LIÇÕES BÍBLICAS JOVENS 1º TRIMESTRE 2017

 

Embed or link this publication

Description

LIÇÕES BÍBLICAS JOVENS 1º TRIMESTRE 2017

Popular Pages


p. 1

1otrimestre 2017 CBO A IGREJA DE JESUS CRIST( Sua origem, doutrina, ordenanças e destino eterno

[close]

p. 2

9«NCAOCNIOGRNEASLSdOe ESCO LA D O M IN ICA L No princípio era a Palavra Joâo ‫ז ו‬ 12 A 15 OUTUBRO DE 2017 CELEBRANDOOS500A[.f)S & ■ ■ ■ D A R E ‫ ׳‬V PROTESTANTE m ‫ ׳‬MUSEU DO AMANHA PLENÁRIAS | SEMINÁRIOS ! WORKS PARTICIPE DO MAIOR EVENTO DE ESCOLA DOMINICAL DO PAÍS _ COM OS GRANDES NOMES DA EDUCAÇÃO CRISTÃ NACIONAL E INTERNACIONAL: JOSÉ WELLINGTON JOSÉ WELLINGTON RONALDO R. BEZERRADACOSTA COSTAJÍNOR DESOUZA ELMER TOWNS (USA) MARLENE LEFEVER ANTONIO (USA) GILBERTO PREPARE JA SUA CARAVANA! PRÊMIO PARA A MAIOR E M AIS DISTANTE CARAVANA Q áL· ■ I CESAR I M06Í S Λ ‫ן‬ ESORAS |e£NEO Ο ‫ ן‬-‫^ ־־‬ I eULZÍR !m o v es ΠΩ ‫ ן‬λ- I JAMEL llOfES 1\V jL ·. HELENA InaXREDO JOANE BENTES MARQUE EM SUA AGENDA! INFORMACOES E INSCRICOES (21) 2406-7352 / 2406-7400 w w w .c p a o e v e n t o s .c o m .b r /9c o n g r e s s o e o LOCAL: riocentfG

[close]

p. 3

L ições Bíblicas trimestre 2017 A IGREJA DE JESUS CRISTO Sua origem, doutrina, ordenanças e destino eterno Comentarista: Alexandre Coelho Lição 1 A Origem e Desenvolvim ento da Igreja Lição 2 0 Real Propósito da Igreja Lição 3 A Organização da Igreja Lição 4 0 M inistério da Igreja Lição 5 O rdenanças da Igreja Lição 6 0 Sustento da Igreja Lição 7 A Igreja na Reforma Protestante Lição 8 A Igreja e os Dons Esp iritu ais Lição 9 A M issão Ensinadora da Igreja Lição 10 A M issão S o cial da Igreja Lição 1 1 A Igreja e a Política Lição 12 A Igreja e a Salvação dos Perdidos Lição 13 0 que Posso Fazer por M inha Igreja 1° trim estre 2017 3 10 18 25 32 39 47 54 62 69 76 83 90

[close]

p. 4

CB4D CASA PUBLICADORA DAS A SSEM BLÉIA S DE DEUS Presidente da Convenção Geral das Assembléias de Deus no Brasil José Wellington Bezerra daCosta Presidente do Conselho Administrativo José Wellington Costa Júnior Diretor Executivo Ronaldo Rodrigues de Souza Gerente de Publicações Alexandre Claudino Coelho Consultoria Doutrinária e Teológica Antonio Gilberto e Claudionor de Andrade Gerente Financeiro Josafá Franklin Santos Bomfim Gerente de Produção Jarbas Ramires Silva Gerente Comercial Cícero da Silva Gerente da Rede de Lojas João Batista Guilherme da Silva Chefe de Arte & Design Wagner deAlmeida Chefe do Setor de Educação Cristã César Moisés Carvalho Comentarista Alexandre Coelho Editora Telma Bueno Designer. Diagramação e Capa Suzane Barboza Fotos Shutterstock RIO DE JANEIRO CPAD MATRIZ Av. B rasil. 3í..*.01 - Bangu - CEP21852-002 Rio de Janeiro - RJ T e l: (21) 2Í.06-7373 - Fax (21) 2^.06-7326 E-m ail: com ercial@ cpad.com br T elemarketing 0800-0 21 -7 3 73 Ligação g ra tu ita Segunda a s e xta 8h às 18h Livraria V irtual http://www.cpad.com .br DA REDAÇÃO A IGREJA DE JESUS CRISTO Sua origem, doutrina, ordenanças e destino eterno Depois de um trimeste abençoado, quando aprendemos a respeito da adoração e do louvor a Deus. estudaremos a respeito da sua Casa. a Igreja. Porque iniciar o ano falando a respeito desse tema? Qual a sua relevância? Você já ouviu falar a respeito do crescimento do “movimento dos d esig rejad o s‫? ״‬ Saiba que segundo dados do IBGE de 2010. esse grupo já é o segundo maior do pais. Muita gente diz acreditar em Deus. em Jesus Cristo, mas não quer mais saber da Igreja como instituição. Os motivos que estes apresentam são muitos. Não faltam argumentos. Porém, a Igreja não é uma instituição qualquer. Não! Ela é a Noiva de Cristo, a coluna e firmeza da verdade. Aqueles que tem um encontro verdadeiro com o Senhor da Igreja, jamais a abandona ou despreza. A igreja de Cristo não é uma invenção humana, também não foi fundada por nenhum lider religioso, embora homens escolhidos pelo Senhor venham dirigi-la. Ele é o seu único dono e Senhor. Que Deus o abençoe e que você possa amar ainda mais a Casa do Pai. Comunique-se com a editora da revista de Jovens Por carta: Av. Brasil. 34.401 - Bangu CEP: 21852‫־‬002 ‫ ־‬Rio de Janeiro/RJ Por e-mail, telma.bueno@cpad.com.br

[close]

p. 5

A ORIGEM E DESENVOLVIMENTO DA IGREJA TEXTO DO DIA “Porque ninguém pode pôr outro fundamento, além do que já está posto. 0 qual é Jesus Cristo."(! Co 3.11) SÍNTESE A Igreja foi fundada pelo Senhor Jesus Cristo para expandir 0 Reino de Deus na Terra. AGENDA DE LEITURA SEGUNDA-A t 12.5 A igreja que ora TERÇA - 2 Ts IA A igreja suporta as aflições QUARTA-At 2028 A igreja deve ser apascentada QUINTA-Ef 529 Jesus sustenta sua igreja SEXTA 1‫ ־‬Co 10.32 Tendo um comportamento digno da igreja SÁBADO -A p 322 Ouça o que o Espírito diz às igrejas JOVENS 3

[close]

p. 6

4 JOVENS OBJETIVOS •EN FA TIZA R a im portância de conhecerm os 0 que a Bíblia afirm a a respeito da Igreja de Cristo; •A PR ESEN TA R Cristo como 0 único fundamento sólido onde a Igreja está edificada; •EX P LIC A R que a experiência do Pentecostes é um a promessa que está disponível também aos crentes dos dias atuais. INTERAÇÃO Caro professor, neste trimestre estudaremos a respeito do estabelecimento da Igreja de Cristo na terra, seu propósito de existência e a forma como é organizada. Estudar a respeito de sua estrutura é tão importante quanto conheceras suas doutrinas. Você terá a oportunidade de discutir com os jovens a respeito da importância de fazerm os parte dela. Saber qual é o seu real significado e os valores que regem o funcionamento dessa instituição a qual pertencemos é fundamental para respondermos aqueles que criticam a influência da Igreja na sociedade. É importante salientar que a igreja está alicerçada sobre o fundamento dos profetas e dos apóstolos que afirm aram ser Cristo a principal pedra de esquina. Todos os crentes em Cristo recebem a incum bência de anunciar 0 Evangelho a todas as pessoas a fim de que se convertam e alcancem a salvação. O comentarista deste trimestre é 0 pastor Alexandre Coelho, Gerente de Publicações da CPAD, autor, conferencista e professor da FAECAD. ORIENTAÇÃO PEDAGÓGICA O assunto da au la de hoje é im p ortante para que os seus alunos saibam como responder aqueles que lhes questionarem qual a razão de fazerem parte dessa instituição que é tão especial, a Igreja. Converse com seus alunos e pergunte se tiveram a experiência de serem contestados na faculdade ou no trabalho acerca da sua fé e como reagiram. Explique que temos uma grande responsabilidade que nos foi dada pelo Senhor Jesus Cristo: anunciar 0 Evangelho a todas as pessoas. Tal m issão não se resum e somente em anunciar a mensagem de salvação aos descrentes, m as também, como Igreja de Cristo, dem onstrar com um bom testemunho cristão a veracidade das Escrituras Sagradas. No tópico III. converse com os alunos a respeito da im portância de recebermos 0 Batismo com 0 Espírito Santo que é o revestimento de poder para cumprirmos a missão que nos foi designada.

[close]

p. 7

TEXTO BÍBLICO Mateus 16 .13 19 ‫־‬ 13 E. chegando Jesus às partes de C e sareia de Filipe, interrogou os seus discípulos, dizendo: Ouem dizem os homens ser o Filho do Homem? 14 E eles disseram : Uns. João Batista: outros. Elias, e outros. Jerem ias ou um dos profetas. 15 Disse-lhes ele: E vós. quem dizeis que eu sou? 16 E Simão Pedro, respondendo, disse: Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo. 17 E Jesus, respondendo, d isse-lhe: Bem-aventurado és tu. Simão Baijonas. porque não foi carne e sangue quem to revelou, mas meu Pai. que está nos céus. 18 Pois também eu te digo que tu és Pedro e sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do inferno nâo prevalecerão contra ela. 19 E eu te darei as chaves do Reino dos céus. e tudo o que ligares na terra será ligado nos céus. e tudo o que desligares na terra será desligado nos céus. Atos 20.28 28 Olhai. pois. por vós e por todo o rebanho sobre que o Espirito Santo vos constituiu bispos, para apascentardes a igreja de Deus. que ele resgatou com seu próprio sangue. COMENTÁRIO r INTRODUÇÃO Muito tem se falado, em nossos dias, a respeito da Igreja de Jesus Cristo. Existem várias indagações a respeito da Igreja, como por exemplo: “Qual sua origem, para que foi criada, quem são os seus membros, como deve ser liderada e que tipo de culto deve prestar a Deus." Estas indagações são comumente feitas por cristãos e não cristãos. Nesta lição, tratarem os da origem da Igreja, de seu fundamento e de como Deus, por intermédio do Espírito Santo, capacita os crentes no serviço divino. Verem os também a im portância de se estudar sobre a doutrina da Igreja de Jesus, pois fazemos parte dela e devemos, neste 1 mundo, zelar pelo bom andamento da obra de Deus. A I - POR QUE ESTUDAR A RESPEITO DA IGREJA? 1. As Escrituras falam da Igreja. O primeiro motivo pelo qual devemos estudar sobre a doutrina da Igreja é porque o Novo Testamento fala a respeito dela. Dos 27 livros do Novo Testamento, os quatro evangelhos mostram o fundadorda Igreja. Jesus Cristo. Atos mostra como a Igreja nasceu e como foi se desenvolvendo. As Cartas Paulinas foram escritas a igrejas locais, e as pastorais, escritas a pastores de igrejas. As Cartas Gerais também foram escritas à igrejas, e o Apocalipse apresenta igrejas recebendo orientações de Jesus. Temos, portanto, um excelente e farto material escrito a respeito da Igreja de Jesus Cristo. Isso deve chamar a nossa atenção para a importância dessa doutrina, pois a Biblia confere valor a ela. JOVENS 5

[close]

p. 8

2. Porque conhecer a doutrina da Igreja é tão importante quanto as outras doutrinas. Não raro. m uitas pessoas deixam de estudar sobre a Igreja, porque acreditam que conhecem profundamente a sua estrutura, e por estarem perfeitamente ambientados à igreja local, aos horários de cultos e atividades de que participam. Na verdade, estudar a respeito da Igreja requer de nós atenção especial A Bíblia nos diz que Deus enviou Jesus para que o homem experimentasse a salvação e o perdão de seus pecados. E em nossos dias. fazemos parte da Igreja, que é guiada pelo Espirito Santo, que nos prepara para a Vinda de Cristo. 3. Porque fazemos parte d e la Outro motivo pelo qual devemos estudar sobre a Igreja é porque fazemos parte dela Quando conhecemos bem uma instituição com que nos identificamos ou porque dela participamos, como uma empresa, uma força armada, uma escola ou universidade, temos menos dificuldades para explicar a outras pessoas a respeito dessas instituições. Da mesma forma ocorre em relação à Igreja. Se a conhecemos bem. podemos defendè-la de ataques e criticas de pessoas que não a conhecem. © Pense! Estudara doutrina da Igreja é tão importante quanto estudar e conheceras demais doutrinas bíblicas, pois nós participamos fisicam ente dessa doutrina e dessa instituição. © Ponto Importante Quando conhecemos a Igreja, tanto como doutrina quanto como instituição, temos mais condições de apresentá-la. explicá-la e defendè-la de ataques. II - A IGREJA E SEU FUN DAM EN - TO ‫ ־‬JESUS 1. A importância de um fundamento sólido. Quando se fala sobre uma edificação, geralmente o que nos salta aos olhos é o que vemos de sua estrutura: o acabamento, a pintura, a decoração com que os cômodos foram arrumados. Entretanto, o mais importante não é nenhum desses itens. Estes servem para adornar o local, mas o que tem maior importância em uma edificação é justamente o que não vemos, ou seja. o fundamento. Sem uma base sólida, nenhuma construção pode estar de pé. Uma casa pode até estar bem decorada, mas se não estiver bem fundamentada, ela corre o risco de desmoronar, trazendo sérios prejuízos físicos e financeiros a quem nela está residindo. Da mesma forma como uma casa. a Igreja precisa de um fundamento sólido, e esse fundamento é o próprio Senhor Jesus Cristo. 2. Jesus, o fundam ento da Igreja. Jesus Cristo é apresentado como sendo o fundamento da Igreja. Foi Ele quem morreu por ela. derramando o seu sangue. e não qualquer outro homem. Paulo fala aos efésios que fomos ‘edificados sobre o fundamento dos apóstolos e dos profetas, de que Jesus Cristo é a principal pedra da esquina’ (Ef 2.20). e aos Coríntios lembra que “beberam todos de uma mesma bebida espiritual. porque bebiam da pedra espiritual que os seguia: e a pedra era Cristo’ (1 Co 10.4) A Bíblia, então, não deixa dúvidas de que Jesus é o fundamento de sua Igreja. Jesus é o único fundador da Igreja. Ele amou a Igreja a ponto de entregar sua própria vida por ela. para que pudesse existir. 6 JOVENS

[close]

p. 9

3. Pedro seria o fundamento da Igreja ? Há quem creia que a Igreja de Jesus Cristo está fundada no apóstolo Pedro. Este homem teve grande importância na história da Igreja, mas não foi ele quem a fundou. Reconhecendo Jesus como sendo o único fundamento da Igreja, Paulo diz que "I...I ninguém pode pôr outro fundamento, além do que já está posto, o qual é Jesus Cristo1) ‫ ״‬Co 3.11). E o próprio apóstolo Pedro declara que Jesus é a “pedra‫״‬, ou seja, a base de uma construção sólida, a Igreja (At4.11)■ Pedro não fundou a Igreja do Senhor. Ele foi um homem muito usado por Deus. e por meio dele muito foi feito pelo Evangelho, mas da mesma forma que outros homens. Pedro precisou de salvação, foi cheio do Espirito de Deus e pregou o Evangelho em Jerusalém com ímpeto, mas nunca se declarou como a base na qual a Igreja de Jesus Cristo está fundada. φ Pense! Sem um a base sólida, nenhuma instituição ou construção consegue se manter de pé. Por isso. o fundamento é tão importante. φ Ponto Importante Pedro foi considerado uma das colunas da Igreja, da mesma forma que Tiago e João (Gl 2.9). mas não eram eles o fundamento da Igreja, e sim 0 próprio Jesus Cristo. Ill ‫ ־‬A IGREJA NO DIA DE PEN- TECOSTES 1. O que foi o Pentecostes? A expressão Pentecostes é oriunda da língua grega e significa “quinquagésimo". O Pentecostes era uma festa celebrada cinquenta dias após a Festa dos Taber- náculos. sendo, com a Festa da Páscoa, as très celebrações prescritas em Êxodo 23.1417‫ ־‬A ordem dessas celebrações era: primeiro a Festa da Páscoa, depois a Festa dos Tabernáculos e finalmente a de Pentecostes. Foi justamente por ocasião dessa data. a Festa de Pentecostes. que Deus revestiu com o poder do Espirito Santo os primeiros crentes em Jerusalém. Naquela festa, especificamente, havia em Jerusalém muitos judeus que residiam em outros países, e justamente essas pessoas ouviram os galileus falando das grandezes de Deus nas linguas daqueles visitantes. 2. O que ocorreu no dia de Pentecostes segundo Atos 2 ? Nesse dia. os cristãos estavam reunidos no cenáculo. em oração, como já tinham o hábito de fazer (At 113.15). quando foram cheios do Espírito Santo e falaram em outras linguas. Observe que esses crentes já criam em Jesus, oravam e tinham comunhão uns com os outros, mas não tinham sido ainda revestidos de poder para serem testemunhas de Jesus às nações. Além de falarem em outras linguas, conforme o Espirito de Deus lhes concedia que falassem, eles passaram a falar de Jesus sem medo. e muitos milagres e prodígios se seguiam, corroborando a mensagem da Salvação com poder, pois Jesus estava com eles. 3. O Pentecostes pode ser experimentado em nossos dias? Esse mesmo poder está disponível em nossos dias aos que creem nessa promessa de Jesus. Não falamos do Pentecostes como festa judaica celebrada 50 dias após a Festa dos Tabernáculos. e sim da experiência que tiveram os primeiros cristãos. Há grupos teológicos que interpretam o texto de Atos 2 como sendo meramente histórico, JOVENS 7

[close]

p. 10

ou seja. sem caráter prescritivo. Essa linha teológica não acredita na contemporaneidade dos dons. seja por um equívoco na interpretação dos textos bíblicos, seja pela pura falta dessa experiência com Deus. A Bíblia não nos permite interpretar Atos dos Apóstolos como sendo um texto meramente histórico, ou seja. que não deve ser entendido como válido para os nossos dias. Atos fala de pessoas se reunindo para orar. curando enfermos, expulsando demônios, evangelizando e ganhando almas para Jesus, fundando igrejas e fazendo conhecido o nome do Senhor. Entendemos que essas práticas jam ais foram deixadas de lado. mesmo por aqueles que interpretam Atos como sendo um livro meramente histórico. Jesus continua batizando seu povo com seu Espírito Santo, revestindo-os de poder. Ele distribui dons para a Igreja, opera com poder, milagres, salva pecadores e faz com que pessoas mudem radicalmente suas vidas por intermédio do novo nascimento. O Pentecostes é para hoje. e em nenhum texto na Bibia Sagrada Jesus ou seus discípulos disseram que a experiência pentecostal seria apenas para o primeiro século. O Pense! Dizer que o livro de Atos tem caráter meramente descritivo reduz esse livro da Bíblia a um mero ajuntamento de textos históricos sem validade doutrinária para os nossos dias. O Ponto Importante Não há nenhum texto na Bíblia que diga que os dons espirituais foram somente para os dias dos apóstolos. Essa é uma interpretação pautada no pensamento humano, mas não tem base na Palavra de Deus. SU BSÍD IO Ό Evangelho de Lucas enfatiza o ministério do Espírito Santo na vida de Cristo. Em Atos, Lucas deixa claro o papel do Espírito Santo no crescimento e no desenvolvimento da jovem igreja cristã. Atos insiste frequentemente na tese dos Atos do Espirito Santo' por meio dos apóstolos e não nos Atos dos Apóstolos'. O Espírito Santo é m encionado em Atos 1 —2. 4—11.13 . 15—16 .19 —21 e 28. O evento previsto para 'não muito depois destes dias’, é descrito em Atos 2. mas não está definido no capítulo. Por isso. o Pentecostes. quando o espírito Santo desceu pela primeira vez sobre os discípulos, é geralmente conhecido como a 'data de nascimento da igreja'. A expectativa dos discípulos era de que Jesus estabelecesse imediatamente seu reino terreno previsto pelos profetas. Cristo não nega a visão dos profetas. Antes, redireciona sua atenção. Deus cumprirá suas promessas, constantes no Antigo Testamento, na ocasião que lhe parecer oportuna. Os discípulos deveríam se dedicar à apresentação de Cristo ao mundo" (RICHARDS. Lawrence O. Guia do Leitor da Bíblia, i.ed. Rio de Janeiro: CPAD. 2005. p. 708). 8 JOVENS

[close]

p. 11

BÍBLIA ESTANTE DO PROFESSOR Guia Cristão de Leitura da Bíblia. í.ed. Rio de Janeiro CPAD. 2013. CONCLUSÃO Nesta Lição, vimos que Jesus é o fundamento de sua Igreja. Cremos que a Igreja não foi fundada por nenhum homem ou apóstolo, e sim pelo próprio Cristo. Grandes homens do Novo Testamento foram importantes para dar prosseguimento ao plano de Deus. mas não foram eles os fundadores da Igreja de Cristo. E por meio de sua Igreja. Jesus provê o alimento espiritual e comunhão para todos os salvos, manifesta sua vontade e oferece a salvação para aqueles que carecem dela. HORA DA REVISÃO 1. Qual o primeiro motivo pelo o qual devemos estudar a respeito da Igreja? Porque as Escrituras Sagradas falam sobre ela. 2. Qual é o fundamento da Igreja? Jesus Cristo é apresentado como sendo o fundamento da Igreja. 3.0 que significa a expressão Pentecostes? A expressão Pentecostes é oriunda da lingua grega e significa “quinquagésimo". O pentecostes era uma festa celebrada cinquenta dias após a Festa dos Tabernáculos. 4. Segundo Atos 2 o que ocorreu no dia de Pentecostes? Nesse dia. os cristãos estavam reunidos no cenáculo. em oração, quando foram cheios do Espirito Santo e falaram em outras línguas. 5.0 Pentecostes pode ser experimentado em nossos dias? Esse mesmo poder está disponível em nossos dias aos que creem nessa promessa de Jesus. Anotações

[close]

p. 12

0 REAL PROPÓSITO DA IGREJA TEXTO DO DIA “Mas vós sois a geração eleita. 0 sacerdócio real, a nação santa, 0 povo adquirido, para que anuncieis as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa lu z."(l Pe 2.9} SÍNTESE A Igreja de Jesus Cristo tem por objetivo m ostrar ao mundo como Deus age na história da salvação. AGENDA DE LEITURA SEGUNDA-Rm 12 1 A busca pelo culto e adoração racionais TERÇA ‫ ־‬Hb 10.25 Não deixe de congregar QUARTA ‫ ־‬Ef A29 Edificando por meio de pala- vras QUINTA- Cl43A Falemos de Cristo SEXTA 1 ‫ ־‬Co 12 13 Formamos um só corpo SÁ B A D O -Jo 424 Adorar em espírito e em verdade 10 JOVENS

[close]

p. 13

OBJETIVOS •EXPLICA R que a adoração abrange as diversas formas de expressão de louvor; •C O N S C IE N T IZ A R de que a edificação da Igreja ocorre através da disponibilidade de seus membros em servir uns aos outros; •M OSTRAR que a missão da igreja é transm itir 0 evangelho aos perdidos. INTERAÇÃO Caro docente, conhecer 0 real propósito da Igreja é fundamental para a realização das atividades que cumprimos em nossas igrejas. Somos chamados para adorar ao nosso Criador, assim como trabalhar para a edificação dos nossos irmãos em Cristo e também alcançar aqueles que estão distantes do caminho da salvação. Para que seus alunos conheçam e sintam-se motivados a participarem desse propósito como Igreja é necessário que haja estímulos. Pessoas motivadas trabalham com afinco em uma mesma direção. Nesse caso. professor, a cada ponto discursado ao longo da lição você poderá trazer exemplos de situações que fazem parte do contexto em que seus alunos estão inseridos. Em geral, nos sentimos à vontade em conversar a respeito de assuntos que possuímos mais domínio de conteúdo. Procure ouvir a opinião de seus alunos a respeito de cada tópico. Abra espaço para expressarem 0 que pensam. Isso tornará a aula mais dinâmica. ORIENTAÇÃO PEDAGÓGICA É comum encontrarmos na igreja pessoas que alegam não terem o dom de evangelizar. Isso é mais comum do que podemos imaginar. Entretanto, não podemos nos esquivar da responsabilidade que nos foi outorgada pelo nosso Senhor, de levar a mensagem do evangelho a todas as pessoas. Converse com os jovens e explique que expressar o amor de Deus às pessoas não se resume em tentar convencê-las a respeito do que é teologicamente correto, mas também na forma como nos relacionamos e transmitim os a imagem de Cristo para os descrentes através do nosso testemunho. Reflita com os alunos, por alguns instantes, que tipo de comportamento tem distanciado as pessoas do vinculo com a igreja, em especial, da juventude cristã. Reflita com eles sobre que medidas podem ser tomadas para que. ao invés, de distanciarmos, atrairmos os jovens para Cristo.

[close]

p. 14

TEXTO BÍBLICO Romanos 12 .18 ‫־‬ 1 Rogo-vos. pois. irmãos, pela compaixão de Deus. que apresenteis o vosso corpo em sacrifício vivo. santo e agradável a Deus. que é o vosso culto racional. 2 E não vos conformeis com este mundo, mas transformai-vos pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa. agradável e perfeita vontade de Deus 3 Porque, pela graça que me é dada. digo a cada um dentre vós que não saiba mais do que convém saber, mas que saiba com temperança, conforme a medida da fé que Deus repartiu a cada um. 4 Porque assim como em um corpo temos muitos membros, e nem todos os membros têm a mesma operação. 5 assim nós que somos muitos, somos um só corpo em Cristo, mas individualmente somos membros uns dos outros. 6 De modo que. tendo diferentes dons. segundo a graça que nos é dada: se é profecia, seja ela segundo a medida da fé: 7 se é ministério, seja em ministrar; se é ensinar, haja dedicação ao ensino: 8 ou o que exorta, use esse dom em exortar: 0 que reparte, faça-o com liberalidade; 0 que preside, com cuidado: o que exercita misericórdia, com alegria. CO M ENTÁRIO INTRODUÇÃO Toda instituição precisa te r propósitos bem definidos. Uma empresa deve o ferecer em prego e da r Lucro a seus acionistas ou p ro p rie tá rio s . Uma escola tem com o objetivos p rincipais educar e fo rm a r cidadãos. As forças armadas e policiais têm como alvos zelar pela segurança nacional e pública. A Igreja, com o in s titu iç ã o fundada p o r Deus. te m dentre o u tro s desígnios a adoração, a edificação dos crentes e a evangelização. Tratarem os desses três objetivos nesta lição. A I - COM RELAÇÃO A DEUS - ADO- Por outro lado. têm sido abundantes RAR os cultos marcados por excessos de 1. O que é adorar. A adoração semmanifestações artísticas, músicas cujo dúvida tem sido um dos assuntos mais conteúdo mexe mais com o corpo do que comentados de nossos dias. De forma falam ao coração, e pouca primazia se positiva, tem se buscado um modelo dá à pregação bíblica e ao ensino. Adorar de culto que respeite a santidade e a envolve mais do que cânticos e louvores. presença de Deus entre aqueles que se Envolve ter uma vida que agrade a Deus dizem seus filhos, e. ao mesmo tempo, e que seja um exem plo de serviço a permita que esses filhos de Deus parti- Ele e aos membros do Corpo de Cristo. cipem do culto com ordem e decência. Quando entendemos que servir faz parte 12 JOVENS

[close]

p. 15

do ministério de Cristo (Mc 1045). entendemos também que nossa adoração a Deus. no "aspecto vertical’, deve ser desenvolvida igualmente no “aspecto horizontal", quando nos dispomos a ser servos uns dos outros. 2. A diversidade da adoração. O culto ao Senhor pode variar de acordo com o lugar e a época. Quem trabalha no campo missionário tem muitas histórias sobre a diversidade cultural e a adoração a Deus. Há diversos modelos de cultos em nossos dias. e esses estão mais afeitos a lugares, com regionalismos próprios. Nem sempre um modelo adotado em um país será necessariamente aceito em outra cultura. O que não se pode esquecer é que o nosso culto deve ser racional, e feito com ordem e decência: "Rogo-vos, pois. irmãos, pela compaixão de Deus. que apresenteis o vosso corpo em sacrifício vivo. santo e agradável a Deus. que é o vosso culto racional" (Rm 12.1). A adoração ao Senhor não pode ser transformada em um espetáculo, onde as pessoas se dirigem ao santuário para serem entretidas. para passar tempo, esquecendo-se de que estão ali para adorar, orar e ouvir a Palavra de Deus. 3. A adoração que Deus recebe. Ter uma liturgia adequada para nos portarmos no culto ao Senhor é correto, pois isso nos ajuda a lembrar de que estamos na presença do Senhor, e o nosso culto deve ser racional (Rm 12.1). Entretanto, ainda mais importante é lembrar que "Deus é Espirito, e importa que os que o adoram o adorem em espírito e em verdade' (Jo 4.24). Deus não recebe uma adoração forçada, falsificada, mas uma adoração que brota verdadeiramente de uma pessoa com um espírito agradecído. e que reconhece a grandiosidade de Deus não apenas no momento do culto, mas igualmente fora do ambiente do santuário, pois somos adoradores em tempo integral, dentro da igreja e fora dela. ô Pense! A adoração faz parte do culto, tanto quanto 0 faz a contribuição e 0 ouvir a Palavra de Deus. que também são adoração. © Ponto Importante Adorara Deus é uma das maiores oportunidades que o ser humano tem de reconhecer o senhorio do seu Criador e Senhor. II - COM RELAÇÃO AOS C RENTES ‫ ־‬EDIFICAR 1. Edificando por meio da comunhão. Um dos fatores mais importantes na edificação do Corpo de Cristo é a comunhão. Ela não nos permite ficar isolados uns dos outros, mas nos incentiva ã interação e ao fortalecimento por meio da oração, ações de graças, atos de generosidade e socorros. Pela comunhão, crescemos juntos, exercemos misericórdia e podemos. como corpo de Cristo, apresentar "todo homem perfeito em Jesus Cristo" (Cl 1.28). 2. Edificando por meio dos dons. Os dons dados por Deus são meios pelos quais a Igreja é edificada. Os dons espirituais são dados de forma individual, mas sua utilização é manifesta na coletividade. na igreja local. Os dons de Deus não são um atestado de superioridade espiritual, mas instrumentos pelos quais Deus usa homens e mulheres com poder, apesar de suas limitações pessoais, em prol do crescimento e aperfeiçoamento dos santos. JOVENS 13

[close]

Comments

no comments yet