Banco Práticas Benchmarking 2010

 

Embed or link this publication

Description

Resumo dos cases Benchmarking selecionados na Edição VII do Programa Benchmarking

Popular Pages


p. 1



[close]

p. 2

Sobre o programa Benchmarking Brasil: Em 08 edições já realizadas, o Programa Benchmarking Brasil se consolidou como um dos mais respeitados Selos de Sustentabilidade do país. Com uma metodologia estruturada, e participação de especialistas de vários países, o Ranking Benchmarking define e reconhece os detentores das melhores práticas de sustentabilidade do Brasil. O programa, além do Ranking congrega outras ações de fomento a sustentabilidade como publicações, banco digital de livre acesso, encontros técnicos, feiras e congressos, entre outros. Além de incentivar a busca da melhoria contínua e a adoção das boas práticas nas organizações, o Programa Benchmarking Brasil contribuiu ao longo destes anos de forma efetiva com a construção de massa crítica em sustentabilidade no país. 198 Cases Benchmarking certificados até o momento. Mais informações no site www.benchmarkingbrasil.com.br

[close]

p. 3



[close]

p. 4

CASES CERTIFICADOS EM 2010 Ordem alfabética AGCO - Unidade: Valtra do Brasil Ltda Case: Programa de educação ambiental Cidade: Mogi das Cruzes Estado: SP Responsável: Sirlene R. Dutra Pinto Cargo: Analista de meio ambiente Temática Gerencial: Educação, Informação e Comunicação Socioambiental Resumo: Nossa principal motivação está relacionada à visão sustentável que a empresa busca ao implementar suas ações frente à comunidade local. O programa de educação ambiental foi estabelecido para sensibilizar, estimular, conscientizar e contribuir para a formação da comunidade escolar (alunos da rede pública de ensino do município de Mogi das Cruzes), oferecendo oportunidades para o desenvolvimento de atividades ainda não exploradas pelas escolas em busca do desenvolvimento sustentável da sociedade. Sabemos que as crianças são os melhores instrumentos de mudança que podemos ter para construir uma sociedade ambientalmente responsável no futuro. Edição 2010 AGCO do Brasil Comércio e Indústria Case: Gestão Corporativa de Meio Ambiente, Segurança e Saúde Ocupacional Cidade: Canoas Estado: RS Responsável: Liana Sampaio Goron Cargo: Assessora de Meio Ambiente Temática Gerencial: Ferramentas e Políticas de Gestão Resumo: Neste tipo de projeto é complicado a apresentação dos resultados no formato tradicional de ganhos ambientais, econômicos e sociais, pois os verdadeiros ganhos estão nas rotinas diárias dos times de cada unidade, e

[close]

p. 5

principalmente no crescimento profissional de cada um que teve o privilégio de participar deste projeto. Podemos citar alguns resultados já contabilizados em relação à documentação do Sistema de Gestão. Tivemos foi uma redução significativa da documentação do sistema de gestão de HSE. Foram eliminados 180 documentos do sistema de gestão. Os 48 documentos que passaram a ser corporativos são os principais do sistema o que demonstra o real grau de integração entre as unidades. O sistema de gestão ficou “limpo”, se tornou ágil, uma ferramenta de trabalho eficaz, além de padronizado e facilmente identificado em todas as unidades. Sem dúvida todos que passaram a trabalhar neste novo sistema ganharam muito com esta integração. Edição 2010 ArcelorMittal Brasil S/A Case: Programa de Sustentabilidade Cidade: Belo Horizonte Estado: MG Responsável: Rodrigo Lana de Almeida Cargo: Analista de Meio Ambiente Temática Gerencial: Arranjos Produtivos Resumo: Estudos mostram que a demanda por madeira plantada já supera a oferta. Se não houver uma alteração no cenário atual, as previsões são de sérias consequências: limitação do crescimento dos setores que utilizam madeira como matéria-prima; prejuízo para a balança comercial; pressão pela utilização de florestas nativas; aumento das emissões de CO2 pela utilização de recursos não renováveis. A siderurgia apresenta matriz baseada no coque e somente algumas unidades no Brasil são a carvão vegetal. Isso se deve às dificuldades em se implantar e manter uma cadeia produtiva florestal. Essas dificuldades surgem do grande capital necessários para se iniciar os plantios e da necessidade de se começar o processo florestal no mínimo seis anos antes do processo industrial ser ativado, devido ao lento crescimento das florestas. A solução para esse tipo de projeto é a abertura de fundos de financiamento para a reforma florestal, incentivando as boas práticas, a viabilidade econômica dos negócios e a preservação da natureza. Edição 2010 ArcelorMittal Tubarão Case: Programa Novos Caminhos Cidade: Serra Estado: ES Responsável: Guilherme Correa Abreu Cargo: Gerente de Meio Ambiente Temática Gerencial: Resíduos Resumo: Benefícios para o Meio Ambiente: Menores impactos ambientais e menor geração com menores estoques; Destinação adequada –

[close]

p. 6

eliminação/redução de passivos ambientais; Diminuição da extração e degradação de recursos e monumentos naturais. Benefícios Sociais: implantação de projetos junto às comunidades; Capacitação de adolescentes de risco social; Melhorias de acesso em estradas não pavimentadas, para escoamento de produção agrícola (262 Km de vias); Aplicação do REVSOL em áreas urbanas e rurais (volume de 348.235 t); Obras sociais de infraestrutura nas comunidades (tijolos, manilhas, mourões de cerca, etc.). Benefícios Econômicos: Agregado de escória com a redução de até 15% no custo total de obras realizadas; aumentando o nível de satisfação da comunidade e fortalecimento da parceria entre empresa e sociedade civil, contribuindo para melhoria no acesso aos serviços públicos. Edição 2010 Banco Bradesco S.A. Case: Processo Sustentável de Gestão e Destinação de Resíduos Tecnológicos Cidade: São Paulo Estado: SP Responsável: Lincoln Cesário Fernandes Cargo: Gerente de Responsabilidade Socioambiental Temática Gerencial: Resíduos Resumo: Desde o início efetivo do projeto, em 2008, foram recolhidas cerca de 400 toneladas de resíduos tecnológicos. Em outubro de 2009, tivemos o primeiro lote de cofres recolhidos, de aproximadamente 4,5 toneladas. Esses resultados demonstram o acerto da iniciativa e também indica que esse conceito está difundindo-se rapidamente nas unidades e áreas da Organização. É importante salientar ainda que o processo todo é economicamente viável, já que o custo da Organização é baixo, tendo em vista que a coleta de materiais tecnológicos para reciclagem é feita pela própria Suzaquim. Edição 2010 Braskem S.A. Case: Unidade de Reuso e Reciclo da UNIB-BA Cidade: Camaçari Estado: BA Responsável: Sérgio de Rezende Hortélio Cargo: Engenheiro SMA Temática Gerencial: Recursos Hídricos e Efluentes Resumo: O total de ganhos diretos e imediatos estimados com a implantação do projeto de reuso da BCB (fase 1 da URR), base ano 2009, é de R$ 6.750.000,00/ano. Os ganhos são detalhados a seguir: Eliminação do gasto com efluente pluvial: R$500.000,00/ano. Atualmente a UNIB-BA paga pouco mais de R$ 40.000,00/mês para descarte das águas pluviais contaminadas, oriundas de 92,9 ha da área industrial. Este efluente é descartado pelo Sistema Cetrel. Com a implantação do projeto, a UNIB-BA deixa de realizar este desembolso.

[close]

p. 7

Redução do consumo de água clarificada: R$6.250.000,00/ano. A introdução de água de reuso como make-up das Torres de Resfriamento, proporcionará a redução do consumo de AC pelas Unidades de Produção. O valor do ganho é obtido considerando-se o volume a anual a ser substituído por água de reuso, em torno de 4.000.000m³. Edição 2010 Cabanellos Schuh Advogados Associados Case: Tecnologia aplicada ao Direito: resultados positivos para o Meio Ambiente Cidade: Porto Alegre Estado: RS Responsável: Gabriel Moreira Cargo: Meio Ambiente Temática Gerencial: Ferramentas e Políticas de Gestão Resumo: A cada mês são produzidas, em média, 8.800 petições, que iriam gerar 70.400 folhas. Com o SIGMA, apenas a primeira página que deve ser protocolada é impressa. Logo após o encaminhamento, essa também será digitalizada. Por exigência da Justiça, peças comprobatórias e originais de um processo precisam ser arquivados fisicamente. Desde 2007, quando passou a aferir as quantidades processadas, o CEDOC processou 8.772.079 de folhas. Transformadas em metros lineares, somariam 1.122m. Que representam 93 metros cúbicos de papel, um volume de 40.790kg de papel que foram destinados à reciclagem. A abertura de novos processos é totalmente eletrônica, contudo, processos anteriores à implantação do SIGMA, ainda não foram completamente processados. Em 2009, foram digitalizadas 2.349.787 folhas. A economia também surpreende quando o armazenamento é estimado a partir de módulos de arquivo. Cada um, com capacidade para 2m³ de papel custa o equivalente a R$ 9.000,00. Só nesse item, os gastos seriam na ordem de R$ 423.000,00. Enquanto a implantação do SIGMA, entre desenvolvimento e aquisição de scanner e servidores, não foi mais de R$ 100.000,00. Edição 2010 Carbocloro S.A. Indústrias Químicas Case: Programa Fábrica Aberta Cidade: Cubatão Estado: SP Responsável: Sylvia Vieira Cargo: Assessora de Comunicação Externa Temática Gerencial: Educação, Informação e Com. Socioambiental Resumo: O Fábrica Aberta atraiu o interesse nacional e internacional de outras empresas do setor. O principal objetivo da empresa foi alcançado, que era mudar a imagem da fábrica antes dos visitantes conhecerem o local. Para que essa percepção seja captada, ao término da visitação aplica-se uma pesquisa com comparativo de imagem antes e após a visita. O resultado obtido é muito

[close]

p. 8

significativo e serve como uma das formas como a empresa mede sua imagem perante os diversos segmentos de público que passam pela empresa. O objetivo do material foi divulgar as nove cidades da Baixada Santista e os diferentes roteiros turísticos. Em Cubatão somente dois locais (uma empresa particular e uma indústria química) foram selecionados, sendo a empresa ranqueada como Roteiro Científico-Ambiental da região. Esse ranking foi feito por jornalistas de diferentes localidades do Brasil, pois o catálogo foi distribuído para as agências de viagens de diversos estados. Edição 2010 Celulose Irani S.A. Case: Programa de Educação Ambiental Cidade: Joaçaba Estado: SC Responsável: Janete Scalcon Cargo: Analista Ambiental Temática Gerencial: Educação, Informação e Comunicação Socioambiental Resumo: O programa de educação ambiental envolveu até o momento um investimento de aproximadamente R$ 21.500,00, sendo o mesmo aplicado em confecção de materiais didáticos, treinamentos, palestras, visitas ao viveiro, caminhadas ecológicas, doação de mudas, projetos, transporte, implantação e manutenção de trilha ecológica entre outros. Entre 2006 e 2009 foram disponibilizadas 3.706 horas dos colaboradores para educação ambiental, essas horas foram destinadas para organização e realização de eventos voltados a Educação Ambiental. Nesse período envolveu-se aproximadamente 10.700 pessoas (colaboradores, alunos, fornecedores, clientes, comunidade) em ações de educação ambiental. As ações de educação ambiental atingiram 12 municípios onde estão inseridas as escolas e universidades que atuamos com atividades de educação ambiental, as mesmas estão localizadas na região oeste de Santa Catarina. Edição 2010 Consórcio de Alumínio do Maranhão Case: Recuperação de Manguezal em Área Portuária Cidade: São Luis Estado: MA Responsável: Elisângela da S. M. Santos Cargo: Eng. de Controle Ambiental Temática Gerencial: Proteção e Conservação Resumo: Reaproveitamento total do material vegetal do mangue para a cadeia alimentar, mitigando o impacto da perda das árvores; Estudos e modelos geoquímicos, geotécnicos e oceanográficos; Estabilização do talude com GEOWEB em área costeira, com variação de marés de 6,0 (seis) metros de altura; Produção em viveiro e plantio de cerca de 140 mil mudas sobre uma área

[close]

p. 9

de 1,5 hectares estabilizada com geotêxtil (GEOWEB); Mínima de perda de mudas (menos que 3%), pelo controle das ações predatórias de herbívoros e das variações ambientais; Elevado sucesso na recuperação: ao final de um ano, as primeiras mudas botaram as primeiras flores e a área estava sendo visitada por guarás, garças brancas e azuis, gaviões, lagartos, etc; Aproveitamento das ações para pesquisa científica: capacitação de alunos da UFMA e, até o momento, apresentação de dois trabalhos no IV Congresso Brasileiro de Oceanografia, além de duas monografias de conclusão de curso de Oceanografia e andamento. O viveiro e a área também foram abertos à visitação de turmas do curso de Oceanografia da UFMA, como aula prática de campo. Edição 2010 Construtora Andrade Gutierrez Case: Preservação do Habitat Natural de Baleias Francas por Meio de Metodologia Construtiva Inovadora e Sustentável Cidade: São Paulo Estado: SP Responsável: João Gilberto Chiaranda Duarte Cargo: Coordenador de Meio Ambiente e Sustentabilidade Temática Gerencial: Proteção e Conservação Resumo: As observações realizadas durante o monitoramento mostraram que a maior parte dos grupos de Baleias Francas se encontrava fora das áreas de influência da atividade de cravação de estacas. As gravações subaquáticas subsidiaram a análise do decaimento do ruído sonoro com o uso da cortina de bolhas nas seguintes situações: ruído ambiente; com o bate-estaca em operação; e com o bate-estaca em operação e a cortina de bolhas em funcionamento. Elas mostraram que o som do bate-estaca foi registrado a até 2 km de distância da fonte emissora e possuía energia para se propagar para além desta distância. Considerando-se os sete pontos de amostragem, a utilização da cortina de bolhas conseguiu reduzir, em média, 5,34 dB do ruído emitido pelo bate-estacas durante a cravação destas. Especialmente no ponto localizado a 500 metros da fonte geradora de ruído, a cortina de bolhas proporcionou uma redução de 11,20 dB. O Programa teve duração de 44 dias e, destes, 36 apresentaram atividade de cravação de estacas. A diferença de 8 dias é resultado de ocorrência de condições meteorológicas que impossibilitavam a visualização das baleias pelas equipes de monitoramento, o que impedia que houvesse a execução de cravação de estacas, utilizando-se o princípio da precaução. Edição 2010 Duke Energy Inter. Geração Paranapanema Case: Restauração de Mata Ciliar: Programa de Promoção Florestal Cidade: Palmital Estado: SP

[close]

p. 10

Responsável: Antonio Manoel Cardoso Ribeiro Cargo: Analista de Meio Ambiente Temática Gerencial: Manejo e Reflorestamento Resumo: Para assegurar o potencial produtivo de energia do rio tem-se que garantir que os ciclos hidrológicos sejam regularizados. Devido ao importante papel desempenhado pelas matas ciliares, na regularização desses ciclos hidrológicos, a necessidade de se preservar essas matas é indispensável. Além disso, proteger e gerenciar de forma sustentável os recursos naturais são fatores críticos para a qualidade de vida, meio ambiente e o sucesso de qualquer empreendimento. Para atender todas as expectativas foi implantado, na Empresa, o Programa de Promoção Florestal, onde empresa e comunidade trabalham juntos visando um só resultado: conservação e preservação do meio ambiente. Edição 2010 EDP Energias do Brasil/Instituto EDP Case: Letras de Luz Cidade: São Paulo Estado: SP Responsável: Ana Maria Schneider Cargo: Especialista em sustentabilidade Temática Gerencial: Educação, Informação e Comunicação Socioambiental Resumo: O programa Letras de Luz centra as suas ações no incentivo à leitura. Ler é apreender o mundo e, a transformação social passa pela utilização desta ferramenta – ler é poder escolher construir outra realidade. Edição 2010 EUCATEX Indústria e Comércio Case: Programa de Educação Ambiental "Casa da Natureza" Cidade: Salto Estado: SP Responsável: Fabio Tulio de Lima Cro Cargo: Coordenador de Tecnologia Florestal Temática Gerencial: Educação, Informação e Comunicação Socioambiental Resumo: A falta de uma atuação efetiva na região abrangente pela Organização, diante da falta de condições que os alunos e educadores tinham em relação ao meio ambiente global e local. Toda e qualquer iniciativa em prol da formação da opinião e ação sobre o tema meio ambiente, é bem vinda, seja ela do cidadão comum no seu dia-a-dia, dos órgãos oficiais do estado, representantes da comunidade e da iniciativa privada com sua agilidade em produzir mudanças e resultados. Tendo em vista toda essa problemática ambiental atual, acentuada pela busca de uma solução, despertou-se o interesse em atuar através de programas de Educação Ambiental voltado aos alunos de

[close]

p. 11

quintos anos, buscando conscientizar e sensibilizar estes, e de capacitar Educadores da rede municipal de ensino das cidades do entorno das operações florestais. “Fala-se tanto da necessidade de deixar um planeta melhor para os nossos filhos, e esquece-se da urgência de deixarmos filhos melhores para o nosso planeta.” Edição 2010 FIRMENICH & CIA Case: Produção mais Limpa Cidade: Cotia Estado: SP Responsável: Miguel de Figueiredo Cargo: Supervisor de Saúde e Segurança Temática Gerencial: Ferramentas e Políticas de Gestão Resumo: As etapas da metodologia consistem na elaboração dos fluxogramas dos processos de produção, na avaliação do balanço de materiais da área foco (ou etapa selecionada do processo), na identificação e seleção das opções de P+L, na avaliação das opções segundo a viabilidade técnica, organizacional, técnica e econômica e na elaboração do plano de ação para a implantação e verificação dos resultados da opção. Cada equipe identificou em média 20 (vinte) opções de P+L, portanto mais de 40 (quarenta) opções foram identificadas. Uma das medidas adotadas foi a substituição das mangueiras de água para o procedimento de limpeza do piso por equipamento compacto de limpeza industrial de piso, procedendo três limpezas diárias do piso com equipamento, uma em cada início de turno. Isto previu uma redução de 3.150 litros por dia para 315 litros por dia, totalizando uma economia no consumo de água de 822 m3 por ano e conseqüentemente seu tratamento, com R$ 7.644,00 de economia em aquisição de água e tratamento de efluentes. Isto ainda prevê a redução do risco de contaminação cruzada no ambiente produtivo, possibilitou um melhor controle da umidade do ambiente. Edição 2010 Instituto Embratel 21 Case: Tecnologia a Serviço da Educação Ambiental Cidade: Rio de Janeiro Estado: RJ Responsável: Luiz Bressan Filho Cargo: Presidente do Instituto Temática Gerencial: Educação, Informação e Comunicação Socioambiental Resumo: O desafio de aliar tecnologias da informação e da comunicação (TICs), Educação e desenvolvimento social junto às atividades da Brigada Mirim Ecológica da Ilha Grande- Angra dos Reis – RJ. Ao longo de sua existência, a Brigada já formou 500 adolescentes e o projeto da Brigada está enquadrado na lei do Jovem Aprendiz. Com a tecnologia e o laboratório, já está formada uma

[close]

p. 12

primeira turma de 22 jovens para capacitação em informática. O uso das novas tecnologias no espaço da Brigada Mirim Ecológica amplia as possibilidades de desenvolver atividades pedagógicas mais enriquecedoras ao processo de ensino formal, como também possibilita expandir o processo educativo no sentido mais amplo. Proporciona a interação dos saberes; provoca o envolvimento da Brigada nos problemas sociais específicos da comunidade local e estimula a participação da comunidade nas atividades de preservação ambiental. Edição 2010 LLX AÇU operações Case: Cenário da situação educacional das comunidades pesqueiras de São João da Barra Cidade: São João da Barra Estado: RJ Responsável: Gleide Gomes Cargo: Especialista de Responsabilidade Social Temática Gerencial: Educação, Informação e Comunicação Socioambiental Resumo: Desenvolvimento de estudo visando identificar as principais questões sobre a realidade das comunidades pesqueiras que atuam no entorno do projeto de implantação do empreendimento Superporto do Açu, no Município de São João da Barra, Norte Fluminense e contribuir para a construção de processos multilaterais (setor privado, governo, instituições e terceiro setor, por exemplo) de incremento das condições sócio-econômicas destas comunidades, com ênfase na questão da educação, além de incentivar a melhoria das políticas públicas da atividade pesqueira. O Superporto do Açu é um terminal portuário privativo de uso misto. Em fase de construção em São João da Barra, no Norte fluminense, o Superporto está localizado próximo à Bacia de Campos, que abriga a maior produção de petróleo e gás do Brasil. Edição 2010 Moto Honda da Amazônia Ltda Case: Motocicleta Bicombustível Cidade: São Paulo Estado: SP Responsável: Patrícia Peres Cargo: Analista de Relações Institucionais Temática Gerencial: Emissões Resumo: Entre as vantagens citadas pelos usuários, as principais são a possibilidade de escolha do combustível e a economia de dinheiro, aliada a preservação do meio ambiente, com a criação de novas tecnologias ecologicamente responsáveis. Quando comparado à gasolina, o álcool tem a vantagem de ser uma fonte de energia renovável. Além disso, polui menos que

[close]

p. 13

os combustíveis fósseis e não possui enxofre em sua composição – tornando sua combustão mais limpa. Quando abastecida com álcool, motocicleta emite menos gases poluentes se comparada ao uso da gasolina. Vale lembrar que, nas duas situações, atende-se com folga aos limites de emissões estabelecidos pela terceira fase do Promot (Programa de Controle de Poluição do Ar por Motociclos e Veículos Similares). Edição 2010 Neoenergia S.A. Case: Projeto Energia Verde Cidade: Rio de Janeiro Estado: RJ Responsável: Ana Christina Romano Mascarenhas Cargo: Assessora de Eficiência Energética Temática Gerencial: Energia Resumo: Estima-se que com um consumo mensal de 100 kWh uma residência emite cerca de 35,40 kg de CO2 na atmosfera, o que significa que seria necessário o plantio mensal de 7 árvores para compensar essa emissão pelos próximos 30 anos. Ao reflorestar aproximadamente 100 ha de Mata Atlântica na Bahia, Pernambuco e Rio Grande do Norte, realiza-se a compensação de CO2 já emitido pelas residências participantes, porém, com o auxilio de práticas de eficiência energética pode-se diminuir este consumo, consequentemente diminuindo o nível de emissões futuras. Até o presente momento, temos 2.876 clientes inscritos no projeto Energia Verde, dos quais 1.915 já efetuaram a troca do equipamento, sendo 1.537 refrigeradores, 114 freezers e 264 condicionadores de ar. Os consumidores que trocaram refrigeradores e freezers, tiveram o seu consumo reduzido em aproximadamente 80%, já os consumidores que trocaram condicionadores de ar, em 93%. Edição 2010 PepsiCo do Brasil Case: Programa de Sustentabilidade para Fornecedores Cidade: São Paulo Estado: SP Responsável: Andreza Araujo Cargo: Gerente de Sustentabilidade SAF Temática Gerencial: Ferramentas e Políticas de Gestão Resumo: A criação do canal de comunicação com os fornecedores aconteceu por necessidade de comunicar nossas diretrizes de negócio e para trabalharmos critérios de sustentabilidade para as negociações. Porém antes de estabelecermos estes procedimentos criamos esta plataforma para entender o nivel de nossos fornecedores espalhados na América do Sul. Edição 2010

[close]

p. 14

PepsiCo do Brasil Ltda Case: Promoção da Conscientização Ambiental por meio de calculadoras de impacto Cidade: São Paulo Estado: SP Responsável: Andreza Araujo Cargo: Gerente de Sustentabilidade SAF Temática Gerencial: Ferramentas e Políticas de Gestão Resumo: Contribuir para a formação de uma consciência sobre sustentabilidade na equipe de colaboradores da companhia, multiplicando nas famílias e lares dos funcionários as boas práticas implantadas na empresa. Adicionalmente temos uma busca constante de ter mais que simples empregados que cumpram com os nossos procedimentos e participem de programa internos de sustentabilidade e sim, formar cidadãos que tenham praticas de sustentabilidade em suas vidas. Até o momento, 40% dos colaboradores foram impactados pelas ações na América do Sul e já podemos notar uma equipe muito mais consciente, composta por cidadãos mais responsáveis. Edição 2010 Rio Paracatu Mineração (Kinross Paracatu) Case: Evolução, Adequação e Resultados Programa Educação Ambiental–PEA Cidade: Paracatu Estado: MG Responsável: Ana Lúcia Taveira Cargo: Bióloga Temática Gerencial: Educação, Informação e Comunicação Socioambiental Resumo: Os objetivos específicos do Programa de Educação Ambiental são: Contribuir para a inserção da Educação Ambiental no ensino formal do município da Área de Influência do empreendimento; -Realizar parcerias com os órgãos e as instituições educacionais públicas, e com diferentes entidades ambientalistas locais e regionais; -Integrar técnicos da empresa e população da ADA (área diretamente afetada) e da AID (área indiretamente afetada) em projetos que visem à obtenção de conhecimento a respeito do Meio Ambiente da área de influência do empreendimento; -Aprofundar os conhecimentos da população local sobre o ambiente onde vivem, como base para o desenvolvimento de projetos comunitários de alternativa de renda; -Apresentar à comunidade os principais impactos positivos e negativos, bem como os controles ambientais realizados. Possibilitar oportunidade para esclarecimento de duvidas e manutenção de comunicação direta; -Treinar funcionários diretos e contratados no SGI (Sistema de Gestão Integrada) englobando o SGA onde são apresentados os principais impactos e controles ambientais da empresa, além da Política de Saúde, Segurança e Meio Ambiente. Edição 2010

[close]

p. 15

SAMA Minerações Associadas Case: Programa Sambaíba: Artesanatos em rocha estéril de serpendinito e fibra de bananeira Cidade: Minaçu Estado: GO Responsável: Cilene Bastos de Paula Cargo: Coordenadora de Programas Sociais e Sustentabilidade Temática Gerencial: Resíduos Resumo: O desafio do Programa é o aproveitamento da rocha estéril, para ser transformada em peças artesanais ornamentais e utilitárias e também reaproveitar pseudocaules de bananeira que se tornam resíduos depois da retirada do cacho, para a confecção de papéis, que são utilizados no revestimento das embalagens. Dentro do programa Sambaíba criou-se o curso de Qualificação Profissional de Artesão Mineral Artístico que tem por objetivo geral qualificar o profissional de nível básico, em artesanato artístico para jovens e adultos, desenvolvendo habilidades, atitudes e conhecimentos relativos à arte de trabalhar em rochas minerais. Os objetivos específicos são: o aproveitamento de materiais naturais não renováveis e renováveis, o desenvolvimento das qualidades pessoais, o encorajamento do empreendedorismo, o trabalho em equipes e das ações associativistas, a eleição da educação continuada como garantia do aperfeiçoamento e da qualificação profissional. A extração e beneficiamento do pseudocaule para a retirada da fibra foi ministrado por técnico da ESALQ. Edição 2010 Souza Cruz Case: “Carta aos Varejistas” – Ampliação do retorno de caixas de papelão junto aos varejistas Cidade: São Paulo Estado: SP Responsável: Douglas Guedes de Oliveira Cargo: Gerente de EHS Temática Gerencial: Educação, Informação e Comunicação Socioambiental Resumo: O projeto “Carta aos Varejistas” – Ampliação do retorno de caixas de papelão junto aos varejistas surgiu através da demanda da equipe nacional de distribuição para que fossem desenvolvidas novas estratégias de aumento no retorno das caixas de papelão. Através desta demanda foram estudadas alternativas que pudessem viabilizar o aumento no retorno das caixas de papelão. Um grupo de trabalho composto pelo Head of SSC, Gerente Nacional de Transportes, Gerente de EHS para TM&D, Departamento de Assuntos Corporativos (CORA), Departamento Jurídico e Gerente de EHS para Americas foi criado para viabilizar algumas alternativas sugeridas. Edição 2010

[close]

Comments

no comments yet