Banco Práticas Benchmarking 2006

 

Embed or link this publication

Description

Resumo dos cases Benchmarking selecionados na Edição IV do Programa Benchmarking

Popular Pages


p. 1



[close]

p. 2

Sobre o programa Benchmarking Brasil: Em 04 edições já realizadas, o Programa Benchmarking Brasil se consolidou como um dos mais respeitados Selos de Sustentabilidade do país. Com uma metodologia estruturada, e participação de especialistas de vários países, o Ranking Benchmarking define e reconhece os detentores das melhores práticas de sustentabilidade do Brasil. O programa, além do Ranking congrega outras ações de fomento a sustentabilidade como publicações, banco digital de livre acesso, encontros técnicos, feiras e congressos, entre outros. Além de incentivar a busca da melhoria contínua e a adoção das boas práticas nas organizações, o Programa Benchmarking Brasil contribuiu ao longo destes anos de forma efetiva com a construção de massa crítica em sustentabilidade no país. 85 Cases Benchmarking certificados até o momento. Mais informações no site www.benchmarkingbrasil.com.br

[close]

p. 3



[close]

p. 4

CASES CERTIFICADOS EM 2006 Ordem alfabética AES Tietê Case: Programa de Manejo Pesqueiro Cidade: São Paulo Estado: SP Responsável: Demóstenes Barbosa da Silva Cargo: Diretor de Gestão de Meio Ambiente e Mercado de Carbono Temática Gerencial: Manejo e Reflorestamento Resumo: O manejo pesqueiro implica no desenvolvimento de conhecimentos sobre o ambiente aquático e das comunidades aí presentes. O povoamento e repovoamento dos reservatórios são executados exclusivamente com espécies autóctones de piracema ou endêmicas de cada bacia, totalizando 2.500.000 alevinos/ano. A introdução de espécies atrativas para a pesca viabilizou a recuperação do potencial de pesca em reservatórios resultando na geração de renda para as populações ribeirinhas dos entorno dos reservatórios, atualmente, tanto a pesca esportiva quanto a comercial são possíveis nos reservatórios da empresa. Edição 2006 AES Uruguaiana Empreendimentos Case: Conexões Globais da Gestão de Meio Ambiente Cidade: Uruguaiana Estado: RS Responsável: Demóstenes Barbosa da Silva Cargo: Diretor de Gestão de Meio Ambiente e Mercado de Carbono Temática Gerencial: Ferramentas e Políticas de Gestão Resumo: O objetivo é estabelecer uma gestão de meio ambiente pró-ativa, conectada aos esforços globais de regeneração e preservação, que têm sido empreendidos no contexto das Nações Unidas. O documento “Conexões

[close]

p. 5

Globais da Gestão de Meio Ambiente na “AES Brasil” apresenta cada um dos referidos esforços globais, que em geral estão formalizados em Tratados, convenções e protocolos internacionais, e apresenta também a estratégia e metas estabelecidas pela empresa na gestão de Meio Ambiente. Edição 2006 Alcoa Aluminio S.A. Case: Projeto de Expansão da Linha III Cidade: São Paulo Estado: SP Responsável: Aljan de Abreu Machado Cargo: Gerente EHS Temática Gerencial: Ferramentas e Políticas de Gestão Resumo: Em junho de 2004, iniciou o Projeto de Ampliação da Unidade de Redução (Linha III) para instalação de mais 100 novos fornos nos prédios 105 e 106, ao sul do Eixo 52, com o objetivo de aumentar a produção de alumínio em 63.000 Mtpa. A obra, de grande porte, necessitou da implementação de um sistema de Saúde, Segurança e Meio Ambiente, com soluções diferenciadas para atender ambos os requisitos legais e os da empresa. Como resultado do sistema de gestão de EHS implantado, até junho de 2005, foram acumuladas 1,5 milhão de horas/homem trabalhadas, sem registro de acidente com afastamento, e um Total Recordable Rate (TRR) menor que 0,19. Edição 2006 Autovias Case: Programa Vias das Águas Cidade: Ribeirão Preto Estado: SP Responsável: Paulo Pacheco Fernandes Cargo: Diretor Superintendente Temática Gerencial: Recursos Hídricos e Efluentes Resumo: O programa “Vias das águas” consiste na construção de bacias de contenções de águas pluviais ao longo da malha viária administrada por essa empresa, principalmente nas áreas vulneráveis de mananciais. Estas obras têm como objetivos armazenar a água pluvial proveniente das rodovias e áreas adjacentes, reduzir a velocidade cinética propiciando sua infiltração e conseqüentemente recarga do aqüífero, e evitando o rebaixamento do lençol freático, além de evitar a erosão do solo e seu carreamento ao longo da drenagem. Estes fatores assim equacionados beneficiam adequação de drenagem e o ciclo hidrológico local. A meta atingida atualmente foi à realização de 520 bacias de contenção com volume médio de 3780m3 gerando um volume total de 1.970 .000 m 3 de água armazenadas ao longo da malha durante a dinâmica do período chuvoso, tendo área de contribuição de 5.200,00ha. Edição 2006

[close]

p. 6

Banco Nossa Caixa Case: Nossa Responsabilidade Socioambiental Solidária Cidade: São Paulo Estado: SP Responsável: Nelson Ramos dos Santos Cargo: Coordenador de meio ambiente, segurança e saúde ocupacional Temática Gerencial: Resíduos Resumo: Através de parceria com a Lexmark e APAE/SP, a empresa destinou 9.379 cartuchos de impressões usados em suas unidades para destruição ecologicamente correta, cujos subprodutos foram utilizados na fabricação de novos produtos. Em decorrência disto, a Lexmark reembolsou a empresa em R$ 77.281,00, cujos recursos foram totalmente doados à APAE/SP, cuja entidade os aplicou no programa de atendimento ambulatorial a pessoas com necessidades especiais (Sindrome de Down). Além disto, a empresa está doando mais 16.248 cartuchos diretamente à APAE/SP de outros fabricantes oriundos de suas unidades e mais de 300 cartuchos doados pelos seus funcionários, cujos produtos deverão ser vendidos pela APAE/SP para um comprador devidamente identificado. Com os recursos arrecadados, a APAE/SP imprimirá 115 mil cartilhas sobre como se relacionar com o portador da Síndrome de Down, para serem distribuídas junto à população. Edição 2006 Bandeirante Energia Case: Inclusão de áreas de proteção ambiental no SIT – sistema de Informações Técnicas, em base cartográfica digital Cidade: São Paulo Estado: SP Responsável: Pedro Vicente Iacovino Cargo: Gerente de Meio Ambiente Temática Gerencial: Ferramentas e Políticas de Gestão Resumo: Em parceria com a Secretaria de Estado de Meio Ambiente de São Paulo, a Empresa desenvolveu mecanismos para a identificação das Áreas Ambientalmente Protegidas de Uso Restrito e Uso Sustentável, nos âmbitos Federal e Estadual presentes em sua área de atuação. Baseado no Sistema de Informações Técnicas – SIT, implantado desde 2003 na empresa, foram inseridos dados referentes às Áreas Ambientalmente Protegidas fornecidos pela própria Secretaria de Estado de Meio Ambiente de São Paulo. A utilização desta ferramenta permitiu a rápida identificação das possíveis intervenções decorrentes dos novos projetos de extensão de redes de distribuição junto às áreas protegidas, bem como ressaltou a necessidade de maior interação entre as ações da empresa para com os órgãos ambientais (licenciamento) e para com seus clientes. Edição 2006

[close]

p. 7

Basf Case: Programa Semente do Amanhã Cidade: Guaratinguetá Estado: SP Responsável: Ivania Palmeira Cargo: Analista de comunicação social Temática Gerencial: Educação, Informação e Com. Socioambiental Resumo: Desde 2005 o Complexo Químico da empresa em Guaratinguetá desenvolve o Programa Ambiental Interativo Semente do Amanhã, inserindo a educação ambiental no currículo escolar da rede municipal de ensino da cidade. O Programa conta com processo permanente de capacitação de cerca de 500 educadores, que ministram aula para cerca de 6.200 estudantes de 1a. à 4a. série. da rede municipal. As atividades das salas de aula são complementadas com visitação à mata ciliar do Rio Paraíba do Sul, constituída de cerca de 128 hectares de área dentro do Complexo Químico, onde já promovemos o plantio de mais de 180 mil mudas de espécies nativas da região. O Programa é a primeira iniciativa sistematizada com foco em educação ambiental no município. Seus benefícios extrapolam os limites das salas de aula e atingem a comunidade em diversos momentos e fase, como o envolvimento dos educadores, que são capacitados para a abordagem dos temas ambientais, e a mobilização dos pais dos estudantes e das comunidades por meio de campanhas e eventos públicos durante todo o ano. Edição 2006 Bayer S.A. Case: Jovens Embaixadores Ambientais Cidade: São Paulo Estado: SP Responsável: Karen Fornos Klein Cargo: Assessora de Comunicação Temática Gerencial: Educação, Informação e Comunicação Socioambiental Resumo: Desde 2003, o Grupo BAYER e a UNEP – no Brasil, PNUMA (Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente) – firmaram uma parceria mundial para jovens e meio ambiente, no valor de 1 milhão de Euros, a serem doados anualmente até 2006. Anualmente, quatro brasileiros têm a oportunidade única de participar de um encontro internacional destes Embaixadores Ambientais, na Alemanha, onde jovens de diversos países do mundo, como Kenya, Venezuela, Polônia e China, têm a oportunidade de trocar experiências sobre seus projetos e idéias sobre responsabilidade ambiental. O Programa Jovens Embaixadores Ambientais investe nos jovens estudantes, de 18 a 25 anos, que tenham projetos ou estudos sobre desenvolvimento sustentável, e que poderão usar seu conhecimento e força de vontade para melhorarar o meio ambiente e a sociedade. Edição 2006

[close]

p. 8

Belgo Siderurgia Case: Descarte Zero de Efluentes Cidade: Juiz de Fora Estado: MG Responsável: Carlos Alexandre de Miranda Cargo: Chefe Departamento de Utilidades e Meio Ambiente Temática Gerencial: Recursos Hídricos e Efluentes Resumo: O projeto foi desenvolvido com objetivo de eliminar totalmente o licenciamento de efluentes (industriais e sanitários) nos cursos d ‘água. Como resultado secundário e devidamente projetado, o índice de recirculação de água foi incrementado para valores acima de 99%, sendo as atuais perdas apenas por evaporação. A motivação para o projeto foi a cultura de melhoria contínua que permeia a empresa e as diretrizes da Agência Nacional de Águas, cujo propósito é exatamente a conservação e uso racional dos recursos hídricos. Como conseqüência do reaproveitamento, os custos de tratamento de água foram reduzidos e desta forma o projeto foi viabilizado técnico e financeiramente. Edição 2006 Consorcio de Alumínio do Maranhão - ALUMAR Case: 10 Anos do Parque Ambiental Alumar Cidade: São Luís Estado: MA Responsável: Domingos Campos Neto Cargo: Gerente de Meio Ambiente e Segurança do Trabalho Temática Gerencial: Proteção e Conservação Resumo: Como consequência da política ambiental da empresa, foi inaugurado em 31 de julho de 1996, o PARQUE AMBIENTAL ALUMAR, trata-se de um espaço sociocultural, técnico-científico e educacional que tem por objetivos principais: preservar e conservar ambientes naturais; integrar a planta industrial como centro de produção e demonstração da capacidade da moderna da indústria no exercício contemporâneo do cuidado ambiental; favorecer o encontro do homem com a beleza, harmonia e equilíbrio expressos pelos ambientes naturais e propiciar o desenvolvimento de ações de Educação Ambiental direcionadas aos empregados e seus familiares, assim como à comunidade de São Luís, em especial ao público estudantil. Em uma área de aproximadamente 1800 ha composta por manguezais, matas de capoeiras, matas de várzea, brejos, o parque ambiental abriga uma enorme variedade aves, mamíferos, répteis e anfíbios, incluindo espécies ameaçadas de extinção. Edição 2006

[close]

p. 9

CORN Products Brasil Case: Educar para Preservar – Educação Ambiental na Escola Cidade: São Paulo Estado: SP Responsável: Fernanda Diaz Cargo: Coordenadora Ambiental Temática Gerencial: Educação, Informação e Com. Socioambiental Resumo: Através do programa “Educação e Ação ambiental nas escolas municipais”, a unidade fabril de Mogi Guaçu objetivou difundir a pratica da conservação do meio ambiente entre alunos de escolas públicas, promovendo palestras e doando recipientes para coleta seletiva para as escolas. Também recebe anualmente visita de centenas de estudantes, para que possam conhecer os projetos de prevenção da poluição, conservação do meio ambiente e sistema de gestão. Trata-se de um trabalho iniciado em 2004 e perdura até os dias de hoje. Parte integrante de um plano ambiental contínuo do nosso sistema de gestão. Este projeto conta com a participação de várias áreas da empresa e da comunidade, através de indicações das escolas de diversos bairros, para que se possa levar o projeto de coleta seletiva. Edição 2006 CST Arcelor Brasil Case: A Central de Supervisão de Monitoramento Ambiental Cidade: São José dos Campos Estado: SP Responsável: Luiz Antonio Rossi Cargo: Gerente da Divisão de Meio Ambiente Temática Gerencial: Ferramentas e Políticas de Gestão Resumo: Com o objetivo de suprir a crescente demanda por informações ambientais e gerenciar de forma adequada o imenso volume de dados no monitoramento contínuo de chaminés e também da Rede Automática de Qualidade do Ar da região da Grande Vitória (RGV), a empresa projetou e implantou um sistema moderno e avançado de gerenciamento de dados ambientais – SiGA – Sistema Info rmatizado de Gestão Ambiental que é o “coração” da Central de Supervisão do Monitoramento Ambiental. Esta Central permite a supervisão e monitoramento “on line” das principais fontes de emissão da usina, possibilitando avaliar tendências de resultados e verificar os impactos destas emissões na qualidade do ar da Grande Vitória, bem como atuar preventivamente nos sistemas de controle ambiental e processos de forma a reduzir as emissões. O sistema também permite o recebimento e tratamento dos dados gerados na Rede Automática de Monitoramento da Qualidade do Ar da Grande Vitória (RAMQAr), de propriedade da Secretária de Estado de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (SEAMA/IEMA) em mapa geográfico vetorial. Edição 2006

[close]

p. 10

DaimlerChrysler do Brasil Case: Gerenciamento de Resíduos Sólidos Cidade: São Bernardo do Campo Estado: SP Responsável: Rony Silva Rosa Cargo: Técnico de Meio Ambiente Temática Gerencial: Resíduos Resumo: Em 2001 recebemos o certificado ISO 14.001:1995 e a partir de então foi dado o impulso para a integração com o Sistema de Gestão Ambiental. A padronização de processos e o planejamento das ações permitiram resultados economicamente positivos e adequação à legislação. A utilização de aterros sanitários e industriais licenciados, para destinação dos resíduos não reciclados ou não reaproveitados é exigência do modelo. O resíduo orgânico proveniente dos restaurantes e resíduos de serviços de saúde provenientes dos ambulatórios médicos são armazenados em câmaras frigoríficas até seu transporte ao destino final. DCBR–SBC conta com duas Centrais de Resíduos, uma área de 1.400 m² para triagem, onde é feita a separação /seleção e armazenamento temporário dos materiais recicláveis e outra com aproximadamente 900 m² para armazenamento dos resíduos classificados como perigosos. Edição 2006 DORI Alimentos Case: Destinação de Efluentes Industriais para Fertirrigação Cidade: Rolândia Estado: PR Responsável: José Humberto Soares Cargo: Gerente de Produto e Garantia de Qualidade Temática Gerencial: Recursos Hídricos e Efluentes Resumo: Objetivos - Destinar os efluentes industriais de forma ambientalmente correta; Executar um projeto ambiental que sirva de modelo à região e que traga proveitos à comunidade onde a indústria está inserida. Monitoram-se a quantia de água consumida na unidade, a entrada e saída do efluente, a quantia de efluente infiltrada no solo e as características do lençol freático da área de irrigação. Houve melhoria contínua do indicador efluente/produção e redução do consumo de água da unidade como um todo. A área irrigada é usada em projeto de educação ambiental para crianças da comunidade, como parte do projeto de uma ONG local (Projeto Pingo D’Água, Copati). Edição 2006 Dow AgroScience Industrial Case: Acerte o Alvo Cidade: São Paulo Estado: SP

[close]

p. 11

Responsável: Marcus Vinicius Fiorini Cargo: Relações com a comunidade Temática Gerencial: Educação, Informação e Com. Socioambiental Resumo: A presença de áreas cultivadas com espécies tais como olerícolas e fruticultura, contíguas a áreas de grãos (principalmente soja, milho e trigo), tem gerado conflito entre agricultores; principalmente quando insumos específicos para lavouras de grãos, dependendo de como sejam aplicados, ocasionam a deriva (deriva é o desvio da trajetória das gotas produzidas na pulverização, para fora do alvo que se pretende atingir), que pode apresentar efeito deletério sobre as referidas espécies. Uma vez que as referidas ineficiências encontram-se materializadas na ocorrência de sinistros tais como: intoxicação de operadores, contaminação ambiental, prejuízos em culturas atingidas e presença de resíduos de agrotóxicos em alimentos, este programa propõe-se a tratar de forma multiinstitucional e multidisciplinar o problema da deriva de agrotóxicos, na região de Londrina. Edição 2006 Embraer Case: Reflorestamento da Mata Ciliar do Ribeirão Vidoca Cidade: São Jose dos Campos Estado: SP Responsável: Maria Inez Cargo: Coordenadora Meio Ambiente Temática Gerencial: Manejo e Reflorestamento Resumo: O reflorestamento da mata ciliar do Vidoca é resultado de um projeto iniciado em 2002 pela Gerência de Meio Ambiente da EMBRAER e pelos alunos da Oficina de Ciências do Colégio. O primeiro desafio foi localizar e conhecer as nascentes do Ribeirão Vidoca. Após a localização cartográfica das nascentes do Vidoca, seguiu-se o trabalho de campo. Nesta fase da campanha, os alunos confirmaram as informações in loco, ou seja, conheceram pessoalmente a localização das nascentes do rio. A partir daí, os estudantes entrevistaram as populações ribeirinhas para melhor conhecer seus problemas sócio-ambientais, mediram a vazão d!a água em trechos do Vidoca, coletaram material biológico e amostras físico-químicas, e mediram a concentração de coliformes a fim de determinar as condições ambientais do corpo d’água. Local escolhido: Fazenda Saúde, propriedade particular,cuja a manutenção se encontra no segundo ano após o plantio, e, as mudas já na altura de 1,60m. Edição 2006 Eurofarma Case: Gincana Ecológica Cidade: São Paulo Estado: SP Responsável: Isamara Garcia Freitas

[close]

p. 12

Cargo: Coordenadora de Meio Ambiente e Segurança do Trabalho Temática Gerencial: Educação, Informação e Comunicação Socioambiental Resumo: A Gincana Ecológica é um projeto do Setor de Meio Ambiente criado e desenvolvido para aprimorar a conscientização ambiental entre os colaboradores e prestadores de serviço. A GE é um concurso interno de fotografias relacionadas à questões ambientais. A cada ano,será escolhido um tema específico a ser abordado. Os ganhadores do concurso serão premiados e qualificados para se tornarem os "Eco-fiscais” durante o período de 1 ano. O Objetivo é de sensibilizar a cada ano um número maior de participante nessa Gincana, não foram estabelecidas metas para esse projeto. Edição 2006 Firmenich Case: Estabelecendo Parcerias e Quebrando Paradigmas Cidade: Cotia Estado: SP Responsável: Max Araujo Cargo: Gerente Regional de Segurança, Saúde e Meio Ambiente Temática Gerencial: Ferramentas e Políticas de Gestão Resumo: O presente caso trata da adaptação e uso de ferramentas da qualidade na área de meio ambiente. Inicialmente é realizada uma avaliação utilizando a metodologia MASP que baseia-se na obtenção de dados que justifiquem ou comprovem teorias ou hipóteses previamente levantadas. Para cada problema identificado e priorizado, em função de riscos, custos, e benefícios para o negócio se estabelece um projeto de análise e solução. Com um investimento de aproximadamente USD 1.600.000,00, em 2002 a empresa instalou em um incinerador de gases que tinha como função única e exclusiva a queima dos odores gerados no interior dos seus prédios de produção. Durante a aplicação da metodologia MASP, uma nova oportunidade que surgiu foi a otimização de todo o fluxo de gerenciamento e destinação de resíduos. Edição 2006 Fundação Espaço Eco Case: Espaço Eco Cidade: São Bernardo do Campo Estado: SP Responsável: Rui A. Goerck Cargo: Vice-Presidente Temática Gerencial: Proteção e Conservação Resumo: A empresa, com o apoio da GTZ (agência do governo alemão para a cooperação internacional) inaugurou em junho de 2005 a Fundação Espaço ECO, em uma área do Complexo de Tintas e Vernizes da empresa em São Bernardo do Campo/SP. Trata-se de um centro de excelência em

[close]

p. 13

desenvolvimento sustentável, que abriga um centro de ecoeficiência para a América Latina e ainda projetos de educação socioambiental e de reflorestamento. A Fundação ocupa uma área verde de cerca de 290 mil m², considerada reserva da biosfera – zonas de ecossistemas terrestres reconhecidas internacionalmente pelo Programa sobre o Homem e a Biosfera (MaB) da UNESCO. Edição 2006 Kinross Case: Evolução, Adequação e Resultados do Programa de Educação Ambiental – PEA Cidade: Paracatu Estado: MG Responsável: Rodrigo Dutra Amaral Cargo: Gerente de Saúde, Segurança e Meio Ambiente Temática Gerencial: Educação, Informação e Com. Socioambiental Resumo: Os objetivos específicos do PEA são: Contribuir para a inserção da Educação Ambiental no ensino formal do município da Área de Influência do empreendimento; Realizar parcerias com os órgãos e as instituições educacionais públicas, e com diferentes entidades ambientalistas locais e regionais; Integrar técnicos da empresa e população da ADA (área diretamente afetada) e da AID (área indiretamente afetada) em projetos que visem à obtenção de conhecimento a respeito do Meio Ambiente da área de influência da empresa; Aprofundar os conhecimentos da população local sobre o ambiente onde vivem; Apresentar à comunidade os principais impactos positivos e negativos, bem como os controles ambientais realizados pela empresa. Possibilitar oportunidade para esclarecimento de duvidas e manutenção de comunicação direta; Treinar funcionários da empresa e contratadas no SGI (Sistema de Gestão Integrada) englobando o SGA onde são apresentados os principais impactos e controles ambientais da empresa. Edição 2006 Klabin S.A. Case: Programa de Fomento Florestal KLABIN Cidade: São Paulo Estado: SP Responsável: Wilberto Lima Jr. Cargo: Diretor de Responsabilidade Social Temática Gerencial: Educação, Informação e Com. Socioambiental Resumo: O presente case relata atividades exercidas de forma economicamente viável, socialmente justa e ambientalmente correta na Fazenda Monte Alegre, situada em Telêmaco Borba, no Paraná, desde o ano 2001. Atualmente, o Programa Caiubi atinge os municípios da região de Telêmaco Borba, a saber, Curiúva, Sapopema, Ortigueira, Imbaú, Reserva e Ventania, que

[close]

p. 14

representam cerca de 4,0 % da área total do Estado do Paraná. As principais metas do programa são: capacitar cerca de 100 professores (multiplicadores) a cada ano, mesclando atividades teóricas e práticas, até atingir 100% do corpo docente da Secretaria Municipal de Educação (SME) e do Núcleo Regional de Ensino (NRE); estender, nos próximos anos, o Programa Caiubi para as Secretárias Municipais nos municípios vizinhos; aumentar a conscientização ambiental de professores e alunos da rede pública e privada de ensino; propiciar condições às escolas que fazem parte da SME (22) e do NRE (47) visitas monitoradas ao Parque Ecológico e Criadouro Científico de Animais Silvestres da empresa; estimular boas práticas ambientais e estimular o consumo consciente. Edição 2006 Orsa Florestal Case: Manejo florestal sustentável Cidade: Monte Dourado Estado: PA Responsável: Maria Helena Miessva Cargo: Gerente de Comunicação Corporativa Temática Gerencial: Manejo e Reflorestamento Resumo: O método consiste no emprego de técnicas modernas para colher cuidadosamente as árvores, de forma a causar o menor impacto possível na natureza. O manejo florestal em bases sustentáveis retira da floresta somente aquilo que ela naturalmente pode fornecer, respeitando os limites do ecossistema, estas práticas visam tornar a produção de madeira contínua ao longo dos anos. Do total de 545 mil hectares da área de manejo, cerca de 92 mil formam a Área de Preservação Absoluta, constituída por 7 reservas genéticas e pela área do entorno da Estação Ecológica. As Reservas Genéticas foram formadas ainda nos anos 80, em parceria com a Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisas Agropecuárias) e o Cenargen (o então Centro Nacional dos Recursos Genéticos). Dos cerca de 450.000 hectares restantes, cerca de 270.000 representam áreas de preservação permanente (APP) e/ou áreas de restrição operacional. Estas permanecem inalteradas sendo preservadas. Assim, somente cerca de 180.000 hectares são manejados num ciclo de 30 anos ou cerca de 6.000 hectares por ano. Edição 2006 Petrobras Case: Gerenciamento de resíduos Cidade: Campinas Estado: SP Responsável: Thiago Dias Rodrigues Cargo: Engenheiro de Produção Temática Gerencial: Educação, Informação e Comunicação Socioambiental

[close]

p. 15

Resumo: Dirigido aos professores de escolas públicas e lideranças comunitárias, existe um curso, de dois dias, (carga horária: 16 hrs.) que tem como objetivo principal capacitar os participantes na elaboração e execução de projetos de educação ambiental. A meta é capacitar 300 educadores ambientais e atender 5 mil estudantes. E a escolha e diagnóstico sócio-ambiental de uma microbacia de referência. A escolha da microbacia hidrográfica será feita em função das características fisiográficas mais representativas da região, onde se planejará a gestão agroambiental de uma propriedade, a partir do diagnóstico do uso atual do solo e do levantamento de indicadores sócio-econômicoambientais.Serão induzidas ações coletivas no sentido de promover a transição dos sistemas de produção agropecuários ou formas de ocupação do espaço para patamares cada vez mais altos de qualidade ambiental. Pretende-se envolver nesta ação cerca de 20 propriedades rurais. Edição 2006 SIEMENS Case: Comunicação Ambiental Cidade: São Paulo Estado: SP Responsável: Daniela S. Cardim Taibo Cargo: Gerente de Gestão da Qualidade Ambiental Temática Gerencial: Educação, Informação e Comunicação Socioambiental Resumo: Anualmente, no âmbito corporativo, a SIEMENS define seu calendário de educação e comunicação sócio-ambiental Esta definição considera os resultados dos programas anteriores, os objetivos ambientais revisados, as necessidades das localidades, avaliação dos sistemas de gestão ambiental, as prioridades estratégicas da empresa, o contexto sócio-político e econômico do país as necessidades de cada site e recursos disponíveis. Uma metodologia é então adotada para implementação dos programas. Cada programa sócioambiental, que pode incluir atividades como cursos e palestras internas e externas, vivências práticas em localidades ambientalmente relevantes, publicações, trabalho em instituições de ensino, contribui para melhorar a qualidade de vida de seus colaboradores e das comunidades vizinhas uma vez que geram aumento da conscientização ambiental e da cidadania, mostrando a efetiva implementação de suas políticas, alicerçadas sob os pilares do desenvolvimento sustentável. Edição 2006 Souza Cruz Case: Educação Ambiental, investimentos e processos como pilares de Gestão Cidade: Cachoeirinha Estado: RS Responsável: Antonio Carlos Perrone Freire Cargo: Gerente de Engenharia Industrial Temática Gerencial: Educação, Informação e Comunicação Socioambiental

[close]

Comments

no comments yet