Balaio dos Prazeres #12

 

Embed or link this publication

Description

Balaio dos Prazeres #12

Popular Pages


p. 1



[close]

p. 2

2 Publicação da Revista Figuras&Negócios BALAIO•actualidade RECEITAS DO TURISMO A julgar pelas potencialidades turísticas que o País possui o Governo pretende atrair o maior numero de turistas, criando facilidades na atribuição de vistos de entrada no País e unidades hoteleiras capazes. Paulino Baptista, ministro da Hotelaria e Turismo. Foto O PAIS Foto © DR Foto Heather Leila/MARUVU TURISMO • RESTAURANTES • SNACK bARS • COMPRAS • SERVIçOS • HOTÉIS OMinistro da Hotelaria e Turismo, Paulino Baptista afirmou recentemente que o País obteve uma receita turística em 2015 avaliada em 1, 6 mil milhões de dólares com a entrada no País de 592 mil turistas. Os números, segundo ele, ainda estão muito aquém do pretendido pelas autoridades governamentais a julgar pelas potencialidades turísticas que o País possui mas não se descura a necessidade de se criar um quadro legal que possa mais facilmente atrair turistas, mormente maior facilidade na atribuição de vistos de entrada no País, mais unidades hoteleiras com requisitos mínimos de ocupação e preços não proibitivos, para além de uma prestação de serviço que deixe satisfeito todos aqueles que visitam Angola. Nesta senda, o Ministério de Hotelaria e Turismo defende uma criteriosa política de formação de quadros e faz recordar a necessidade de cada vez mais uma parceria estratégica com o sector privado para que os benefícios da actividade turística possam ter um peso forte na estabilização económica do País. Na esteira de alianças foi recentemente constituída no País e empossados os seus corpos gerentes a Associação dos Hoteleiros e Proprietários de Resorts de Angola, cujo Presidente é Armindo César, o patrão do grupo César e Filhos que engloba, entre outros, a empresa Maboque. Suplemento da revista Figuras&Negocios Propriedade: Etnia-Comunicação Director: Victor Aleixo Redacção: Ana Kavungo,Yolanda Haitaleseni Capa: Bruno Senna Designer: Armindo Dalas Publicidade: Cinthia Rocha - 942 645 817 Secretariado: Carolina Esteves Telef. 222 393 020 | 222 335 866 comercial@etniacomunicacao.co.ao www.figurasenegocios.co.ao COMPRAS SERVIÇOS BARES RESTAURANTES HOTÉIS PONTOS TURÍSTICOS

[close]

p. 3

Ano 1 - Nº13 - Julho 2016 3 EXPOSIÇÃO EDSON CHAGAS EM VIENA As novas criações artísticas do fotógrafo Edson Chagas, num conjunto de 15 obras fotográficas, estão a ser apreciadas desde 14 de Julho até 30 de Outubro no Museu Kunst Haus Wien, na capital austríaca, Viena, na exposição “Found not Taken”. A mostra, a primeira individual do fotógrafo angolano em Viena, reúne um conjunto de imagens captadas pela sua objectiva, notadamente objectos descartados e abandonados pelas ruas das cidades de Luanda, Newport e Londres. O artista recoloca esses objectos noutros cenários e cria uma composição minimal e abstracta. Nesta exposição, promovida a convite do Museu Kunst Haus Wien, Edson Chagas volta a expor a sua série Found not Taken, que em 2013 foi exibida na 55 Bienal de venda, na instalação Luanda, Encyclopedic City”, no pavilhão angolano comissariado por Beyond Entropy, que venceu o Leão de Ouro de melhor pavilhão nacional. O trabalho que estará exposto durante quatro meses é o resultado do interesse de Edson Chagas pelas vivências em diferentes ambientes urbanos, o comportamento consumista destas sociedades que se caracterizam pelo desperdício que produz e pela constante perda de valor dos objectos. Ao reposicionar esses objectos, o fotógrafo encena um tipo de reciclagem artística”, conferindo-lhes um novo valor e uma via para que voltem a ser consumidos. Em Luanda, o artista acompanhou a mudança do comportamento de consumo no pós-guerra civil, numa fase de rápido crescimento econômico e de grande transformação de hábitos que acabaram por alterar a vivência de parte da população luandense. Edson Chagas nasceu em 1977, em Luanda, estudou fotografia na University of South Wales, Newport (2008), no London College of Communication, University of The Arts London (2007), na ETIC-Escola Técnica de Imagem e Comunicação, Lisboa (2002) e no Centro Comunitário de Arcena (1999). Foto Nsimba George pesca PESCARIA INAUGURADA Na Província de Benguela foi inaugurada a pescaria Hailifei Angola, uma infraestrutura de raiz que comporta uma ponte cais para a descarga dos produtos da pesca, fábrica de gelo, túneis de conservação para o processamento de pescado. A estrutura conta com cinco embarcações de cerco destinadas à captura de espécies pelágicas, uma aquisição que teve o acompanhamento do Ministério das Pescas, no âmbito do programa de relançamento da indústria transformadora. Com parceria chinesa, a iniciativa criou 192 postos de trabalho, 15 dos quais expatriados. COMPRAS SERVIÇOS BARES RESTAURANTES HOTÉIS PONTOS TURÍSTICOS

[close]

p. 4

4 Publicação da Revista Figuras&Negócios BALAIO•eventos IRACELMA FRANCISCO VENCE MISS CAFÉ 2016 Com o objectivo de incentivar e realizar o sonho da mulher angolana em ter a oportunidade de ser a embaixadora do café em Angola, o Hotel Epic Sana em Luanda, acolheu na primeira quinzena (8 de Julho), a gala de eleição da Miss Café 2016, realizada pela Angonabeiro representante das marcas Delta, Delta Q e Ginga Café |Texto Ana Kavungu |Fotografias Nsimba George Iracelma Francisco de 18 anos de idade e estudante do 1º ano do curso superior de Economia e Gestão, superou as 12 candidatas e conquistou dois troféus na mesma cerimónia, Miss Fotogenia e Miss Café 2016. Já o título de Miss Simpatia recaiu para Zenilda Bonito. Iracelma Francisco sente-se muito feliz e ‘princesa’. “É uma sensação maravilhosa, sinto-me uma princesa, porque nesse momento as atenções todas estão viradas para mim, estou a ser mais acarinhada e valeu a pena todo empenho que tive na fase de preparação e no decorrer do concurso”, afirmou. A vencedora acrescentou que durante o seu mandato irá assegurar o apoio comercial da Angonabeiro. “Pretendo dar o meu contributo para a divulgação da marca e participar em actividades de responsabilidade social da empresa”, avançou. Para terminar, a vencedora da 1ª edição da Miss Café 2016, reconheceu COMPRAS SERVIÇOS BARES RESTAURANTES HOTÉIS PONTOS TURÍSTICOS

[close]

p. 5

Ano 1 - Nº10 - Abril 2016 5 A gala de eleição da Miss Café 2016 contou com a presença de algumas personalidades da sociedade angolana. O objectivo do concurso foi promover não só a beleza e a intelectualidade mas também o café enquanto herança natural da economia do país o apoio de familiares, amigos e do público. “Agradeço a todos que me apoiaram desde o início, estou muito satisfeita. Obrigada”, terminou em jeito de gratificação. Por outro lado, a responsável de marketing da Angonabeiro, Nair Bragança, explicou que o objectivo do concurso é promover não só a beleza e a intelectualidade mas também o café enquanto herdo natural da economia do país, e incrementar o seu interesse como produto. “O evento correu de acordo com as nossas expectativas, conseguimos atingir a meta desejada. Pretendemos ainda internacionalizar em todos os países que se encontra a marca e continuar em 2017 com o Miss Café, pois é uma oportunidade única”, concluiu. A gala de eleição da Miss Café 2016 contou com a presença de algumas personalidades da sociedade angolana, a dupla Salú Gonçalves e Bruna Cardoso estiveram a cargo da apresentação, enquanto que o grupo de dança AM na animação. O concurso Miss Café visa ainda despertar o interesse pelo café como produto, com várias valências, sua força e importância num país que deseja voltar a ser uma referência na produção mundial. COMPRAS SERVIÇOS BARES RESTAURANTES HOTÉIS PONTOS TURÍSTICOS

[close]

p. 6

6 BALAIO•eventos Publicação da Revista Figuras&Negócios EXPOSIÇÃO E OBRA LITERÁRIA “HERDEIROS DA ESCRAVATURA” APRESENTADO EM LUANDA O Memorial António Agostinho Neto (MAAN), em Luanda, acolheu nos finais de Junho, a exposição fotográfica e venda do livro “Herdeiros da Escravatura”, da co-autoria dos escritores Luís Neves e Pedro Matos |Texto Ana Kavungu |Fotografias Adão Tenda Aexposição e a obra literária retratam sobre as condições de vida dos cabo-verdianos residentes em S.Tomé e Príncipe. Segundo o escritor Luís Neves, a ideia surge da necessidade de comprovar as situações dos emigrantes cabo-verdianos em São Tomé e Príncipe, com objectivo recuperarem melhor qualidade de vida. “Tentamos com este trabalho, explicar o porquê da condição humana de muitos destes cabo-verdianos e os motivos que os levaram a permanecer nesta terra que muitos dizem lhes foi COMPRAS SERVIÇOS BARES RESTAURANTES HOTÉIS PONTOS TURÍSTICOS

[close]

p. 7

Ano 1 - Nº13 - Julho 2016 7 Luís Neves, co-autor do livro “Herdeiros da Escravatura”. madrasta", explicou. O livro “Herdeiros da Escravatura” é constituído por cerca de 400 páginas, 347 fotografias a preto e branco seleccionadas em várias comunidades de São Tomé e Príncipe, 50 declarações de antigos contratados do regime colonial português que nas décadas de 1940, 1950 e 1960 partiram para aquele país lusófono e nunca regressaram a Cabo Verde. Nesta primeira fase foram publicados três mil exemplares e mais de 15 obras de arte. "É o nosso tributo aos homens e mulheres que nunca baixaram os braços, não desistiram e partiram em busca de melhores condições de vida, sem esquecerem Cabo Verde", concluiu Luís Neves. COMPRAS SERVIÇOS BARES RESTAURANTES HOTÉIS PONTOS TURÍSTICOS

[close]

p. 8

8 Publicação da Revista Figuras&Negócios BALAIO•bar &snacks Kianda Lounge Bar Um recanto sereno a meio da semana Localizado no Complexo Hoteleiro da Endiama, o famoso CHE, o Kianda Lounge Bar oferece um local aconchegante para petiscar e tomar um copo após um longo dia de trabalho. Com um ambiente propício para reunir alguns amigos no final da jornada laboral, o bar apresenta-se com dois ambientes diferentes: um com sofás revestidos em fitas de bambu e acompanhados de uma mesa de centro a condizer e pequenos candeeiros de jardim, inteligentemente colocados sobre as mesas; outro, mais neutro, com mesas e cadeiras de plástico brancas, bem ao lado do simpático bar onde os cocktails são feitos. Os ambientes são separados por um pequeno repuxo com uma estátua da Kianda, pondo em evidência o nome do local. No menu, constam perto de dez opções de degustação, todas elas petiscos ou pequenas refeições, incluindo Sushi para os amantes de comida japonesa. Já para os apreciadores de bebidas alcoólicas, as opções são as mais variadas possível, oferecendo vinhos, cocktails, aperitivos, cervejas e outras. O mais interessante no menu é a descrição das bebidas, especialmente dos cocktails, que conta um pouco da história de cada uma delas, de forma curiosa e divertida. Se gosta de história, é uma boa forma de se entreter, enquanto espera pelo prato solicitado. Para abrir o apetite, pedimos um French 75 [AKZ 1.800], um cocktail com gin e espumante seco, decorado com uma cereja e uma lasca de casca de limão. Tem um sabor simultaneamente leve e imponente, deixando um adocicado agradável na boca. Da selecção de snacks, que incluem mini-hamburgueres e asinhas de frango com molho de BBQ, entre COMPRAS SERVIÇOS BARES RESTAURANTES HOTÉIS PONTOS TURÍSTICOS

[close]

p. 9

Ano 1 - Nº13 - Julho 2016 9 outros, escolhemos a Mini espetada de frango c/ fritas, molho de cogumelos ou molho do Chef Bio’s [AKZ 1.750] e a especialidade do Chef no dia: um prato de origem mexicana chamado Quesadilla [AKZ 1.850]. Para paladares familiarizados com os autênticos temperos mexicanos, talvez a Quesadila não os surpreenda. Tem pouco queijo e a ausência de pico de gallo é notória e indefensável. Mas se um tempero razoável e peito de frango é o que lhe interessa, talvez seja uma escolha interessante. Quanto à Mini espetada de frango, podemos dizer-lhe que este prato não tem nada de ‘mini’. Com tamanho suficientemente grande para alimentar um adulto, o frango vem saborosamente temperado e cuidadosamente suculento, acompanhado de batatas bem fritas e crocantes e de um molho de cogumelos que arriscaremos alegar ter levado uma porção de vinho branco. Para acompanhar os pratos pedimos ainda um Bellini [AKZ 1.800] – cocktail que não deixa a rica poupa de morango passar despercebida, em meio ao espumante seco que a reveste – e um Tom Collins [AKZ 1.800], um clássico que ajudou a selar a refeição de forma refrescante. No dia em que o LNL visitou o bar, fizeram parte da selecção musical artistas como Roberta Miranda e os Wham!, o que levou-nos a pensar que talvez o ambiente fosse para uma audiência mais madura. De qualquer forma, aconselhamo-lo a exercitar as suas cordas vocais às quintas-feiras, nas noites de karaoke. Serve frisar que o Kianda abre somente de quarta à sexta. Quanto ao serviço, não temos queixa alguma. Os garçons foram atenciosos o tempo todo, demonstrando preocupação pelo nosso bem estar. Em suma, o ambiente é agradável e, de certa forma, romântico e o serviço é caloroso. Se tivéssemos de sugerir alguma melhoria, seria uma selecção musical mais diversificada e talvez umas mantinhas para abrandar a brisa fresca de cacimbo. Regressaríamos pelos cocktails e pelo serviço, e quiçá arriscaríamos umas estrofes no karaoke. Colaboração LUANDA NIGHT LIFE www.luanda-nightlife.com www.lnl.co.ao COMPRAS SERVIÇOS BARES RESTAURANTES HOTÉIS PONTOS TURÍSTICOS

[close]

p. 10

10 BALAIO•restaurantes•luanda Publicação da Revista Figuras&Negócios Pequenos almoços na Nossa Sombra Ano após ano, a Nossa Sombra, um dos nossos espaços preferidos no centro da cidade, continua a florir. Quando entramos neste oásis, esquecemos o caos lá fora e somos envolvidos pelo verde, pela calma e pela simpatia dos que aqui trabalham. Foi aqui onde tomamos o pequeno almoço recentemente, onde muitos residentes e trabalhadores no Kinaxixi matabicham e almoçam todos os dias. Os preços acessíveis, os diversos sumos naturais e o verde vivo fazem-nos sempre regressar. Bem haja a espaços como estes que conseguem resistir ao avanço do betão nesta cidade. LOCALIZAÇÃO – A Nossa Sombra está localizada no topo da Rua da Missão, do outro lado da estrada do antigo Largo do Kinaxixi. A DECORAÇÃO – É a nossa parte preferida da Nossa Sombra. O restaurante está inserido num pequeno viveiro de plantas e funciona também como uma loja para as mesmas (existem vários tipos de plantas que são comercializadas aqui, bem como uma outra pequena loja de artigos de decoração). Neste espaço predomina a madeira e alguns detalhes de pedra, incluindo o chão; a sensação, sentados aqui e rodeados de verde, é de paz e sossego. Mesmo no coração de Luanda, COMPRAS SERVIÇOS BARES RESTAURANTES HOTÉIS PONTOS TURÍSTICOS

[close]

p. 11

Ano 1 - Nº13 - Julho 2016 11 e durante os pequenos almoços em hora de ponta. ATENDIMENTO – O atendimento aqui é para além do simpático. Olhem, por exemplo, para este pequeno episódio: ao chegar ao restaurante, pedimos se havia salada de fruta. O garçon disse-nos que sim, e encomendamos uma dose para a mesa. Pouco tempo depois, o garçon volta e diz que afinal não têm uma variedade de fruta suficiente para fazer uma salada digna deste nome, porque assim estaria a enganar o cliente. Sugeriu servir-nos as frutas individuais. Este tipo de honestidade é tudo menos comum nos restaurantes de Luanda. BEBIDAS – Recomendamos vivamente os sumos naturais da Nossa Sombra, feitos com polpa de fruta. Sabores incluem maracujá, limão, goiaba, mamão, entre outros. COMIDA – Para o pequeno almoço tem a opção de frutas da época, bolos, tostas, torradas, e sanduíches. Para o almoço, o restaurante serve pratos do dia de peixe e carne, sopa, bitoques, hamburgueres, diversos petiscos, e pizzas. As sobremesas incluem petit gateau, baba de camelo, mousse de maracujá, bolos caseiros, salada de fruta, entre outras iguarias. Os preços raramente ultrapassam os 3.000 AKZ para o almoço. O bitoque são 2.000 AKZ, o hamburguer 1.500 AKZ, e as pizzas 2.600 AKZ. PREÇOS – Achamos os preços da Nossa Sombra acessíveis tendo em conta a qualidade da comida, do atendimento e do espaço. A RETER – Esperamos, sinceramente, que a Nossa Sombra tenha uma longa vida. Esperamos que o chamado desenvolvimento que os ditos iluminados que comandam os destinos desta cidade sem ouvir ninguém acham que estão a trazer para Luanda não acabe por destruir este espaço, um lugar verde que mantém-se de pê mesmo quando o buraco negro do betão armado ameaça acabar com todos vestígios desta cor do centro da cidade. A MELHORAR – O estacionamento praticamente não existe, e as moscas são muitas, mas isso não é necessariamente culpa do restaurante. Colaboração LUANDA NIGHT LIFE www.luanda-nightlife.com www.lnl.co.ao COMPRAS SERVIÇOS BARES RESTAURANTES HOTÉIS PONTOS TURÍSTICOS

[close]

p. 12

12 Publicação da Revista Figuras&Negócios BALAIO•comer & beber Quando publicámos, há cerca de três anos, o primeiro “Guia de Sushi em Luanda”, no Luanda Nightlife, apenas cinco restaurantes constavam na nossa lista. Hoje, o número de restaurantes na cidade que serve esta iguaria japonesa já ronda os 15. A popularidade do sushi e a sua aceitação pelo público local é tanta que até o Kero, o maior grupo retalhista do país, faz questão de o ter sempre disponível nas suas lojas. Este sucesso faz com que não sejamos indiferentes ao Dia Internacional do Sushi, comemorado a 18 de Junho. No entanto, é preciso dizer que nem sempre foi assim e que os luandenses foram, a par e passo, aprendendo a gostar e a ter mais opções de restaurantes de sushi. A primeira vez que vimos sushi em Luanda foi em 2008, no restaurante Cais de Quatro. Este foi dos primeiros restaurantes em Luanda a servir sushi com regularidade e com alguma qualidade. O peixe normalmente vinha da África do Sul e era confeccionado por uma equipa de sushimans brasileiros. Ao princípio, o sushi era servido apenas às quintas-feiras, mas a procura foi crescendo e hoje é uma das principais atracções do restaurante. Nas nossas visitas ao Cais é comum vermos clientes a desfrutarem de um grande barco de sushi, peça a peça. A popularidade do sushi no Cais cresceu ao ponto das pessoas irem até lá especificamente pelo sushi. Talvez por isso, o restaurante tem vindo a ser votado pelo público como o “Melhor Sushi de Luanda” nos Prémios LNL desde o início da premiação, há três anos, contando agora com três vitórias consecutivas. Outro restaurante importante para a proliferação do sushi em Luanda é o Ásia Lounge. Aberto desde 2009, serve sushi de qualidade há sensivelmente sete anos e tem sido uma verdadeira escola para os sushimans que já passaram por lá. O restaurante junta uma cultura de Dia Internacional do Sushi Luanda Rendida Sabores do Ja sushi com um ambiente marcadamente japonês e uma decoração trendy e moderna. Normalmente, o atendimento corresponde às expectativas. De realçar que o Ásia Lounge é perfeito para jantares românticos, principalmente se conseguir reservar uma das mesas um pouco escondidas no piso superior. Mas se preferir o aconchego de casa, pode pedir delivery: o restaurante faz entregas na Mutamba e arredores, e está presente em Luanda Sul com o Sushi Belas, no Belas Shopping, que também faz entregas ao domicílio. A evolução da qualidade do sushi na capital angolana teve na abertura do Oon.dah um dos seus pontos mais altos. Durante vários anos, o sushi neste restaurante esteve a cargo de Edwin Santa Ana, um filipino que se fixou na África do Sul ainda muito jovem. Muitos consideravam ser este o melhor sushi na cidade. Segundo vários amigos e apreciadores desta comida, o que eleva o sushi do Oon.dah para outro patamar, quando comparado com outros espaços, é o especial cuidado da equipa com a qualidade e a frescura do peixe. COMPRAS SERVIÇOS BARES RESTAURANTES HOTÉIS PONTOS TURÍSTICOS

[close]

p. 13

Ano 1 - Nº13 - Julho 2016 13 endida aos pão Nenhuma despesa é poupada, são comprados os melhores ingredientes a nível mundial – o atum e o salmão, por exemplo, são importados da Noruega. Tal como o Ásia Lounge, o Oon.dah oferece o serviço de sushi take-away, que tem sido um verdadeiro sucesso. Da Baixa para o Sul Estávamos em 2013 quando abriu mais um lugar de excelência para comer sushi em Luanda: o Switch Supper Club, no Hotel Epic Sana. Com um conceito similar ao Oon.dah, no que toca à fusão da cozinha mediterrânea e asiática, o Switch rapidamente se tornou popular entre os amantes de sushi. Há mesmo quem considere que aqui se serve o melhor sushi da cidade – sendo que há comentários no TripAdvisor que dizem o mesmo. Entre as especialidades da casa, destacam-se o Sashimi Mix, o Spicy Tuna, o Switch Special e o Sushi Flambé. Se estiver com a impressão que só a Baixa de Luanda tem excelentes restaurantes de sushi, não estará de todo enganado. No entanto, a abertura de três restaurantes em Luanda Sul – o Kook, o K Luanda Chic e o K Paz Flor – nos últimos três anos, acabou de vez com a supremacia da Baixa. Alguns membros da equipa do LNL, embora divididos, reconhecem que estes três espaços servem o melhor sushi do país. O Kook, aliás, surgiu em segundo lugar na votação pública do “Melhor Sushi do Ano” dos Prémios LNL dois anos consecutivos, enquanto o K Luanda Chic e o K Paz Flor, pertencentes ao mesmo grupo, estão quase sempre cheios. Somos particularmente fãs da qualidade do sushi dos restaurantes K e na experiência dos seus sushimans. O sushi é delicioso tanto no K Luanda Chic como no K Paz Flor e os dois partilham a mesma carta. É da responsabilidade do Kook a criação, há mais de um ano e meio, do Festival de Sushi em Luanda, um evento semanal que ocorre às terças-feiras e que quase sempre esgota. A receita é simples: pelo preço de uma combinação de 20 peças, cada cliente é recebido com uma flute de espumante, seguida de uma entrada de Sopa Miso, uma peça à escolha do chef, um combinado de 20 peças (diferentes dos menus dos outros dias) e uma sobremesa. O Kook pegou no sucesso deste festival e exportou-o para o Restaurante Mirage e para o Brisa Café, dois lugares que partilham o mesmo endereço: o Edifício Deana Day Spa, na Marginal de Luanda. Assim, o sushi do Kook pode ser apreciado tanto na Baixa como em Talatona. Em cerca de oito anos, o sushi em Luanda deixou de ser servido apenas uma vez por semana no Cais de Quatro e passou a ter o seu próprio festival. Tudo indica que a popularidade desta iguaria japonesa continuará a crescer não só em Luanda mas também no resto do país. Colaboração LUANDA NIGHT LIFE www.luanda-nightlife.com www.lnl.co.ao COMPRAS SERVIÇOS BARES RESTAURANTES HOTÉIS PONTOS TURÍSTICOS

[close]

p. 14

14 Publicação da Revista Figuras&Negócios BALAIO•serviços |Texto Yolanda Haitaleseni |Fotografias Adão Tenda Lembre-se que a Maquilhagem e os produtos cosméticos são bastantes antigos, provavelmente utilizadas desde a pré-história, para a pratica de rituais. Ela consiste na aplicação de produtos com efeitos cosméticos de embelezamento ou disfarce, tornando a mulher, no caso, encantadora. É como se estivéssemos diante de um tempero culinário na obtenção de bons resultados quando o cozinheiro é excelente,, o mesmo tem acontecido no mundo do embelezamento . O símbolo da beleza angolana nos últimos anos após a sua coroação como Miss Universo 2011, é um dos rostos mais destacado a nível nacional e não só. Leila Lopez tem sido espelho para muitas jovens. Cuidar da beleza requer dedicação e paciência, principalmente para as senhoras que são seguidoras fiés da estética. A Maquilhagem existe desde os tempos passado, e com o decorrer do tempo foi evoluindo com novas técnicas, como diminuição do rosto, alongamento do nariz somente utilizando a maquilhagem. É notório cada vez mais o uso constante de maquilhagem agora também em ocasiões simples, no dia-dia e eventos. Isto que, de qualquer forma, realça as senhoras e para algumas feminista o interesse é maior, sobretudo na procura de formação pois, dentro de tudo isto, existem regras e técnicas que devem ser acatadas antes da prática, visto que estamos diante da pele facial sensível e capaz de apanhar alergias, sinais de envelhecimento pelo mau uso dos cosméticos. É necessário saber o quão importante ter loções hidratantes ajudam a manter e proteger a sua pele dos raios solar por um determinado tempo. Antes de aplicar a Maquilhagem o ideal é ter: Espaço Mulher Estética e Maquilhagem A Estética está ligada intimamente ao conceito da beleza é também conhecida como a filosofia da arte. Lu Hair um dos espaços que oferece serviços de estética. COMPRAS SERVIÇOS BARES RESTAURANTES HOTÉIS PONTOS TURÍSTICOS

[close]

p. 15

Ano 1 - Nº13 - Julho 2016 15 • Gel facial • Exfoliante • Tónico facial • Creme Hidratante • Desmaquilhante Tome nota que é bastante pertinente ler os folhetos e seguir as recomendações. A estética tal como a maquilhagem têm um laço forte de amizade e para melhor resultado é necessário seguí-los para se obter bons resultados e um aspecto invejável. Foto Nsimba George ROTEIRO da beleza LU HAIR Rua do kikagil aberto de segunda a sábado das 8h00 às 20h, domingo das 14 às 20h00 Email: blackrose.geral@gmail.com Tel: 944 708 335 Serviços • Estética • Massagem de relaxe • Massagem de esfoliação • Depilação com cera • Tratamento facial • Preparação de noiva Bairro Mártires do kifangondo rua 8 travessa 1. Aberto de segunda a domingo das 8h00 às 22h00. Tel.: 922 631 748/993 137 6 72 Email: cabeleireironegramel@hotmail. com Serviços • Maquilhagem ao domicilio • Depilação corporal • Massagem corporal • aplicação de extensão de perucas • produtos cosméticos • Aplicação pestanas KAT MAKE UP Morro Bento rua do kikagil de segunda a sexta das 8h00 às 19h00, sábado e domingo ao critério do cliente. Tel.: 917 427 785 Serviços • Maquilhagem ao domicilio • Preparação de noivos • Aula de maquilhagem • Tratamento facial BRILHO DE MULHER Avenida 4 de Fevereiro Marginal de Luanda. Atelier de maquilhagem, de segunda a sábado das 8h00 às 18h00. Tel.: 923 48 35 67 Serviços • Conta com uma equipa profissional, e tem dado passos firmes na aposta na formação de novos talentos com certificado. Possui um pacote de oferta à melhor aluna destacada com garantia de emprego. • Spa de Maquilhagem • Preparação de noiva DADDY SUMBO MAKE UP Cabinda, rua Irmão Evaristo, aberto de segunda a domingo, dependendo da disponibilidade do cliente. Tel.: 927 602 235 Email: felicidadesumbo@hotmail.com Serviços • Aula no estúdio • Preparação de noivos • Aulas de maquilhagem • Preparação de noiva NEGRA MEL Centro profissional de estética e cabeleireiro unissexo. COMPRAS SERVIÇOS BARES RESTAURANTES HOTÉIS PONTOS TURÍSTICOS Foto © DR

[close]

Comments

no comments yet