Boletim Informativo 12.2016

 

Embed or link this publication

Description

Boletim Informativo ESMT

Popular Pages


p. 1

Boletim Informativo 2016/2017 Dezembro 2016 Restauração da Independência - 1 de dezembro O 1º de dezembro é feriado nacional porque se puseram termo ao jugo espanhol, recuperando a soberania e acla- comemora o dia da Restauração mando D. João IV como rei de da Independência Portuguesa. Portugal . Durante um período de 60 anos, entre 1580 e 1640, viveu-se um período que ficou conhecido por “domínio filipino“, uma vez que Portugal se encontrava unido a Espanha. Este feriado foi instituído em 1910 durante a 1ª República. No dia 1 de dezembro de 1640, os portugueses revoltaram-se e Dia da Imaculada Conceição - 8 de dezembro N ossa Senhora da Conceição é a rainha e pa- "cheia de graça" e concebeu Jesus por estar completamente li- droeira de Portugal e de todos os vre de pecado. povos de língua portuguesa desde o reinado da Dinastia de Bragança. Em Portugal é tradição montar a árvore de Natal e enfeitar a casa neste dia. A sua festa, no dia 8 de dezem- bro, foi definida em 28 de feve- reiro 1476 pelo Papa Sisto IV. Nossa Senhora foi cumprimentada pelo Anjo Gabriel como Nesta edição: A lenda da árvore de Natal Sabias que ... Poinsétia Provérbios de dezembro Cineclube ESMT Calendário Plano Atividades Educação Física “Quando um homem quiser” Festa e Natal—AE 2 3 Este boletim teve a colaboração dos alunos Fabiana Lee, Joana 4 Sousa, Diogo Séca, Miriam Duarte, do 9º ano, turma E, na disciplina de Design de Comunicação, da Associação de 5 Estudantes da ESMT e das professoras Alice Cunha, Ana Paula 6 Garganta, Ermesinda Freitas, Fernanda Gonçalves, Geraldina Bettencourt, Luísa Duarte, Lurdes Rolo e Maria José Romão.

[close]

p. 2

A lenda da Árvore de Natal (texto adaptado-http://origemdascoisas.com/a-origem-da-arvore-de-natal/) O costume de enfeitar árvores é mais antigo que o próprio Natal. Já antes de Cristo praticamente todas as culturas e religiões pagãs enfeitavam árvores para celebrarem a fertilidade da natureza. Os romanos adornavam as árvores em honra de Saturno, que era o seu deus da agricultura. No Egipto, no solstício de Inverno, era hábito trazerem ramos verdes para dentro das casas, como forma de celebrarem a vitória da vida sobre a morte. Os druidas Celtas, em épocas festivas, decoravam os carvalhos com maçãs douradas. A adoção da árvore de Natal pelo cristianismo surge do norte da Europa, no começo do século XVI, embora tudo indique que, por essa altura, já era uma tradição vinda da época medieval, pois há registos de “Árvores de Natal” na Lituânia, cerca do ano de 1510. No antigo calendário cristão, o dia 24 de dezembro era dedicado a Adão e Eva e a sua história costumava ser encenada nas igrejas. Como representação do paraíso era usada uma árvore carregada de frutos. Começou, então, o hábito da montagem de árvores em casa. Com o passar dos tempos, foram ficando cada vez mais decoradas: as estrelas simbolizavam a Estrela de Belém, as velas a luz de Cristo e as rosas eram uma homenagem à Virgem Maria. Durante os séculos XVII e XVIII este hábito tornou-se muito popular entre os povos germânicos e reza a lenda que Lutero, ao passear pela floresta, durante uma noite limpa, observou o efeito das estrelas no topo das árvores. Trouxe essa imagem para a sua família, na forma de uma árvore com uma estrela no topo e decorada com velas. Mas foi só durante o século XIX que a árvore de Natal se começou a difundir pelo resto do mundo, graças à contribuição da monarquia britânica. O príncipe Alberto, o marido de origem alemã da rainha Vitória, montou uma Árvore de Natal no palácio real britânico. Foi, então, tirada uma fotografia da família real junto à árvore, fotografia essa que foi publicada na revista “Illustrated London News”, no Natal de 1846. Atualmente, segundo a tradição católica, a árvore de Natal é geralmente montada no final do mês de novembro. Não deve ser montada de uma só vez, mas sim ir montando-a aos poucos. A partir do dia 17 de dezembro os preparativos finais devem ser feitos, para a árvore ficar completa até ao dia 24, véspera de Natal. Os presentes são colocados à volta da árvore. Tradicionalmente, no dia 6 de janeiro, Dia de Reis, quando se celebra a chegada dos Três Reis Magos à cidade de Belém para presentearem o Menino Jesus, a árvore de Natal é desmontada. Página 2 DEZEMBRO 2016

[close]

p. 3

Sabias que ... W alt Disney nasceu a 5 de dezembro de 1901 em Chicago. Formado em Artes, Walt Disney foi um produtor cinematográfico, cineasta, diretor, roteirista, dublador, animador, empreendedor, filantropo e cofundador da The W alt Disney Company. Tornou-se famoso sobretudo no cinema de animação com a produção da primeira longametragem, “Branca de Neve e os Sete Anões” em 1937. Durante a sua vida realizou outras metragens muito conheci- das: “Cinderela”, “Dumbo”, “A bela adormecida”, “Bâmbi”, “Pinóquio”, “Alice no país das Maravilhas”, “A dama e o vagabundo”, entre outros grandes sucesso do cinema de animação. Foi o criador de muitas personagens de desenho animado, como o Rato Mickey e Pato Donald e de muitas histórias infantis conhecidas em todo o mundo, como por exemplo “Os 3 porquinhos” e “O patinho feio” entre muitas outras. Mas Walt Disney não trabalhou apenas com desenhos animados. A sua primeira longa-metragem com atores foi “A Ilha do Tesouro” em 1950, seguindo-se muitos outros grandes sucessos como “O Drama do Deserto” ou “20.000 Léguas Submarinas”, baseado na obra do escritor francês Júlio Verne. O filme “Mary Poppins”, uma mistura de desenho animado com personagens humanos, concorreu ao Óscar em 14 categorias e conseguiu ganhar cinco prémios, incluindo o de melhor atriz e melhor canção. Disney produziu também diversos filmes para televisão, sendo ele o apresentador do seu próprio programa. Foi recordista como a pessoa com mais indicações para os Óscares, 59, e que venceu o maior número de Óscars na história do cinema: 22 prémios da Academia, 7 Emmy A wards e quatro Óscares honorários. Para além da produção cinematográfica e do desenho animado, foi o idealizador dos vários parques de diversões temáticos como a “Disneyland”, o “Epcot” e “Hollywood Studios”, na Florida, “Disney World”, na Califórnia, Estados Unidos e ainda a “Disneylândia Paris” em França e, mais recentemente, “Disney Japan” no Japão. O lendário Walt Disney morreu de cancro de pulmão em 15 de dezembro de 1966, em Burbank, Califórnia e deixou-nos um vasto e precioso legado. A Walt Disney Company é hoje a maior companhia de entretenimento do mundo e a maior referência do imaginário infantil de sucessivas gerações. Página 3 DEZEMBRO 2016

[close]

p. 4

Poinsétia D iz uma lenda mexicana que uma menina de nome Pepita, não sabia o que oferecer ao menino Jesus por ocasião da missa de Natal. Não podendo adquirir uma oferta digna da sua vontade, expõe o problema ao seu primo, Pedro, que a acompanhava a caminho da igreja. Este consola-a e dizlhe que é o amor com que se dá uma oferta que valoriza a mesma, especialmente aos olhos de Deus. Pepita deixa-se convencer e vai colhendo plantas vulgares das margens do caminho por onde passa. Quando chega à igreja, dá-se conta da pobreza da sua oferta e chora de tristeza. Tenta, no entanto, oferecer os pálidos ramos com todo o amor da sua alma. Então, frente aos crentes reunidos no templo, as folhas dos ramos ficam tingidos de uma cor brilhante e vermelha. O povo reunido para a Eucaristia fica espantado e declara o acontecimento como um milagre. As flores-do-natal irrompem do chão molhado pelas lágrimas da criança. Provérbios de Dezembro E m Dezembro ande o frio por onde andar, pelo Natal há de chegar. De Santa Catarina ao Natal, bom chover e melhor nevar. Depois de o Menino nascer, é tudo a crescer. Sol de Dezembro sai tarde e põe-se cedo. Dezembro molhado, Janeiro geado. Dezembro ou seca as fontes ou levanta as pontes. D o Natal a Santa Luzia cresce um palmo em cada dia. Dos Santos ao Advento, nem muita chuva nem muito vento. Em Dezembro vinho, azeite e amigo sempre do mais antigo. Noite de Natal estrelada dá alegria ao rico e promete fartura ao pobre. Cineclube Miguel Torga N o dia 15, o Cineclube da ESMT irá exibir o locais habituais e na BE. Inscreve-te. Esperamos por ti. filme “Intriga Internacional“ de Traz um amigo. Alfred Hitchcock. Para mais informações está atento aos cartazes que serão oportunamente afixados nos DEZEMBRO 2016 Página 4

[close]

p. 5

Calendário Plano Dezembro 2016 Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom 1 Restaura- 2 Dia Inter- 3 Dia Inter- 4 Dia Mun- ção da Inde- nacional pa- nacional das dial da Con- pendência. ra a abolição pessoas com servação da Dia Mundial da escrava- deficiência. vida selva- da luta con- tura. gem. tra a Sida. Exposições 5 Dia Mun- 6 Eco Natal. 7 Eco Natal. 8 Dia da dial do in- Maratona de Maratona de Imaculada ventor. Dia Interna- cartas 2016. cartas 2016. Conceição. cional do Voluntaria- do. Maratona de cartas 2016. 9 Dia Inter- 10 Dia Inter- 11 nacional con- nacional dos tra a corrup- Direitos Hução. manos. Maratona de cartas 2016. 12 Feira de 13 Palestra 14 Torneios 15 Torneios 16 Feira de 17 troca de li- de Empreen- Inter-turmas Inter-turmas troca de li- vros dedorismo. Feira de tro- de basquetebol - Básico. de basquetebol - Secundário. vros. Festa de Na- ca de livros Feira de tro- Cinema na tal A.E. ca de livros. BE. Feira de tro- Fim 1º P ca de livros. 18 19 20 Dia Inter- 21 Solstício 22 23 24 25 nacional da de Inverno. Afixação Solidarieda- Dia das Pa- Pautas de Humana. lavras cruzadas. 26 27 28 29 30 31 Dia de S. Silvestre. 0 7Réveillon. 21 DEZEMBRO 2016 Página 5

[close]

p. 6

Feira de Natal V ai decorrer de 12 a 16 de dezembro, a Feira de troca de livros. Troca o livro que já leste por uma nova aventura. A atividade decorre na biblioteca e toda a comunidade está convidada a participar. F e itrroacaddee livros Maratona de Cartas 2016 C elebra-se no dia 10 de dezembro o Dia Inter- De 5 a 9 do corrente mês, a comunidade da ESMT poderá nacional dos Direitos Humanos. contribuir para que a voz desta A Biblioteca da ESMT volta a aderir à Maratona de Cartas 2016 e apela à participação da comunidade neste projeto. ‘O que é a Maratona de Cartas ? organização seja ouvida junto das entidades competentes, através da assinatura das petições deste ano. A atividade decorrerá na BE, na sala de professores e nas salas de aula das turmas interessadas em abraçar É o maior evento global de di- esta causa. reitos humanos organizado anualmente pela Amnistia Internacional no último trimestre de cada ano, no âmbito da data simbólica de 10 de dezembro, Dia Internacional dos Direitos Humanos. Por esta ocasião, pessoas de todo o mundo assi- O nosso empenho e dedicação são fundamentais para ajudar a salvar vidas, respeitando os direitos humanos. ‘Todos juntos continuaremos a fazer a diferença, ano após ano!’ nam cartas apelando à solidarie- dade internacional, em prol de indivíduos e de comunidades em risco.’ Casos eleitos em Portugal para a Maratona de Cartas 2016: Annie Alfred (Malawi), Edward Snowden (EUA), Eren Keskin (Turquia) e Mahmoud Abu Zeid / “Shawkan” (Egito). Participa! DEZEMBRO 2016 Página 6

[close]

p. 7

ECONATAL 2016 N os dias 6 e 7 de dezembro vai realizar-se uma exposição e venda de Natal no Espaço Eco Arte, pavilhão D, das 09:30 às 17:00h. Este evento tem a participação dos alunos do C. E. I. Os produtos apresentados são da autoria das artesãs convidadas: Teresa Santos, Isabel Barbosa, Alexandra Valente e Helena Candeias. Aproveita para adquirires uma prenda original e especial. Passatempo S opa de letras - tema: “Natal” Descobre as 25 palavras relacionadas com o Natal. Procura-as na vertical, na horizontal ou na diagonal. Diverte-te. BT J UMN B V C E R T NO I T E C OR AÇQ L O S D C OMEMO R A C AO BG LYAG J A F QE S P E RA N Ç AR P T TH F C E Z GWS R E S YMK P KA R V AN J O S XH E P T UAOU R OMÇ E F Z RMOU C J R I Y I QH J A T Ç A S R AOKK S VK T R UO Z N C M N KO E C RLHT S B PY I I PAAU T E QY PD GNVGMNAU T O P Z T I N MAG I A UA J E R G I I O P I QGK E I P HO E OT K E VML OMN NWB L S T P N OX QAH T GGN B R Ç H S R P I N L U I S T L F GKHA E N L E V F G P E G S KW U I BY L K T L BM I R RA Y S E F AZ FCO J PAACVKREUS N L D J I A K I R P R L L H C J ODH P O P GMRQ SOG F OR Ç I XHT C F A Ç Ç VL G P X I NC EN S OZGUX I R J MKT EU VOHKGO P R E S E N T E S WR F L Y CORABACA L HAUA E F E S T A S DEZEMBRO 2016 Alegria Anjos Bacalhau Baltazar Belchior Comemoração Confraternização Coração Esperança Espírito Festas Gaspar Igreja Incenso Jesus Magia Mirra Natalício Noite Ouro Pai Natal Pinheiro Presentes Presépio Sentimento Página 7

[close]

p. 8

Atividades de Educação Física N os dias 14 e 15 de dezembro vão realizarse os torneios Interturmas de basquetebol. Dia 14 para os alunos do ensino Básico e dia 15 para os do ensino Secundário. Para mais informações contacta o teu professor de EF. Festa de Natal A Associação de Estudantes da ESMT vai realizar uma festa de Natal no dia 16, último dia de aulas deste período. A festa é aberta a todos os alunos, mediante a aquisição de uma pulseira. Quando um Homem Quiser T u que dormes à noite na calçada do relento numa cama de chuva com lençóis feitos de vento tu que tens o Natal da solidão, do sofrimento és meu irmão, amigo, és meu irmão E tu que dormes só o pesadelo do ciúme numa cama de raiva com lençóis feitos de lume e sofres o Natal da solidão sem um queixume és meu irmão, amigo, és meu irmão Natal é em Dezembro mas em Maio pode ser Natal é em Setembro é quando um homem quiser Natal é quando nasce uma vida a amanhecer Natal é sempre o fruto que há no ventre da mulher Tu que inventas ternura e brinquedos para dar tu que inventas bonecas e comboios de luar e mentes ao teu filho por não os poderes comprar és meu irmão, amigo, és meu irmão E tu que vês na montra a tua fome que eu não sei fatias de tristeza em cada alegre bolo-rei pões um sabor amargo em cada doce que eu comprei és meu irmão, amigo, és meu irmão Ary dos Santos, in 'As Palavras das Cantigas' A tua colaboração é muito importante para nos ajudar a elaborar o Boletim Informativo Mensal da nossa escola. Se tens informações interessantes que queiras partilhar com toda a comunidade escolar, contacta o Gabinete de Comunicação e Imagem da ESMT através do e-mail: gci@mtorga.edu.pt “Com asas de poeta voa-se no céu”

[close]

Comments

no comments yet