Revista Digital IdealClass

 

Embed or link this publication

Description

4ª Ed.

Popular Pages


p. 1



[close]

p. 2



[close]

p. 3

CNPJ: 15.764. 359/0001-02 revistaidealclass@gmail.com idealestudiografico@gmail.com (47) 3804 0892 IdealClass EXPEDIENTE Diretor Geral: Leno Moura Projeto gráfico/ Diagramação: Juliana de Paula Fotos: Arquivo Pessoal Foto Capa: Jean Caê Comercialização: Leno Moura Revisão: Juliana Paz Colaboradores: Luiz Carlos Prates, Amanda Felski Peres, Tamires Erhal- dt, Karoline Meier e keila Miers IdealClass Sumário VEJA NESTA EDIÇÃO 4 ARTIGO Currículo e Caráter Luiz Carlos Prates 5 AMANDA FELSKI PERES Capa - Miss Joinville 2016 6 WEB TV Programa Nós de Joinville Web TV keila Miers 7DEPOIMENTO Autismo e Agora? Tamires Erhaldt 8 PERFIL 1 Milhão de Visualizações Karoline Meier Deus é Amor... é Luz... é Fidelidade... é Vida. Junho 2016 - 03

[close]

p. 4

IdealClass Artigo Foto: Arquivo Pessoal Luiz Carlos Prates - Jornalista, Psicólogo e Palestrante CURRÍCULO E CARÁTER Dia destes ouvi um sujeito dizer a respeito de um amigo dele que – Ah, o fulano tem um currículo incrível, não sei como ainda está desempregado! Ouvi e não justificar a expectativa de quem nela confia. Tudo fica mais fácil. Um jovem determinado a apren- der, um jovem ético, sério, com von- tade de saber e crescer, um sujeito que gera confiança em seu empregador, uma pessoa, enfim, do bem, esse tem o melhor currículo a credenci- á-lo, o currículo do bom caráter, das missão sem justa causa, e com isso receber indenizações, é o que querem e buscam... Muita gente é assim. E é por isso que digo nas minhas palestras que o mercado empregador tem que apertar a corda no rigor das seleções de pessoal, os candidatos não podem ser escolhidos por meras e vagas referências, e menos ainda só ou mui- disse nada, se dissesse po- disposições de ânimo, da vontade de to pelos currículos. Não é fácil fazer deria ser indelicado. Mas aqui eu digo. ser e crescer. É o currículo da personalidade, o melhor de todos. Esse é o caráter que faz bons funcionários, essa seleção, e mais ainda se quem seleciona olha preferencialmente para o currículo dos candidatos e não bons cônjuges e bons amigos. tanto para o caráter deles. O nome do E digo que um belo currículo bem O que mais se vê no mercado, to- jogo deve ser “meritocracia”, o me- que pode ser uma bela mentira. É fa- davia, é gente procurando por em- lhor para os melhores, os demais que cílimo transformar um sacristão em prego, não por trabalho, por empre- busquem aperfeiçoamentos e cuidem quase um Papa no currículo... Além go, isto é, gente que quer um salário, do caráter. Com meritocracia na or- disso, e cada vez mais, penso que o que precisa de dinheiro, o resto lhes é dem do dia nas seleções de pessoal a melhor currículo de uma pessoa é o absolutamente secundário. Regra ge- crise vai passar para a outra calçada, seu caráter. Uma pessoa de bom ca- ral, comportadas escassas exceções. não passará pela da nossa empresa... ráter, de boa disposição, pode inicial- E é aquilo que estou cansado de re- Aliás, o mesmo rigor, meritocracia, mente ter dificuldades para exercer petir, quem trabalha só pelo salário, “devia” ser o compromisso do eleitor uma nova função ou enfrentar um ganhe o que ganhar, será sempre mal brasileiros diante dos candidatos na desafio, mas o caráter, a bola índole pago. hora de votar nas eleições, mas infe- fará dela uma pessoa esforçada para Conheço gente que entra numa lizmente não é. Dá isso que anda por si mesma e de modo especial para empresa já olhando para os lados e aí: a empresa Brasil em falência... a procurar por motivos para uma de- 04 - Junho 2016

[close]

p. 5

Amanda Felski Peres Miss Joinville 2016 Amanda Felski Peres nasceu em Joinville, tem 25 anos, 1.76m de altura, cabelos e olhos castanhos, manequim 38 e as seguintes medidas: busto 87cm, cintura 62 cm e quadril 90cm. É graduada em Engenharia Química, fala inglês e espanhol fluentemente e é formada em Ballet Clássico pela Escola do Teatro Bolshoi no Brasil, na qual foi convidada para dançar 2 vezes no Teatro Bolshoi de Moscou, na Rússia. Atualmente, trabalha como modelo, atriz e cursa o último semestre do Mestrado em Ciência e Engenharia de Materiais na Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC. No mês de maio, em florianópolis, foi lançado seu primeiro trabalho no cinema, o curta-metragem O Aquário de Antígona, em que vive uma das protagonistas. Além dos estudos acadêmicos, no seu tempo livre ela gosta de viajar com a família, assistir filmes e seriados. IdealClass Capa Fotos concurso Miss Joinville Junho 2016 - 05

[close]

p. 6

IdealClass Web TV PROGRAMA NÓS DE JOINVILLE WEB TV Programa apresentado todas às quartas-feiras às 16hs e aos domingos às 21hs. O programa é interativo, pois é apresentado ao vivo pelo Jornalista James Klaus e mantém conteúdo gravado à disposição em variadas plataformas digitais da web. O programa conta com a direção e produção de Keila, esposa de James e com o auxílio técnico do filho Jim. O alcance é mundial e feito através do Canal do YouTube, com mais de um milhão de visualizações e 1600 inscritos (mensurados até o primeiro trimestre de 2016). Somadas às visualizações de outras plataformas, totaliza mais de 78 milhões de visualizações no Google. Um pé na arte cênica No ano de 2000, a equipe criou um grupo de Teatro chamado Família Chugaboom, engajados na luta pela preservação da natureza. Mais adiante, realizaram vários curta-metragens e documentários, sendo um deles classificado no Festival Nacional de Televisão, no Rio de Janeiro. Em 2004 foi a vez da primeira transmissão do Programa Nós de Joinville, ao vivo, inicialmente pela plataforma Livestreaming, depois pela Ustream -a mesma usada pela maiores redes de TV como CBS-, e por atualmente pela plataforma do YouTube Em versão beta). São 12 anos no ar com a proposta de levar aos espectadores notícias, informações sobre os mais diversos temas, favorecendo a notícia local e relacionada ao campismo. O conteúdo é produzido pela equipe, mas conta com o relato de acontecimentos feitos por internautas que estão acampando, viajando, enfim, jornalismo colaborativo. A ênfase é focada nas temáticas de cultura, ecologia, educação ambiental, campismo e comunidade. Pioneiros na transmissão de web tv em Joinville-SC, o programa se mantém com o apoio de empresários que gostam de atrelar sua marca em um novo conceito de fazer tv com interatividade, seriedade e livre expressão. Porque Nós de Joinville: (NÓS) é o plural de nó, entrelaçamento de um ou dois fios e cujas extremidades passam uma pela outra, apertando-se; também simbilizam a ligação entre pessoas por parentesco, afeição etc.; união, vínculo, laço. Joinville, porque é a cidade onde nasceu o programa e sempre é abordada a problemática local da Manchester catarinense. Apresentador James Klaus, Jornalista. Direção e Edição técnica: keila Miers – Fotógrafa, operadora de marketing direto. Auxiliar técnico e Câmeras: Jim Kaiser - Estudante Endereço na web Site: www.nosdejoinville.combr Face: Nós de Joinville Web Tv Twitter: twitter.com/nosdejoinville ou @ nosdejoinville E-mail: nosdejoinville@nosdejoinville.com.br Fone/whats: 47 9268 7373 Pesquisa no Google: Programa NÓS DE JOINVILLE 06 - Junho 2016

[close]

p. 7

Autismo e Agora? Tudo começa mais ou menos por aqui, quando no início de junho de 2012 desconfiei de minha gravidez. Em 18 de outubro pude ouvir pela primeira vez seu coração e tentar imaginar seu rostinho na ultrassom, foi uma emoção que confesso jamais ter sentido, dentro de mim estava nascendo uma vida; e eu totalmente despreparada pensei, como vou ser mãe? O que devo fazer? E agora? Oultrassom nos deu a data prevista de 11 de fevereiro de 2013, e foi exatamente neste dia que ele nasceu. Liam Erhardt Cidral, um ruivinho dos olhos azuis mais brilhantes que já tinha visto. Junto com ele posso dizer que nasceu também um amor que até então não sabia que era capaz de sentir, e a vontade de ser mãe junto com uma super-proteção. Cada dia que começava era mais um dia olhando pra ele, se apaixonando por seus detalhes, não me canso de olhar para ele. O tempo foi passando, e aos 6 meses, Liam ainda não engatinhava, mas se virava muito bem até para uma criança de sua idade, notei que eram poucas as vezes durante a amamentação em que ele olhava em meus olhos, mas o sorriso nunca saiu de seu rosto. Liam fez 1 ano e até então não engatinhava e não conseguia andar, ficava apenas sentado, em grande parte do tempo. Aos 1 ano e 5 meses, levamos ele ao pediatra para consultas de rotina, e falei sobre esse atraso no andar dele, e me disseram “cada criança tem seu tempo”. Aos 1 ano e 7 meses, Liam finalmente começou andar, mas com pouca noção de espaço, sempre esbarrando muito em tudo que tinha a sua frente, sempre com muitos tombos, galos pela cabeça. Aos 1 ano e 7 meses a preocupação já era outra, já que ele havia começado a andar, mas as frases ainda não estavam presentes, mas pensei, cada criança tem seu tempo. O tempo passou e Liam até adquiriu algumas palavras, mas as frases ainda não saem. Tentamos de várias formas estimular, mas ele começou a parecer que não nos ouvia, podíamos chamar milhares de vezes pelo seu nome, mas ele não demonstrava nenhum estimulo. Aos 3 anos, colocamos ele em um CEI para ver se com outras crianças talvez ele desenvolvesse a fala, já que em nossa casa lhe faltava o contato com outras crianças da mes- ma idade, porém ele não conseguiu se adaptar, e só sentiamos que ele estava ficando com muita irritação e que o jardim já não conseguia cuidar dele. Considerando as caracteristicas apresentadas pela coordenadoria do CEI, fomos atrás de um especialista que pudesse nos dar um diagnóstico mais exato do qu estava acontecendo com nosso Liam. Marcamos uma Psiquiatra Infan- til, que avaliando o comportamento do Liam, nos disse: - Com certeza, o Liam é portador de TEA! Primeiro foi aquela confusão, afinal, o que é TEA? Ela nos explicou que TEA é o Transtorno de Espectro Autista, comparado a uma criança com desen- volvimento típico, normal, o Autismo é uma condição que severamente compromete a capacidade de se co- municar com os outros, de perceber acontecimentos compartilhados, de expressar o que sente ou pensa nas mais diversas situações, de utilizar as palavras de acordo com o contexto e estas características atrapalham gra- vemente o desenvolvimento global da criança. Se não bastasse, a presen- ça de “manias” , posturas ou atos re- petitivos, rituais e interesses restriti- vos independente do público ou local em que a criança portadora esteja desarticula e fragmenta ainda mais a evolução de suas habilidades sociais e adaptativas nos desafios que o ambiente imprevisivelmente apresenta. Muitas crianças com Autismo tem distúrbios sensitivos e perceptivos vi- suais, auditivos e de sensibilidade na pele, levando a uma elevada sensibilidade para barulhos, ruídos específicos, luzes, agrupamento de pessoas e para determinadas cores e formas de ambientes. Por outro lado, podem ter baixa percepção para face humana, interpretação global das funções dos Foto: Arquivo Pessoal IdealClass Depoimento Tamires Erhardt brinquedos e, enfim, ignorar momentos de controle social como regras e rotinas dos lugares onde visita. Agora imagina uma mãe ter que entender isso do dia pra noite? Pois é, mas foi o que tivemos de fazer. A Psiquiatra nos encaminhou para a AMA Associação de Amigos do Autista é uma entidade de caráter beneficente, sem fins lucrativos, com serviços na área de Assistência Social, Saúde e Educação. Na AMA, tivemos mais uma manhã com diagnósticos, e agora era de que o Liam, Tinha TEA Moderado, caminhando para o grave. Nos falaram que precisavamos estar estimulando ele, em todo o tempo, pois se caso não houvesse estimulo, isso afetaria grandemente o futuro dele. Para conseguir a vaga na AMA, ele teria de estar matriculado em um CEI, pensei que seria fácil, mas mesmo em dias atuais o preconceito é algo muito primitivo, depois de 12 CEIs recusarem a vaga dele, conseguimos uma que o aceitou com amor. Sobre a inclusão, muitos não sabem, mas existe uma lei (A Lei 12.764/12), onde é de direito da criança com autismo ter um professor especializado para atende-lo. Mesmo assim, muitas intituições se recusam, mas não sabem o que perdem, pois a criança com autismo nos ensina demais sobre pureza e amor. Liam hoje está matriculado em um CEI que posso dizer que tem as melhores professoras que receberam ele com amor maior no mundo, não são especializadas em autismo, mas o aceitaram com amor e com o compromisso de fazer o melhor que puderem por ele, e isso já é o bastante, pois o que eles mais precisam é de amor; participa também 2 dias na semana na AMA. Junho 2016 - 07

[close]

p. 8

IdealClass Perfil Fotos Arquivo Pessoal 1 Milhão de visualizações! Um sonho que se tornou realidade. A Jornalista e empresária Karoline Meier criou o programa “Você Sabe Fazer” em 2012 com a ideia de ser um hobby. Mas já no segundo mês de existência, um cinegrafista se prontificou a ajudar na produção. Alguns meses depois, Karol Meier largou seu emprego fixo em uma emissora local e já tinha uma produtora renomada da cidade a apoiando nas gravações e edições dos vídeos. O programa Você Sabe Fazer surgiu com a intenção de trazer somente informações boas, com cultura, educação, inovação e entretenimento, sempre mostrando o que você sabe fazer. 08 - Junho 2016 O negócio começou a dar tão certo que logo, a audiência começou a aumentar rapidamente. “A internet me ajudou muito na visibilidade. Hoje, recebo vários e-mails por semana do Brasil todo”, conta Karol sorridente. O programa “Você Sabe Fazer” tem parcerias com outros lugares, como São Luis do Maranhão, São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Curitiba, entre outros. “É divertido, às vezes chego a um lugar e alguém vem me abordar elogiando o conteúdo do meu programa”, afirma. Atualmente seu canal no youtube está crescendo exponencialmente a cada mês. Sua meta atual é alcançar um milhão de visualizações neste ano. E falta pouco, o canal conta já com mais de 800 mil visualizações. Karoline Meier é formada em Jor- nalismo, pós-graduada em Gestão Estratégica de Marketing e tem em seu currículo vários cursos adicionais, como o de oratório, profissional de vídeo, cinema, entre outros. Sua paixão sempre foi trabalhar com o jornalismo de televisão. Já visitou grandes emissoras como a BBC Television e a Rede Globo. Após sua viagem, em 2012, à Londres, na Inglaterra, a estudo decidiu sair do trabalho fixo e criar seu próprio negócio. “Nada existe sem o amor. O amor ao trabalho. O amor a sí-próprio. O amor ao próximo. Cresça. Vença”, diz Karol Meier. Para ela, a fé, a determinação e o amor pelo que faz são fundamentais para ter um negócio de sucesso. www.youtube.com/vocesabefazer www.facebook.com/vocesabefazer www.vocesabefazer.com.br Karoline Meier Jornalista e empresária

[close]

p. 9



[close]

p. 10



[close]

Comments

no comments yet