Anfamoto em Revista - edição 135

 

Embed or link this publication

Description

Veículo oficial da Associação Nacional dos Fabricantes e Atacadistas de Motopeças • Ano 21 • nº 135

Popular Pages


p. 1



[close]

p. 2



[close]

p. 3



[close]

p. 4

Editorial Chegou o grande dia! Promovido e organizado pela ANFAMOTO, o Salão Nacional e Internacional das Motopeças chegou à sua nona edição, e é o principal assunto desta edição da ANFAMOTO em Revista. E não poderia ser diferente, pois é a maior e mais importante feira do segmento de motopeças, especifica para negócios. A expectativa é de que a feira aqueça um pouco mais o segundo semestre e aumente o faturamento das empresas participantes. O Salão reunirá uma expressiva parcela das principais empresas do setor, com mais de 100 expositores, representando mais de 200 marcas, e apresentará as principais novidades e tendências do mercado. Não deixe de conferir os detalhes nas páginas principais dessa edição. E, ainda para facilitar a visita de quem veio ao Salão, o catálogo do expositor encontra-se também na revista. Destaque para a matéria sobre equipamentos de segurança para sua moto e para o motociclista. É muito importante que quem pilota esteja seguro e protegido. Veja como escolher e o que não pode faltar na sua moto. Saiba mais sobre os 35 anos de história da Fischer Freios na seção Associado em Destaque, veja como anda o setor, novidades e lançamentos no caderno Duas Rodas e as notícias sobre diversos assuntos relacionados ao universo de motopeças e duas rodas. Boa leitura! EDIÇÃO 135 - JUL/AGO 2016 A responsabilidade sobre opiniões e fatos presentes nos artigos assinados na “ANFAMOTO em Revista” é exclusiva de seus autores, não exprimindo necessariamente o pensamento desta publicação nem a posição da ANFAMOTO. Associação Nacional dos Fabricantes e Atacadistas de Motopeças Presidente: Orlando Cesar Leone 1º Vice Presidente: 2º Vice Presidente: Tesoureiros: Valdenir dos Santos Galvão Valério Valente Divino Jorge da Silva Amarildo Severino Fernandes Conselho Deliberativo - Presidente : Gianfranco Menna Zezze Membros do Conselho Deliberativo: Mônica Orlando de Oliveira Carlos Alberto Fiorotti Renan Chiabi Feghali Suplentes do Conselho Deliberativo: Nelson Pedro Scherer - In Memorian David Teixeira do Amaral Carlos Roberto Pontes Membros do Conselho Fiscal: Sandra Brandani Picinato José Jacob Fernandes José Mauricio Felipe Suplentes do Conselho Fiscal: Giancarlo Vancini Breno de Britto Teixeira Delvino Coser Coordenadores de Setoriais: Fabricante: Freios: Escapamentos: Capacetes: Valério Valente Valério Valente Frank Lemos Anfamoto Coordenação Editorial: Fabia Helena Allegrini Pereira Editor responsável: Juliana Destro Facuri - MTB 57.348/SP Serviços Gráficos: Gráfica Nywgraf Editor de Arte: Luis Fernando L. Corrêa Secretaria: Patricia Sartori Coordenação de Eventos: Equipe Anfamoto ANFAMOTO em Revista: Equipe Anfamoto Assessora da Presidência: Fabia Helena Allegrini Pereira PUBLICIDADE & COMERCIAL Número de Registro: 823713350 Av. Nove de Julho, 3229 Cjtos 208/209/210 Jardim Paulista CEP 01407-000 - São Paulo-SP PABX: (11) 3052-2002 - Fax: (11) 3885-7637 E-mail: anfamoto@anfamoto.com.br - Site: www.anfamoto.org

[close]

p. 5



[close]

p. 6

Sumário Capa Palavra do Presidente 8Que venham os bons negócios! Mercado Motocicletas: produção registra queda de 33,4% no primeiro semestre 10 Associado em Destaque Fischer pastilhas e freios:empresa 100% nacional e pioneira no setor uma empresa visionária comprometida com o melhoramento continuo de seus produtos e processos Espaço Anfamoto Aniversariantes do Mês 14 18 24 Especial IX Salão Nacional e Internacional das Motopeças Salão das Motopeças Artigo Demagogia contra o motociclista: Lei do Estado do Rio de Janeiro que obriga antena corta linha com cerol 20 Capa Especial IX Salão Nacional e Internacional das Motopeças 24 Sua Moto em Detalhe Itens de segurança e acessórios: importância de escolher e fazer a manutenção nesses itens corretamente 68 Caderno Duas Rodas Fique por dentro das novidades do universo de duas rodas 72 Notícias 76 - Dicas & Lançamentos 80 - Lista de associados 85 Catálogo de 35 EXPOSITORES Catálogo do Expositor IX Salão Nacional e Internacional das Motopeças Sua Moto em Detalhe 68 Itens de segurança e acessórios: importância de escolher e fazer a manutenção nesses itens corretamente

[close]

p. 7



[close]

p. 8

Orlando Leone Presidente Que venham os bons negócios! Ainda em um clima de incertezas e por que não de expectativa com o que está por vir, o governo interino do Presidente Michel Temer enfrentará um cenário de muita pressão nos seus últimos trinta dias antes da votação definitiva do impeachment de Dilma Rousseff no Senado, que está previsto entre 25 e 29 de agosto. Possivelmente, Michel Temer passe de interino a efetivo, e com isso espero que um novo futuro seja construído para o Brasil. Que a atividade econômica saia do patamar de estagnação para o de crescimento. Não podemos negar que estamos em recessão e com muita oscilação no mercado. Talvez, para colocar novamente o país na rota do crescimento, o governo terá que tomar medidas duras e até impopulares, mas a coragem de toma-las na medida e na hora certa tem que ser mais forte e assertiva. Precisamos crescer, sair do ciclo vicioso criado pela corrupção. Nesse sentido, gostaria de destacar uma recente pesquisa feita pela FIESP, através de seu Departamento de Competitividade e Tecnologia, que revelou um estudo dos custos econômicos da corrupção no Brasil, alarmante, vergonhoso e estarrecedor. O cálculo do prejuízo anual é de R$ 80,3 bilhões (1,36% do PIB), outro número indica que R$ 132,84 bilhões (2,25% do PIB), escoam pelo duto da improbidade. Ainda mais espantoso é pensar no que poderia ser feito em prol do País e da população com esse dinheiro, que dificilmente será recuperado. Chegou a tão esperada realização do IX Salão das Motopeças, que apesar de todas as dificuldades do mercado e que o país tem enfrentado, o segmento não deixou de participar do evento, mostrando apoio ao setor e maturidade. Esse, sem dúvida, é o evento do ano. Apesar dos números do segmento de Duas Rodas, a exem- plo de dois anos atrás, nessa mesma época não estarem favoráveis e com a venda de motocicletas 0 km caindo constantemente, a retração de investimentos e a dificuldade de obtenção de crédito, o segmento de Motopeças vem se mantendo firme, claro que também com algumas dificuldades. O Salão das Motopeças é o único evento do segmento voltado exclusivamente para negócios e que reúne nos quatro dias de exposição fabricantes, atacadistas, lojistas, oficinas mecânicas, entidades de classe, imprensa especializada e demais interessados no segmento. Espero que após a realização da mostra as empresas possam incrementar seus negócios e melhorar as expectativas de mais faturamento em 2016 e que se estenda ainda por um bom período em 2017. Aproveito também para fazer um balanço do semestre que foi de muitos acontecimentos e realizações. Relembro aqui alguns muito importantes para todos os nossos associados e para o setor em geral. Foi publicada em maio, a ABNT NBR 16427 - Correntes, coroas e pinhões de motocicletas, motonetas, ciclomotores, triciclos e quadriciclos — Dimensões e métodos de ensaios. Norma técnica elaborada pelo segmento em conjunto com outras entidades que foi coordenada pela ANFAMOTO. Foi publicada em junho a Portaria INMETRO No 248, que estabelece os prazos e os requisitos para certificação de coroa, corrente, pinhão e escapamentos. Esta Portaria ainda necessita de alguns ajustes no que diz respeito a coroa, corrente e pinhão, pois traz em seu teor pontos ainda incorretos. Estamos trabalhando nesse aspecto. No fim de maio aponto a que para mim foi a principal conquista da entidade para o setor nesse ano: a criação da Frente Parlamentar dos Veículos sobre Duas Rodas, que tratará de diversos assuntos pertinentes ao segmento. Realmente, agora teremos voz no legislativo para discutirmos pautas de suma importância para o setor. Outro destaque que trago nesse pequeno balanço foi a assinatura do Acordo de cooperação entre a ANFAMOTO e a Intermot 2016 - feira de Colônia, entre suas feiras o Salão das Motopeças e a Feira de Colônia. A ideia é promover uma interação entre os dois mercados para gerar oportunidade de negócios entre nossos associados e os expositores alemães. E, para concluir, em breve teremos novidades a respeito da pesquisa sobre o mercado de motopeças, que foi encomendada pela ANFAMOTO à FGV. Esse será também um grande marco na história de nosso setor. Essa edição da ANFAMOTO em Revista circulará no IX Salão das Motopeças, que desejo, sinceramente, seja de muito sucesso a todos os expositores que acreditaram no evento, e que possam realizar excelentes negócios para suas empresas. E a você leitor e visitante da feira, desejo também uma excelente visita, que sua expectativa seja alcançada, pois preparamos o Salão das Motopeças com o melhor que há no segmento. Agradeço desde já sua presença e confiança em nosso setor. Um forte abraço e boa leitura! Orlando Cesar Leone Agenda Junho 24/06 – Reunião administrativa ANFAMOTO Julho 06/07 – Reunião administrativa ANFAMOTO 20/07 – Reunião Salão das Motopeças 27/07 – Reunião Comissão de Baterias ABNT – Senai Bauru Agosto 04/08 - Reunião administrativa ANFAMOTO 17 a 20/08 – IX Salão das Motopeças |||| 08 | ANFAMOTO em Revista | Edição 135

[close]

p. 9



[close]

p. 10

Mercado Motocicletas: produção registra queda de 33,4% no primeiro semestre Após revisão da projeção anual a previsão de queda ficou em 13,7% na produção, 14,3% no atacado e 16,7% no varejo De acordo com a ABRACICLO, Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares, de janeiro a junho de 2016 saíram das linhas de produção 464.357 motocicletas, 33,4% abaixo do apresentado no mesmo período de 2015, com 697.540. Na comparação mensal, foram fabricadas 81.387 unidades em junho, o que representa uma retração de 11,8% frente a maio e 30,4% em relação a junho do ano passado. Nos primeiros seis meses do ano, as vendas no atacado – para as concessionárias – alcançaram 452.368, volume 31,4% inferior ao apresentado em 2015 (659.093). No sexto mês do ano foram comercializadas 77.548 motocicletas, queda de 11,1% em comparação com maio e 23,3% frente ao mesmo mês de 2015. Refletindo a recuperação da Argentina, as exportações seguiram o caminho inverso, somando 31.134 unidades entre janeiro e junho, alta de 70,7% em relação ao mesmo período do ano passado, com 18.241. Em junho foram comercializadas 7.657 motocicletas, o que corresponde a um crescimento de 36,6% ante a maio e 39,8% em comparação com o sexto mês do ano passado. Emplacamentos Com base nos licenciamentos registrados pelo RENAVAM, foram licenciadas 469.581 motos no primeiro semestre de 2016, contra 641.707 unidades apresentadas em 2015, refletindo um recuo de 26,8%. No mês de junho, foram emplacadas 73.343 motocicletas, volume 4,3% inferior ao apresentado no mês anterior, com 76.644 unidades. Em relação ao sexto mês de 2015 (101.109), houve queda de 27,5%. Com um dia útil a mais, a média de vendas diárias sofreu uma retração de 8,7% em relação a maio, passando de 3.650 unidades para 3.334. (*) Foram desconsiderados os ciclomotores usados, cujo licenciamento junto aos Detrans passou a ser obrigatório a partir da Lei nº 13.154, de 30/07/2015, e da Resolução Contran nº 555/15, de 17/09/2015. Fonte: Abraciclo e Fenabrave |||| 10 | ANFAMOTO em Revista | Edição 135

[close]

p. 11



[close]

p. 12

Mercado |||| 12 | ANFAMOTO em Revista | Edição 123

[close]

p. 13



[close]

p. 14

Associado em destaque Fischer pastilhas e freios: empresa 100% nacional e pioneira no setor uma empresa visionária comprometida com o melhoramento continuo de seus produtos e processos A Fischer Freios e Pastilhas Especiais foi fundada em 1981, pelos engenheiros Valério Valente e Frederico Fischer Júnior. Esses dois visionários resolveram juntar seus conhecimentos para lançar itens de frenagem que na época atenderiam a demanda industrial que havia, mais, particularmente para a Rhodia. Valério Valente engenheiro mecânico e civil sempre trabalhou na manutenção de indústrias e Fischer desenvolvia freios na antiga Borg Warner. Tudo começou com uma pequena oficina montada na casa de Valério que vislumbraram no mercado uma carência no segmento de reposição de freios para motocicletas nacionais e importadas. Com a vocação de desenvolver tecnologia de produtos de frenagem, a Fischer continuou aprimorando a sua qualidade e desempenho de maneira continua e permanente. Já com 35 anos de existência a Fischer consolidou-se no mercado de peças de reposição e tornou-se fornecedora original das principais montadoras do país. A Fischer começou fabricando pastilhas de freio para quaisquer tipos de motos, em 1983, em parceria com a OLDI/ALS entrou no mercado de freios para aviões de pequeno porte. E nesse mesmo ano tornou-se a única fabrica de freios, nacional, a lançar seus produtos sem amianto (asbestos), material altamente cancerígeno. Com está iniciativa começou a preparar-se para exportar. Além disso, com o aumento da demanda Valente, Fischer e mais dois colaboradores viram-se obrigados a mudar para um galpão maior, aumentando seu quadro para 20 funcionários. Em 1990 a Fischer teve a sua maior perda, um acidente de moto vitimou Frederico Fischer e Valério assumiu então a direção comercial, técnica e industrial da empresa. A preocupação da empresa foi sempre em manter uma consistente conformidade com as expectativas do mercado, e isso fez com que se destaque ao longo da sua trajetória. No Brasil a Fischer foi pioneira no setor a abolir o amianto de seus produtos e após a certificação oficial de seus produtos “asbestos free”, desenvolveu a parceria com a Aero Parts para pastilhas de freios de aviões, esses produtos foram imediatamente testados e aprovados no CEAT em Toulouse na França e posteriormente homologados no CTA (Centro Técnico Aeroespacial) em São José dos Campo – SP. Em 1987 utilizando tecnologia de ponta lançou a linha de discos de embreagem que foi fornecida para o mercado até meados de 2015, quando foi desativada. Em 1991 as pastilhas de freio metálicas foram lançadas para uso em motos de alta performance e off-road, posteriormente, houve o lançamento da linha de patins de freio, outro grande sucesso no exigente mercado de freios. Devi- |||| 14 | ANFAMOTO em Revista | Edição 135

[close]

p. 15



[close]

Comments

no comments yet