Transporte.Log 52

 

Embed or link this publication

Description

Transporte.Log 52

Popular Pages


p. 1

Informativo do Sistema FETRANSPORTES e SEST SENAT-ES Edição nº 51 • Novembro/Dezembro 2016 Noite feliz para o setor de transportes Prêmio Destaque 2016 premia os 12 melhores profissionais do ano e homenageia dois nomes fortes do setor em solo capixaba: Geraldo Bertollo e Vansionir Paganini O ano de 2016, definitivamente, não está sendo nada fácil... Mas para 12 trabalhadores do setor de transportes e logística, ele vai terminar de maneira positiva: com a conquista do Prêmio Destaque 2016, cujo resultado foi anunciado dia 25 de novembro, no Centro de Convenções de Vitória. E a noite daquela sexta-feira foi especial, também, para os empresários Geraldo Bertollo, da Granvitur Fretamento e Turismo, e Vansionir Paganini, da Transportadora Jolivan, os escolhidos para receber a Medalha do Mérito Empresarial Fetransportes. A festa reuniu cerca de 400 pessoas. Estavam lá os presidentes do Transcares, Sindliqes (Sindicato das Empresas de Transportes de Cargas Líquidas, Inflamáveis, Gasosas, Corrosivas, Químicas e Petroquímicas no Espírito Santo) Jerson Picoli: “O Prêmio Destaque existe para o profissional do transporte! É nossa principal ferramenta de reconhecimento e valorização profissional” e Sinfrenor (Sindicato das Empresas de Fretamento de Veículos de Transportes Rodoviários da Região Norte do Espírito Santo), Liemar Pretti, Joceny Callenzane e Luiz Antônio Pretti, respectivamente, o diretor-geral do DER, Ênio Bergoli, o diretor-presidente da Ceturb-GV (Companhia de Transportes Urbanos da Grande Vitória), Alex Mariano, o subsecretário de Estado de Transportes e Obras Públicas, Valdir Uliana, o comandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel Marcelo D´isep, o futuro superintendente regional da PRF, Wyllis Lyra, e o atual presidente da Câmara de Vereadores de Vitória, Namy Chequer. Também marcaram presença os diretores das unidades do Sest Senat de Cariacica, Cachoeiro de Itapemirim, Serra e São Mateus, Eliomar Rossati, Risa Negri, Edilene Marcolano e Nelson Hespanha Borges Filho. E todos assistiram de perto a festa dos familiares, amigos e torcidas de João Batista Cavalcanti Ferreira e José Romildo Gonçalves Gramelick (Viação Joana D´arc Colatina), Taís Loureiro de Lazari (Viação São Roque), Zilene Guimarães Pereira Vieira, Aloísio Del Caro Júnior e Ubiratan Oliveira (Vix Logística), Elcimar Júlio Vieira Gambarini (Transportadora Jolivan), Jone Novaes da Silva (Viação Serrana), Amarildo Oliveira da Silva e Gutierres da Vitória Brito (Viação Grande Vitória), Josenir Hemetério (Viação Flecha Branca) e Damião Santos de Almeida (Granvitur). O presidente da Fetransportes, Jerson Picoli, abriu o evento com um discurso que homenageava os candidatos ao prêmio, os vencedores da Medalha e contextualizava o momento do Brasil. “O Prêmio Destaque existe para o profissional do transporte! É nossa ferramenta de reconhecimento e valorização a essas pessoas que fazem as empresas caminhar”, destacou ele, que também elogiou a diretoria, Conselho de Representantes e Conselho Fiscal da Fetransportes, os responsáveis pela indicação dos ganhadores da Medalha do Mérito Empresarial. “Homenageamos duas personalidades de muita relevância para o setor. Eu, Vansionir e Geraldo já enfrentamos e vencemos muitos desafios, e estamos aqui para contar essa história de luta, trabalho e conquistas”. No encerramento do discurso, Picoli falou sobre as dificuldades do País e do setor, mas deixou uma mensagem de otimismo. “Embora tudo ainda esteja bem incerto, existe um novo ambiente que nos permitirá escrever outra história, que nos recolocará na direção do desenvolvimento”. Continua nas páginas 2, 3, 4 e 5.

[close]

p. 2

Palavra do Presidente Homenagens, balanço e esperança Final de ano é um momento recheado de simbolismos. É a época em que fazemos um balanço do que foi e não foi feito ao longo dos meses, é quando planejamos os novos rumos, as novas metas, os novos sonhos... E no nosso caso, especificamente, é o momento de homenagear os melhores profissionais do ano no setor, através do Prêmio Destaque, e fazer a entrega da Medalha do Mérito Empresarial. Sobre a Medalha, devo admitir que a entrega deste ano foi carregada de emoção, pois tive a chance de colocar uma comenda no peito do meu amigo e professor Geraldo Bertollo. Porém, não menos especial foi a homenagem feita a Vansionir Paganini, figura ímpar e originário de uma família humilde, que junto com os irmãos fundou aquela que é uma das nossas maiores transportadoras, a Jolivan. E já que estamos falando de homenagens, o que dizer dos 47 candidatos do Prêmio Destaque? O que dizer das empresas que, em meio a uma forte crise que chacoalhou a economia, driblaram as dificuldades e inscreveram seus profissionais? Quero render meus sinceros agradecimentos aos candidatos e, sobretudo, às empresas participantes, que assim como nós veem o Destaque como uma importante ferramenta de reconhecimento e valorização. Não tivemos um ano fácil. Além da crise econômica, tivemos as crises política e hídrica. Mas chegamos aqui. E vamos virar a página de 2016 e entrar 2017 com ânimo minimamente renovado. E ano que vem, nesta mesma época, nos encontraremos de novo, festejando os vencedores do Prêmio Destaque, os indicados à Medalha do Mérito Empresarial e, quem sabe, os novos rumos do transporte e do Brasil. Para finalizar, vou aproveitar este espaço e já desejar a vocês, leitores, amigos e parceiros da Fetransportes, do Sest Senat-ES e do jornal “Transporte.Log”, um Feliz Natal e próspero ano novo! Jerson Antonio Picoli Presidente da Fetransportes 2 | Transporte.log | Novembro/dezembro 2016 f eftertar na snpsoprotretse s Eram 47 na disputa... Os troféus do Destaque, obra do artista capixaba Penithência A 22ª edição do Prêmio Destaque foi disputada entre 47 candidatos, divididos nas categorias Transporte & Logística e Motorista. A Fetransportes recebeu, ao todo, 50 currículos, mas três foram desclassificados pela Baker Tilly Brasil, empresa que audita o processo, porque não enviaram todos os documentos exigidos pelo regulamento. Do total de inscritos, cinco disputaram a categoria Transporte & Logística da Região Norte, outros cinco a Transporte & Logística da Região Sul e 15 concorreram na Transporte & Logística da Região da Grande Vitória. Da categoria Motorista, foram cinco trabalhadores da Região Norte, sete da Região Sul e 10 da Região da Grande Vitória. Desse total, seis empresas do Norte, sete do Sul e 16 da Grande Vitória estavam na briga. E três delas voltaram para casa com vitória dupla e até tripla! A Joana D´arc Colatina e a Viação Grande Vitória conquistaram dois prêmios, cada, e a Vix Logística venceu em três categorias. Por outro lado, a Viação Flecha Bran- ca, de Cachoeiro de Itapemirim, inscreveu apenas um candidato, e ele foi o campeão. (Confira nas páginas 4 e 5 depoimento de todos os vencedores sobre a conquista). Processo e premiação Antes do resultado, como de costume, os currículos dos candidatos passaram pela avaliação de 15 jurados que estiveram na Fetransportes, dia 8 de novembro, para o julgamento. E após a análise desse grupo, todo o material foi recolhido pela Baker Tilly, que fez a contagem final dos pontos. O malote contendo os nomes dos campeões e dos segundos colocados chegou lacrado, levado pelo auditor Wladimir Zanotti, e foi aberto somente na hora. O vencedor de cada categoria ganhou um notebook, troféu do artista capixaba Penithência e um certificado do prêmio. E os vice-campeões foram premiados com uma TV de Led de 32 polegadas, além do troféu e do certificado. E as empresas também foram premiadas com o troféu e o certificado. Publicação mensal do Sistema Fetransportes e SEST SENAT-ES Rua Constante Sodré, 265 - Santa Lúcia - Vitória - ES - CEP 29055-420 superintendente FETRANSPORTES: Sandro Perovano Tel: (27) 2125-7642 EDITORA: Anna Carolina Passos Tel: (27) 2125-7618 imprensa@fetransportes.org.br / imprensa@transcares.com.br PRODUÇÃO EDITORIAL: Anna Carolina Passos - Gestão e Assessoria em Comunicação TEXTOS: Anna Carolina Passos • Imprensa@gvbus.org.br (Assessoria de Imprensa GVBus) FOTOGRAFIAS: Divulgação, Take 01, Marcos Salles e Sest Senat Projeto gráfico e editoração: Bios Tel.: (27) 3222-0645 IMPRESSÃO: Grafitusa

[close]

p. 3

fetransportes Homenagens mais que merecidas Os indicados para receber a Medalha do Mérito Empresarial 2016, Vansionir Paganini e Geraldo Bertollo, tiveram vidas bem diferentes, mas seus caminhos se cruzaram no setor Nascido em Santa Teresa, em 1939, Geraldo Bertollo ingressou no seminário seráfico São Francisco de Assis, na mesma cidade, aos nove anos de idade e ficou lá por 11 anos. Quando decidiu abandonar a carreira sacerdotal, trabalhou em escritório de Contabilidade, deu aulas de Português e Latim antes de entrar no setor. Vansionir Paganini, por sua vez, é de 1957, nasceu no município de Alfredo Chaves, também no interior do Espírito Santo, filho de pais lavradores, foi caminhoneiro, época em que puxava cargas de cimento e madeira, antes de se transformar em um dos sócios e diretores da Transportadora Jolivan, uma das grandes empresas capixabas do segmento de cargas e logística. E apesar de terem trilhado caminhos bem diferentes ao longo de algumas décadas de vida, a história deles se cruzou no transporte e, mais especificamente, na noite de 25 de novembro, quando receberam a Medalha do Mérito Empresarial. Bertollo foi o indicado dos sindicatos Setpes e GVBus, e recebeu a honraria pela Categoria Passageiros. Eleito pelo Transcares, Paganini foi o representante da Categoria Cargas. A trajetória que levou Geraldo Bertollo ao palco do Centro de Convenções para ser condecorado teve início em 1975. Naquele ano, o Grupo Joana D´arc, onde trabalhava, comprou a Viação Grande Vitória. E ele teve que optar por permanecer em Colatina ou se mudar para Vitória. Ficou com a segunda opção. Hoje, 41 anos depois, a empresa possui uma frota de, aproximadamente, 220 carros – 110 pertencem à Viação Grande Vitória, operando no sistema municipal de Vitória, e os outros110 são da Granvitur Fretamento e Turismo, que integram o Sistema Transcol e atuam na Região Metropolitana de Vitória. Diretor-financeiro da Granvitur e homem de forte representação em entidades de classe, Geraldo Bertollo reconhece a importância do setor que representa e a força dos empresários do transporte. “O desafio de continuar transportando com qualidade, apesar dos resultados negativos, principalmente nos dois últimos anos, ainda alimenta minha vontade e a de empresários parceiros. Somos guerreiros, mantemos nosso compromisso com clientes, fornecedores, gestores e colaboradores e, acima de tudo, continuamos acreditando na importância e na prioridade do transporte público para a melhor qualidade de vida de nossa cidade”, destacou, concluindo em seguida. “Quero aproveitar esse momento de festa e fazer um apelo aos governantes: que continuemos buscando soluções eficazes e viáveis para este que é um serviço imprescindível no direito de ir a vir da população”. De caminhoneiro a grande empresário No segmento de cargas e logística, Vansionir Paganini é praticamente uma unanimidade. Todos reconhecem a estrada profissional traçada por ele e seus irmãos, João e Lindor. E a história de sucesso desse trio teve início em 1989, quando decidiram fundar a Transportadora Jolivan, com a visão de que era preciso profissionalizar a empresa e investir em pessoas, infraestutura, equipamentos e tecnologia para oferecer um serviço ainda melhor a seus clientes. E assim foi feito! A empresa, cuja sede fica no município de Iconha, sul do Estado conta, hoje, com uma frota de, aproximadamente, 900 caminhões e 25 filiais e pontos de apoio espalhados por vários estados, atendendo a clientes em todas as regiões do País. Seus motoristas transportam cargas fechadas dos segmentos siderúrgico, alimentício e farmacêutico, além de produtos químicos, de higiene e saúde, papel e celulose, dentre outros. “O maior prêmio que recebo esta noite não é a medalha em si, mas o reconhecimento do nosso trabalho, sempre feito com dedicação e honestidade”, resumiu o diretor-administrativo da transportadora, empresário também de forte representação em entidades de classe. O mais novo dos irmãos Paganini é diretor da Fetransportes, do Transcares (Sindicato das Empresas de Cargas do Espírito Santo) e da Ascames (Associação de Caminhoneiros do Sul do Espírito Santo). O presidente do Transcares, Liemar Pretti (E), o presidente da Fetransportes, Jerson Picoli, e o vice-presidente, José Antonio Fiorot, entregaram a medalha e o certificado a Vansionir Paganini Geraldo Bertollo entre Picoli, o diretor da Fetransportes Luiz Antonio Pretti e Fiorot novembro/dezembro 2016 | Transporte.log | 3

[close]

p. 4

fetransportes Vitória e reconhecimento: eles merecem! A emoção de ouvir seu nome sendo anunciado como um dos profissionais destaque do setor em que atua tem poder: poder de fazer chorar, de fazer rir, de ficar mudo, incrédulo, de rir à toa... Os 12 vencedores do Prêmio Destaque 2016 sentiram na pele essa “montanha-russa de emoções”. Entre felizes, orgulhosos e surpresos, eles falaram um pouco do que estavam sentindo naquele momento de festa, reconhecimento e homenagens, e o Transporte. Log resgata para vocês, leitores, um pouco deste momento. Com a palavra, então, os campeões do setor no ano de 2016! Esta é minha terceira vez no Prêmio Destaque. Nas duas primeiras ocasiões, não venci, mas aproveitei a experiência para investir ainda mais em qualificação. A empresa, que acompanhou de perto meu empenho, voltou a apostar em mim e a história desta vez foi diferente, felizmente! E vim para cá esta noite com uma certeza: a de que tinha boas oportunidades de vencer. Sei da qualidade dos demais concorrentes, mas também sempre acreditei no meu potencial, no que faço e da forma como faço. Sabia que uma hora colheria os frutos. Jone Novaes da Silva, Analista Administrativo da Viação Serrana, 1º colocado na categoria Transporte & Logística Região da Grande Vitória Estou na empresa há 13 anos e sempre tive vontade de participar do prêmio. Quando soube da indicação, da possibilidade que teria de representar meus colegas, fiquei feliz, afinal as empresas inscrevem no Destaque os colaboradores que elas entendem terem melhores condições de disputar. Sei que o reconhecimento traz também mais responsabilidade, e estou pronto e motivado para viver este novo momento. Gutierres da Vitória Brito, Despachante de Tráfego da Viação Grande Vitória, 2º colocado na categoria Transporte & Logística Região da Grande Vitória Estou vivendo um momento de boas surpresas. A primeira delas foi quando soube que seria indicada pela segunda vez ao prêmio. E a segunda quando ouvi meu nome sendo anunciado como a vencedora da minha categoria. E vejo essa vitória não como algo pessoal, mas como resultado de um trabalho de busca, compromisso, aperfeiçoamento e, sobretudo, de equipe. É gratificante ser reconhecida como profissional destaque do setor, da empresa, e admito que, independente de prêmio, não vou parar. Quero aprender, me envolver e me capacitar cada vez mais. Zilene Guimarães Pereira Vieira, Encarregada Operacional da Vix Logística, 1ª colocada na categoria Transporte & Logística Região Sul Campeões e gestores das empresas vencedoras da categoria Transporte & Logística, e dirigentes do setor: todos juntos neste momento de festa

[close]

p. 5

fetransportes Devo confessar que estava na maior expectativa por esse resultado, pois sabia que tinha chance de estar entre os vencedores. E estou muito orgulhoso por ter sido o indicado da empresa para representá-la neste evento tão importante para o setor. O reconhecimento da empresa somado à conquista tornaram este final de ano especial e feliz. Elcimar Júlio Vieira Gambarini, Supervisor Comercial da Transportadora Jolivan, 2º colocado na categoria Transporte & Logística Região Sul Tenho uma vida de serviços prestados à Viação Grande Vitória. Entrei há 26 anos, para fazer Serviços Gerais, passei a cobrador e cheguei à motorista. A empresa acreditou no meu potencial, me deu oportunidades, eu me dediquei e hoje estou aqui, sendo anunciado como motorista vencedor. Eu chorei quando recebi a indicação e chorei hoje de novo, ao ouvir o resultado. Só tenho a agradecer! Amarildo Oliveira da Silva, Viação Grande Vitória, 1º colocado na categoria Motorista Grande Vitória A busca pelo fazer mais e melhor sempre fez parte do meu dia a dia, e olha que eu já tenho 22 anos de empresa! Reconheço meus méritos como profissional, mas admito que essa vitória me surpreendeu, pois tenho por hábito achar que algum colega é ainda melhor do que eu. Vou voltar para casa hoje pensando assim: essa vitória é sinal que meu trabalho está sendo bem feito. Ubiratan Oliveira, Vix Logística, 2º colocado na categoria Motorista Região Sul Tenho 17 anos de empresa, já conhecia e tinha vontade de participar do Prêmio Destaque. E justo na minha estreia, já conquisto o troféu... Estou muito agradecido por essa conquista! E essa vitória é fruto do meu empenho e dedicação. Faço meu trabalho da melhor maneira possível e estou colhendo os bons resultados. Já estava super feliz com a indicação, que não deixa de ser um prêmio. Mas a vitória tem um gostinho muito especial! João Batista Cavalcanti Ferreira, Assistente de Tráfego da Viação Joana D´arc Colatina, 1º colocado na categoria Transporte & Logística Região Norte Eu adoro minha profissão! Além de saber da grande responsabilidade que é transportar pessoas, tenho imenso prazer em fazer isso todos os dias. E talvez, a vitória no Prêmio Destaque tenha nascido justamente nesse carinho, dedicação e comprometimento. Acho que isso pesou na indicação da empresa, e acabou sendo referência também para os jurados que avaliaram meu currículo. Gostei de ter sido indicado, pois tinha a maior vontade de participar, e a vitória foi um grande presente. Damião Santos Almeida, Granvitur Fretamento e Turismo, 2º colocado na categoria Motorista Região da Grande Vitória Estou na Vix há 15 anos e este é, inclusive, meu primeiro emprego de carteira assinada. Eu não esperava que, dentre tantos bons profissionais, seria o indicado para representar a empresa neste prêmio e confesso que fiquei surpreso. Agora, imagine... Se a indicação me surpreendeu, imagine a vitória... Acredito que essa vitória seja resultado da minha dedicação e comprometimento. Gosto muito do que faço e vencer o Destaque coroou minha rotina profissional. Aloísio Del Caro Júnior, Vix Logística, 1º colocado na categoria Motorista Região Norte Não esperava sair daqui com esse troféu. Tenho 23 anos, estou há seis na empresa e esta é minha primeira vez no Prêmio Destaque. E acho que esse reconhecimento é fruto de minha dedicação e vontade de aprender mais, conhecer mais. Estou muito feliz e vou me preparar ainda mais para continuar sendo reconhecida como uma profissional destaque. Tais Loureiro de Lazari, Auxiliar Administrativo da Viação São Roque, 2ª colocada na categoria Transporte & Logística Região Norte Quando soube que eu seria o único representante da Flecha Branca na edição deste ano do Prêmio Destaque cheguei a perguntar se não havia outra pessoa para colocar no meu lugar, mas a resposta que tive foi que eles estavam apostando em mim! Nossa, era uma responsabilidade e tanto... Mas a vitória veio e mostrou que a aposta deles foi certeira! Estou há 24 anos na empresa, entrei como cobrador e logo depois ganhei deles a oportunidade que tanto queria, a de me tornar motorista. Admiro demais a profissão e acho que a vitória desta noite comprova isso. Josenir Hemetério, Viação Flecha Branca, 1º colocado na categoria Motorista Região Sul Em meus 24 anos de empresa, esta é a primeira vez que participo do Destaque. Entrei como cobrador, passei a manobrista e cheguei a motorista. E nunca passei por uma emoção dessas! Como é bom ouvir seu nome sendo anunciado como vencedor... Tinha esperança de vencer e estou feliz, muito, muito, muito feliz! José Romildo Gonçalves Gramelick, Viação Joana D´arc Colatina, 2º colocado na categoria Motorista Região Norte De troféu e certificado nas mãos, motoristas vencedores e os representantes das empresas de transportes celebram a importante conquista

[close]

p. 6

gvbus Transcol tem queda de mais de 1 milhão de passageiros/mês O setor de transportes tem sido fortemente impactado pela crise econômica atual e isso pode ser notado no Sistema Transcol, onde cerca de 1 milhão de passageiros deixou de utilizar o transporte metropolitano da Grande Vitória por mês. No Sistema Transcol, em 2014, foram transportados 199.665.309 passageiros e em 2015, 195.436.508. Isso representou uma queda de 2,12% no número de passageiros. Já de janeiro a novembro de 2016, a demanda caiu para 171.509.182, representando uma queda de 4,32% comparada com o mesmo período do ano anterior. Nesse ano de 2016, uma média de 1.082.445 passageiros/mês não utilizaram o serviço – dado até novembro; o que representou queda de 6,44% no número de passageiros, comparado ao mesmo período de 2014. Outro dado que se soma às perdas no transporte coletivo é o pulo de roleta. Atualmente, estima-se que cerca de 100 mil pessoas cometem essa infração, por mês. Passageiros TRANSPORTADOS QUEDA NA DEMANDA DE PASSAGEIROS DO TRANSCOL 2016 2015 2014 171.509.182 195.436.508 199.665.309 Queda de 1.082.445 passageiros/mês entre janeiro a novembro de 2014 e janeiro a novembro de 2016 Percentual da QUEDA 176.022 é Nº de GRATUIDADES cadastradas 2,12% 2014/2015 Jan/dez 4,32% 2015/2016 Jan/nov 6,44% 2014/2016 Jan/nov 42.682 25.752 890 84.474 22.224 estudantes estudante estudante gratuito idosos pessoas meia tarifa gratuito com comprovação com deficiência de renda GRATUIDADE representou 11,6% dos passageiros transportados em 2016 Gratuidades Dos passageiros transportados em 2016, 11,6% corresponderam às gratuidades. As gratuidades são benefícios concedidos a idosos, estudantes e portadores de deficiência, desde que enquadrados nos critérios legais, no entanto, há casos de uso indevido. A má utilização do benefício da gratuidade é identificada por meio do dispositivo de biometria facial instalado nos ônibus. Para inibir o uso indevido, dos 176.022 cadastrados, houve a aplicação de 5.100 penalidades no ano de 2016. Queda acontece em todo o Brasil De acordo com levantamento da Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos (NTU), somente no período entre 2014 e 2015, a queda foi de 9%. A média de pessoas transportadas a cada 30 dias caiu de 382,3 milhões para 347,9 milhões. Na prática, são menos 3,22 milhões de usuários pagantes por dia. Para chegar a esses números, que integram o Anuário 2015-2016 da NTU, foram levados em consideração dados de nove capitais brasileiras: Belo Horizonte (MG), Curitiba (PR), Fortaleza (CE), Goiânia (GO), Porto Alegre (RS), Recife (PE), Rio de Janeiro (RJ), Salvador (BA) e São Paulo (SP). Juntas, elas representam 41% da demanda nacional, com um total de 14 milhões de passageiros por dia. O alto índice de desemprego, o crédito com juros exorbitantes e a falta de financiamentos para empresas de transporte coletivo, os congestionamentos, a falta de priorização do transporte público e a redução de investimentos que priorizem essa área são considerados os principais problemas no transporte público hoje, em todo o Brasil. No caso da evasão de receita, um elemento que está associado é a questão da violência urbana. Crise econômica e velhos problemas O aumento de preços dos combustíveis, por exemplo, tem atingido em cheio as empresas. Segundo dados da NTU, o preço do óleo diesel subiu 10,7% em 2015, e, entre 2000 e 2015, o aumento de preços do combustível foi 52,7% maior que o da gasolina. Para piorar o quadro, o crédito com juros exorbitantes e a falta de financiamentos para empresas provocou uma queda assustadora na venda de ônibus: de 2013 para 2014, a redução foi de 12,9%, enquanto de 2014 para 2015 esse número mais do que triplicou, atingindo 42,9%. Outra consequência grave da crise econômica é o desemprego, que alcançou taxa de 11,6% no trimestre encerrado em julho deste ano – um aumento de 37,4% considerando o mesmo período de 2015. Com isso, milhões de trabalhadores deixaram de utilizar o transporte público com regularidade. Embora haja consenso quanto à necessidade de melhorias no cenário econômico do país, o problema vem de muito tempo atrás e não se restringe aos dados da economia, mas sim à falta de priorização do transporte no que diz respeito ao direcionamento de investimentos. Atualmente, não há cumprimento de contrato, mesmo os oriundos de licitação. Há desequilíbrio econômico”, ressalta Otávio Cunha. Esse desequilíbrio tem um reflexo negativo nas atividades das empresas, que, por muitas vezes, passam por dificuldades. (Texto: NTU) 6 | Transporte.log | Novembro/dezembro 2016

[close]

p. 7

transcares Ano de dificuldades. Mas com conquistas! Apesar da crise, da perda de produtividade, da baixa na operação das empresas, o Transcares tem o que comemorar... Uma breve retrospectiva pelos 12 meses de 2016 mostra o quanto o ano foi entremeado por dificuldades: crises econômica, ética e política, que geraram queda de investimentos, inflação alta, desemprego, perda de produtividade e competitividade, redução na operação dos setores de produção. Apesar disso, o Transcares “sobreviveu” às tempestades e fecha a temporada com saldo positivo. “Em um ano de perdas econômicas, recessão e incertezas, temos conquistas para festejar”, resumiu o presidente Liemar Pretti. Capacitação Um dos principais pilares do Transcares, os cursos de capacitação, palestras e workshops fizeram parte da rotina da entidade, sendo realizados em todo o Estado. Essa descentralização, inclusive, foi um dos destaques da atuação do sindicato. “Iniciamos este ano um trabalho de atuação com palestras em todo o Estado. Levamos às regiões Norte e Sul informação e conhecimento, e um dos temas-destaque foi sobre a obrigatoriedade dos exames toxicológicos”, ressaltou o presidente. Representatividade Outras duas importantes conquistas foram obtidas no âmbito sindical. Desde o início do ano, o Transcares possui representatividade na seção de Cargas da Confederação Nacional do Transporte (CNT) e também integra o Conselho Superior da diretoria da NTC & Logística (Associação Nacional do Transporte de Cargas e Logística). Roubo de cargas Embora o Espírito Santo não figure entre as maiores “vítimas” do roubo de cargas, as discussões acerca de ações de prevenção e combate continuam sendo intensificadas. Este ano, além de realizar o Fórum de Prevenção e Combate ao Roubo de Cargas, no mês de agosto, em Vitória, o superintendente Mario Natali participa das discussões acerca do assunto, como a atualização da lei de combate à receptação e do grupo de trabalho temático, da secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp). Esse trabalho é focado na necessidade de união das forças e integração das empresas, entidades e áreas de segurança de todos os estados para a prevenção e o combate a esse tipo de delito. Compete-ES A inclusão do segmento de transporte rodoviário de cargas no Compete (Programa de Competitividade Sistêmica do Estado do Espírito Santo) é considerada uma das maiores conquistas do Transcares no ano. O Contrato de Competitividade é um instrumento adotado pelo governo do Estado para a concessão de incentivos fiscais a setores produtivos locais. Pelo Contrato, os setores se comprometem a aumentar a competitividade das empresas estabelecidas no Espírito Santo em relação às similares de outras regiões do País. Planejamento Estratégico Em 2014, o Transcares desenvolveu, junto com a DVF Consultoria, seu Planejamento Estratégico 2015-2018. No entanto, as mudanças pelas quais o Brasil está passando fez a diretoria revisar o documento. A DVF foi novamente chamada para coordenar o processo, o start do Planejamento Estratégico 2017-2020 foi dado em 19 de outubro e o relatório final entregue em 23 de novembro, com novas metas, números e objetivos a serem alcançados. Reconhecimento Liemar Pretti recebeu da Confederação Nacional dos Jovens Empresários (Conaje) a Comenda Empreendedor Conaje, medalha entregue a pessoas, entidades e empresas que apoiam o movimento jovem empreendedor no País. A indicação, unânime, foi da Federação Capixaba de Jovens Empresários, através do pre- sidente, Luiz Felipe Almeida Coelho. E em dezembro ele confirmou que receberá em 2017 a Ordem do Mérito do Transporte Brasileiro – Medalha JK, da CNT. Mantenedores Ao longo de 2016, quatro novas empresas passaram a fazer parte desse time: ArcelorMittal, Ecardes/Ticket, Oceano Azul e Laboratório Tommasi, juntando-se, portanto, às demais parceiras: Autotrac, BGM/ Rodotec, Gertan e Sascar. Medalha de Honra ao Mérito Ayval da Luz Na noite de 29 de novembro, Pretti reuniu convidados para o Jantar de Confraternização e entrega da Medalha de Honra ao Mérito Ayval da Luz 2016, em Vitória. A comenda é entregue a personalidades com papel relevante em ações que visam o maior fortalecimento do segmento, e os homenageados foram o secretário de Estado de Desenvolvimento, José Eduardo Faria de Azevedo; o subsecretário da Receita da Secretaria de Estado da Fazenda, Bruno Negris; o comandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel Marcelo D´isep; o presidente da NTC&Logística, José Hélio Fernandes; e a vice-presidente da Fetranscarga, a federação do Rio, Tânia Drummond. Além da medalha, Tânia recebeu uma homenagem pelos 70 anos da Transportadora Continental.

[close]

p. 8

s e S t SENAT Consultas, treinamentos, Assim foi o ano de 2016 no Sest parcerias, novos projetos... Senat de Cariacica. Confira um pouco do que rolou entre janeiro e dezembro Ao longo de 2016, o Sest Senat de Cariacica “jogou nas 11”. Foram mais de sete mil atendimentos nas especialidades de Fisioterapia, Nutrição e Psicologia, e mais de 22 mil na Odontologia. E o número de pessoas treinadas nos cursos de capacitação e qualificação superou a marca dos 17 mil. Não bastasse o volume de trabalho ao longo do ano, o último trimestre chegou trazendo duas novidades: o lançamento do Projeto Escola de Motoristas Profissionais e a instalação do Simulador de Direção – Eficiência e Segurança no Trânsito. Projeto nacional, o Escola de Motoristas Profissionais promove, gratuitamente, a capacitação e atualização de motoristas habilitados nas categorias D ou E, e seu objetivo é aumentar a qualidade dos serviços, a segurança no trânsito e a empregabilidade no setor. Os cursos ofertados são de Motorista Profissional de Transporte Coletivo de Passageiros e Motorista Profissional de Transporte de Produtos Perigosos, mas no Espírito Santo será realizada apenas a segunda opção, em Cariacica, e para condutores com CNH categoria E. Além da unidade da Grande Vitória, a de Cachoeiro de Itapemirim já está com uma turma do mesmo curso em andamento. Também de âmbito nacional, o Simulador de Direção, que inclui a aquisição dos equipamentos, desenvolvimento de proposta pedagógica, capacitação de instrutores e criação de novos cursos, prevê o treinamento de 50 mil motoristas de caminhão, carreta e ônibus em três anos. Sessenta unidades foram Mais de 22 mil pessoas passaram pelo Sest Senat Aylmer Chieppe, ao longo do ano, para cuidar da saúde bucal escolhidas para receber o simulador de direção híbrido e uma delas foi o Sest Senat coordenado pelo diretor Eliomar Rossati, que define esses dois projetos como os principais destaques da unidade no ano. “Tivemos um ano marcado por dificuldades, mas conseguimos fechá-lo ofertando a nosso público duas ações diferenciadas. O Escola de Motoristas chegou para aprimorar ainda mais a principal mão de obra do setor. O treinamento é realizado em parceria com a Mercedes-Benz, que nos cedeu um moderno caminhão modelo Actros 2546, onde o motorista pode enriquecer seus conhecimentos. E o investimento em simuladores de direção representa uma estratégia a favor da inovação, que contribuirá com a redução de acidentes e de custos, e determinará um marco para o processo de formação e atualização de condutores profissionais em todo o País”. As turmas com simuladores estarão disponíveis já a partir do início de 2017. Num ano marcado por dificuldades, a unidade teve uma importante conquista: foi uma das escolhidas para receber o simulador de direção híbrido Outros destaques do ano Horário estendido – Durante todo o ano de 2016, a equipe da unidade buscou aprimorar o atendimento do Sest. E uma das ações certeiras foi o horário estendido na Odontologia: de segunda à quinta-feira, das 8 às 21 horas, e às sextas-feiras, das 8 às 17 horas. Transporte de cargas – A unidade consolidou ainda mais os treinamentos para os transportadores de cargas com o lançamento dos cursos de Transportador Autônomo de Cargas – TAC e Responsável Técnico (RT). Os cursos estão disponíveis na plataforma on line e são gratuitos para os motoristas. “E por falar em transporte de cargas, até a primeira quinzena de novembro capacitamos mais de quatro mil motoristas do segmento”, ressaltou Rossati. Eventos nacionais – De todos os eventos nacionais que integram a agenda do Conselho Nacional do Sest Senat, a equipe de Cariacica destaca o Circuito Sest Senat de Caminhada e Corrida de Rua, e o Transportando Saúde nas Cidades. A etapa capixaba do Circuito de Caminhada e Corrida de Rua aconteceu em 26 junho, na orla de Itaparica, em Vila Velha, e contou com a participação de 2.500 pessoas – mais de 1.400 eram profissionais do setor de transportes e seus dependentes. Este é o terceiro ano que a unidade realiza a prova. O Transportando Saúde nas Cidades foi lançado este ano. Seu objetivo é realizar exames, ações de educação para a saúde e cidadania no próprio local de trabalho dos profissionais em transporte. Nesta primeira edição, o time do Sest Senat de Cariacica atendeu exclusivamente 311 taxistas. E a novidade teve aprovação do público. “A ação demonstra preocupação do Sest Senat com nossa classe e me fez perceber a importância de acompanhar de perto minha saúde. Estou um pouco acima do peso e me alimento muito mal, mas já deixei minha consulta agendada com a nutricionista e vou começar a me cuidar”, comentou, na ocasião, Henrique de Paula, taxista do município de Cariacica. Parcerias – Para o diretor Eliomar Rossati, muitas ações e projetos realizados pela unidade não teriam sido tão grandiosos sem a participação de parceiros, os quais ele destaca: Detran-ES, nas ações do Maio Amarelo; Polícia Rodoviária Federal, na Semana Nacional do Trânsito e na realização, pela primeira vez, do Festival Estudantil Temático de trânsito (Fetran); e a Junior Achievement, através do Projeto Mini Empresa, voltado aos jovens aprendizes da unidade. 8 | Transporte.log | Novembro/dezembro 2016

[close]

p. 9

s e S t SENAT Casa nova. Vida nova. E um ano de muito trabalho! Colaboradores da Expresso Nepomuceno, de Aracruz, em ação no Curso de Prevenção e Combate a Incêndios O ano de 2016 começou agitado para de levar informação e conhecimento às qualificação profissional. Várias empresas o Sest Senat da Serra, afinal a equipe da empresas da Serra, a equipe chegou a de Aracruz – as mesmas que receberam diretora Edilene Marcolano estava de casa Aracruz, Região Norte do Estado. palestras e campanhas de saúde – treinaram nova – a unidade saiu de Viana, onde fun- E por falar em informação e conheci- seus colaboradores em cursos personali- cionou até o final de 2015 e começou a mento, dois projetos desenvolvidos pelos zados. Esse foi o caso da Júlio Simões, atuar em endereço novo no mês de janeiro. profissionais da unidade que merecem Expresso Nepomuceno e Gafor, que ca- E o primeiro passo de Edilene e companhia destaque são o Transportando Saúde nas pacitaram colaboradores em treinamentos após “arrumar a casa”, então, foi apresentar Cidades e o já tradicional Comando de como NR 35 – Segurança no Trabalho em a “nova” unidade às empresas do município. Saúde das Rodovias. Altura, Prevenção e Combate a Incêndios “Estamos aproveitando este início do O primeiro, com atividades voltadas aos e Operador de Empilhadeira, dentre outros. ano para nos aproxi- motoristas e cobra- Dentre todos os cursos oferecidos pela mar das empresas, nos apresentar e divulgar o portfólio de serviços que temos a oferecer para o setor”, destacou Edi- Cerca de 97% de todos os atendimentos nas especialidades de saúde do Sest Senat na Serra – Odontologia, Fisioterapia, dores de ônibus que operam na cidade, atendeu a 450 pessoas. O Comando, por sua vez, ofereceu um “raio X” da saúde unidade, os mais procurados foram de Direção Defensiva, Primeiros Socorros, NR 20 e NR 35, e segundo a diretora, 93% deles foram voltados para trabalhadores do transporte. Ainda em 2016, o Sest Senat da Serra lene, em janeiro de Nutrição e Psicologia – são a 267 caminhoneiros, formou suas primeiras quatro turmas do 2016. feitos a profissionais do setor o total de condutores Programa Jovem Aprendiz, e outra ação E passados 11 meses deste início de transportes. parados nesta blitz do bem organizada que marcou o ano foi o Curso de Oratória – Os Segredos das Apresentações de de trabalho, a equi- em parceria com a Sucesso, realizado em julho, na sede da pe tem muito a comemorar! Polícia Rodoviária Federal. Fetransportes, em Vitória, para instrutores Também pensando em melhor atender “Tanto o Transportando Saúde nas Ci- e técnicos de formação profissional das seu público, e seguindo os mesmos passos dades quanto o Comando são projetos de cinco unidades capixabas do Sest Senat. do Sest Senat de Cariacica, a unidade da grande relevância, pois através deles cum- O curso foi ministrado por Anderson Rocha Serra ampliou o horário de atendimento primos nosso papel de entidade referência e profissionais da Serra estavam presen- na área de Saúde e implantou novas es- na promoção de ações de saúde e qualidade tes, é claro! pecialidades na Odontologia – além da de vida do trabalhador de Ortodontia e Prótese, que já eram ofere- transporte. Profissional com cidos, a unidade tem também os serviços boa qualidade de vida tra- de Odontopediatria, Cirurgia, Periodontia balha melhor e mais feliz, e e Endodontia. isso impacta positivamente “E essa ampliação de horário foi uma na redução dos índices de decisão muito acertada, pois facilitamos acidentes nas ruas e rodo- o acesso de nosso público aos nossos vias”, defende Edilene. serviços. Nós, inclusive, recebemos muitos feedback positivos. Pessoas que não Treinamentos estavam se tratando em função da dificul- dade de conciliar horário de trabalho com O primeiro ano da equi- o horário da consulta”, destacou a diretora. pe na Serra também ren- Campanhas de saúde e palestras te- deu bons resultados para máticas também fizeram parte da rotina do Sest Senat durante o ano. Detalhe: além quem busca mais aperfei- Mais de 450 pessoas passaram pelo Sest Senat da Serra para participar do çoamento, capacitação e Transportando Saúde nas Cidades, atividade voltada a motoristas e cobradores de ônibus que operam no município novembro/dezembro 2016 | Transporte.log | 9

[close]

p. 10

s e S t SENAT Durante todo o ano, foi grande a procura por cursos da área administrativa Movimentação diferenciada no Sul O aumento da demanda de cursos pelos profissionais autônomos foi uma das marcas do ano de 2016 no Sest Senat Camilo Cola Uma movimentação diferente não passou despercebida pelo Sest Senat Camilo Cola ao longo de 2016 e marcou o ano da unidade do Sul do Estado. “Houve uma demanda considerável de profissionais autônomos, interessados em retornar para o mercado de trabalho ou se qualificando para iniciar uma carreira no setor de transportes. Ou seja, nosso setor continua sendo fonte geradora de emprego e renda”, considerou a diretora, Risa Negri. Em sua grande maioria, quem passou pelo Sest Senat de Cachoeiro de Itapemirim interessado nas ofertas de cursos de capacitação e qualificação, estava buscando vaga nas turmas dos treinamentos exigidos pela legislação para motoristas profissionais, como MOPP – Movimentação de Produtos Perigosos, Transporte de Cargas Indivisíveis, Transporte Coletivo de Passageiros e Transporte de Escolar. E segundo a executiva, essa foi uma regra que valeu tanto para os autônomos quanto para os colaboradores das empresas de transportes. Outras opções, contudo, surpreenderam a equipe. Esse foi o caso dos cursos de Monitor de Transporte Escolar e Normas Regulamentadoras (NR 20 e NR 35), além daquelas voltadas para a área Administrativa: Desenvolvimento de Lideranças, Atendimento ao Cliente, Motivação e Trabalho em Equipe e Gestão de Pessoas. “O talento humano tornou-se um dos recursos mais concorridos nas empresas, e além disso, a forma como elas treinam e mantêm seu capital humano se transformou em diferencial de mercado. Acreditamos que esse cenário explique a demanda tão grande”, argumentou. Carteira Nacional de Habilitação de maneira gratuita. Saúde e solidariedade Parcerias e projetos Quando o assunto é o bem-estar e a qualidade de vida dos trabalhadores do se- No intuito de desenvolver os mais di- tor, uma atividade que sempre merece olhar versos atendimentos nas áreas de saúde, diferenciado é o Saúde na Empresa. Lá, a social e desenvolvimento profissional para equipe apresenta seu trabalho nas áreas de o setor, Risa Negri e companhia mantiveram Nutrição, Odontologia e Fisioterapia, e em uma agenda fixa de visitas a várias empre- parceria com faculdades da região, realiza sas de transportes um circuito de aten- da região. E esses encontros constantes resultaram em importantes parcerias, com a Transportadora Jolivan, Winston Transportes, Patrus Transportes, Armani Transportes e TNT Mercúrio, via- Acreditamos que as parcerias e os atendimentos às empresas do setor de transportes da nossa região contribuíram para o cumprimento de nossa missão de fomentar o desenvolvimento profissional e cuidado com a saúde dos dimentos preventivos de saúde aos trabalhadores. Outro trabalho forte do ano foi a “força-tarefa” da unidade – e de todo o setor – contra o Aedes aegypti. Ao longo dos meses, a equipe de- ções Flecha Branca, profissionais de transporte e senvolveu também Real Ita, Costa Sul seus familiares. Já estamos atividades de cons- e Itapemirim, dentre nos preparativos de novas cientização para um outras. estratégias para em 2017 trânsito mais seguro, E a partir desse ampliar as parcerias e por meio das campa- trabalho feito a várias mãos foi possível desenvolver de forma personalizada os mais diversos aumentar os atendimentos, sempre com qualidade e buscando a satisfação de todos. nhas Maio Amarelo e Semana Nacional do Trânsito, em setembro. E se o assunto cursos e palestras ao longo dos meses. Risa Negri, diretora do Sest Senat de Cachoeiro de Itapemirim é solidariedade, impossível não registrar Outro projeto, de mais um ano – de su- âmbito nacional, desenvolvido na unidade cesso! – da campanha Páscoa Solidária. e que merece destaque é a CNH Social. Este ano, o time da unidade Camilo Cola Somente em 2016, a unidade contemplou realizou a oitava edição e arrecadou mais mais de 100 beneficiários no processo de 32 mil fraldas descartáveis, que foram de seleção que proporciona a primeira doadas ao Hospital Infantil do município. Um dos grandes projetos que leva a assinatura da unidade de Cachoeiro é a campanha Páscoa Solidária, que este ano arrecadou mais de 32 mil fraldas 10 | Transporte.log | Novembro/dezembro 2016

[close]

p. 11

s e S t SENAT Um ano cheio de coisas boas Equipe do Sest Senat de Colatina comemora o trabalho realizado em 2016 “O ano de 2016 foi repleto de novidades, projetos, cursos gratuitos para trabalhadores do transporte, nova edição da nossa já consolidada Sipat Integrada e diversas ações de prevenção e conscientização, com foco em saúde, bem-estar e qualidade de vida”. As palavras acima, do diretor do Sest Senat de Colatina, Sergio Moulin, resumem bem a rotina da unidade Arthur Picoli nos 12 meses do ano. Entre janeiro e dezembro, a equipe que atua na Região Noroeste fez de tudo um pouco e chegou ao final do ano comemorando não apenas o trabalho, mas as conquistas. Confira! Visitas a empresas – Pelo menos uma vez por mês, profissionais da unidade Arthur Picoli visitaram empresas do setor localizadas na região para apresentar os benefícios oferecidos pela instituição aos trabalhadores do transporte. E dessas visitas, normalmente saíam novos pacientes para a área de saúde e ideias de novos cursos. “Consideramos essa aproximação com as empresas fundamental! Por isso, mantivemos a agenda ao longo de todo o ano e os resultados que tivemos foram muito bons”, resumiu o Coordenador de Desenvolvimento Profissional, Helzio Soncini. Cursos e parcerias – O leque de opções de cursos ofertados pela unidade incluiu várias opções de treinamentos nas áreas de trânsito e administrativa, bem como importantes parcerias que possibilitaram a grandiosidade de muitos projetos e programações temáticas. Dentre os principais parceiros, os gestores da unidade destacam a prefeitura, por meio de escolas municipais e da secretaria municipal de Trânsito, Polícia Militar, Polícia Rodoviária Federal e Corpo de Bombeiros. “Não há dúvidas de que o trabalho em conjunto com essas organizações e corporações deu um toque todo especial às nossas programações”, destacou o Coordenador de Promoção Social, Ronaldo de Faria. Qualificação – Ao longo de 2016, a equipe do Sest Senat Arthur Picoli qualificou mais de duas mil pessoas e os cursos mais procurados foram: Atendimento Eficaz ao Cliente, Desenvolvimento de Lideranças, Informática, Auxiliar Financeiro, Cipa – Comissão Interna de Prevenção de Acidentes no Trabalho, Condutores de Veículos de Emergência, de Transporte de Produtos Perigosos, de Transporte Coletivo de Passageiros, Transporte Escolar e Cargas Indivisíveis. Projeto CNH Social – O programa social continua firme e forte em Colatina! Este ano, a unidade ofereceu 100 vagas para a primeira habilitação e 32 para troca de categoria. Até o momento, foram feitas 17 trocas de categoria e adquiridas 28 CNHs. Além disso, 22 pessoas continuam em treinamento para pegar a primeira habilitação e outras 15 para trocar a categoria. “E ainda iremos convocar mais 50 alunos para adquirir a primeira habilitação”, adiantou Moulin. Um dos eventos de maior sucesso da unidade Arthur Picoli, a Sipat Integrada está em sua nona edição Educação a Distância – Considerada uma importante alternativa para a qualificação profissional, essa modalidade de ensino caiu das graças do público que frequenta a unidade Arthur Picoli. Ao longo de 2016, foi bem grade a procura de trabalhadores e seus familiares para os diversos cursos online, que são oferecidos gratuitamente e com certificado. E o ranking dos “top 5” é composto pelos treinamentos Logística: Conceitos e Aplicações; Logística: Custos e Nível de Serviço; Gestão do Transporte e da Frota; Noções de Meio Ambiente; e Gestão do Tempo. Somente este ano, a unidade formou quatro turmas do Programa Jovem Aprendiz Sipat Integrada – Em sua nona edição, o tema foi Segurança: Um Estilo de Vida. O evento, que nasceu no Sest Senat de Colatina e cuja ideia foi levada a outras unidades do Estado, já faz parte da agenda de empresas de transporte do município. Ele proporciona a integração entre as empresas, estimulando os seus funcionários a trabalharem com qualidade e segurança, além de facilitar o acesso dos trabalhadores às atividades e benefícios oferecidos por uma SIPAT (palestras, workshops, entre outras). As empresas que participaram da edição 2016 foram Patrus Transportes Urgentes, Transportadora Fiorot e as viações Joana D’arc, Pretti, São Gabriel e São Roque. Jovem Aprendiz garante empregabilidade Outro projeto que tem garantido resultados positivos da unidade, empregando e ajudando as empresas na contratação de pessoal qualificado é o Jovem Aprendiz. O programa aplica uma proposta de ensino que se compromete com a formação de jovens de 14 a 18 anos no Curso de Formação Básica em Serviços Administrativos. Em 2016, a unidade formou quatro turmas, num total de 96 alunos; e outras cinco estão em andamento – as duas turmas mais recentes foram abertas no dia 13 de dezembro. novembro/dezembro 2016 | Transporte.log | 11

[close]

p. 12

s e S t SENAT Sem deixar a peteca cair Sest Senat de São Mateus dribla crises e dificuldade, e avança em ações, cursos e projetos Você conhece aquele ditado que diz do ano que levou a assinatura de Hespanha “faça do limão uma limonada”? Então... e companhia, sem a menor dúvida foi o O dito popular resume bem a atuação do reflorestamento nas encostas da principal Sest Senat de São Mateus ao longo de nascente da cidade, um trabalho feito em 2016. Mesmo com todas as dificuldades parceria com o Instituto de Defesa e Estu- geradas pela crise econômica, o diretor do de Remanescentes da Mata Atlântica Nelson Hespanha Borges Filho e os coor- (Inderma) e cinco empresas de transpor- denadores Rafael Moreira (de Desenvol- tes (Vix Logística, Locar, Guerrero, Viação vimento Profissional) e George Pirolla (de Águia Branca e transportadora Transjoia). Promoção Social) não deixaram a peteca As empresas apoiaram com mudas nati- cair. Ou seja, mantiveram a excelência do vas da Mata Atlântica, ferramentas para o trabalho já desenvolvido pela unidade e reflorestamento, água potável para irriga- avançaram ainda mais! ção, adubo, hidrogel e com a mão de obra Uma das ações que permeou o trabalho dos trabalhadores do transporte. Ao todo, da equipe durante os 12 meses foi o for- foram plantadas 250 árvores. talecimento do relacionamento com seus clientes. Eles iniciaram 2016 criando víncu- Linhares, aí vamos nós! los com técnicos de segurança, gestores e integrantes da Cipa (Comissão Interna de Focados em expandir o campo de atua- Prevenção de Acidentes) de empresas do ção da unidade, e de olho nas potencialida- setor, para apresentar o calendário de cam- des oferecidas pelo município de Linhares, panhas da unidade. Hespanha, Moreira e E também se aproxi- Pirolla “atacaram” a maram ainda mais do O ano de 2016 foi de muito cidade, intensificando Corpo de Bombeiros, trabalho, mas também de as visitas, apresentan- Polícia Militar, Polícia Rodoviária Federal e da prefeitura. A saúde também grandes conquistas! Tivemos ótimos resultados na área de treinamento e novos clientes do os serviços oferecidos e fechando novos negócios. E essa força-fare- foi tema recorrente. chegaram na área de saúde. fa deu resultado po- Ao realizar a I Cami- Passamos de Unidade D sitivo. No campo da nhada da Saúde, o time da unidade mobilizou a comunidade local e trabalhadores do transporte e fami- para Unidade C e nossas demandas aumentaram consideravelmente, o que nos permitiu melhorar a saúde, o projeto de expansão abriu caminho para a realização do I Circuito de Saúde nas empresas da re- liares num percurso interação com as empresas gião, uma ação edu- de seis quilômetros de transporte, seus cativa sobre higiene que reuniu 300 participantes. No entanto, um dos grandes projetos colaboradores e dependentes. E que venha 2017 com novos desafios! bucal e ergonomia no trabalho. E no campo da capacitação, gestores de empresas de Linhares foram cer- tificados nos treinamentos de Gestão de Pessoas e Desenvolvimento de Lideranças. Jovem Aprendiz O reflorestamento da principal nascente da cidade foi uma das grandes ações da equipe da unidade neste ano de 2016 Fechando o ciclo de conquistas do ano, o Sest Senat de São Mateus lançou suas primeiras turmas do Projeto Jovem Aprendiz. “Fomos às empresas apresentar o programa e a proposta do curso de Assistente Administrativo, e a aceitação das empresas foi excelente! Tanto que iniciamos o trabalho com três turmas. Ao todo, são 50 adolescentes que prestarão serviços na área administrativa das empresas da região”, destacou Nelson Hespanha. Outras ações de destaque Em parceria com a Polícia Rodoviária Federal e outras entidades ligadas ao trânsito, o Sest Senat realizou em maio o 2° Comando de Saúde nas Rodovias no Posto Paradão BR101, em Linhares. Na ocasião, 274 caminhoneiros foram orientados sobre bons hábitos de saúde. Em setembro, a equipe da unidade realizou a I Exposição de Transportes no Trânsito, no centro da cidade. O evento, realizado em parceria com as empresas Vix Logística, Locar, viações São Gabriel, Sudeste e Águia Branca, TVL e Transportadora Transjoia, apresentou à comunidade da cidade os responsáveis pela mobilização do segmento logístico do Estado e fez parte da programação da Semana Nacional do Trânsito. Em 2016, o Sest Senat de São Mateus ampliou sua oferta de cursos. Sete novos treinamentos passaram a fazer parte da grade: Excel, Informática, Desenvolvimento de Lideranças, Gestão de Pessoas, Assistente de Administração de Pessoal, Rotinas Administrativas e Serviços Gerais, Introdução às Leis Trabalhistas – CLT. E de todos, merecem destaque as opções voltadas para a área administrativa – Gestão de Pessoas e Assistente de Administração de Pessoal. A implantação da metodologia do Programa 5S foi retomada na Viação São Gabriel, com o apoio do Sest Senat. 12 | Transporte.log | Novembro/dezembro 2016

[close]

Comments

no comments yet