Qual foi o berço de Arcoverde?

 

Embed or link this publication

Description

Jornal de Arcoverde n. 260, março/abril de 2011, pág. 3

Popular Pages


p. 1



[close]

p. 2

qual foi o berço de arcoverde pedro salviano filho em janeiro deste ano tivemos um novo encontro de confraternização entre os inseparáveis amigos de infância de arcoverde eu o josé carlos e o antônio estanislau no tempo da faculdade em recife pensamos em fazer isso todo ano mas nem sempre deu certo os primeiros encontros foram feitos no magestic grande hotel do sr sobreira da nossa querida cidade desta vez nos reunimos durante três dias no rio de janeiro entre tantos assuntos que pusemos em dia eles tiveram a paciência de escutar algumas revelações que faço na minha pesquisa genealógica inclusive com o auxílio de livros que tenho obtido em sebos eletrônicos em nossas conversas relembramos nossa infância e fatos que ajudam a compreender a história do nascimento de arcoverde e que achei interessante dividir com os leitores eu nasci na praça da bandeira 33 e depois morei na praça barão do rio branco continuação da av cel antônio japiassu o antonio estanislau de souza queiróz nasceu na rua da linha rua zeferino galvão paralela à av cel a japiassu e é filho do sr luiz gonzaga queiróz que foi vereador por 16 anos e mora em arcoverde o josé carlos de lira fernandes é filho do sr zezé josé fernandes filho e foi morador da rua leonardo couto por muitos anos e onde nasceu arcoverde em que ruas moraram os primeiros habitantes e se hoje pudéssemos ver tudo como num filme foram essas perguntas que atiçaram nossas discussões não tivemos dúvidas sobre isso pois sabíamos que tudo aconteceu a partir da rua leonardo couto a rua aonde íamos sempre visitar o zé carlos faltava apenas encaixar alguns dados dispersos e desconhecidos pois quando nascemos arcoverde já era uma próspera cidade mas até 1910 ou 1912 só existia essa mencionada rua na então vila olho d´Água dos bredos como disse o luís wilson no livro minha cidade minha saudade a rua leonardo couto ou rua velha é a mãe de arcoverde rio branco o pai é o olho d´água da rua velha o riacho do mel além disso só existiam algumas poucas casas registrou ele.

[close]

p. 3

e quem foi leonardo pacheco couto que virou nome de rua além de ter sido um dos fundadores da cidade ele foi o avô do cardeal arcoverde pois leonardo era pai de dona marcolina dorothéia pacheco do couto esposa de antônio francisco de albuquerque cavalcanti o capitão budá pais do cardeal uma pequena compilação de escritos muito esclarecedores do referido autor sobre a família leonardo pacheco couto e assuntos correlatos está no link http bit.ly/fmyoos porém o luís wilson em seu livro municÍpio de arcoverde diz que no livro das sessões da câmara de cimbres é que se encontram para o ano de 1812 as primeiras referências à povoação de olho d´Água depois olho d´Água dos bredos e em 1849 há a citação da construção de uma estrada fazendo a ligação com a povoação da vila de pesqueira foi a partir dessa época que o caminho das boiadas roteiro do ipojuca começou a passar ali ainda em 1925 e até alguns anos mais tarde era pelo meio da rua grande ou rua do comércio em rio branco que passavam as boiadas que vinham do sertão para caruaru e o recife a tal rua grande paralela à rua velha virou av joão pessoa 1933 depois cleto campelo que depois homenageou o nosso primeiro prefeito eleito o coronel antônio japiassu esta foto é de 1932 e mostra a rua cleto campelo depois avenida cel antônio japyassu que começava no beco da coruja a casa do coronel é a primeira à esquerda lá embaixo aparece a rua do grito que o dr luís coelho começou a derrubar entre 1932 e 1933 fonte roteiro de velhos e grandes sertanejos vol 6 ­ luís wilson

[close]

p. 4

meu bisavô salviano bezerra leite de melo deve ter chegado à conceição da pedra hoje pedra no segundo quartel do século 19 fugindo de uma seca e tocando o seu gadinho desde cajazeira do rio de peixe na paraíba na pedra casando com joaquina francisca de sá tiveram os filhos maria da conceição vieira de melo ­ sinhara 1855 manoel salviano leite de melo ­ né joaquim salviano de albuquerque ­ quinca 1859-1919 e francisco salviano de melo lanta ­ meu avô lanta 1860-1948 nome acrescido por ele no final daquele século 19 quitéria de holanda cavalcanti quiterinha 1869-1952 é outra filha que meu bisavô teve não detectei ainda o nome da mãe após a morte da joaquina soube por informações deixadas por uma tia que o bisavô salviano foi sepultado em umbuzeiro-pb mas não consegui mais nenhum dado documental a este respeito mas agora me prendo ao joaquim para mostrar o entrelaçamento de duas famílias que hoje representam uma frondosa árvore genealógica enraizada na pedra que mais uma vez tem os descendentes espalhados em muitos lugares em junho de 1898 joaquim salviano se casa primeiro matrimônio dele com maria rosa de albuquerque 1854-1908 viúva de arnau de holanda cavalcanti 1850 que já tinha muitos descendentes tudo isto está desvendado no site www.lanta.myheritage.com outra sugestão de leitura é o livro conceição da pedra um retrato em preto e branco da aristocracia rural do sertão pernambucano recife-pe 2005 onde meu primo ricardo japiassu simões mostra interessante abordagem sobre as famílias na foto acima presente no livro estão o capitão augusto japiassu ao centro joaquim salviano e à direita o cel antônio japiassu.

[close]

p. 5

agora pulo para outro galho da árvore genealógica para mostrar a chegada dos japiassu à pedra em 1906 nesta altura é esclarecedor citar que muitos apelidos eram oficializados como nomes em documentos É o caso de japiassu que foi acrescentado a mariano da costa araújo criando um novo tronco familiar também lembro que o meu bisavô adotou o seu nome salviano como nome de família para criar um novo tronco coisa daquela época os leitores que desejarem se aprofundar sobre os japiassu da pedra podem consultar outra interessante e esclarecedora compilação feita em livros do luís wilson no link http bit.ly/g3rdyk entre os filhos do coronel mariano da costa araújo japiassu estão a dona babu bárbara augusta japiassu nascida em 1881 que se casa em 1908 com o viúvo meu tio-avô joaquim salviano de albuquerque em segundas núpcias dele indo morar no sítio ribeirinha conforme os dados da minha pesquisa transcrevo aquele acontecimento cartório de registro civil da pedra certidão de casamento n 243 de 23 de setembro de 1908 no sítio prateado de francisco patriota município da pedra em casa de residência do coronel mariano da costa araújo japiassu às 2 horas da tarde com presença do juiz deste primeiro distrito manoel tenório da cunha cavalcanti comigo oficial do registro civil e as testemunhas octaviano octavio japiassu e augusto de araújo japiassu recebem em matrimônio joaquim salviano de albuquerque com 45 anos de idade filho de salviano bezerra leite e joaquina francisca de sá natural deste município e residente no mesmo e bárbara augusta japiassu solteira com 27 anos de idade filha legítima do coronel mariano da costa araújo japiassu e izabel tenório de araújo natural de leopoldina deste estado e residente neste município também assinam octaviano octavio japiassu com 36 anos de idade comerciante residente na vila da pedra e augusto de araújo japiassu com 35 anos criador residente na vila da pedra neumeriano gomes de sá novaes oficial efetivo entre os vários filhos deles está izabel japiassu salviano ­ biluca que nasceu em 1910 e que em dezembro de 1926 se casa com seu primo em primeiro grau meu tio dão ­ joão campelo salviano 1901-1989 filho do meu avô francisco lanta desse casal dão e biluca nasceram meus primos getúlio campelo salviano murilo campelo salviano joão batista campelo salviano elisabeth campelo salviano e maria elça salviano de oliveira com muitos descendentes.

[close]

p. 6

outro filho deles foi augusto de araújo japiassu 1874-1949 que casado com rita rafael japiassu dona mocinha 1885-1941 teve entre vários filhos maria do carmo japiassu ­ carminha 1909-1992 que se casou com meu outro tio josé campelo salviano 1903-1995 que foi prefeito da pedra 1951-1954 com apenas uma filha a minha prima safira campelo brito tem-se hoje uma profícua descendência http www.myheritage.com.br/site-27419231/website-da-familia-britto ainda do primeiro casamento do cel mariano foi antonio japiassu ele nasceu em parnamirim em 1882 e depois foi para monteiro pb passou um tempo em recife onde casou indo depois para branquinha al retornando à recife onde foi comerciante e em 1906 veio para pedra onde viveu até 1924 quando se mudou para rio branco arcoverde aqui foi o primeiro prefeito eleito tomando posse em 15 de novembro de 1928 ele havia sido um dos líderes do movimento de elevação da vila de rio branco à categoria de município do mesmo nome caiu com a revolução de 1930 indo morar então em sua fazenda tatu por 13 ou 15 anos depois vende sua fazenda e vai residir em são paulo após alguns anos vem para garanhuns onde fica um ou dois anos adoecendo vai para recife faleceu em 29 de outubro de 1957 após uma cirurgia de vesícula hoje ele é nome da avenida paralela à rua velha e também nome do meu antigo grupo escolar cardeal arcoverde estas duas vias leonardo couto e cel antônio japiassu são assim o berço de arcoverde e para nossa próxima confraternização possivelmente em fortaleza onde mora o estanislau novos questionamentos sobre a nossa cidade natal poderão ser tema de nova e interessante discussão quem sabe mais uma rua da nossa história.

[close]

Comments

no comments yet