Jornal CristoRei.ComVocê Ano 5 Nº 50 - Julho/2016

 

Embed or link this publication

Description

Bem-vinda a Cracóvia juventude cattólica

Popular Pages


p. 1

cristorei.comvocê Ano V - nº 50 - Julho 2016 www.cristoreisp.org.br PARÓQUIA CRISTO REI Arquidiocese de São Paulo Bem-vinda a Cracóvia juventude católica! Págs. 4 e 5

[close]

p. 2

EDITORIAL Cracóvia espera-nos! Neste mês de julho, o coração de toda a Igreja Católica será um coração jovem e único reunido na Jornada Mundial da Juventude (JMJ). Com certeza, voltados para a cidade polonesa de Cracóvia estarão os olhares de todo mundo, pois a Igreja Jovem de Jesus Cristo testemunhará, diante das nações, a sua fé. Tive a oportunidade de participar da JMJ em 2013, no Rio de Janeiro. Não pensando somente na responsabilidade de cuidar e conduzir a delegação da nossa paróquia (éramos 24 participantes), foi maravilhoso experimentar o testemunho da fé com marcas juvenis. Diante do entusiasmo daqueles jovens que viveram intensamente a experiência de fé – desde a hora de tomar o café da manhã; no estudo que vinha a seguir através das catequeses realizadas; nas orações e celebrações em grupo ou públicas; nos momentos de encontros, de troca de experiências e partilha com jovens de todos os cantos do mundo; a forte e inesquecível emoção de estarmos tão próximos do Papa – a nossa própria fé era renovada. Mesmo com o cansaço diário, pois a agenda de atividades era intensa, dava para sentir o Espírito de Deus soprar e renovar as nossas forças, mas também perceber o quanto Deus nos fala através dos jovens. Cracóvia está próxima e nos espera. Acredito que as nossas experiências serão novas e positivas. Iremos agora num grupo menor (seremos 12); faremos a experiência de uma outra cultura, mas tudo isso com uma grande alegria de saber que em Jesus Cristo não existem barreiras, todos somos irmãos e irmãs. Quero agradecer toda a comunidade, que durante dois anos trabalhou e contribuiu de várias maneiras para que esses "12 discípulos" do Senhor pudessem estar lá. Rezem por nós! Levaremos vocês no coração. E que a JMJ colabore para que a Igreja de Jesus Cristo permaneça sempre jovem. Padre Marcelo M. Quadro VIAGEM DE FÉ "Viajar é mudar a roupa da alma" A fiel Sandra Fernandes acompanhou a procissão de Nossa Senhora de Fátima Nada melhor para nos enriquecer do que viajar. Voltamos transformados, renovados, pois conhecemos pessoas, lugares diferentes, culturas próprias e, então nosso horizonte, nossa maneira de ver o mundo se amplia. Foi assim que nos sentimos, minha mãe e eu quando fomos a Portugal, em 2013, conhecer lugares (ou sítios como dizem nossos irmãos de lá), rever amigos, parentes, lugares que trazem boas e inesquecíveis lembranças, como Fátima. Por essa razão voltamos a cidade em que se localiza o Santuário de Fátima, local de grande peregrinação. Sem ainda entrar no Santuário, o espaço externo já nos convida a rezar, a olharmos para nós mesmos e reconhecer o quanto temos a agradecer pelas imensas graças que de Deus recebemos. Claro que agradecer a Deus é para qualquer tempo e espaço, entretanto, aquele lugar nos convida de maneira muito especial. A procissão de velas, que acontece no dia 12 de maio de cada ano, é um momento muito especial; o fervor, a oração das pessoas se faz sentir de maneira única, não há palavras que definam esse momento. Antes de se iniciar a procissão, há a bênção das velas na Capelinha das Apa- Pátio da Basílica de N. Sra. de Fátima rições e a recitação do Rosário, só então tem início a Procissão das Velas entre a Capelinha e o Santuário. Viajar é enriquecedor e estar em lugares como Fátima nos traz experiências únicas. Nossa fé se fortalece e nos ajuda a caminhar com mais esperança a fim de concretizarmos o Reino de Deus aqui na Terra. Se você quer partilhar sua história de peregrinação, envie o texto (em média 20 linhas) e fotos para o e-mail: pascom@cristoreisp.org.br Expediente: Informativo da Paróquia Cristo Rei – julho/2016 Rua Maria Eugênia, 104 – Tatuapé/São Paulo. Telefone (11) 2295-1685 Textos e Fotos: Pastoral da Comunicação 2

[close]

p. 3

AGENDA Preparativos – Para ficar em sintonia com a juventude católica que participará da Jornada Mundial 2016, a paróquia realiza, a partir das 8h do próximo dia 15, mais uma edição das "24 horas para o Senhor". Formação – O Salão Irmã Dulce será palco, em 9 de julho, do dia de formação dos catequistas. A atividade, que acontece das 9h às 16h, terá como tema as cartas escritas pelo Apóstolo Paulo. Desafios da Pastoral e evangelização da juventude Lendo o documento 85 da CNBB, "Evangelização da Juventude, Desafios e Perspectivas Pastorais", sinto que, com toda experiência, história, organização, estudiosos, os desafios são os mesmos diante do mundo que vivemos. A diferença? As novas gerações nascem configuradas nessa nova matriz cultural. A nova maneira de entender o ser humano mostra que nem a Igreja recebeu as verdades prontas do céu nem a ciência construiu suas certezas com o recurso exclusivo da razão. Tudo é fruto de um longo e penoso processo de aprendizagem cultural. Vivemos um mundo plural, multireferencial, aberto a diversas escolhas, muitas delas consideradas contraditórias pela razão, mas não pelas escolhas do coração. Nem consideradas excludentes. Quanto ao tempo, vivemos a gerir ur- gências. Felicidade é para hoje; se puder, para ontem. O espaço flui, se desloca com rapidez. Seja pelo acesso à rápida mobilidade física, ou à onipresença virtual. A tela traz e leva a imagem rapidamente. O virtual é real. Narrativa e transmissão tornam-se longas. História e ação social cedem lugar e deslocam-se para a vida privada e subjetividade. A prioridade: tornar-se sujeito de si mesmo. No artigo "Catequese com jovens: desafios e esperanças", Solange Maria do Carmo e João Ferreira Jr. apontam como desafios "alguns pontos que mostram como se tornou difícil o diálogo entre fé cristã católica e o mundo da juventude". Na verdade, juventudes, dada a multipli- cidade de condições juvenis presentes na sociedade brasileira. Demonstram: 1) a moral sexual da Igreja; 2) as celebrações litúrgicas; 3) a linguagem da fé; e 4) o modelo de comunidades eclesiais que prevalece em nossas paróquias. A experiência humanizante de fé em Jesus na construção da identidade requer uma comunidade onde o clima de união e convívio facilite a partilha de momentos de intensidade emocional com outros irmãos na fé. A adesão dependerá do investimento pessoal e retorno que esse engajamento proporcionará. Assim a ética, a moral será uma construção interior, não uma norma a seguir. Segundo os autores do artigo, o desafio será fazer a ruptura com a nossa herança pastoral. Padre Kiyoharu Ojima 3

[close]

p. 4

Jovens de malas prontas para mais uma Jornada Mundial A Cristo Rei estará presente em mais uma edição da Jornada Mundial da Juventude (JMJ), evento religioso que reunirá milhões de católicos entre os dias 25 e 31 de julho na cidade de Cracóvia, na Polônia. A equipe contará com 12 representantes, incluindo o padre Marcelo Maróstica e os catequistas Daniel e Raimunda. A participação da paróquia está sendo possível devido à ajuda dos fiéis e à intensa dedicação dos jovens que, desde o retorno da JMJ 2013, realizada no Rio de Janeiro, organizaram várias atividades para arrecadação de fundos, como festas, bingos, rifas e bazares. Apesar do esforço de toda a comunidade, até o momento a paróquia só arrecadou 85% dos recursos necessários para garantir a viagem e a estada dos jovens na Polônia. Para se ter uma ideia, cada participante exige um investimento de aproximadamente US$ 2,3 mil (cerca de R$ 8 mil). As pessoas ou empresas podem colaborar apadrinhando algum jovem. "Nesse caso, a ajuda pode ser financeira ou naquilo que for possível para que pos- Na edição 2013, realizada no Brasil, paróquia foi representada por 24 pessoas samos concretizar o nosso propósito", destaca o padre Marcelo. Os depósitos podem ser feitos em nome da Paróquia Cristo Rei no Banco Bradesco (agência 97-3 / conta-corrente: 65095-1). Reflexão A Arquidiocese de São Paulo está pro- movendo encontros de preparação para os jovens antes da viagem. Após a JMJ, os participantes também farão dois dias de vivência pastoral com uma visita ao campo de concentração de Auschwitz, reforçando a reflexão sobre a misericórdia, que é o tema deste ano do evento. Anuncie no Informativo da Paróquia Cristo Rei Rua Juventus, 829 - Pq. da Mooca São Paulo - SP - CEP: 03124-020 99869-9318 (Caetano) www.imobiliariavilaprudente.com.br AtednedBeonmdoGPoesstsooas 2097-2615 RuaTRuuiauTtui,iuntio, n1o.11.61644--CTaEtuPa:p0é3-0S8P1-015 visiTteantousasopséite-: wSwãwo.cPaamuallcoha-imS.Pcom 4

[close]

p. 5

Primeira edição do evento aconteceu na cidade de Roma Instituída pelo Papa João Paulo II, em 1985, a primeira Jornada Mundial foi realizada no ano seguinte, em Roma. A edição de 1995, ocorrida em Manila nas Filipinas, reuniu cerca de 4 milhões de pessoas, uma das maiores concentrações de católicos da história. O segundo maior público foi registrado em 2013, no Rio de Janeiro, com aproximadamente 3,7 milhões de jovens. A JMJ é um evento como qualquer outro direcionado ao público jovem, porém com a dimensão católica de oração e de evangelização e o seguinte objetivo: construir pontes de amizade e esperança entre continentes, povos e culturas. Um dos momentos mais aguardados do encontro espiritual é a presença do Papa, que participa de diversas atividades. A cruz de madeira e o Ícone de Nossa Senhora são os símbolos da Jornada Mundial Culturas e tradições da JMJ Tradicionalmente, os jovens levam para a JMJ bandeiras de seus países (ou também de seus estados/províncias quando é da nação-sede) a fim de marcar presença nas atividades e facilitar a identificação dos grupos. Outra marca registrada do evento é a troca de bandeiras, camisetas e artigos religiosos (cruzes, ícones, terços, bótons, entre outros) como forma de iniciar novas amizades e promover o acolhimento entre as culturas. As conversas entre os jovens sobre a realidade dos seus países de origem também são muito comuns, permitindo um grande intercâmbio cultural e social. Há ainda a peregrinação dos participantes, que se deslocam a pé para as catequeses da semana e para os locais da Vigília e da Missa de Envio (geralmente distante cerca de 10 quilômetros dos alojamentos). 5

[close]

p. 6

PALAVRA DOS FIÉIS Igor Santos "O que me deixa mais feliz na Cristo Rei é o convívio com as pessoas que aqui frequentam e a forma como sou tratado. São todas muito receptivas, extrovertidas e de bom coração. Digo a amigos que aqui é muito mais que uma igreja, é uma família, e que eles serão muito bem-vindos." Camila Cristina Barros Silva "O que eu mais gosto na Cristo Rei é que a comunidade é unida, alegre, festiva e acolhedora. Me sinto muito bem frequentando essa paróquia. Quando eu convido amigos para virem na igreja, falo que é um lugar de gente animada, alegre, carinhosa, enfim, diferente de outras comunidades." Testemunho de Partilha Eliane e Mathias Fernandez "Amar a Deus é seguir o caminho de Jesus, amando ao próximo e partilhando com ele. Não podemos ter uma vida que seja incoerente entre o que acreditamos e o que praticamos, portanto somos dizimistas porque sabemos que nossa igreja e comunidade necessitam da nossa participação e contribuição. Sentimos que, assim, estamos partilhando um pouco do muito que recebemos de Deus todos os dias, principalmente no que diz respeito ao trabalho de evangelização de nossa comunidade. Sabemos que a paróquia tem muitas despesas e necessita de contribuição para organizar-se. Devemos dar nosso dízimo com alegria e não como obrigação. Aprendemos isso desde a infância, pois é um ato de amor a Deus e ao próximo. É um meio de crescermos e nos libertarmos da escravidão dos bens terrenos, promovendo mudanças profundas no nosso coração." Aniversariantes de Julho 1/07 ERIKA NEGRÃO 1/07 JESUINA ANTERO 2/07 MARIA VIEIRA ROSA 3/07 TARCISIO SERAFIM THOMAZZI 3/07 HÉLIO DE MEDEIROS VALE 4/07 MARCIA REGINA GONÇALVES 5/07 CICERA HOLANDA PEAROSA 7/07 HAMILTON FERNANDES 7/07 IZABEL AMATTO MENDES 8/07 DILMA BARZZANI 8/07 EMILIO CARLOS PANTOJA 8/07 SARA APARECIDA DE CAMPOS 9/07 SILVIA REGINA MARCON 10/07 ANTÔNIO ALVES DA SILVA 12/07 MARILENE SUMBROVSKY 12/07 CACILDA GUERRA 13/07 REGINA RODRIGUES 14/07 MARIA AUGUSTA QUEIROZ 14/07 INES ALVES PROPERCIO DA CONCEIÇÃO 15/07 YOLANDA BARBAN 15/07 KARINA DE OLIVEIRA XAVIER DE MIRANDA 15/07 TATIANE OLIVEIRA DA SILVA 19/07 HELENA DE CAMPUS 19/07 MARIA JOSÉ OLIVEIRA 20/07 EDNA MARIA DOS SANTOS 21/07 DÉBORA MARIA FONSECA DOS SANTOS 21/07 GRAZIELA BATISTA DE OLIVEIRA 23/07 DERCY DA SILVA 24/07 TEREZINHA CHRISTINA CAMILLO ZUANETTI 28/07 CARMELITA MARIA RIBEIRO 31/07 LOURDES CORREIA DE PONTES 31/07 EDSON CANDIDO DE OLIVEIRA CLÍNICA SANTA VIRGÍNIA Rua: Santa Virgínia, 68 - Tatuapé São Paulo - CEP: 03084-000 TODAS AS ESPECIALIDADES! Telefones: 2097-0079 / 2097-0089 6

[close]

p. 7

GENTE NOSSA Vivência da fé e uma experiência transformadora A equipe que representará a Cristo Rei na Jornada Mundial da Juventude (JMJ) contará com o reforço de uma fiel muito experiente e "velha" conhecida da comunidade. Trata-se de Raimunda Nonata de Moura, que iniciou sua caminhada na paróquia em 2009 envolvendo-se na Escola da Fé e na liturgia das missas dominicais. Logo depois, participou do Encontro de Casais com Cristo Rei (ECC) e, na sequência, começou a ajudar na preparação dos coroinhas, atividade que colaborou até 2011. No ano seguinte foi convidada a conduzir o Grupo de Jovens, uma missão desafiadora e de grande responsabilidade. Atualmente, todos os participantes da equipe estão inseridos nas pastorais atuando como coroinhas, na pré-catequese e na crisma. Natural de Piauí e residente em São Paulo desde os 16 anos, ela é casada e mãe de Ágatha, jovem de 18 anos que também marcará presença na JMJ. Aliás, a partipação de Raimunda no evento não é novidade, já que também fez parte do grupo que foi ao Rio de Janeiro em 2013. "O mais impressionante foi estar junto de milhões de pessoas do mundo inteiro que professam a mesma fé e receber o testemunho de uma jovem, que disse que a experiência vivida na Jornada transformou sua vida e seu modo de ser", observa, ao comentar sua participação. Em relação à JMJ 2016, Raimunda espera uma atividade totalmente diferente para os jovens da nossa comunidade. "No Brasil, o papel foi de acolhimento, mas agora será o de serem acolhidos. Eles sentirão o impacto do choque cultural e terão a experiência de conhecer outro país", ressalta, completando: "Espero que cada jovem tenha sua vida pastoral transformada e viva uma experiência de louvor e fé". Raimunda iniciou sua caminhada na Cristo Rei em 2009 7

[close]

p. 8

PARÓQUIA EM AÇÃO Festa das Nações reserva muitas surpresas para os fiéis Em clima de Olimpíadas, a 3ª Festa das Nações da Cristo Rei terá, além das tradicionais barracas com pratos típicos de diversos países, algumas competições com direito a pódio e distribuição de medalhas. E para animar ainda mais os participantes, também haverá o sorteio de um prêmio muito especial durante o evento, que acontece no dia 13 de agosto, das 18h às 24h, no Salão Paroquial. Organizada pelas pastorais, a festa tem como marcas registradas a alegria e o clima familiar e aconchegante, além de muitas atrações para crianças, jovens e adultos. O dinheiro arrecadado será utilizado para contribuir com vários projetos desenvolvidos pela paróquia. A entrada é gratuita. Venha e traga a família. Barracas com pratos típicos e várias atrações para toda a família Alegria em família – No dia 22 de junho, cerca de 120 pessoas lotaram o salão Irmã Dulce para acompanhar a apresentação do padre Marcelo sobre a Exortação Apostólica Pós-Sinodal Amoris Laetitia ("A Alegria do Amor"). Formado principalmente por casais, catequistas, Pastoral do Batismo e fiéis da paróquia, o público acolheu com alegria o documento com orientações do Papa Francisco. Atentos à explanação, os participantes concluíram que é preciso repensar muitas estruturas pastorais da comunidade para efetivar uma verdadeira evangelização das famílias.

[close]

Comments

no comments yet