Utilizando bem os recursos do CAPESAÚDE

 

Embed or link this publication

Description

Cartilha 3 - Série Entendendo seu plano de saúde

Popular Pages


p. 1

Utilizando bem os recursos do CAPESAÚDE 1

[close]

p. 2



[close]

p. 3

Utilizando bem os recursos do CAPESAÚDE Economia com e com seu psluaansoaúde 3 Diz a sabedoria popular que “saúde não tem preço”. Mas, cuidar dela, tem custos e saber como gerenciá-los faz toda a diferença no atendimento que você recebe. E a questão não é só financeira. Se a sua saúde não for bem cuidada e você desgastar o seu corpo indevidamente, com sedentarismo, bebida alcoólica e cigarro, por exemplo, poderá ter problemas no futuro. Da mesma forma, o Plano de Saúde se não for bem administrado e se houver desperdício de seus recursos, com a realização de procedimentos que poderiam ser evitados poderá não se sustentar financeiramente ao longo dos anos. Nesta cartilha você encontrará orientações sobre como usar os recursos do CAPESAÚDE de maneira equilibrada, cuidando bem da sua saúde, sem desperdícios.

[close]

p. 4

desperdício

[close]

p. 5

Índice 1. Economia com sua saúde e com seu plano 2. Regra geral 3. Na consulta médica 4. Realizando exames 5. Se precisar de cirurgia 6. Glossário de especialidades médicas 7. Glossário de exames Utilizando bem os recursos do CAPESAÚDE 5 03 06 06 08 10 12 14

[close]

p. 6

Utilizando bem os recursos do CAPESAÚDE 6 REGRA GERAL Normalmente, quando você procura atendimento médico, o profissional faz perguntas sobre a sua condição de saúde, quais doenças já teve, sua rotina, etc. Não confie apenas em sua memória: organize um miniprontuário médico, mantendo em uma pasta dados e referências sobre sua saúde e de sua família. Apresente sempre que for ao médico. Guarde receitas, exames e tratamentos realizados. Isto facilita a consulta e fornecerá ao médico dados essenciais que servirão para seu diagnóstico e tratamento. NA CONSULTA MÉDICA Quando for ao consultório médico, assine somente uma vez a guia de consultas do Capesaúde. O retorno ao consultório médico para mostrar os exames deve ser feito em até 30 dias. Caso retorne durante este período, não assine nova consulta. A exceção é a especialidade Psiquiatria, onde cada atendimento médico é considerado uma nova consulta.

[close]

p. 7

Utilizando bem os recursos do CAPESAÚDE Eleja um médico de sua confiança e que lhe seja acessível: um clínico geral para os adultos e um pediatra para as crianças. Frequentando o mesmo médico, ele terá um histórico de sua saúde e assim poderá chegar mais rapidamente a um diagnóstico seguro. Além disso, se for preciso, ele saberá lhe indicar um especialista para resolver alguma questão de saúde. 7 Evite ficar trocando de médico. Você poderá ouvir diagnósticos diferentes que poderão confundi-lo e fazer tratamentos desnecessários, afetando seu estado de saúde. Apesar do motivo que o levou à consulta ser o mesmo, profissionais diferentes podem ter formas diferentes de tratá-lo, o que pode lhe trazer outros problemas colaterais. Em caso de tratamentos específicos, não troque de especialista a todo o momento. O profissional precisa acompanhar a evolução do tratamento para o melhor resultado. Se você tiver mais de um filho, não leve ao consultório a criança que não estiver doente. Assim, você evitará o contato da criança que está com boa saúde com outras doentes, reduzindo a possibilidade de contágio na sala de espera.

[close]

p. 8

Utilizando bem os recursos do CAPESAÚDE 8 Você sabia que consultas em pronto-socorros fora do expediente, em finais de semana e feriados, têm adicional de 30% para o Plano de Saúde? Por isso, só utilize esse tipo de atendimento em situações de urgência ou emergência, quando realmente for necessário. Além disso, você evita os riscos de contrair doenças típicas de ambientes hospitalares. Faça exames preventivos de acordo com a sua idade. Isto evitará problemas futuros com sua saúde. Informe-se com seu médico de confiança. Realizando exames... Exames médicos são registros de seu estado de saúde. Guarde-os sempre. Quando for a uma consulta, leve os exames, pois eles podem auxiliar o médico a definir o diagnóstico. Caso o médico necessite ficar com seu exame, entregue uma cópia.

[close]

p. 9

Valorize o que pagou por sua coparticipação financeira. Sempre que fizer exames, vá buscar os resultados e leve-os para o seu médico dar continuidade ao tratamento. Caso necessite consultar outro profissional, leve os exames realizados anteriormente. Assim você evita ter que refazê-los. Procure esclarecer com seu médico a necessidade de cada exame, qual o objetivo e qual a sua eficiência diagnóstica. Com isso, além de ficar bem informado sobre sua saúde, você evita a multiplicação de exames. Utilizando bem os recursos do CAPESAÚDE 9 Guarde cuidadosamente radiografias, ressonâncias, tomografias e seus laudos. O médico sempre usa os exames anteriores para comparação. Por exemplo, se aparecer uma pequena man- cha no exame de Raio-X de Tórax, e se você tiver um exame antigo para comparar, o médico poderá determinar se a lesão já existia ou se é recente. Às vezes, é possível abrir mão de exames mais sofisticados simplesmente tendo uma radiografia anterior para comparar. Se você tem muitos exames guardados e está faltando espaço, o ideal é digitalizar e fazer um backup em um email. Não jogue fora as imagens. Para guardar exames de sangue você deve escanear e salvar como PDF, caso o laboratório não forneça os laudos em arquivo. Os exames de imagem devem ser guardados no formado JPEG (basta fazer uma foto sem flash das radiografias, tomografias, ressonâncias, ultrassonografias etc). Os laudos desses exames devem ser escaneados.

[close]

p. 10

Utilizando bem os recursos do CAPESAÚDE 10 No momento do atendimento, verifique se as guias estão preenchidas corretamente e de forma completa (datas, serviços prestados etc). Assine a guia somente quando já estiver preenchida e tenha certeza que é mesmo referente ao exame que será realizado. Certifique-se de que os exames assinados e autorizados por você foram realmente feitos. Se achar alguma irregularidade, questione! Se ainda assim tiver problemas, entre em contato com a CAPESESP através do 0800 979 6191. Se precisar de cirurgia... Quando for necessária uma cirurgia que não seja de urgência, é importante se programar com pelo menos 30 dias de antecedência. Isso ajuda o plano a conseguir que os materiais especiais (se forem necessários) possam ser comprados com as melhores taxas, diminuindo as despesas do plano. Quando houver a indicação de cirurgia, peça ao cirurgião que lhe explique o procedimento: por que é necessário, quais são os passos da cirurgia, se existem diferentes modos de fazer a operação, suas complicações e razão da escolha de um método e não outro. Algumas operações podem aliviar ou evitar a dor, outras podem reduzir um sintoma ou melhorar a qualidade de alguma função do corpo. Algumas cirurgias são feitas para diagnosticar um problema, mas elas também podem salvar uma vida. O cirurgião lhe explicará a razão do seu procedimento. Esteja seguro de que compreendeu bem todos os detalhes. Pergunte também se existe alternativa para a cirurgia, que pode não ser a única resposta para o problema. Remédios ou outros tratamentos não-cirúrgicos, como mudança na alimentação ou exercícios especiais podem ajudar tanto ou mais. Você precisa saber tudo a respeito dos benefícios e riscos. Não se envergonhe de tirar dúvidas com o seu médico. Pergunte ao seu médico o que você ganhará com a operação e quanto tempo os

[close]

p. 11

Utilizando bem os recursos do CAPESAÚDE benefícios cirúrgicos irão durar. Em alguns procedimentos, os benefícios podem durar pouco. Veja se necessitará de outra cirurgia mais tarde. Informe-se sobre a realidade do procedimento: algumas vezes pacientes esperam muito e ficam decepcionados com o resultado. Pergunte ao seu médico se existe alguma publicação a respeito dos resultados da cirurgia. 11 Lembre-se de que todas as cirurgias têm riscos. Por isso, pese bem os benefícios e os riscos. Todo paciente tem direito a solicitar do seu médico o Termo de Consentimento Informado, onde são esclarecidas as principais questões sobre a cirurgia ou tratamento. Baseado no que sabe sobre os riscos e benefícios da operação, você poderá decidir por não realizar o procedimento. Pergunte ao cirurgião se você pode ou vai continuar a sentir dores. Pode piorar sua situação? O problema pode desaparecer espontaneamente? É também importante, em caso de procedimentos cirúrgicos, ouvir a opinião de outro médico, para ter certeza de que a cirurgia é ou não a melhor alternativa.

[close]

p. 12

Utilizando bem os recursos do CAPESAÚDE 12 Glossário de Especialidades Médicas: Acupuntura Tratamento feito através da introdução de finas agulhas de aço em pontos determinados da pele. _____________________________________ Alergia e Imunologia Trata das doenças alérgicas, por exemplo, alergia alimentar, medicamentosa, rinites, urticárias etc. _____________________________________ Anestesiologia Especialidade responsável pela prática anestésica. _____________________________________ Angiologia Estuda o sistema circulatório e trata clinicamente os vasos sanguíneos e os vasos linfáticos. _____________________________________ Cancerologia Especialidade que trata de doentes com câncer. _____________________________________ Cardiologia Trata as doenças do coração e das veias e artérias que o afetam (ex: hipertensão arterial, infarto agudo do miocárdio e outras). _____________________________________ Dermatologia Trata da pele, couro cabeludo e unhas. _____________________________________ Endocrinologia Especialidade médica que trata das doenças referentes às glândulas internas, por exemplo: diabetes e obesidade. _____________________________________ Fisiatria É responsável pela reabilitação global de portadores de deficiência física e/ou patologias que necessitem de recuperação física. Gastroenterologia Especialidade médica que trata do sistema digestivo (estômago, fígado, vesícula, pâncreas, intestinos). _____________________________________ Geriatria Especialidade que trata clinicamente do idoso. _____________________________________ Ginecologia Especialidade médica que trata clinicamente ou através de cirurgia das doenças do aparelho reprodutor feminino. _____________________________________ Hematologia Especialidade médica que trata de doentes com patologias do sangue e órgãos associados. _____________________________________ Hemodinâmica É uma subespecialidade da Radiologia que faz estudos angiográficos (circulação). _____________________________________ Hemoterapia Especialidade médica que trata através do uso de sangue e seus derivados. _____________________________________ Homeopatia Especialidade médica que busca equilibrar o organismo utilizando medicamentos preparados com substância do reino vegetal, animal e mineral. _____________________________________ Hepatologia Estudo da anatomia, da fisiologia e da patologia do fígado. _____________________________________ Infectologia Especialidade médica que trata clinicamente das doenças infectocontagiosas. _____________________________________

[close]

p. 13

Utilizando bem os recursos do CAPESAÚDE Mastologia Especialidade médica que cuida da glândula mamária, do seu funcionamento e de suas anomalias e doenças. _____________________________________ Medicina do Trabalho Especialidade médica com atendimento clínico, cuja perspectiva terapêutico-diagnóstica se direciona ao atendimento e prevenção das doenças profissionais. _____________________________________ Nefrologia Especialidade médica que trata das doenças dos rins. _____________________________________ Neurologia Especialidade médica que trata clinicamente do sistema nervoso. _____________________________________ Neuroradiologia É a subespecialidade da Radiologia que diagnostica doenças do sistema nervoso. _____________________________________ Nutrologia Especialidade de nível superior que atua na educação alimentar para uma vida mais saudável. _____________________________________ Oftalmologia Especialidade médica que trata dos olhos clinicamente ou com cirurgia. _____________________________________ Oncologia Especialidade médica que trata de doentes com neoplasias (tumores) malignas e benignas. _____________________________________ Ortopedia Especialidade médica que trata dos ossos, músculos e articulações (doenças e traumas). _____________________________________ Pediatria Especialidade médica que trata clinicamente das crianças até 12 anos. _____________________________________ Proctologia Especialidade médica que trata do ânus e do reto (ex.: hemorróidas). _____________________________________ Psiquiatria Trata das doenças mentais (ex: esquizofrenia, depressão) que afetam o comportamento das pessoas e sua relação com a sociedade. _____________________________________ Radiologia É a especialidade médica que utiliza radiações ionizantes para diagnóstico e tratamento. Por extensão, passou a ser incluído no campo da Radiologia o estudo dos ultrassons e o estudo da ressonância magnética. _____________________________________ Reumatologia É a especialidade médica que trata clinicamente dos doentes do sistema articular e musculoesquelético. _____________________________________ Urologia Especialidade médica que trata do aparelho urinário feminino e masculino. _____________________________________ 13 Fonte: Brasmed

[close]

p. 14

Utilizando bem os recursos do CAPESAÚDE 14 Glossário de Exames: Ácido Úrico A medição do ácido úrico por exame de sangue ou urina é feita para avaliar os níveis da substância no organismo e serve para diagnosticar doenças como gota, artrite e cálculos renais. Para realizar o exame, é coletado sangue de uma veia do braço ou uma amostra da urina, não sendo necessário preparo prévio. __________________________________________ Angiotomografia É uma tomografia computadorizada dos vasos sanguíneos, que ajuda na detecção de anormalidades nas estruturas dos vasos sanguíneos. Também é utilizado para analisar doenças do pericárdio (membrana que envolve o músculo do coração), da artéria aorta, coágulos ou tumores. Para realizar, é necessário jejum absoluto (alimentos e água) de 4 horas, pois o exame exige o uso de contraste injetado na veia. Por conta disso, é necessário verificar se o paciente tem alergia ao iodo ou insuficiência renal. Às vezes, a critério médico, é necessário interromper o uso de algum medicamento. O resultado da angiotomografia é relatado em um laudo com a interpretação do médico. __________________________________________ Antibiograma É um teste laboratorial que mede a resistência bacteriana a um grupo de antibióticos, que serve para estabelecer um tratamento específico e mais eficaz para um determinado agente bacteriano. A partir de amostra de urina, sangue, escarro, líquido espinhal ou fezes, entre outras, as bactérias são cultivadas e colocadas sob condições especiais, expostas a diversos antibióticos para que seja observado quais deles inibem sua multiplicação. Para este exame não é necessário preparo especial. Os resultados informam a sensibilidade ou a resistência da bactéria isolada aos antibióticos relacionados no teste. _____________________________________ Broncoscopia É o exame por endoscopia das vias respiratórias que permite a visualização e a manipulação da cavidade nasal, da faringe, da laringe, das cordas vocais, da traqueia e da árvore brônquica. É realizado para visualizar, remover ou colher material (células, amostras de tecido) dos brônquios, com o objetivo de diagnosticar doenças infecciosas (principalmente tuberculose e doenças causadas por fungos) e neoplásicas (tumorais). O exame é feito com sedação e, dependendo do caso, com anestesia geral. O médico pode introduzir o aparelho pelas fossas nasais (buracos do nariz), pela boca ou por ambos. Antes da passagem do aparelho, é aplicado um anestésico local no nariz e na boca. À medida que o broncoscópio avança nas vias aéreas, é aplicado mais anestésico para evitar a tosse. _____________________________________ Campo visual Também chamado de campimetria, este exame é a avaliação subjetiva do campo de visão de cada olho. Com ele, é possível identificar lesões de campo visual causadas por doenças oculares como glaucoma ou a neurite (inflamação do nervo ocular), ou por compressão, em casos de doenças tumorais do sistema nervoso central ou de

[close]

p. 15

Utilizando bem os recursos do CAPESAÚDE acidente vascular cerebral (AVC). Para realizar, o médico utiliza pontos luminosos de diferentes tamanhos e intensidades, que são apresentados em diferentes locais do campo visual para cada olho. O paciente informa (com sinal sonoro) se conseguiu identificá-los. Não é preciso preparo para a realização da campimetria. _____________________________________ Capacidade de fixação do ferro Este exame serve para medir a capacidade de algumas proteínas de se ligarem ao ferro e fazerem o transporte deste mineral no sangue. É útil no diagnóstico de anemias e de desvios metabólicos produzidos por algumas doenças graves, como alguns tipos de câncer. ___________________________________________ Cateterismo cardíaco É um procedimento invasivo que facilita a realização de exames cardíacos, como a cineangiocoronariografia e a ventriculografia. Ele consiste em introduzir um tubo maleável – o cateter – até o coração através de uma artéria (em geral da região da virilha). O cateter permite a administração de injeções de contraste para identificar a existência de placas de gordura nas artérias ou de qualquer outra anormalidade na região. Com o cateterismo é possível verificar se as artérias coronárias estão ou não obstruídas, parcial ou totalmente (cineangiocoronariografia). É utilizado também para avaliação da pressão e do conteúdo do oxigênio do sangue no átrio e nos ventrículos do coração (ventriculografia). Serve também para avaliação de doença valvular e congênita do coração. Para o procedimento, o paciente é anestesiado (anestesia local ou geral de curta duração, a critério médico) e o médico introduz o cateter, conduz o tubo até o local desejado, injeta o contraste e realiza uma série de exames de raio X com o paciente em diferentes posições. _____________________________________ 15 Cintilografia miocárdica Este exame de diagnóstico por imagem usa pequenas quantidades de substâncias radioativas (radioisótopos) para produzir imagens do coração. A mais comum é a cintilografia de perfusão miocárdica. As imagens produzidas servem para avaliar o suprimento de sangue ao músculo cardíaco em repouso, durante o exercício ou em estresse induzido por medicamentos. Serve para avaliar dores torácicas, angina e o dano causado pelo infarto do miocárdio. Para o procedimento, o paciente recebe na veia pequenas quantidades de uma substância radioativa, que emite as radiações registradas por uma máquina que gera imagens do coração. O exame é feito primeiro em repouso e depois repetido no pico do esforço do teste ergométrico, comparando as duas situações. Antes do exame deve-se evitar a ingestão de substâncias como café, chocolate, chás. Na maioria dos casos, não há contraindicações ou reações à substância que é injetada no paciente. O resultado é registrado em um laudo com a interpretação médica das imagens obtidas no exame. _____________________________________

[close]

Comments

no comments yet