RLB 43 - Outubro/2016

 

Embed or link this publication

Description

Edição de Outubro de 2016 da Revista Leitura de Bordo

Popular Pages


p. 1

Ano 7 – nº 43 – Outubro de 2016 – R$ 6,50 llora...yunaalmaque

[close]

p. 2

CURSO DE FOTOGRAFIA DIGITAL HistóriadaFotografia, Equipamentos,Lentes, Flash,Iluminação,Foco, Diafragma,Fotometria, Profundidadedecampo, Enquadramentos, FotonoturnaeLightPainting CURSOSEM PRÉ-REQUISITO 509 W3 Norte - Ed. Ísis, Sl. 26 3967-0013 9237-0126 Matrículas Abertas www.madmidia.com.br

[close]

p. 3

| Outro olhar | Barra Grande - BA Ft.: Rogério Lezino

[close]

p. 4

Índice Destinos & Viagens Caminito - uma rua feita de saudades Now-boarding Internet nos voos da Gol Fique de olho Rio terá, enfim, seu aquário marinho Turismo CLDF cria Frente em Defesa do Turismo Trade Novo programa da Visual Saúde Outubro Rosa e o câncer de mama Cultura 7º Animage em Pernambuco Juridicando Os desafios dos recém-formados Estante Entre a erudição e o nonsense Mundo Tourist go away! 05 10 11 12 14 16 18 21 22 27 Uma edição recheada de boas leituras, com destaque para o artigo do Pastor Roberto Kunzendorff Júnior que aborda a nossa dificuldade de agradecer. Não apenas a Deus. Mas em nosso dia a dia. Outro destaque é a estreia de Tiago Kalkmann que passará a escrever sobre assuntos jurídicos- e começa refletindo sobre os desafios dos recém-formados. Esperamos que você, leitor, tenha o mesmo prazer em acompanhar os textos que nós tivemos ao selecionar os temas desta edição. Boa leitura! Alfredo Bessow Editor Revista Leitura de Bordo – Ano 7 - nº 43 – Outubro de 2016 Publicação da Wosseb C&M, tiragem de 12 mil exemplares – circula nas Salas Vip e Aeroportos, trade turístico, enviada para prefeituras e gestores públicos e distribuição institucional. Edição 43 - agosto, setembro e outubro de 2016. A Revista Leitura de Bordo não se responsabiliza pelas opiniões, pontos de vista e argumentos dos artigos assinados e veiculados na Revista. Editora de conteúdo: Sandra Fernandes Editor: Alfredo Bessow Colaboradores: Carlos Vieira, Paulo Antenor, Bruno Henrique, Débora Costa e Silva, João Fagundes, Mário Pinho, Elaine Ikkert Stahlhoefer, Samantha Riera e Alexandre Odyssefs Produtor: Pedro Ricardo Teichmann Logística: Marcos Alexandre Bessow Comercial: Wosseb C&M (+55 61 3262 0509 ou 8150 0256) Proj. Gráfico/Diagramação: Wellington Pessoa | MadMídia Capa: Norberto Gradilone / Caminito Fotos: Wosseb C&M E-mail: geral@leituradebordo.com.br Site: www.leituradebordo.com.br Escritório: CLSW 303 Bl. A | Ent. 16 | Sl. 109 Setor Sudoeste | 70673-621 | Brasília (DF) Impressão: Gráfica Ipanema +55 62 3611 2400 Correspondência: Caixa Postal, 72 | 70351-970 - Brasília-DF 4 Leitura de Bordo | Outubro 2016 | www.leituradebordo.com.br

[close]

p. 5

| Destinos & Viagens | Uma rua, um passado Um dos principais destinos turísticos de Buenos Aires, Caminito é um pedaço do passado insistindo em fazer não apenas o tempo parar, mas retroceder. www.leituradebordo.com.br | Outubro 2016 | Leitura de Bordo 5

[close]

p. 6

| Destinos & Viagens | Ao longo de seus 150 metros e becos, o Caminito, quase um enclave perdido no tempo, incrustrado no coração de la Boca, em Bueno Aires, emana um cheiro de decadência, onde figuras do passado e do presente tentam conviver para sobreviver. Ainda que caricatas, ensaiam um ar blasé – como se fossem o próprio passado reinventado pela literatura e pela música (o tango, claro!) – e não apenas estereótipos de pessoas que tentam ludibriar turistas. Basicamente quatro figuras e uma imagem dominam o local. Há bonecos de Gardel, de Evita, de Maradona e do Papa Francisco – mas a imagem que dá sentido e vida ao local é o francês, que tem certidão de uruguaio de Taquarembó ainda que nascido em Toulouse. Ele próprio, em certa entrevista, sentenciou: “Nasci em Buenos Aires aos dois anos e meio de idade”. 6 Leitura de Bordo | Outubro 2016 | www.leituradebordo.com.br

[close]

p. 7

| Destinos & Viagens | Mistério Caminito, fica ao lado do Rio Riachuelo próximo do porto, começou a ser habitado pelos idos de 1870 – e está cerca de 400 metros da Bombonera, mítico estádio do Boca Juniors. A rua mantém uma característica peculiar: as casas são construídas com tábuas, placas e telhas de metal e pintadas com muitas cores - isso porque, quando os estrangeiros - principalmente espanhóis e italianos construíam suas casas, usavam as tintas que sobravam dos navios do porto para pintá-las. Inspirado no tango Caminito – cuja letra foi escrita por Gabino Cosia Peñaloza em 1903, e a melodia composta por Juan de Dios Filisberto (morador da Boca) em 1926, o poema tem como inspiração um caminho da cidade de Olla na província de La Rioja – o local é roteiro recomendado apenas durante o dia e de preferência até às 16h. E sempre com muita atenção aos punguistas – que lembram rufiões mambembes a se esgueirarem entre sotaques e sonoridades. O nome da Rua Caminito, por sinal, surge apenas em 1950 quando o morador Arturo Carrega decidiu recuperar o terreno todo degradado e onde antes era um estreito arroio e mais tarde passava o trem. Carrega convocou o pintor Quinquela Martín, que batizou a rua como “Caminito”. www.leituradebordo.com.br | Outubro 2016 | Leitura de Bordo 7

[close]

p. 8

| Destinos & Viagens | Universalidade O tango - que inicialmente, designava um pequeno tambor africano - é tido como o ritmo porteño por excelência, mas sua origem é controversa – para alguns, evoluiu a partir do candombe, do qual herdou o ritmo; da milonga, que lhe inspirou a coreografia; e da habanera, cuja linha melódica assimilou. Presente nos prostíbulos de Buenos Aires e Montevidéu, nas duas últimas décadas do século XIX, com violino, flauta e violão, era dançado por dois homens, daí o fato dos rostos virados, sem se fitar. Mas há mais curiosidades: La cumparsita, tido como o tango mais famoso e de melhor qualidade musical, foi composto pelo uruguaio Gerardo Matos Rodríguez (entre 1915 e 1916); o bandoneón, que atualmente caracteriza o tango, chegou à região do Rio da Prata por volta de 1900, nas maletas de imigrantes alemães; Carlos Gardel a voz mais conhecida do tango é francês de Toulouse, e Alfredo Le Pera, melhor letrista da história, é brasileiro de Santos (SP). Dica de leitura Para quem quiser ler sobre o tango e ter um retrato da Buenos Aires dos anos 30, uma boa sugestão é ler “O tango da velha guarda” - romance que tem um longo e cativante capítulo que traz um painel da vida nos bairros boêmios e do submundo do tango. O TANGO DA VELHA GUARDA Autor: Arturo Pérez-Reverte Tradução: Luís Carlos Cabral. Editora: Record (392 páginas, R$ 39,90) 8 Leitura de Bordo | Outubro 2016 | www.leituradebordo.com.br

[close]

p. 9

| Destinos & Viagens | Caminito Letra: Gabino Coria Peñaloza (1903) Música: Juan de Dios Filiberto (1926) Caminito que el tiempo ha borrado Que juntos un día nos viste pasar He venido por última vez He venido a contarte mi mal Caminito que entonces estabas Bordeado de trébol y juncos en flor Una sombra ya pronto serás Una sombra lo mismo que yo Desde que se fue Triste vivo yo Caminito amigo Yo también me voy Desde que se fue Nunca más volvió Seguiré sus pasos Caminito, adiós Caminito que todas las tardes Feliz recorría cantando mi amor No le digas si vuelve a pasar Que mi llanto tu suelo regó Caminito cubierto de cardos La mano del tiempo tu huella borró Yo a tu lado quisiera caer Y que el tiempo nos mate a los dos Desde que se fue Triste vivo yo Caminito amigo Yo también me voy Desde que se fue Nunca más volvió Seguiré sus pasos Caminito, adiós www.leituradebordo.com.br | Outubro 2016 | Leitura de Bordo 9

[close]

p. 10

ACPURUDORIDSOUOVÇIDSÃEUOAL Criação de roteiro, Captação de imagens, Iluminação, áudio, Edição e Publicação. Cursos e Treinamentos INSCREVA-SE AGORA! CSEUMRPSROÉ REQUISITOS | Now Boarding | Internet a bordo A Gol Linhas Aéreas Inteligentes iniciou as operações com internet a bordo, tornando-se a primeira companhia aérea da América do Sul a oferecer esta facilidade aos clientes reiterando a sua posição de pioneirismo e de levar mais comodidade aos passageiros. A aeronave com a antena que possui tecnologia de última geração 2Ku de comunicação via satélite, será utilizada em toda a malha aérea nacional e internacional da Gol. O serviço será gratuito por seis meses. A previsão é de que toda a frota da companhia estará equipada, até outubro de 2018, com sistema de conectividade e entretenimento, assim como tomadas de recarga ou tomadas USB. Novos kits de amenidades A Etihad Airways lançou seus novos kits de amenidades para a Primeira Classe, projetados em parceria com duas marcas líderes no mundo de moda e beleza: o estilista de renome internacional Christian Lacroix, e a marca húngara pioneira em cuidados para a pele, Omorovicza. As novas e atraentes bolsas serão inicialmente introduzidas nos voos operados entre Abu Dhabi e Londres, Nova York, Sydney, Melbourne e Mumbai. Na sequência no restante da frota, já no início de 2017. Há duas variedades de kits, para os passageiros do sexo masculino e feminino, com um nécessaire que se torna um estojo para os homens e uma bolsa dobrável para as mulheres. www.madmidia.com.br/cursos ou entre em contato pelo telefone: 3967 0013 9237 0126 W3 Norte - 509 Edifício Ísis, Loja 26 PRODUÇÃO DE UM CURTA METRAGEM DURANTE O CURSO Mudança de aeronave da Qatar para voos ao Brasil e Argentina A Qatar Airways introduzirá uma capacidade adicional para os seus dois destinos da América do Sul a partir de 1º de dezembro, quando a companhia aérea irá atualizar suas aeronaves que operam na rota, trocando os Boeings 777-200LR, para o Boeing 777-300ER. A atualização irá fornecer um adicional de 99 lugares por dia, saindo da capital da companhia em Doha para São Paulo e Buenos Aires. As aeronaves existentes operam com 259 assentos, enquanto que as novas tem capacidade para 358 lugares. Todos os voos para a América do Sul contam com três serviços de refeições completas, com três opções de cozinha na Classe Econômica, incluindo refeições vegetarianas e bebidas de cortesia. Na Classe Executiva, serviço de jantar on-demand, onde os passageiros premium, podem selecionar sua refeição dentre cinco pratos diferentes. 10 Leitura de Bordo | Outubro 2016 | www.leituradebordo.com.br

[close]

p. 11

| Fique de olho | Aquário marinho no Rio Com inauguração prevista para novembro, o Rio de Janeiro vai abrigar o maior aquário marinho da América do Sul. Com 26 mil m² de área construída, cinco andares e 28 tanques com painéis de acrílico transparente somando 4,5 milhões de litros de água, o AquaRio integra-se ao plano de revitalização da Zona Portuária, junto a outros projetos como o Museu de Arte do Rio e o Museu do Amanhã. O Aquário Marinho do Rio de Janeiro ocupará o antigo prédio Cibrazem, ao lado da recém-construída Via Binário, sendo de fácil acesso por meio de transporte público ou pessoal. Idealizado pelo biólogo marinho Marcelo Szpilman, o AquaRio reunirá cerca de oito mil animais de 350 espécies diferentes. O público poderá visitar os tanques e ter a oportunidade de ver mais de perto tubarões e peixes das mais variadas espécies. Além disso, o visitante poderá interagir com alguns animais nos chamados tanques de toque, enquanto no Recinto Oceânico e de Mergulho uma atividade à parte oferecerá a oportunidade de participar de um mergulho real com peixes, raias e tubarões. Outras atrações inéditas como o Aquário Virtual – que por meio de tecnologias inovadoras e total interatividade permitirá ao visitante acesso ao real e ao virtual ao mesmo tempo – e o Museu de Ciências – com exposições sobre temas relacionados ao ambiente marinho – fazem do AquaRio um programa familiar, educativo e prazeroso. A expectativa é que, quando aberto para visitação pública, o AquaRio receba de quatro a cinco mil visitantes por dia, representando um novo ponto turístico para a cidade do Rio de Janeiro. O aquário funcionará todos os dias, de 9h às 18h, e contará também com espaços dedicados a lojas, cafés, restaurantes e lanchonetes para oferecer mais comodidade ao público. Informações: www.aquariomarinhodorio.com.br www.leituradebordo.com.br | Outubro 2016 | Leitura de Bordo 11

[close]

p. 12

| Turismo | Deputado Wasny de Roure preside instalação da Frente No DF, Câmara Legislativa cria Frente Parlamentar em defesa do Turismo Proposta pelo deputado Wasny de Roure (PT-DF), a Frente Parlamentar em Defesa do Turismo do DF tem o desafio de romper com a má tradição de inoperância das “Frentes” normalmente criadas nos parlamentos. O parlamentar defende ações conjuntas entre o empresariado e os órgãos do governo para incrementar o turismo na região. “É preciso, que, juntos, formulemos um plano estratégico para o turismo no DF, englobando políticas públicas, incentivando novos negócios e promovendo a manutenção dos pontos turísticos da capital”, destacou Wasny na sessão de instalação da Frente. O deputado Wasny de Roure destacou que o turismo é hoje uma das forças econômicas que mais crescem no mundo e lamentou que a atividade esteja estagnada em Brasília. Para ele, “a capital possui uma enorme vocação turística, que inclui os campos do negócio, cívico, religioso e ecoturismo”. Na opinião do Distrital, o investimento em turismo é uma excelente alternativa de novas receitas e geração de renda e emprego. Só união reverte atual quadro O deputado Wasny enfatizou a necessidade de união de forças entre a Câmara Legislativa, o Executivo e a iniciativa privada para alavancar o turismo local. Para Wasny, a nova Frente tem três prioridades: a alteração da legislação atual do setor visando a implantação de políticas públicas 12 Leitura de Bordo | Outubro 2016 | www.leituradebordo.com.br

[close]

p. 13

| Turismo | Não passou em branco o fato de que o atual governador do DF já foi secretário de Turismo e, por extrema ironia, acabou desativando justamente essa secretaria, relegando o turismo a uma sub-pasta de uma sub-secretaria – um verdadeiro saco de gatos e ratos. Ao negar sua experiência no comando da pasta, o governador mostra o quanto está perdido em termos de gestão e de encontrar alternativas para uma crise na economia que, para ser enfrentada, precisa de ousadia, criatividade e percepção da realidade. Wasny de Roure e Adelmir Santana de incentivo ao turismo, a reformulação do Fundo de Fomento do Turismo e a disponibilização de recursos no Orçamento do DF. Presente ao lançamento e um dos entusiastas do turismo como ferramenta para alavancar a economia local, o presidente da Federação do Comércio de Brasília (Fecomércio), Adelmir Santana, reforçou a importância de fortalecimento do segmento, destacando que ele envolve vários setores da economia. Segundo ele, menos de 10 por cento da população brasileira conhece sua capital federal. “Nosso potencial é enorme, mas temos que nos preparar para receber as pessoas”, completou. O presidente da Associação Brasileira das Agência de Viagens (ABAV) do DF, Carlos Vieira, pediu que a Frente Parlamentar atue na aprovação de leis que favoreçam mais oportunidades de negócio e aponta que não é possível que se vá no principal evento de turismo das Américas – Feira da Abav, realizada em setembro em São Paulo – e o estande de Brasília não tenha material da cidade, dos atrativos e dos roteiros. Caetana Alves, da área de turismo do GDF Presenças O lançamento da Frente contou com a presença do ex-senador Adlemir Santana, presidente da Fecomercio, do presidente da ABAV (Associação Brasileira de Viagens de Viagens do DF), Carlos Vieira, da subsecretária de Produtos e Políticas de Turismo da Secretaria Adjunta de Turismo do DF (Setur-DF), Caetana Alves, do presidente do Sindicato de Turismo Rural e Ecológico do DF (Ruraltur), Fragmar Diniz, presidente do Sindetur (Sindicato das Empresas de Turismo), Lamarck Rolim, a presidente da Federação dos Trabalhadores em Turismo e Hospitalidade do DF – FETRATUH, Vera Lêda Ferreira de Morais, e do diretor do IFB (Instituto Federal de Brasília), do Riacho Fundo, Sérgio Gomes – além de representantes do trade. Carlos Vieira, presidente da ABAVDF Subsidiado Fragmar Diniz, presidente do Sindicato do Turismo Rural e Ecológico do DF – Ruraltur, cobrou maior investimento do governo no segmento, inclusive com a adoção no DF de um modelo existente em alguns países europeus: o governo financiar integralmente os projetos de turismo rural a fundo perdido, apenas exigindo a geração de emprego. Para Diniz, o potencial do turismo ecológico e rural do DF ainda é pouco aproveitado. Sérgio Gomes, diretor do IFB/Riach Fundo www.leituradebordo.com.br | Outubro 2016 | Leitura de Bordo 13

[close]

p. 14

| Trade | Visual Turismo lança produto focado em famílias e grupos de amigos Novidade conta com empreendimentos que oferecem infraestrutura de lazer e serviços, atendimento personalizado e exclusividade Por Ana Carolina Rodrigues A Visual Turismo acaba de lançar o “Você, em casa, no hotel”, segmento que tem por objetivo atender a famílias e grupos de amigos que não querem deixar de lado a privacidade e o conforto típicos de suas casas, somando a isso as facilidades dos complexos hoteleiros. Infraestrutura completa de lazer e serviços, atendimento personalizado e exclusividade caracterizam os estabelecimentos oferecidos pela novidade. Entre os hotéis e pousadas que atendem aos requisitos do novo produto estão Campo Bahia, em Santa Cruz Cabrália (foto acima); Pousada Spa da Alma, Rio Grande do Norte; Hotel Village Porto de Galinhas, em Pernambuco; Tivoli Pool Villas, na Praia do Forte; Toko Village e Vila La Torre, ambos em Porto Seguro, na Bahia. A pousada Spa da Alma, em Pipa, por exemplo, é uma acomodação no estilo vila que oferece privacidade, conveniência, chalés suspensos e serviços impecáveis e facilidades variadas: restaurante, serviço de camareira, área de lazer com piscinas, entre outros. Todas as acomodações têm varanda com vista para o mar e para as falésias coloridas pelas quais o destino é reconhecido. Já as suítes premium têm 60 metros quadrados e contam com varandas com deck suspenso. A Casa Paradiso, com 220 metros quadrados, acomoda duas suítes, sala, cozinha, deck e piscina privativa. Com saída de São Paulo em 26 de novembro, o roteiro da Visual Turismo inclui bilhete aéreo de ida e volta, traslados de e para o aeroporto e hospedagem de quatro noites na Casa Paradiso da pousada (a partir de quatro pessoas), com café da manhã incluído, por um valor a partir de R$5.184 por pessoa. A expectativa da operadora é que as férias de fim do ano movimentem as vendas do “Você, em casa, no hotel”. De acordo com Afonso Louro, diretor da Visual Turismo, a novidade está totalmente alinhada com seus clientes. Fundada em 1986, a Visual Turismo tem sede em São Paulo e 11 filiais - nas cidades de Belo Horizonte, Brasília, Campinas, Campo Grande, Curitiba, Goiânia, Porto Alegre, Ribeirão Preto, Rio de Janeiro, Salvador e Santo André. É especializada em viagens sob medida, incluindo roteiros de lazer, lua de mel, ecoturismo, religiosos, marítimos e de incentivo. 14 Leitura de Bordo | Outubro 2016 | www.leituradebordo.com.br

[close]

p. 15

prproommPoPorvrvoeoeppoooosdstetaasmddooonnggtotoevevdederoronEnoEsostatdaodo PEC 2P4EC12a4t1inagteingreagvreamveemnetentoe foinfiannancicaiammeennttoode duasspprrininccipipaaisispoploítliíctaicsapsúpbúlicbalisc–asa–edauecadçuãcoaeçãaosaeúadesaúde Os serOvsiçosesrveiçooss eseorsvisdeorvreidsorpeúsbpliúcbolsicovsêmvêm SeSneandaodo-,-,ooBBrraassil vaii tteerr,,ppoorreexexmemplpol,ou,muamlainlhinaha inveinstvideost4id7o%4m7%enomsenmoesdeumcaeçãdoudcaoçqãuoedinovqesute investe sendo sseisntdeomsaisttiecammateicnatme eantatecaadtaocsadpoeslopselgoosvgeorvneorns.os. dedcercersecsecennteteddeeiinnvveessttiimmeennttoossppeer rcacpaiptaiteamemsaúsdaeúde atuaaltmuaenlmtee(nRt$e 3(7R7$ b3i7lh7õebsi)lheõ2e6s%) ea2m6%enoas memenos em Há umHaáséurmieadseérmie eddeidmaesdjidáacsojnáccroenticzraetdizaaedaoeutoruatsras (tmaPniEttCaa)çsã2tnm(nEoaP4oamniE1vtdtClao,iaan)sçsctrãí2evhaPnEo4geamard1oildmmle,ifpansecaeetoídvhaPsdsfeeaprdtiaolsmareecfpapreaaeoladdo,lsds.”eep,urtaaremmagEprladmaoo,b.esvureoemqgEnmrumondbeviaeeoesdnxmtreCanedosimaefsanxtdCtpaesoeosmtloinét“dpsuéPeatlcoiEat““iCuoéPPtcnEEradiaCCoato-nlrddaaoa-l púpbúlbicliacappoorqrquueeaappooppuullaaççããooccoonntitninuauaauamumenetanntadnodo NdemiammedNofaíciaciofeaicsíicocsiluirscniodieslurmnatisiesfmoalttisacorltaidgudrtidgdlaioetdnaioenaesaPesadaPraqrreqúrúequeqsuddçuçeueeoeoeeemososssaasseemaaggmamaooaetetpenspesCntrCtntroeoedoeodrnricrenmiscaersmsuersseuepsmUenpcsúmenncitúbdoeiitbladodoipcclaaroioi/epdccmrIsloiPe/eomtaIssClePoSAdtdarCUãee.SoASodrUPNãÍ.ofenrSoãioncdNoÍnafeoniãictrnrcdoeéáo-aoicrreéá- SadspaoeaeúcrsstasSpditaoaareoaúeemuúcrdcst(EtdioeuRteoamrennr$emueatôcost(E3emdoeuuRm0denInmr$in0ucatfôotciaos3enbmdas,ur0iaçe(alIsmiãhnn0DicfnoPõcotiiae,dienbEesa,eeiCrsiamc(alss)tahnDe,2ioenlPõc)4icdn.edidoEe1aateineCsosmcas)faadloe,2Etelssar)e4cnmt.sdrdo1aatepneetomaíopfsedloElrttaíoistsarecitifmtsascurua,aadnpreteseoídopspteEalrtrdúíoosimstcotbtaifuacueulgiDadndcniesnoeatodess--pEadúsmotbueliDdncoeatess- novo remgoimrtee”,fqiusceailn”,stmituaisuqmuteetdoedefagtaostéosae“mPEtoCddaas as mAetsednidfiimcuelndtaod(eUsPeAms),mcoamntaesreasspUecniaidliaddaedsesd,easPsriomnto do edme smaúaidsedee emdeuiocasçéãcou,loeatogdaarasnatsiaddeemdaiirse,itroestroagin- morte”á, rqeuaes pinasrtait“ueqi uimlibtreatroads ecognatsatsopsúebmlictaosd” aspasrtir Atceonmdoimoepnrotgor(aUmPaAMs)a,icsoMmédaiscoessepoecSiAaMlidUa.des, assim socidaois permevimstaosisndaeComnsetiiotusiçéãcou.lo a garantia de direitos áreas pdaera20“e1q7u. iAlibmraerdiadsac, otnidtaascopmúbolicnacso”nastiptuacritoirnal como o pNraogedraumcaaçãMo,aoisdMesémdoicnotseetaomSbAéMmUs.erá de sociPaairsapirmevpiesdtoirsqnuaeCoocnosrtriatmuiçtãaois. retrocessos de 201p7o.r Aalgmuendsideasp, etciidaalisctaosm, oafeintacroánsátrietausciosoncaialis, grandNesaperodpuocraççõãeos., o desmonte também será de nos direitosPdaoras tirmabpaelhdairdoqrueseeodcaorsroacmiedtaadise,rteãtorocessos por algcoumnos eedsupceacçiãaolisetasas,údaef,ehtaarbáitaáçrãeoa,strasnoscpiaoirst,es, grandesSpóroppaorarçsõeetse.r uma ideia, segundo a CNTE, duranmosendtiereciotonsqudiostsadtroasb, aselhráapdroerceissoeudmaasgorcaineddeade, tão como eednturceaoçuãtoroes ssearúvidçoes, ehsasbenitcaiaçãiso. ,Attéramnespsmoroteasp,o- as meStóaspadroa Psleanteor Nuamciaonidael idae, sEedguucnaçdãoo,aqCuNeTE, mobdiulirzaamçãeondtaecclaosnsqeutrisatbaadlhoasd, oserar,ácpomreceinsofreunmtaa- grande lemíntoitcraeespotlmtpeNauíeturrattoimábcoraoelveiadsscpemtnaeseNarsederrg,armnárairasvetdvesacedietmeçnoourdo,edszrsenaaiopstedvcesoPseoarisd,nEle2oevCan0revicPs2zaatiEal4ainomCç1iorsãies.2zo-naA4-tçd1taodãéooseo-,msspdiatanrreooólissávistmiirainlaitelossuoágtriipmiaritaoounpíulimndírotmioií-u-cnoamiss- tdcaorsedtcoaedopresm2eaidecnp0ssainveecmsaeindctmnsaodceetoosmeenimmsmnmt,dpoteepoordnmrdoddoetemePoemslevnmevameeemotntrairaivdodbbaioissaanaa,sNsstsd.re.raeeaaenIIccscccfsdiusiaimusooomrtorsonaosopa,aopsdsonldsoearãqpfardoiequpúneiiouetbúnflocelabfEnioslcçldarãdoniãrcçuoaseoãoã,c.roPssoáaOee,E..çsusCDOãpetes2aoaruseerq4p,tãjvsau1arqoêee,r,iuãjvaoeê, Fmf-eDesedFs.nmmfeoetCrrosaeooeslNnsmbeostoiueroeloeinzrpNnseeioadrãúoróçuaeoinãxendeiponpmeiomdrtodróadoadidaexeedeoidmnlcrmeuriiltaeaatadaosassdde1.sseeo0deelidurimxaetdutarsabecra1a.lbedne0ciaeiodaolvduhnsgeeecaaemraird,sancbaoliodrordoPvaono,Ee,aComSDcisoisi2nsbm4pptdrr1rroiooote,oe--noDfsriesptnrrtioato-teto deingtearsetsosesspdoarin2i0ciaatnivoaspr-ivdaedsat.rÉóui masdpeosalísttirceaqsue o cinovrrees-tsiemoensétroionroisvcoo, ddee fnaãtoo,sneãinovoecstoirrrneerán.hDumaqui as aFçeõdeesrqaulesearceaútnegeomriaemtomasasreámpabrlaeicaogmebraatlêd-loaSinpropublicavsa,iraecdaubazrocsoimnvaessctoimnqeunisttoas,sporcivailseegtiraanbdaolhoisstas a 2ce0natanvoosa, emmaisedomqaunetseenrdáoreopsasesfaeditooàsádraeaPnEeCst2e41, estã-oDnF.aCpoamutoa dneãdoispcousdseãroi.a deixar de ser, a PEC 241 e interesdsaes údlatiminaicsiadtéicvaadparsi.vada. É um desastre que coarnreo-dse 2o0s1é6r,iqourainscdoo dmeuintoãoa srepionsviçeãsotiirnnflaecnioh-um as ações que a categoria tomará para combatê-la vai acabar comSeaessctaoneqmueisntdaas sfocriaaipsreovtaradbaadlheisftoarsma cennátraiav.oEaemsseaiéssdóouqmuexseemráprleo.passado à área neste estão na pauta de discussão. das últdimefiansitdivéaca–dealsa. vai à votação em segundo turno ano de 2P0ar1a6a,vqauliaarnmdoelhmour iotoimapraecptoosdiaçãporoipnofsltaac,ionSae CeâsmtaaraemdoesnDdeapuftoardoasperodveapdoais sdeegufeorpmaraa o nácraisao. jEáeesssteiveéssseóeummveigxoerm, opgloo.verno federal teria definitiva – ela vai à votação em segundo turno Para avaliar melhor o impacto da proposta, na Câmara dos Deputados e depois segue para o caso já estivesse em vigor, o governwowfewd.eleraitlutreardiaebordo.com.br | Outubro 2016 | Leitura de Bordo 15

[close]

Comments

no comments yet