4 ano - Aula 16 - Dai de graça, o que de graça recebeste

 

Embed or link this publication

Popular Pages


p. 1

curso de doutrina espÍrita 4º ano aula 16 ­ dai de graça o que de graça recebestes 1-advertências aos médiuns 1-1-o médium é somente um instrumento a mediunidade é uma faculdade natural uma ferramenta de aprendizado moral e de auxílio ao próximo É concedida por deus às criaturas que nada pagam por ela o médium é um instrumento humano sujeito a falhas e limitações devendo entender sua tarefa que por vezes será árdua mas também pode constituir doce oferta de consolo ou uma reparadora e necessária missão 1-2-a conduta do médium é importante o exercício da mediunidade envolve preparo compromisso sinceridade de propósitos desejo de auxiliar amor ao próximo a interação fluídica o envolvimento e o intercâmbio com o invisível são apenas alguns dos segmentos de um trabalho de equipe em que a moralidade tem grande participação para se efetivar uma obra voltada ao bem e afinada com a espiritualidade superior 1-3-fazer da mediunidade uma profissão é um erro médiuns que recebem dinheiro presentes favores ou simples privilégios decorrentes do exercício de sua faculdade sujeitam-se ao enfraquecimento de sua sensibilidade e à abertura de campo a processos obsessivos graves como a fascinação 1-4-a mediunidade e a frivolidade segundo a doutrina espírita é condenável o uso da mediunidade para atender a coisas frívolas entretenimento fútil e outros propósitos ambiciosos e desvirtuados aqui se enquadram os leitores da sorte http blogespiritadoale.zip.net 1

[close]

p. 2

2-dai de graça o que de graça recebeste jesus a ensinou os seus discípulos e os mandou usá-la em favor da humanidade disse-lhes dai de graça o que de graça recebeste jesus não apenas recomendou o exercício gratuito de seu dom divino como deu o exemplo jamais cobrou dos seguidores pelo seu desenvolvimento nem sequer exigiu coisa alguma das pessoas que curou ou beneficiou ao desenvolvermos nossa mediunidade lembremo-nos de que ela nos é dada como um arrimo para mais facilmente conseguirmos a perfeição e para mais suavemente liquidarmos os pesados débitos que contraímos em existências passadas e para servirmos de guias a irmãos mais atrasados vamos dar de graça o que deus nos conceder conforme nos ensinou jesus nunca troquemos por algumas moedas o que a bondade de nosso pai que está nos céus quer distribuir a seus filhos necessitados onde há interesse por pequenino que seja não há caridade eliseu rigonatti a mediunidade sem lágrimas 3-o exercício mediúnico não pode ser cobrado o homem deve viver com o pagamento pelo trabalho que exerce atendendo assim a suas necessidades materiais É o trabalho diário de acordo com sua capacidade qualificação e aptidão pessoal que deve ser o ganha-pão de cada um seja médium ou não se a doutrina espírita compactuasse com o mercantilismo da mediunidade cultivaria o descrédito promovendo a exclusão dos humildes do dia-a-dia das casas espíritas rompendo inclusive com o compromisso cristão de fazer a caridade universal 4-considerações importantes apenas o médium poderá compreender com precisão o sinal de censura na interrupção de sua mediunidade indagando sua consciência e perguntando-se sobre que uso tem feito de sua faculdade que benefícios têm resultado para os outros que proveito tem tirado dos conselhos que lhe deram assim terá a resposta kardec o livro dos médiuns 2ª parte cap 17 item 220 10ª questão http blogespiritadoale.zip.net 2

[close]

p. 3

5-perda e suspensão da mediunidade a situação mais comum que leva à perda ou à suspensão da mediunidade é sua má utilização ou seja voltar-se a interesses terrenos não adotando o compromisso elevado e a seriedade que ela exige entretanto a mediunidade suspensa pode ser restituída quando cessarem as causas que motivaram sua suspensão a perda da mediunidade pode se tornar definitiva por questões morais como no caso dos abusos ou por causas fisiológicas hipótese de certas doenças graves chico xavier e o salário da mediunidade a quem pertencem os direitos autorais destas dezenas de livros psicografados muitos deles desde 1932 todos estes livros estão com os direitos doados às instituições espíritas do brasil que os editam em maior número com a federação espírita brasileira sediada na guanabara e na comunhão espírita cristã sediada em uberaba os direitos autorais pertencem a essas instituições e a outras instituições espíritas que os publicaram então quem trabalha tanto e trabalhou tanto até agora nada recebe pelo seu trabalho -graças a deus nunca entrou em nossas cogitações receber qualquer remuneração pelos livros psicografados que os nossos amigos espirituais consideram como sendo um depósito sagrado mas é preciso que eu me explique tenho tido uma compensação muito maior que aquela que pudesse vir ao meu encontro através do dinheiro é a compensação da amizade o espiritismo e a mediunidade trouxeram-me amigos tão queridos que me dispensam tanto carinho que eu me considero muito mais feliz com estes tesouros do coração como se tivesse milhões à minha disposição francisco cândido xavier emmanuel entrevistas ed.ide araras-sp 9ª ed 2005 p 30-31 http blogespiritadoale.zip.net 3

[close]

Comments

no comments yet