Jornal SINDSERV

 

Embed or link this publication

Description

Edição: Outubro/2016

Popular Pages


p. 1

ELEIÇÕES SINDSERV: CHAPA 1 É REELEITA COM 93% DOS VOTOS MARCELO URBANEJA E DIRETORIA SE REUNIRAM COM O PREFEITO ALEXANDRE KIREEFF SERVIDORES DA UBS ERNANI DESENVOLVEM PROJETO PARA SAÚDE DOS SERVIDORES

[close]

p. 2

Olá amigo Servidor, olá amiga Servidora, Primeiramente, gostaria de agradecer a cada um pelo voto de confiança depositado nas urnas durante as nossas eleições. Foram 93% dos votos referendando o trabalho que temos feito e isso demonstra que estamos no caminho certo! Mas o que gostaria de falar com vocês tem a ver com nosso atual cenário político. O governo do “vampiro” Temer precisa conter o crescimento dos gastos Públicos. Nós concordamos com isso! Porém, o remédio que ele propõe mais uma vez recai sobre as costas tão surradas do trabalhador. Temer não mexe com os militares, porque senão pode sofrer um golpe militar. Temer não mexe com o Congresso, porque senão terá o mesmo destino da sua antecessora Dilma (IMPEACHMENT). Não mexe com o judiciário, porque pode cassar seu mandato. Não mexe com a mídia com medo de uma campanha para desestabilizá-lo. Ou seja, quem restou nesta ciranda que pode pagar o pato sem que o presidente vampiro Temer seja ameaçado de perder o “trono”? O Povo, que assiste a tudo calado! A famosa PEC da maldade, a 241, limita os gastos públicos por 20 anos (neste limite de gastos estão investimentos na Saúde e Educação), é um braço dos que já temos combatido há algum tempo, a PLP 257 (que também limitará gastos públicos principalmente as negociações salariais dos servidores). Ambas armadas do mesmo discurso, “o povo terá que fazer sacrifícios”, no caso o trabalhador terá que fazer os sacrifícios enquanto a “Elite Estatal” (promotores, procuradores e juízes), o legislativo (deputados, senadores), os grandes grupos empresariais, dentre outras fatias que detém o poder, fazem a festa financiada pelos seus altos salários, mordomias e isenções. E ainda tem gente que pergunta se somos a favor ou contra a PEC 241?! DIGA NÃO A PEC 241!

[close]

p. 3

Eleições SINDSERV: Chapa 1 é reeleita com 93% dos votos O Processo Eleitoral para eleger o novo Sistema diretivo do SINDSERV, aconteceu entre os dias 29 e 30 de setembro. No dia 29, servidores já se aglomeravam em frente à sede do sindicato para participar do processo. Assim que a Comissão Eleitoral, presidida pelo Servidor Roberto Pintor, conferiu as 21 urnas que receberiam os votos dos servidores, uma a uma, as equipes de mesários, receberam as orientações e partiram com as urnas para os locais de trabalho. Deste montante de urnas, duas permaneceram fixas: uma na sede do sindicato e a outra no prédio da Prefeitura. Segundo Pintor, “o processo eleitoral deste ano foi tranquilo. Esta foi a primeira vez na história do SINDSERV que tivemos chapa única. Mesmo assim, fizemos questão de manter todos os tramites da votação, para que os Servidores pudessem exercer seu direito ao voto”, explicou. Na manhã do dia 30, as equipes de mesários retomaram os trabalhos com as urnas “itinerantes” e com as fixas. Segundo Pintor, o estatuto do SINDSERV estabelece que, a eleição seja feita em dois dias, “de forma a propiciar a oportunidade para que todos possam votar. Temos muitos servidores que trabalham em regime de escala, como no caso da saúde, então por causa dos horários, era muito provável que alguns servidores não estivessem em seus postos de trabalho na hora em que a urna passou pela primeira vez”, comenta. Ele também lembrou que durante o processo eleitoral não houve nenhum registro de incidentes que prejudicassem as etapas do processo. Apuração Com o retorno da última urna ao sindicato, por volta das 19h40, a Comissão Eleitoral realizou os procedimentos e deu início a apuração dos votos. Após as 23h, o presidente da comissão eleitoral fez o anuncio do resultado da apuração. Com 93% dos votos, os servidores referendaram a Chapa 1 – SINDSERV PARA TODOS – com o Presidente Marcelo Urbaneja, como a legítima representante dos Servidores Públicos Municipais de Londrina pelos próximos quatro anos. 150 servidores deixaram seu voto em branco e 62 foram os votos nulos. O presidente reeleito Marcelo Urbaneja, agradeceu o que chamou de presente “em primeiro de Deus e em segundo dos amigos servidores, pela honra de servir aquele que serve. Nestes próximos quatro anos queremos cumprir com maestria nosso mandato, respeitando o servidor, lutando pelos seus direitos e construindo caminhos de paz e vitória para a categoria”, comemorou Urbaneja. A vigência desta gestão se inicia no dia 4 de Dezembro próximo, e vai até o dia 04/12/2020.

[close]

p. 4



[close]

p. 5

Com eleição de Amauri Cardoso, Servidores mantém representatividade na Câmara O servidor professor Amauri Cardoso, foi reeleito para ocupar uma das cadeiras da Câmara Municipal de Vereadores. Eleito com 2.950 votos, foi o vereador mais votado do seu partido (PSDB). A importância de termos representantes na Câmara é fundamental para os projetos que tem a ver com os servidores. Amauri foi “peça-chave” em 2011, durante seu primeiro mandato, quando alertou o sindicato à respeito da tramitação dos projetos que tratavam do PCCS Geral e do Magistério, ambos haviam sofrido alterações por parte do executivo sem a anuência do SINDSERV. Trabalhando ao lado do sindicato, Amauri tem sido fundamental nos projetos que refletem diretamente na vida do funcionalismo público municipal. Amauri agradeceu os votos dados à ele: “Sei que cada um, foi votar consciente, pois pedi para ser analisado, comparado, que escolhessem, como fazem as empresas no departamento de recursos humanos. Saibam que honrarei cada um desses votos, com muito trabalho e dedicação, continuaremos com um mandato participativo, transparente, implacável contra a corrupção e em sintonia com o SINDSERV”, agradeceu Cardoso. Marcelo Urbaneja, presidente do SINDSERV, comemorou a conquista da representatividade dos servidores na Câmara. “Neste ano tivemos a maior renovação de vereadores na nossa Câmara (63%), mas mantivemos nossa representatividade com um vereador, poderíamos até ter mais representantes que fortaleceriam ainda mais a luta pelos servidores. Mesmo assim, o professor Amauri tem representado muito bem nossa categoria”, disse Urbaneja. ENSINO MÉDIO C�����iad� c�� Venha nos visitar, você vai se surpreender! 43 3029.0070 ȍ /colegioatoppbrasil colegio@atopp.com.br Rua Fortaleza, 91 • Jd. Agari 86020-240 • Londrina - PR

[close]

p. 6

SINDSERV se reuniu com o Prefeito Kireeff antes das eleições Os diretores do SINDSERV, estiveram reunidos com o Prefeito Alexandre Kireeff, no mês de setembro para tratar de alguns assuntos que afetam a carreira dos servidores. Napauta,opresidentedoSINDSERV, MarceloUrbaneja solicitou do líder do Executivo, o encaminhamento do projeto de alteração da Lei 9.337 que trata da Promoção por Conhecimento. Um segundo item levantado pelo sindicato foi o projeto de Competências e Habilidades da Saúde. Por se tratar de período eleitoral, o prefeito pediu um prazo até o início de novembro para só então dar continuidade nos trâmites dos projetos. Urbaneja, avaliou como positiva a reunião, “o diálogo que foi criado junto à Administração tem sido de suma importância para os servidores, pois temos conseguido nestes encontros dar encaminhamento na nossa Pauta de Reivindicações, bem como colocar diretamente para o prefeito questões pontuais que surgem. Estes projetos de hoje, pedimos a celeridade da Administração, pois envolve a carreira de inúmeros servidores”, explicou o presidente.

[close]

p. 7

Mesmo com greve, banqueiros são os maiores vencedores nessa disputa Após 31 dias de greve, os bancários do País resolveram aceitar a contraproposta dos bancos e voltaram ao trabalho na sexta-feira (7/10). A categoria lutava pela reposição da inflação do período de 9,78% e mais 5% de aumento real (total 14,78% de reajuste), valorização do piso salarial e dentre outras coisas, o fim das metas abusivas e assédio moral que são um grande problema para os trabalhadores. Mesmo após um mês de braços cruzados, os bancos não se intimidaram e ofereceram para os grevistas 8% de reposição da inflação, ou seja, nem a inflação integral do período eles conseguiram. Nestas condições o movimento liderado pela CUT, se viu obrigado a aceitar a proposta de um dos setores que mais foi beneficiado pelas políticas econômicas adotadas desde o início do governo PeTista de Luiz Inácio “Lula” da Silva, prosseguiu com Dilma (PT) e agora com Michel Temer (PMDB). Os grandes bancos instalados no País, nestes quase 15 anos, vêm batendo, ano após ano, recorde de lucro nas costas dos brasileiros que, a cada dia sofrem com as altas taxas de juros dos serviços bancários. A qualidade no atendimento é cada vez pior, uma vez que postos de trabalho são cortados nas agências bancárias Brasil a fora, funcionários são assediados por seus superiores, obrigados a cumprir cada vez mais metas absurdas, que só dão lucro aos banqueiros. Infelizmente, a situação continua a piorar em virtude dos anos que o governo Petista virou as costas para os trabalhadores, assim como, os grupos ligados ao mesmo que deixaram de lado seus princípios na luta pelos direitos trabalhistas, para ser massa de manobra político-ideológico de um partido. É lamentável que o trabalhador, após usar de uma das principais armas de luta pelos seus direitos, a greve, não seja capaz de abalar seu patrão. O patrão continuará cometendo os mesmos crimes contra o trabalhador, porque governo e representantes dos trabalhadores fortaleceram a mão que balança o chicote.

[close]

p. 8

Servidores aposentados conhecem as benfeitorias do futuro Clube do Servidor Neste mês, os servidores Aposentados foram conhecer as benfeitorias que já foram realizadas na chácara da fazenda Nata, futuro Clube do Servidor. O local está muito diferente do que a maioria dos servidores que foram visitar a área em outras oportunidades, se lembram. Basicamente, a única estrutura que continua em pé é o pequeno salão e a cozinha. Além da terraplanagem que abrigará toda a estrutura futura do complexo, o campo de futebol já está pronto. Banheiros foram construídos para atender os visitantes e quase todo espaço foi gramado. “O lugar está lindo, quando estiver tudo pronto vai dar vontade de morar aqui”, diziam os aposentados. Além da visita, os servidores também participaram de atividades organizadas pelo diretor Julinho e com a colaboração da diretoria do SINDSERV.

[close]

p. 9

Servidores da UBS do Jardim Ernani desenvolvem projeto voltado para a saúde da Equipe Aproveitando o mês do Servidor, a UBS do Jardim Ernani Moura Lima está desenvolvendo um projeto voltado à saúde dos funcionários. A ideia surgiu da enfermeira Marisa Bicalho Figueiredo Machado, coordenadora da Unidade. Ela explica que a rotina é intensa para todos os servidores que trabalham na UBS. “Trabalhamos sob stress: são poucos funcionários, a estrutura da UBS é precária e o rítmo é intenso por conta da demanda que tem crescido, por isso queríamos avaliar como nossos servidores estavam cuidando com a própria saúde, e nada mais propício que iniciar no mês do servidor”, comenta Marisa. O trabalho consiste em avaliações, exames médicos e orientação alimentar e física. “Propus a ideia ao pessoal do NASF, a partir daí, todos os servidores estão fazendo exames de rotina, mamografia, avaliação de ansiedade e stress, avaliação postural e nutricional. É um trabalho amplo onde o servidor irá passar por todos os profissionais do NASF para ser avaliado e ao final teremos o perfil da saúde do servidor na nossa unidade”, explica a coordenadora. De imediato, o sedentarismo e a má alimentação foram identificados na equipe, e este problema já vem sendo combatido “na nossa reunião mensal ao invés do refrigerante já trocamos por suco, uma salada de frutas e mesmo assim no dia-a-dia, um está incentivando o outro nesta mudança, na prática de exercícios físicos etc”, revela Marisa. Assim que os exames estiverem prontos será possível traçar uma linha de trabalho e orientação para o próximo ano, voltado para a saúde do trabalhador da UBS. Outro objetivo é levar para a SMS e a Medicina do Trabalho os resultados obtidos. CRÉDITO PARA IMÓVEIS Taxa Adm: 19,9% Fundo Reserva: 0,1% Crédito R$ 100.000,00 R$ 120.000,00 R$ 140.000,00 R$ 160.000,00 R$ 180.000,00 R$ 200.000,00 Parcela Integral R$ 666,67 R$ 800,00 R$ 933,33 R$ 1.066,67 R$ 1.200,00 R$ 1.333,33 Parcela Reduzida 30% R$ 466,67 R$ 560,00 R$ 653,33 R$ 746.67 R$ 840,00 R$ 933,33 CRÉDITO PARA IMÓVEL Taxa Adm: 17,9% Fundo Reserva: 0,1% Crédito R$ 250.000,00 R$ 300.000,00 R$ 350.000,00 R$ 400.000,00 R$ 450.000,00 R$ 500.000,00 Parcela Integral R$ 1.638,00 R$ 1.966,67 R$ 2.294,44 R$ 2.622,22 R$ 2.950,00 R$ 3.277,78 Parcela Reduzida 30% R$ 1.147,22 R$ 1.376,67 R$ 1.606,11 R$ 1.835,56 R$ 2.065,00 R$ 2.294,44 Realize o sonho da casa própria sem juros e com prazo de 180 meses, aproveite as mensalidades que cabem no seu bolso. Consulte nossos planos. Consultor de Vendas: Regis Luiz Ronchi Contato: 43 99857197 Facebook: https://www.facebook.com/Regisconsorcioservopa

[close]

p. 10

Servidor conclui ensino superior e agradece ao SINDSERV Claudio André Cavalcante Simões, servidor lotado no protocolo da Vigilância Sanitária, formou-se recentemente em Gestão Pública via EAD, na Unicesumar. Após a formatura, o Servidor, postou em seu perfil no Facebook um relato de parte de sua trajetória, desde a dificuldade de estudar na infância até sua formatura recente, agradecendo as pessoas que fizeram a diferença para que seu sonho se realizasse, e o SINDSERV faz parte desta história. Segundo André, seria bem complicado cursar uma faculdade hoje, em função do custo que isso exige, o desconto oferecido pelo convênio entre faculdade e o sindicato fizeram a diferença neste sentido. “O desconto é muito bom, afinal 30% é vantajoso, então a mensalidade caiu drasticamente, facilitando bastante o pagamento, sem isso, provavelmente não teria feito”, comenta o servidor. Ele explica o porquê da sua manifestação de agradecimento no Facebook: “Justamente por ter muitos profissionais dentro da prefeitura, nossos colegas que de repente não sabem dos convênios que o sindicato disponibiliza, e que deixam de realizar o sonho de fazer uma faculdade, pela dificuldade financeira de pagar o curso. Por isso fiz o relato, para tentar ‘alertar’ o maior número de colegas à respeito deste benefício e que se sintam encorajados a estudar, concluir os estudos e a crescer profissionalmente dentro da prefeitura”, explica André. É o SINDSERV que agradece a você André por acreditar no trabalho que é desenvolvido para os servidores e seus familiares. Parabéns por mais esta conquista em sua vida. O SINDSERV, tem convênios na área da educação com diversas escolas de idiomas, informática, escolas e faculdades com os mais variados descontos que facilitam em muito os servidores e seus dependentes. Qualquer informação, é só telefonar para 3372-1257 ou acessar nosso site: www.sindserv-ld.com.br, que lá você encontrará a relação completa dos nossos parceiros, tanto na educação quanto em outras áreas.

[close]

p. 11

93% da rede municipal de ensino atingem pontuação do Ideb. Criado em 2007 pelo Inep, o Ideb é uma pontuação que as escolas devem atingir para avaliar sua progressão escolar, em uma escala de zero a dez, as escolas são avaliadas bienalmente em duas esferas, aprovação e média de desempenho dos estudantes em língua portuguesa e matemática. O indicador é calculado a partir dos dados obtidos sobre aprovação escolar, Censo Escolar, média de desempenho nas avaliações do Inep, Saeb e a Prova Brasil. Das 84 escolas municipais que foram avaliadas, 76 atingiram a média estipulada. Superando todas as dificuldades diárias que acometem os centros de estudos municipais, 93% das escolas atingiram suas pontuações, as quatro escolas que se destacaram, chegaram muito perto do ideal estimado. A primeira colocada foi à escola Neman Sahyun com 8.2, a segunda foi a escola Maestro Andrea Nuzzi com 7.7 pontos e no terceiro lugar as escolas Carlos Dietz e Miguel Bespalhok, empataram com 7.6 pontos cada. O Sindserv parabeniza todas as escolas que atingiram o Ideb estipulado. Porque, sabemos que, para elevar os índices desejados, em meio a todas as adversidades que as equipes pedagógicas enfrentam, não é fácil. O nosso reconhecimento a todos os envolvidos!

[close]

p. 12



[close]

Comments

no comments yet