Revista Fácil - Edição 173

 

Embed or link this publication

Description

Turismo - Feriados vão gerar 21 bilhões

Popular Pages


p. 1

ANO XXI - Fevereiro 2017 - Edição 173 - R$ 8,00 - www. revistafacil.net Arte O conceito ‘Cidade Limpa é Cidade com Arte Internacional Marvão: um vila espetacular de Portugal TURISMO Feriados vão gerar R$ 21 bilhões FÁCIL | Lazer e Negócios NE 1

[close]

p. 2



[close]

p. 3

FÁCIL | Lazer e Negócios NE 3

[close]

p. 4

4 FÁC IL | Lazer e Negócios NE

[close]

p. 5

FÁCIL | Lazer e Negócios NE 5

[close]

p. 6

Expediente 14Fácil in foco 16 Arte na rua 18Espírito Santo Sumário Gestão 08 Imoveís 09 Turismo 10 Fácil in foco 14 Arte na rua 16 Espírito Santo 18 Abrajet 24 Internacional 26 Coluna PB 30 26 Internacional Edição 173| Ano XXI | Fevereiro /2017 www.revistafacil.net | FÁCILTV - www.faciltv.tv Presidente Fernando La Greca Diretora de Negócios Nilza Guerra Diretora de Produção Ana La Greca Editor de Turismo Luiz Felipe Moura Colaboradores de Fotos Evaldo Parreira Ivaldo Régis Roberto Souza Colaboradores André Dantas Bento R. P. de Albuquerque Carlota Aymar Gilson B. Feitosa Horácio Abiahy Yluska Regina Quesado de Almeida Jaques Cerqueira José Cláudio Pires de Souza Leandro Ricardo Leopoldo Albuquerque MouraMarco Polo Mariana Trajano Ney Anderson Roberta Monteiro Silvio Romero Rogério Almeida Colaborador São Paulo Renato Cury Fone: 11 2864.1636 Administração Rua D. Maria Vieira, 88-E - Ilha do Retiro Recife-PE - CEP 50830-020 Tel. 55 81 3039.0594 | 3039.0595 Redação Tel. 55 81 3039.0595 redacao@revistafacil.net Comercial Tel. 55 81 3039.0594 comercial@revistafacil.net Projeto Gráfico e Capa Contorno Ideias e Soluções Tel. 55 81 3031.6987 www.contornoideias.com.br Assinaturas Tel. 55 81 3039.0594 Auditada por Baker Tilly Brasil Ceará Sucursal Fortaleza Diretor Mario Pinho Rua Coronel Manuel Albano, 900, torre V, Sl. 405 Maraponga - Fortaleza - CE Tel. 85 32 98 1506 | 85 98856 5149 OI 85 99764 4290 TIM | 11 96031 2011 OI/SP Brasília | Rio de Janeiro | São Paulo Linkey Representações e Publicidades Ltda. (61) 3202-4710/ 9984-9975/ 8423-0318 linda@linkey.com.br Contato São Paulo: Maria Marquezini (11) 99701-5278 | 97284-1919 98288-1919 mmarquezini@linkey.com.br A Fácil Lazer e Negócios Nordeste é uma publicação da EBI - Editora Brasileira de Imprensa Ltda Opinião dos colunistas não reflete necessariamente a opinião da Revista. Proibida a reprodução total ou parcial de matérias ou fotos sem a autorização da Revista. 6 FÁC IL | Lazer e Negócios NE

[close]

p. 7

FÁCIL | Lazer e Negócios NE 7

[close]

p. 8

GESTÃO Por Jaques Cerqueira jaquescerqueira@gmail.com Fotos: Divulgação Aeroporto Guararapes em 2º O Aeroporto Internacional do Recife / Guararapes – Gilberto Freyre foi apontado como o segundo melhor do Brasil em 2016. Ficou atrás somente do Aeroporto Internacional de Curitiba / Afonso Pena, no Paraná, segundo Pesquisa Permanente de Satisfação do Passageiro, do Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil. Mais passageiros Na contramão do índice geral do Brasil, Pernambuco se destacou na movimentação de passageiros, no ano passado. Segundo a Organização Nacional de Aviação Civil, enquanto o País apresentou redução de -7% em relação a 2015, Pernambuco registrou crescimento de 2%, em comparação com o mesmo período. Novo hotel do Sesc O município de Sirinhaém, no Agreste pernambucano, vai ganhar um hotel do Sesc. Orçado em R$ 130 milhões, o hotel contará com 140 apartamentos e deve ficar pronto em três anos. A Confederação Nacional do Comércio já liberou R$ R$ 100 milhões para o novo empreendimento. Adailton na Empetur Turismo rural Adailton Feitosa assumiu a Presidência da Empetur, no lugar de Ana Paula Vilaça, que hoje é secretária de Turismo do Recife. Feitosa já havia ocupado o cargo de diretor administrativo-financeiro da Empetur, em 2012, e foi secretário executivo de Turismo de Pernambuco, em 2013, e secretário estadual de Turismo, em 2014. A Empetur capacitou mais de 40 atendentes dos Centros de Atendimento ao Turista sobre os atrativos do Turismo Rural do Estado. O objetivo é levar os atendentes a conhecer melhor as potencialidades do turismo rural de Pernambuco. As rotas alternativas são o diferencial de Pernambuco frente a outros destinos. Destaque para o Nannai O Nannai, em Muro Alto, Porto de Galinhas, foi um dos seis indicados do site Room 5, dentro da série “Hotéis que Valem a Viagem”. Os outros cinco hotéis foram Zorah Beach Hotel (Trairi/CE), Costa do Sauípe (BA), Kiaroa (Península de Maraú/BA), Tivoli Ecoresort (Praia do Forte/BA) e Kenoa (Barra de São Miguel/AL). Noronha mais barata Quem quiser conhecer os encantos naturais de Fernando de Noronha - um dos destinos mais caros do País - gastando menos, está chegando a hora. Entre abril e junho deste ano, a campanha “Mais Noronha” dará descontos de 5% até 30% no preço da hospedagem, alimentação, passeios, pacotes de viagens e outros serviços. Suape é o 5º maior porto do País O Complexo de Suape fechou os números de dezembro na movimentação geral de cargas e comemora a previsão de crescimento e destaque no cenário nacional. Com o recorde confirmado de 22,74 milhões de toneladas de cargas movimentadas, o Porto encerrou 2016 com crescimento de quase 15% em relação ao ano anterior. Essa taxa de crescimento foi a maior entre os 10 maiores portos públicos do país, o que alavancou Suape para a 5ª posição no ranking nacional de movimentação geral de cargas. Apenas os portos de Santos (SP), Itaguaí (RJ), Paranaguá (PR) e Rio Grande (RS) obtiveram resultado maior que Suape. Outro destaque foi nas exportações de longo curso (para portos internacionais), que registrou aumento de 84% referente a 2015. O total de produtos exportados somou 1,90 milhões de toneladas de cargas em 2016, contra 1,03 milhões de toneladas no ano anterior. 8 FÁC IL | Lazer e Negócios NE

[close]

p. 9

IMÓVEIS Tabelião dá orientações para comprar imóvel com segurança O desaquecimento do mercado imobiliário, puxado pelo enfraquecimento na economia nacional, se transformou em oportunidade para aproveitar melhores condições de venda que estão sendo oferecidas pelas construtoras. Mas quem pretende comprar um imóvel deve ficar atento para não ter prejuízo ou dor de cabeça. O tabelião público Filipe Andrade Lima, titular do Cartório Andrade Lima, no Recife, dá orientações de como aproveitar o momento para comprar ou legalizar um imóvel. Na opinião do tabelião, antes de comprar um imóvel o consumidor deve verificar se ele atende aos desejos e necessidades e averiguar se o preço está dentro da sua disponibilidade financeira, considerando os juros, taxas e impostos. Depois, deve-se analisar a situação jurídica do imóvel, pois é preciso ter a segurança de estar comprando um produto que não vai dar dor de cabeça no futuro. Para isso, é importante ter um aconselhamento de um advogado ou tabelião público. Antes de comprar um imóvel também é preciso ter certeza de que não existem disputas jurídicas pela propriedade ou outras pendências. “Os imóveis de herança, por exemplo, muitas vezes trazem problemas. As possíveis disputas criam impasses que prolongam a transmissão da propriedade de um imóvel. Por isso, é arriscado comprar um imóvel nessa situação, porque enquanto as pendências não forem resolvidas não se pode legalizar a compra. Em caso de falecimento de um dos herdeiros, por exemplo, pode haver muita demora no processo”, alerta Filipe Andrade Lima. Quem compra um imóvel novo, diretamente da construtora, também deve ficar atento a questões como prazo de entrega, qualidade no acabamento e entrega de equipamentos. A construtora tem que se responsabilizar por todas essas questões e dar garantias em casos de atraso ou outros problemas. De acordo com Filipe Andrade Lima, quem compra um imóvel também deve agir para legalizá-lo o mais rápido possível, pois os valores das taxas e cobranças podem aumentar com o tempo, como no caso do Imposto sobre Transmissão de Bens Imóveis (ITBI). “No caso de imóveis usados, o comprador também precisa ter salvaguardas de que o valor final do produto só seja pago depois de consolidada a transmissão da propriedade”, detalha o tabelião. Ele enfatiza que o notariado se esforça para que cada vez mais imóveis sejam legalizados. “Nesse sentido, os cartórios, que gozam de credibilidade junto à população, estão passando por um processo de descentralização de serviços, o que tem contribuído para desafogar os processos judiciais. Entre outros serviços, os cartórios já fazem inventários e divórcios. Esse processo é agilizado pelo uso de tecnologias e a interação dos cartórios com outros órgãos públicos. Essa agilidade facilita a vida da população”, completa Filipe Andrade Lima. FÁCIL | Lazer e Negócios NE 9

[close]

p. 10

TURISMO Fernando de Noronha Feriados vão gerar R$ 21 bilhões FOTOS: DIVULGAÇÃO Estação Cabo Branco - João Pessoa Enquanto alguns segmentos da economia, entre eles indústria e comércio, lamentam o número de feriados prolongados que cairão na segunda, terça, quinta ou sexta-feira, neste ano, o Ministério do Turismo faz festa. É que estudos técnicos apontam uma injeção de R$ 21 bilhões na economia. O levantamento considerou um acréscimo de 22 dias de folga, quando 10,5 milhões de viagens deverão ser realizadas. Foram excluídos do cálculo o Carnaval, a Semana Santa, o Natal e o Réveillon, períodos tradicionais de alta movimentação nos aeroportos, rodoviárias e rodovias. De acordo com o ministro do Turismo, Marx Beltrão, “esses números que reforçam a vocação do turismo para ajudar no desenvolvimento econômico e na geração de emprego do país. Enquanto diversas atividades demonstram preocupação com os fins de semana prolongados em 2017, o setor de viagens se prepara para faturar”. Segundo es- tudos do Ministério do Turismo, o feriado que deve gerar maior impacto é o Dia de Nossa Senhora Aparecida, em 12 de outubro, quando 1,94 milhão de viagens movimentarão R$ 3,9 bilhões na economia. Na opinião do presidente da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo em Pernambuco (Abrajet-PE) e diretor da FÁCIL, Fernando Lagreca, a hotelaria precisava mesmo melhorar suas taxas de ocupação em plena crise. “Neste carnaval, por exemplo, a expectativa é das melhores em Olinda e no Recife”, adiantou. O presidente da Federação Brasileira de Hospedagem e Alimentação (FBHA) e membro do Conselho Empresarial de Hospitalidade e Turismo da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), Alexandre Sampaio, também se mostra otimista com este cenário. Em artigo publicado recentemente numa revista especializada, ele afirma que “o turis- 10 FÁC IL | Lazer e Negócios NE

[close]

p. 11

Recife Salvador Fortaleza mo é um grande impulsionador de outras 52 áreas, seja direta ou indiretamente. Entre elas, está o comércio. Se os feriados impactam o varejo em algumas cidades, na maior parte delas o setor terciário é impulsionado pelo fluxo turístico”. Além da rede hoteleira nacional, quem também está motivada com o número de feriados prolongados deste ano são as agências de viagem, que estão vendendo pacotes turísticos feito água. De acordo com o presidente da Associação Brasileira das Agências de Viagem (Abav), Edmar Bull, as empresas do segmento já começaram a sentir o impacto dos feriados com o aumento na procura por pacotes de viagens. A entidade estima que a demanda por viagens de lazer em 2017 deverá crescer entre 8% e 14%. “Os brasileiros vão poder viajar mais, gastando menos, porque uma das vantagens da ocupação pulverizada ao longo do ano é o maior equilíbrio na equação oferta x demanda, o que impacta diretamente na composição das tarifas aéreas e hoteleiras”, comentou Bull. O levantamento feito pelo Ministério do Turismo, em parceria com a Fundação Getúlio Vargas, levam em consideração os feriados de 21 de abril (Tiradentes, sexta-feira), 1º de maio (Dia do Trabalho, segunda-feira), 15 de junho (Corpus Christi, quinta-feira), 7 de setembro (Independência do Brasil, quinta-feira), 12 de outubro (Dia de Nossa Senhora Aparecida, quinta-feira) e 2 de novembro (Finados, quinta-feira). Carnaval, Semana Santa, Natal e Réveillon foram desconsiderados, porque via de regra geram fins de semana prolongado e a ideia da projeção foi levantar qual o valor a ser acrescentado na movimentação econômica nacional em 2017. Em 2015, previsão similar foi realizada e na ocasião foi verificado que os feriados movimentariam R$ 18 bilhões. FÁCIL | Lazer e Negócios NE 11

[close]

p. 12

Porto de Galinhas conquista eventos e festeja ocupação Em meio a esse clima de otimismo, o balneário de Porto de Galinhas tem muito o que festejar. Afinal, um dos mais importantes destinos turísticos do País transformou-se no mais novo destino cativo de eventos corporativos no Nordeste. Até 2020, o balneário do litoral sul pernambucano sediará 16 grandes eventos nacionais e regionais nas áreas de ciência, legislação, tecnologia, gastronomia e cultura. O número de captações é superior aos nove conquistados e apoiados no ano anterior e vão gerar um incremento de R$ 46 milhões para economia da região. Sem levar em conta que a economia nacional atravessa grave crise, o presidente do conselho do Porto de Galinhas Convention & Visitors Bureau (Porto de Galinhas CVB), Otaviano Maroja afirma que “o resultado não bateu a meta, que era de 20 eventos, mas revela o potencial de nossa praia e desperta a atenção do segmento empresarial, que começa a enxergar nossa capacidade estrutural e a possibilidade de harmonizar negócios e um cenário único para lazer e incentivo”. O Porto de Galinhas CVB foi a entidade responsável pelo trabalho. No período, o destino captou oito eventos: a Jornada Brasileira de Direito Processual e o Destination Brazil Travel Mart, ambos realizados em 2016. Este último gerou mais de R$ 177 milhões em volume de negócios. No próximo ano, o balneário será sede do 2° Congresso de Corretores de Seguros do Nordeste, XIX Congresso Brasileiro de Mastologia, Encontro sobre Qualidade e Tecnologia em Serviços e Festival Internacional de Mágica. Em 2018 será a vez do Congresso Brasileiro de Cefaleia e do XI Congresso Norte, Nordeste e Centro-Oeste de Cirurgia Torácica. Entre os apoiados, estão a Flipo (Feira Literária); o Instituto Brasileiro de Avaliações e Perícias de Engenharia (Ibape-PE); Porto Gastrô; Detran – Reunião AND; Day Out Unilever; Semana da Cachaça e Villa Forral. De acordo com a entidade, ainda podem ser fechados outros quatro eventos: o Fórum de Realidade Aumentada (Ismar), Congresso Latino-Americano de Colposcopia, Fórum de Neurologia e o Seminário de Tecnologia. “A paisagem ajuda a atrair mais público aos eventos. Muitos profissionais, inclusive, vêm acompanhados da família e Porto de Galinhas aproveitam o compromisso para tirar alguns dias de folga”, conta Maroja. Outro atrativo está na opção de fugir do trânsito da capital pernambucana e na maior proximidade entre os centros de convenções e estabelecimentos como restaurantes, o que potencializa as oportunidades de networking. Além da conquista desses eventos corporativos que ajudam a aquecer a economia local, Porto de Galinhas registrou ano passado uma taxa média de ocupação de 69% em sua cadeia hoteleira formada por 21 hotéis e 190 pousadas. O índice ficou acima do registrado em 2015, quando o percentual contabilizado foi de 66%. Os dados foram divulgados pelo Porto de Galinhas Convention & Visitors Bureau (Porto de Galinhas CVB). Na opinião de Maroja, este “é um ótimo desempenho que reflete nossa aposta no trabalho das operadoras do mercado internacional. Ainda de acordo com ele, a Argentina é o país estrangeiro que mais influenciou o resultado, em especial pelas ações de marketing geradas com os dois voos regulares entre Recife e Buenos Aires, operados diariamente pela GOL e TAM Linhas Aéreas. O último censo da Secretaria de Turismo do Ipojuca aponta que dos mais de 1,2 milhão de viajantes que visitam o destino anualmente, cerca de 240 mil são estrangeiros. Deste total, 72% são argentinos; 10% uruguaios; 5% portugueses; 4% norte-americanos. Outros 7% são originários do Chile, Itália e Alemanha. “Em 2015, o percentual de argentinos foi de 62%”, acrescenta Maroja. 12 FÁC IL | Lazer e Negócios NE

[close]

p. 13

FÁCIL | Lazer e Negócios NE 13

[close]

p. 14

FÁCIL IN FOCO Texto e fotos: Ney Anderson. Temporada Mais Noronha é lançada no Recife Foi lançada oficialmente no Recife a “Temporada Mais Noronha”, campanha que vai garantir descontos de 5% a 30% no preço de serviços da ilha como passeios, hospedagens e passagens aéreas na baixa estação. A Administração do arquipélago em parceria com o Trade Turístico local e a Secretaria de Turismo do Estado, por meio da Empresa Pernambucana de Turismo (Empetur) apresentou o projeto para operadoras, agentes de viagens e jornalistas. O evento aconteceu no restaurante Papa Capim, em Boa Viagem. A Campanha também será lançada para os Agentes de Turismo do Rio de Janeiro e São Paulo. Várias autoridades estiveram presentes, entre eles, o Administrador de Fernando de Noronha, Luís Eduardo Antunes; Gino Albanez, vice-presidente da Empetur, que representou o secretário de Turismo, Felipe Carreras; Mustafá Dias, secretário-executivo de Turismo da Prefeitura do Recife; Angela Tribuzi, superintendente de Meio Ambiente, Turismo, Esporte e Lazer de Fernando de Noronha, além de Pedro Henrique Costa, presidente da Associação das Hospedarias Domiciliares de Fernando de Noronha, Adriana Flor, presidente do Conselho de Turismo – Contur e o trade de Noronha. A campanha, idealizada em 2012 pela Administração Distrital em parceria com trade turístico, a Empetur, e a Secretaria de Turismo, Esporte e Lazer, teve abertura do Administrador Geral da ilha, Luís Eduardo Antunes, que falou sobre a alegria de poder lançar mais uma vez o Mais Noronha. “A gente tem um grande potencial para transformar a ilha num grande atrativo para o turismo no país. As belezas naturais, a gastronomia, a excelência na prestação de serviço, a qualidade das pousadas, e no receptivo, não deixa a desejar a nenhum destino turístico de outros países. Isso pode ser referência para atrairmos pessoas de várias partes do mundo, propagando dessa forma o turismo para Pernambuco, o Nordeste e para o Brasil”, disse o administrador. Na ocasião, foi exibido um depoimento em vídeo do Secretário de Turismo, Esporte e Lazer de Pernambuco, Felipe Carreras. O secretário destacou que a campanha é um momento importante para ajudar na criação de novas oportunidades para o setor. “Em 2015 e 2016 Noronha bateu o recorde de turistas visitando a ilha. Não tenho dúvida que em 2017 a gente vai crescer ainda mais. Por isso que a campanha Temporada Mais Noronha é tão importante para esse objetivo. Sobretudo, de promoção do destino e das oportunidades para quem não tem condições de visitar a ilha em outras épocas do ano, por conta dos preços mais atrativos. Eu espero que a campanha seja vitoriosa”, disse. Mustafá Dias, secretário-executivo de Turismo da Prefeitura do Recife, frisou que Noronha é muito mais do que um paraíso, mais um dos principais ícones do país. A campanha, O presidente da Empetur, Adailton Feitosa e o Administrador, Luís Eduardo Antunes Pedro Henrique Costa, presidente da Associação das Hospedarias Domiciliares de Fernando de Noronha, Angela Tribuzi, superintendente de Meio Ambiente, Turismo, Esporte e Lazer da ilha, Mustafá Dias, secretário-executivo de Turismo da Prefeitura do Recife, Luís Eduardo Antunes, Administrador Geral de Noronha e Gino Albanez, vice-presidente da Empetur. segundo ele, surge pela necessidade de manter o destino bem divulgado em todos os meses. “Noronha não pode ser apenas o destino na alta temporada, tem que ser visitada o ano inteiro. Por isso criar a possibilidade de outras pessoas conhecerem o arquipélago com valores diferenciados, só faz com que a renda seja melhor distribuída, o destino fique cada vez mais renovado e, consequentemente, todos ganham: a ilha, a cadeia produtiva e o turismo do estado como um todo”, disse Gino Albanez, vice-presidente da Empetur, que estava representando o secretário Felipe Carreras, falou que criar a oportunidade de emprego e renda para a população é o maior benefício que a campanha proporciona na baixa temporada no Nordeste do Brasil. “Além de dar oportunidade para os turistas locais e nacionais poderem conhecer o mais belo destino do mundo”, emendou Gino. A superintendente de Meio Ambiente, Turismo, Esporte e Lazer de Fernando de Noronha, Angela Tribuzi, apresentou no lançamento um slide contendo informações detalhadas sobre a campanha Mais Noronha para os agentes e operadores de viagens presentes. De acordo com ela, o arquipélago é um dos melhores destinos da América do Sul. “Na Temporada Mais Noronha os preços são diferenciados na baixa estação. Durante os anos em que aconteceram a campanha houve um incremento na baixa estão estação em torno de 22%. A meta para 2017 é de 30% de aumento no fluxo turístico”. Ela disse ainda que vai ser feito um plano de mídia a partir de março, com duração de três meses, com inserções da campanha em portais de Notícias do Recife, São Paulo e Rio de Janeiro, que são as capitais que mais enviam turistas para Noronha. Além do site da própria campanha que reúne todos os participantes: www.maisnoronha.com. 14 FÁC IL | Lazer e Negócios NE

[close]

p. 15

FÁCIL | Lazer e Negócios NE 15

[close]

Comments

no comments yet