática e administrativa. 11 Atividades Escolares extraclasses 11.1 Temas Transversais O tratamento de temas transversais, inseridos em diversas atividades escolares, objetiva o desenvolvimento da comunidade escolar, o exercício da cidadania, o fortalecimento da convivência social e de atitudes positivas na escola. Neste contexto, situam-se, entre outras, as práticas: atividades relacionadas ao contexto da violência doméstica, atividades relacionadas à inclusão da terceira idade, visitas das famílias à escola, prêmio aluno destaque, semana tecnológica e eventos cívicos. Visando o enriquecimento do currículo dos alunos, o SENAI disponibiliza cursos de Competências Transversais no regime EAD, que são ofertados de forma totalmente gratuita; dentro deste contexto a nossa escola possibilita a participação aos alunos matriculados nos cursos regulares, fazendo uso dos microcomputadores da Unidade, conforme títulos a seguir:  CONSUMO CONSCIENTE DE ENERGIA;  EDUCAÇÃO AMBIENTAL;  FUNDAMENTOS DE LOGÍSTICA;  LEGISLAÇÃO TRABALHISTA;  LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO;  PROPRIEDADE INTELECTUAL;  SEGURANÇA NO TRABALHO;  TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO;  EMPREENDEDORISMO;  FINANÇAS PESSOAIS. 14 CFP 5.07 - Americana-SP

[close]

p. 15

Escola SENAI “Prof. João Baptista Salles da Silva” Proposta Pedagógica - Revisão 2017 ______________________________________________________________________________________________________________________ 11.2 Política de valorização do idoso O Censo 2010 revelou que Americana é a cidade que mais envelhece na RPT (Região do Pólo Têxtil). O número de pessoas com mais de 60 anos no município saltou de 11.919, em 2000, para 26.931, no ano de 2010, um aumento de 125,96%. O envelhecimento é reflexo do mais baixo crescimento populacional aliado a menores taxas de natalidade e fecundidade. (Fonte: Jornal O Liberal). E de encontro à lei 10.741/2003 que dispõe sobre o Estatuto do Idoso: Art. 22. Nos currículos mínimos dos diversos níveis de ensino formal serão inseridos conteúdos voltados ao processo de envelhecimento, ao respeito e à valorização do idoso, de forma a eliminar o preconceito e a produzir conhecimentos sobre a matéria. A equipe da Escola SENAI “Prof. João Baptista Salles da Silva”, se preocupa e se propõe trabalhar com seus alunos os conteúdos voltados ao processo de envelhecimento desenvolvendo o conhecimento para a vida e a construção da identidade ao mesmo tempo em que ocorre a valorização e respeito ao idoso. 11.3 Política de Orientação à Pessoa com Deficiência2 A Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência, diz que: “Convencidos de que uma convenção internacional geral e integral para promover e proteger os direitos e a dignidade das pessoas com deficiência prestará uma significativa contribuição para corrigir as profundas desvantagens sociais das pessoas com deficiência e para promover sua participação na vida econômica, social e cultural, em igualdade de oportunidades, tanto nos países desenvolvidos como naqueles em desenvolvimento (Assembleia Geral da ONU – 06/12/06 - preâmbulo y).” Nesse sentido, a Escola SENAI “Prof. João Baptista Salles da Silva” garantirá o acesso aos portadores de necessidades especiais realizando as adaptações cabíveis e necessárias para o atendimento ao discente, além de buscar orientações e parcerias com escolas e entidades especialistas nessas modalidades de ensino, objetivando zelar para que o mesmo tenha salvaguardado condições semelhantes aos demais educandos. 11.4 Acolhimento O processo de acolhimento visa buscar o ajuste entre três conjuntos de informações: a) as expectativas dos candidatos; b) as oportunidades de formação oferecidas pelo SENAI; c) as oportunidades do mundo do trabalho. 2 Lei 13.146/2015 – Art. 2º. Considera-se pessoa com deficiência aquela que tem impedimento de longo prazo de natureza física, mental, intelectual ou sensorial, o qual, em interação com uma ou mais barreiras, pode obstruir sua participação plena e efetiva na sociedade em igualdade de condições com as demais pessoas. (BRASIL, 2015c) CFP 5.07 - Americana-SP 15

[close]

Comments

no comments yet