Jornal Santuario Sao Jose Operario Outubro 2016

 

Embed or link this publication

Description

Jornal Santuario Sao Jose Operario Outubro 2016

Popular Pages


p. 1

PARÓQUIA SANTUÁRIO SÃO JOSÉ OPERÁRIO S ãJoornaJl osé OperárioCAPÃOREDONDO-DIOCESEDECAMPOLIMPO ANO XIII - EDIÇÃO Nº 159- 10.000 EXEMPLARES - DISTRIBUIÇÃO GRATUITA - OUTUBRO - 2016 12 de Outubro, Festa de Nossa Senhora APARECIDA e Dia da Criança Missas no Santuário: 8h, 10h, 12h e 18h30 Na missa das 10h: haverá bênção especial para as crianças Na missa das 18h30: haverá procissão de Nossa Senhora Aparecida Venha consagrar sua família à Nossa Senhora Aparecida!! No Santuário São José Operário

[close]

p. 2

Página-2 Jornal São José Operário Com Jesus somos mais que vencedores Outubro- 2016 EDITORIAL Outubro, além se der o mês do amor, da misericórdia e de Nossa Senhora Apareci- do perdão de Deus, revela- da, mês do Rosário, é também o das Missões. dos aos homens mediante a vida, a morte e a ressurrei- A ordem de Jesus: “Vão pelo mundo todo e levem ção de Jesus Cristo, nosso Senhor.”(João Paulo II). Este é um tempo rico para o exercício da cidadania o Evangelho a toda criatura...” (Mt 28, 20) não é dirigida somente aos apóstolos, mas a todos os cristãos. Estamos vivendo um tempo muito importante da nossa Igreja, é muito bom poder testemunhar, e ver que existem milhares de pessoas que conhecem Jesus e escutam a sua voz. Essas pessoas passam a ter atitudes diferentes e buscam diariamente a graça da conversão. Quando Jesus interrogou por três vezes a Pedro, se ele o amava, e após sua resposta positiva, deu-lhe a missão de apascentar suas ovelhas! Esta ordem de Jesus ressoa na vida da Igreja até hoje. Esse compromisso missionário e pastoral requer cuidados especiais no seu cumprimento. Antes de realizar uma tarefa evangelizadora, precisamos saber como fazê-la, e quais os meios para cumpri-la integralmente.Portanto, a finalidade da missão é proclamar a notícia feliz de que Deus nos ama e nos quer unidos no seu amor misericordioso, perdoando-nos e pedindo que nós tambémperdoemos, mesmo as ofensas mais graves. “A missão Não podemos esquecer o grande anseio de tantos homens e mulheres que, embora vivendo em grande pobreza espiritual e material, experimentam uma grande sede de Deus e de seu amor misericordioso. Portanto, o convite do Senhor para que anunciemos a Boa Nova continua sempre válido, aliás, cada vez mais urgente. O Dia Mundial da Missões, dessa forma, ajuda-nos a descobrir melhor a nossa missão de batizados e nos incentiva a socorrer os irmãos “pequenos” (Mt 25, 40). Neste sentido, os missionários espalhados pelos cinco continentes são o maior exemplo para todos nós. À Maria Santíssima, a Rainha das Missões, confiamos o nosso empenho e a atividade evangelizadora da Igreja. Que ela sempre nos acompanhe neste anúncio e testemunho do amor de Deus que perdoa e que doa a paz ao homem. Boa leitura! Está se iniciando um novo período de campanha eleitoral. É de se esperar que ele contribua para o aprofundamento do exercício da cidadania de todo o povo brasileiro a partir de seus municípios. Eu me lembro de que, quando ainda era criança, ficava empolgado com as eleições. Na minha visão ingênua, de então, considerava todas as autoridades e aspirantes a cargos públicos, como pessoas íntegras e dignas de admiração. Apareciam-me como pessoas marcadas pelo espírito de altruísmo e pelo desejo de servir aos seus concidadãos. Depois, com o amadurecimento, fui descobrindo o jogo de interesses existente nas relações sociais. Hoje, esta realidade está razoavelmente mais clara na mente dos cidadãos brasileiros. Que atitude adotar diante da de- cepção com o não cumprimento de promessas de campanha, seja de um ou de outro partido; com o volume de denuncias de corrupção e de acusações mútuas entre partidos políticos? Hoje as investigações em curso dão nova esperança de mudança para melhor. Persiste, entretanto certo desalento nas pessoas , aliado à sensação de que a possibilidade de se chegar a uma sociedade nova, fraterna e solidária, é sempre adiada. A desistência não é solução; nem a idéia de que todos são corruptos e não tem jeito mesmo. Por mais falhas que tenha a democracia participativa, é a melhor forma de serem conseguidas relações equitativas entre os vários segmentos de uma sociedade. O Beato Paulo VI afirmava que, embora não fosse a única, “a política é uma maneira exigente de viver o compromisso cristão, ao serviço dos outros” (cf. Octogésima Adveniens nº 46). Apesar de todas as limitações do processo eleitoral, este é um tempo rico para o exercício da cidadania. Tem gente que afirma não gostar de política e diz desejar estar distante dela. Como se isto fosse possível. A simples omissão já é um ato político. Não há como se manter neutro. Abster-se da participação é deixar a decisão nas mãos de não se sabe quem e com que interesses. E se é assim, então significa que podemos aprofundar nossa consciência a respeito dos fatos e aumentar nossa capacidade de discernimento e de escolha. Esta depende de assumir a responsabilidade e de participar mais em todas as esferas possíveis. Não é simples escolher acertadamente no meio de tantas campanhas maquiadas. Por isso, é necessário confrontar as próprias reflexões e avaliações com outros cidadãos em vista de uma maior clareza na hora da decisão. Não há uma garantia total de acerto, mas é preciso tentar sempre de novo e, depois, acompanhar a atuação daqueles que foram eleitos. A cidadania não deve ser exercida só na hora do voto. É uma atitude permanente que precisa ser assumida. Omitir-se no esforço de fazer uma boa escolha significa renunciar à possibilidade de peneirar os homens públicos, rejeitar quem trai a confiança dos cidadãos e se esforçar para escolher quem se representa como realmente capaz de estar a serviço do bem comum. evangelizadora da Igreja, é essencialmente o anúncio É preciso estarmos atentos para EXPEDIENTE combater a corrupção eleitoral e analisar as propostas apre- Diretor Geral: Monsenhor João Batista Diretor de atendimento aos Benfeitores: Jurandi Nunes Publicação mensal da Paróquia: Jornalista Responsável: Mário de Freitas - MTB 36.907 Santuário São José Operário Rua Alfredo Ometecídio, 32 Revisões e Correções Pe. Carlos Lozada Edson Filipe Cep.: 05869-170 Capão Redondo- SP sentadas para separar o joio do trigo. E os profissionais da política devem contribuir para a elevação do nível da campanha, apresentando propostas realistas e exequíveis, ao invés de partirem para os ataques pessoais. Creio na possibilidade de um Brasil mais cidadão, mais Magda dos Santos Silva Diagramação José Andrade Alves Tel. 5873-2009 www.santuariosaojoseoperario.org.br santuario@santuariosaojoseoperario.org.br solidário e participativo. O teor das matérias é de responsabilidade de seus autores. Todas as pessoas são voluntárias www.santuariosaojoseoperario.org.br Dom Luiz Antonio Guedes Bispo de Campo Limpo - SP Jornal Diocese em Ação Ed. 23

[close]

p. 3

Outubro - 2016 Jornal São José Operário Com Jesus somos mais que vencedores Página-3 Onde está o fundamento de nossa fé? Claro que o fundamento de nossa fé está em Jesus Cristo. Por isso, é importante saber que Jesus é Divino e humano; Ele é o verbo encarnado na História da humanidade. “E o verbo se fez carne e habitou entre nós” (Jo 1, 14). A oração do credo é uma síntese explícita de nossa fé. Quando rezamos esta oração, fazemos uma belíssima profissão de fé ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo; o Deus Uno e Trino. Mas por que é tão importante assim professar a nossa fé? Porque quando professamos a nossa fé, renovamos também a aliança com Deus. E renovar a aliança significa mergulhar no coração de Deus e beber na fonte da sabedoria. Somente bebe nesta fonte quem professa sua fé com fidelidade na Santíssima Trindade. Este conhece o caminho para chegar na fonte da vida. Este de fato é um católico verdadeiro, porque participa, ama e defende com convicção a Doutrina de Cristo e da Igreja. Esta Igreja fundada por Cristo e assumida pelos Apóstolos e seus sucessores. Esta obra foi o forte legado que o Senhor nos deixou como sua obra prima. Sabemos que a fidelidade existe para ser vivida. E ela reside em nós quando falamos e vivemos com auten- 11 95173-2267 / 11 94634-4895 ticidade e discernimento o Evangelho de Cristo. Para viver o Evangelho é preciso que conheçamos também o seu conteúdo transmitido pelo Santo Padre, o Papa sucessor de Pedro e pelos bispos, sucessores dos Apóstolos. Deste modo ganhamos condição plena para confirmar e viver a nossa fé. Sendo assim, fica mais fácil fortalecer a nossa pertença consciente à nossa Igreja. Ao seguir confiantemente a doutrina de Cristo e da nossa Igreja deixamos claro e evidente em nosso corpo os movimentos do Espírito Santo; condutor do corpo de Cristo que é a nossa Igreja. Sendo assim, torna-se normal e automática a expressão do amor em nós, porque Deus passa a fazer a sua morada em nosso coração. Quem nos vê, vê também as ações de Cristo acontecendo sobre a terra. Nossos compromissos e nossa vida ficam mais leves e suaves. “Vinde a Mim todos os que estais cansados sob o peso de vosso fardo e Eu vos darei descanso... Porque meu jugo é suave e meu fardo é leve” (Mt 11, 28. 30). O que eu estou dizendo fica justificado por estes versí- culos que acabamos de ler. A partir desta aceitação de Jesus como Senhor e Deus de nossa vida, tudo que fazemos passa a ser conduzido pela força de Deus e não com a força humana. Não podemos confundir as coisas achando que Deus vai fazer tudo e nós vamos ficar na plateia assistindo. Não há plateia, porque Deus tem que estar no centro de nossa vida; e Ele quer. Mas não basta o Seu querer, porque para que alcancemos esta graça tem que haver uma aceitação consciente de nossa parte. Ele nos deu tudo para fazermos tudo, mas com Ele. Sem Ele podemos cair num profundo abismo para nunca mais voltar, porque tudo em nós é limado. Deus é infinitamente ilimitado; Ele pode tudo, porque Ele sabe tudo. Daí a grande vantagem de seguirmos com fidelidade a doutrina de Cristo e da nossa Igreja. Isto acontece quando ficamos frequentemente atentos no seguimento de Jesus. Significa também uma entrega total; isto é: a entrega da alma, do coração, do entendimento, do tempo, dos bens confiantemen- Fonseca Empreiteiro Sempre o melhor em Acabamento em Pastilhas, Azulejos, Granitos, Cerâmicas em Geral. Hidráulica, Elétrica, Forro de gesso, Drywall. Temos Engenheiro para A. R. T. Cel. 11 97663-1994 98991-5113 5873-2896 Email: fonsecafoliveira@gmail.com www.santuariosaojoseoperario.org.br te para Deus. Quem não é capaz de ter esta atitude de desapego, não vive a vida com plenitude. Corre-se o sério risco de querer ser o seu próprio Deus; e este é o risco de viver o tempo todo na Idolatria. Viver na idolatria é viver sem Deus. Mas por que uma pessoa toma uma decisão de viver para Deus? Só sabe disso quem toma atitude e faz uma experiência. Porque Deus é o Senhor por excelência de nossa vida e de tudo o que existe. Foi Ele que nos criou, por isso a Ele pertencemos por inteiro. Quando as pessoas querem mudar a direção que Ele deu desde o princípio, começa a destruição das coisas que Ele fez. Daí o desequilíbrio da natureza e começam as brigas, as mortes e todo tipo de violência contra tudo e contra todos. E com isto, surgem o medo, a insegurança, a desunião e as enfermidades... Deus nos deu o poder nesta terra apenas para administrar e cuidar bem de tudo que lhe pertence. “AQUELE QUE SEMEIA POUCO, POUCO COLHERÁ. AQUELE QUE SEMEIA COM GENEROSIDADE, COM GENEROSIDADE COLHERÁ” (2Cor 9, 6). SEJA FIEL NO DÍZIMO E NAS OFERTAS! Monsenhor João Batista Pároco e Reitor do Santuário Dioc. São José Operário

[close]

p. 4

Página-4 Jornal São José Operário Com Jesus somos mais que vencedores Outubro- 2016 As crianças levam vida, alegria e esperança Queridos irmãos e irmãs! Depois de ter revisado as diversas figuras da vida familiar – mãe, pai, filhos, irmãos, avós – gostaria de concluir este primeiro grupo de catequeses sobre família falando das crianças. Farei isso em dois momentos: hoje me concentrarei no grande dom que as crianças são para a humanidade – é verdade, são um grande dom para a humanidade, mas também são as grandes excluídas porque muitas vezes nem as deixam nascer – e depois me concentrarei em algumas feridas que infelizmente fazem mal à infância. A mim vêm em mente as tantas crianças que encontrei durante a minha última viagem à Ásia: cheias de vida, de entusiasmo e, por outro lado, vejo que no mundo muitas delas vivem em condições indignas... De fato, do modo como são tratadas as crianças se pode julgar a sociedade, mas não somente moralmente, também sociologicamente, se é uma sociedade livre ou uma sociedade escrava de interesses internacionais. Em primeiro lugar, as crianças nos recordam que todos, nos primeiros anos da vida, fomos totalmente dependentes dos cuidados e da benevolência dos outros. E o Filho de Deus não poupou esta etapa. É o mistério que contemplamos a cada ano, no Natal. O Presépio é o ícone que nos comunica esta realidade no mundo de forma mais simples e direta. Mas é curioso: Deus não tem dificuldade em se fazer entender pelas crianças, e as crianças não têm problemas em entender Deus. Não por acaso, no Evangelho há algumas palavras muito belas e fortes de Jesus sobre os “pequenos”. Este termo “pequenos” indica todas as pessoas que dependem da ajuda dos outros e, em particular, as crianças. Por exemplo, Jesus diz: “Eu te bendigo, Pai, Senhor do céu e da terra, porque escondeste estas coisas aos sábios e entendidos e as revelaste aos pequenos” (Mt 11, 25). E ainda: “Guardai-vos de menosprezar um só destes pequenos, porque eu vos digo que seus anjos no céu contemplam sem cessar a face de meu Pai que está nos céus” (Mt 18, 10). Então, as crianças são em si mesmas uma riqueza para a humanidade e também para a Igreja, porque nos chamam de volta constantemente à condição necessária para entrar no Reino de Deus: aquela de não nos considerarmos auto-suficientes, mas necessitados de ajuda, de amor, de perdão. E todos precisamos de ajuda, de amor e de perdão! As crianças nos recordam uma outra coisa bela; recordam-nos que somos sempre filhos: mesmo se a pessoa se torna adulta, ou idosa, mesmo se se torna pai, se ocupa um lugar de responsabilidade, abaixo de tudo isso permanece a identidade de filho. Todos somos filhos. E isso nos reporta sempre ao fato de que a vida não fomos nós que a demos, mas a recebemos. O grande dom da vida é o primeiro presente que recebemos. Às vezes arriscamos viver esquecendo-nos disso, como se fôssemos nós os patrões da nossa existência, e em vez disso somos radicalmente dependentes. Na realidade, é motivo de grande alegria sentir que em cada idade da vida, em cada situação, em cada condição social, somos e permanecemos filhos. Esta é a principal mensagem que as crianças nos dão, com sua própria presença: somente com a presença nos recordam que todos nós e cada um de nós somos filhos. Mas há tantos dons, tantas riquezas que as crianças levam à humanidade. Recordo apenas algumas. Levam seu modo de ver a realidade, com um olhar confiante e puro. A criança tem uma confiança espontânea no pai e na mãe; e tem uma espontânea confiança em Deus, em Jesus, em Nossa Senhora. Ao mesmo tempo, o seu olhar interior é puro, ainda não poluído pela malícia, pela duplicidade, pelas “incrustações” da vida que endurecem o coração. Sabemos que também as crianças têm o pecado original, que têm seus egoísmos, mas conservam uma pureza e uma simplicidade interior. Mas as crianças não são diplomatas: dizem aquilo que sentem, dizem aquilo que veem, diretamente. E tantas vezes colocam os pais em dificuldade, dizendo diante de outras pessoas: “Eu não gosto disso porque é ruim”. Mas as crianças dizem aquilo que veem, não são pessoas duplas, ainda não aprenderam aquela ciência da duplicidade que nós adultos, infelizmente, aprendemos. Além disso, as crianças – em sua simplicidade interior – levam consigo a capacidade de receber e dar ternura. Ternura é ter um coração “de carne” e não “de pedra”, como diz a Bíblia (cfr Ez 36, 26). A ternura é também poesia: é “sentir” as coisas e os acontecimentos, não tratá-los como meros objetos, somente para usá-los, porque servem... As crianças têm a capacida- www.santuariosaojoseoperario.org.br de de sorrir e de chorar: algumas, quando as pego para abraçá-las, sorriem; outras me veem vestido de branco e acreditam que eu sou um médico e que vim para vaciná-las, e choram... mas espontaneamente! As crianças são assim: sorriem e choram, duas coisas que em nós muitas vezes “são bloqueadas”, não somos mais capazes... Tantas vezes o nosso sorriso se torna um sorriso de papelão, uma coisa sem vida, um sorriso que não é vivo, um sorriso artificial, de palhaço. As crianças sorriem espontaneamente e choram espontaneamente. Depende sempre do coração e muitas vezes o nosso coração se bloqueia e perde essa capacidade de sorrir e de chorar. E então as crianças podem nos ensinar de novo a sorrir. Mas, nós mesmos, devemos nos perguntar: eu sorrio espontaneamente, com frescor, com amor ou o meu sorriso é artificial? Eu ainda choro ou perdi a capacidade de chorar? Duas perguntas muito humanas que as crianças nos ensinam. Por todos esses motivos, Jesus convida os seus discípulos a “se serem como crianças”, porque “quem é como elas pertence ao Reino de Deus” (cfr Mt 18, 3; Mc 10, 14). Queridos irmãos e irmãs, as crianças levam vida, alegria, esperança e também problemas. Mas a vida é assim. Certamente também traz preocupações e às vezes tantos problemas; mas é melhor uma sociedade com estas preocupações e estes problemas que uma sociedade triste e cinza porque ficou sem crianças! E quando vemos que o nível de nascimento de uma sociedade chega apenas a um por centro, podemos dizer que esta sociedade é triste, é cinza, ficou sem as crianças. Papa Francisco Boletim da Santa Sé

[close]

p. 5

Outubro - 2016 Jornal São José Operário Com Jesus somos mais que vencedores Página-5 Cadê a felicidade que tanto desejamos? Amigo paroquiano, às vezes, nós procuramos felicidade em lugares remotos e distantes. Talvez ela se encontre ao nosso lado... Se pararmos um pouco para pensar, descobriremos que procuramos esta felicidade nos prazeres da vida diária, nas bebidas, nas drogas, nos prazeres da carne e em lugares mais escuros e escondidos dos olhos humanos. Por alguns momentos nos iludimos e até acreditamos ter a encontrado encontrado, mas quando voltamos à lucidez, à consciência, deparamos com a triste realidade e descobrimos que a nossa busca foi em vão, pois, depois desta falsa sensação de felicidade, vem a solidão, um grande vazio e consequentemente, uma tremenda depressão. Nos sentimos carentes de carinho, compreensão e sobre tudo de ter ao nosso lado, um bom amigo... Um amigo fiel que nos ajude a sair da nossa sensação de vazio interior... Estamos  numa grande comunidade de pessoas que formam um grupo enorme chamado Santuário... Aqui convivem pessoas de personalidade e caráter diferentes... Cada um segue um ritmo de vida bastante diferente do outro...Procurando defender o que é seu... Algumas vezes estamos tão metidos num mundinho de egoísmo e de interesse particular que ninguém quer saber do outro e de seus problemas... Então nos surgem várias interrogações. E uma delas pode ser esta: talvez  não esteja tão longe quanto parece. Talvez ela esteja perto, ao nosso alcance, mas somos incapazes de vê-la, tocá-la ou senti-la. Mas, afinal, o que é a felicidade?  É bem possível que seja algo tão simples como um sorriso fraterno, um aperto de mão ou até mesmo um abraço carinhoso de um amigo sincero. Talvez, se a procuramos den- tro de nós, podemos encontrá-la lá dentro, escondidinha no cantinho do nosso coração, esperando apenas por um gesto de amor e solidariedade de nossa parte para com nosso irmão. A felicidade é um tesouro que todos desejamos encontrar em qualquer lugar. Se lermos com atenção as Sagradas Escrituras, veremos que esta felicidade está precisamente dentro de cada um de nós. O próprio Jesus proclama que todos somos irmãos... A partir desta afirmação de Cristo surge a famosa pergunta: QUEM É MEU IRMÃO? Então, de imediato, surge a resposta nos lábios de muitos paroquianos comprometidos com o Evangelho e com o desejo de Cristo dentro das catequeses do nosso Papa Francisco nesta ano da misericórdia: O meu irmão é aquele que me agride, aquele que me tenta, aquele que ri às minhas costas, aquele que zomba de minhas atitudes, aquele que me menospreza; é meu irmão aquele bêbado que se arrasta pelo chão do Capão Redondo, o viciado que não enxerga seu caminho, é meu irmão o pobre homem que não consegue carinho; aquele que não me vê como irmão; aquele que não sabe quão importante é ter uma mão estendida pedindo amizade. Meu irmão é aquele que foi criado à imagem e semelhança de Deus. Durante o mês da Bíblia, descobri que a Palavra de Deus (Bíblia Sagrada ) nos faz sentir bem pertinho dos homens e mulheres porque todos eles são um outro “Cristo” que passam ao nosso lado sem nos darmos conta... TALVEZ ISSO SEJA FELICIDADE. Pe. Nilson da Silva Vigário Paroquial EAsmpaaçnohã - Cyber Café - Tai Chi Chuan - Acumpultura - Florais - Massoterapia BISCUIT - PROMOÇÃO: 1ª AULA GRÁTIS Refrigeração Bom Clima Assistência Técnica Especializada Câmaras e Balcões Frigoríficos, Freezer, Geladeiras e Máquinas de Lavar Telefone: 5873-2618 Av. Comendador Santana, nº 959 Tel. 5873-3032 / 9308-1486 - Sr. Augusto R. Marco Basaiti, nº 8 - Capão Redondo www.santuariosaojoseoperario.org.br

[close]

p. 6

Página-6 Jornal São José Operário Com Jesus somos mais que vencedores Outubro- 2016 Santa Missa celebrada com os membros da Pastoral do Idoso. Parabéns à eles, que têm tanto a nos ensinar sobre a Vida. PASTORAL DO IDOSO Reuniões: todo 3º sábado do mês Local: Sala João Paulo I (Salão Paroquial ) Horário: 16h00 às 18h30 Esperamos por Você!!! Participe das reuniões da Pastoral da Pessoa Idosa, que valoriza a dignidade e sabedoria daqueles que tanto contribuem com sua experiência de vida para as famílias e para a Comunidade. www.santuariosaojoseoperario.org.br

[close]

p. 7

Outubro - 2016 Jornal São José Operário Com Jesus somos mais que vencedores Feijoada Beneficente Página-7 Todos reunidos como uma grande família Momento de confraternização familiar www.santuariosaojoseoperario.org.br

[close]

p. 8

Página-8 Jornal São José Operário Com Jesus somos mais que vencedores Outubro- 2016 PROGRAMAÇÃO DA PARÓQUIA SANTUÁRIO SÃO JOSÉ OPERÁRIO MISSA COM BÊNÇÃO AOS DOENTES Dia 02 de outubro (domingo) às 15h Venha receber a bênção de Deus! Missa da Família MISSA DO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS Dia 07 de outubro (sexta-feira) às 07h30 Abra o seu coração para Jesus MISSA, LOUVOR E LIBERTAÇÃO Dia 09, 23 e 30 de outubro (domingo) - às 15h Pelo poder da oração, tudo pode ser mudado JESUS VAI CURAR E RESTAURAR SUA FAMÍLIA ! MISSA DE SANTA EDWIGES Dia 16 de outubro (Domingo) às 06h30, 8h, 10h, 12h, 15h e 18h30h Com bênção especial das carteiras profisssionais e das pessoas com problemas financeiros MISSA E ENTREGA DO LEITE PARA AS CRIANÇAS Dia 16 de outubro (domingo) Às 6h30, 8h, 10h, 12h, 15h e 18h30 FAÇA A PROCISSÃO DO LEITE EM PÓ E ENTREGUE NO ALTAR DO SENHOR JESUS «Tudo que fizestes a um destes pequeninos é a mim que o fizestes» DOMINGO DA SOLIDARIEDADE Dia 23 de outubro (domingo) em todas as missas. Traga óleo, arroz, feijão, açucar e macarrão para as famílias carentes TERÇ O DOS HO ENS M Terço dos Homens Deixe-se conduzir pelo amor de mãe de Nossa Senhora No Santuário: Inicia-se com a missa às 19h até às 21h.Todas as quartas-feiras. Na Capela São Vicente: todas as terças-feiras às 19h30 Dias: 06, 13, 20 e 27 de outubro às 20h Venha e traga sua família para receber a bênção da harmonia familiar. MISSA DO DIA DE FINADOS Dia 02 de novembro (Quarta-feira) Às 8h, 10h, 12h e 19h Traga os nomes dos falecidos de sua família e venha rezar por eles Oração das Mil Ave - Marias Toda primeira quarta-feira do mês início às 08h30 até às 14h30 Venha rezar conosco, por todas as pastorais e movimentos GRUPOS DE ORAÇÃO - SANTUÁRIO Todas terças-feiras das 15h às 17h Missa em louvor ao Espírito Santo: todas as 2ª terças-feiras do mês às 16h; e todas as sextas-feiras, Grupo de Oração iniciando-se com a missa às 19h 12 de Outubro: Festa de N. Srª. Aparecida e Dia da Criança NA LIVRARIA E PRESENTES SÃO JOSÉ OPERÁRIO Enquanto você faz as suas compras, seu lho participa de uma atração especial para ele. Participe!! Visite também as demais seções de Cd’s, livros, imagens, artigos religiosos, serviços de xerox, impressões e recarga de celulares Livraria e presentes - Faça-nos uma visita! 5871-9846 www.santuariosaojoseoperario.org.br

[close]

p. 9

Outubro - 2016 Jornal São José Operário Com Jesus somos mais que vencedores Página-9 A Igreja celebra os Missionários DIA SEM 1ª LEITURA 1 SAB Jó 42, 1-3.5-6.12-16 2 DOM Hab 1, 2-3; 2, 2-4 3 SEG Gl 1, 6-12 4 TER Gl 1, 13-24 5 QUA Gl 2, 1-2.7-14 6 QUI Gl 3, 1-5 7 SEX At 1, 12-14 8 SAB Gl 3, 22-29 9 DOM 2Rs 5, 14-17 10 SEG Gl 4, 22-24.26-27.31-5, 1 11 TER Gl 5, 1-6 12 QUA Est 5, 1b-2;7, 2b-3 13 QUI Ef 1, 1-10 14 SEX Ef 1, 11-14 15 SAB Ef 1, 15-23 16 DOM Ex 17, 8-13 17 SEG Ef 2, 1-10 18 TER 2Tm 4, 10-17b 19 QUA Ef 3, 2-12 20 QUI Rf 3, 14-21 21 SEX Ef 4, 1-6 22 SAB Ef 4, 7-16 23 DOM Eclo 35, 15b-17. 22a 20- 24 SEG Ef 4, 32--5,8 25 TER Ef 5, 21-33 26 QUA Ef 6, 1-9 27 QUI Ef 6, 10-20 28 SEX Ef 2, 19-22 29 SAB Fl 1, 18b-26 30 DOM Sb 11, 22--12, 2 31 SEG Fl 2, 1-4 SALMO 118 94 110 127 116 Lc 1, 69-75 Lc 1, 46s 104 97 112 118 44 97 32 8, 2-3a.4-7 120 99 144 Is 12, 2-3 32 23 121 33 1 127 144 143 18, 2-3.4-5 41 144 130 2ª LEITURA 2Tm 1, 6-8.13-14 2Tm 2, 8-13 EVANGELHO Lc 10, 17-24 Lc 17, 5-10 Lc 10, 25-37 Lc 10, 38-42 Lc 11, 1-4 Lc 11, 5-13 Lc 1, 26-38 Lc 11, 27-28 Lc 17, 11-19 Lc 11, 29-32 Ap 12, 1.5. 13a.1516a 2Tm 3, 14--4, 2 Lc , 11, 37-41 Jo 2, 1-11 Lc 11, 47-54 Lc 12,1-7 Lc 12, 8-12 Lc 18, 1-8 Lc 12, 13-21 Lc 10, 1-9 Lc 12, 39-48 Lc 12, 49-53 Lc 12, 54-59 Lc 13, 1-9 2Tm 4, 6-8.16-18 Lc 18, 9-14 2Ts 1, 11--2, 2 Lc 13, 10-17 Lc 13, 18-21 Lc 13, 22-30 Lc 13, 31-35 Lc 6, 12-19 Lc 14, 1.7-11 Lc 19, 1-10 Lc 14, 12-14 Acabamos de encerrar o mês de setembro, nele lembramos com muito carinho do Livro Sagrado – A Bíblia, livro que orienta o cristão na sua caminhada, livro que todos os que querem fazer a vontade de Deus conhecem bem. “Quem ouve a minha palavra e a põe em prática este é meu discípulo” (Lc 11, 27). Neste livro conhecemos a vontade de Deus e nos esforçamos para torná-la presente e colocá-la em nossa vida, mais do que todas as informações que nos chegam por meio do jornalismo, telejornais, horóscopos e outras fontes inverídicas ou duvidosas. Nós precisamos da Palavra de Deus, ela nos dá a formação e informação que precisamos para sermos seus seguidores. Setembro chegou ao fim, mas não os dias de lermos com muito carinho a Palavra de Deus, já lemos a Palavra diariamente, com mais empenho leremos ago- ra no mês de outubro = mês das Missões, pois este costume não deve acabar ou diminuir, busquemos nela para que saibamos o que fazer como missionários e missionárias. Um missionário moderno evangeliza no seu tempo, com seus costumes e com suas aptidões. O Senhor que dá o dom, dá também as capacidades que precisa para em sua pátria poder exercer o que o Senhor quer. Na história da Igreja conhecemos muitos santos que encontraram na Sagrada Escritura, uma orientação para sua Missionariedade, que bonito encontramos em Santa Terezinha do Menino Jesus 01/10, São Francisco Xavier 31/01, Santa Teresa D’Avila 15/10, São Francisco de Assis 04/10 e São Paulo 25/01. São alguns dos Santos que temos como referencia para dizer que os que seguem a Palavra Divina trilham os caminhos da Santidade porque são os caminhos de Deus. Acolheram com amor no coração a Palavra do Senhor Jesus. Esta palavra era sua meta de santidade, o Senhor dava como ordem: “Deixe tudo para ser meu discípulo” (Mt 19, 29). Os Santos entenderam o projeto de salvação “Deixe tudo pelo Reino” (cf. Lc 5, 11) “Tudo considero como lixo pelo Reino” (1 Cor unidade recuperação serviço Alcoólicos Anônimos Fundada: 10/06/1935 ( Grupo Reconstrutores de Vida de A. A. ) Margareth Maria dos Santos Psicóloga CRP 06/30407 Formado: 22/07/1973 Atendimento psicológico: Infantil - Adolescente Se alguém que você conhece estiver com problemas com bebidas Alcoólicas Adulto - Grupo - Orientação Vocacional ‘ Procure-nos ’ Reuniões: 2ª, 3ª, 4ª, 6ª às 20h - Sábado às 19h Informações: 3315-0216 / 3315-0040 Rua Abílio César, 26 Sala 05 CEP: 05881-020 Jd. Soraia - Capão Redondo - SP 11 97049-9115 (tim) 11 97147-3150(vivo) 11 96678-9816 (oi) 11 98978-3070 (claro) Email: margarethpsico2011@gmail.com DESDE JANEIRO /2016 www.santuariosaojoseoperario.org.br DESDE ABRIL/2016 4,13). Irmãos, o compromisso da Missionariedade deve ser assumido com muita responsabilidade, uma vez que é o Senhor Deus que nos faz o convite e nos dá a obrigação do anúncio: “Ai de mim se eu não evangelizar” (1 Cor 9,16), São Paulo entende muito bem que o mais importante é evangelizar, ele quer ficar perto do Deus Santo. Amigos leitores, como ficamos satisfeitos com o dever cumprido! A consciência tranquila nos traz paz, alegria e conforto, assim pregando em nossa casa, em nosso ambiente de trabalho e de estudos, temos a oportunidade de realizar o que aprendemos nas Missas, reuniões, retiros e encontros que participamos. Aproveitemos bem o tempo que o Senhor Jesus nos concede, sejamos como as Virgens prudentes que tinham sempre óleo de reserva para qualquer eventualidade. Deixou também Administradores cuidando de sua casa e dos seus empregados e eles passam a noite em vigília, pois o patrão pode chegar à meia noite ou às 3 da madrugada. Exerçamos nosso papel de batizados com responsabilidade e com a vontade de que Jesus seja mais conhecido e amado, evangelizemos quando nos for dada a oportunidade e tempo. Sempre lembrando de que quem deve aparecer é o Senhor Jesus. São João Batista que anunciava Jesus queria também que fosse Ele que aparecesse e o profeta desaparecesse. Até a próxima conversa. Pe. Wagner Fernandes Vigário Paroquial

[close]

p. 10

Página-10 Jornal São José Operário Com Jesus somos mais que vencedores ANUNCIE AQUI Este espaço está reservado para você! 5873-2009 santuario@santuariosaojoseoperario.org.br Faça-nos uma visita na Secretaria do Santuário Outubro- 2016 MELLO FARMA DROGARIAS Medicamentos e Perfumaria em geral Telefone: 5872-6763 Rua Abílio Cesar, nº 3 Capão Redondo - SP CAFÉ COHAB Maria Rodrigues Vieira Panificadora Pães, Doces, Salgados Bolos,Tortas e muito mais Aceitamos encomendas Rua Abílio Cesar, nº 179 - Jd. Jangadeiro LOJAS KENZO Enxoval para bebê e roupa infantil Tel.: 5873-2620 Av. Comendador Santana, nº 957 Capão Redondo - SP ADVOCACIA * Civil * Trabalhista Arabela Santos (Advogada) * Família * Criminal e Empresarial * Aposentadoria E-mail: arabelasantos@uol.com.br RUA JOÃO ROBALO, 17 - JD SORAYA SÃO PAULO - CEP 05881-000 FONE/FAX 5873-4588 / 5873-2320 - CEL. 9136-9382 ANUNCIE AQUI Este espaço está reservado para você! 5873-2009 santuario@santuariosaojoseoperario.org.br Faça-nos uma visita na Secretaria do Santuário www.santuariosaojoseoperario.org.br

[close]

p. 11

Outubro - 2016 Jornal São José Operário Com Jesus somos mais que vencedores Página-11 Os mais sinceros votos de Paz aos Dizimistas do mês de Outubro/2016 SANT. DIOC. SÃO JOSÉ OPERÁRIO ELIETE DOS SANTOS SILVA KLEBER AP. GUILHERME OLIVEIRA MARILIA TELES DE SOUZA VALDIRENE MACHADO MOURA ABELINA LINA DE SOUZA ELISAMAR DOS SANTOS SILVA LUCELIA PEREIRA PONTES MAGALHÃES MARINALVA PALMITO SILVA VALDOMIRO DA SILVA ADÉLIA MARIA DA CONCEIÇÃO ELISMARIA DE ARAÚJO MARTINS LUIS DE ARAUJO COSTA MARLENE F. A. DE LIMA VALQUIRIA BINA DOS SANTOS ADELINA Mª R. KENIKEL ELIZABETTI DOS SANTOS LUIS GONZAGA DA FONSECA MARLENE F. ALMEIDA VALTER PEREIRA DOS SANTOS AILSON DAS DORES ELZA COSTA DE ARAÚJO LUIZ FELIPE RIBEIRO DA SILVA MAURA DE JESUS SANTOS ARAUJO VANGIVALDO VICENTE DE SOUZA ALBERONE QUINTINO GONÇALVES ERIC WIHEIKMAN CARVALHO SENA LUZIA DE FATIMA RODRIGUES MELISSA MOREIRA DUARTE VERA LUCIA P. SOUZA ALECI GIL COSTA ESTER GOMES DE SOUZA LOPES Mª DO CARMO P. DE OLIVEIRA MILENA ROSALIA DA ROCHA COELHO VERONICA ALVES DE MACENA ALESSANDRA DA SILVA SANTOS EUGENIA DOS REIS GLORIA MARCELO DE S. SANTANA MILTON AMBROSIO DE QUEIROZ WENDELL GONÇALVES PEREIRA ALEX DE SOUZA BATISTA EVANDE BARBOSA SILVA MANOEL F. MACHADO PIMENTA NADIR ALVES DA CRUZ ZILDA MARIZ PEREIRA ALICIA LUIZA MIRANDA EVANIR SILVA DA PAZ MANOEL FERREIRA DA SILVA NATHALIA EMILLY S. DE PAULA AMANDA OLIVEIRA FÁBIO MARQUES DE LIMA MARCIA DOS SANTOS NATHALIA LIMA GUEDES CAPELA SÃO PEDRO AMILDO BATISTA PAIXÃO FERNANDO MATOS DA CUNHA MARCIA IRENE DA SILVA BARBOSA NAZILDA MARIA BATISTA PAIXÃO ALDIVA PEREIRA DE OLIVEIRA ANA MARIA SANTOS GAMON FLAVIA HELOISA DE MELO SILVA MARCOS MENEZES DOS SANTOS NEIMAR ANTONIO BARROS AMGELA MARIA DA SILVA MESSIAS ANA PAULA A. OLIVEIRA FLORENTINA XAVIER ALVES MARGARIDA MARIA DE C. SILVA NESTOR SERGIO DE BARROS BENEDITO APARECIDO DOS SANTOS ANDRE LUIS GENEROSO FRANCISCA ANTUNES PALACIO MARIA APARECIDA ODETE AP. DE LIMA PEREIRA CARMEM LUCIA CILIRA SOUTO ANDREZA ASSIS DOS SANTOS GENOLINA SOARES MARIA APARECIDA ALEXANDRE OLAVO VIANA CONSTÂNCIA DE FÁTIMA C. DE SOUZA ANTONIA LIDUINA A. BARROS GEOVANI APARECIDO CHAVES SOARES MARIA APARECIDA CERQUEIRA PEDRO HENRIQUE FREIRE GEORGE MARTINS DA SILVA ANTONIA MOREIRA FELISBERTO GERALDA E ALBERTO MARIA APARECIDA DA SILVA RAFAEL PEREIRA DA LUZ GERSONITA DE SANTANA LOPES ANTONIO ALVES PALACIO GERALDO BERNARDO DE FARIAS MARIA APARECIDA DA SILVA PINHEIRO RAIMON FERREIRA OLIVEIRA ILDA EVANGELISTA PEREIRA ANTONIO CARLOS SOUZA MACHADO GERALDO DO CARMO CASTRO MARIA APARECIDA DOS SANTOS RAIMUNDA MARIA ALVES IRENI OLIVEIRA SANTOS ANTONIO FRANCILDO DOS S. SOUSA GILSON JOSÉ DOS SANTOS MARIA APARECIDA F. RAIMUNDO PEREIRA DA SILVA JOÃO BARBOSA DE SOUZA APARECIDA BARBOSA DAMASCENO GILVANEIDE P. MOURATO LICURGO MARIA APARECIDA G. MARTINS RAIMUNDO TEIXEIRA RAMOS JOSÉ CARLOS DE LACERDA APARECIDA M. DO NASCIMENTO GIVANEIDE LIMA FERREIRA MARIA APARECIDA R. SILVA RITA PEREIRA DOS SANTOS JOSEFA ALVES DA SILVA II ARACY CLEMENTINO VIEIRA HELENA DOS SANTOS MARIA APARECIDA SILVA RIVALDO ELIAS DA SILVA JOSUÉ JUSTINO E LUCIA HELENA ARIANA XAVIER ROCHA HENRIQUE DE ALBUQUERQUE MARIA CONCEIÇÃO RIBEIRO MOURA ROBERTO ROCHA LAURILENE TAVARES MOTA ARLETE PEREIRA DE SOUZA HERMINA GONÇALVES RODRIGUES MARIA DA CONCEIÇÃO S. DE BARROS RONALDO NEIVA DA COSTA E FAMÍLIA LÚCIA F. A. SOUZA GENEROSO CARMITA AMARO DO NASCIMENTO IGNES DA SILVA DIAS MARIA DA CONCEIÇÃO S. RODRIGUES ROSA SANTOS DE OLIVEIRA LUIZA DA CRUZ SILVA CARMO CÉLIA TIEMI FURUSIO GALLARDO ILDA DA SILVEIRA LIMA MARIA DAS DORES FERREIRA ROSANE MIELKE MARIA ANTÔNIA S. VIANA CELINA BELARMINO DA SILVA ILDETE ANTÔNIA DOS SANTOS MARIA DAS DORES INACIO ROSÂNGELA RAMALHO GOMES MARIA DA CONCEIÇÃO SOUZA CELINA ROSA DE OLIVEIRA INALDA FELIX DOS SANTOS MARIA DAS GRAÇAS DOS SANTOS ROSELI DE MENEZES FERREIRA MARIA DE LOURDES LIMA SANTOS CICERO PEREIRA DA SILVA IRENE DE OLIVEIRA SOUZA MARIA DAS GRAÇAS VIEIRA ROSELI VITORIA MAGESTE MARIA FERREIRA DE SOUZA CLAUDENOR DO NASCIMENTO DE JESUS IRIA SILVA DE OLIVEIRA MARIA DAS NEVES P. DOS SANTOS ROSELIA FERREIRA MAGALHÃES MARIA HELENA R. PEREIRA CLEIDE CRISTINA COSTA ISAURINA MADALENA DOS SANTOS MARIA DE FÁTIMA DE S. MIRANDA ROSEMARY DA SILVA GOMES DE SOUZA MARIA JOSÉ ALVES DIAS CLEIDE ROBERTA XAVIER SANTOS ISMAEL DOS SANTOS MARIA DE FÁTIMA LOPES ROSEMIR FERREIRA LUCIANO MARIA JOSÉ M. F. CORDEIRO CLERISVALDO DE SOUZA MENDES ISNAEL DOS SANTOS MARIA DE LOURDES DA SILVA ROSENILDA WERNECK MARIA PEREIRA DE S. SILVA CONCEIÇÃO MATILDE DE S. SILVA IVANI CILENE DA SILVA MARIA DE LOURDES RODRIGUES ROSIANE SILVA DE PAULA PATRICIA DOS SANTOS SILVA COSMA VICENTE DO NASCIMENTO JAIDINALVA A. N, SILVA MARIA DIANA ALVES PIMENTA ROSILEIDE LOPES RAILTON ARAUJO DA SILVA DALVA PEREIRA DE SOUZA JOÃO ALVES VIRAÇÃO MARIA DO ROSÁRIO DE JESUS SANDRA REGINA DAS S. VIEIRA ROSANE GRADIL DAMIANA VICENTE NASCIMENTO JOÃO CARLOS BODZIAK MARIA DO SOCORRO F. FÉLIX SANDRA REGINA FONTES DA SILVA SERGIO BAPTISTA VICTORIO DANIELA NUNES MARTINS JOÃO PEREIRA DE ARAUJO FILHO MARIA EDILMA DA SILVA SEBASTIÃO PEREIRA DOS SANTOS TEREZA MOURA DA SILVA RICARDO DEISI SUZART MOTA COSTA JOAQUINA RIBEIRA DA CRUZ MARIA ELISABETE DA SILVA SEBASTIÃO PESSANHA DE SOUZA THEREZINHA DA GLÓRIA ERLACK DINALVA RIBEIRO DA COSTA JONATHAN BARBOSA DA SILVA MARIA GOMES DOS REIS SÉRGIO LUIZ XAVIER VALDINEIDE DE ANDRADE DIONES BEZERRA LIMA JOSAFÁ MATOS DOS SANTOS MARIA GOMES MOREIRA SEVERINO LOPES DE ALMEIDA DIONISIO SANTANA SENA JOSE CAMILO DE R. DE CHAVES MARIA GORETE MIRANDA PIRES SEVERINO OTON LEAL CAPELA SÃO VICENTE DIONISIO VALENTIM LOPES JOSÉ CARLOS A. M. DE SANTANA MARIA GUIOMAR DA SILVA SIDNEY SANTOS MACHADO ALENI S. ROCHA DJAIR INACIO DE SOUZA JOSÉ DIAS SANTANA MARIA JOSÉ ALVES DE OLIVEIRA SILEIDE SANTOS SILVA ALVARO MOURO EDCLEIA CUSTODIO BRITO JOSÉ LUIZ DA SILVA MARIA JOSÉ DA SILVA LIU SILVANA RAQUEL TEIXEIRA EDNA OLIVEIRA DE SOUZA EDILENE LOPES BEZERRA ALVES JOSÉ LUIZ DE ALCÂNTARA MARIA KATIA DE OL.. TABOSA SILVANA VASCONCELOS DA SILVA GLORIA DIAS S. RODRIGUES EDIRLENE DA SILVA SIQUEIRA JOSE PEDRO NUNES HONORATO MARIA LETICE RODRIGUES SILVANIA BARBOSA FERREIRA JACINTHO CASARINO EDIVAL PAIXÃO ALMEIDA JOSÉ SOARES FILHO MARIA LOURENÇO GONÇALVES SILVANIA MARIA DE OLIVEIRA SANTOS JOSÉ RODRIGUES DE SÁ EDNA DE CARVALHO SILVA JOSEFA DOS SANTOS MARIA LUCIA V. ARAUJO SONIA REGINA DE MACEDO MARGARIDA CARDOSO EDSON CLAUDIO DOS SANTOS JOSEFA ALVES RÊGO AMARANTE MARIA LUCIVÂNIA OLIVEIRA STHEFANI CRISTINA OLIVEIRA MARIA ALMEIDA NASCIMENTO EDSON GISLEY DE ARAUJO BATISTA JOSEFA BERNARDO DE SOUZA MARIA MARTINS CAETANO SUSANA MARTINS SOARES MARIA DAS GRAÇAS DE O. ALMEIDA EIDE SILVA DE OLIVEIRA JOSELITA PINHEIRO VIANA MARIA RIBEIRO CORREIA SUZY DA SILVA NERY REZENDE MARIA DE FÁTIMA DA SILVA ELAINE C. DE SOUZA JOSIANI LEITE CAVALCANTE SILVA MARIA ROSARIA MOREIRA MOTA TERESA JUSTINO DOS SANTOS MARIA ELMA SOARES DIAS ELAINE DE SOUSA OLIVEIRA JOSILEIDE DA S. L. OLIVEIRA MARIA TEREZA N. SOUSA TERESINHA DE JESUS ALVES MARIA FRANCISCA DA SILVA ELAINE FERREIRA DOS REIS JUDITE DOS SANTOS SOUZA MARIA VALDEVINA TEREZA DE JESUS GONÇALVES MARIA LOURDES S. OLIVEIRA ELDY XAVIER DA ROCHA JUVENAL GOMES DE OLIVEIRA MARIA VANIA ALVES ALMEIDA TEREZA MARIA DE JESUS MARLENE RODRIGUES DA SILVA ELENICE RIBEIRO DIAS ANDRADE KALIL CRUZ RAMALDES MARIA XAVIER DE SÁ SANTOS TEREZINHA PETROLINA NASCIMENTO NUBIA SANTOS DE JESUS ELIDIA FERNANDES DA SILVA KARIAN SANTOS DE SOUZA MARIETA E. DA SILVA UELTON DINIZ DA SILVA RODRIGO DA SILVA VASCONCELOS “Pagai integralmente os dízimos ao tesouro do templo, para que haja alimento em minha casa” (Malaquias 3, 10) www.santuariosaojoseoperario.org.br

[close]

p. 12

www.santuariosaojoseoperario.org.br

[close]

Comments

no comments yet