Jornal CristoRei.ComVocê Ano 5 Nº 49 - Junho/2016

 

Embed or link this publication

Description

Alegria do amor

Popular Pages


p. 1

cristorei.comvocê Ano V - nº 49 - Junho 2016 www.cristoreisp.org.br PARÓQUIA CRISTO REI Arquidiocese de São Paulo Alegria do amor Pág. 4

[close]

p. 2

EDITORIAL De braços abertos Em um mundo marcado pelo individualismo crescente e pela falta de sensibilidade com o "outro" que vive ao nosso lado, ouvimos o apelo da Igreja, através do Papa Francisco, que é preciso "acolher como Jesus acolheu" (Rm 15,7). Esse apelo extrapola os muros das nossas igrejas e paróquias. É uma atitude fundamental que o mundo inteiro deve assumir para retomar o processo de humanização que há um bom tempo esquecemos. É preciso fazer da acolhida um "sacramento", ou seja, um sinal de amor, de compaixão, de misericórdia; um sinal que fala ao mundo que o "outro" é de grande valia para mim, é meu irmão que deve ser amado e respeitado em sua dignidade. É bom não esquecer que a cordialidade é irmã gêmea da fraternidade. Bem, falar de acolhida é refletir sobre as relações humanas e viver uma regra de ouro em nossas relações que é "faça aos outros o que gostaria que os outros fizessem a você" (Lc 6,31). Com certeza, dessa forma o mundo poderia ser bem melhor. A acolhida é um processo de inclusão que nos leva a abrir os braços e o coração para arranjar um lugar para que o outro "habite em mim". É assim que funciona também com Deus: Ele é o OUTRO na nossa vida, e se não tivermos abertura para Ele, se não o acolhermos, Ele não fará morada em nós. Saiba que a acolhida exige prática e disciplina até que ela se torne algo natural em nós. É preciso exercitá-la. Como? Que tal seguindo esses mandamentos tão simples: 1) Fale com as pessoas; 2) Sorria para as pessoas; 3) Chame as pessoas pelo nome; 4) Seja amigo e prestativo; 5) Seja cordial e simples; 6) Interesse-se sinceramente pelos outros; 7) Seja generoso em elogiar, cauteloso em criticar; 8) Saiba considerar os sentimentos dos outros; 9) Respeite a opinião dos outros; 10) Seja disponível E aí vamos tentar? Que tal começarmos já! Padre Marcelo M. Quadro VIAGEM DE FÉ Uma Páscoa diferente pelas igrejas da América do Sul Relato enviado pelo casal Caetano Rubini e Sônia Regina Rubini Imagem de Nossa Senhora do Sagrado Coração emocionou Caetano e Sônia em Montevidéu Começamos a nossa viagem animados, mas com certa tristeza por saber que passaríamos a Páscoa longe de nossa comunidade. Por outro lado, poderíamos ter uma experiência diferente, em um país estranho, justamente numa data que sempre passamos juntos de nossa família. Dessa forma, unimos o prazer de conhecer novos lugares com o desafio de vivenciarmos intensamente a "nossa" Páscoa. Durante a Semana Santa, visitamos algumas igrejas em Santiago do Chile. Em todas havia muitas pessoas esperando nas várias filas de confissão e ainda se utilizando dos tradicionais confessionários. Na manhã da Sexta-Feira da Paixão, na linda catedral de Santiago, nos chamou a atenção a imagem do padre sentado informalmente entre os fiéis para catequizar sobre a vida de Jesus. Passamos o Domingo de Páscoa na cidade de Valparaíso, onde pudemos constatar quão lindas e caprichadas são as nossas celebrações. Aí a saudade da família aumentou! Passada a Páscoa e continuando nossa viagem pela Patagônia, sempre que possível entrávamos nas paróquias. Cada uma delas com sua peculiaridade, como a Igreja de Nossa Senhora das Mercês, em Ushuaia, conhecida como "o lugar do fim do mundo". Mas o melhor ainda estava por vir. Por ter crescido e estudado na Igreja e Colégio Nossa Senhora do Sagrado Coração, na Vila Formosa, já de volta ao Brasil, em Montevidéu, eu (Sônia) me emocionei ao deparar com a linda imagem da santa na Igreja Nossa Senhora Sagrado Coração. Após uma breve oração, batemos uma foto que ficou manchada e avermelhada. Então pedimos: minha mãezinha, a Senhora á tão linda e fica linda na minha foto. Ao sairmos da igreja, conferimos a foto e nossos olhos se encheram de lágrimas ao vermos todo o brilho da santa e nada mais ao seu redor. Nos emocionamos muito ao lembrarmos desse e de outros momentos que tivemos durante a Semana Santa. Se você quer partilhar sua história de peregrinação, envie o texto (em média 20 linhas) e fotos para o e-mail: pascom@cristoreisp.org.br Expediente: Informativo da Paróquia Cristo Rei – junho/2016 Rua Maria Eugênia, 104 – Tatuapé/São Paulo. Telefone (11) 2295-1685 Textos e Fotos: Pastoral da Comunicação 2

[close]

p. 3

AGENDA Preparativos – O Conselho Paroquial se reunirá no dia 6 de junho, às 20 horas, para discutir a realização da 3ª Festa das Nações, que acontece em agosto. Com o tema "Olimpíadas", o evento trará muitas surpresas. Encontro – No próximo dia 22, às 20h30, a Pastoral Familiar realizará bate-papo sobre a Exortação do Papa Francisco – A Alegria do Amor. O encontro também reunirá os casais que participaram do ECC 2016. Políticas públicas e eleições Comenta-se que o trânsito estressa. E as tempestades com raios e ventos com os transtornos ao cotidiano? Já nos demos conta de como ocupamos o solo e construimos a cidade? Ela tem um Plano Diretor, uma das políticas que chamamos políticas públicas. É possível perceber que muitos projetos não atendem aos interesses de grande maioria da população? Não visam ao bem comum? Parece-me que, ao longo da nossa história, não aprendemos com as enchentes, deslizamentos, vendavais. Observamos pouco a natureza. Não a escutamos, ou estudamos aquilo que produz lucros ou votos. Na superfície visível, monitorável, ela tem ciclos. O subsolo também, e sua razão de ser. Não por acaso, a terra se abre. Acostumados às comodidades urbanas, é difícil morar onde não tenha água, esgoto e luz. Inclua-se o atendimento à saúde, educação, lazer, mais deslocamentos e segurança. Para sustentar, trabalho. Temos aí um amplo conjunto de políticas públicas a ser articulado e implementado. Haja estudo interdisciplinar, mais participação das organizações civis, pois há questões econômicas, científicas e sociais que se conflitam, fora as ideológicas. Políticas públicas, o pensar da área e projeto, a definição, a gestão, a legislação, a execução fazem parte das propostas de um governo e da sociedade para que a vida seja mais saudável, segura, com fluidez na locomoção e fácil acesso às necessidades básicas e culturais. Cuidar do bem comum requer co-responsabilidade, vínculo e compromisso dos que vivem na cidade, na sociedade. Há quem diga que ama São Pualo, mas se refere só ao que ela oferece e se pode consumir. Segundo analistas e estudiosos, nossas políticas públicas sofrem atrasos, des- cuidos, negligências. A corrupção, não só desvio de verba, provoca essa situação, alimentada por uma cultura que confunde ou funde o público com o privado. Aproveita-se da máquina estatal para favorecimentos ou apropriações que se tornam patrimônio e herança familiar. Faz parte da nossa história. É herança o abandono ou depredação de espaços e bens públicos. Somos responsáveis por tal mentalidade e comportamento. Conhecemos o "rouba, mas faz". Somos coniventes quando gostamos ou não ameaçam posses, emprego e salário. Quando a economia vai bem e nos sentimos seguros. E a expressão: "Sabe com quem está falando?". Privilégio. Admitimos e almejamos "foros privilegiados". Para onde vai a "transparência", a "imparcialidade"? Como "punir"? Quem faz as leis? Que leis e interesses pode defender um candidato eleito com o dinheiro de empresas de planos e seguradoras de saúde? Um estudioso sobre corrupção nos Estados Unidos constatou que um parlamentar americano gasta 70% do seu tempo de trabalho defendendo interesses da empresa que o elegeu. Entre outras coisas, descobriu que hambúrger é vegetal na lista da merenda escolar para combater obesidade. O saneamento básico, água e saúde, fundamentais para a vida, merecem atenção especial nas próximas eleições. Caso não conheça os candidatos, consulte sites do "Voto Consciente". Dar de ombros e dizer que são todos iguais, é se igualar. O Papa Francisco diz: "Pecadores, sim. Corruptos, Não!". Sabe aquele ladrão na cruz ao lado de Jesus? Só queria se safar. Não se importava com a injustiça sofrida por Jesus. É bom rever: "Quem não tem padrinho morre pagão" e "Cada um para si e Deus para todos". Quer mudar? Ou acha que o Moro sozinho vai dar conta? Padre Kiyoharu Ojima 3

[close]

p. 4

As orientações do Papa para uma sólida formação familiar Na Exortação Apostólica Pós-Sinodal – documento baseado nos relatórios do Sínodo da Família –, o Papa Francisco inicia reconhecendo: "A alegria do amor que se vive nas famílias é também o júbilo da Igreja". Datado de 19 de março, data simbólica por ser a solenidade de São José, o material traz orientações pastorais para uma sólida formação familiar e agradecimentos à contribuição de diversas conferências episcopais e de personalidades de relevo, como Martin Luther King. Por entender a complexidade do tema, o Papa ressalta: "Nem todas as discussões doutrinais, morais ou pastorais devem ser resolvidas através de intervenções magisteriais". Por isso, segundo o pontífice, para algumas situações, em cada país ou região é possível buscar soluções de acordo com as tradições e desafios locais. O Papa Francisco também deseja que, dentro do Ano Jubilar da Misericórdia, a exortação fortaleça e anime as famílias que cultivam a generosidade, o compromisso, a fidelidade, a paciência e reconhecem os dons e valores do matrimô- nio. Quanto às famílias feridas e divididas, ele pede que sejamos sinais de misericórdia e aconselha e pede que leiamos com calma e reflitamos a exortação. A abordagem sobre o amor no matrimônio traz uma novidade: ao fazer um aprofundamento psicológico que chega ao mundo das emoções do casal, o pontífice inclui a dimensão erótica do amor, uma contribuição que até então não tinha paralelo em outros documentos papais. Orientações pastorais O capítulo 6 aponta indicações pastorais para a edificação de famílias sólidas e fecundas de acordo com o plano de Deus. Nesse item, o Papa Francisco abrange desde a necessidade de preparação dos noivos até o acompanhamento dos primeiros anos da vida matrimonial, sem esquecer os casais que acabaram se separando ou se divorciando e a importância da reforma dos procedimentos para reconhecimento dos casos de anulação matrimonial. Portanto, oremos, leiamos, reflitamos e acolhamos o que o Papa propõe. Quem sabe contribuamos mais e melhor para iluminar nossos relacionamentos e decisões. Padre Kiyoharu Ojima Rua Juventus, 829 - Pq. da Mooca São Paulo - SP - CEP: 03124-020 AtednedBeonmdoGPoesstsooas 2097-2615 RuaTRuuiauTtui,iuntio, n1o.11.61644--CTaEtuPa:p0é3-0S8P1-015 visiTteantousasopséite-: wSwãwo.cPaamuallcoha-imS.Pcom 4 www.imobiliariavilaprudente.com.br

[close]

p. 5

POR DENTRO DA IGREJA Curiosidades sobre a igreja A Igreja incentiva os católicos a fazerem algum ato de penitência em todas as sextas-feiras do ano, não apenas nas sextas-feiras da Quaresma. As conferências episcopais de cada país fazem as suas sugestões, mas a mais comum é a abstenção de carne. No entanto, comer peixe é liberado para os fiéis mesmo em dias de jejum e abstinência. Festas – Até 3 de julho, todos os fins de semana serão de muita folia na Paróquia São Rafael (Largo São Rafael – Mooca). A tradicional Festa Junina acontece sempre aos sábados e domingos, das 18h30 às 23h. Outro "arraiá" imperdível na região é o da Paróquia Santo Antônio de Lisboa (rua Euclides Pacheco, 1.980 – Tatuapé), que será realizado em todos os fins de semana de junho, das 18h às 22h. Homenagem – O Papa Francisco entregou medalhas para os atores norte-americanos Richard Gere e George Clooney, além da atriz mexicana Salma Hayek, em evento realizado no Vaticano, no dia 29 de maio, para motivar o trabalho da Scholas Ocurrentes, uma organização promovida pelo pontífice. A organização, cujo nome significa “escolas para o encontro” relaciona a tecnologia com as artes, levando a uma integração social e a uma cultura de paz. Pela vida – Com o objetivo de prevenir o tráfico de pessoas durante a realização dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de 2016, diversas entidades da sociedade civil do Rio de Janeiro – incluindo o Centro dos Direitos Humanos da Diocese de Nova Iguaçu – lançaram, no dia 31 de maio, a campanha “Jogue a Favor da Vida”. A iniciativa também quer aproveitar o evento para chamar a atenção para outros crimes que costumam estar relacionados, como o trabalho escravo, a exploração sexual e a comercialização de órgãos humanos. 5

[close]

p. 6

PALAVRA DOS FIÉIS Alexandre Santana Emygdio e Tatiana Nara Emygdio "O que mais nos chama a atenção na Cristo Rei é a acolhida e a cortesia dos irmãos. Minha experiência aqui na paróquia teve início em 1995 com os encontros para as orações do terço. Na época, fui orientado no caminho da eucaristia e crisma e, desde então, permaneci firme e forte na fé. Frequentei outra comunidade perto de onde morava anteriormente e lá conheci a Tati. Nos casamos e viemos morar aqui no Tatuapé, onde passamos a fazer parte da comunidade. Aqui fizemos muitos amigos, fomos bem acolhidos e tivemos a oportunidade de servir a Deus com o nosso trabalho." Luiza Scaravelli Quijadas "Uma coisa que admiro e gosto bastante na Cristo Rei é a acolhida, pois é uma comunidade muito unida e que se conhece tão bem. Outras ações que merecem destaque são os trabalhos que as pastorais fazem, pois elas têm uma proposta não só de evangelizar na igreja, mas também fora dela, como a ida ao Arsenal da Esperança, onde nos deparamos com várias situações de pessoas que, apesar de viverem em dificuldade, não se deixam abater com essa realidade. Pelo contrário, elas acreditam e têm muita fé que tudo pode melhorar. Isso é algo que vai além da arquitetura de tudo, isso é a comunidade, pois é a comunidade quem faz a igreja com Jesus Cristo." Testemunho de Partilha Maria dos Reis Oliveira, Fátima Maria de Oliveira e Aparecida Maria de Oliveira "A prática do dízimo transforma a vida de todos os paroquianos, pois mostra a compreensão do sentido de uma entrega ao amor do Pai, representado na pessoa do Filho. Nossa família sempre cultivou e valoriza a contribuição do dízimo. Com a convivência na igreja presenciamos as obras que são mantidas e a ajuda da paróquia às pessoas da nossa comunidade. O ato de partilharmos o que recebemos com outras pessoas é uma das maiores demonstrações de amor para com o semelhante. Para nós cristãos, o dízimo é muito importante porque, através dele, temos o nosso momento de agradecimento por todas as graças recebidas. Com o dízimo também estendemos as graças para muitas pessoas por meio das obras realizadas pela igreja, transformando a partilha no verdadeiro significado da palavra de Deus de que tudo o que somos e temos foi dado por Ele." Aniversariantes de Junho 1/06 2/06 3/06 6/06 6/06 6/06 7/06 7/06 7/06 7/06 8/06 8/06 11/06 12/06 12/06 13/06 13/06 13/06 14/06 16/06 19/06 20/06 20/06 20/06 21/06 21/06 22/06 22/06 23/06 24/06 25/06 25/06 28/06 29/06 29/6 29/06 EDI XAVIER ARAUJO MARIA SILVA RAMOS ROSA LOURENÇO RODRIGUES RITA NOLBERTA ZENAIDE FERNANDES NOEMIA ABANI MARIA DE LOURDES ABOUCHEDID ELEN CRISTINA FAHT LOURDES CRISTINA FAHT MARILDA GOMES BARBOSA VICENTE LOPES MARIA CANEVALE VALMIRA ERDOSI MARIA CRISTINA ZAIA APARECIDA FRANCO NEUZA SALEH MARIA ANTÔNIA SIQUEIRA ANTÔNIA DOMINGUES HERMES SEBASTIÃO JUSTO SATICO DO CARMO M. SILVA REGINA RIBEIRO C. DORIVAL ARNALDO FERREIRA LIMA ANGELA VITA MACEDO LOURDES ALVES CAMILO DO FORTE RAMOS IZILDINHA DE MORAES VICTÓRIA PAULA VITÓRIA PAIVA JOANA SILVA DE ANDRADE CANDIDA VICENTE CAMILO ELIANE MARIA MADEIRA CARLOS ALBERTO FARIA IRENE DA ROCHA HELENA DELLIER DA SILVA SONIA MARIA BENTO ALEXANDRE BERGOCI DEOLINDA ESTEVES DA SILVA CLÍNICA SANTA VIRGÍNIA RUA: SANTA VIRGÍNIA, 68 - TATUAPÉ SÃO PAULO - CEP: 03084-000 TODAS AS ESPECIALIDADES! TELEFONES: 2097-0079 / 2097-0089 6

[close]

p. 7

GENTE NOSSA A importância do acolhimento generoso da comunidade Nessa edição que trazemos como tema principal a reflexão da exortação do Papa Francisco sobre a família e que nos mostra a importância do acolhimento da igreja a seus fiéis, destacamos o casal Iracílio Perrenoud e Regiane Gomes Ferreira Perrenoud. Juntos há 24 anos, eles formaram uma família linda com duas filhas e uma mascote pra lá de especial, a cachorrinha Lady, que faz a alegria da casa. Apesar do clima de harmonia e tranquilidade no lar, nem tudo foram flores na trajetória de Iracílio, que passou por momentos difíceis em seu primeiro casamento e precisou dar a volta por cima para refazer sua vida, mesmo não planejando formar uma nova família tão cedo. "Daí vieram as mãos de Deus, que me presenteou com uma nova oportunidade de ser feliz", relata, ao se referir à Regiane. Mesmo abraçando com perseverança essa nova chance, ele, por ser cristão, sentia-se triste por não poder comungar. Mais tarde, com o nascimento das filhas, Iracílio queria muito batizá-las e procurou acolhimento em nossa paróquia. Na época, teve seu pedido atendido pelo então pároco Walter Caldeira. Outro momento muito especial para eles foi a participação no 7º Encontro de Casais com Cristo Rei, realizado em 2011. "Foi uma experiência que nos gerou muita reflexão e nos fez ver a comunidade de uma outra maneira. Descobrimos que a igreja não era só ir às missas, mas que poderíamos participar ativamente do trabalho nas pastorais", ressalta Regiane. Atualmente, Iracílio e Regiane fazem parte da Pastoral da Família colaborando no Curso de Noivos e no Encon- tro de Casais. "O que nos inspira e motiva é estar lá por um propósito maior, que é sentir a mão de Deus em nossos vidas e contribuir para um trabalho que é sério e de grande profundidade", completam. Regiane e Iracílio são colaboradores no Curso de Noivos e no ECC ODONTOLOGIA IMPLANTE - ATM - PRÓTESE - ORTODONTIA - ENXERTO - IMPLANTE - COM CARGA IMEDIATA - CLAREAMENTO A LASER Trabalhamos com Brackets autoligado e estéticos Todas as cirurgias são realizadas pelos proprietários da clínica Rua: HenRique SeRtóRio, 457 - tatuapé - Cep 03066-065 - Sp telS.: (11) 2092-3820 / 2960 / 3953 7

[close]

p. 8

PARÓQUIA EM AÇÃO Igreja já tem nova equipe de preparação para o Batismo A nova equipe de Batismo da Cristo Rei vem atuando em nossa comunidade desde o mês passado. Formado por Hélio, Sueli, Fátima, Aparecida e Silvia, o grupo tem como missão preparar os pais e padrinhos que procuram a paróquia para solicitar o batismo de filhos e afilhados. Apostando em uma nova pedagogia, em que a preparação ocorre de forma celebrativa para que os participantes possam fazer a experiência de Deus e rezar pelos que serão batizados, a equipe também assumiu a proposta de ser a "porta acolhedora" para a vida em comunidade. "Com essa nova proposta, esperamos que todos se sintam ainda mais envolvidos e desejem participar da nossa comunidade. Vamos rezar pelo bom êxito desse trabalho", revela Padre Marcelo, aproveitando para agradecer ao fiel Roberto Armando Grossi pelos mais de 20 anos de dedicação à frente da equipe de Batismo. Grupo assumiu a proposta de ser a "porta acolhedora" para a vida em comunidade Anuncie no Informativo da Paróquia Cristo Rei 99869-9318 (Caetano)

[close]

Comments

no comments yet