Jornal Bom Dia

 

Embed or link this publication

Description

13 julho 2016

Popular Pages


p. 1

QUARTA-FEIRA 13 DE JULHO DE 2016 | R$ 1,00 Predomínio de sol, apenas com pouca variação de nuvens O Diário do Médio Piracicaba Edição: 4.070 - Ano XVII - Fechamento: 19h00 MÁXIMA: 24ºC MÍNIMA: 15ºC www.bomdiaonline.com População pede mais policiais em audiência Cenibra realiza campanha contra queimadas Página 3 Menina de 14 anos é apreendida com drogas Bell Silva A Cenibra promoveu uma série de palestras educacionais para prevenção e combate a incêndios nas comunidades, além disso, intensificou a divulgação do 0800 por meio de materiais informativos distribuídos a partir desta semana. Página 4 Vem ai! Página 5 Empresa abre vagas para jovem aprendiz em João Monlevade Página 5 SORTEIO O Bom Dia irá sortear cinco ingressos para o show do humorista Paulinho Gogó, no dia 23 de julho, no Anfiteatro do Centro Educacional de João Monlevade. Mais informações em nossa fanpage – Bom Dia Online. Fim da conversa no bate-papo ...em setembro.

[close]

p. 2

BOM DIAquarta-feira, 13 de julho de 2016 2.cidade EXPEDIENTE BOM DIA • Diretor Responsável: Geraldo Magela Gonçalves (Interino) • Diretor Geral: Luiz Gonazaga de Castro • Comercial: comercial@bomdiaonline.com 3851-1515 • Edição Breno Botelho (REG: 13221/JP) • Diagramação/Arte: Sérgio Henrique Braga • Impressão: Gráfica Bom Dia • Colaboradores: Márcio Naoto Suzuki (Up Street) Lúcio Flávio Carlos Augusto - Gugu (Meu Palpite) Tayana Duarte (Interiores com Estilo) Marcos Martino (Cenários) • Representante Comercial: Super Mídia Brasil - BH Central de Comunicação - SC Redação e Administração Rua Nossa Senhora Aparecida, nº 126, Sl. 305, Aclimação, CEP.: 35930-028 João Monlevade / MG / Brasil (31) 3851.1515 • Bom Dia online: www.bomdiaonline.com Circulação: Alvinópolis, Barão de Cocais, Bela Vista de Minas, Bom Jesus do Amparo, Catas Altas, Dionísio, Dom Silvério, Itabira, João Monlevade, Nova Era, Rio Piracicaba, Santa Bárbara, São Domingos do Prata, São Gonçalo do Rio Abaixo, São José do Goiabal. FUNDADO EM JULHO DE 1998 Bom Dia Comunicação Ltda - ME. CNPJ.: 24538633/0001-16 Todos os Direitos Reservados bomdia@bomdiaonline.com redacao@bomdiaonline.com Empresa abre vagas para jovem aprendiz em João Monlevade João Monlevade – Uma das principais varejistas do país especializada em eletrodomésticos e eletroeletrônicos está recrutando novos profissionais para reforçar seu quadro de funcionários. A Ricardo Eletro que já havia contratado dezenas de pessoas no início do mês, divulgou nesta segunda-feira (11), outras propostas de emprego para candidatos que residem em Minas Gerais. Não foi divulgada a quantidade de funcionários que serão contratados nesta seletiva, mas todas as oportunidades são para jovem aprendiz. Os jovens atuarão no setor administrativo da vare- Divulgação Não foi divulgada a quantidade de funcionários que serão contratados nesta seletiva jista e terão salário com- refeição, vale transporte e periência profissional. patível com o mercado assistência médica. Não é Para se candidatar, basta e benefícios como vale necessário comprovar ex- acessar o site da Ricardo Eletro e efetuar o cadastro do seu currículo profissional. Após aprovação do currículo, os selecionados serão convocados para uma entrevista presencial em uma das unidades da Ricardo Eletro. As propostas de emprego são para quem tem disponibilidade para atuar em Salinas, Diamantina, Janaúba, Belo Horizonte, Pedro Leopoldo, Curvelo, João Monlevade, Sete Lagoas, Itabira e Oliveira. Há possibilidade de abertura de vagas para outras regiões, para saber quais unidades estarão participando do processo seletivo, acesse o site da Ricardo Eletro. Liberada licença para instalação de parque de energia solar no Norte de Minas Geral - O governo de Minas Gerais concedeu nesta segunda-feira (11) a licença de instalação da Usina Solatio Brasil Gestão de Projetos Solares, na cidade de Pirapora, Território de Desenvolvimento Norte. A liberação garante um investimento da ordem de R$ 6 bilhões, por parte do grupo, na instalação de todo o sistema de geração de energia fotovoltaica no Estado. A reunião entre o Governo de Minas Gerais, representantes da empresa e da prefeitura de Pirapora foi realizada no Palácio da Liber- dade, em Belo Horizonte. O projeto consiste na implantação de um parque solar fotovoltaico composto por 10 usinas de 30 MW cada, totalizando 300 MW; linha de transmissão de 9,2 km e 138 kV; área de manutenção de 0,6 ha e subestação de 1,5 há e 138 kV, compartilhada por todas as usinas localizadas na Fazenda Marambaia, em Pirapora. Essa foi a segunda fase do processo para implantação do empreendimento. A primeira foi a licença prévia, concedida em junho de 2015. De acordo com o secretário-adjunto de Estado de Meio Ambiente, Germano Luiz Gomes Vieira, é importante destacar que, na fase de licença prévia, o Copam publicou deliberação normativa dando poderes ao órgão ambiental para “reduzir ou aumentar a classe do empreendimento em razão dos impactos positivos no meio ambiente”. Em maio deste ano, foi montada uma equipe interdisciplinar, com profissionais no Norte de Minas e de Belo Horizonte para analisar o processo. “É gratificante quando a secretaria pode trabalhar em análise de empreendimentos que trazem não apenas um incremento significativo no desenvolvimento econômico-social da região, mas, em especial, um empreendimento de geração de energia limpa, integrada às atuações estatais relacionadas às mudanças do clima”, afirmou o secretário de Estado de Meio Ambiente, Jairo José Isaac. A terceira etapa desse processo é a Licença de Operação, que, neste caso trata da rede de distribuição. Mais do que a criação de empregos, a Prefeitura de Pirapora vê como fundamental, na construção e posterior operação da usina, o potencial aumento de receitas com o Imposto sobre Serviços (ISS) e outros tributos, embora não tenha ainda uma projeção desses números. “Teremos ganhos para o Médio São Francisco em termos ambientais, com geração de energia alternativa em larga escala, compatível com o que é produzido por Três Marias (Usina de Três Marias). Teremos o ganho social da geração de emprego e, além disso, temos também um ganho de arrecadação em ICMS para o Estado e em royalties para Pirapora, já que a usina atingirá 50% de todo o faturamento da atividade industrial do município”, afirmou o prefeito Léo Silveira.

[close]

p. 3

BOM DIAquarta-feira, 13 de julho de 2016 3.cidade Moradores de São Gonçalo pedem delegado e investigadores São Gonçalo - A efetivação de uma Área Integrada de Segurança Pública (Aisp), já reconhecida legalmente, para os municípios de São Gonçalo do Rio Abaixo e Bom Jesus do Amparo (Central), e o consequente reforço na infraestrutura de segurança pública que isso significa, é uma das demandas da população para tentar reduzir a violência na região. Em reunião realizada pela Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), em São Gonçalo do Rio Abaixo, as principais reclamações foram relativas a explosões de caixas eletrônicos de bancos e a assaltos em zonas rurais. Os comerciantes locais também se queixaram de constantes ataques às lojas. “Esses crimes contra os estabelecimentos aumentaram em 20% no último ano. Minha loja foi assaltada duas vezes no mesmo dia”, disse o presidente da Associação Comercial, Industrial e Agropecuária do município (Aciasgra), Tales Lopes Ribeiro. De acordo com o delegado regional da Polícia Ci- Divulgação A Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) ouviu reclamações relativas a explosões de caixas eletrônicos de bancos e a assaltos em zonas rurais vil, Paulo Tavares Neto, legalmente deveria haver um delegado exclusivo para São Gonçalo e Bom Jesus, com equipe própria, que compõem uma Aisp. Tal equipe deveria ser composta, para ele, de quatro investigadores e um escrivão. No entanto, segundo o delegado de São Gonçalo, Domiciano Monteiro de Castro Neto, são atualmente três investigadores para cobrir quatro municípios. “Se a Polícia Militar consegue fazer cinco flagrantes em um mês, as outras centenas de crimes devem ser apurados pela Polícia Civil, mas do jeito que está fica complicado”, disse. Segundo ele, com a atual equipe são encerrados anualmente 300 inquéritos com indiciamentos, número que considerou alto diante da estrutura precária. As parcerias feitas com a sociedade civil foram ressaltadas pelo tenente-coronel Jair Antonio Pontes Neto, comandante do 26º Batalhão de Polícia Militar, também em Itabira. Ele lembrou da Rede de Comércio Protegido firmada com os estabelecimentos situados nas imediações da BR-381, o que teria garantido, por meio de denúncia, a prisão em flagrantes de dois homens que roubavam gado. O oficial afirmou, ainda, que se os números indicam aumento da criminalidade, a Polícia Militar não pode ser responsabilizada, já que tem feito o trabalho da melhor forma possível diante das condições atuais da corporação. Ele citou como exemplo outras prisões realizadas na região. “O que não é possível é montar guarda em frente a bancos, por exemplo. Temos que patrulhar uma área grande, inclusive a zona rural”, disse. Representante da Caixa Econômica Federal, Miguel Magno Faria de Oliveira, salientou que a instituição tem investido bastante em segurança. Ele disse que, a cada rou- bo, novos dispositivos são adicionados e citou como exemplo o gerador de neblina, que faz com que seja impossível enxergar no recinto. Mas, no último assalto da agência de São Gonçalo, ocorrida no mês passado, os assaltantes teriam quebrado o vidro para que a neblina se dissipasse. Agora, a agência está em reforma e novos itens de segurança serão instalados. “Nossa vontade era ter 10 ou 20 vigilantes armados o tempo todo, mas isso não é possível”, concluiu. Vigilância O deputado João Leite (PSDB) disse que a população e a ALMG devem pressionar para que os bancos deixem pelo menos um vigia armado nas agências permanentemente. Ele lembrou que a principal preocupação é com a segurança dos moradores que vivem no segundo andar do mesmo prédio da Caixa. Ele defendeu, ainda, o endurecimento das leis penais. Já o deputado Raimundo Nonato Barcelos, o Nozinho (PDT), autor do requerimento da audiência pública, defendeu o aumento do efetivo policial no município.

[close]

p. 4

BOM DIAquarta-feira, 13 de julho de 2016 4.cidade Cenibra faz doações a escolas em comunidades rurais Antônio Dias - O Instituto Cenibra promoveu na segunda-feira (11) uma série de ações em Antônio Dias contemplando alunos das escolas Dona Maria de Paula Letro (comunidade Porteira Grande), Hermundina Antunes Coura (comunidade Biboca) e Joaquim Martins Carneiro (comunidade Curriola). Os alunos participaram de momentos de leitura e contação de historias, receberam material informativo referente à prevenção e combate a incêndios florestais; receberam bolas de futebol de campo, futsal, vôlei e handebol. Foram também doados 90 livros via Projeto Cultural Salão do Livro. Para o momento da en- trega dos materiais, as escolas realizaram um trabalho educativo de produção de texto com o tema: O livro meu amigo. Na ocasião, os textos dos alunos foram expostos em formato de varal cultural. O Instituto também realizou a entrega de litros de leite arrecadados na semana interna de meio ambiente. Acom Cenibra Foram também doados 90 livros via Projeto Cultural Salão do Livro Empresa realiza campanha de conscientização contra incêndios Geral - A partir deste mês, a Cenibra realiza uma campanha de prevenção contra incêndios florestais. A empresa promoveu uma série de palestras educacionais para prevenção e combate a incêndios nas comunidades, além disso, intensificou a divulgação do 0800 por meio de materiais informativos distribuídos a partir desta semana. Foi disponibilizado às comunidades um telefone gratuito para receber Divulgação Prevenção é a melhor forma de combater as queimadas informações sobre incêndios florestais: 0800 283-1291. Após receber a ligação, uma equipe da Cenibra verifica a veracidade das informações e toma as devidas providências. As equipes de monitoramento estão a postos durante 24 horas. Uma prática comum na zona rural, o uso do fogo para limpeza do solo, pasto ou plantação, deve respeitar os critérios determinados por lei (recomendações do IEF), sem comprometer a terra e os recursos naturais. Contudo, é fundamental estar atento à legislação ambiental, no que diz respeito ao incêndio florestal. A Lei n. 9.605 /98, que dispõe sobre as sanções penais e administrativas derivadas de condutas e atividades lesivas ao meio ambiente, em seu artigo 41 tipifica como crime contra a flora, a conduta de provocar incêndio em mata ou floresta. O artigo 41 prevê prisão de até qutros anos para que provocar incên- dio em mata ou floresta. Para que os índices de incêndios diminuam, é fundamental o apoio das comunidades na preservação de um bem comum: o meio ambiente. A destruição ocasionada pelos incêndios é lamentável. Compromete a camada orgânica do solo, propicia o surgimento de erosões, reduz a resistência das árvores, mata animais ou destrói o habitat natural, danifica propriedades, além de causar danos à saúde do homem.

[close]

p. 5

BOM DIAquarta-feira, 13 de julho de 2016 5.polícia Sindicato orienta policiais a usar viaturas em perfeito estado Geral – Policiais civis de João Monlevade voltaram a trabalhar normalmente. Porém, por falta de viaturas em condições para rodar, o serviços estão sendo prejudicado. Agora os eles seguem orientações da cartilha “Cumpra-se a Lei”, criada pelo sindicato da categoria (Sindpol), em que uma das determinações é que os policias somente devam utilizar viaturas em perfeito estado e devidamente vistoriado pelos órgãos competentes, conforme determina o Código de Trânsito Brasileiro. De acordo com informações, todas as viaturas em João Monlevade tem problemas como óleo vencidos, pneus carecas, problemas nos freios e a única viatura utiliza- da para conduzir presos, está na oficina há cerca de três meses sem previsão de retorno, esperando liberação para conserto. De acordo com alguns policiais civis, parte desses reparos eram feitos pelos próprios policiais da unidade, mas segundo eles, com atraso no pagamento dos salários e diante das orientações do sindicato da categoria deixaram de fazer as “vaquinhas” para ajudar na manutenção dos veículos. Eles são orientados ainda a não utilizarem veículos próprios, armas, celulares, notebooks ou ir às operações policiais somente com a presença do delegado. A greve da categoria foi suspensa em todo o Estado no dia 23 de junho, após determinação do Tribunal de Justiça de Minas Gerais para o retorno imediato ao trabalho sob pena de multa de R$ 350 mil, por dia. A categoria reivindica igualdade entre os salários de escrivães e investigadores com peritos criminais e médicos legistas, abono fardamento, além da isonomia também na remuneração de delegados e defenso- res públicos. O sindicato exige ainda a chamada de excedentes dos concursos que estão dentro do prazo de validade e realização de novos concursos para aumentar o efetivo de policiais. Conforme o Sindpol, atualmente um déficit de aproximadamente 50% na corporação prejudica a população e sobrecarrega os servidores. Menina de 14 anos é apreendida com drogas Barão de Cocais Uma menina de 14 anos foi apreendida na última segunda-feira (11), suspeita de vender drogas numa escola de Barão de Cocais. A polícia chegou até ela após uma denúncia anônima. A menina já é conhecida no meio policial. Em contato com a jovem, ela admitiu a comercialização de drogas na escola, contudo, não havia levado entorpecentes naquela data. No entanto, a menina confessou que teria certa quantidade de tóxicos escondido em sua casa. Na residência da adolescente, debaixo de um tanquinho de lavar roupas, foram localizadas 46 pedras de crack e sete buchas de maconha. A adolescente, em menos de quinze dias foi apreendida com 78 pedras de crack e 28 buchas de maconha. Bell Silva / O Popular Os policias encontraram 78 pedras de crack

[close]

p. 6

BOM DIAquarta-feira, 13 de julho de 2016 6.cultura Sancionado projeto de Tito Torres que declara de utilidade pública a Associação do Clube do Cavalo Geral - Foi sancionada e publicada na última segunda-feira (11), proposição de lei do deputado Tito Torres (PSDB) que declara de utilidade pública a Associação do Clube do Cavalo de Jeceaba que agora está apta a firmar convênios e estabelecer parcerias com o Governo Estadual. Ou seja, poderá pleitear recursos financeiros junto a administração pública do Estado para a continuidade e aprimoramento de suas ações. Além Acom Tito Torres O Clube do Cavalo de Jeceaba promove a realização de eventos ligados ao meio rural disso, também está apta imposto de renda. zação de eventos ligados a receber doações de ter- O Clube do Cavalo de aos cavalos e ao meio ru- ceiros com dedução no Jeceaba promove a reali- ral nas diferentes regiões divulgando e difundindo costumes e informações com aspectos turísticos, ecológicos, culturais e desportivos. A Associação não distribui lucros, vantagens ou bonificações a dirigentes, associados ou mantenedores, sob nenhuma forma, destinando toda sua renda ao atendimento beneficente e gratuito de suas finalidades. “É importante que as pessoas saibam que o reconhecimento como entidade de utilidade pú- blica traz benefícios para as instituições. O simples fato de o Governo já verificar e confirmar que o trabalho realizado tem de fato cunho social já facilita o processo de recebimento de doações e repasse de recursos. É bom que saibam também que as doações feitas às organizações declaradas de utilidade pública podem ser deduzidas do imposto de renda. É o que diz o artigo 13, §2º da Lei 9.249/95”, explica o parlamentar.

[close]

Comments

no comments yet