jornal pesca edição 88 - Fevereiro

 

Embed or link this publication

Description

Edição 88

Popular Pages


p. 1

Jornal Pesca & Lazer Aqueça seus negócios, não perca tempo !!! Anuncie aqui!! Seu roteiro de Pesca e Lazer do Interior de São Paulo.. Fone: (19) 99664-5704 Ano 9 - Edição 88 - Fevereiro 2017 6000 exemplares - Distribuiçao gratuita (19) 3483-2621 Fone:(19) 3483-2621 / Cel.:(19) 99664-5704 www.jornalpescaelazer.com.br e-mail: comercial@jornalpescaelazer.com.br email: andrea@jornalpescaelazer.com.br ( (19) 3894-6000 www.pesqueiro3t.com.br PROMOÇÃO Tilápia R$ 5,50 Kg PPAESRCAAR PACU R$ 8,050 Kg PPAESRCAAR CARPA R$ 5,50 Kg PPAESRCAAR Aberto todos os dias das 7:00 às 18:00 hrs. Exceto às 3ª Feiras End: Estrada Indaiatuba/Monte Mor KM 8 Estrada Indaiatuba/Cardeal KM 6 - Indaiatuba - SP Tel: (19) 3481-3447 / Cel.: (19) 99235-0507 www.castelinho.com Possui cerca de 77.000 m2 de espelho d’agua, divididos em vários lagos com diversos tipos de peixes. ´´ PESCA 24 HORAS ´´ Pousada | Camping | Restaurante Pirararas de até 60 kg, Tambacus de 30 Kg, Dourados e Tucunarés E-mail: pesqueirocastelinho@hotmail.com Rodovia SP-304, São Pedro - SP Tudo parcelado nos cartões Carnval de Promoções na Ameripesca !!! clientes@ameripesca.com.br Mercadão Municipal Americana - SP

[close]

p. 2

02 Pesca & Lazer Fevereiro 2017 (Atendemos pesqueiros, lagos particulares e hotéis (venda de peixes em pequenas e grandes quantidades - alevino, juvenil e adulto) (19) 99604-7717 (19) 99747.1145 Servimos almoço, porções e bebidas em geral. Todas as sextas-feiras pesca noturna até às 23:00hs Ambiente 100% familiar Pesca Esportiva e kilo. End.:Saída S.Bárbara D’Oeste-Capivari (alt.km 137 da SP 304) Entrada a 300mtsdo trevo SBO

[close]

p. 3

FFeevveerreeiirroo 22001177 Pesca & Lazer 03 Espécies PREJEREBA BONITOeixe de escamas; corpo alto e comprimido; cabeta pequena, e na- Nome científico: Euthynnus alleterattus dadeiras dorsal e anal alongadas e arredondadas, quase atingindo o final da nadadeira caudal. A coloração é marrom, com reflexos Família: Scombridae Pbrancos ou cinza esverdeado. Alcança cerca de 80cm de compri- mento total e 15kg. Características: É a espécie mais facilmente distinguida das demais de Bonitos que freqüen- Frequenta as regiões de mar aberto com fundo rochoso, acompanha obje- tam a costa brasileira. O corselete - área anterior formada por escamas aus- tos a deriva e pode ser encontrado nas bocas de rios e manguezais. Peixe entes no resto do corpo -, as 2 a 12 manchas negras arredondadas entre carnívoro, se alimenta de pequenos peixes, crustáceos e da fauna acompan- as nadadeiras peitorais e pélvicas na região ventral anterior, e as listras do hante dos objetos a deriva. Pode ser encontrado sozinho ou aos pares. Tem dorso, que muitas formam manchas negras arredondadas, são característi- o costume de boiar na superfície. A carne é saborosa, mas raramente é en- cas muito fáceis de se observar. É a espécie que mais se aproxima da costa contrado nos mercados. É uma espécie importante para a pesca esportiva e chega a freqüentar praias, eventualmente. Atinge porte muito bom para a porque briga muito, chegando a saltar fora d`agua. pesca esportiva: cerca de 1 m e mais de 15 kg. Oferece demoradas e bastante intensas brigas no início. Seus grandes feixes musculares vermelhos, ou Iscas: Iscas naturais, como sardinha, carmarão morto, file de peixe, lula e ar- seja, de respiração aeróbica, lhes possibilitam alongar disputas por muitos tificiais, como plugs de superffcie, meia agua e jigs trabalhados na superficie. minutos, dependendo do equipamento do pescador. Uma das maneiras de identificar um exemplar da espécie está em seu comportamento quando Dicas: Gosta de ficar debaixo da faixa de detritos flutuantes, exigindo aprox- fisgado: começa a nadar em círculos sob o barco na medida em que se en- imação silenciosa do pescador. Deve-se ter muito cuidado para a linha não trega. arrebentar quando esbarra nas cracas ou vegetação flutuante. Onde pescar Pereque, Bertioga, Alto Mar, Ilhabela, Baia de Santos Cheia Ótima Crescente Regular Minguante Boa NeutraNNoeuvatra FEVEREIRO DS T QQS Hábitos: Suas presas favoritas incluem peixes e, também, moluscos, como lulas. Em menor escala, também comem crustáceos. Os indivíduos da espécie formam um importante elo na cadeia alimentar marinha. Entram nas dietas de grande variedade de peixes como os Marlins, Sailfishes, Dourados e até Atuns e Bonitos maiores. Por esse motivo, constituem-se excelentes iscas. São animais gregários e podem formar cardumes numerosos, com indivíduos de tamanhos homogêneos. São facilmente avistados quando se alimentam de peixinhos na superfície, quer seja pelo reboliço que causam, como pelas indicações feitas por aves aquáticas. Curiosidades: Bonitos têm um aspecto curioso: assim como outros membros da família Scombridae, podem apresentar temperatura corpórea maior que a da água, ao contrário da esmagadora maioria dos peixes de todo o mundo, em que o calor do corpo acompanha o do ambiente. Assim esses peixes podem se S manter mais quentes que a água em temperaturas superiores a 5 º C. 5 12 6 13 7 14 1 8 15 23 9 10 16 17 4 11 18 Onde encontrar: Podem ser encontrados ao longo de toda a costa brasileira, em águas superficiais, geralmente nos primeiros 200 m. Por serem típicos da plataforma continental, pertencem à mais abundante espécie de Bonitos. Sua captura é realizada durante o dia e nunca à noite. Durante os meses de maior ocorrência, devem ser buscados em águas superficiais, ao redor de ilhas e próximos de lajes e parcéis. Aves aquáticas alimentando-se podem ser um bom sinal de sua presença. 19 26 20 27 21 28 22 29 23 24 30 31 25 Dicas para pescá-lo: Para pesque-e-solte, são necessários alguns cuidados. Devolva-os rapidamente, jogando-os de frente para dar impulso, de modo que caiam na água e já saiam nadando. São nadadores velozes, com taxa metabólica muito alta e não resolve pô-los para se recuperarem ao lado do barco.

[close]

p. 4

04 Pesca & Lazer Fevereiro 2017 Sempre que você tenta pescar um peixe grande, sai alguma coisa errada e você acaba voltando frustrado da pes- 6 dicas para pescar peixes maiores •Árvores frutíferas; •Pequenos cursos d’água; •Canais; •Barrancos de terra firme; equipamento Esse é outro cuidado que você precisa ter antes de pescar peixes maiores. Essa preocupação ajuda a melhor hora para se pescar peixes maiores, é de manhãzinha, ou no final da tarde. Mas existem muitos pescadores que capturaram grandes caria? Nenhum peixe que você pega •Cachoeiras ou corredeiras. eliminar metade dos erros que você espécies de madrugada e até mesmo tem a metade do que você queria Perceba que a maioria desses locais pode cometer na pescaria de peixes no meio dia. ter pegado? Calma! Antes de você está ligada a características que os grandes. Agora, o silêncio sim é uma regra achar que não nasceu para isso, peixes maiores procuram na maior Verifique sempre os nós, se o anzol a ser seguida. Muitas espécies não preste atenção nessas dicas que vão parte do tempo: comida, como está bem afiado, como a isca está gostam de barulho e ficam assusta- te ajudar na hora de pescar peixes mariscos e peixinhos. presa, se o molinete ou a carretilha das, portanto, permaneça em silên- maiores! estão funcionando corretamente, cio durante a pesca. Dica 2 – Valorize a prática para dentre outros aspectos importantes Dica 6 – Fique atento ao Dica 1 – Escolha bem o local pescar peixes maiores para uma boa pescaria. tipo de anzol O local de pesca é o primeiro ponto Agora que você já sabe onde pescar Além disso, busque os melhores eq- Seus anzóis podem ter ou não far- que você tem que prestar atenção peixes maiores, cabe a você ir atrás uipamentos para compor seu arse- pas. Utilizá-las, depende muito do para pescar peixes maiores. Ob- deles para exercer a prática. É fato nal! que você pretende com a pescaria. serve o ambiente e veja se possuem que até você ficar experiente, pode Por exemplo, se você quer realizar aves aquáticas. Se sim, pode ir onde dar muita coisa errada – a linha Dica 4 – Explore seu conhecimento apenas a pesca esportiva, onde se elas estão – porque com certeza, pode quebrar, ou a fisgada não vai Pesquise sempre quais espécies de pega e solta o peixe, é recomendável lá vai ter peixe. É claro que muitos dar certo, ou o arremesso não será peixe que se encontram no local em que utilize o anzol sem farpas, pois peixes pequenos estarão lá, mas, bem feito. É normal cometer es- que você vai pescar. Dessa maneira, elimina o risco de machucar o pei- atraídos por eles, os peixes grandes ses erros e tudo isso faz parte do você consegue saber qual isca usar, xe. também serão encontrados. Tam- aprendizado para pescar peixes onde os peixes podem estar escon- Seguindo essas dicas, praticando bém existem outros locais que se maiores. Nesses casos, você vai pre- didos, quais os seus hábitos, dentre e se aperfeiçoando sempre, ficará podem encontrar facilmente peixes cisar observar onde é que você está outras informações fundamentais cada vez mais fácil pescar peixes grandes, caso você não encontre errando e tentar achar as respostas. para ter uma pesca bem sucedida. maiores. Lembre-se que até os mais aves aquáticas: Lembre-se: Pescar é um aprendi- experientes cometem erros, por isso •Ilhas ou pedras; zado contínuo! Dica 5 – Respeite o horário é tão importante praticar e não de- •Árvores submersas ou troncos; e o silêncio sistir nunca. •Margens com capim; Dica 3 – Verifique o seu Não é uma regra, mas em geral, a No verão, uma das opções é a pesca!!untamente com o verão, as pessoas começam a se preocupar com a forma física. Na busca para perder os quilos Jconquistados durante o inverno vale utilização dos molhos e cremes de leite que são altamente calóricos. Segundo a coordenadora do curso de nutrição da Unipar, Vivian França, e a pro- o consumo de sardinha e salmão para suprir a necessidade de Ômega 3, já que na região o peixe mais consumido é, naturalmente, de água doce. Outro conselho para se deslocar até rios ou lagos para praticar o esporte. Nesses ambientes, que geralmente ficam próximos à cidade, a pesca é garantida e o de tudo. Academias e mudanças de hábi- fessora Débora Poletto Pappen, a alimen- o verão é não ingerir líquido durante as re- pescador não precisa nem limpar o seu pei- tos alimentares são os artifícios mais utili- tação deve ser balanceada, priorizando feições para não dificultar a digestão. xe, já que funcionários contratados fazem zados e mais acessíveis. Nessa “nova vida”, a ingestão de líquidos, frutas e verduras. “Está nervoso? Vá pescar!” isso. Também, se o cliente desejar, o peixe o peixe é incluído no cardápio diário das Não se deve excluir a carne vermelha ou Comer só o peixe não basta, muitas pessoas é limpo e preparado na hora, de diversas pessoas e o consumo tem aumento consid- as outras carnes brancas, já que isso pode preferem ir até a fonte, ou melhor, até os maneiras. Freqüentar pesque-pagues é uma erável nessa fase do ano. gerar uma falta de proteínas e de ferro no rios para buscar seu próprio “troféu”. Com ótima saída para quem não é muito bom no O peixe é considerado carne branca, como organismo. a chegada do verão, a busca por pesque- ramo de pescaria, já que os tanques são do- o frango, mas se diferencia por não ter a As nutricionistas lembram que se pode pagues na região tem aumentado. Visando tados de peixes e é praticamente impossível gordura saturada, que é prejudicial para o ingerir carnes diariamente, só que com uma alimentação saudável, descontração sair de lá com as “mãos abanando”. organismo e, em contrapartida, está pre- moderação. Outro conselho importante ou passar momentos junto à natureza, mui- Além disso, os estabelecimentos normal- sente nos outros tipos de carne. A reco- se dá no sentido de trocar as carnes por tas pessoas tiram algumas horas do seu dia mente oferecem áreas de lazer, porções, mendação do consumo de peixe é de uma proteína de soja e ovos, que substituem os para ficar à toa, pescando. lanches, bebidas e churrasqueiras para vez por semana, no mínimo. Lembrando nutrientes e se tornam alternativas para as Com mais horas diárias de sol, já se vê dis- quem deseja passar o dia no local. Em con- que se deve cuidar o modo de preparo, ac- pessoas que desejam ter uma alimentação tinção no movimento dos pesque-pagues trapartida, os mais habilidosos preferem onselha-se fazer grelhado ou assado. Desta mais saudável. na região. “Nos dias da semana, o movi- viagens ao Pantanal e à Argentina, por ex- maneira, não se adiciona gorduras que são Um erro normal é que muita gente come mento começa a partir das 16 horas, já nos emplo, em busca de uma aventura maior no prejudiciais à saúde. A partir do momento peixe imaginando estar consumindo Ôme- finais de semana, começa antes do almoço”, ato de pescar. Isso, porém, exige mais tempo que se prepara um peixe à milanesa, por ga 3, uma gordura boa para o organismo. relata Nádia Reolon Mattei, do Pesque- e um maior investimento por parte do pes- exemplo, o que se ganha de nutrientes se O que não se sabe é que somente peixes pague Daniela. Essa modalidade de pesca cador, que muitas vezes acaba no pesque- perde com as gorduras utilizadas para a de águas salgadas e profundas contêm esse é bastante cômoda e válida para pessoas pague. fritura da carne. Também é bom evitar a componente. Vivian e Débora aconselham que não conseguem achar um tempo para

[close]

p. 5

Fevereiro 2017 Pesca & Lazer 19 | 3407.6686 PESCA CAMPING NÁUTICA CUTELARIA VESTUÁRIO CARABINAS DE PRESSÃO 05 Atendemos no LOCAL

[close]

p. 6

06 Um lugar incrível para Pesca e Lazer, você e sua família merecem esse paraíso !! Pesca & Lazer Informações Geremias (17) 98209-4400 (17) 99190-9100 (17) 99765-3230 (17) 3466-3300 * Lotes de 800 à 1.600 m2 - * Às margens da represa Água Vermelha - * Condomínio Fechado com 101 chácaras - LOCAL: CARDOSO - SP Fevereiro 2017

[close]

p. 7

Fevereiro 2017 Pesca & Lazer 07 O RUMO CERTO PARA SUA PESCARIA !!! Rio Paraná na cidade de Presidente Epitácio no distrito Campinal -SP . Faça um Tour Virtual e conheça todos os detalhes da pousada acessando o site: www.pesqueirosossego.com.br PESCARIAS DE TUCUNARÉS, DOURADOS, PIAUS, PIAUÇUS, PACÚS E PIAPARAS. PESCARIA EMBARCADA: BARCO 6 METROS COM BORDA ALTA, MOTORES DE 40 HP, MOTORES ELÉTRICOS COM BATERIAS, PILOTEIROS PROFISSIONAIS. Agende já sua pescaria !! Fones: (18) 3287-1126 | cel: (18) 99653-3306 VIVO | (18) 99815-1126 PISCICULTURAcoEnhCeçOa MÉRCIO PEIXE ADULTO - JUVENIL E ALEVINO ATENDEMOS PESQUEIROS, LAGOS PARTICULARES E FAZENDAS. TEMOS FILÉ DE TILÁPIA E OUTROS. Fone: (19) 3388-1104 / 99185-4037 97404-5888 Rua Sgto. Feliciano Zingra, nº 88 - Jd. Eulina - Campinas/SP e-mail: h.peixes@yahoo.com.br / www.hpeixes.com.br

[close]

p. 8

08 Pesca & Lazer ÔNIBUS PARA PESCARIA Fazemos pescarias para Mar e Rio de todo Brasil. Ônibus com 18 assentos - 6 camas - 2 freezers 1 caixa de gelo - banheiro - mesa de jogos. Fevereiro 2017 Agende sua pescaria ou orçamento. (19-3451-5584 | 19-99761-6969 + carlosmudelar@gmail.com com Carlinhos (Bigode) - Limeira - SP REFLEXÃO A história do pescador e do banqueiro tou: “Mas o que você faz com o resto do seu um processador e eventualmente até abrir Um banqueiro de investimentos ameri- tempo?” a sua própria processadora. Poderia assim cano estava no cais de uma povoação das O pescador disse: “Depois de pescar, des- controlar a produção, o processamento e a Caraíbas, quando chegou um barco com um canso um pouco, brinco com os meus filhos, distribuição. único pescador. tiro um cochilo com minha mulher, vou ao Deveria sair deste pequeno povoado e ir Dentro do barco, havia vários atuns amare- povoado à noite, onde tomo vinho e toco vi- para a capital, de onde geriria a sua empresa los de bom tamanho. olão com os meus amigos. em expansão”. O americano elogiou o pescador pela quali- O americano replicou: “Sou um especial- O pescador perguntou: “Mas, quanto tempo dade do pescado e perguntou-lhe: “Quanto ista em gestão e poderia ajudá-lo. Você de- demoraria isso?” tempo gastou para pescá-los?” veria investir mais do seu tempo na pesca O americano respondeu: “Entre 15 e 20 O pescador respondeu que pouco tempo. e adquirir um barco maior. Depois, com anos”. Então americano perguntou: “Por que não os ganhos, poderia comprar vários barcos “E depois?“, perguntou o pescador. gasta mais tempo e tira mais pescado?” e eventualmente até uma frota de barcos O americano deu risada e disse que essa era O pescador disse que tinha o suficiente para pesqueiros. a melhor parte: “Quando chegar a hora, de- satisfazer as necessidades imediatas da sua Em vez de vender o peixe a um inter- veria anunciar uma IPO (Oferta Pública de família. Mais uma vez, americano pergun- mediário, poderia fazê-lo diretamente a Aquisição) e vender as ações da sua empresa ao público. Ficará rico, terá milhões! ” Milhões … E depois?“, tornou o pescador. Daí o americano responde: “Poderá então se aposentar e ir para uma cidade no litoral, onde pode dormir até tarde, pescar um pouco, brincar com os seus filhos, dormir a sesta com a sua mulher, ir todas as noites ao povoado tomar um vinho e tocar violão com os seus amigos”. Então o pescador pergunta: “Por acaso isso não é o que já tenho?” Moral da história Será que não seríamos mais felizes se simplesmente aproveitássemos o que já temos? A felicidade está no caminho, não no fim. Fone: 98808-1539 Expediente Jornalísta Responsável: Glauber Rogério Marrão - MTB 58293/SP Circulação lojas de Pesca, Camping, Náutica, Pesqueiros, Assemelhados, Bancas Diretoria Adm/Financeira: Andréa Messa Jornais e assinantes de: Águas de São Pedro, Charqueada, Piracicaba, São Pedro, Santa Jornal Inscrição Municipal: 9510/2009 Bárbara D´Oeste, Santa Maria da Serra, Americana, Nova Odessa, Rio Claro, Sumaré, Monte Pesca & Lazer Projeto Gráfico: andrea@jornalpescaelazer.com.br Mor, Limeira, Elias Fausto, Indaiatuba e Ipeúna. Ano 4 - Ediçao 31 - Maio 2012 Seu roteiro de Pesca e Lazer do Interior de São Paulo..7500 exemplares - Distribuiçao gratuita Anúncios: tel.(19) 3483 2621 / Celular 19.99664 5704www.jornalpescaelazer.com.br Fone: (19) 3483-2621 Cel.: (19) 9664-5704 e-mail: jornalpesca@uol.com.br As matérias contidas nos anúncios, são de inteira responsabilidade dos anunciantes.

[close]

p. 9

FFeevveerreeiirroo 22001177 Pesca & Lazer 09 Tainha no anzol!!! Nome popular: Tainha Habitat: Vivem próximas a costões rochosos, em praias de areia e manguezais, onde se alimenta basicamente de algas. Existem em toda a região litorânea do Brasil. Técnicas de pesca: Muitos pescadores pensam que não se pode capturar tainhas no anzol, já que ela se alimenta quase que exclusivamente de algas. Porém, devido a grande quantidade de Tainhas existentes nos estuários brasileiros, pode-se dizer que hoje, a pesca da Tainha é sem dúvida, uma das mais esportivas. Deve-se utilizar equipamento de ação leve a média, composto por uma vara para linhas de 8 a 20Lbs, carretilhas ou molinetes que comportem aproximadamente 100m de linha de 0,30mm de diâmetro. Devido à boca da Tainha ser de tamanho reduzido, deve-se utilizar pequenos anzóis número 12 ou 14. O principal equipamento, nesta pescaria, é a bóia, fabricada especialmente para a pesca da Tainha. A melhor isca é o miolo de pão. Dica: Em dias de sol forte , as Tainhas são facilmente encontradas nas sombras produzidas pelas árvores de mangue. Melhor época: Nos meses de inverno, quando procura os estuários em grandes cardumes para se reproduzir. Tamanho mínimo: Liberado. Sumário das iscas para a Tainha, que foram encontradas em blogs e sites - pão, miolo de pão - gordura de peixe - gordura de frango - pele de frango - tripa de sardinha amarrada com elastricot - filezinhos finos de sardinha - gordura de caratinga - pão molhado (3 horas antes) e também gordura do peito do frango. Do pão tira-se “tripas” e enrola no anzol. - sem isca nenhuma. Isso mesmo, usa-se uma pernada com seis anzóis dourados com miçanga colorida, a cor depende do dia e da cor da água - limo das pedras - milho - fígado de sardinha - fígado de boi - fígado de galinha - minhoca do mar com corante de bolo na cor vermelha - anzol preto sem nenhuma isca - pequenos pedaços de plástico preto no anzol - camarão fresco descascado - tecido preto de guarda-chuva - tiras de +/2mm/1,5cm e uso isoladamente no anzol, não pode deixar a “isca”parada,arremessar e dar pequenos toques. Vc enrola um pedaço pequeno de tecido preto de guardachuva no anzol e depois o desfia - “massaroca” de pão com a barrigada da sardinha - cavalinhas pequenas cortadas em filés - carne de gado firme (pescoço ou lagarto) tingida de vermelho com corante de bolo, cortar do tamanho de uma cabeça de fósforo - bolinha de isopor que cubra apenas a fisga do anzol - Miolo de pão e algas filamentosas enroladas no anzol Sumário de cevas para Tainhas Em quase 100% dos casos a ceva deverá ser colocado um dia antes no local da pescaria. - Ração de coelho dentro de um saco de ráfia. Procure pesqueiros mais profundos (poços) para cevar e posteriormente pescar. - samburás de alumínio. E faço o seguinte: 1. tiro o miolo do pão 2. encho-o com ração de coelho 3. tampo o pão novamente com o miolo 4. encho o samburá com 30 pães assim, em média. 5. amarro uma cordinha, coloco uma pedra dentro pra afundar 6. jogo-o no fundo, do lado da vara. - engodo feito de pó de arroz - fazer bolas, normalmente do tamanho de uma bola de futebol de salão, mas a “liga” desse engodo tem que ser boa, para que quando arremessada na água, ela chegue intacta ao fundo. Costumeiramente faço isso assim que chego no local de pesca, pela manhã. Faço uma 8.. 10 bolas de engodo e coloco. Quando temos correnteza e a previsão de parada da maré está longe, fazemos bolas maiores e achatadas a jogamos ela a alguns metros do local da pesca para que a correnteza possa levá-la ao local certo. - restos de atum cozido e seco. - um preparado com muitos pães velhos e duas ou três latas de sardinha em lata,coloque o pão num balde misture com a sardinha,molhe com água do mar e mexa até formar uma papa. - farelo da casca do arroz, que é encontrado em qualquer casa agropecuaria, você faz o engodo,(pega o farelo e mistura com água até ficar uma massa consistente. PESCA À BÓIA ÀS TAINHAS As tainhas são peixes bastante desconfiados, excelentes nadadores e com uma visão muito apurada. Comem por sucção, tacteando os alimentos com as suas beiças, daí as ferragens serem tão difíceis. É dos peixes que mais contribui para o aperfeiçoamento da pesca à bóia, pelo que o material a usar deve ser o mais ligeiro e ultra fino possível, para que possamos ser bem sucedidos. Todos os anos os clubes organizam provas de bóia em que a maior parte destas é ganha com tainhas. Neles participam pescadores com espírito de competição, desejando obter sempre boas classificações individuais e em representação do seu clube. Começando pela técnica, o êxito desta pesca baseia-se na atenção visual para com a bóia dentro de água. Ao observar o seu suave mergulhar, temos de ser rápidos na ferragem, pois de contrário a tainha come a isca e cospe o anzol. O engodo à base de sardinha deve ser bem pisado e aguado. Devemos estar sempre a salpicar o pesqueiro com engodo, recorrendo-se à técnica de embebedar, ou seja, encardumar as tainhas. Só depois destas estarem à vontade no pesqueiro sem temor da cana e do pescador, sôfregas com o engodo, é que se inicia a pesca. O tamanho das bóias e o calibrar das mesmas depende, naturalmente, das águas em que se pesca. Principalmente com o mar em dias de agitação, as bóias terão de ter a envergadura necessária para não mergulharem constantemente na ressaca. Uma bóia redonda de pião, por exemplo, nega o fim para o qual foi criada. O peixe engole a isca, segue o seu caminho e ao sentir uma resistência anormal cospe o anzol, o que não acontece com as bóias da Hiro, pois aliam a envergadura à sensibilidade, não mergulhando constantemente na ressaca. Quanto mais longe se tem de lançar, maior tem de ser a gramagem da bóia. Estas quanto mais finas e esguias, mais sensíveis se tornam. As bóias bojudas em baixo e estreitas em cima, são para pescar em dias de vento, pois assim não oferecem tanta resistência. Em forma oval, destinam-se ao mar mais agitado. Como exemplo diremos que, a pescar às tainhas de aproximadamente um quilo, com mar de ondulação de um metro, usase uma bóia de 5 gr, linha 0,18 mm no carreto e um anzol número 10 empatado directamente na linha mestra. Em dias de calmaria, quando o mar é manso ou para pescar nas docas em águas paradas, deve-se reduzir o tamanho das bóias. Assim é também na espessura do fio, procurando pescar o mais fino possível e empatando sempre o anzol directo na linha mestra, uma vez que a montagem permanece com mais elasticidade e evitase ao máximo os nós que enfraquecem a linha. O primeiro contacto com o peixe é feito no anzol, daí, o formato deste, a cor, o bico, a resistência e a espessura serem factores que são importantes para a modalidade em questão. Aconselho anzol Hiro Cristal n. 10 ref.7083. Como exemplo diremos que, a pescar às tainhas de aproximadamente um quilo, com mar de ondulação de um metro, usase uma bóia de 5 gr, linha 0,18 mm no carreto e um anzol n. 10 empatado directamente na linha mestra. Em dias de mar parado ou numa doca, já temos que pescar mais ligeiro, por exemplo, uma bóia de 2 gr, linha 0,14 mm e o número do anzol varia consoante o tamanho do peixe, entre os números 10, 12 e 14. Na calibragem das bóias, aconselho a colocar uma “oliva” que corre na linha por cima do chumbo fendido. Para maior facilidade e rapidez nas iscadas, aconselho os pescadores que fazem esta pesca, especialmente aos de competição, a não cortarem muito as unhas, pois é com elas que se arrancam os beliscos de sardinha, iscando-se só com as partes brancas da carne, sem qualquer espinha Deve iscar-se com a sardinha com que se engoda. No Verão engoda-se com sardinha fresca e pesca-se com a mesma. No Inverno engoda-se com sardinha congelada e isca-se também com sardinha que foi congelada separadamente, devendo esta ser preparada da seguinte maneira: retire do congelador 1 a 2 kg, deitandose bastante sal durante a descongelação; quando estiver descongelada, embrulham-se em panos ou em jornais para absorverem a água, deixando o sal actuar enrijando a sardinha. A tainha não é parva, se está engodada a comer uma qualidade de sardinha, não pega tão bem na outra. Quando o sol espelha na água, use óculos polarizados para não ferir a vista e ver bem a bóia. Se tiver o sol pelas costas, procure não fazer sombra na água, assim como pescando agachado evite mostrar-se ao peixe, não devendo usar vestuário com cores fora do ambiente em que se encontra. Por vezes, resulta “corricar” um bocadinho, deslocando a isca para lhe atrair a atenção e quando a tainha segue atrás desta, devemos ferrá-la na altura em que deixamos de ver a iscada. Procure não deixar as tainhas bater nas pedras quando ferradas, pois basta largarem algumas escamas para escaldarem o

[close]

p. 10

10 Pesca & Lazer Fevereiro 2017 Saiba qual isca, o anzol e a época do ano para fazer uma boa pescaria. ESPÉCIES Acará Bagre Carpa Curimba Dourado Lambari Jaú Pacú Pintado Piracanjuba Surubim Tilápia Piau Pirara Piavuçu ÉPOCA PARA PESCA Ano todo Ano todo Verão Verão Verão Ano todo Ano todo Verão Ano todo Verão Verão Ano todo Ano todo Ano todo Ano todo ISCAS IDEAIS Minhoca, bichinho, macarrão Minhoca, fígado, lambari Massa, minhoca Massa Colher, tuvira, lambari, rã Minhoca, massa, queijo, siri, bichinho. Minhocuçu, miudos de frango, peixe Massa, milho cozido, mandioca Minhocuçu, peixe, rã Lambari, massa, mandioca, milho verde Minhoca, rã, minhocoçu Minhoca, milho verde, capim, bichinho Milho, massa misso, gordurinha, bigato Milho, massa misso, gordurinha, bigato Caranguejo, milho, caramujo ANZÓIS 12/16 12 a2 8a2 10-12 1/0 - 4/0 14 - 18 5/0 - 10/0 1/0 - 4/0 3/0 - 7/0 6 -2 3/0 - 7/0 10 - 16 10 a 6 1/0 - 2/0 2/0 a 5/0 Quando pescamos baseados num hotel, pousada ou barco-hotel, o barco de pesca é usualmente ocupado por dois pescadores e um piloto, ou piloteiro, como é chamado por esse Brasil afora. Eles são muito importantes. Os piloteiros em geral são profissionais da própria região, muitas vezes nascidos nas barrancas do rio e carregando nas veias sangue caboclo e índio. Eles são experientes e treinados para fazer o seu trabalho, que consiste em levar os pescadores aos pontos de pesca mais promissores, ou aos locais onde se pratica determinado tipo de pesca, ou onde se sabe que um cardume está se alimentando. Os bons piloteiros têm orgulho de que os pescadores de seu barco consigam os melhores resultados, e chegam a competir entre si, gozando os azares enfrentados pelos companheiros de trabalho. Cada piloteiro é responsável pela segu- Os piloteiros e a Pescaria rança e bem estar dos pescadores de seu barco, ajudando-os nos problemas surgidos com enroscos ou com o uso de seus equipamentos. O piloteiro cuida também de retirar o peixe do anzol e de iscá-lo novamente, procedimentos em que é hábil e rápido. (Se você pretende devolver o peixe ao rio, avise antes ao piloteiro). Peixes abaixo da medida legal serão sempre devolvidos ao rio. Todo piloteiro certamente gosta de pescar, mas alguns não levam equipamento próprio. É decisão do pescador emprestar ou não equipamento ao piloteiro, porém os peixes que ele venha a pescar pertencem aos pescadores daquele barco. É também responsabilidade do piloteiro abastecer o barco com iscas e combustível, e limpar e guardar os peixes de cada pescador. Cabe ainda ao piloteiro abastecer a caixa térmica com bebidas, sob a orientação do pescador. Os barcos utilizados para a pesca são geralmente de 5 a 6 metros, e os pescadores dispõem de assentos com encostos e de coletes salva-vidas fornecidos pelo hotel ou barco-hotel. É indispensável ressaltar a importância do uso do colete salva-vidas, pois os barcos se deslocam com bastante velocidade entre o hotel e os pesqueiros, e algumas formas de se pescar, como a rodada, são feitas com o barco em movimento. Pessoas que não sabem nadar ou que não estão com bom condicionamento físico devem usar o colete salva-vidas todo o tempo. Desnecessário dizer que os piloteiros são cuidadosos, mas sempre é bom ter uma dose de cautela. Se os ocupantes do barco resolverem passar o dia inteiro no rio, além da “quentinha” que é fornecida pelo hotel, os piloteiros são habilidosos em preparar no barranco, em lugar apropriado e com sombra, filés de peixe e de boi na chapa, levando os utensílios e ingredientes para esse fim. Basta combinar de véspera com o hotel e o piloteiro. O peixe naturalmente é o capturado naquela manhã, e a comida, apesar de simples, costuma ser excelente... O serviço do piloteiro está incluído no custo dos pacotes de pesca, e a gorjeta é portanto uma decisão dos pescadores e resultado da satisfação de cada um. Lembre-se: o piloteiro é uma pessoa simples, um ser humano e portanto, sujeito a falhas. Trate-o com respeito e, se for necessário explique sobre aquilo que não está agradando ou que você gostaria que ele fizesse, e na sua simplicidade ele se esforçará em atendê-lo bem. Lembre-se também que, em qualquer situação de pesca, há dias de sorte e dias de azar, não importa os esforços dos piloteiros.

[close]

p. 11

Fevereiro 2017 Pesca & Lazer Novidade !!!!! LOGISTAS, TENHA PARA SEUS CLIENTES RAÇÕES NEW PET 11 Fabricação e distribuição Novidade !!!!! RAÇÃO PARA PEIXES ( (19) 99669-7268 (19) 99787-2182 + contato@produtospavao.com.br site: www.produtospavao.com.br Fabricante: Angelo A. Pavan & Cia Ltda - EPP CNPJ.: 04.286.698/0001-04 / I.E.: 536.112.921.119 Sítio Campo Alto, S/N - Bairro Campo Alto - Pirassununga - SP INDÚSTRIA BRASILEIRA e e Risoto de Camarão o 1/2 xícara(s) (chá) de vinho branco 3 xícara(s) (chá) de caldo de galinha a sem gordura s 2 colher(es) (sopa) de salsinha o 2 folha(s) de louro 1 kg de camarão sete barbas e o o, á e e m s a Produtos p/ Pássaros R: 9-A, nº 2441 (esq.c/ 72-A) São Miguel - Rio Claro INGREDIENTES: 2 colher(es) (sopa) de manteiga 1 colher(es) (sopa) de azeite 1 unidade(s) de cebola picada(s) 1 xícara(s) (chá) de champignon em conserva picado(s) 1 unidade(s) de pimentão verde 2 unidade(s) de tomate picado(s), sem pele(s), sem sementes 2 xícara(s) (chá) de arroz quanto baste de sal quanto baste de pimenta-do-reino preta MODO DE PREPARO: Numa panela grande aqueça o azeite e a manteiga; refogue a cebola, o alho os cogumelos, o pimentão e os tomates. A seguir, coloque o arroz, sal e a pimenta. Frite bem. Junte o vinho e deixe ferver lentamente uns 5 minutos. Acrescente o caldo de galinha quente, a salsinha e a folha de louro. Cozinhe por mais ou menos 10 minutos mexendo de vez em quando. Adicione o camarão e cozinhe por mais uns 5 minutos dependendo do tamanho do camarão. Retire a folha de louro e sirva imediatamente.

[close]

p. 12

12 Pesca & Lazer Fevereiro 2017 AGROPESCA LIMEIRA LTDA. Caça - Pesca e Camping Pescaria no Mar - Grupo de 12 e 14 Pessoas Telefax: (19) 3441-1589/4103-1739 Av. Laranjeiras. 660 - Vila Queiroz - Limeira - SP AQUEÇA SEUS NEGÓCIOS FONE: 19.3483-2621 19.99667-7605 site: e-mail: www.jornalpescaelzaer.com.br comercial@jornalpescaelazer.com.br NÃO PERCA TEMPO !!! ANUNCIE NO JORNAL PESCA & LAZER FONES: (19) 3402-1486 (19) 98437-7234 * AINMSACRDIOÇRÕEESMAOBTEORTNAASUPTAAR. A AULAS PRATICAS DE ARRAIS * EXAME EM BARRA BONITA. * RENOVAÇÃO DO ARRAIS * DOCUMENTOS DE EMBARCAÇÕES ** RLPGUP –– MPEOSTCOA-DSOERRRPAROFISSIONAL E AMADOR Email: navalcidinha@terra.com.br www.despachantenavalcidinha.com.br AVENIDA FIORAVANTE CENEDESE Nº 341 – BAIRRO ARTEMIS PIRACICABA/SP – CEP: 13432-006

[close]

Comments

no comments yet