Bom Dia o Diário do Médio Piracicaba

 

Embed or link this publication

Description

Edição Número 4.110

Popular Pages


p. 1

SEXTA E SÁBADO 9 e 10 DE DEZEMBRO DE 2016 | R$ 1,00 O Diário do Médio Piracicaba Edição: 4.110 - Ano XVIII - Fechamento: 18h00 Sol, alternando com pancadas de chuva e possíveis trovoadas MÁXIMA: 28ºC MÍNIMA: 20ºC www.bomdiaonline.com Estudantes fecham BR-381 em protesto Bell Silva / O Popular Sérgio Henrique Braga Universitários atearam fogo em pneus para impedir a passagem de veículos. Página 7 Edinho a um passo da Stock Car Página 3 População luta por manutenção de escola Caixas funcionarão em horário reduzido Página 5 Piloto recebeu convite de equipes renomadas para participar da principal categoria do automobilismo nacional em 2017. Ida, porém, depende da conquista de patrocínios. Página 8

[close]

p. 2

BOM DIAsexta e sábado, 9 e 10 de dezembro de 2016 2.opinião EXPEDIENTE BOM DIA • Diretor Responsável: Geraldo Magela Gonçalves (Interino) • Diretor Geral: Luiz Gonazaga de Castro • Comercial: comercial@bomdiaonline.com 3851-1515 • Edição Breno Botelho • Diagramação/Arte: Sérgio Henrique Braga • Impressão: Gráfica Bom Dia • Colaboradores: Márcio Naoto Suzuki (Up Street) Lúcio Flávio Carlos Augusto - Gugu (Meu Palpite) Tayana Duarte (Interiores com Estilo) Marcos Martino (Cenários) • Representante Comercial: Super Mídia Brasil - BH Central de Comunicação - SC Redação e Administração Rua Nossa Senhora Aparecida, nº 152, Sl. 305, Aclimação, CEP.: 35930-028 João Monlevade / MG / Brasil (31) 3851.1515 • Bom Dia online: www.bomdiaonline.com Circulação: Alvinópolis, Barão de Cocais, Bela Vista de Minas, Bom Jesus do Amparo, Catas Altas, Dionísio, Dom Silvério, Itabira, João Monlevade, Nova Era, Rio Piracicaba, Santa Bárbara, São Domingos do Prata, São Gonçalo do Rio Abaixo, São José do Goiabal. FUNDADO EM JULHO DE 1998 Bom Dia Comunicação Ltda - ME. CNPJ.: 24538633/0001-16 Todos os Direitos Reservados bomdia@bomdiaonline.com redacao@bomdiaonline.com Mestre Junei O entrevistado dessa semana no MEDIOPIRA é o mestre Junei, coordenador da Bateria Colibri de Alvinópolis, um cara que é músico, toca vários instrumentos (e bem), já integrou banda de reggae, diversos grupos de samba, batuqueiro nato, que foi conquistando seu espaços até se destacar como mestre de bateria, honraria que pede uma grande capacidade de lidar com o ser humano, equilibrando disciplina e resiliência. – Como é que surgiu em você esse interesse pela música? Quais foram as suas influências? Influência: Família. Na Devoção e na Folia (risos). As lembranças que tenho são do congado com meu pai, bisavó, tios avos, dos ensaios de carnaval, das escolas de samba ensaiando nas praças. Eu sempre ali no meio tentando aprender, tirar som em algum instrumento, ganhar uma fantasia e desfilar. Os encontros de família, sempre os tios, primos, avo, tocavam violão e aquilo me encantava, foi virando paixão. – Conte um pouco da sua trajetória. Em quais bandas e baterias participou? Em meados de 1990 meus pais me deram o primeiro violão. Com meu tio aprendi os dois primeiros acordes MI e RE. Logo veio a primeira música - “caminhando e cantando e seguindo a canção...” - estava me sentindo maravilhado com aquilo, a vontade de fazer mais notas, tocar mais musicas. Toda folga era violão debaixo do braço, sentar na porta da rua e esperar um filho de Deus, alguém que soubesse uma nota se quer para ajudar-me. Vários foram os abençoados professores. Tinha uma imensa vontade de participar das aulas de violão do “Tetega”, mas não tinha recursos financeiros para tal. Com o tempo outros membros da família (Juninho, Nei) se interessaram em tocar e igualmente sem recurso financeiro começamos a cooperar um com o outro, fomos pras igrejas, conjuntos de bairro, corais, etc, até que tivemos a oportunidade de conhecer o Sr Rogério Martino – Pai das Bandas Alvinopolenses. Ele começou a nos instruir e deu formação a nossa primeira banda – Black Swing. A partir daí tive a oportunidade de fazer parte como baixista de outros grupos como: Transito Livre, Raiz do Samba, GAM, Marquinhos e Junei, Sambaqui, Gilvan e Rhyan, etc. Como amante do samba sempre me dediquei ao aprendizado nas escolas de samba da cidade: Unidos do Morro e Santa Cruz. Fiz parte de outros projetos sociais na cidade e hoje em dia me sinto orgulhoso em fazer parte da Bateria Colibri da Fundação Bio Extratus. – O que você considera ser fundamental para um mestre de bateria? Não me considero um mestre de bateria, sou no máximo um tira dúvidas, um organizador. Mas considero fundamental paixão, dedicação, paciência. É muito difícil lidar com pessoas de diferentes facilidades, realidades e entendimentos em um mesmo grupo musical. - A Fundação Bio Extratus mantém a bateria colibri, uma iniciativa cultural muito importante pra Alvinópolis. Como é que surgiu a ideia de se constituir a bateria? No campo cultural, a Fundação Bio Extratus vem cumprindo com louvor a sua missão de prestar serviço de qualidade, contribuindo assim com o desenvolvimento da cidade de Alvinópolis e região. Iniciou suas atividades com o projeto “Flauta Mágica”, depois veio “Som da Solidariedade”, o belo projeto “Arte Dança” e por fim a “Bateria Colibri”, um sonho antigo da Dona Vera e que hoje enche de sonhos e alegrias a todos os integrantes e envolvidos. Alias gostaria de aproveitar a oportunidade para agradecer e enaltecer o trabalho sócio cultural que a Dona Vera e o Sr Lindouro fazem pela cidade de Alvinópolis e região. – Como são recrutados os integrantes da Colibri? Tem de ser funcionário da BIO EXTRATUS para participar? Não precisa ser funcionário da Bio Extratus para participar. Temos um número de vagas fixo – 60 – que é preenchido de acordo com a necessidade da Bateria, seguindo uma fila de espera e interesse ou habilidade do novo integrante. A fundação Bio Extratus investe também no intercâmbio para agregar conhecimento. Conte um pouco dessa experiência pra gente. Já fizemos um intercambio no RJ – quadra do Salgueiro. Tivemos também a oportunidade de participar de algumas oficinas na cidade de Alvinópolis com mestres de bateria conceituados. – Como é a escolha de repertório da COLIBRI? Selecionamos de acordo com evento que vamos participar, sempre tentando agradar ao público e também aos integrantes da Bateria – composta por músicos de várias faixas etárias. –Além do lado artístico musical, a COLIBRI tem também um lado social forte? Comente isso pra gente… A arte traz novas perspectivas técnicas, individuais e de grupo às crianças e adolescentes da comunidade, trabalhando o perigo do ócio, despertando-os para opções que estejam de acordo com a idade e interesse de cada um, seja na cultura, no trabalho ou na vida social. Torna possível desenvolver o autoconhecimento, a autoestima, a solidariedade, a união, a força de vontade, a alegria e a sociabilidade. – Quais os projetos para o futuro próximo? A Diretoria da Fundação Bio Extratus sempre se reúne no inicio do ano para tratar do futuro, aguardemos. Só tenho uma certeza… irão mais uma vez fazer o bem. – Quem quiser uma apresentação da bateria colibri em sua cidade tem de falar com quem? O que tem de fazer? A Bateria pode ser contacta através de nosso contato na página do facebook. https://pt-br.facebook.com/ bateriacolibri MEDIOPIRA – Deixe seus contatos, face, zap, instagram, etc para que o pessoal possa conhecero trabalho… e-mail.: juneidomingos@ hotmail.com facebook.: https://www.facebook.com/juneidomingos

[close]

p. 3

BOM DIAsexta e sábado, 9 e 10 de dezembro de 2016 3.cidade Diferentes setores se unem contra fechamento da Escola Estadual Santana João Monlevade – Os protestos contra o fechamento da Escola Estadual Santana ganharam força na última semana. Após o Governo de Minas emitir ordem de fechamento à Superintendência Regional de Ensino (SRE), diversos setores da comunidade se mobilizaram para tentar reverter o quadro. Na última segunda-feira (5), representantes da SRE estiveram na unidade que ensino, que fica no bairro Tieté, no Centro Industrial para comunicar oficialmente o fechamento do local e foram recebidos por moradores, pais, alunos e professores, que clamavam pela continuidade dos serviços escolares. De acordo com o Plano de Atendimento, a escola encerrará as atividades a partir do dia 3 de Sérgio Henrique Braga Representantes da comunidade debateram sobre fechamento da escola janeiro do próximo ano. No local, professores, alunos, pais de alunos, vereadores, representantes do sindicato dos metalúrgicos (Sindmon Metal), o padre Carlos Jorge e um inspetor de ensino da SRE participaram de um debate, onde o representante da superinten- dência tentava explicar o motivo para o fechamento da escola. “Uma falta de respeito com os professores que foram comunicados na terça-feira passada e com os pais de alunos que foram comunicados apenas na quinta-feira”, disparou uma professo- ra que pediu para não ser identificada, já que a superintendência não permite a manifestação do profissional. Segundo o representante da Superintendência, o pedido de fechamento se deu devido a constante queda no número de alunos. Atualmente a escola conta com 180 alunos. Já na manhã de terça-feira (6), foi a vez do deputado estadual Raimundo Nonato Barcelos, Nozinho, se encontrar com a secretária de Estado de Educação, Macaé Evaristo, para pedir a continuidade do serviço. “Solicito a reconsideração quanto ao fechamento da escola pela sua importância na formação de crianças e jovens da região onde está instalada. Fui procurado por vereadores e membros da comunidade e trago o anseio deles que é o não fechamento”. O assunto voltou a ser debatido durante entrega da Medalha Mérito Escolar, também no dia 6. Durante o evento, que pre- mia destaques estudantis, vereadores falaram sobre o episódio. “Todos os vereadores, sem nenhuma exceção, são contrários ao fechamento”, disse o presidente da Câmara, Djalma Bastos. A inspetora de ensino, Erlaine Maria de Souza, presente ao evento, esclareceu que não se pronunciaria sobre o fechamento da Escola Santana. “Os esclarecimentos devem partir da Secretaria de Estado de Educação. Mas quero deixar claro aqui que qualquer medida deste porte é feita com embasamento, com estudo e nunca para prejudicar a população. Solicito aos vereadores que estudem a situação”, disse a inspetora. Câmaras prestam homenagens a voluntários Maria Tereza Bicalho/Acom CMJM A Câmara de Monlevade homenageou 24 voluntários Geral - As câmaras municipais de João Monlevade e São Gonçalo do Rio Abaixo homenagearam nesta semana pessoas que realizam trabalhos voluntários nas respectivas cidades. Os atos são em alusão ao dia do Voluntário, comemorado dia 5 de dezembro. Ao todo, 51 pessoas (24 em Monlevade e 27 em São Gonçalo) foram agraciadas pelos serviços voluntários em entidades e associações. Os eventos foram realizados na sedes das Câmaras. “Que bom que em nossa cidade podemos contar com pessoas que realmente fazem a diferença. A homenagem é para vocês, mas somos presenteados diariamente com as atividades desenvolvidas. Em nome da Câmara, o nosso muito obrigado”, disse o presidente do Legislativo em Monlevade, Djalma Bastos. A presidente da Câmara de São Gonçalo, Luciana Bicalho, agradeceu pelo trabalho que cada um desenvolve. “Feliz o município que pode contar com o exemplo de voluntários, trabalho que é dos mais importantes para a sociedade”.

[close]

p. 4

BOM DIAsexta e sábado, 9 e 10 de dezembro de 2016 4.cidade Samarco planeja volta das operações e faturamento de US$ 1 bi em 2017 Geral - Pouco mais de um ano após o rompimento da barragem de Fundão, que matou 19 pessoas e causou, segundo especialistas, a maior tragédia ambiental do país, a Samarco já estima faturar US$ 1,1 bilhão em 2017 com a reativação de suas operações minerárias. Nessa quarta (7), o presidente da empresa, Roberto Carvalho, confirmou os planos e disse que os processos de licenciamentos se iniciam na semana que vem, com audiências públicas em Ouro Preto e Mariana. O plano da mineradora é usar a cava da antiga mina Alegria Sul, nas imediações do complexo de Germano, onde está a barragem de Fundão, para depositar os rejeitos. A expectativa é que Acom CMSG Samarco já estima faturar US$ 1,1 bilhão em 2017 com a reativação de suas operações as operações se iniciem em meados de 2017, já que a Samarco espera que todas as licenças estejam liberadas pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad) em um prazo de seis meses. Essa alternativa permitirá à empresa voltar a operar com 60% de sua capacidade, aproximadamente 18 milhões de toneladas por ano, já que a empresa é capaz de extrair e beneficiar 30 milhões de toneladas anuais. A liberação dessas licenças não deve ser um grande problema, já que o governo mineiro é favorável à volta das atividades da mineradora, que, em 2014, foi responsável pela geração de R$ 1,5 bilhão em tributos e por 1,6% do Produto Interno Bruto (PIB) total de Minas Gerais. “Temos o apoio do governador (Fernando Pimentel), de empresários e de prefeituras, mas a Semad é um órgão independente e é ela quem decide as licenças”, disse o executivo. Roberto Carvalho explicou que, com esse nível de 60% de operação, seria possível vender no mercado cerca de 9 milhões de toneladas de pelotas de minério de ferro, o produto carro-chefe da mineradora, no ano que vem, o que daria cerca de US$ 1,1 bilhão, considerando o atual preço da tonelada no mercado internacional de US$ 110. Esse montante, com base no dólar comercial dessa quarta (7), seria de R$ 3,6 bilhões. O valor é mais de três vezes maior do que os R$ 1,05 bilhão que a Samarco gastou até outubro para minimizar os impactos da tragédia de Fundão, que afetou cidades minei- ras e do Espírito Santo, além de ter poluído rios, como o rio Doce. Com a retomada das atividades, a empresa seria capaz de arcar com as despesas dos 41 programas de recuperação das áreas atingidas pela tragédia, que, segundo Carvalho, são estimadas em R$ 11,8 bilhões em dez anos. “Teremos capacidade de gerar caixa e de ter lucro”, completou. O executivo garante que tem demanda até se conseguissem operar a 100% da capacidade. Com a paralisação de um ano da atividade da empresa, segundo Carvalho, os clientes da Samarco tiveram alta nos custos ao comprarem minério de ferro de empresas do Hemisfério Norte, pois “a qualidade do produto não é a mesma”, disse. Transporte escolar gratuito inicia cadastro na próxima semana João Monlevade - A Secretaria Municipal de Educação abrirá inscrições para todos os estudantes da rede pública municipal, estadual ou federal, novatos ou aqueles que mudarão de escola e que pleiteiam o benefício do Transporte Escolar para o ano de 2017. As inscrições para Educação Infantil e para 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental serão realizadas no período de 12 a 16 de dezembro. Já para os alunos do 6º ao 9º ano, EJA e Ensino Médio, as inscrições deverão ser feitas de 26 a 29 de dezembro. Os alunos das escolas municipais deverão efetuar a inscrição na própria escola onde forem matriculados. Já os alunos das escolas estaduais farão a inscrição na Secretaria Municipal de Educação, situada na Av. Getúlio Vargas, 4798, Carneirinhos, no horário de 7h30 as 10h30 e de 13h30 as 16h30. O candidato deve comparecer munido de cópia de certidão de nascimento ou da carteira de identidade do estudante; cópia da carteira de identidade do pai, mãe ou responsável; cópia do comprovante de endereço referente a outubro, novembro ou dezembro de 2016 (conta de água, luz ou telefone); declaração da escola próxima à residência do aluno afirmando a não existência de vagas, quando for o caso; declaração de matrícula; uma foto 3 X 4 recente. Os alunos que já possuem a carteirinha do transporte escolar e que continuarão na mesma escola não precisam fazer inscrição, pois utilizarão a carteirinha de 2016. Caso haja somente mudança de turno, deverá procurar a Secretaria de Educação no início do ano letivo para troca, portando a carteiri- nha de 2016 e a declara- possuem o Cartão de Es- cação, no início do ano ção de matrícula. tudante, a renovação ocor- letivo, ou seja, a partir de Quanto aos alunos que rerá na Secretaria de Edu- 06 de fevereiro de 2017. Prefeitura abre vaga temporária para engenheiro ambiental João Monlevade - A Prefeitura de João Monlevade vai contratar, temporariamente, um engenheiro ambiental. O contrato, de acordo com a Lei 2011/2012, será apenas temporário, por período até seis meses, até que o aprovado no concurso público seja chamado para assumir o cargo. De acordo com a Secretaria de Meio Ambiente, a contratação se faz necessária para a liberação dos licenciamentos ambientais, que devem ser assinadas por um engenheiro. O edital do processo seletivo fui publicado na terça-feira (6), no site da Prefeitura (www.pmjm.mg.gov.br/prefeituracontrata). As inscrições deverão ser realizadas nos dias 15 e 16 de dezembro, no horário de 8h as 10h30 e de 14h as 16h30. A remuneração é de R$ 2.219,67, com carga horária de 20 horas semanais.

[close]

p. 5

BOM DIAsexta e sábado, 9 e 10 de dezembro de 2016 5.cidade Caixas eletrônicos passam a funcionar até às 18h por medida de segurança São Gonçalo do Rio Abaixo - Os vereadores de São Gonçalo do Rio Abaixo aprovaram o projeto de lei nº 18/2016 que dispõe sobre medidas de segurança em caixas eletrônicos do município. A matéria, de autoria da Prefeitura, proíbe a disponibilização de numerário em caixas eletrônicos presentes nas agências bancárias do município no horário entre 18h às 8h do dia seguinte. Acom CMSG Vereadores aprovaram projeto de segurança e as contas do prefeito Antônio Carlos Além disso, as agências bancárias terão que instalar portas ou grades de proteção e mantê-las fechadas no horário estabelecido. A agência que descumprir a regra poderá pagar multa de R$10mil por dia. Na justificativa do projeto, o Executivo ressalta que esta medida é para proteger a população evitando assaltos com explosivos como já ocorreu em bancos da cidade. Mais aprovações Ainda durante a reunião os vereadores aprovaram as contas do prefeito Antônio Carlos Noronha Bicalho referente ao exercício de 2014. Também foi aprovado o projeto que altera o horário da próxima reunião ordinária do dia 15 de dezembro para as 9h devido à cerimônia de diplomação dos vereadores que ocorrerá no dia 15 às 19h. Monlevade sem clima de Natal Acom Acimon Câmara entrega Medalha do Mérito Legislativo Decoração da Acimon é destaque na cidade João Monlevade Quem anda pelas ruas de João Monlevade percebe uma tímida decoração de Natal pela cidade. Os comerciantes, devido à queda nas vendas durante todo o ano, adotaram uma postura mais precavida e optaram por decorações discretas, mesmo esperando que o Natal melhore os números de negociações com relação ao final de 2015. Em meio à escassez das luzes, a sede da Associação Comercial e Industrial de João Monlevade (Acimon) chama atenção na região central. Aproveitando a reforma de toda a fachada, a associação criou um verdadeiro cartão-postal do Natal na cidade. Com muita luz e símbolos natalinos, o local vem atraindo a população, que recebe visitante todas as noites para registros fotográficos. A Praça Sete de Setembro, recém-inaugurada e a Avenida Castello Branco também receberam iluminação. Barão de Cocais A Prefeitura de Barão de Cocais ligará hoje (9) luzes natalinas dispostas em diversos pontos da cidade. O ato contará com apresentação da banda Santa Cecília e do coral Yolando do Santos. São Gonçalo do Rio Abaixo - A Câmara Municipal de São Gonçalo do Rio Abaixo realizou a entrega das medalhas do Mérito Legislativo 2016. A condecoração ocorreu na última sexta (2), e premiou a Associação de Assistência à Mulher de São Gonçalo do Rio Abaixo (AAMSGRA), Associação Bem Viver da Terceira Idade (ABEVIT), Conselho Tutelar, Dimas Gonçalves de Figueiredo, José Silva Souza, Luciene Maria Monteiro Moreira, Margarida das Dores Madeira, Maria Inês Ribeiro Dias e Tales Lopes Ribeiro. Esta é a segunda vez que o evento é realizado pela Câmara. A primeira foi em 2014 quando a medalha foi instituída. A condecoração faz parte das comemorações do aniversario de São Gonçalo e é entregue a pessoas e Acom CMSG Homenagens foram realizadas na sede da Câmara Municipal entidades de destaque no município. Cada homenageado é indicado por um vereador. A homenageada Nívea Alves da Costa Almeida, que recebeu a condecoração em nome da AAMSGRA, agradeceu e ressaltou a felicidade em receber a homenagem. “É sempre bom saber que nossos esforços serviram para construir uma sociedade mais justa e humana. Isto nos motiva a continuar o nosso caminho e também nos aponta o tamanho de nossa responsabilidade”, disse. O prefeito de São Gonçalo Antônio Carlos No- ronha Bicalho destacou a importância do trabalho de cada um deles. Antônio Carlos ainda parabenizou a Câmara pela inciativa em reconhecer o trabalho dos são gonçalenses. Em discurso, a presidente da Câmara Luciana Bicalho, agradeceu pela contribuição que cada um dá em prol do desenvolvimento do município. Luciana ainda destacou os trabalhos que a Câmara desenvolveu nos últimos anos e, entre estes, o reconhecimento e a valorização do povo de São Gonçalo com a entrega de honrarias e moções.

[close]

p. 6

sexta e sábado, 9 e 10 de dezembro de 2016 Um ano de Paula Yasmim A princesinha Paula Yasmim de Oliveira Domingues completou 1 ano de idade com uma bonita festa no mês de novembro. A recepção foi preparada com muito carinho pelos pais Paulo Roberto Fernandes Domingues e Alessandra de Oliveira. A coluna social deseja muitas bênçãos na vida da aniversariante!

[close]

p. 7

BOM DIAsexta e sábado, 9 e 10 de dezembro de 2016 7.cidade Universitários fazem protestos e fecham BR-381 João Monlevade – Alunos do campus monlevadense da Universidade Federal de Ouro Preto realizaram dois atos de protesto contra a PEC 55 da educação, que congela os investimentos em áreas como saúde e educação pelos próximos 20 anos. Os atos de protestos foram realizados na tarde de quarta-feira (7) na região central de João Monlevade e na manhã de quinta-feira (8) na BR-381, onde o trânsito foi paralisado. Na tarde de quarta, um carro de som do Sindicato dos Trabalhadores Metalúrgicos de João Monlevade apoiou a passeata com cerca de 70 estudantes, com narizes de palhaço, apitos e empunhando cartazes contra a medida do Governo Federal. Os universitários ocuparam as dependências da universi- dade desde o dia 07 de novembro, a exemplo do que ocorre em outros prédios da UFOP em Minas. Às 6h da manhã seguinte, cerca de 50 estudantes fecharam a BR-381 em novo protesto. O movimento estudantil ocorreu no km 357 da rodovia federal e durou cerca de 1h. Eles atearam fogo em pneus e pedaços de madeira com o objetivo de bloquear a passagem de veículos, o que causou congestionamento de 3 quilômetros nos dois sentidos. Após apagarem o fogo e limparem a pista, o trânsito voltou a fluir normalmente na rodovia federal. Os estudantes discordam do projeto que estipula um teto para os gastos com despesas primárias dos poderes Executivo, Judiciário e Legislativo a partir de 2017, pelos próximos 20 anos. De acordo com a PEC, o valor gasto será limitado à despesa realizada na área no ano anterior, reajustada com base na variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (IPCA). Os órgãos que ultrapassarem o teto de gastos sofrerão sanções, como a impossibilidade de realizar concursos públicos e reajustar o salário de servidores públicos. A proposta, que já havia sido aprovada com placar folgado na Câmara dos Deputados, segue o mesmo caminho no Senado. No primeiro turno de votação, foram 64 votos contra 11. A próxima sessão está marcada para o dia 13 de dezembro e pode representar o último passo antes de o texto passar a valer. ArcelorMittal realiza formatura para alunos de programas sociais ArcelorMittal Os cursos certificaram 43 alunos de informática e 56 de pintura João Monlevade - Alunos dos programas sociais Cidadania Digital e Escola de Pintura, mantidos pela ArcelorMittal Monlevade, concluíram os cursos de informática básica e também o de pintura. O evento de formatura foi realizado, na última sexta (2), no Centro de Cultura e Memória (antigo hotel Cassino) para 43 alunos de informática e 56 de pintura que iniciaram as aulas no segundo semestre de 2016. O programa Cidadania Digital, implantado em 2006, estimula o exercício da cidadania por meio da tecnologia e da informação. Além das aulas de informática, os alunos participam de palestras sobre diversos temas envolvendo cidadania, mercado de trabalho entre outros. Já a Escola de Pintura oferece cursos gratuitos de pintura em tela, tecido e artesanato abertos à comunidade monlevadense desde 2008. Bell Silva/O Popular Manifestantes bloquearam o transito na manhã de ontem Festival Marmotas traz programação cultural no fim de ano João Monlevade - O Festival Marmotas traz a João Monlevade um calendário rechaeado de atrações culturais para este fim de ano. Os eventos vão de 16 a 18 de dezembro. A abertura oficial será na sexta-feira (16), a partir das 19h30, na Praça Sete de Setembro, com apresentações musicais. No sábado (17), também na praça, haverá uma feira literária, apresentações musicais com o Coletivo T.R.I.P, Guilherme Gomes, Jader e Batata, a partir das 14 horas. O encerramento fica por conta do tradicional Piquenique da Acordar, no gramado da Prefeitura Municipal, a partir das 15 horas, no domingo, dia 18. O Festival Marmotas é um festival anual de artes integradas, realizado pelo Coletivo 7faces em João Monlevade em comemoração do Dia Municipal de Cultura, celebrado no dia 27 de novembro. Esse ano, o festival estava incialmente agendado para acontecer entre os dias 25 a 27 de novembro, mas devido algumas dificuldades em apoios e patrocinios, os organizadores alteraram a grade de programação. As três primeiras edições do festival foram produzidas de forma totalmente colaborativa, e em sua programação incluiu artistas de diversas localidades do país e também do exterior. Para este ano, o evento conta com a parceria da Associação Cultural do Médio Piracicaba (Acordar) e com o Coletivo Variável para a realização do festival, que acontecerá em espaços público com programação 100% gratuita, para facilitar e democratizar o acesso ao evento. Mostra A Fundação Casa de Cultura realiza no dia 14 de dezembro a Mostra de Talentos da instituição. O evento, que marca os encerramentos das atividades em 2016, está marcado para começar às 19h no Anfiteatro do Centro Educacional

[close]

p. 8

BOM DIAsexta e sábado, 9 e 10 de dezembro de 2016 8.esporte Com resultados progressivos, Edson Coelho Jr. pode estar próximo da Stock Car João Monlevade – Chegando ao fim de sua terceira temporada do Campeonato Brasileiro de Turismo com condição de chegar ao título, o piloto monlevadense Edson Coelho Júnior pode estar próximo de ingressar à principal categoria do automobilismo nacional: a Stock Car. Durante coletiva de imprensa no início da semana, Edinho confessou que foi convidado por grandes equipes, porém sua ida depende da conquista de Edson com coleciona série de troféus Divulgação patrocínios. “Para 2017, recebi convites de equipes renomadas para competir na Stock Car. Esse fato, por si só, já me deixa bastante contente, pois representa reconhecimento no meio automobilístico. Para concretizar este projeto, dependo exclusivamente de apoio financeiro de empresas com interesse em ter retorno de mídia em nível nacional. Em termos do evento em si é 100%, está tudo encaminhado para estar lá ano que vem. E aí tem o apoio financeiro, que é o que gente tá tentando viabilizar. Então tá 50% sim e 50% não”. Porém antes disso, o piloto tem um grande compromisso marcado para domingo (11), às 8h, no Autódromo de Interlagos, em São Paulo. Ele volta à pista para a última etapa da temporada, com transmissão ao vivo do Sportv. Edinho ocupa a quarta posição no campeonato, 28 pontos atrás do líder. Geralmente são disputadas duas etapas por fim de semana, sendo uma no sábado e outra no domingo. Nesta última etapa será diferente, com uma só corrida no domingo, valendo a pontuação dobrada (40 pontos). O monlevadense precisa vencer e torcer contra outros adversários para ficar com o título. Em 2016 o piloto da W2 Racing já ganhou duas corridas, sendo uma delas na inauguração do Circuito dos Cristais, em Curvelo. Ele subiu ainda sete vezes ao pódio e já marcou uma pole position.

[close]

Comments

no comments yet