Setor Confiante

 

Embed or link this publication

Description

Boa gestão e cenário positivo para 2017 trazem boas expectativas

Popular Pages


p. 1

SETOR CONFIANTE Boa gestão e cenário positivo para 2017 trazem boas expectativas

[close]

p. 2

Foto: Sindiavipar Sumário 19 Sanidade Vacina viva contra Bronquite Brasileira pretende revolucionar a avicultura. 24 Capa Setor se reúne em workshop para traçar novos planos e discutir novas técnicas. 42 Insumos Previsões para safra são positivas. Retomada dos estoques ainda está em processo. Sindiavipar 04 Observatório 05 Agenda 06 Sindiavipar 08 Na mídia 10 Radar 12 Entrevista 14 Tecnologia 14 Centro de Pesquisa 16 Evolução genética 18 Sanidade 20 Meio ambiente 22 Associados 24 Capa 34 Mercado 34 Habilitações 2016 36 Programa Agro + 38 Artigos técnicos 42 Insumos 45 Eventos 46 Notas e registros 48 Estatísticas

[close]

p. 3

Diretoria Presidente: Domingos Martins Vice-presidente: Claudio de Oliveira Secretário: Olavio Lepper Tesoureiro: João Roberto Welter Suplentes: Luiz Adalberto Stabile Benicio, Ciliomar Tortola, Vallter Pitol e Roberto Kaefer Conselheiros fiscais efetivos: Paulo Cesar Massaro Thibes Cordeiro, Dilvo Grolli e Rodrigo Guimarães Suplentes: Rogerio Wagner Martini Gonçalves, Celio Batista Martins Filho e Marcos Aparecido Batista Delegados representantes efetivos: Domingos Martins e Luiz Adalberto Stabile Benicio Suplentes: Ciliomar Tortola e Paulo Cesar Massaro Thibes Cordeiro Sindicato das Indústrias de Produtos Avícolas do Estado do Paraná Av. Cândido de Abreu, 140 - Salas 303/304 - Curitiba/PR - CEP: 80.530-901 Tel.: 41 3224-8737 | sindiavipar.com.br | sindiavipar@sindiavipar.com.br Fale conosco Se você tem alguma sugestão, crítica, dúvida ou deseja anunciar na Revista Sindiavipar, escreva para nós: revista@sindiavipar.com.br. Expediente Produção Centro de Comunicação centrodecomunicacao.com.br Jornalista responsável Guilherme Vieira (MTB-PR: 1794) Colaboração Camila Castro, Camila Tsubauchi, Giórgia Gschwendtner, Jorge de Sousa, Laura Espada, Luiz Kozak e Paulinne Giffhorn Design e diagramação Cleber Brito Comunicação e Marketing Mônica Fukuoka Impressão Maxi Gráfica Anuncie na revista Sindiavipar Mônica Fukuoka Gerente de Comunicação e Marketing marketing@sindiavipar.com.br (41) 3224-8737 Editorial Terminamos o ano de 2016 da forma como melhor sabemos trabalhar na avicultura: planejando! Lideranças, entidades, avicultores e estudantes estiveram reunidos durante dois dias de debates e discussões sobre o passado, o presente e o futuro do setor. Durante o IV Workshop Sindiavipar: Avicultura do Paraná para o Mundo, foram levantadas novas estratégias e técnicas para mantermos o crescimento sustentável da atividade nos próximos anos. As principais reflexões você acompanha na matéria de capa desta Revista Sindiavipar, que está em suas mãos. Foi essa organização a médio e longo prazo da avicultura que permitiu também que em um ano de instabilidades políticas e econômicas e com forte alta no preço dos insumos, conseguíssemos manter nosso ritmo de abate e exportação. Com isso, continuamos contribuindo para a economia nacional e distribuindo renda. Ações importantes para que atingíssemos esse lugar de destaque também estão contempladas nesta edição. Para editoria de mercado, preparamos uma matéria especial sobre as habilitações conquistadas durante o ano e o quanto elas foram e serão importantes para a atividade. Em tecnologia, contamos sobre a inauguração do Centro de Pesquisa em Avicultura da Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste), dedicado à pesquisa e projetos experimentais do setor. Que os desafios continuem sendo superados porque juntos somos mais fortes. Boas festas, boa leitura e um ótimo ano a todos! Foto: Hamilton Zambiancki selo SFC As matérias desta publicação podem ser reproduzidas, desde que citadas as fontes. Domingos Martins Presidente do Sindiavipar Sindiavipar

[close]

p. 4

Observatório Secretário na FAO Em viagem durante 15 dias para países como Itália, Japão, Armênia e Russia, o s­ ecretário­-executivo do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Eumar Novacki, participou de um painel da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO), com o tema “Tendências de longo prazo dos preços das commodities e desenvolvimento agrícola sustentável”. Outro ponto abordado pelo secretário-executivo foi o padrão de qualidade e sustentabilidade dos produtos agropecuários brasileiros. Homenagem na Alep Foto: Pedro de Oliveira/Alep ABPA em Paris A Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), em conjunto com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (­Apex-Brasil), realizou durante a Sial Paris, uma das maiores feiras de alimentação do mundo, a maior ação internacional de promoção comercial dos exportadores de ovos, carne de frango e carne suína. A atividade aconteceu durante os dias 16 e 20 de outubro e contou com a participação de 17 agroindústrias produtoras e exportadoras da área. Icaro Fietcher, diretor executivo do Sindiavipar, participou da sessão solene na Assembleia Legislativa do Paraná em homenagem ao dia do médico veterinário, comemorado no dia 9 de setembro. Vinte e dois profissionais da área receberam menção honrosa durante a cerimônia, que contou com a presença do ex-governador Orlando Pessuti (PMDB), além da participação do presidente do Conselho Regional de Medicina Veterinária (CRMV-PR), Eliel de Freitas, e do presidente do Sindicato dos Médicos Veterinários do Paraná, Cezar Amin Pasqualin. 4 sindiavipar.com.br Foto: Divulgação (Mapa) Missão Russa O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento informou que a Rússia enviará uma missão técnica ao Brasil para inspecionar indústrias de carnes bovinas, suína e de aves. Segundo o secretário-executivo do Mapa, Eumar Novacki, o encontro com o vice-chefe do Serviço Federal de Vigilância Veterinária e Fitossanitária russo, Yevgeny Nepoklonov, também destacou a importância do diálogo entre os dois países para o fortalecimento do comércio bilateral, apresentando também o plano brasileiro de desburocratização implantado na pasta. Sindiavipar

[close]

p. 5

Embarques para a China crescem Segundo levantamento da FAO, o volume de exportação da carne de frango brasileira para a China e Hong Kong cresceu 43% em relação aos primeiros nove meses do ano passado, totalizando 581 mil toneladas. Recorde de exportação 67,36 bi éexnopomvosearnstloeaorsvçãedoa Segundo o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), as exportações no agronegócio brasileiro alcançaram US$ 67,36 bilhões durante os primeiros nove meses de 2016. O setor com o maior valor exportado foi o de carnes, com US$ 10,74 bilhões, sendo quase metade do montante (48,2%) relacionado à carne de frango. Foto: Arquivo Ocepar Conferência FACTA Data 23 a 25 de maio de 2017 Local Campinas (SP) Realização FACTA Telefone (19) 3243-6555 Site facta.org.br Show Rural Coopavel 2017 Data 06 a 10 de fevereiro de 2017 Local Cascavel (PR) Realização Coopavel Telefone (45) 3225-6885 Site showrural.com.br SIAVS 2017 Data 29 a 31 de agosto 2017 Local São Paulo (SP) Realização ABPA Telefone (11) 3095 - 3120 Site abpa-br.com.br/siavs Sindiavipar sindiavipar.com.br 5

[close]

p. 6

Associe-se! Porque juntos somos mais fortes! Viabilidade econômica No início do mês de setembro, foi realizada reunião na Federação das Indústrias do Estado do Paraná (FIEP-PR), pelo Comitê Gestor de Logística Reversa, para apresentação e lançamento da Análise de Viabilidade Econômica do Instituto Paranaense de Reciclagem (Inpar) e estudo de viabilidade econômica do projeto. Palestras Com os temas “Avaliação de Risco à Saúde Humana - Uma tomada de decisão para remediação de um passivo ambiental” e “Avaliação toxidade de riscos à saúde humana”, foi realizada reunião na Câmara do Comércio e Indústria – Brasil – Alemanha, em Curitiba. Os temas foram abordados pelo engenheiro químico Luciano Ávila e pela engenheira ambiental Mariana Druszcz. Mais informações: sindiavipar.com.br | (41) 3224-8737 6 sindiavipar.com.br Sindiavipar

[close]

p. 7

Arrecadação sindical A Federação das Indústrias do Estado do Paraná (FIEP-PR) recebeu os seus sindicatos filiados, incluindo o Sindiavipar, para uma reunião sobre a arrecadação sindical. Durante o encontro, realizado no dia 27 de setembro, foram informadas as mudanças da arrecadação de cobrança com registro por meio do sistema SIGA. Mais informações (41) 3224-8737.

[close]

p. 8

Na mídia Setor Workshop Sindiavipar e força do setor foram assuntos na imprensa reunidoespecializada nos últimos meses Em s­ etembro e outubro, vésperas da realização do IV Workshop Sindiavipar: Avicultura do Paraná para o Mundo, os temas retratados no evento – mercado avícola, bem-estar, nutrição e saúde animal - e o próprio encontro foram temas da mídia especializada. Ao todo, neste último bimestre, mais de 90 notícias envolvendo o setor avícola paranaense foram divulgadas em jornais, revistas e sites. Com isso, foi possível um retorno de mídia espontânea de quase um milhão de reais. O Workshop foi destaque em páginas online da Globo Rural, Dinheiro Rural, Terra Viva, O Presente Rural, CarneTec, SindiRural, Aveworld e Portal do Agronegócio. Outros assuntos relacionados à avicultura paranaense também pautaram a imprensa. O projeto anunciado pelo governo do estado, que incluía a taxação para a captação de água pelas indústrias, foi altamente debatido pelo setor e ganhou as páginas do Diário Indústria & Comércio, de Curitiba (PR), e do site do jornal O Presente Rural. Os números positivos de abate e exportação de carne de frango pelo estado foram repercutidos pelo Jornal da Manhã, Tribuna do Vale, Portal Rural Centro, Avicultura Industrial, Folha de Londrina, Diário do Noroeste, entre outros. No acumulado até agosto, o abate de frango no Paraná cresceu 8,8% em comparação ao mesmo período do ano passado. Já as exportações, segundo dados da Secretaria de Comércio Exterior, apresentaram alta de 8,7% no mesmo período. O Sindiavipar ainda foi fonte para duas matérias especiais: uma sobre Condomínios Avícolas, capa da edição de setembro da revista AviSite e outra sobre o panorama da atividade no Paraná do Boletim Informativo da Federação da Agricultura do Estado do Paraná (Faep). Retorno de mídia - Setembro 46% Revista Jornal 18% O3n6li%ne 8 sindiavipar.com.br Sindiavipar

[close]

p. 9



[close]

p. 10

Radar O Brasil quando vende o produto lá fora, ele não está só vendendo um produto, ele está vendendo um pacote ambiental, um pacote social que o Brasil manda junto a essas mercadorias Blairo Maggi, ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Mesmo com as mudanças climáticas e o ambiente econômico desorganizado e conturbado, o agronegócio paranaense continua em ritmo ascendente e vem se mantendo como fator de sustentação da economia Norberto Ortigara, secretário da Agricultura e do Abastecimento do Estado do Paraná Nós temos um conceito para mostrar ao mundo, que é a sustentabilidade. O Brasil tem 61% do seu território preservado, sendo 11% do território nacional preservado nas propriedades rurais. Esse conceito de sustentabilidade precisa estar em nossos produtos Odilson Ribeiro e Silva, secretário de Relações Internacionais do Agronegócio Foto: Free Images 10 sindiavipar.com.br Sindiavipar

[close]

p. 11



[close]

p. 12

Entrevista Paoglríotpiceacsuárias Trabalho da Comissão de Agricultura da Alep é garantir os direitos e buscar protagonismo para a agricultura paranaense Oagronegócio é parte essencial da balança comercial paranaense. Segundo dados do Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social (Ipardes), o setor representava, em 2013, cerca de 35% do PIB estadual. E essa importância tem aumentado nos últimos anos, visto que o Valor Bruto da Produção (VBP), índice que mede a renda agropecuária de cada estado, cresceu 18% entre 2010 e 2015, fator que elevou o Paraná ao posto de quarta maior economia do país segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Sobre o tema, o deputado estadual e presidente da Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural da Assembleia Legislativa do Estado do Paraná (Alep), Pedro ­Lupion (DEM), conversou com a Revista ­Sindiavipar, e fez um balanço do papel desempenhado pela Comissão no auxílio aos produtores do estado. Como funciona o trabalho da Comissão de Agri- cultura da Assembleia Legislativa do Estado? Nossa responsabilidade é defender o nosso produtor e agricultor. A legislação referente ao setor é gerida pelo Governo Federal, então nossa preocupação é evitar que projetos aqui da Assembleia prejudiquem os produtores. Um exemplo foi o pacote fiscal aprovado no último mês, que originalmente prejudicaria o agronegócio do estado, pois aumentaria a taxação de água e de minérios, por exemplo. Então criamos uma emenda a esse projeto que isentou as propriedades agrícolas e agropecuárias do pagamento dessas taxas, o que evitou que diversos produtores enfrentassem uma crise desnecessária. O agronegócio paranaense é referência nacional em exportação. Quais os principais motivos desse sucesso? Alguns fatores levam a isso. O primeiro é a profissionalização e competência dos nossos produtores, que somado as condições de solo e clima do estado nos dão boas condições para a agropecuária. Outro fator relevante é a nossa defesa sanitária, na qual deve-se destacar o trabalho realizado pela Agência de Defesa Agropecuária do Paraná (Adapar) que possibilitou maior confiança do mercado externo para com os nossos produtos, principalmente os do setor de proteína animal. Qual o balanço das ações da Comissão de Agricultura em sua gestão e quais os próximos passos dela? Obviamente que não temos o controle das políticas nacionais do agronegócio, como o Plano Safra e outros. Mas nós temos que sempre buscar o protagonismo para o agronegócio paranaense. Isso pode ser feito com ações diretas junto do governo do estado, buscando auxiliar com recursos emergenciais setores que estejam passando por crise em seus mercados. Ou até mesmo com a discussão de novas políticas públicas que beneficiem nossos produtores e agricultores. 12 sindiavipar.com.br Sindiavipar

[close]

p. 13

Pedro Deboni Lupion Mello Graduado em Comunicação Social pela Unibrasil Presidente do partido Democratas no Paraná Presidente da Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural da Alep Segundo mandato na Assembleia Legislativa do Paraná Mestrado em Ciências Políticas pela Universidade Francisco de Vitória (UFV) - Espanha Foto: divulgação Alep Vai e volta Mercado Extremamente organizado e com nossos produtores preparados ­tecnicamente para suprir as exigências internacionais. Sanidade Novamente destaco o protagonismo da Adapar, que mesmo com as dificuldades financeiras realiza um trabalho primordial para os bons números do agronegócio paranaense. Avicultura Outro destaque absoluto em nosso estado. Vamos continuar criando condições favoráveis para os avicultores do estado manterem os bons índices de exportação. Insumos Essencial para o agronegócio. Vamos seguir buscando propiciar as melhores condições para o plantio aqui no Paraná, tendo como foco a autossuficiência para nosso mercado.

[close]

p. 14

Tecnologia aDveidciuclatduoraà Unioeste inaugura centro de pesquisa voltado ao setor incluindo áreas de nutrição e ambiência Um galpão com área de 715 m², abrigando um aviário com 114 boxes, e com capacidade de alojamento de cerca de 2.850 aves, compõe o novo Centro de Pesquisa em Avicultura da Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste). Inaugurada em setembro, a infraestrutura disponibiliza um espaço dedicado à pesquisa e projetos experimentais do setor realizados pelo Grupo de Estudos em Metabolismo e Desempenho de Aves (Gemada), do campus de Marechal Cândido Rondon (PR). O objetivo do investimento, feito em parceria com a multinacional Evonik Industries, é trazer uma qualificação cada vez melhor aos seus alunos e avanços para a avicultura paranaense e brasileira. “Toda parte de inovação relacionada tanto a nutrição quanto ambiência do frango de corte, será testada no local, que servirá de treinamento para alunos de graduação e ­pós­-graduação.” Afirma o profes- sor doutor Ricardo Nunes, idealizador do Centro de Pesquisa. Instalada estrategicamente na região Oeste do Paraná, área de maior produção de frangos do estado, o centro ainda pretende instalar um a­bate­douro para o treinamento de funcionários e desenvolvimento de maquinaria, além da estrutura já existente. Para isso, a instituição pretende conquistar apoio de outras empresas na- cionais e de órgãos do governo. “O sonho é grande, o que temos agora foi apenas um pedacinho dele. Acredito que as cooperativas devem buscar parceria, afinal, a instituição formará o profissional que vai trabalhar nela futuramente. Será benéfico para ambos”, afirma Nunes. A expectativa é que o local atraia mais estudantes para a universidade, ampliando o espaço ao decorrer dos anos. 14 sindiavipar.com.br Sindiavipar

[close]

p. 15

O Centro de Pesquisa ainda conta com laboratório de processamento de carne, laboratório de análises, sala de freezer, sala de metabolismo, escritório, copa, banheiro, sala de ração e depósito. O projeto de instalar dormitórios para estagiários no laboratório também está nos planos futuros da instituição, que é uma das poucas no país com o espaço dedicado à pesquisa em avicultura. Linha de Pesquisa Por meio dos cursos de Zootecnia e Agronomia, a linha de pesquisa , traçada desde 2002, se baseia na avaliação de alimentos para aves e valores nutricionais. Os primeiros estudos do Centro já foram iniciados. A infraestrutura conta com área de experimentação, composta por um galpão dedicado ao frango de corte, aves de postura e aves de raças puras. O sonho é grande, o que temos agora foi apenas um pedacinho dele. Acredito que as cooperativas devem buscar parceria, afinal, a instituição formará o profissional que vai trabalhar nela futuramente. Professor doutor Ricardo Nunes

[close]

Comments

no comments yet