REVISTA ON - CRUZ AZUL

 

Embed or link this publication

Description

REVISTA ON DEZEMBRO 2016

Popular Pages


p. 1

Ano I | N° 4 | Dezembro/2016 Distribuição gratuita Cuidados intensivos no CTI página 20

[close]

p. 2

Revista Cruz Azul 2

[close]

p. 3

3 Revista Cruz Azul Há 91 anos, milhares de pessoas frequentam a Cruz Azul de São Paulo. São pais, avôs, filhos, netos, primos, amigos, colaboradores, prestadores de serviços... e a todos eles dedicamos nossos cuidados, nas áreas de saúde e de educação. A Cruz Azul está presente em momentos marcantes da vida: o nascimento das crianças, a assistência integral à saúde desde os primeiros anos de vida, a formação no Colégio PM preparando-os para o mercado de trabalho e também a transição para a fase adulta, enfim, proporcionamos cuidados de .

[close]

p. 4

Revista Cruz Azul 4 Expediente Revista Cruz Azul é uma publicação trimestral da Associação Cruz Azul de São Paulo Corpo Diretivo: Superintendente Cel PM Julio Antonio de Freitas Gonçalves Coordenador de Saúde Cel PM Renato Aldarvis Coordenadora Clínica Dra. Joyce Mari Stocco Coordenador de Educação Cel PM Renato Penteado Perrenoud Coordenador de Logística Cel PM Marcos Roberto Chaves da Silva Coordenador de Sustentabilidade Cel PM Leônidas Pantaleão de Santana Coordenador de Finanças Cel PM Aguinaldo Nobre de Mello Chefe de Gabinete Cel PM Edson Teixeira Costa Publicação desenvolvida pela equipe da Comunicação Corporativa: Elisabeth Diniz, Fernanda Bigliatto, Mário Dias, Rafaela Vieira e Sabrina Tono Diagramação e arte: Lucas Leandro Jornalista Responsável: Bárbara Moraes - MTb.: 50.258/SP Banco de imagens: Acervo Cruz Azul e Shutterstock Tiragem: 25.000 exemplares Dezembro/2016 comunicacao@craz.com.br www.cruzazulsp.com.br www.facebook.com.br/cruzazuldesaopaulo Certificações SISTEMA DE GESTÃO CERTIFICADO NBR ISO 14001:2004 HOSPITAL SANTA MARIA Sumário 5 Editorial Conquistas e desafios 6 Mensagem Descontos exclusivos Por mais tolerância 8 Eventos Qualidade e reconhecimento Jornada da Estomaterapia 10 Saúde Jovem Ginecomastia 11 Sáude na Melhor Idade Varizes e seus cuidados 12 Esportes Cheerleaders Lions Ginástica artística 14 Saúde Humanizada Brincar é coisa séria 17 Tecnologia Radiografia digital 18 Saúde da mulher Fibromialgia: enfrentando o fantasma 20 Capa Cuidados intensivos no CTI 24 Educação em Foco Escola virtual 26 Radar da Saúde Bruxismo 29 Saúde da Criança Asfixia em crianças 30 Psicologia A importância da psicoterapia 32 Saúde do Homem Prevenção de DST 34 Campanhas Dezembro Vermelho 36 Conexão Estudantil Inclusão digital Iniciativa social 38 Atendimento Nova Central de Atendimento ao Cliente CERTIFICADO nº 0309/003/079 VALIDADE: 23/06/2019 Link para edição online

[close]

p. 5

Conquistas e desafios Editorial 5 Revista Cruz Azul Cruz Azul celebra as realizações desse ano com vistas para as novas oportunidades O ano de 2016 está chegando ao final e, além de dar as boas-vindas a 2017, o Corpo Diretivo da Cruz Azul de São Paulo faz um agradecimento especial aos pacientes, equipe médica e enfermagem, alunos e educadores, familiares, colaboradores, prestadores de serviços, fornecedores e instituições parceiras, principalmente a Polícia Militar e a Caixa Beneficente, que vivenciam conosco as conquistas e os desafios das áreas de saúde e educação. Recentemente compartilhamos diversas realizações: a inauguração dos novos Ambulatórios em São José dos Campos e Santo Amaro, a publicação do Código de Ética e de Conduta, a implantação do programa “Hora da Verdade – como encantar clientes”, o início das oficinas de automaquiagem para pacientes oncológicas, a primeira edição do Prêmio de Qualidade Colégio PM, a estruturação do inovador ensino bilíngue em mandarim na Unidade Centro, o agendamento de consultas via internet, entre muitas outras ações. E, no início do próximo ano, ainda será inaugurada a 11ª Unidade do Colégio PM, em Sorocaba, com o objetivo de contribuir para a formação de cidadãos comprometidos com os valores humanos e responsabilidade socioambiental em uma região que conta com um efetivo de mais de 5.000 policiais militares. do Anglo no município sorocabano, o que inviabiliza a autorização para manter a mesma metodologia. Portanto, buscamos no mercado uma alternativa moderna e atualizada para garantir a mesma qualidade de ensino para os nossos 12 mil alunos. Além disso, todas as Unidades também contarão com a parceria Google for Education, em que a tecnologia torna-se uma poderosa aliada do ambiente educativo, à medida que os recursos multimídia são aplicados nas aulas para contribuir com o processo de aprendizagem. Com diversas iniciativas em curso focadas na excelência, na qualidade e na humanização do atendimento, nossa entidade filantrópica permanece empenhada em promover a qualidade de vida da família policial-militar e, nesta oportunidade, desejamos um Natal iluminado para todos e que, em 2017, tenhamos um ano ainda mais próspero, repleto de paz, amor, saúde e educação. Corpo Diretivo Cabe ressaltar que, em nossas 10 Unidades atuais, temos parceria com o Sistema Anglo de Ensino. Já a nova Unidade Sorocaba contará exclusivamente com o Sistema SAE Digital, uma empresa pioneira em oferecer material didático disponibilizado em formato 100% digital. Tal alteração foi necessária devido ao fato de que já existe uma escola parceira

[close]

p. 6

6 Mensagem Descontos exclusivos Revista Cruz Azul Beneficiários CBPM contam com descontos em diversos segmentos A Caixa Beneficente da Polícia Militar (CBPM) tem firmado parcerias que oferecem descontos exclusivos para os policiais militares e pensionistas contribuintes e seus beneficiários. Basta mencionar seu CPF e RE, sem dígito, ou ainda apresentar a credencial CBPM nos seguintes estabelecimentos: • Toda a rede do Grupo Raia Drogasil, com descontos a partir de 30% em medicamentos genéricos tarjados, 20% em medicamentos de marca tarjados e 5% em itens de perfumaria*. • Toda a rede da Drogaria São Paulo e Drogarias Pacheco, com descontos a partir de 30% em medicamentos genéricos tarjados, 20% em medicamentos de marca tarjados e 5% em itens de perfumaria*. • Ótica Venexia (Rua do Oratório, 760 – Mooca – São Paulo/SP), com descontos de 10% na linha de cosméticos e 15% em óculos de sol e armação para grau, exceto em lentes de grau**. • Toda a rede de Óticas Gil Lancaster, com descontos de 20% para produtos de marcas importadas, 30% para produtos de marcas nacionais e marca própria e garantia estendida. • Grupo Educacional Educamais, com descontos de até 50%. * Os descontos podem ser alterados a qualquer momento sem comunicação prévia. ** Descontos não cumulativos com outras promoções. Os beneficiários são os dependentes de policiais militares ativos e inativos e as pensionistas, regularmente inscritos na CBPM: • Cônjuge e companheiro(a); • Filhos e enteados de até 21 anos; • Filhos e enteados acima de 21 anos que sejam incapazes ou inválidos, sob a dependência econômica do PM; • Pais do contribuinte, desde que vivam sob sua dependência econômica e não existam outros beneficiários obrigatórios. Para mais informações acesse o site www.cbpm.sp.gov.br e a página /caixabeneficentedapoliciamilitardoestado

[close]

p. 7

Por mais tolerância Mensagem 7 Revista Cruz Azul Mensagem do Comandante-Geral da Polícia Militar do Estado de São Paulo Policial militar, Mais uma vez agradeço a Cruz Azul pelo espaço oferecido para poder dirigir a vocês, policiais militares e familiares, esta mensagem do Comando Geral. Hoje, em especial, ao nos aproximarmos das festas de fim de ano, quero lembrá-los de algo que normalmente esperamos dos cidadãos, mas que, muitas vezes, precisamos estar atentos para exercer de maneira plena: a tolerância. A tolerância para uma sociedade democrática evoluída é um instituto social de extrema importância, uma vez que determina que a “maioria” respeite a “minoria” e vice-versa. A tolerância preconiza que todo cidadão, apesar da variedade de pensamentos e opiniões, deve respeitar todo pensamento diferente ou contrário ao seu. Quanto ao policial militar, a tolerância se apresenta de forma ainda mais exigente: devemos, além de respeitar o pensamento do próximo, defender seu direito de expressá-lo. Devemos proporcionar amplas condições para que todos os pensamentos e expressões da sociedade possam ser ouvidos por todos. Nossa missão é de suma importância na democracia. Todas as manifestações ocorridas no Estado de São Paulo, principalmente a partir de 2013, somente foram possíveis pois a Polícia Militar deu suporte para que variados grupos políticos, grupos de estudantes, coletivos, moradores de bairros, classes de trabalhadores, entre outros, pudessem expressar suas ideias. Policial militar, em muitas oportunidades nossa tolerância é testada no limite de nossa capacidade. Lembre-se: você é um agente público que deve sempre agir, nesses casos, como um mediador de conflitos e nunca se tornar parte dele. Quando atuamos, devemos deixar de lado nossas preferências e ideologias e proporcionar a todo e qualquer cidadão condições propícias para poder externar e defender suas convicções. Que todos nós, neste momento sensível da sociedade brasileira, possamos ser mais tolerantes com o próximo e que as autoridades e toda a sociedade brasileira reconheçam no serviço da Polícia Militar o alicerce necessário do Estado Democrático de Direito. Abraço a todos. Cel PM Ricardo Gambaroni Comandante-Geral da PMESP

[close]

p. 8

Revista Cruz Azul 8 Eventos Qualidade e reconhecimento Cruz Azul implanta ferramenta de gestão em prol da melhoria contínua das Unidades de Educação No dia 25 de novembro, aconteceu a cerimônia de entrega do 1º Prêmio de Qualidade Colégio PM, que tem por finalidade reconhecer os destaques na gestão e evidenciar as melhores práticas internamente, para colocá-las no nível de maturidade gerencial assemelhado às organizações internacionalmente reconhecidas pelo seu modelo de gestão. Para agregar valor aos serviços prestados, essa premiação expressa o comprometimento da Cruz Azul de São Paulo com o aperfeiçoamento técnico-profissional, com foco em: resultados, maior cooperação interna, aumento da produtividade, reconhecimento institucional e da sociedade, identificação dos pontos fortes e oportunidades de melhoria, assim como compartilhamento de informações e aprendizado, em consonância com a nossa missão de promover ensino de qualidade e contribuir para a formação de cidadãos comprometidos com os valores humanos e a responsabilidade socioambiental. A Secretaria Executiva do Prêmio formou bancas examinadoras mistas, compostas por 35 funcionários e também por convidados que têm experiência nos modelos gerenciais. Durante o ano 2016, as 10 Unidades do Colégio PM foram avaliadas com base no padrão sistêmico do Modelo de Excelência de Gestão® (MEG), o qual está alicerçado em um conjunto de 13 Fundamentos da Excelência e estruturado em oito Critérios editados pela Fundação Nacional da Qualidade (FNQ). Para prestigiar o encerramento do 1º ciclo da premiação, estiveram presentes os integrantes do Corpo Diretivo da Cruz Azul de São Paulo, assim como o Cel PM José Luis Soares Coutinho representando a Caixa Beneficente da Polícia Militar, a Chefe da 6ª EM/PM Ten Cel PM Daniele Cristina de Freitas, a Chefe do Estado Maior do CPI-9 Ten Cel PM Gisélia Lomba Bernardes e a Ten Cel PM Marlene Ferreira da Cruz Azul Saúde. Classificação do 1º Prêmio de Qualidade Colégio PM – edição 2016 Categoria Gestão – Grau Prata - Unidades Campinas, Centro, Guarulhos, Osasco, Santo Amaro e Vila Talarico Categoria Gestão – Grau Bronze - Unidades Itaquera, Penha, Santo André e São Vicente Destaque em Gestão - Unidade Campinas (maior pontuação) Melhor Prática de Gestão - Unidade Centro (interação com a comunidade chinesa do entorno) Cel PM Freitas e Cel PM Renato com os ganhadores da Categoria Gestão - Grau Prata

[close]

p. 9

Eventos 9 Revista Cruz Azul Jornada da Estomaterapia Instituição promove evento para os enfermeiros estomaterapeutas com foco na prevenção das lesões de pressão Em 17 de novembro, a Cruz Azul de São Paulo promoveu a VI Jornada da Estomaterapia, que é uma especialização da prática de enfermagem. Segundo a SOBEST (Associação Brasileira de Estomaterapia), essa especialidade “é voltada para a assistência às pessoas com estomias, fístulas, tubos, cateteres e drenos, feridas agudas e crônicas e incontinências anal e urinária, nos seus aspectos preventivos, terapêuticos e de reabilitação em busca da melhoria da qualidade de vida”. Na ocasião, foram ministradas diversas palestras para mais de 180 profissionais de saúde, com os seguintes temas: incontinência urinária; dermatite periestomas; o envelhecimento e a lesão por pressão; terapia tópica no tratamento das lesões por pressão; limpeza e desbridamento no tratamento das lesões por pressão; atualidades no conceito e classificação de lesões por pressão e principais superfícies de suporte na prevenção de lesão por pressão. Lesões por pressão Lesões por pressão, também conhecidas como úlceras por pressão, são feridas que ocorrem por uma falha do fluxo sanguíneo ou por irritação da pele localizada sobre um osso saliente nas zonas onde a pele é pressionada contra uma superfície dura por um período prolongado de tempo, como uma cama, cadeira de rodas, aparelho, tala gessada ou qualquer outro objeto rígido. Entre as principais causas, pode-se destacar: diminuição do fluxo de sangue devido à pressão prolongada sobre a pele; ausência de movimentos e sensibilidade, como os grandes incapacitados (paraplegias, tetraplegias e acidente vascular cerebral/derrame), considerando que pessoas acamadas por um longo período, idosos, desnutridos e aqueles que têm incontinência urinária e/ou fecal são mais suscetíveis às lesões. Sendo assim, é imprescindível inspecionar diariamente a pele dos pacientes com risco para o desenvolvimento de úlceras de pressão, tomando cuidados especiais para prevenir as lesões.

[close]

p. 10

10 Saúde Jovem Revista Cruz Azul Ginecomastia Mastologista aborda o aumento do tecido mamário masculino, um problema que incomoda muitos adolescentes Todos os homens possuem tecido mamário desde o nascimento, porém, devido à falta de determinados hormônios, a mama masculina não se desenvolve. A ginecomastia se caracteriza pelo aumento do tecido mamário no sexo masculino. Por ser uma condição benigna não há risco de malignização, entretanto, pode afetar bastante a autoestima e, em alguns casos, levar a sintomas dolorosos. Sua incidência é relativamente comum e costuma-se observar principalmente em adolescentes ou nos idosos. Esta condição pode ser normal e transitória em recém-nascidos e nos indivíduos do sexo masculino que estão entrando na puberdade, portanto, não necessitando de tratamento. Doenças crônicas, medicações, condições genéticas e até drogas (maconha ou anabolizantes, por exemplo) podem ser responsáveis pelo desenvolvimento da ginecomastia. Um dos mecanismos envolvidos seria o desequilíbrio entre os níveis de estrogênio e testosterona circulantes. Com o aumento da obesidade infanto-puberal ocorrido nas últimas décadas, cada vez mais jovens vêm ao consultório queixando-se de aumento do volume das mamas. Nessas situações, o diagnóstico diferencial deve ser feito entre ginecomastia verdadeira e lipomastia, que é o acúmulo de gordura na região peitoral. Durante a investigação diagnóstica, o médico deve sempre procurar identificar a causa do aparecimento desta condição, pois em certas situações, a exemplo de medicações, álcool ou drogas, a ginecomastia pode regredir apenas com a troca de remédios ou interrupção do uso de substâncias nocivas. A ginecomastia é facilmente identificada ao exame clínico, pode ser uni ou bilateral e medir entre um e dez centímetros. Apesar disso, muitas vezes o médico poderá solicitar exames complementares para descobrir a causa. Dosagens hormonais, ultrassom das mamas e da bolsa escrotal, mamografia e um cariótipo estão na lista dos possíveis exames. Em pacientes com mais idade, o câncer de mama, embora raro em homens, é um possível diagnóstico diferencial e, por isso, deve ser prontamente afastado pelo mastologista e, nessa situação, a biópsia é o exame mais indicado. Existem duas abordagens para o tratamento da ginecomastia, a depender do tamanho e do tempo de doença. Nos casos de lipomastia, o acúmulo de gordura da região pode regredir consideravelmente com o combate à obesidade e ao sobrepeso, além da prática de atividades físicas. Quando a ginecomastia tem pouco tempo de surgimento, o tratamento medicamentoso é uma estratégia eficaz. Já o tratamento cirúrgico é indicado nos casos de ginecomastia volumosa, que não respondeu ao tratamento clínico ou em pacientes que, mesmo com a perda de peso, sentem-se desconfortáveis com o volume mamário. Por Dr. Bruno Mancinelli Ginecologista da Cruz Azul, com especialização em Mastologia

[close]

p. 11

Saúde na Melhor Idade 11 Revista Cruz Azul Varizes e seus cuidados Especialistas da Cruz Azul falam sobre a prevenção e o tratamento de doenças varicosas Quem nunca viu ou ouviu falar dos famosos vasinhos nos membros inferiores, seja pelo incômodo doloroso ou mesmo pelas causas estéticas? Mas você sabe o que realmente são? Conceitualmente, as varizes são veias superficiais dilatadas e tortuosas que perderam a sua principal função: o retorno do sangue dos membros inferiores (MMII) ao coração. Esta insuficiência venosa crônica (IVC) apresenta uma alta prevalência mundial. No Brasil, acomete aproximadamente de 41 a 62% das mulheres e 13 a 37% dos homens. Quanto aos fatores de risco, muitos têm sido atribuídos ao aparecimento das varizes, dentre os quais merecem destaque: a gravidez e a obesidade nas mulheres - sendo este último ainda não bem caracterizado nos homens - idade avançada, histórico familiar de varizes, sedentarismo, assim como a postura e profissão exercidas, em especial as que se caracterizam por uma longa permanência em pé ou sentados. Os sinais da doença varicosa são: as famosas “aranhinhas vasculares” (telangiectasias), as veias varicosas propriamente ditas, o inchaço, as manchas na pele (escurecimento) e, por fim, a tão temida úlcera venosa. Além destas, podem haver as varicoflebites (formação de coágulos e inflamação das varizes) e a varicorragia (sangramento). Conforme história, exame físico e o ecodoppler venoso, o cirurgião vascular vai optar pelo melhor e mais adequado tipo de tratamento, seja ele clínico, com uso de medicação específica e meia elástica, ou cirúrgico, a depender do tipo e graduação das varicosidades. Alguns fatores melhoram a recuperação e o resultado cirúrgico final, como perda de peso e atividade física pré-cirúrgica, assim como o controle das doenças crônicas associadas. A idade avançada por si só não constitui uma contraindicação absoluta ao procedimento cirúrgico, no entanto, para maior elucidação, consulte sempre um cirurgião vascular de sua confiança. Os sintomas relacionados à doença varicosa são: sensação de peso, cansaço, inchaço, queimação, pontadas, formigamento, coceira e câimbras. Esses sintomas normalmente melhoram ou estão ausentes em repouso e elevação dos membros inferiores, aparecendo ou piorando durante as atividades diárias habituais, intensificando-se ao final do dia. Por Dr César Navarro Morales e Dr. José Alberto Florêncio Pereira Cirurgiões Vasculares da Cruz Azul de São Paulo

[close]

p. 12

Revista Cruz Azul 1122 Esporte Cheerleaders Lions Estudantes do Colégio PM formam grupo de animadores de torcida em Campinas Com força de vontade, talento e determinação, as alunas Isabella Said Gomes de Souza e Rhanna Cristina Barbosa da 3ª série do Ensino Médio motivaram os estudantes do Colégio PM – Unidade Campinas a criar o grupo de líderes de torcida Lions para animar os eventos acadêmicos. Tradicional nos Estados Unidos, o esporte envolve coreografias com elementos de dança, música e ginástica artística, inclusive saltos e as famosas elevações, também conhecidas como pirâmides. No Brasil, a modalidade vem ganhando representatividade com diversas competições, como, por exemplo, o Campeonato Nacional de Cheer & Dance, organizado pela União Brasileira de Cheerleaders. Para iniciar o projeto na Unidade Campinas, foram realizadas audições com jurados experientes para selecionar mais 18 integrantes para a equipe de líderes de torcida, junto às duas idealizadoras, contando com o apoio do Grêmio Ultimato (gestão 2016 do Grêmio Estudantil) e de patrocinadores. Desde então, as apresentações das Lions acontecem em diversos eventos culturais da escola e da comunidade, como festas juninas, jogos internos, gincanas e o desfile de 7 de setembro, que lhes conferiu destaque na mídia local. Para as capitãs da equipe, Isabella e Rhanna, “este projeto é inovador e divertido, não só para quem participa, mas também para os espectadores, pois a iniciativa serve de aprendizado para o amadurecimento e a perseverança diante das dificuldades da vida, levando como lição para carreira profissional que há de vir”. Cheerleaders Lions Capitãs: Isabella Said Gomes de Souza (3º BM) e Rhanna Cristina Barbosa (3º BM) Equipe: Aldi Mendes (1º BM), Ana Carolina Santos da Silva (3º BM), Ana Paula Martins Cunha Gomes (9º B), Bianca Monteiro (1º AM), Gabriela Belloto (8º B), Giovanna Hadyja Lima (7º A), Isabella Inglesina Morais (8º B), Isabella Vasconcelos Morais dos Santos (9º A), Ítalo Mateus (1º BM), Julia Tamara Silva de Oliveira (6º A), Larissa de Oliveira Campos (1º AM), Lorena Fernanda Ribeiro (1º BM), Maria Eduarda Barreto Trolezi (9º B), Natasha Sales Ferreira Pinto (6º A), Rarika Araújo Almones (7º A), Sofia Helena Fernandes de Carvalho (2º AM), Vanessa Pires da Silva (9º B) e Vitória Vieira dos Santos (6º B). Líderes de torcida Lions, com as capitãs Rhanna e Isabella (ao centro)

[close]

p. 13

Revista Cruz Azul Ginástica artística Esporte 13 Atleta Giulia se destaca em campeonatos esportivos dessa modalidade olímpica Agilidade, elegância, força, coordenação, flexibilidade, equilíbrio... estas características fazem parte do cotidiano da atleta Giulia Pucharelli desde os seis anos de idade, quando começou a praticar a ginástica artística. Inspirada pela mãe, Patrícia, que também foi ginasta, a garota teve experiências com balé, judô e natação, mas se apaixonou mesmo pela ginástica, um dos esportes disputados desde a primeira edição moderna das Olimpíadas. Aluna do Colégio PM desde 2015, Giulia está completando o 7º ano do Ensino Fundamental na Unidade Osasco, conciliando os estudos com os intensos treinos de ginástica olímpica, de segunda a sexta, das 14h às 19h30, e, aos sábados, das 8h às 12h. Aos 11 anos de idade, a estudante é atleta federada pela Federação Paulista de Ginástica, pela Confederação Brasileira de Ginástica e pela Secretaria Municipal de Esporte, Recreação e Lazer por meio do Fundo de Assistência ao Esporte de Osasco, contando com uma extensa lista de títulos conquistados. “Eu pretendo continuar treinando muito, cada vez mais, pois sonho alto, não só pensando em Olimpíada, mas sendo atleta de ginástica artística, tenho a possibilidade de me graduar no exterior ou até mesmo de fazer uma audição no Cirque du Soleil e conhecer o mundo”, comenta. “Tenho todo o apoio da família, principalmente dos meus pais, que são os maiores incentivadores. Sem eles, em alguns momentos, eu teria desistido. E ter o apoio do Colégio PM em todo esse processo é fundamental, pois reconhecer meu empenho e minha dedicação me traz muita satisfação!”, completa a ginasta Giulia. Principais títulos conquistados Campeã por Equipes da Copa São Paulo Infantil B (mai/15) Campeã por Equipes Paulista Infantil C (ago/15) Campeã Individual Geral Paulista Infantil C (ago/15) Campeã da Copa São Paulo Individual Geral Infantil (jun/16) Campeã por Equipes dos Jogos Regionais – Avaré (jul/16) Campeã Estadual por Equipes Infantil B (set/16)

[close]

p. 14

1414 Saúde Humanizada Revista Cruz Azul Brincar é coisa séria Brinquedoteca Hospitalar da Cruz Azul estimula o “brincar” para a promoção da saúde “A infância é o tempo de maior criatividade na vida de um ser humano”, já dizia o cientista e educador Jean Piaget, o qual comprovou que o conhecimento advém das descobertas que as crianças fazem, visto que elas assimilam o mundo à sua maneira. Nesse sentido, muito além de ser um direito garantido constitucionalmente, o ato de brincar é essencial para o crescimento sadio e harmonioso, inclusive no caso daquelas que estão hospitalizadas. Criada em 2005, a Brinquedoteca do Complexo Hospitalar da Cruz Azul integra nosso programa de humanização no atendimento ao proporcionar um espaço dedicado às crianças internadas nas alas da Pediatria e Oncologia onde elas são estimuladas a participar de diversas atividades lúdicas junto com os pais e responsáveis, o que também reforça os laços familiares, alivia o estresse do processo de internação, eleva a autoestima e contribui para que os resultados dos tratamentos sejam ainda mais satisfatórios. em que recebem a medicação e são submetidas a procedimentos médicos, as crianças têm estímulos positivos que viabilizam o equilíbrio intelectual e emocional, pois o “brincar” influencia aspectos biológicos e psicológicos de forma integrada e dinâmica. Além disso, é importante ressaltar os cuidados especiais na assepsia e no manejo dos brinquedos e jogos para evitar possíveis infecções hospitalares, mediante higienização periódica dos itens expostos a cada período de utilização. Para a Pedagoga Hospitalar da Cruz Azul, Lucienne Soares, “a Brinquedoteca é de suma importância na recuperação integral do paciente internado, contribuindo para diminuir o estresse e os eventuais traumas que podem surgir com a internação”. Brinquedoteca do Complexo Hospitalar Funcionamento: dias úteis, das 9h às 16h30 As brincadeiras são propostas conforme os fundamentos da Pedagogia Hospitalar para preservar a saúde emocional, estimulando o desenvolvimento cognitivo, motor e psicossocial e, também, a socialização entre as crianças. Considerando que, durante uma internação, os pequenos pacientes já estão privados de sua rotina em casa, na escola e com os amigos, a Brinquedoteca propõe o acolhimento, a atenção, o carinho e a diversão, fatores essenciais para a promoção da qualidade de vida por meio da assistência integral à saúde. Dessa forma, estando fora do ambiente Beneficiários: crianças internadas nas alas de Pediatria e Oncologia, juntamente com os familiares que as acompanham durante a internação. Também é realizada avaliação médica para liberação e, nos casos em que o paciente não possa ir à Brinquedoteca, a equipe promove atividades diferenciadas no quarto de internação. Atividades lúdicas coordenadas por profissional especializado em Pedagogia Hospitalar: oficinas de pintura, sessões de cinema, brinquedos e jogos, comemoração para aniversariantes, eventos em datas comemorativas e muito mais!

[close]

p. 15

15 Revista Cruz Azul

[close]

Comments

no comments yet