Revista-Comercio-Industria-Outubro-2016

 

Embed or link this publication

Description

Revista-Comercio-Industria-Outubro-2016

Popular Pages


p. 1

1

[close]

p. 2

2

[close]

p. 3

3

[close]

p. 4

MaxFácil inaugura novo conceito de loja em Araraquara A LOJA OFERECE VARIEDADE EM HORTIFRÚTI FRIOS, AÇOUGUE E PADARIA, DO ESSENCIAL À LINHA PREMIUM O Palomax anuncia a abertura de um novo conceito de loja em Araraquara: o MaxFácil. Com atendimento de qualidade e produtos sempre fresquinhos, o novo empreendimento, inaugurado na última sexta-feira, dia 30, conta com sortimento desde itens básicos de reposição até linhas premium. Instalado numa área de 400 metros, o MaxFácil possui estacionamento próprio e mais de quatro mil produtos à disposição dos clientes, entre os setores de açougue, mercearia, padaria, bebidas e hortifrúti. A nova loja conta ainda com rotisseria aos finais de semana e produtos saudáveis - sem lactose, glúten ou açúcares. “Este formato de loja, a primeira do Grupo Palomax, está diretamente relacionado ao estilo de vida dos consumidores, que buscam cada vez mais praticidade e agilidade nas compras diárias”, comenta Felipe Buttignon, presidente do Grupo Palomax. Buttignon conta que, para oferecer um atendimento ágil e mais próximo do cliente, a empresa manteve a contrataçãodosfuncionáriosdoantigoestabelecimento e investiu na capacitação desses colaboradores, com treinamentos específicos sobre atendimento ao consumidor e manipulação de alimentos. “Nós vimos o potencial do time e acreditamos que eles teriam muito a agregar. Para isso, realizamos durante dias uma imersão dessas pessoas em nossa cultura. Estamos certo que ofereceremos mais do que produtos e serviços, mas uma experiência diferente aos nossos consumidores”complementa o presidente. O MaxFácil está localizado na Avenida Dom Carlos Carmelo, 716, próximo ao condomínio Damha, no Jardim Botânico. O horário de funcionamento é de segunda a sábado das 7h às 20 horas e domingos das 7h às 13 horas. 4 HISTÓRIA O Palomax teve início em 1989, quando a primeira loja foi fundada no Jardim Buscardi, em Matão. Desde sua origem, sempre se propôs a oferecer produtos de qualidade a preços acessíveis, com ênfase no autosserviço – conceito que é, até hoje, representado pelo slogan: “Palomax – É max barato e ponto final”. Ao longo dos anos, o grupo investiu na ampliação e hoje já conta com quatro lojas em Matão e uma em Araraquara, empregando ao todo mais de 650 pessoas. Mensalmente, são atendidos cerca de 280 mil clientes. “Este formato de loja, a primeira do Grupo Palomax, está diretamente relacionado ao estilo de vida dos consumidores” Av. Dom Carlos Carmelo, 716 Araraquara - SP 16 3331 8796

[close]

p. 5

Siga-nos em nossa rede social: /maxfaciloficial MAX QUALIDADE E PRATICIDADE EM UM NOVO MERCADO. Mais conveniência em uma loja completamente revitalizada. Produtos variados e hortifrútis fresquinhos, com um atendimento ágil e diferenciado, que você só tem aqui. Venha nos fazer uma visita e aproveite nossos preços baixos. ComTexto HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO Segunda a Sábado: 7 às 20h Domingos: 7 às 13h Av. Dom Carlos Carmelo, 716 I Araraquara I SP 16 3331 8796 5

[close]

p. 6

ÍNDICE EDIÇÃO N°135 - OUTUBRO / 2016 CAPA Escritório Benê de Contabilidade HISTÓRIA SINCOAR comemora 40 anos COMÉRCIO Nova sede será uma joia VITÓRIA Edinho, de novo prefeito 10 12 18 21 Benedito Salvador Carlos, o Benê, e o sócio Luiz Carlos Françoso, o Tarugo, na foto para a capa da RCIA optaram em homenagear os colaboradores com mais de 20 anos de casa. Geraldo Luís Tampellini tem a felicidade de presidir o SINCOAR no ano em que a entidade voltada para os contabilistas, festeja seu quadragésimo aniversário. Centro antigo de Araraquara no cruzamento da Avenida São Paulo com a Rua Voluntários da Pátria, terá modernidade de um lindo prédio no contraste com o túnel verde dos oitis. Edinho Silva pela terceira vez assume o Paço Municipal prometendo mudanças radicais, principalmente na Saúde, com retorno da UPA na Vila Melhado. Da Redação 07 | Sônia Maria Marques comenta a nova formação da Câmara Municipal que toma posse em janeiro. Na ponta do lápis 22 | O Encontro Internacional e Desenho de Rua apresenta Araraquara de forma muito curiosa. Sindicato Rural 41| O Sindicato Rural de Araraquara tem interesse em viabilizar em 2017, a Grande Feira do Produtor Rural. Dia Nacional do Dentista 53 | Data leva a RCIA a mostrar a criação da Faculdade de Odontologia em Araraquara nos anos 20. Denúncia precisa ser melhor explicada Educação pública Na Câmara Municipal, Rosimeire Aparecida Pinheiro, credenciada pelo Conlutas (Central Sindical e Popular), disse em setembro, que há muitos casos atuais de funcionários que sofrem diariamente assédio moral, Rosemeire falando na tribuna da Câmara chegando inclusive ao uso do processo administrativo, em função de observações relativas a erros ou discordância sobre condutas no trabalho. “É direito de todo trabalhador defender as suas condições de trabalho sem sofrer perseguições”, declarou Rosimeire. Na verdade, ela foi à sessão da Câmara Municipal para discorrer sobre o tema “Repúdio ao uso abusivo de Processo Administrativo Disciplinar (PAD) pela Prefeitura Municipal de Araraquara, objetivando punir e incriminar injustamente os servidores”. Números do Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica) mostram que as escolas públicas de Araraquara evoluíram no período de 2013 a 2015. A Escola Estadual Victor Lacorte foi a que mais se destacou, batendo sua meta. Com o Ideb, ampliam-se as ações de mobilização da sociedade em favor da educação, uma vez que o índice é comparável nacionalmente e expressa em valores os resultados mais importantes da educação: aprendizagem e fluxo (evasão). As escolas municipais também tiveram bons resultados. 6

[close]

p. 7

DA REDAÇÃO por: Sônia Maria Marques SEGUROS O Dia do Corretor 27 DE OUTUBRO 100 anos de muitas histórias 29 31 José Roberto Placco Rodriguez, presidente do SINCOR, comemora em 12 de outubro com os profissionais do setor, o Dia do Corretor. Saturno Gagliardi, presidente do 27 de Outubro e Mazaroppi, num dos épicos momentos do clube que completa este mês, 100 anos de atividades. Seu nome está na rua 62 | O historiador Samuel Brasil Bueno conta a história de Armando Garlippe, astro do nosso atletismo. Vida Social 76 | Maribel Santos apresenta como Personalidade Vip, Larissa Paro, da Dermy Clínic. Não vai acabar em pizza O deputado estadual Roberto Massafera confirmou que o Ministério Público recebeu o relatório final da CPI da Telefonia Móvel e instaurou um inquérito para apurar as irregularidades cometidas pelas empresas de telefonia no Estado de São Paulo, em especial, a péssima qualidade dos serviços. O parlamentar falou sobre o recebimento do relatório final da CPI pelo MP na Comissão de Transportes e Comunicação da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo da qual é membro titular. Além de acatar o relatório, Massafera é membro da Comissão de Transportes e Comunicação da Assembleia Legislativa o MP instalou uma representação contra as operadoras de telefonia fixa e móvel por práticas abusivas na prestação de serviços. A empresa Vivo e seus responsáveis foi denunciada por cobrança de valores não contratados e por mal atendimento no seu Call Center. Neste mesma representação foram também enquadradas as empresas Claro, NET, Embratel, Nextel, Sky e Oi. Para o deputado Roberto Massafera, essa foi uma vitória do Legislativo paulista que contrariou as expectativas daqueles que mostravam-se descrentes e apostavam que tudo acabaria em pizza. ”Agora, é aguardar o andamento dos processos na Justiça, cobrar responsabilidades e exigir o direito dos paulistas por um serviço de qualidade”, considerou Massafera. Tomara que tudo dê certo pois telefonia no Brasil virou palhaçada. 7 O que muda na formação da nova Câmara Municipal? No primeiro dia de janeiro, quando os novos vereadores assumirem suas cadeiras na Câmara Municipal não haverá outra pergunta na comunidade senão aquela: melhor ou pior? - na comparação com a atual. Bem, nenhuma será pior que esta que caminha para o encerramento de quatro anos claramente conturbados e que em determinados momentos da nossa história política, foi denegrida pela atuação de vereadores que colocaram seus interesses acima das necessidades do município e seus habitantes. Serginho Gonçalves e Ronaldo Napeloso causaram máculas ao Poder Legislativo neste último mandato e acabaram sendo afastados deixando rastros que não serão apagados tão cedo. A nova Câmara carrega a responsabilidade de restabelecer o crédito de um poder desgastado pela improbidade; não bastasse, também compete a ela dar exemplos de comprometimento com o trabalho e a moralidade, pois honestidade não é virtude e sim dever. Que os novos vereadores não sejam omissos, imprudentes e nem negligentes; que defendam ideias, mas acima de tudo entendam que a função do vereador não deve ser confundida em momento algum com um monopólio ou com uma forma de governo que os levem a legislar em benefício próprio. A transformação no caráter do político é a chance que o juiz federal do Paraná, Sérgio Moro, proporciona a todos aqueles que prestarão juramento em 1° de janeiro: “Prometo cumprir a constituição federal, a constituição estadual e a lei orgânica do município, observar as leis, desempenhar com lealdade o mandato que me foi confiado e trabalhar pelo progresso do município e bem-estar do meu povo”. Diretor Editorial: Ivan Roberto Peroni Supervisora Editorial: Sônia Marques Diretor Comercial: Humberto Perez Depto. Comercial: Gian Roberto, Silmara Zanardi, Heloísa Nascimento, Anderson Rovina Design: Carolina Bacardi, Bete Campos Tiragem: 5 mil exemplares Impressão: Grafinew - (16) 3322-6131 A Revista Comércio, Indústria e Agronegócio é distribuida gratuitamente em Araraquara e região * COORDENAÇÃO, EDITORAÇÃO, REDAÇÃO E PUBLICIDADE Fone/Fax: (16) 3336 4433 Rua Tupi, 245 - Centro Araraquara/SP - CEP: 14801-307 marzo@marzo.com.br

[close]

p. 8

Participe da rodada de negócios em Araraquara Patrocinado pelo CIESP, evento cria oportunidades para empresas aparecerem Empresas de pequeno, médio e grande porte participam de mais uma rodada de negócios, promovida pelas unidades do CIESP de Araraquara, Matão e São Carlos, no dia 25 de outubro, às 13 horas, no Sesi de Araraquara. De acordo com Ademir Ramos da Silva, diretor regional do CIESP Araraquara, o objetivo da rodada é favorecer negócios e aproximar as empresas da região. “Alguns gestores buscam produtos em outras cidades, por não saberem que existe no próprio município. Por isso, é importante que o empreendedor participe e mostre sua cara”, explica Ramos. O diretor do CIESP vê o evento de maneira positiva, com expectativa de receber entre 300 e 400 empresários. “Até o momento, 13 empresas âncoras, de grande e médio porte, confirmaram presença. Nosso objetivo é que no dia do evento estejam presentes pelo menos dez âncoras por regional”, destaca. No ano passado, a rodada contou com um total de 339 empresas e 2.425 participantes. As reuniões renderam um volume de negociação na ordem de R$ 43,5 milhões, 28% maior que os 35 milhões negociados em 2009, durante a primeira rodada da região. Como funciona Os interessados em participar da rodada de negócios, devem fazer um pré-agendamento no link http://www.ciesp.com. br/agenda/httprodadas-ciesp-com-br. Durante o evento, as empresas âncoras ficarão em mesas fixas, enquanto pequenos e microempresários fazem um rodízio pelas mesas. As reuniões serão realizadas a cada dez minutos. SERVIÇO / Rodada de negócios Data: 25/10/2016 Local: Sesi Araraquara Horário: 13h às 18h Av. Octaviano de A. Campos, 686 Av. Francisco Aranha do Amaral, nº 905 (16) 3322 1339 Associado do CIESP paga bem menos por licenças ambientais Todas as associadas ao CIESP (Centro das Indústrias de São Paulo) passam a ser isentas da atualização das taxas de licenciamento ambiental cobradas pela Cetesb (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo). Com a decisão, a Diretoria Regional de Araraquara garante o benefício a empresas de 17 municípios. A exceção foi concedida em resposta a liminar encabeçada pelo CIESP em nome de todos os associados. O pedido era de que as taxas voltassem a ser calculadas a partir da área construída, já que com a atualização, em 2015, os valores para o licenciamento ambiental passaram a ser cobrados pelo tamanho total do terreno. Com a decisão da Justiça, o empresário que resolver abrir ou ampliar seu empreendimento e for um associado do Ciesp pode pedir que as taxas de licenciamento, instalação e renovação sejam calculadas sobre a área construída, gerando uma significativa redução no valor total. Na região, o Diretoria Regional do CIESP poderá garantir a vantagem aos empresários dos 17 municípios de abrangência, que são Araraquara, Américo Brasiliense, Rincão, Santa Lúcia, Gavião Peixoto, Nova Europa, Tabatinga, Ibitinga, Itápolis, Borborema, Novo Horizonte, Monte Alto, Taquaritinga, Santa Adélia, Fernando Prestes, Cândido Rodrigues e Jaboticabal. Veja a diferença, com um exemplo Considera área integral do terreno 300.668,91 m² Preço da licença SEM LIMINAR R$ 49.248,94 1.730,53 m² 1.573,59 m² Considera área construída + atividade ao ar livre 3.304,12 m² Preço da licença COM LIMINAR R$ 5.900,68 8 ComTexto

[close]

p. 9

EDITORIAL por: Ivan Roberto Peroni Para o prefeito Edinho, o rigor do inverno e a beleza da primavera Em janeiro de 2016, quando se perguntava em Araraquara - se as eleições fossem hoje em quem você votaria para prefeito, pelo menos 43% da população dizia que em Edinho Silva, do PT. O índice mostrava que era essa a aprovação da imagem dele, antes mesmo de entrar num inferno astral motivado pela Lava Jato. De janeiro até outubro, Edinho se sustentou em todas as pesquisas e torna-se prefeito pela terceira vez, primeiramente pelo êxito dos mandatos anteriores e depois pelo amadorismo das campanhas organizadas por seus adversários. Era 24 de agosto. Mais ou menos sete horas da noite quando ocorre a primeira tentativa de um único grupo impedir que Edinho Silva se torne prefeito de Araraquara. Todos os candidatos até então definidos em suas convenções deveriam se retirar para que um único nome, Roberto Massafera, participasse das eleições municipais 38 dias depois (ele também não aceitaria). Não houve consenso e o panorama se perpertuou consolidando a caminhada do ex-ministro de Dilma, que também em momento algum sentiu qualquer tipo de abalo. A não ser o constrangimento a que foi levado pela ação bélica dos adversários e as críticas destemperadas de um ou outro concorrente, a maior parte delas vindo de João Farias que pagou o preço - último lugar - pela condução inoportuna da sua campanha, tipicamente amadora. A estratégia de trabalhar em cima do que realizou em mandatos anteriores aliada aos sintomas de ser humano bonzinho, deu resultado. Ele já havia feito ou construído algo pela cidade, enquanto os outros patinavam e se apegavam às promessas e que juntadas num momento único, fariam de Araraquara uma cidade modelo aos olhos do planeta. Identificado com a periferia, Edinho precisava equilibrar ou na pior das hipóteses, perder o menos possível ou recuperar, os votos procedentes das classes A e B que mais o pressionavam por conta da Lava Jato. Foi então em busca de Damiano Barbiero Neto, seu vice, com acesso aos corredores das lojas maçônicas, rotarys e entidades assistenciais como a APAE. E olha que Edinho não se importunou com o fato de Damiano ter sido preterido, desprezado, seis meses antes nas eleições da Associação Comercial e Industrial de Araraquara. Diz o ditado que “Deus fecha uma porta e abre outra” e lá foi Damiano para ser o vice-prefeito Edinho. Administrando as intenções de voto, o candidato do PT atravessou setembro, levando pancadas de todos os lados, enquanto seus adversários na confusa sina eleitoral, jogavam nas mãos do Juiz Federal Sérgio Moro, a esperança de uma prisão há cada operação anunciada em Curitiba. Se houve alguém que acendeu uma vela pr’o santo e outra pr’o diabo, ainda assim sem conseguir a graça, seria impossível então que o amadorismo, a prepotência, a vaidade e o orgulho se sobressaíssem ante a experiência matreira de quem fez escola por sua sabedoria, fala baixa e o sentimento de salvador da Pátria, neste caso, Araraquara. Frase célebre explica que só consegue chegar à primavera quem sabe suportar o rigor do inverno. Ainda que seja temerário o futuro de Edinho por conta das quatro paredes de uma Justiça Federal, sabemos que ele foi forte e inteligente. Democraticamente está eleito pela vontade popular e para a velha política, fica o recado dado por um garoto chamado Célio, do PSOL; e se alguém procurar o significado do seu nome, vai encontrar Célio, como aquele que vem do céu... 9

[close]

p. 10

REPORTAGEM DE CAPA ESCRITÓRIO BENÊ A história de uma tradição contábil Um dos mais conceituados escritórios de contabilidade de Araraquara é referência de negócio que deu certo. Impossível falar do Escritório Benê sem contar a história do profissional que deu vida à empresa. Benedito Salvador Carlos, conhecido como Benê, é alem de excelente administrador, advogado, industrial gráfico e um verdadeiro “paizão” para seus colaboradores. Depois de trabalhar desde pequeno, dos 11 aos 29 anos no Escritório São Paulo, e, já tendo concluído o curso de contabilidade, bem como, a Faculdade de Direito, acompanhado de Luiz Carlos Françoso (Tarugo), fundou o Escritório Benê de Contabilidade. O escritório nasceu em 1986; era muito pequeno e com apenas quatro pessoas trabalhando (Benê, Tarugo, Claudia Abreu e Iara Lorencetti). Sua localização se dá nos números 435/427/417, da Avenida 15 de Novembro. São ao todo, assegura Benê, 30 anos de trabalho árduo, oferecendo serviços de Abertura de Empresas, ITR, IBAMA, Rotinas Trabalhistas de Empregadas Domésticas, Escrituração Fiscal, Declaração de Imposto de Renda Física e Jurídica e demais assuntos relacionados à Contabilidade. O escritório está pronto para auxiliar as empresas no crescimento e fortalecimento administrativo, financeiro, tributário e contábil através do empenho total em busca de maior qualidade, utilizando-se de sistemas e profissionais de alto nível. Para ele, cada cliente é atendido de maneira diferenciada, dependendo de suas necessidades e muito mais que prestar serviços contábeis, o que interessa é a satisfação e a prosperidade do cliente. A organização emprega atualmente 123 funcionários, no prédio de cinco pisos; vinte pessoas trabalham no expediente, trinta e cinco no departamento fiscal, vinte e duas no departamento pessoal, vinte na contabilidade e os demais em serviços externos. O escritório, além de Araraquara, possui também clientes em Américo Brasiliense, Santa Lúcia, Rincão, Motuca, São Carlos, Ribeirão Preto, Matão, Borborema, Nova Europa, Gavião Peixoto, Trabiju, Boa Esperança do Sul, São Paulo, Guarujá, São Vicente e Tocantins, sendo considerado um dos maio- Escritório Benê de Contabilidade, na Avenida 15 de Novembro, 435 Colaboradores no piso superior res e mais conceituados da região. GRÁFICA BENÊ A necessidade de agilizar os trabalhos dos clientes, fez surgir em 1990 a Gráfica Benê, no tempo em que tudo era feito de papel. Hoje apesar da modernidade da era digital, a gráfica faz muito mais que simples serviços de designer, cópia e impressão, estando localizada em prédio ao lado do escritório, constituindo praticamente um “departamento” da empresa contábil, ressalta Benê. Pessoal comprometido com os obje- São mais de 120 profissionais distribuídos em diversos setores para um atendimento de qualidade aos clientes do Escritório Benê de Contabilidade 10

[close]

p. 11

tivos do grupo, se reinventa criando jornais, agendas, folhinhas, calendários, materiais publicitários, enfim, tudo de moderno no segmento gráfico. EMPRESA É UMA FAMÍLIA Mas por que o empresário Benedito Salvador Carlos “Benê” é considerado por sua equipe de trabalho um “paizão”? Deve ser porque sua empresa é o primeiro escritório do interior do Estado de São Paulo a contar com refeitório e seus banheiros com vestiários onde os estudantes podem tomar banho e ir para a Faculdade, com o devido jantar. O horário de trabalho é das 7h15 da manhã às 17h horas com intervalo de uma hora para o almoço. Portanto, a facilidade das refeições preparadas com carinho de três cozinheiras supervisionadas por uma nutricionista, resulta numa gostosa refeição caseira com gostinho de “Almoço de Mãe”. Setor no térreo para agilização do atendimento contábil às empresas Visando a qualidade de vida de seus colaboradores, já se encontra em pleno funcionamento um projeto desenvolvido em parceria com o “Personal Stúdio BE.ON.”, voltado para todos os colaboradores interessados na melhora de sua qualidade de vida. Benê é conhecido historicamente por contratar jovens, formando profissionais e cidadãos, sendo que muitos deles continuam sua vida profissional no próprio escritório. Por ter este perfil, ele recebeu o prêmio de empresário que educa jovens para o trabalho, oferecido pelo SENAC. Também é Delegado Regional do CRC/SP (trinta e duas cidades) cuja delegacia encontra-se instalada no prédio do escritório desde 2006. Filho do Ferroviário Benedito Carlos, conhecido como “Dico Paraguaio” e Maria Redondo Carlos, a empreendedora da casa, tem os irmãos Ariovaldo, José Roberto, Haroldo, Assis, João Paulo, Eraldo, Joelma e Emerson, todos também, trabalhadores desde criança e hoje formados, trabalhando em áreas distintas. Benê casou-se aos vinte e oito anos com Silvia e com ela tem as gêmeas Bruna e Andreia, de quem sempre fala com muito amor e orgulho: uma é Engenheira de Alimentos, formada pela UNESP e a outra Química formada na USP de Ribeirão Preto. Como moram fora, por vezes bate aquela saudade, que nasce da alma e corta o coração, mas incentiva que cada uma escolha o seu caminho da felicidade, do bem e do sucesso, protegendo e amparando-as, mesmo que distantes. A história escrita por Benê em nossa comunidade é vista como exemplo: acidentado de motocicleta de corrida, sua grande paixão, pois embora seu início tenha sido de maneira humilde ao longo do tempo, tornou o escritório numa das maiores empresas do setor pela seriedade e responsabilidade com que se aplica ao trabalho. Com humildade reconhece sempre a importância na sua vida de Lourival Leticio, seu mestre de todas as horas e de Wladimir Manoel Albino (Maneco), José Marcos Duó e Marco Aurélio Schiavon, sem os quais sua formação de vida e acadêmica nunca seriam a mesma. Gráfica Benê é o complemento da atividade para atendimento às empresas que têm contabilidade feita pelo escritório Profissionais da cozinha: Nadir, Vera e Cleusa com a nutricionista Patrícia Raschemus 11 ATENDIMENTO Escritório Benê de Contabilidade Av. 15 de Novembro, 435 Centro Fone: (16) 3301-1996 Gráfica Benê Rua Padre Duarte esquina da 15 de Novembro Fone: (16) 3332-6665

[close]

p. 12

Mesa diretiva das festividades do quadragésimo aniversário do Sindicato dos Contabilistas de Araraquara e Região CONTABILISTAS A grande festa do SINCOAR para festejar seus 40 anos de fundação Entidade que congrega os contabilistas de Araraquara e Região, o SINCOAR, organizou em setembro, importante evento para demonstrar a força da classe. Representantes da FECONTESP, SESCON-SP, Conselho Regional de Contabilidade e sindicatos da categoria, participaram do acontecimento no Espaço Unique Hall. Geraldo Luis Tampellini, presidente do SINCOAR em sua saudação aos contabilistas e convidados Wladimir Carlos Bersanetti Rodrigues, diretor do SESCON/ SP, Regional Araraquara Em 4 de junho de 1976, através de Carta Sindical concedida pelo Ministério do Trabalho, foi fundado o Sindicato dos Contabilistas de Araraquara e Região. Passados 40 anos, a classe contábil mantém acesa a lembrança de que a conquista teve um grande personagem: o contabilista Celestino Boschiero, que por sua ousadia, persistência, dedicação e amor à profissão que abraçou, investiu parte da sua vida para alcançar este objetivo. Celestino, como era conhecido, teve o apoio de contabilistas como Arcidios Abimorad, Augusto Mendes, Mário Ro- sito e outros companheiros que ele sempre identificou como sendo da velha guarda. As constantes viagens feitas por ele para tornar real este sonho, as vezes se transformavam em sacrifício, contam os amigos que hoje dão continuidade aos ideais do professor Celestino. Mas ele também tinha o apoio familiar, daí a homenagem que lhe foi prestada in memorian, estando presentes suas filhas, Leide Boschiero Fáccio e Lucy Boschiero Pinheiro, que receberam um cartão de prata e flores como lembrança dos 40 anos de fundação do SINCOAR. 12 Orlando Bonifácio Martins, um dos articuladores do movimento na época, lembra que em junho de 1976, os contabilistas receberam a carta sindical e já em dezembro houve a eleição da primeira diretoria e merecidamente Celestino Boschiero tornou-se seu primeiro presidente. De 76 para cá foram presidentes além de Celestino, os contabilistas Orlando Bonifácio Martins, Paulo Pachiega, Roberto Aiello Funari e atualmente Geraldo Luis Tampellini. Em reconhecimento a sua luta, Celestino Boscheiro foi bastante ovacionado pelos colegas contabilistas.

[close]

p. 13

Benedito Salvador Carlos, delegado do Conselho Regional de Contabilidade em Araraquara José de Souza, presidente da Federação dos Contabilistas do Estado de São Paulo, a FECONTESP Marcos Henrique Duó, presidente da AESCAR, ressaltou a união da classe e das entidades do setor Dagoberto Silvério da Silva, presidente do Sindicato dos Contabilistas de Campinas, representou os sindicatos da categoria no interior de São Paulo Reynaldo Pereira Lima Júnior, vice-presidente do SESCON-SP, representou na festa dos 40 anos do SINCOAR, o presidente do SESCON-SP, Márcio Massao Shimomoto. Para ele, em função da alta tecnologia, se exige na atualidade permanente capacitação dos profissionais e destacou a importância do sindicato na vida do associado. Este acompanhamento é de extrema importância para que os contabilistas possam vender um produto de qualidade aos seus clientes. 13 “Foi uma honra participar da comemoração dos 40 anos do SINCOAR, uma entidade séria que sempre esteve disposta a contribuir para o desenvolvimento de Araraquara. Nossa cidade tem se destacado em diversos indicadores de boa gestão, entre eles o Ranking de Eficiência dos Municípios, divulgado recentemente pela Folha de São Paulo. Isso é resultado de muitas ações e projetos que conseguimos implantar para eficiência da gestão, entre eles, a Nota Fiscal Araraquarense. Por fim, agradeço a todos os contadores e contabilistas que nos ajudaram na Administração Municipal”. Marcelo Barbieri Prefeito Municipal

[close]

p. 14

SOCIAL SINCOAR UMA NOITE DE HOMENAGENS Diretoria atual que sempre demonstrou alto espírito de união, foi homenageada com a medalha comemorativa aos 40 anos de vida do SINCOAR Paulo Luiz Pecin, vice-presidente do SINCOAR, entregou cartão de prata ao presidente da FECONTESP, José de Souza e flores para a esposa Marlene, pelo apoio que sempre foi dado pela Federação à entidade em Araraquara Reynaldo Pereira Lima Júnior, vicepresidente do SESCON-SP, representando o presidente Márcio Massao Shimomoto, recebeu o cartão do diretor do SINCOAR, Luis Carlos Velludo Benedito Salvador Carlos, delegado do CRC Araraquara, representando o presidente do CRC SP, Gildo Freire Araújo, foi homenageado por José Antonio Ioca, diretor do SINCOAR 14

[close]

p. 15

Um orgulho para um dirigente classista, um presidente, caso de Geraldo Luís Tampellini, estar à frente de uma entidade que comemora 40 anos de fundação. Ele teve a felicidade de ser homenageado com cartão de prata, ao lado da esposa Márcia, pelo diretor Francisco José Formariz, que expressou ao colega o reconhecimento pelo seu trabalho dentro do mandato que se encerra em 2016 Representado por suas filhas Leide e Lucy, o professor Celestino Boschiero (in memorian), fundador do sindicato, foi homenageado por Marcos Cristiano Martins, diretor do SINCOAR O ex-presidente Orlando Bonifácio Martins, ao lado da esposa Edna, recebe a homenagem através do filho Eduardo Bonifácio Martins, que é diretor do SINCOAR O ex-presidente Roberto Aiello Fonari, ao lado da esposa Márcia, foi homenageado pela irmã Maria Regina Fonari Moutra, membro do Conselho Fiscal do SINCOAR 15

[close]

Comments

no comments yet