Projetos de Inovações Verdes - Benchmarking - Modalidade Junior - 2016

 

Embed or link this publication

Description

Resumo dos projetos de inovações verdes de alunos de escolas técnicas profissionalizantes

Popular Pages


p. 1

05 Projetos de Inovações Verdes certificados na 5ª Edição 2016

[close]

p. 2

O FUTURO JÁ CHEGOU Benchmarking Junior faz parte do Programa Benchmarking Brasil que existe há 14 anos e certifica as melhores práticas socioambientais das organizações brasileiras. A partir de 2012, foi criado Benchmarking Junior com o objetivo de identificar, reconhecer e compartilhar as inovações que estão sendo desenvolvidas por jovens talentos brasileiros. Em parceria com escolas e faculdades que oferecem cursos técnicos é realizado anualmente Benchmarking Junior. Para participar é necessário ser aluno de cursos técnicos em escolas e universidades que apoiam a iniciativa e ter sido pré-selecionado pelo representante da instituição no Benchmarking Junior. Uma comissão técnica formada por representantes das instituições parceiras e jurados independentes indicados pelo Programa Benchmarking Brasil avalia e aprova os inscritos. São projetos inovadores desenvolvidos por alunos de cursos técnicos e que darão corpo e consistência a uma nova economia, mais verde e mais inclusiva.

[close]

p. 3

Projetos Certificados em 2016 Escola SENAI “Almirante Tamandaré” Curso: Marcenaria Ano Letivo: 2016 Co-Autores: Davi Carvalho Almeida Título do Projeto: Projeto Armário para Deficientes Temática Abordada: Ferramentas e Políticas de Gestão Descrição: Trata-se de um armário para deficientes físicos, visuais, pessoas com baixa estatura e pessoas com mobilidade reduzida. Para o deficiente físico e pessoas de baixa estatura, visa o alcance do nicho na parte superior do móvel, fazendo com que o mesmo chegue até ele por meio de um botão que se encontra em uma das portas. Já para os deficientes visuais, possui sensores e um sistema de voz que informa onde se encontra cada peça de roupa, permitindo fácil acessibilidade. Escola SENAI “Jorge Mahfuz” Curso: Curso de Aprendizagem Industrial CAI – Eletricista de Manutenção Ano Letivo: 2016 Co-Autores: Antonio do Amparo Rossi e Matheus Barrionuevo de Souza Título do Projeto: Monitoramento Eletrônico e Comando Hídrico Residencial Temática Abordada: Recursos Hídricos e Efluentes Descrição: O SIMECHR (Sistema de Monitoramento Eletrônico e Comando Hídrico Residencial) é um sistema de Gerenciamento de Água Residencial, alimentado por Energia Solar Fotovoltaica e com um aplicativo Android que têm por finalidade evitar cobranças indevidas na conta de água devido. Após ter estes dados o SIMECHR seleciona qual a melhor forma de abastecimento da residência, seja pela companhia de abastecimento ou pela própria caixa d’água. Pensando também na sustentabilidade, o SIMECHR gera sua própria energia através de placas fotovoltaicas. O sistema é composto também por um aplicativo que monitora o consumo da residência, permitindo um controle preciso usuário. ETEC Bento Quirino Curso: Técnico em eletrônica integrado ao ensino médio Ano Letivo: 2016 Co-Autores: Gabriel Gertrudes Trindade, Matheus Henrique Cezar da Silva Título do Projeto: Solução para o tratamento de água em cisternas. Temática Abordada: Recursos Hídricos e Efluentes Descrição: O projeto aqui descrito propõe o desenvolvimento de equipamento de cloração da água com baixo custo e portáteis. O cloro é gerado em um processo de eletrólise de uma solução salina cuja fonte de energia é uma placa solar para residências sem acesso a energia elétrica ou

[close]

p. 4

uma fonte de 12V para residências que já possuem acesso a eletricidade. O equipamento desenvolvido foi testado e otimizado para aplicações domésticas. ETEC Getúlio Vargas Curso: Técnico em Edificações Ano Letivo: 2016 Co-Autores: Fernanda Bergami de Oliveira, Laissa Araújo da Silva e Mariana de Jesus Siqueira Título do Projeto: Bloco Ecológico – Entulho Civil e Bagaço de Cana Temática Abordada: Pesquisas Científicas e Desenvolvimento de Novos Produtos Descrição: O projeto consiste basicamente no estudo da reutilização do entulho civil e da aplicação apropriada do bagaço de cana-de-açúcar na constituição de um compósito, dito isso é importante esclarecer que os resultados são baseados em testes, pois é um produto inovador, sustentável e único no mercado. O maior propósito é diminuir o desperdício desnecessário de ambos os materiais e constituir um produto resistente capaz de abrigar famílias de baixa renda até fornecer edifícios sustentáveis. SENAI Mauá Curso: Técnico em Química Ano Letivo: 2016 Co-Autores: Ana Cláudia de Souza, Gabriela Akemi Oyakawa, Mayara Oliveira e Stephanie Pereira Lino Título do Projeto: Casca de Arroz Temática Abordada: Resíduos Descrição: A ColoRice é uma tinta para marcadores de quadro branco que tem um processo inovador e sustentável de produção, utilizando a casca de arroz carbonizada como matéria prima alternativa aos pigmentos convencionais. Hoje, os cartuchos encontrados no mercado são importados e custam, em média R$3,00. O produto obtido apresenta qualidade similar e um custo estimado em R$0,30, mais o valor da embalagem, devido a simplicidade do processo de fabricação e por utilizar um resíduo como insumo.

[close]

p. 5

O Futuro já chegou benchmarkingbrasil.com.br/benchmarking-junior/

[close]

Comments

no comments yet