Informativo Celebrai

 

Embed or link this publication

Description

Fevereiro 2017

Popular Pages


p. 1

Edição 05 - Fevereiro/2017 Aniversário Pastoral da Sobriedade Festa Nossa Senhora dos Navegantes pag. 4 pag. 5 Visita Missionária do Dízimo pag.4 e muito mais...

[close]

p. 2

Informativo Paróquia São Pedro e São Paulo - Fevereiro/2017 Jubileu da Congregação da Missão e da Província de Fortaleza da Congregação da Missão. Inicialmente, estamos celebrando um jubileu dup- lo, de um lado os 400 anos da Carisma Vicentino, inspirado por São Vicente de Paulo (em 25 de janeiro de 1617), do outro os 50 anos da Província de Fortaleza que desde antes de nascer juridicamente serviu e serve pastoralmente as periferias e o interior do Norte e o Nordeste do Brasil, ação que se configura como uma grande evangelização. Os 400 anos da Congregação vem ser no mundo um marco de um grande santo e de uma espiritualidade, de um autêntico modo de fazer pastoral, de olhar aos pobres, não o olhar apático, indiferente e impotente, cheio de pena, mas olhar cheio de compaixão, de solidariedade, de esperança, desejoso de levar o pão para saciar a fome física e o pão da eucaristia para saciar a fome espiritual. É destacável a ótica de São Vicente de Paulo, na França, em pleno século XVI, tomada de guerras, doenças, de abandono dos camponeses, do surgimento do protestantismo, da crise formativa e institucional do clero. O lema deste jubileu é: “era estrangeiro e me acolhestes” (Mt. 25,35). São Vicente é provocado por um fato: Em Gannes (França), distante 13 km do castelo de Folleville, estava à morte, em janeiro de 1617, um camponês de uns 60 anos, cuja consciência era torturada de pecados passados; entretanto, era conhecido de todos por homem de bem. Pediu a presença do Pe. Vicente e este se apresentou e aconselhou ao doente fazer a confissão geral. Aliviado do peso dos pecados, o doente não ocultava a alegria íntima de que gozava, e disse à condessa de Gondi, poucos dias antes de morrer: “Ah! minha senhora, se não tivesse feito confissão geral, teria sido condenado, por causa de muitos e graves pecados, que nunca ousara confessar”. A senhora de Gondi, admirada, não se conteve e disse ao capelão: “Ah! senhor padre, que é isto que acabamos de ouvir! Muitos outros camponeses, sem dúvida, estão no mesmo estado. Se este doente, que passava por homem de bem, estava em estado de condenação, que será dos outros que vivem em piores condições? Ah! padre Vicente, quantas almas se perdem! Como remediar a isto?”. Eis o remédio segundo Padre Vicente: “No dia da conversão de São Paulo, que é 25 de janeiro, a senhora de Gondi pediu-me que pregasse na Igreja de Folleville para exortar os habitantes à confissão geral e o fiz. Falei da importância e utilidade desse sacramento, e ensinei o modo de confessar-se bem. Deus abençoou tanto a boa fé e a confiança desta senhora (pois o grande mero e a enormidade dos meus pecados teriam impedido o fruto da boa ação), que todos os habitantes, tocados da graça de Deus, vinham fazer a confissão geral. Continuei a instruí-los e a dispô-los aos sacramentos, e comecei a ouvir-lhes a confissão: mas a concorrência foi tal, que, não podendo dar conta eu e outro padre, que me ajudava, a senhora mandou pedir aos Revmos. Padres Jesuítas d’Amiens que viessem em nosso auxilio. Fomos depois às outras localidades que pertenciam ao domínio, e pregamos como em Folleville, com grande concurso de povo e com muitas bênçãos de Deus. Eis o 1° sermão da missão e o sucesso que Deus lhe deu no dia da conversão de S. Paulo; o que não fez sem um desígnio em tal data”. Bem mais que o simples memoriar, recordar, agradecer, é um ano cheio de atividades, a nível local: Jornada Vicentina nas diversas paróquias, Fórum Missionário Pe. Guilherme Vaessen, Simpósio – história da PFCM dentre outras que ocorrem como uma possibilidade de mudança, de conversão para que possamos crescer em todos os níveis de nossa personalidade, como também para rendermos louvores a Deus bondoso e misericordioso1. 2

[close]

p. 3

Informativo Paróquia São Pedro e São Paulo - Fevereiro/2017 Outra experiência fundamental para São Vicente é o que ocorre em Châtillon-Les- Dombes, onde se volta a encontrar com a pobreza e com a miséria que lhe transformam no Santo da Caridade. Vicente de Paulo percebe que era necessário “instruir a gente”, fazer lhes conhecer sua dignidade, transformar-lhes para níveis mais elevados enquanto seres humanos lhes ensinar as verdades do projeto de Deus. Os acontecimentos de Folleville e de Châtillon marcaram o início do Carisma Vicentino, hoje com 400 anos de caminhada, ao serviço dos mais necessitados, a exemplo do seu fundador São Vicente de Paulo, Patrono Universal das Obras de Caridade. Na atualidade, a Família Vicentina tem 225 ramos de diferentes comunidades de vida consagrada e associações laicais em mais de 80 países ao redor do mundo. Os mais conhecidos são: CM(Congregação da Missão, conhecidos popularmente como padres Lazaristas ou Vicentinos), FC(Companhia das Filhas da Caridade), AIC (Associação Internacional da Caridade), SSVP(Sociedade São Vicente de Paulo), JMV(Juventude Mariana Vicentina), MISEVI(Missionários Seculares Vicentinos), AMM (Associação da Medalha Milagrosa) sendo que os três primeiros foram fundados diretamente por São Vicente de Paulo, os demais são fundações que parte da nossa espiritualidade e carisma. Dentre as atividades propostas internacionalmente temos: 1. A Peregrinação da relíquia do Coração de São Vicente de Paulo, que se iniciou dia 25 de janeiro em Folleville, França e passará por todos os países com presença vicentina. 2. A realização de um projeto no qual possam intervir todos os ramos da Família Vicentina e que seja em benefício dos sem teto, por exemplo, estrangeiros, imigrantes, refugiados, desabrigados e migrantes. 3. Um simpósio Internacional no qual se refletirá sobre a atualização do carisma da missão e da caridade, que se realizará em Roma (13 – 15 de outubro), e que inclui um encontro da Família Vicentina com o Papa Francisco. 4. Festival Internacional de Cinema: um concurso internacional com um enfoque sobre a vida de São Vicente de Paulo2. Enfim, o ano jubilar seja o celebrado pela Província de Fortaleza da Congregação da Missão ou pela Congregação da Missão, nos convida a renovar o carisma inspirador de São Vicente de Paulo. Carisma este que permanece atual mesmo depois de 400 anos, porque a pobreza ainda existe na terra de diversas formas que exigem de nós criatividade e dinâmica para trabalhar com os pobres. 1 Revmo. Visitador Provincial Padre Silvio Alfredo Batista Mitozo, CM In Comunicados do Visitador V, de 18/12/2016. 2 Comunicado de Prensa: Celebración de los 400 Años del Nacimiento del Carisma Vicenciano 1617-2017 In <>. Diácono Régis Teles, CM. 3

[close]

p. 4

Informativo Paróquia São Pedro e São Paulo - Fevereiro/2017 à Pastorais Aniversário Pastoral da Sobriedade Nesta terça-feira, dia 24 de janeiro de 2017 foi de muita alegria pela comemoração do 6º aniversário de fundação da Pastoral da Sobriedade da Paróquia São Pedro e São Paulo. A programação deu-se inicio com uma celebração eucarística na igreja matriz e logo após foi a comemoração social com a participação dos membros e da comunidade. Conforme palavras da Lílian Moraes, uma das fundadoras da Pastoral em nossa paróquia: São 6 anos de muitas conquistas e vitorias, 6 anos de muitas alegrias e tristezas também. Porque ser Pastoral da Sobriedade é sorrir, mas é também, chorar juntamente com cada irmão excluído que nos procura e busca nessa humilde pastoral um novo sentido pra sua vida. Que Jesus continue se utilizando de nós por mais 6 anos ou por toda nossa vida para fazer dos excluídos os nossos preferidos. Sobriedade e Paz só por hoje Graças a Deus Visita Missionária do Dízimo A Pastoral do Dízimo da Comunidade Nossa Senhora dos Navegantes da Paróquia São Pedro e São Paulo, realizou deste domingo dia 22 de janeiro, a sua primeira Visita Missionaria do Dizimo. O evento teve inicio por volta da 8 horas com a recepção das Pastorais do Dizimo das comunidades irmãs, onde todos se serviram de um delicioso café. Logo após tivemos um momento de oração e partilha da palavra, onde foram explanados os motivos dessas visitas e foral divididos em diversos grupos para saírem em campos. Conforme avaliação que foi efetuado no final das visitam, obtivemos diversos testemunhos que as visitas foram um sucesso e que as expectativas foras atendidas tanto para que foi visitado como principalmente os visitantes. A Visita Missionária do Dizimo, será um evento paroquial que será realizado em todas as comunidades, previsto para ser realizada no domingo que precede o inicio da festa do padroeiro de cada comunidade, sendo que a próxima visita Já foi programada para março/2017 nos festejos de São José, no Olavo Oliveira. 4

[close]

p. 5

à Comunidades Informativo Paróquia São Pedro e São Paulo - Fevereiro/2017 Festa de Nossa Senhora dos Navegantes “Jesus Cristo é a luz da nossa vida e a Mãe dos Navegantes é aquela que está com a luz.” Padre Evaldo Carvalho, CM. No Dia 02 de Fevereiro aconteceu na nossa a tradicional Festa de Nossa Senhora dos Navegantes na nossa paróquia, com o tema: Senhora dos Navegantes ensina-nos a viver como família em comunidade. Ressaltou nosso pároco, Padre Evaldo Carvalho, que: “Com essa festa abrimos em nossa paróquia o Ano Mariano”. Os festejos aconteceram entre os dias 25 de Janeiro e 02 Fevereiro e marcou ainda o aniversário de 18 anos de fundação da comunidade. A festa contou com a presença de Comunidades de nossa paróquia e convidados animando a Festa Religiosa e na Festa Social contamos com a presença das bandas: Misericórdia Divina, Ato de Salvação, Fá Maior e uma Mostra Artística Cultural e Social. imagens: Pascom SPSP Tríduo de Nossa Senhora Renovar A Comunidade do Cruzeiro, em comemoração ao seu aniversario, vai realizar no período do dia 10 ao dia 12/02/2017 o Tríduo de Nossa Senhora do Perpetuo Socorro. Venha participar a Comunidade Nossa Senhora do Perpetuo Socorro – Cruzeiro, fica na Rua Maria José Teixeira, 978 - Quintino Cunha Tarde de Oração A Comunidade Nossa Senhora dos Navegantes comunica que no período do carnaval vai realizar Tarde de oração, o evento terá inicio dia 25 ao dia 28/02/2017, iniciando às 15h. A comunidade fica situada na Rua Pierre Luz, 299 Jardim Guanabara. Você e convidado a comparecer e leve a família. A Comunidade Católica Misericórdia Divina, convida a comunidade para o retiro de carnaval Renovar, que será realizado na igreja matriz. O evento terá inicio no dia 26/02 indo até o dia 28/02/2017, o inicio será diariamente de 8:00 as 17:00 horas. Preparação Festa São José A Comunidade de São José, já esta se preparando para os festejos de seu padroeiros que terá inicio no dia 09 de março indo até o dia 19 de março de 2017 onde acontecerá como de costume a procissão de São José pelas ruas da comunidade. 5

[close]

p. 6

Informativo Paróquia São Pedro e São Paulo - Fevereiro/2017 Conhecendo nossas Pastorais. O trabalho voluntário pode ser considerado como dízimo? Embora a Igreja necessite do trabalho voluntário em diversos serviços, grupos, pastorais e movimentos, o voluntarismo não substitui o dízimo. E as ofertas doadas durante as missas? Também não substituem o dízimo. Com quanto devo contribuir com o dízimo? “Dê cada um conforme o impulso do seu coração, sem tristeza nem constrangimento. Deus ama o que dá com alegria” (2 Cor 9,7). Pastoral do Dízimo O que é? A Pastoral do Dízimo é um serviço realizado na Igreja e tem como papel principal de conscientizar cada participante da comunidade da sua responsabilidade com a sua Igreja e com a sua Comunidade, levando-a a refletir e organizar as contribuições. Tornar o cristão responsável comunitariamente. O que é o dízimo? O dízimo é uma expressão de gratidão a Deus por tudo o que recebemos. É uma contribuição voluntária, regular, periódica e proporcional aos rendimentos recebidos, que todo batizado deve assumir como sua obrigação em relação à manutenção da vida da Igreja. O dízimo é obrigatório? Apesar de termos várias citações bíblicas sobre o dízimo, a Igreja Católica não obriga os seus fiéis a serem dizimistas; portanto, o dízimo não é obrigatório. É sinal de amor, de fé, de partilha e de comprometimento com a sua Comunidade. Se o dízimo não é obrigatório, por que devo ser dizimista? Porque todo cristão, vivendo como família do povo de Deus, sendo dizimista, demonstra sua coresponsabilidade pela vida e pela manutenção da Igreja. Como devo proceder para ser dizimista? Procure-nos em nossa Paróquia, temos plantonistas que atendem na sala do Dízimo que fica na nossa igreja matriz nos horários das missas. A inscrição também pode se feita durante a semana, em horário comercial, na secretaria da paróquia. Para que serve o dízimo? O dízimo é aplicado em 3 dimensões: - Dimensão Religiosa: despesas com o Culto, com o sacerdote, com o templo. - Dimensão Social: ajuda aos mais necessitados. - Dimensão Missionária: despesas com a Evangelização fora dos limites da comunidade. Ajuda a outras paróquias e comunidades, obras missionárias. Como fazer para ingressar na pastoral como voluntário? - Ser católico, participar da Paróquia São Pedro e São Paulo e manifestar interesse em fazer parte da equipe; - Ser integrado nas programações Litúrgicas e festivas da Paróquia; - Participar de reuniões para conhecer a filosofia de trabalho da Pastoral; - Decidir que deseja fazer parte da Pastoral do Dizimo. Dias e horário das Reuniões Todas 2ª sexta do mês - 20h Coordenação: Aldo - Fone: 3479.2871 6

[close]

p. 7

Informativo Paróquia São Pedro e São Paulo - Fevereiro/2017 PASCOM INFORMA Carnaval/2017 Informações de horário das celebrações no período de carnaval na área paroquial São Pedro e São Paulo. Sábado - 25/02 Domingo - 26/02 Segunda - 27/02 Terça - 28/02 17:30 - Matriz 19:00 - São Vicente 19:00 - Crisma Matriz 19:00 - São Judas 06:00 – São José 07:00 - Matriz 09:00 - Navegantes 09:00 – Perpetuo Socorro 17:00 - Rainha da Paz 17:00 - Matriz 18:30 – São José 19:00 - CRISTO ALEGRIA 18:00 - Missa Retiro de Carnaval Matriz 18:00 - Missa Retiro de Carnaval Matriz Celebrações Quarta-feira de Cinzas/2017 Informação dos horário das celebrações de Cinzas na área paroquial São Pedro e São Paulo. Horas 6:00 7:00 7:30 9:00 17:00 19:00 Local Comunidade São José Rua general Alípio dos Santos, 375 - Olavo Oliveira Paróquia São Pedro e São Paulo - Igreja matriz Rua Padre Teodoro, 996 - Quintino Cunha Comunidade São Vicente R. Dr. José Goiânia, 605 - Quintino Cunha Comunidade Nossa Senhora dos Navegantes Rua Pierre Luz, 299 - Jardim Guanabara Comunidade Nossa Senhora Rainha da Paz Rua II Nº 308 - Cidade Oeste - Quintino Cunha Comunidade Nossa Senhora Perpetuo Socorro Rua São Lucas, 301 Alto Jerusalém Quintino Cunha Paróquia São Pedro e São Paulo - Igreja matriz Rua Padre Teodoro, 996 - Quintino Cunha Comunidade Nossa Senhora Aparecida Rua XIV, 151 - Cidade Oeste - Quintino Cunha Comunidade São José Rua general Alípio dos Santos, 375 - Olavo Oliveira Comunidade São Judas Tadeu Rua Pedro Ferreira, 1762 - Vila Velha Informações: www.tercodoshomensspsp.com.br 7

[close]

p. 8

Informativo Paróquia São Pedro e São Paulo - Fevereiro/2017 à Santo do Mês São Paulo Mikki e companheiros. Foi através do trabalho evangelizador de São Francisco Xavier, que o Japão tomou conhecimento do cristianismo, entre 1549 e 1551. A semente frutificou e, apenas algumas décadas depois, já havia pelo menos trezentos mil cristãos no Império do sol nascente. Mas se a catequese obteve êxito não foi somente pelo árduo, sério e respeitoso trabalho dos jesuítas em solo japonês. Foi também graças à coragem dos catequistas locais, como Paulo Miki e seus jovens companheiros. Miki nasceu em 1564, era filho de pais ricos e foi educado no colégio jesuíta em Anziquiama, no Japão. A convivência do colégio logo despertou em Paulo o desejo de se juntar à Companhia de Jesus e assim o fez, tornando-se um eloqüente pregador. Ele porém, não pôde ser ordenado sacerdote no tempo correto porque não havia um bispo na região de Fusai. Mas isso não impediu que Paulo Miki continuasse sua pregação. Posteriormente tornou-se o primeiro sacerdote jesuíta em sua pátria, conquistando inúmeras conversões com humildade e paciência. Paciência, essa que não era virtude do imperador Toyotomi Hideyoshi. Ele era simpatizante do catolicismo mas, de uma hora para outra, se tornou seu feroz opositor. Por causa da conquista da Coréia, o Japão rompeu com a Espanha em particular e com o Ocidente em geral, motivando uma perseguição contra todos os cristãos. Inclusive alguns missionários franciscanos espanhóis que tinham chegado ao Japão através das Filipinas e sido bem recebidos pelo Imperador. Os católicos foram expulsos do país, mas muitos resistiram e ficaram. Só que a repressão não demorou. Primeiro foram presos seis franciscanos, logo depois Paulo Miki com outros dois jesuítas e dezessete leigos terciários. Os vinte e seis cristãos sofreram terríveis humilhações e torturas públicas. Levados em cortejo de Meaco a Nagasaki foram alvo de violência e zombaria pelas ruas e estradas, enquanto seguiam para o local onde seria executada a pena de morte por crucificação. Alguns dos companheiros de Paulo Miki eram muito jovens, adolescentes ainda, mas enfrentaram a pena de morte com a mesma coragem do líder. Tomás Cozaki tinha, por exemplo, catorze anos; Antônio, treze anos e Luis Ibaraki tinha só onze anos de idade. A elevação sobre a qual os vinte e seis heróis de Jesus Cristo receberam o martírio pela crucificação em fevereiro de 1597 ficou conhecida como Monte dos Mártires. Paulo Miki e seus companheiros foram canonizados pelo Papa Pio IX, em 1862. Os crentes se dispersaram para escapar dos massacres e um bom número deles se estabeleceu ao longo do rio Urakami, nas proximidades de Nagasaki. Lá eles continuaram a viver sua fé, apesar da ausência de padres. A partir do momento em que o Japão se abriu novamente aos europeus, os missionários voltaram e as igrejas voltaram a ser construídas, inclusive em Nagasaki, a poucos quilômetros da comunidade cristã clandestina. Ela havia perdido todo contato com a Igreja Católica, mas guardava preciosamente três critérios de reconhecimento recebidos dos ancestrais: “Quando a Igreja voltar ao Japão, vocês a reconhecerão por três sinais: os padres não são casados, haverá uma imagem de Maria e esta Igreja obedecerá ao papa-sama, isto é, ao Bispo de Roma”. E foi assim que aconteceu dois séculos e meio depois, quando os cristãos do Império do sol nascente puderam se reencontrar com sua Santa Mãe, a Igreja. Fonte: Dom Total http://www.domtotal.com/religiao-liturgia-diaria.php 8

[close]

p. 9

Informativo Paróquia São Pedro e São Paulo - Fevereiro/2017 Missa na Comunidade Comunidade Igreja Matriz Rua Padre Teodoro, 996 – Jardim Guanabara Horário TERÇA-FEIRA - 19:00h. QUINTA-FEIRA - 19:00h. SEXTA-FEIRA - 19:00h. SABADO - 17:30h. DOMINGO - 07:00h / 17:00 h / 19:00h. DIA 13 do mês - 12:00h. DIA 18 do mês - 19:00h. Imaculada Conceição Rua Carlos Gondim, 392 – Jardim Guanabara. 3ª Quarta-feira - 19:00h. Misericórdia Divina Rua Cariús, 121 – Jardim Guanabara. 2ª Quarta-feira - 19:00 h. Nossa Senhora Aparecida Rua XIV, 151 Cidade Oeste – Quintino Cunha. 1º sábado – 19:00h. 2º Domingo – 08:00h. 3º Domingo - 19:30h. DIA 12 do mês – 19:00h. Nossa Senhora do Perpetuo Socorro / Alto Jerusalém. Rua São Lucas, 301 – Quintino Cunha 1° Domingo – 17:00h. 3° Domingo – 17:00h 4º Domingo – 09:00h. Nossa Senhora do Perpetuo Socorro/ Cruzeiro Rua Maria José Teixeira, 978 - Quintino Cunha. 2ª Terça-feira - 19:00 horas Nossa Senhora dos Navegantes Rua Pierre Luz, 299 - Jardim Guanabara. Nossa Senhora Rainha da Paz Rua II, 308 Cidade Oeste - Quintino Cunha São José Rua Alípio dos Santos, 375 - Quintino Cunha São Judas Tadeu Rua Pedro Ferreira, 1762 - Vila Velha São Vicente Rua José Goiana, 605 - Quintino Cunha 1° sábado - 19:00h. 2° sábado - 19:00 h. 3° sábado - 19:00 h. 4° domingo - 09:00h. 1ª Sexta-feira - 20:00h. 2º Domingo - 17:00h. 4º Domingo às 17:00h. Dia 13 do mês – 12:00h. Domingo - 6:00h / 18:30h. 2º Domingo - 6:00h / 18:00h. Quarta-feira - 19:00h. 1ª sexta-feira - 19:00h. 2º Sábado – 19:00h. 3º Domingo – 08:00h. 4º Sábado – 19:00h. Dia 28 do mês – 19:00h. 1º Domingo – 07:00h. 2º Domingo – 19:30h. 4º Sábado – 19:00h. 9

[close]

p. 10

Informativo Paróquia São Pedro e São Paulo - Fevereiro/2017

[close]

p. 11

Informativo Paróquia São Pedro e São Paulo - Fevereiro/2017 Use #CristoAlegria2017 Dia 20 a 24 de fevereiro de 2017 Informações: 3219-6445 11

[close]

p. 12

Informativo Paróquia São Pedro e São Paulo - Fevereiro/2017 Horário de Atendimento da Secretária. Paróquia São Pedro e São Paulo Segunda: 7h as 12h e de 14h as 17h Terça á Sexta: 7h as 12h e de 14h as 19h Sábado: 8h as 11h e de 14h as 17h Antecipe a sua marcação de missas ou outro assunto utilizando os novos horários de atendimento. TELEFONE: (85) 3479.2871 Localização: Rua Padre Teodoro, 996 - Quintino Cunha 60345-590 - Fortaleza - Ceará Secretário(a): Raimunda Alves Mota Fonseca Ordenir Mesquita E-mail: paroqsaopedrosaopaulo@oi.com.br A Pastoral da Comunicação está disponibilizando deste canal de divulgação para as Pastorais, Grupos e Comunidades utilizarem para divulgar seus eventos ou avisos. Redes Sociais: Facebook: Pascom SPSP Paróquia São Pedro e São Paulo Instagram: @pascomspsp Site: www.tercodoshomensspsp.com.br Contatos: E-mail: pascomspsp@gmail.com EQUIPE DE REDAÇÃO: Josué Santos, Camila Menezes, César Saraiva, J. Lídio, e Karine Ribeiro REDATOR: Maynara Nascimento e Lucas Anderson DIAGRAMAÇÃO E MONTAGEM: Camila Menezes DIRETOR ESPIRITUAL: Padre Evaldo Carvalho. PARÓQUIA SÃO PEDRO E SÃO PAULO Rua Padre Teodoro, 996 – Jardim Guanabara – Fortaleza/CE – Fone: 3479.2871 pascom@gmail.com SITE: www.tercodoshomensspsp.com.br PUBLICAÇÃO: PASCOM - Pastoral da Comunicação - facebook.com/pascom.spsp 12

[close]

Comments

no comments yet