Jornal Santuario Sao Jose Operario Fevereiro 2017

 

Embed or link this publication

Description

Jornal Santuario Sao Jose Operario Fevereiro 2017

Popular Pages


p. 1

PARÓQUIA SANTUÁRIO SÃO JOSÉ OPERÁRIO S ãJoornaJl osé OperárioCAPÃOREDONDO-DIOCESEDECAMPOLIMPO ANO XIII - EDIÇÃO Nº 163- 10.000 EXEMPLARES - DISTRIBUIÇÃO GRATUITA - FEVEREIRO - 2017

[close]

p. 2

Página-2 Jornal São José Operário Com Jesus somos mais que vencedores Fevereiro - 2017 EDITORIAL Queridos irmãos e irmãs, muitas vezes, falamos conhecer nha vida e de minha história. O Senhor Jesus é o Senhor da minha vida e de minha Jesus, mas, ficamos somen- família. Aquele que faz uma te nas palavras. Você não é experiência de Deus em sua Deus, então, naturalmente vida procura olhar o mundo tem limites. Deus nos propõe a partir da ótica divina. Per- todos os dias, uma maior in- cebe a mão do Pai em cada timidade com Ele e esse cus- criatura, mesmo que corri- to é zero.A experiência com queiro de sua vida. É preci- Deus acontece todos os dias. so escutar o Senhor que nos Só Deus é capaz de agir e fala através das coisas mais transformar a nós mesmos e simples que nos acontecem. as pessoas que tanto amamos. A doença, por exemplo, pode Muitas vezes, oramos pedin- muitas vezes ser um cami- do somente que Deus mude nho para Deus. Ela não vem a outra pessoa, e na verdade, de Deus. (Deus não é doen- a primeira mudança de que precisamos pedir é a nossa, peça isso ao Espírito Santo de Deus se você não conseguir sozinho, você não paga nada por isso!Nossa mudança de vida acontece somente quando somos banhados dia a dia pelo Espírito Santo de Deus. Peça que Ele modifique primeiro a você e depois ao seu irmão. Há alguém que você tem dificuldade de amar? Se você tiver, coloque o joelho no chão e reze por ele, não fique o julgando ou condenando. Clame ao Espírito de Deus, é de graça, você não paga nada por Ele. Dai-nos Senhor, a graça de perdoar e amar quem é mais difícil. Eu necessito Senhor, porque é da sua vontade e da minha também. Jesus, quero ter a experiência de Te conhecer profundamente, quero Te as- ça, mas pode nos conduzir a Ele se não abrirmos e entregamos ao seu amor) quando experimentamos Deus Pai que nos ama, então, torna-se fácil perceber a sua ação em nossa vida. O homem moderno não se contenta mais com uma idéia a respeito de Deus, ele quer tocá-lo, senão através de cada um de nós? Quando o experimentamos, nos tornamos canais do seu amor para os outros homens, tornamo-nos “torneiras” de Deus para a sede de amor que os homens de hoje tanto sentem. Para isso, é preciso não somente escutar o que Ele tem a nos dizer através da sua Palavra, mas também através dos acontecimentos do dia a dia, da natureza, das coisas criadas... É preciso experimentá-lo. sumir como o Senhor da mi- EXPEDIENTE Diretor Geral Monsenhor João Batista Diretor de atendimento aos Benfeitores: Jurandi Nunes Jornalista Responsável: Mário de Freitas - MTB 36.907 Revisões e Correções Pe. Carlos Lozada Edson Filipe Magda dos Santos Silva Diagramação José Andrade Alves Publicação mensal da Paróquia: Santuário São José Operário Rua Alfredo Ometecídio, 32 Cep.: 05869-170 Capão Redondo- SP www.santTuearli.o5sa8o7jo3s-e2o0pe0r9ario.org.br santuario@santuariosaojoseoperario.org.br Um convite na Quarta-feira de Cinzas Entramos no tempo da Quaresma, período que antecede a Semana Santa. Ocasião de nos preparemos para a maior de todas as celebrações da Igreja: a Ressurreição de Cristo, nossa Páscoa. E este tempo de preparação se inicia hoje, na Quarta-feira de Cinzas. Na celebração deste dia, cinzas são colocadas na nossa cabeça ou na testa para que nos lembremos de onde viemos e para onde vamos: “Como um pai tem piedade de seus filhos, assim o Senhor tem compaixão dos que o temem, porque ele sabe de que é que somos feitos, e não se esquece de que somos pó” (Sl 102,14). Este é um tempo favorável a nós. Mas para que possamos ressuscitar com Cristo, talvez seja necessário mudarmos a direção da nossa vida. Por isso, no momento em que recebemos as cinzas, ouvimos o seguinte versículo bíblico: “Convertei-vos e crede no Evangelho” (cf. Mc 1,15). Mas vamos antes entender onde está situado este importante alerta de conversão. No Evangelho de São Marcos, esse trecho está no capítulo 1 (um). O livro tem uma abertura, na qual apre- senta o objetivo principal do Evangelho: a afirmação de que Jesus é o Filho de Deus (1,1). Segue com a apresentação de João Batista (1,2-8). No versículo 9, Cristo aparece pela primeira vez no Evangelho para ser batizado por João (1,9-11). Por fim, Ele passa 40 dias no deserto onde é tentando pelo demônio (1,12-13). No Evangelho de São Marcos, todas estas passagens são apresentadas sem que se ouça a voz de Jesus. Todos os diálogos d’Ele, nestas cenas que conhecemos de outros Evangelhos, São Marcos suprime. A primeira fala de Jesus colocada por esse evangelista é a primeira pregação feita pelo Mestre, e é sobre conversão: Depois que João foi preso, Jesus dirigiu-se para a Galiléia. Pregava o Evangelho de Deus e dizia: “Completou-se o tempo e o Reino de Deus está próximo; convertei-vos e crede no Evangelho” (Mc 1,15). Essa primeira fala de Jesus, no Evangelho de São Marcos, pode ser divida em três partes: 1) Cumpriu-se o tempo – a espera das promessas do Antigo Testamento relacionadas à vinda do salvador acabou, pois Ele está no meio de nós. 2) O Reino de Deus está próximo – Este reino é o próprio Jesus. Ele que vem ao encontro de cada um de nós. 3) Convertei-vos e crede no Evangelho – mas para que nós experimentemos essa presença real de Jesus, para que vivamos o seu reino é preciso conversão. E converter significa mudar de caminho. É necessário assumir o caminho proposto no Evangelho, que é o próprio Cristo: “Eu sou o caminho, a verdade e a vida” (Cf. Jo,14,6). Assim começamos a Quaresma na Quarta-feira de Cinzas, ouvindo, segundo o Evangelho de Marcos, a primeira pregação de Jesus, um convite à conversão. Um convite para que, nestes quarenta dias, possamos refletir por quais caminhos temos andado. Um convite para conhecermos e seguirmos pelo caminho que é o próprio Cristo. Um convite para, no caminho que é Cristo, encontrarmos uma vida nova, a ressurreição. Fonte: Canção Nova ANUNCIE AQUI Este espaço está reservado para você! 5873-2009 santuario@santuariosaojoseoperario.org.br O teor das matérias é de responsabilidade de seus autores. Todas as pessoas são voluntárias Faça-nos uma visita na Secretaria do Santuário www.santuariosaojoseoperario.org.br

[close]

p. 3

Fevereiro - 2017 Jornal São José Operário Com Jesus somos mais que vencedores Página-3 COMO VIVER O TEMOR DE DEUS? Atualmente a confusão, as brigas, as desavenças e o terrorismo estão espalhados por toda a terra. As maiores vítimas são as famílias. Os líderes do mundo acreditam que precisa colocar mais e mais homens para assegurar a ordem nacional, como colocar mais policiais nas ruas das cidades; claro que precisamos dos policiais nas ruas de nossos bairros, como estes homens e mulheres são importantes para nós; mas não é o suficiente para dar segurança, porque a segurança está dentro de cada pessoa e o que temos hoje são muitas pessoas inseguras; muitas pessoas com medo. Eu penso que o que se precisa de verdade é inaugurar no mundo uma cultura da paz. A meu ver, é preciso elaborar um projeto que eduque as pessoas para um melhor relacionamento de uns com os outros. É preciso que reaprendamos dialogar entre nós. Há muitas confusões que podem ser eliminadas de nosso meio. Vejo que está faltando nas famílias um diálogo mais sincero, um diálogo de mais compromissos entre os membros. Será por que acontecem tantas coisas ruins no mundo? Eu sinto que tem uma causa primeira, que é a falta do temor de Deus. Quando tememos ao Senhor Deus, nós temos medo de ferir a sua honra, porque O amamos. Ninguém gosta de machucar o seu grande amor. Podemos perguntar, porque viver o temor de Deus? a resposta é Deus quem dá por meio de Sua Palavra. ”O temor do SENHOR é fonte de vida para evitar os laços da morte” (Pr 14:27). A inteligência está no âmago da vida humana; a sabedoria é encontrada somente no coração de Deus. A nossa inteligência deve ser usada primeiramente para buscar e encontrar a vida de sabedoria. Por isto, busque força na Pa- lavra de Deus; abandone as trevas do pecado; ande na luz; confie no Senhor e Lhe peça mais sabedoria (Pr 3:5-6). Tudo o que pedimos a Deus com fé Ele nos dá. A pessoa precisa primordialmente de três coisas para viver uma vida de prosperidade: o temor de Deus, a sabedoria e a disciplina. Quando adquire estas riquezas, elas tornam-se sensatas, prudentes e prontas para decidir as coisas do presente e traçar para a vida um futuro promissor. A inteligência bem disciplinada ajuda na busca da sabedoria que está escondida na vida do Senhor. A sabedoria leva a pessoa ao temor de Deus. De toda herança que Deus deixou para seus filhos, estas são as melhores; valem mais que um dia- mante, porque com elas a pessoa ganha o cêntuplo e a coroa no Reino de Deus. Somente uma pessoa sábia teme ao Senhor. O temor de Deus impulsiona as pessoas para uma vida de fidelidade. A fidelidade é uma prática que favorece e ilumina o caminho da Salvação que leva a pessoa até o encontro com Deus. TOME HOJE UMA SÁBIA DECISÃO: SEJA FIEL NO DÍZIMO E NAS OFERTAS. “AQUELE QUE SEMEIA POUCO, POUCO COLHERÁ. AQUELE QUE SEMEIA COM GENEROSIDADE, COM GENEROSIDADE COLHERÁ” (II COR 9,6). Monsenhor João Batista Pároco e Reitor do Santuário Dioc. São José Operário Margareth Maria dos Santos Psicóloga CRP 06/30407 Atendimento psicológico: Infantil - Adolescente Adulto - Grupo - Orientação Vocacional 11 97049-9115 (tim) 11 97147-3150(vivo) 11 96678-9816 (oi) 11 98978-3070 (claro) Email: margarethpsico2011@gmail.com DESDE ABRIL/2016 mmvideodigital@ig.com.br mmvideodigital@hotmail.com mmvideodigital.wix.com/mmvideodigital Facebook mmvideodigital@hotmail.com Foto e Filmagem «Registrando momentos... em eventos e ensaios externos (11) 9 8885- 2887 Claro Revelando emoções!» (11) 9 5802- 4251 tim Whatsapp www.santuariosaojoseoperario.org.br

[close]

p. 4

Página-4 Jornal São José Operário Com Jesus somos mais que vencedores Fevereiro - 2017 É muito importante ir à Missa aos domingos e receber a Eucaristia que é fonte da vida Queridos irmãos e irmãs, bom dia! Hoje falarei a vocês da Eucaristia. A Eucaristia coloca-se no coração da “iniciação cristã”, junto ao Batismo e à Confirmação, e constitui a fonte da própria vida da Igreja. Deste Sacramento de amor, de fato, nasce cada autêntico caminho de fé, de comunhão e de testemunho. Aquilo que vemos quando nos reunimos para celebrar a Eucaristia, a Missa, já nos faz intuir o que estamos para viver. No centro do espaço destinado à celebração encontra-se um altar, que é uma mesa, coberta por uma toalha e isto nos faz pensar em um banquete. Na mesa há uma cruz, a indicar que sobre aquele altar se oferece o sacrifício de Cristo: é Ele o alimento espiritual que ali se recebe, sob os sinais do pão e do vinho. Ao lado da mesa há o ambão, isso é, o lugar a partir do qual se proclama a Palavra de Deus: e isto indica que ali nós nos reunimos para escutar o Senhor que fala mediante as Sagradas Escrituras, e então o alimento que se recebe é também a sua Palavra. Palavra e Pão na Missa tornam-se um só, como na Última Ceia, quando todas as palavras de Jesus, todos os sinais que havia feito, condensaram-se no gesto de partir o pão e de oferecer o cálice, antes do sacrifício da cruz, e naquelas palavras: “Tomai, comei, isto é o meu corpo…Tomai, bebei, isto é o seu sangue”. O gesto de Jesus cumprido na Última Ceia é o extremo agradecimento ao Pai pelo seu amor, pela sua misericórdia. “Agradecimento” em grego se diz “eucaristia”. E por isto o Sacramento se chama Eu- caristia: é o supremo agradecimento ao Pai, que nos amou tanto a ponto de dar-nos o seu Filho por amor. Eis porque o termo Eucaristia resume todo aquele gesto, que é gesto de Deus e do homem junto, gesto de Jesus Cristo, verdadeiro Deus e verdadeiro homem. Então a celebração eucarística é bem mais que um simples banquete: é propriamente o memorial da Páscoa de Jesus, o mistério central da salvação. “Memorial” não significa somente uma recordação, uma simples recordação, mas quer dizer que cada vez que celebramos este Sacramento participamos do mistério da paixão, morte e ressurreição de Cristo. A Eucaristia é o ápice da ação da salvação de Deus: O Senhor Jesus, se fez pão partido por nós, derrama sobre nós toda a sua misericórdia e seu amor, e assim renova o nosso coração, a nossa existência e a maneira como nos relacionamos com Ele e com os irmãos. É por isto que sempre, quando nos aproximamos deste sacramento, se diz de: “Receber a Comunhão”, de “fazer a Comunhão”: isto significa que o poder do Espírito Santo, a participação na mesa eucarística se conforma de modo profundo e único a Cristo, nos fazendo experimentar já a plena comunhão com o Pai que caracterizará o banquete celeste, onde com todos os Santos teremos a alegria de contemplar Deus face a face. Queridos amigos, nunca conseguiremos agradecer ao Senhor pelo dom que nos fez com a Eucaristia! É um grande dom e por isto é tão importante ir à Missa aos domingos. Ir à missa não somente para rezar, mas para receber a Comunhão, este pão que é o Corpo de Jesus Cristo que nos salva, nos perdoa, nos une ao Pai. É muito bom fazer isto! E todos os domingos, vamos à Missa porque é o próprio dia da ressurreição do Senhor. Por isto, o domingo é tão importante para nós. E com a Eucaristia sentimos esta pertença à Igreja, ao Povo de Deus, ao Corpo de Deus, a Jesus Cristo. Nunca terminará em nós o seu valor e a sua riqueza. Por isto, pedimos que este Sacramento possa continuar a manter viva na Igreja a sua presença e a moldar as nossas comunidades na caridade e na comunhão, segundo o coração do Pai. E isto se faz durante toda a vida, mas tudo começa no dia da primeira comunhão. É importante que as crianças se preparem bem para a primeira comunhão e que todas as crianças a façam, porque é o primeiro passo desta forte adesão a Cristo, depois do Batismo e da Crisma. Obrigado. Papa Francisco Boletim da Santa Sé NAKA C. R. C. 104884 CONTABILIDADE Assuntos Fiscais Assistência Jurídica Serviços de Contabilidade Fones: 5872-1466 - Email: sen100@uol.com.br Rua Abílio César, 299 - CEP 05881-020 Capão Redondo - São Paulo / SP Realizamos serviços de reparos e reformas: Acabamento, Pintura, Hidráulica e Elétrica. Instalação de Porta Lisa ou Camarão, Pintura e Aplicação de Textura, Colocação de Papel de Parede e Recuperação de Móveis. Consulte-nos Tel.: 5873-3506 - Cel.: 99280-6409 Contato: rrreparos@outlook.com Ricardo ou Regina rrpradoreformas www.santuariosaojoseoperario.org.br ANUNCIE AQUI Este espaço está reservado para você! 5873-2009 santuario@santuariosaojoseoperario.org.br Faça-nos uma visita na Secretaria do Santuário

[close]

p. 5

Fevereiro - 2017 Jornal São José Operário Com Jesus somos mais que vencedores Página-5 Queridos ami- gos paroquianos, Hoje gostaria de falar para vocês sobre um tema muito importante para todos nós que formamos esta grande família do Santuário São José Operá- rio,se trata sobre o nefasto ciú- me que muitas vezes, prejudica a convivência de duas pessoas que se amam com sinceridade e com profundidade. Pode- mos partir do texto escrito por São Paulo à comunidade dos Coríntios: “O AMOR TUDO O nefasto ciúme - A negação do amor DESCULPA, TUDO CRÊ, TUDO ESPERA, TUDO SUPORTA” (1 Cor 13, 7). Amigos, existem casais de namorados que vêem graça, beleza ou charme no ciúme, muitas vezes, eles cobram onde cada um esteve, com quem falou, porque se vestiu assim tão chamativo ou provocador ou porque não apareceu num encontro marcado, num controle total e absoluto  da vida alheia. Existem até pessoas que pensam o seguinte: “Nós nos amamos, por isso queremos saber direitinhoo que o outro andou fazendo”. Podemos dizer que é uma curiosidade mal intencionada. Amigos Paroquianos,uma coisa é certa, o ciúme não pode ser confundido com o amor, até podemos dizer que o amor pode andar acompanhado do ciúme, mais infelizmente, um terá que morrer, que ceder... Quem ama deve perder o ciúme, quem quer continuar ciumento, acabará matando o amor. O grande Apóstolo Paulo, na carta que enviou aos Coríntios que citei acima, nos apresenta argumentos inseparáveis do amor verdadeiro e que dura toda uma eternidade. Quem ama, crê na pessoa que tanto ama e confia, como dizia Paulo: “ quem ama desculpa todos os erros e falhas”, quem ama de verdade, jamais deixará de esperar que o outro seja melhor, quem ama, tudo suporta, pois sabe que somente Deus é perfeito. Podemos observar que o ciumento não crê na pessoa que diz que tanto ama; o ciumento não sabe desculpar; não sabe esperar; não suporta os limites humanos da pessoa amada. Em uma palavra, pode- mos constatar que o ciumento é incapaz de ver as qualidades e virtudes do outro, é incapaz de conseguir um amor sadio, equilibrado e perseverante. Podemos constatar o seguinte: o homem ciumento afirma que ama sua esposa, mais na prática pensa as piores coisas da pessoa amada. A mulher ciumenta faz cobranças por amar, mas realmente o retrato que pinta do seu marido ou noivo, é o pior possível. O ciúme é tão nefasto que faz a mulher controlar os passos do seu marido, namorado ou noivo. Tudo isso, nos leva a concluir que muitas vezes, a mulher e/ ou o homem, não confia na honestidade e na sinceridade da pessoa que diz amar, quando um delespassa a vigiar os passos do companheiro (a),quebra-se o clima de confiança recíproco, como se fosse um vidro de finíssima qualidade. Muitos estudiosos, dizem que a grande causa do ciúme é a insegurança pessoal. O ciumento não confia em si mesmo; por isso tem que sentir que é dono da pessoa amada pois, tem medo de perdê-la, psicólogos analisaram e descobriram  que o ciumento se acha feio, incompetente e inseguro a respeito de si mesmo. No início de um relaciona- mento amoroso, pequenos ciúmes podem parecer maravilhosos, com certo charme e beleza, as depois de um certo tempo, transforma a vida dos dois numa briga constante, começam os gritos, os tapas, os arranhões, os beliscões e muitas vezes podem até chegar a agressões muito sérias. Segundo o parecer de alguns psicólogos, em sua fase mais doentia, o amor ciumento não passa de ódio camuflado (enganoso). Há quem mate por amor: na verdade, matar é sempre o gesto extremo do ódio, o ciumento odeia a pessoa amada, porque não tem a certeza de possuí-la. Queridos amigos paroquianos, Jesus, o grande reconciliador, nos pede a todos que amemos o nosso próximo como a nós mesmos. O ciumento não ama a si mesmo, por isso não é capaz de amar o sue companheiro. Quem ama confia sempre, nada ou ninguém poderá abalar este amor. A maior prova de amor Jesus quando entregou a si mesmo para nos salvar. Portanto, meus queridos amigos, amemos de todo o nosso coração. Sigamos a recomendação que nos dá São Paulo na sua famosa carta que escreveu a Comunidade dos Coríntios (1 Cor 13, 1 - 13). Pe. Nilson da Silva Vigário Paroquial EAsmpaaçnohã - Cyber Café - Tai Chi Chuan - Acumpultura - Florais - Massoterapia BISCUIT - PROMOÇÃO: 1ª AULA GRÁTIS Refrigeração Bom Clima Assistência Técnica Especializada Câmaras e Balcões Frigoríficos, Freezer, Geladeiras e Máquinas de Lavar Telefone: 5873-2618 Av. Comendador Santana, nº 959 Tel. 5873-3032 / 9308-1486 - Sr. Augusto R. Marco Basaiti, nº 8 - Capão Redondo www.santuariosaojoseoperario.org.br Fonseca Empreiteiro Sempre o melhor em Acabamento em Pastilhas, Azulejos, Granitos, Cerâmicas em Geral. Hidráulica, Elétrica, Forro de gesso, Drywall. Temos Engenheiro para A. R. T. Cel. 11 97663-1994 98991-5113 5873-2896 Email: fonsecafoliveira@gmail.com

[close]

p. 6

Página-6 Jornal São José Operário Com Jesus somos mais que vencedores Fevereiro - 2017 Campanha da Fraternidade 2017 Tema: “Fraternidade: Biomas brasileiros e defesa da vida” Lema: “Cultivar e guardar a criação” (Gn 2, 15) AC o n f e r ê n c i a Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) publicou o texto-base da Campanha da Fraternidade (CF) de 2017. Com o tema “Fraternidade: biomas brasileiros e defesa da vida” e o lema “Cultivar e guardar a criação” (Gn 2.15), a iniciativa alerta para o cuidado da criação, de modo especial dos biomas brasileiros. Segundo o Bispo Auxiliar de Brasília (DF) e secretário geral da CNBB, Dom Leonardo Ulrich Steiner, a proposta é dar ênfase a diversidade de cada bioma e criar relações respeitosas com a vida e a cultura dos povos que neles habitam, especialmente à luz do Evangelho. Para ele, a depredação dos biomas é a manifestação da crise ecológica que pede uma profunda conversão interior. “Ao meditarmos e rezarmos os biomas e as pessoas que neles vivem sejamos conduzidos à vida nova”, afirma. Ainda de acordo com o Bispo, a Campanha deseja, antes de tudo, que o cristão seja um cultivador e guardador da obra criada. “Cultivar e guardar nasce da admiração! A beleza que toma o coração faz com que nos inclinemos com reverência diante da criação. A campanha deseja, antes de tudo, levar à admiração, para que todo o cristão seja um cultivador e guardador da obra criada. Tocados pela magnanimidade e bondade dos biomas, seremos conduzidos à conversão, isto é, cultivar e a guardar”, salienta. Além de abordar a realidade dos biomas brasileiros e as pessoas que neles moram, a Campanha deseja despertar as famílias, comunidades e pessoas de boa vontade para o cuidado e o cultivo da Casa Comum. Para ajudar nas reflexões sobre a temática são propostos subsídios, sendo o texto-base o principal. Dividido em quatro capítulos, a partir do método ver, julgar e agir, o textobase faz uma abordagem dos biomas existentes, suas características e contribuições eclesiais. Também traz reflexões sobre os biomas e os povos originários, sob a perspectiva de São João Paulo II, Bento XVI e o papa Francisco. Ao final, são apresentados os objetivos permanentes da Campanha, os temas anteriores e os gestos concretos previstos durante a Campanha 2017.  Cartaz  Para colocar em evidência a beleza natural do país, identificando os seis biomas brasileiros, o Cartaz da CF 2017 mostra o mapa do Brasil, em imagens características de cada região. Compõem também o cenário, como personagens principais, os povos originários; os pescadores e o encontro da imagem de Nossa Senhora Aparecida, padroeira do Brasil, acontecido há 299 anos. Além da riqueza dos biomas, o cartaz quer expressar o alerta para os perigos da devastação em curso, além de despertar a atenção de toda a população para a criação de Deus. www.santuariosaojoseoperario.org.br

[close]

p. 7

Fevereiro - 2017 Jornal São José Operário Com Jesus somos mais que vencedores Página-7 www.santuariosaojoseoperario.org.br

[close]

p. 8

Página-8 Jornal São José Operário Com Jesus somos mais que vencedores Fevereiro - 2017 PROGRAMAÇÃO DA PARÓQUIA SANTUÁRIO SÃO JOSÉ OPERÁRIO www.santuariosaojoseoperario.org.br

[close]

p. 9

Fevereiro - 2017 Jornal São José Operário Com Jesus somos mais que vencedores Página-9 REVISÃO DE VIDA Caríssimos Amigos. Eis que estamos no mês de fevereiro, ainda no início do ano que chamamos de Novo e ainda recordamos as nossas promessas e propostas para um novo ano. Ainda é tempo de rever as nossas atitudes que foram boas no ano passado e nos esforçarmos para que elas fiquem em nosso agir, elas contribuirão consideravelmente para um mundo melhor e ajudarão bastante para que as pessoas tenham bons exemplos e referenciais para mudarem, pois vendo nossas boas obras se espelharão em nós e terão também boas obras e glorificarão a Deus por pessoas boas em suas vidas. Também poderemos ver as nossas más ações que contribuíram para que pessoas ficassem decepcionadas conosco e pediram a Deus que não fossem como nós, se comentaram conosco foi bom, porque assim podemos constatar que acertaram e são boas observadoras e amigas, devemos aceitar as correções que fazem dos nossos erros e falhas. Se nós mesmos constatamos que erramos, mesmo que ninguém tenha nos acusado, devemos refletir e nos propor a corrigir essas faltas o quanto antes. Vejamos quantas atitudes podemos ter que ajude nossos amigos e parentes. Deus espera de nós bons servidores e operários, mesmo que de última hora, assim o evangelho de seu Filho poderá ser mais conhecido, sermos mais Madalenas, comunicando que Jesus ressuscitou e está vivo entre nós.Sermos mais apóstolos, assim mais pessoas herdarão o Reino, na medida em que formos anunciadores da mensagem do Evangelho. Faltam Catequistas, Testemunhas Vivas do Evangelho, comprometidos com a Palavra da Salvação,anunciadores da verdade e por ela serem capazes de morrer, lembremos nossos irmãos mártires dos primeiros tempos e dos últimos tempos igualmente verdadeiros e corajosos pela causa de Jesus. “Quem fizer ao menor de meus irmãos é a mim que fizeste (Mt 26, 40) propostas para o ano de 2017. Sermos mais amigos. Muitas são as atitudes que podemos ter neste ano, como sermos pessoas dispostas a ajudar os outros a encontrar razões para serem honestos, fiéis, verdadeiros, trabalhadores e cristãos, sendo casados; vivendo o matrimônio com fidelidade, com atenção com o/a esposo/a e com os filhos, certamente os seus amigos olharão esta atitude desta pessoa. Qualquer que seja nossa profissão ou exercício que tenhamos na sociedade,neste local ou nesta hora podemos ser testemunhas de Jesus para alguém. Um motorista de táxi pode dar um belo exemplo: sendo paciente no trânsito, não aceitando suborno ou corrupção de um passageiro, cobrando exatamente o que a corrida custou, conversando assuntos sadios e verdadeiros, tratando bem os ocupantes do seu veículo, sendo calmo no trânsito para ajudar a serem menos violentos, agressivos e mais pacíficos. Assim como o motorista, qualquer pessoa em outro serviço ou função pode testemunhar o amor e a sinceridade, assim como o compromisso com a verdade e o bem. Imaginemos, se todos os participantes das Missas dominicais das Igrejas Católicas aperfeiçoassem suas atitudes e comportamentos e se tornassem pessoas novas com gestos que cativassem outros a segui-lo, o mundo seria diferente, as pessoas seriam diferentes e o mundo se transformaria. A partir do Evangelho, podemos ter exemplos para todas as nossas participações na Igreja, na Sociedade e em todos os lugares. Tenhamos nossas atitudes transformadas para melhorar este ano que se inicia e tenhamos a oportunidade, até mesmo a obrigação de torná-lo bem melhor e mais bonito com gestos bons e felizes. Pe. Wagner Fernandes Vigário Paroquial Alcoólicos Anônimos Tel.: 5873- 5913 unidade serviço Fundada: 10/06/1935 recuperação ( Grupo Reconstrutores de Vida de A. A. ) Formado: 22/07/1973 A MAIOR REDE DE ÓTICAS DA AMÉRICA LATINA Mais de 800 lojas no país Apresente este jornal e obtenha 7% de desconto Se alguém que você conhece estiver com problemas com bebidas Alcoólicas ‘ Procure-nos ’ Reuniões: 2ª, 3ª, 4ª, 6ª às 20h - Sábado às 19h Informações: 3315-0216 / 3315-0040 Rua Abílio César, 26 Sala 05 CEP: 05881-020 Jd. Soraia - Capão Redondo - SP DESDE JANEIRO /2016 * Ajustes * Troca de plaquetas Grátis* Higienização * Manutenção *Cobrimos qualquer orçamento! oticasdinizcapaoredondo@gmail.com www.facebook.com/Dinizcapaoredondo R. Henrique Sam Mindlin, 285 - Jd. São Bento Capão Redondo www.santuariosaojoseoperario.org.br ANUNCIE AQUI Este espaço está reservado para você! 5873-2009 santuario@santuariosaojoseoperario.org.br Faça-nos uma visita na Secretaria do Santuário

[close]

p. 10

Página-10 Jornal São José Operário Com Jesus somos mais que vencedores ANUNCIE AQUI Este espaço está reservado para você! 5873-2009 santuario@santuariosaojoseoperario.org.br Faça-nos uma visita na Secretaria do Santuário Fevereiro - 2017 MELLO FARMA DROGARIAS Medicamentos e Perfumaria em geral Telefone: 5872-6763 Rua Abílio Cesar, nº 3 Capão Redondo - SP CAFÉ COHAB Maria Rodrigues Vieira Panificadora Pães, Doces, Salgados Bolos,Tortas e muito mais Aceitamos encomendas Rua Abílio Cesar, nº 179 - Jd. Jangadeiro LOJAS KENZO Enxoval para bebê e roupa infantil Tel.: 5873-2620 Av. Comendador Santana, nº 957 Capão Redondo - SP MELLO FARMA DROGARIAS MELLO - 2 MEDICAMENTOS E PERFUMARIA EM GERAL Disk-entrega grátis 5873-8309 5873-8094 9.4642-6669 R. Henrique Sam Mindlin, nº 39 Capão Redondo - SP ADVOCACIA * Civil * Trabalhista Arabela Santos (Advogada) * Família * Criminal e Empresarial * Aposentadoria E-mail: arabelasantos@uol.com.br RUA JOÃO ROBALO, 17 - JD SORAYA SÃO PAULO - CEP 05881-000 FONE/FAX 5873-4588 / 5873-2320 - CEL. 9136-9382 ANUNCIE AQUI Este espaço está reservado para você! 5873-2009 santuario@santuariosaojoseoperario.org.br Faça-nos uma visita na Secretaria do Santuário www.santuariosaojoseoperario.org.br

[close]

p. 11

Fevereiro - 2017 Jornal São José Operário Com Jesus somos mais que vencedores Página-11 Os mais sinceros votos de Paz aos Dizimistas do mês de fevereiro/2017 SANT. DIOC. SÃO JOSÉ OPERÁRIO EDSON VANDERLEI MOISÉS JOSÉ LUIZ SANTANA DOS SANTOS MARIANA NEIVA DA COSTA ZILAR CARVALHO DA SILVA ACIONE DIAS DO NASCIMENTO EDUARDO BARROS CLEMENTINO JOSÉ MANOEL DA SILVA MARIANA S. NUNES DOS SANTOS CAPELA SÃO PEDRO ADERAL R. SILVA EDVANIA APARECIDA LOPES JOSÉ MARQUES PINHEIRO SUZART MARILUCE DA CONCEIÇÃO ADRIANA PALMITO SUZART EGENIR MARIA FERREIRA DE LIMA JOSÉ RAIMUNDO DE LIMA MARINEUZA OLIVEIRA C. DE SANTANA ANA PAULA ALVES COELHO AGOSTINHO COUTINHO ELIETE MARIA DA SILVA JOSÉ SARAIVA DE SOUSA MARLI RIBEIRO ANTONIO R. CORDEIRO ALAÍDE OLIVEIRA GOMES EMILY MARI TENÓRIO JOSÉ SEVERINO DA SILVA MARLY MOREIRA DA SILVA ARMANDO JOSÉ DOS SANTOS ALESSANDRA LESSA DE ALMEIDA SOUZA ENALDO LIMA JOSÉ SEVERINO FERREIRA RAMOS MIRALVA MIRANDA LEMOS CLEIDIONICE SOARES FERREIRA ANA CLAUDIA S. L. ROCHA ERNESTO ELIAS T. SILVA JOSEFA BATISTA ALVES NAIR SILVA DOS SANTOS DEJANIRA SUZART MOTA COSTA ANA MARIA DE JESUS EUNICE MATOS DE MELO JOSEFA MARIA BATISTA NAIR TELES DA SILVA DIANA JANINE R. DORES ANA PAULA MADALENA DE OLIVEIRA EUNICE MOREIRA BASTOS JOVELINA BUZATO NEUZA MAIA DE LISO ELIANE MARIA BEZERRA ANA VIANA DA SILVA EUTÁLIA MENDES DA SILVA JULIANA LIMA DE OLIVEIRA NILSON DA SILVA JOANA FERREIRA FRANCO VIANA ANATÁLIA GONÇALVES FABIANA LEMOS LIMA JURANDIR BURANHEM CARDOSO NILVA DE SOUZA JOSÉ BARBOSA SANTOS ANTONIA FERNANDES CHMIELEWICZ FRANCIELE DE AZEVEDO JUSSIVANIA IZABEL DE SOUSA SILVA NILZA TEIXEIRA DE MELLO KATIA JANINE CHAGAS ROSA ANTONIO BRANDÃO NETO FRANCISCO DE ASSIS ABREU JUNIOR LARISSA VIRGINIA DOS SANTOS NUBIA PEREIRA DE MORAES LUCIA DE FATIMA SILVA SANTOS ANTÔNIO MIRANDA DE LIMA FRANCISCO JACINTO A. FILHO LAURA VITO SANTOS PATRICIA MARGARIDA SILVA MARIA DO SOCORRO ROCHA ANTONIO PEREIRA RAMOS FRANCISCO JOSÉ MOURA DA SILVA LOURDES RIBEIRO DA SILVA PAULO VICENTE MOREIRA MARIA ELIONEIDE DA SILVA APARECIDA DOS SANTOS GABRIELA APARECIDA ALEXANDRE LUCIANA LOURENÇO DOS SANTOS PEDRO DAMIÃO DOS SANTOS RAMOS MARIA ESPEDITA DE SOUZA APARECIDO V. REIS GARDILEIDE LEAL RAMOS LUCIENE PEREIRA DE AZEVEDO PRISCILA DA SILVA SOARES MARIA LUIZA BARBOSA DE CAMPOS ARI ALVES ROCHA GEISA BOMFIM FERREIRA MARCIA GONZAGA DE ALMEIDA RAIMUNDA DA SILVA GONZAGA NADIR DE OLIVEIRA BENEDITA CRISTINA SANTOS GENILZA FERNANDES MATIAS GOMES MARCIA ROCHA CAMPOS RAMINA MARIA S. DA CRUZ OTILIA CHAGAS DA SILVA BRUNA LUCCO BACELAR GERALDO FOTUNATO GOMES MARIA AUXILIADORA DE ARRUDA RAMON DA SILVA SANTANA PEDRO BATISTA LIMA PESSOA BRUNO HENRIQUE J. DA SILVA GILCE ALIXANDRIA OLIVEIRA MARIA CARVALHO GOMES RANATA APARECIDA M. VASCONCELOS RENATA GOUVEA DOS SANTOS CARLOS PRADO DE SOUZA GILTON JOSÉ DA SILVA MARIA CLARA LINS RENATO ADRIANO DO NASCIMENTO ROMENIO SILVA DOS SANTOS CELIO DE OLIVEIRA E SILVA GLICERIA FERREIRA C. SILVA MARIA DA SILVA RITA DE CÁSSIA F. PAULA VALDICE OLIVEIRA SANTOS CICERA DE OLIVEIRA BARBOSA IMACULADA AP. SOUZA VARGAS MARIA DAS GRAÇAS COSTA SILVA ROSELI MESSIAS ALVES CAPELA SÃO VICENTE CICERO MOURATO DE LIMA IRACI R. C. STOPPA MARIA DAS GRAÇAS F. LEITE ROSEMARI M. GAMAUSKAS CLAUDIO GABRIEL SOUZA IVONE JOSÉ DE SENA MARIA DAS N. GOMES ROSICLEIA NUNES GONÇALVES ANA PAULA DOS SANTOS CLEIDE DOS ANJOS JACI B. DE CARVALHO MARIA DE FÁTIMA OLIVEIRA SAMANTA SOUZA ALMEIDA ANDRESSA E JOILSON SANTANA CLEONICE RODRIGUES DE JESUS JANAINA CONCEIÇÃO DOS SANTOS MARIA DE LOURDES BRITO FERNANDES SEBASTIÃO MARTINS DIEGO MARCIEL CORDEIRO CLESIANE OLIVEIRA FRANÇA JANETE T. DE ARAUJO LIMA MARIA DE LOURDES DE SOUSA SEBASTÃO PEREIRA DA SILVA EDMILSON ALVES DA SILVA COSMA S. A. SOUSA JÂNICE Mª GONZAGA DE PINHO MARIA DJANIRA DE JESUS PRADO SILVANA DIAS DOS SANTOS FERNANDO VIEIRA PANTOJA CRISTIANA DE SOUSA FERREIRA JASCI BENÍCIO CARVALHO MARIA DO AMPARO DE JESUS SILVANA L. BERING FRANCISCA DA SILVA S. MOREIRA CRISTINADAMASCENO ALEXANDRE JEFFERSON DE ARAÚJO MARTINS MARIA DO SOCORRO FERREIRA SILVIA FORMAGIO IVANDA RAMOS CRISTINA GONÇALVES LIMA JENNYFER BUENO SOUSA MARIA DO SOCORRO GOMES PORFIRIO SORAIA DE SOUZA F. DA SILVA JOSE ANTONIO DO MONTE DAIANA DE ALMEIDA DOS SANTOS JESUINO FERNANDES COSTA MARIA DOS ANJOS B. DA SILVA TERESA SOARES JUSSARA ANTUNES DE OLIVEIRA DAMIANA PEREIRA SOTERO JESUS NILTON DE PAULA JR. MARIA ELI DO NASCIMENTO TEREZA LEONOR DA CONCEIÇÃO MARIA A. A. CORREIA DANIEL TEODORO DOS SANTOS JOÃO BOSCO MACHADO BRUM MARIA FÁTIMA SOUSA TEREZINHA RIBEIRO NOBRE MARIA CLARA PINHEIRO DENILDA PEREIRA DOS SANTOS JOAQUIM ELIAS DA SILVA MARIA HELENA FERRAZ TURENE DIAS MARTINS MARIA DAS DORES LEITE DILMA P. DE OLIVEIRA JOAQUIM QUEIROZ DE CARVALHO MARIA HELENA SIMÕES ULISSES DE LIMA MARIA DO CARMO DE ARAÚJO DIOCELIA NUNES DE OLIVEIRA JOENIA Mª G. DE PINHO MARIA LIMA LOPES VALDOMIRA SOUZA DANTAS MARTA MARIA BASTOS FERNANDES DJAILTON DE OLIVEIRA JORDINA APARECIDA PASSOS ARAUJO MARIA LUCIA DE ARAUJO VANDA DA SILVA CARDOSO MICHELE VICHIATO DONIZETH CARNEIRO DE SOUZA JORGE LUIZ ESTEVÃO MARIA LUIZA MOISÉS VANDERLEI CAMPOS MORGANA SILVA F. NOVAES EDOLEUZA MARIA DA CONCEIÇÃO JOSÉ VICTOR DOS SANTOS MARIA ONEZINA G. DE FARIA VANESSA MARCELA DE ALMEIDA OSVALDO F. VIEIRA FILHO EDINALVO JESUS DOS SANTOS JOSÉ ANGELO DO NASCIMENTO MARIA RAMOS DOS SANTOS VANILDA CARLOS DA ROCHA REGINALDO JOSÉ DE ASSIS EDNALVA DO SACRAMENTO CONCEIÇÃO JOSÉ CIRILO DE FARIA MARIA ROSELITA ALVES SANTOS VICENTE JOÃO DE FREITAS ZELITA DE ARAUJO SILVEIRA EDSON DO NASCIMENTO JOSÉ GERALDO RODRIGUES MARIA SOCORRO VIEIRA SOUZA YVAN SANTANA JUNIOR “Pagai integralmente os dízimos ao tesouro do templo, para que haja alimento em minha casa” (Malaquias 3, 10) www.santuariosaojoseoperario.org.br

[close]

p. 12

www.santuariosaojoseoperario.org.br

[close]

Comments

no comments yet