Motoboy Magazine Edição 148

 

Embed or link this publication

Description

Motoboy Magazine Edição 148 - Julho de 2016

Popular Pages


p. 1

Ano XV 148 / Distribuição Gratuita www.motoboymagazine.com.br A revista inteligente do profissional e usuário de baixas cilindradas R 27 de Julho é dia deles OS MOTOCICLISTAS FIQUE SABENDO: Multas evitem, em novembro ficam 50% mais caras PILOTAMOS: Testamos e aprovamos a TSS 250 da Traxx, confira! SAÚDE: Fatores prejudiciais à saúde do trabalhador

[close]

p. 2



[close]

p. 3



[close]

p. 4



[close]

p. 5



[close]

p. 6

34CAPA Dia 27 de Junho é deles Os motociclistas EDITORIAL 08 A palavra do editor #Oscar Santos 12 CARTA DO LEITOR Confiram as mensagens enviada dos nossos queridos leitores ARTIGO 14 Como Administrar com vista para o futuro. # Elberto Melo Consultor e Palestrante Motivacional da Cambyo FIQUE SABENDO 16 Multas evitem. No mês de Novembro elas ficarão ainda mais caras, confiram! 18 POLÍTICA O Preço da Corrupção # José Ricardo Roriz Coelho Reportagem de Capa Índice 20 EDUCAÇÃO Simulador virtual para formação de motociclistas

[close]

p. 7

22 24 SAÚDE Fatores prejudiciais a saúde do trabalhador motociclista # Dra. Jô Ikwueme é Fisioterapeuta SEU DIREITO Férias um direito adquirido 26 NOTÍCIAS BRASIL As principais notícias do nosso setor em nível nacional 30 MERCADO Confira o balanço da Abraciclo sobre vendas de motocicletas do primeiro semestre 42 PILOTAMOS TSS 250 é uma Street de bom gosto, saiba por que... 48 LANÇAMENTOS Família CB 500 de cara nova, confiram ! Dafra Apresenta seu scooter retrô ao mercado brasileiro 52 TURISMO Você têm que conhecer Campos do Jordão 54 DIVIRTA-SE A Garota da Moto: SBT e FOX Life lançam série 56 REFLEXÃO Clarinha como a neve #Pedro Pimenta – Jornalista e palestrante motivacional

[close]

p. 8

27 de Julho Dia do Motociclista Acabou o prazo para envio de sugestões de mudança no texto da Periculosidade paga ao motoboy. Agora, com as dúvidas se o Governo Temer fica ou não fica, o resultado pode demorar, ou não. Sabemos que há pressão de empresários que não querem pagar o benefício. Não damos nomes a eles aqui porque adoram enfiar processos nos meios de comunicação. Mas sabemos quem são os que desejam pagar corretamente o direito dos motociclistas e quem não quer. Estamos há muitos anos com nossa revista e conhecemos quem é quem. Nosso desejo é que todos que exercem a profissão com uso de motocicleta receba o benefício porque quem anda de moto para trabalho corre o risco de acidentes sim! Também estamos nessa edição, "virando" o ano, entrando no segundo semestre e trazendo para você, nosso leitor, matérias de turismo, dicas e direitos, entre outras, além de uma super matéria de capa falando sobre o Dia do Motociclista, aliás, queremos aqui parabenizar você que busca seu sustento com motocicleta, que batalha o dia a dia, que faz da categoria de motofrete melhor a cada dia. Parabéns por tudo que faz pelo setor. Você que lê nossa revista e não é motoboy, mas anda de moto, parabéns também pelo dia 27 de julho Dia do Motociclista. Boa Leitura! Edição 148 / 2016 Nossa Capa: Rua General Osório Evento Ruas das Motos Crédito: Cláudio Barbosa Impressão: Tecno Print Gráca e Editora Ltda. Tiragem: 20.000 Exemplares Periodicidade: 09 Edições / Ano Assessoria Jurídica: Lima & Vasconcelos Tel: (11)3081-2135 Distribuição Gratuita: Prossionais e usuários de baixa e média cilindradas do segmento de duas rodas 0830 momtootboobyomyamgaagzainzeine Editor: Oscar Gonçalves dos Santos E-mail: oscargoncalves@terra.com.br Jornalistas Responsável: Oscar Santos MTB: 81430-SP E-mail: redacao.motoboy@terra.com.br Design / Diagramação: Raíra Soares E-mail: redacao.motoboy@terrra.com.br Fotograa / Web: Cláudio Barbosa e Priscilla Santos E-mail: claudio.revista@terra.com.br E-mail: motoboymagazine@terra.com.br Ger. Comercial: Cláudio Barbosa E-mail: claudio.revista@terra.com.br E-mail: motoboymagazine@terra.com.br Assistente Comercial: Raíra Soares Dias E-mail: raira.comercial@terra.com.br Assinatura: Marcía Santos E-mail: redacao.motoboy@terra.com.br Piso - 1.123,20 Adicional de Periculosidade - 336,96 Aluguel da Moto - 522,23 Vale Refeição - 264,23 Cesta Básica - 60,00 Hora Ponto (Prossional Esporádico) - 7,58 Apólice de Seguro por Morte - 25.000,00 Apólice de Seguro por Invalidez - 25.000,00 Despesas Médicas Hospitalares até - 2.500,00 Correio de Mensagem: R: Rosa Mística, 88 Jabaquara / SP - Cep: 04333-010

[close]

p. 9



[close]

p. 10



[close]

p. 11



[close]

p. 12

Estive navegando no site de vocês, mas eu nunca tinha encontrado nenhum artigo relevante sobre os cuidados com linhas de pipas. Valeu a pena ler um conteúdo muito interessante. Pessoalmente, se todos os proprietários de sites e blogs tivesse um bom conteúdo como que vocês, a internet seria muito mais útil, parabéns pelo site e pelas postagens contidas nele. Postado no nosso site por: Alex Mendes. Da redação: Caro Alex, muito obrigado por fazer este comentário da nossa página, isso só nos motiva ainda mais em escrever para vocês que são nossos leitores e sempre mandando mensagens positivas, continue acompanhando nossas postagens. Site Top hein, vocês estão de parabéns, ótimas matérias, notícias relevantes, eu mesmo já virei leitor, continue assim. Postado no nosso site por: Ricardo da Fast Boy Logística. Da Redação: Muito obrigado Ricardo, continue lendo nossas postagens e comente sempre que quiser. Legal que gostou, camos muito agradecidos. Continue nos enviando sua opinião sobre nossas matérias, pois somente com a opinião de vocês, saberemos se estamos no caminho certo. Obrigado por escrever para nós. 12 motoboymagazine Eu sou leitor da revista há muito tempo, sempre acompanhei o trabalho de vocês me sinto até suspeito de comentar o trabalho de vocês, por que eu sempre curti, mas quero agradecer a todos que fazem parte dessa revista que é sem dúvida umas das mídias mais importantes do setor de duas rodas, vocês realmente falam com o público e tem preocupação com a segurança dos motociclistas em geral, que pega a revista de vocês e leem , de cara já ca sabendo que o foco é educação e segurança, pessoal, desejo de todo fundo do coração que vocês continuem fazendo este trabalho magníco e expressivo que realizam, espero e quero continuar acompanhando o trabalho de vocês, sucesso sempre! Enviado no email por Silvio Rodrigues de Oliveira – Motociclista de Bauru- SP Da Redação: Nossa Silvio, suas palavras comoveram nosso pessoal, camos muito emocionados com suas mensagem, amigo, só temos a agradecer tanto carinho e camos muito orgulhosos por sua mensagem, continue enviando. Neste dia 27 de Julho, gostaria de parabenizar a todos os motociclistas e agradecer a Pessoal da revista Motoboy pelo envio da revista com a pauta sugerida, estou divulgando a revista de vocês na minha região, muito obrigado mesmo gente, vocês são demais, sucesso a todos vocês. Postado no nosso site por Frank de Jundiaí - SP Da redação: Muito obrigado Frank, imagina, nos que agradecemos anal o pedido dos nossos leitores é praticamente uma ordem, continue enviando sugestões sempre que puder.

[close]

p. 13



[close]

p. 14

Artigo Como é administrar com Nós já concordamos que nossa formação empresarial e profissional tem sido toda voltada para um gerenciamento de século 19 e no máximo de século 20, portanto, uma administração com olhar para o passado. Administramos normalmente “de gabinete”. Muita gente acha que basta fazer um curso da moda ou um curso tradicional e... “voilà” – conforme diz o francês, tudo está feito. Não é bem assim. Se queremos administrar com olhar para o futuro, precisamos deixar o conforto da nossa sala e ir para o campo, mesmo como presidente da empresa, por que não como diretor da empresa? Temos que quebrar esses paradigmas de conforto e sair do meu “bem-bom” e tomar coragem de experimentar a sopa do mercado, o arroz com feijão do dia a dia das empresas para as quais eu quero vender. Precisamos descobrir a nova América, as informações que estão disponíveis para nós quando visitamos o mercado, nossos clientes e até novos potenciais clientes com a mente aberta para o século 21, com uma visão de futuro e não compelidos com aqueles estereótipos do empresariado vivido nos séculos 19 e 20, que tanto nos influenciam até hoje. Há muitas informações a ser recolhidas no ambiente externo. Podemos começar explorando os ambientes próximos ao nosso negócio, tipo tendências de moda no ramo de confecção, hábitos de consumo e tendências relacionadas a nutrição e saúde, no ramo da alimentação, alternativas e ideias que ainda não foram colocadas em práticas porque não se percebeu devidamente a necessidade do consumidor final, seja por medidas, seja por valores, seja por parcerias de consumo... Você e aqueles a quem você atende precisam descobrir e trazer à tona essas informações – muitas vezes causadoras de inovação e de criatividade por sua parte. Para vislumbrar esses cenários que nos darão respostas é preciso sair da nossa normose – a doença do normal – e procurar enxergar com novos olhos, com olhos mais imaginativos que permitam construir um enredo que faça sentido a nosso ver. É como se fosse imaginar uma história que tenha um certo sentido para nós e que possa ser o futuro do nosso negócio. Mas para que isso não seja mera teoria e sonho inútil é preciso vislumbrar como irão atuar nossos 14 motoboymagazine clientes e concorrentes no mercado que se descortina para quem tem olhos para ver. É preciso fazer acontecer, baseado no que temos visto e ouvido e sentido. Isso é colocar em ação nossas 4 inteligências, principalmente a quarta inteligência, a inteligência espiritual que nos proporciona Vontade para fazer e executar, Consciência para discernir e ampliar visão e ideias e Individualidade para nos tornarmos “Um” com os nossos e “Um” com aqueles a quem vamos satisfazer com nossos produtos e serviços, entende? Como é administrar com um olhar para o futuro Novas perguntas se fazem, se ouvem e nos estimulam a ser uma EQUIPE VIVA.

[close]

p. 15

um olhar para o futuro Em nossos treinamentos empresariais sempre investimos em trabalhar “equipes” que deixem de ser “grupos” e se tornem de fato parceiros. É para esse pessoal vivo e unido que solicitamos que pensem conosco nas respostas: quais produtos devem ser lançados? Quais produtos devem ser substituídos? O que o cliente vai valorizar? Quais serviços poderemos agregar nesse contexto, dentro e fora da nossa empresa? Como os diferentes departamentos da nossa empresa vão interagir com os clientes? Vale a pena abrir novas filiais? Dá para pensar em franquias? E aqui faremos uma pergunta muito importante para toda a empresa: onde entra a nossa equipe, nossos colaboradores, nesse contexto, diante disso tudo. A grande vantagem dessa empreitada é que poderemos manter nossa equipe ligada nesse novo universo de possibilidades. A curiosidade deles vai ser acirrada para criar alternativas. Isso é um trabalho seu e meu de líderes que formam, informam e influenciam positivamente, criando desejo de ser, de fazer, de atuar, de contribuir. A partir daí é um trabalho de garimpagem, de aproveitamento de oportunidades e de busca de resultados. Construir esses novos cenários -todos trabalhando como uma EMPRESA ÚNICA –é deixar de viver e agir no ciclo da sobrevivência e passar a viver, pensar e agir no ciclo da prosperidade. Para as pessoas que ainda vivem calcificados no ciclo da sobrevivência, estaremos falando grego, elas não conseguem entender. “ Um homem sem visão de vida e de trabalho, mesmo que tenha os dois olhos, ainda é um cego” (Elberto Mello) É preciso trabalhar com elas e trazê-las para o ciclo da prosperidade, que é onde tudo acontece, onde tudo é possível independente dos obstáculos do presente. Pense a respeito, releia ou ouça novamente o material sobre os 2 ciclos, discuta com o seu pessoal, nos contate se quiser. Um grande abraço do Elberto Mello e até breve. Texto: Elberto Melo Contatos: canbyosp@gmail.com (11) 99221-3885

[close]

Comments

no comments yet