Balaio dos Prazeres #16

 

Embed or link this publication

Description

Balaio dos Prazeres #16

Popular Pages


p. 1



[close]

p. 2

BALAIO•actualidade Publicação da Revista Figuras&Negócios Bitur-Okavango 2016 BOLSA DE TURISMO DE ANGOLA junta MAIS DE 150 EXPOSITORES Com o objectivo de promover o turismo para diversificar a economia, estimular o emprego e arrecadar receitas, o Centro de Convenções de Talatona acolheu de 13 a 16 de Outubro, a 5ª edição da Bolsa de Turismo de Angola Bitur-Okavango 2016, em Luanda. Segundo o director geral do INFOTUR, Eugénio Clemente que fez a abertura, acredita-se na força do papel do turismo nacional. “Queremos fazer do turismo a indústria da paz e do desenvolvimento de Angola”, frisou. O ministro da Hotelaria e Turismo, Paulino Baptista, afirmou que apesar da situação económica que o país atravessa, o executivo continuará ajeitar os programas em projecção com o fim de reduzir a importação. E nessa óptica se enquadra a dinamização do turismo. A gestora da feira e porta-voz, Laurete da Silva Bravo, salientou que a 5ª edição optou em apostar na diferença. “Em relação às edições anteriores, este ano trouxemos muita coisa para oferecer, desde gastronomia, cultura, negócios e turismo, pois é COMPRAS SERVIÇOS BARES RESTAURANTES HOTÉIS PONTOS TURÍSTICOS

[close]

p. 3

Ano 1 - Nº16 - Outubro 2016 3 com a força do turismo nacional e arrecadação de impostos, o sector irá criar, até 2020, um total de 1 milhão de postos de trabalhos para jovens. dedicada à este sector”, assegurou. Dividida em duas partes interna, com 86 expositores e externa com 72 stands, Laurete Bravo garantiu que o evento correu de acordo com as expectativas. ”Atingimos o melhor grau possível porque não foi só feira, mas também tivemos os componentes formativos como, turismo interno e externo, seus desafios, oportunidades, comprometimento das entidades públicas, papel do sector privado para o desenvolvimento do turismo interno, dinamização das economias locais, desafios da indústria de cruzeiros em Angola, leis aprovadas pelo executivo, formação, qualificação e outros temas relacionados”, citou. Foi igualmente apurado que Angola está em melhores condições com o turismo para se abrir ao mundo através de oportunidades, crescimento e relações diplomáticas. Foi ainda avançado que, com a força do turismo nacional e arrecadação de impostos, este sector irá criar, até 2020, um total de 1 milhão de postos de trabalhos para jovens. Turismo • resTAURAntes • snacK BARs • comPRAs • SERvIÇOs • HOTÉIS Suplemento da revista Figuras&Negocios Propriedade: Etnia-Comunicação Director: Victor Aleixo Redacção: Ana Kavungo,Yolanda Haitaleseni Capa: Bruno Senna Designer: Armindo Dalas Secretariado: Carolina Esteves Telef. 222 393 020 | 222 335 866 comercial@etniacomunicacao.co.ao www.figurasenegocios.co.ao COMPRAS SERVIÇOS BARES RESTAURANTES HOTÉIS PONTOS TURÍSTICOS

[close]

p. 4

4 BALAIO•RESTAURANTES Publicação da Revista Figuras&Negócios Os 7 Restaurantes Mais Bonitos de Luanda Além do serviço e, claro, da comida em si, cada vez mais prestamos atenção aos detalhes de cada restaurante que frequentamos. Dos mais simples aos mais requintados, alguns primam por uma decoração que nos salta aos olhos e que mencionámos ao longo das nossas reviews. Aqui segue a resenha dos nossos 7 restaurantes preferidos, em termos de decoração: Oon.dah Com os seus pilares dourados, o uso inteligente de vidro, o papel de parede de seda, os espelhos e a iluminação sedutora, o Oon.dah é provavelmente o restaurante mais sofisticado e refinado de Luanda no que toca à sua decoração. É um lugar que grita “luxo”, mas de forma suave. Tanto a decoração do restaurante como a do Doo.Bahr, o “espaço irmão” localizado no andar de cima, foram concebidos pela premiada firma inglesa Julian Taylor Design Associates. O interior design do restaurante é das primeiras coisas que notará ao entrar pela porta adentro e é algo que consegue captar a sua atenção até ao fim da refeição. Endereço: Rua Marechal Brós Tito, 35/37 – Edifício Escom www.oondah.com/ Tel: +244 937 286 060 Almoço: 10h00-17h30 /Jantar: 17h30-02h00 Aceitam-se reservas. Nikki’s House Algumas pessoas podem reclamar do COMPRAS SERVIÇOS BARES RESTAURANTES HOTÉIS PONTOS TURÍSTICOS

[close]

p. 5

Ano 1 - Nº16 - Outubro 2016 5 Tina Restaurante & Bar Nikki’s House atendimento e outras sobre a comida, mas ainda não encontrámos ninguém que tenha entrado para o Nikki’s House e não tenha ficado deslumbrado com a decoração desta casa. Nem sabemos se podemos mesmo chamar isto de decoração: é uma combinação de vários espaços que apesar de muito diferentes funcionam numa perfeita harmonia e coerência quando fazem parte de um todo. Cada sala tem a sua própria “vibe” e consegue ser tão moderna como acolhedora. Adorámos estar aqui só para puder desfrutar do que os nossos olhos contemplam. Endereço: Rua Dr. José Pereira do Nascimento, n°30-32 Email: nikkishouse.reservas@gmail.com Tel: 923 403 404 Aceitam-se reservas Tina Restaurante & Bar Como vivemos num país africano com clima tropical, não vemos com muita frequência cenários que nos fazem lembrar as casas de campo nos países com um clima mais frio. Felizmente, o Restaurante Tina dá-nos esta possibilidade. A decoração rústica faz extenso uso de madeira, de ferro e de vidro, criando assim uma identidade da ‘Europa velha’ mas feita moderna pela comida, os talheres, a loiça e o próprio ambiente deste lugar pequeno mas muito acolhedor. Endereço: Rua Amílcar Cabral, ao lado da Air 26 e da loja da Unitel Tel: 923 270 957 | 912 372 233 Aceitam-se Reservas. Asia Lounge Tinha tudo para ser mais um restaurante que serve comida japonesa ou um buffet na hora de almoço, mas o Ásia Lounge conseguiu subir a um patamar mais elevado e nos surpreender com a sua simplicidade, elegância e bom gosto. O rês-do-chão está sempre mais COMPRAS SERVIÇOS BARES RESTAURANTES HOTÉIS PONTOS TURÍSTICOS

[close]

p. 6

6 BALAIO•RESTAURANTES movimentado que o primeiro andar, que é sempre mais sossegado, mas o que mais chama a nossa atenção é a arte repetitiva na enorme parede que engloba os dois andares. Se a nossa companhia não nos mantiver entretido com uma boa conversa, não temos como não desviar o olhar durante a nossa refeição só para olhar para esta parede... Endereço: Rua da Missao 55r/c Tel: 912 122 895 | 928 476 868 Horas: seg. - sex. 11h30-16h00 e 18h30-22h00; sab. 12h00-16h30 e 18h30-23h00; fechado aos domingos Aceitam-se reservas. Chill Out As cadeiras são todas diferentes. As mesas são todas diferentes. Isso é um conceito que vemos com frequência fora de Angola, em restaurantes que querem ser modernos e peculiares. Vem-nos logo à cabeça restaurantes como o Derrière em Paris. Mas o que é diferente sobre o Chill Out? A iluminação: é a meia luz, muitas delas lilás, com velas nas mesas. O que mais é diferente sobre o Chill Out? A localização à beira mar, simplesmente imbatível. Aquela brisa do oceano atlântico que nos acaricia durante o jantar. Porque é nesse momento que jantar no Chill Out tornase mágico... não conseguimos pensar em melhor cenário. Endereço: Rua Murtala Mohamed, www.chillout-luanda.com Tel: 924 282 810 Aceitam-se Reservas Casa das Baguettes Enquanto que o Chill Out aposta na diversidade da mobília, a Casa das Baguettes decidiu criar um ‘ambiente’ diferente em cada mesa, com loiça e copos diferentes para cada cliente. Não há dois clientes que terão a mesmíssima experiência com a mesmíssima decoração à volta deles durante a sua refeição na Casa das Baguettes. Se Publicação da Revista Figuras&Negócios Asia Lounge Chill Out

[close]

p. 7

Ano 1 - Nº16 - Outubro 2016 7 Casa das Baguettes Kymbu tivéssemos de escolher uma só palavra para descrever a decoração deste restaurante, seria bold (ousado). É uma decoração bold e moderna, que nos lembra um pouco (só um pouco) do tipo de decoração do Philippe Starck em evidência à volta do mundo, como por exemplo no Mama Shelter em Paris. O coador que usa para a massa em casa? Aqui é uma lampada, ou mesmo o candeeiro todo. E antes de encostar as costas na sua almofada, leia a mensagem lá escrita: é engraçada e bem-pensada. Mal conseguimos esperar para finalmente escrever a nossa apreciação crítica deste lugar. Endereço: Rua Rey Katyavala n° 42 www.casadasbaguettes.com Tel: 947 958 069 Aceitam-se Reservas Kymbu A primeira vez que fomos ao Kymbu tivemos a sensação de sermos transportados para um elegante safari lounge na África do Sul. Tal como no Nikki’s House, é possível que as pessoas que se deslocam ao Kymbu reclamem sobre o seu atendimento ou sobre a sua comida, mas ninguém reclama sobre a excelente decoração deste restaurante único. A madeira é predominante no espaço e está lindamente alinhada com tecidos africanos (ou, mais especificamente, angolanos), fruta e decoração local. Tanto as salas interiores como exteriores estão muito bem decoradas. É o exemplo mais realístico que encontramos do termo African chic. Endereço: Avenida Pedro de Castro Van-Duném Loy S/N, na Vila Espa Tel: 945 540 888 Aceitam-se Reservas Colaboração LUANDA NIGHT LIFE www.luanda-nightlife.com www.lnl.co.ao COMPRAS SERVIÇOS BARES RESTAURANTES HOTÉIS PONTOS TURÍSTICOS

[close]

p. 8

8 Publicação da Revista Figuras&Negócios BALAIO•Entrevista Chef Manuel Mata “jovens promessas vão arrasar na restauração nacional” Nasceu em Lisboa mas foi em Angola, no primeiro hotel cinco estrelas de Luanda, o Hotel de Convenções de Talatona, que o seu nome começou a ser falado. Manuel Mata, filho de pais angolanos, prefere a cozinha internacional, mas acredita que em breve a gastronomia nacional começará a dar cartas, nas mãos das jovens promessas angolanas. Actualmente é o chef do Luanda Grill, projecto que abraçou de corpo e alma. Sonha em abrir o seu próprio espaço, e finalizar a sua carreira em grande, dando asas à criatividade com um pequeno alimento: o ovo. Em primeiro lugar fale-me um pouco de si… Onde nasceu, como foi a sua infância, onde e o que estudou? Manuel Joaquim da Mata, tenho 38 anos, nasci a 18 Dezembro de 1978 em Lisboa, filho de pais angolanos. A minha infância acho que foi como qualquer criança, mas com muito rigor e disciplina. Os meus pais sempre nos disseram que não teriam nenhum filho analfabeto e que deveria terminar o ensino escolar. A minha infância foi vivida ao lado dos meus pais, mas criado pela minha avó. Cresci na cidade de Sintra [Portugal] onde fiz desde o ensino primário até ao secundário. Como fui sempre um aluno médio, que tentava arranjar alguma doença para não ir Para todos os meus pratos, o que não pode faltar são as ervas aromáticas para finalizar o prato e haver um contraste de sabor na boca e cor. à escola, quando cheguei ao 10.º ano chumbei, e os meus pais colocaram-me a estudar numa escola de novas profissões em Albarraque, Sintra, em 1996, onde tirei a formação de cozinha. Foi o início. É desde sempre um apaixonado pela cozinha ou este é um amor recente? Sempre foi um sonho seu ser chef? Em 1997 tive uma vizinha que trabalhava no Hotel Caesar Park, actual Penha Longa Resort, em Sintra, que me convidou nas férias de Verão para fazer parte da equipa do hotel. A minha secção era a copa grossa e fina, um trabalho duro. Como eu era uma pessoa rápida e dinâmica, o chef pedia-me sempre para que quando COMPRAS SERVIÇOS BARES RESTAURANTES HOTÉIS PONTOS TURÍSTICOS

[close]

p. 9

Ano 1 - Nº16 - Outubro 2016 9 acabasse dar uma ajuda na cafetaria, então tentava sempre dar esse apoio. Em 1998 quando os representantes da NATO foram à Portugal, o chef quis que fosse eu a tratar dos pequenos-almoços. Era entrar às 5h30 da manhã sem hora de saída, mas fui sempre uma pessoa pontual. Passado o evento fizeram-me uma proposta para integrar a equipa, e foi aí que tudo começou. Depois disso começou o sonho em ser um grande cozinheiro. Chef estava longe… Quais as suas principais influências gastronómicas? Que tipo de cozinha mais aprecia? As principais são ter bastante conhecimento da matéria, para poder desenvolver os produtos nacionais e internacionais o máximo e ter noção do sentido de responsabilidade ao manusear os ingredientes; e criar uma fusão em que haja um conceito de sabores. O tipo que mais aprecio é a cozinha de fusão, sous vide e também a molecular. Quais os alimentos que não podem faltar na sua cozinha e quais os que prescinde com facilidade? Bem… Para todos os meus pratos, o que não pode faltar são as ervas aromáticas para finalizar o prato e haver um contraste de sabor na boca e cor. Prescindo quase nada porque ainda tenho muito para explorar… Prefere a cozinha nacional ou acha a gastronomia de outros países mais desafiante? Não é fácil responder, porque todos os dias encontro coisas novas para explorar, que às vezes até me perco… Mas se tivesse mesmo que escolher, não há melhor que a gastronomia internacional… Mas Angola tem jovens promessas que acredito que dentro em breve vão arrasar na restauração nacional. Antes de chegar ao Luanda Grill, onde é o actual chef, passou pelo Hotel de Convenções de Talatona. O que aprendeu com esta experiência? Estive também num restaurante, o Espaço Gourmet, um espaço de 42 lugares todo em vidro onde trabalhei durante um ano, e que me deixou marcas até hoje. Quando vim para Luanda em Novembro de 2009, ninguém me conhecia, e não havia pessoas interessadas para este ramo. Como sou filho de pais angolanos, pediram-me para explicar o meu progresso na carreira de chef de cozinha… Dizendo por outras palavras, contar um sonho e fazê-los acreditar na universidade UTEC em Talatona. Nunca tinha visto uma coisa assim. Quando entrei na sala de aula todos estavam de pé e no final batiam palmas, ate me vieram as lágrimas aos olhos… O que aprendi foi humildade, respeito, carinho, afecto, e tudo o que de bom tem esse povo. Colaboração LUANDA NIGHT LIFE www.luanda-nightlife.com www.lnl.co.ao COMPRAS SERVIÇOS BARES RESTAURANTES HOTÉIS PONTOS TURÍSTICOS

[close]

p. 10

10 BALAIO•comer & beber Publicação da Revista Figuras&Negócios Assador Lookal personalidade e bom tempero Vizinho do Lookal Marisqueira e do Lookal Ocean Club, o Assador Lookal oferece pratos de carne em grande estilo e à beira-mar. Ao entrar no restaurante, notará logo o requinte do lugar, através dos toques decorativos, cheios de personalidade, que tornam-no convidativo. As obras de arte são interessantes e a garrafeira de tamanho imponente põe em evidência que a escolha é ao gosto do freguês. Com duas áreas diferentes à disposição – interior e exterior -, a transição de uma para a outra é subtil na medida em que há poucas barreiras sólidas a dividí-las, mas é simultaneamente notável, pois uma passerelle de vidro translúcido recebe os nossos primeiros passos, ao entrarmos para a zona externa. Sentados numa mesa à beira-mar, pedimos Empanadas [AKZ 1.400] como entrada. Uma versão mais crocante dos pastéis de massa tenra, a quantidade de óleo podia ser muito menor e o recheio de carne podia ter mais sabor. Não foi um bom começo, mas o cocktail que pedimos melhorou um pouco a sensação. Feito com tequila Olmeca Chocolate, sumo de morango, hortelã e frutos silvestres, o cocktail Remember Me [AKZ 3.200] realmente não é de se esquecer. Decorado com um raminho de hortelã, cai perfeitamente bem num cenário tropical como o do momento. Ao contrário dos nossos receios, o sabor do chocolate deu um toque perfeito à bebida. Como prato principal escolhemos o Carré de Cerdo [AKZ 6.200], que vinha acompanhado de Arroz Migas, um arroz feito com broa, espinafre e feijão frade. Devidamente temperado e com uma apresentação simples e prática de comer, o Carré estava simplesmente delicioso e o arroz, uma novidade gastronómica para nós, deixou-nos maravilhados com o bom gosto do chefe. Serve mencionar que, segundo o que nos foi informado, as guarnições costumam ser à parte. Para sobremesa, tentamos pedir algo diferente, mas infelizmente nem todos os ingredientes estavam disponíveis, por isso optamos pelo Ananás Assado [AKZ 2.500], para ajudar-nos a digerir todo aquele Carré. Polvilhado com um pouco de canela, foi o suficiente para COMPRAS SERVIÇOS BARES RESTAURANTES HOTÉIS PONTOS TURÍSTICOS

[close]

p. 11

Ano 1 - Nº16 - Outubro 2016 11 terminarmos bem a refeição. Quanto ao serviço, o garçon foi bastante atencioso, mas infelizmente não tinha muito conhecimento do que estava no menu, o que talvez seja algo a melhorar. Contudo, os pratos estavam muito bem servidos e com um tempero muito agradável. Serve lembrar que o Assador Lookal serve pratos de carne, contendo somente um prato de peixe no menu. Nós, como amantes de comida, voltaríamos pela óptima vista, pelos cocktails com nomes convidativos e para experimentar uma sobremesa com a personalidade da casa. Endereço: Avenida Murtala Mohamed, Nº14, Ilha do Cabo, Luanda Tel.: 936 000 021 Email: assador.lookal@gmail.com Colaboração LUANDA NIGHT LIFE www.luanda-nightlife.com www.lnl.co.ao

[close]

p. 12

12 BALAIO•comer & beber Publicação da Revista Figuras&Negócios Taverna do Morro gastronomia com esmero Em Angola (e um pouco por todo mundo) há muita gente que abre restaurantes com o simples objectivo de fazer dinheiro, pouco se importando com a qualidade da comida, do atendimento e de outros factores que definem a sustentabilidade de um restaurante e o seu nível de aceitação numa comunidade. Estes restaurantes não costumam sobreviver por muito tempo. Há, depois, todos aqueles que abrem e gerem espaços com o objectivo de servir boa comida, num ambiente agradável, com bom serviço. Que o fazem com um olho nas finanças, claro, mas também por amor à gastronomia. A Taverna do Morro é um restaurante aberto e gerido por este segundo grupo: de malta que ama a gastronomia e ama o que faz. LOCALIZAÇÃO A Taverna do Morro fica localizada na Avenida 21 de Janeiro, Morro Bento, por cima das Tintas Sotinco, entre a Clínica Multiperfil e o Kero Xyami Morro Bento. DECORAÇÃO Localizado num segundo andar, a Taverna do Morro é um espaço amplo com uma decoração rústica e COMPRAS SERVIÇOS BARES RESTAURANTES HOTÉIS PONTOS TURÍSTICOS

[close]

p. 13

Ano 1 - Nº16 - Outubro 2016 13 elegante, onde predomina a madeira. Especial destaque vai para os inúmeros candeeiros da sala, todos eles feitos com garrafas de vinhos, gins, e outras bebidas espirituosas. Existe uma sala envidraçada e climatizada para o armazenamento de vinhos e presuntos. A COMIDA A Taverna do Morro abriu em Abril de 2016 e rapidamente tornou-se num dos restaurantes mais populares da parte sul de Luanda. Está quase sempre cheio. Isto não é por acaso: a comida aqui é muito boa mesmo. Como a maioria dos restaurantes em Luanda, a cozinha é predominantemente portuguesa, com algumas influências da gastronomia angolana; o chef João Caseiro, de Nazaré (Portugal), é o responsável pela saborosa ementa. O menu da Taverna ocupa apenas uma folha e está divido nas seguintes secções: • Petiscos da Taverna – aqui encontrará alguns clássicos, entre mais de uma dezena de escolhas, como pimentos padrón (850 AKZ), ovos rotos à Taverna (1.950 AKZ), chouriço espetado (1.900 AKZ), espargos com bacon (2.200 AKZ), punheta de bacalhau (1.900 AKZ) e prego de atum no pão (2.800 AKZ). Os preços dos petiscos variam entre os 850 aos 2.500 AKZ; é comum irmos à Taverna e fazermos uma refeição só de petiscos. • Carne – Entre as variadas opções encontrará 300 gramas de vazia maturada servida com batata rústica e legumes (5.900 AKZ), lombo de vaca frito com molho (5.800 AKZ), churrasquinho de porco (3.900 AKZ) e o hamburguer à Taverna (3.900 AKZ); preços variam entre os 3.900 aos 5.900 AKZ. • Peixe – há moqueca de garoupa (5.600 AKZ), o famoso lombo de atum do Morro (5.900 AKZ), o lombo de salmão braseado (4.000 AKZ) e a massinha de peixe à Aleluia (4.200 AKZ), um prato tradicional da Nazaré; destaque vai também para o delicioso cherne grelhado (5.200 AKZ). Os preços dos pratos de peixe variam entre os 4.000 aos 5.900 AKZ. • Pastas e Risottos – é aqui onde estão os pratos mais caros da Taverna: o linguini nero di Sangano e o risotto de lagosta e espargos (6.500 e 6.900 AKZ, respectivamente). Caros, mas saborosos. Há, também, tábuas (de presunto, queijos, e mais) e, claro, as minisobremesas, apresentadas ao cliente no fim da refeição. Para os que gostam de partilhar, existe também a opção Mar e Terra: lombo e lagosta na grelha, por 14.900 AKZ. A Taverna do Morro tem um especial do dia para todos dias COMPRAS SERVIÇOS BARES RESTAURANTES HOTÉIS PONTOS TURÍSTICOS

[close]

p. 14

14 BALAIO•comer & beber Publicação da Revista Figuras&Negócios A Taverna do Morro é um restaurante aberto e gerido por profissionais que amam a gastronomia e o que fazem. da semana (menos segunda, o dia de descanso); um dos melhores á a “funjada da Ti’Isilda”, aos sábados (4.200 AKZ). AS BEBIDAS Este restaurante tem uma extensa lista de vinhos, quase todos eles portugueses. O fino é Super-Bock, mas há também cerveja nacional. O espaço serve alguns cocktails clássicos, mas o destaque aqui vai mesmo para os gins tónicos – a Taverna gosta de se descrever como um gin bar. Os gins são preparados mesmo em frente ao cliente – é um pequeno espectáculo. Não bebe? Não há problema. Existem vários sumos naturais prontos a serem servidos. A RETER • O atendimento. O gerente Nuno Estrelinha e o chef de sala Kikas são incansáveis; o resto do pessoal também. É um dos espaços com melhor atendimento em Luanda. • A comida é saborosa e as porções são generosas. Dá vontade de provar todo o menu. • O ambiente. Parece que as pessoas estão felizes por lá estar. A MELHORAR • De vez em quando, quando o restaurante está à pinha, o pessoal comete algumas falhas; há vezes que a comida demora a ser servida. • Há vezes que o barulho é demasiado, principalmente aos fins de semana. Ou seja, esteja preparado – este não é um lugar para jantares sossegados. PORQUE VOLTAR A Taverna merece sucessivas visitar por ser um espaço alegre onde o cliente é valorizado, bem-servido e bem tratado. E porque come-se muito bem aqui. Colaboração LUANDA NIGHT LIFE www.luanda-nightlife.com www.lnl.co.ao COMPRAS SERVIÇOS BARES RESTAURANTES HOTÉIS PONTOS TURÍSTICOS

[close]

p. 15

Ano 1 - Nº16 - Outubro 2016 BALAIO•eventos NO RESTAURANTE ESPAÇO LUANDA CARLOS BURITY PARTILHA PALCO COM AGUINALDO TIMÓTEO Cantor angolano Carlos Burity em dueto com o brasileiro Aguinaldo Timóteo. Os músicos angolano, Carlos Burity e brasileiro, Aguinaldo Timóteo proporcionaram, em meados de Outubro, um show de excelente qualidade que juntou os dois estilos musicais numa simbiose que levou os presentes ao espectáculo, que teve lugar no restaurante Espaço Luanda em Talatona, a vibrarem e recordarem tempos que já lá vão. Carlos Burity, angolano, exímio cultivador do estilo semba, com muitas incursões nas suas canções ao romantismo, soube posicionar-se em nota elevada no dueto com Aguinaldo Timoteo, o brasileiro romântico por excelência com muitos anos de estrada na vida musical. Curiosamente, aquando da sua presença em Angola, Aguinaldo Timóteo completou 80 anos de idade. Músicas que cultivam o amor, o sentimento de família e outras, “mexeram” com um público adulto presente que não se cansou de aplaudir, acabando por contagiar a juventude que em algumas vezes dançava as suas músicas mas não conhecia o artista e o seu percurso. Já Burity, com cerca de 45 anos de carreira musical, levou os espectadores à uma viagem de alguns dos seus sucessos, desde: “Ilha de Luanda”, “Paxi Yami”, “Manazinha”, “Tia Joaquina”, “Poema do Sema” e outros sucessos que fizeram dele uma das vozes mais referenciadas do semba. Rui Yen, gestor do Espaço Luanda, classificou a noite de “mágica”, precisamente pela fusão única de dois estilos musicais interpretados por dois grandes músicos. Foi, na sua opinião, uma noite temática voltada às décadas de 60, 70 essencialmente, mas que se conseguiu proporcionar bons momentos. “Este é um dos objectivos das nossas iniciativas, o de agradar também e sempre os nossos clientes”, - assegurou. Boa música, emoções, recordações, cores e ambiente além do tempo marcaram o concerto que teve a duração de mais de duas horas. Uma nota especial para o jantar servido pela casa, que foi excelente pela qualidade e diversidade. Ana Kavungu COMPRAS SERVIÇOS BARES RESTAURANTES HOTÉIS PONTOS TURÍSTICOS

[close]

Comments

no comments yet