Jornal Conecta Baixada - 17ª Edição

 

Embed or link this publication

Description

Jornal Conecta Baixada - 17ª Edição

Popular Pages


p. 1

Recicle informação. Passe este jornal para outro leitor. 995-75-4545 www.conectabaixada.com.br 2016 BAIXADA FLUMINENSE 1 a 15 de Julho ANO 2 - N° 17 Distribuição gratuita Arte: Renato Ferreira sobre foto de Lélio Neto/Conecta Baixada ESPORTES Reprodução A INFORMAÇÃO VAI ATÉ VOCÊ Mantenha sua cidade limpa. Não jogue papel no chão. SUSPEITA EM MESQUITA FANTASMAS NA PREFEITURA Lista de 3,2 mil funcionários terceirizados da Coopsege tem 83 CPFs duplicados e 535 nomes sem os respectivos documentos Páginas 6 e 7 O MUSEU QUE NAUFRAGOU A SÉRIE FICOU NA PROMESSA CONTA A HISTÓRIA DO MUSEU MARINHEIRO JOÃO CÂNDIDO, LÍDER DA REVOLTA DA Página 3 CHIBATA, QUE SERIA ERGUIDO EM FORMA DE UM NAVIO, MAS FOI ABANDONADO POR SANDRO MATOS. MESQUITA RELIGIÃO CAXIAS NO GIBI Reprodução SÃO JOAO DE MERITI UBS É ABERTA SEM MÉDICOS Página 2 JORNADA DA JUVENTUDE Página 9 ALVO DA LUTA É OURO, PRATA E BRONZE Equipe formada por nove atletas leva oito medalhas no campeonato estadual. Página 12 CIDADE GANHA GIBITECA MUNICIPAL Espaço na Biblioteca Leonel de Moura Brizola terá acervo com o melhor dos HQs. Página 4

[close]

p. 2

GERAL SAÚDE DE FACHADA 2 BAIXADA FLUMINENSE, 1 a 15 de Julho WWW.CONECTABAIXADA.COM.BR POSTO É ABERTO SEM MÉDICOS Marcelle Bappersi marcelle.bappersi@conectabaixada.com.br F altando pouco menos de quatro meses para as eleições municipais, o prefeito Rogelson Sanches de Fontoura, o GG, inaugurou a nova Unidade Básica de Saúde (UBS) da Chatuba, em Mesquita, mas não disponibilizou médicos para atuar no local. Aberta à população no último dia 21, a UBS deveria oferecer aos mais de 40 mil moradores da localidade atendimento nas seguintes especialidades: clínica-geral, ginecologia e pediatria, conforme havia sido prometido pelo prefeito. Contudo, devido à falta de médicos os pacientes que buscaram a unidade conseguiram apenas medir a pressão arterial. Segundo servidores, a Secretaria de Saúde ainda não aprovou a contratação de médicos para a nova unidade, que funciona no mesmo galpão em já existiam uma padaria escola e um restaurante popular. A falta de médicos na recém inaugurada UBS foi criticada por moradores: "Isso é um absurdo. Como pode inaugurar um posto de saúde sem médicos?", questionou Maria das Dores Silva, de 38 anos. Para contornar o mal estar gerado entre os moradores, que procuraram atendimento e não encontraram médicos, consultas foram marcadas para o início de julho, quando a secretaria municipal de Saúde espera ter solucio- Davi Boechat/Conecta Baixada Posto cenográfico: prefeito de Mesquita inaugura Unidade Básica de Saúde sem médicos para atender a população nado o problema da falta de profissionais. Operação asfalto torto A UBS sem médicos não foi o único alvo de críticas de moradores da Chatuba. Uma operação da prefeitura para pavimentar ruas da localida- de com restos de asfalto também gerou insatisfação na região. A prefeitura, contudo, não se pronunciou sobre a questão. LEGISLANDO EM CAUSA PRÓPRIA Davi Boechat Reprodução/Blog do Ferreirinha davi.boechat@conectabaixada.com.br Vereadores voltam atrás após aprovarem a redução de cadeiras na Câmara tido ao Executivo, que sancionou a mudança. Agora, 11 parlamentares argumentam que a diminuição compromete a representatividade da população. O documento assinado pelo grupo, que já havia sido protocolado na Câmara, foi entregue ao presidente da Casa, vereador Maurício Moraes (PMDB). Saiba quem são os vereadores contrários ao corte de 12 cadeiras: Carlinhos Presidente (PHS), Arthur Legal (PSL), Giane Jura (PRP), Jorge Marotte (PRP), Rael (PRP), Fernandinho Moquetá (PRP), Gilson Cunha (PMN), Dr. Cacau (PROS), Fabinho Rodilandia (PMDB), Ferrerinha (PT), e Henrique Neves (PCdoB). "CHUPA ESSA MANGA GG" Na manhã do último dia 27, Juliana Matheus se indignou ao receber uma manga verde e um pão dormido do projeto “Bom dia, trabalhador”, na estação de trem de Mesquita. Implantado no fim do ano passado pela secretaria municipal de Ação Social, o programa oferece café da manhã gratuito aos trabalhadores. Em tom irônico, Juliana usou seu perfil no Facebook para perguntar se esse é o tipo de café da manhã de Gelsinho Guerreiro. Logo a publicação foi comentada em tom de deboche: "Chupa essa manga GG", escreveram. Após terem aprovado por duas vezes em plenário a redução do número de cadeiras na Câmara de Nova Iguaçu, um grupo formado por 11 vereadores decidiu se manifestar contra a alteração. O protesto aconteceu durante a sessão de terça-feira (21), quando integrantes do bloco apresentaram documento para tentar justificar a mudança de opinião. “O repasse da prefeitura vai continuar sendo o mesmo de 4,5% do orçamento do município. Por isso, somos a favor de mantermos a redução para 21 cadeiras, conforme foi aprovado por essa casa em 2014”, declarou Carlinhos Presidente Um grupo de 11 vereadores não quer a redução no número de cadeiras na Câmara (PHS) na tribuna, referindo-se à votação que definiu a redução de 12 cadeiras no Legislativo de Nova Iguaçu. O projeto, de autoria de Carlão Chambarelli (PSDB), líder de governo, previa que a Câmara ficaria com 21 parlamentares, o que seria colocado em prática apenas no início da próxima legisla- tura, em janeiro de 2017. Em março passado, porém, os vereadores voltaram a discutir a diminuição do número de cadeiras na Casa. Em nova sessão, apenas sete foram contrários à diminuição para 17, proposta pelo vereador Marcelinho das Crianças (PTN). Após a aprovação, o texto foi subme-

[close]

p. 3

BAIXADA FLUMINENSE, 1 a 15 de Julho WWW.CONECTABAIXADA.COM.BR 3 GERAL FICOU NA PROMESSA MUSEU DO ALMIRANTE NEGRO FOI A PIQUE EM MERITI Projeto em forma de navio que homengearia João Cândido não saiu do papel em São João de Meriti Reprodução C Em forma de navio, o Museu em homenagem a João Cândido Felisberto (detalhe) ficaria no Morro do Embaixador, no bairro Vila São José, e colocaria Meriti no circuito nacional de museus elebrado e anunciado aos quatro ventos como uma das mais importantes obras dos dois governos Sandro Matos (PHS) em São João de Meriti, o Museu Marinheiro João Cândido, que teria forma de navio, naufragou em um mar de confusões entre Prefeitura e construtora. No meio disso tudo ficou a população órfã de um equipamento importante de Educação e Cultura. O abandono da obra, orçada em R$ 2.328.167,09, recursos do Ministério do Turismo, provocou surpresa a “seu” Candinho, filho mais velho do Almirante Negro. “Ninguém da prefeitura procurou a gente pra falar nada. Tô sabendo agora por você da paralisação da obra. A última vez que estive com o prefeito (Sandro Matos) foi no lançamento da pedra fundamental (em 2011)”, declara seu Candinho. Segundo a Prefeitura de São João de Meriti, nenhum recurso chegou a ser gasto com a obra. A notícia da construção do museu causou agito nos setores culturais da cidade e, pela primeira vez, um município da Baixada Fluminense participou da semana dos Museus, evento nacional do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), em maio de 2012. Moradores do bairro Vila São José aguardavam ansiosos a construção do Museu, já que o projeto previa a geração de empregos na comunidade. Hoje, o terreno no Morro do Embaixador, que foi desapropriado para a construção de Museu, é usado por traficantes como boca-de-fumo. Em nota, o Instituto Brasileiro de Museus lamentou o abandono das obras: “Acompanharemos junto à Prefeitura (de São João de Meriti) o desdobramento  e a busca de soluções visando à retomada das obras.” Já a prefeitura de São João de Meriti, através da Secretaria Municipal de Obras, Habitação, Ambiente e Defesa Civil disse que “os convênios foram cancelados e os contratos rescindidos porque as empresas responsáveis pelas obras não cumpriram o que estava previsto nos contratos”. Forma de navio para lembrar a história O projeto do Museu Marinheiro João Cândido tinha forma de um navio, é uma alusão ao palco em que foi travada a luta do “Almirante Negro”, como João Cândido ficou conhecido após liderar a Revolta da Chibata, em 1910, contra os castigos físicos im- postos a marujos no início do século 20. João Cândido compeltria 136 anos no dia 24 de junho. SEM CASA E SEM EXPLICAÇÃO Além do Museu que “naufragou”, outras duas importantes obras também foram abandonadas pela prefeitura de São João de Meriti. Uma delas, o PAC do Jardim Analândia, que beneficiaria 180 famílias carentes do bairro, o mais carente de São João de Meriti, que ganhariam apartamentos, estava orçado em R$ 13,2 milhões, do Ministério das Cidades, e consumiu R$ 2,7 milhões, segundo a prefeitura. As obras estavam adiantadas, com 70 unidades já construídas e em fase de acabamento, quando foram abandonadas, depois de várias substituições de construtoras. Hoje o local abriga apenas um monte de entulhos do que já foi a esperança de 180 famílias que não têm onde morar. Praça de Esporte e Cultura (PEC) Outra importante obra que beneficiaria a população de São João de Meriti ficou apenas na promessa. Projeto do Governo Federal, as Praças de Esporte e Cultura (PEC), brinquedoteca, salas de leitura e auditório. Orçado em mais de R$ 3 milhões, do Ministério dos Esportes, o equipamento, com 700 metros, seria instalado no bairro Vilar dos Teles. A prefeitura de São Divulgação Parte dos apartamentos já havia sido erguida quando a obra foi abandonada previam juntar e um só local vários equipamentos de atendimento à população, como biblioteca, João de Meriti chegou a receber pouco mais de R$ 34 mil, mas o projeto não saiu do papel.

[close]

p. 4

CULTURA/EDUCAÇÃO HQ EM ALTA 4 BAIXADA FLUMINENSE, 1 a 15 de Julho WWW.CONECTABAIXADA.COM.BR DUQUE DE CAXIAS GANHA GIBITECA Divulgação O A Gibiteca Adail José de Paula vai ficar na Biblioteca Municipal Leonel de Moura Brizola, na Praça do Pacificador s apaixonados por histórias em quadrinho ganharam um espaço especial na Biblioteca Municipal Governador Leonel de Moura Brizola, no Centro de Duque de Caxias. A inauguração da Gibiteca Cartunista Adail José de Paula, aconteceu no dia 30 de junho. O espaço tem acervo de histórias em quadrinhos que servirá como fonte de pesquisa e entretenimento para caxienses e moradores de municípios vizinhos. A Gbiteca foi criada para ampliar a cultura dos quadrinhos e incentivar o hábito da leitura. A ideia surgiu com os cartunistas do Coletivo Capa Comics, também de Caxias, durante uma visita à Gibiteca de Santos, em São Paulo. A escolha do homenageado foi certeira: Adail José de Paula (1937-2014), que nasceu em São Paulo e veio para o Rio de Janeiro em 1955, onde ficou até o fim da vida. Adail trabalhou como ilustrador em veículos que marcaram época como O Cruzeiro, O Pasquim, O Dia, além de ter tido diversas publicações em jornais e editoras. Adail também foi compositor de sambas e membro conselheiro na ABI (Associação Brasileira de Imprensa). Gibiteca Adail José de Paula Biblioteca Governador Leonel de Moura Brizola - Praça do Pacificador, Centro. AULÃO GRATUITO PREPARATÓRIO PARA O ENEM EM NILÓPOLIS Divulgação Equipe Abeu Colégios vai dar um aulão preparatório gratuito para preparar estudantes para o Exame Nacional do Ensino Médio O Abeu Colégios vai realizar um aulão preparatório gratuito para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), na quadra da Beija-Flor de Nilópolis, entre 13h30 e 19h, do dia 9 de julho. Os vestibulandos também concorrerão a 10 bolsas de 100% para o curso Pré-Enem nas unidades de Belford Roxo, Nilópolis e Nova Iguaçu. Para participar, basta se inscrever de graça no site www.abeucolegios.com. br até o dia 6 de julho. Durante o encontro, serão ministrados conteúdos de ciências humanas, ciências exatas, ciências da natureza, linguagens e códigos, e redação, unindo atenção ao ensino transmitido com qualidade e entretenimento, à descontração dos adolescentes. A única recomendação feita pela instituição é que cada aluno inscrito leve 1 kg de alimento não perecível no dia do aulão.

[close]

p. 5

BAIXADA FLUMINENSE, 1 a 15 de Julho WWW.CONECTABAIXADA.COM.BR 5 GERAL CONEXÃO GERAL Davi de Castro davi.castro@conectabaixada.com.br pouco mais de 100 dias das eleições para prefeito e vereadores em todo Brasil, em alguns municípios o processo político eleitoral já começa a pegar fogo e espalhar labaredas. Mesquita é um dos exemplos. De um lado, o prefeito Gelsinho Guerreiro, sobre quem pesa uma série de investigações sobre irregularidades administrativas, além de enriquecimento ilícito. Do outro lado, vários pré-candidatos a prefeito, se destacando mais o empresário Jorge Miranda, o JM (PSDB). Este cresce diante do eleitorado. O projeto de JM propõe soluções de crescimento e desenvolvimento social para o município. A A CAMPANHA EM MESQUITA JÁ PEGA FOGO Agência Brasil ISENÇÃO PARA TEMPLOS Templos religiosos podem ganhar isenção da taxa de iluminação pública em Nova Iguaçu. O projeto de lei, proposto pelo vereador Denilson Ambrósio (PROS), deve ir à votação na sessão do próximo dia 5. Se aprovada, a lei poderá beneficiar três mil imóveis próprios e alugados usados como local de culto. SEM DINHEIRO A PERSEGUIÇÃO A perseguição a Waltinho continuou durante sua candidatura a deputado estadual, uma vez que aos aliados eram oferecidas vantagens com uma única condição: não votar nele. Agora, a perseguição é pelo fato do vice se aliar a Jorge Miranda. O repasse mensal que o Executivo deve fazer ao Legislativo está atrasado em Nova Iguaçu. A irregularidade começou no fim do ano passado. Com isso, vencimentos de servidores e vereadores estão sendo pagos com até duas semanas de atraso. NÃO HÁ TINTA Gelsinho, mostrando que tem ouvido de mercador, segue pintando postes e praças. Assim, engana um grupo de aliados, mas não convence a maioria da população, já que na periferia não há tinta suficiente para cobrir o abandono. A TRAIÇÃO Ainda contra o prefeito de Mesquita, pesa o fato de ter traído seu vice-prefeito Waltinho Paixão, com quem descumpriu os tratos, lacrou a porta do seu gabinete, tomou o carro oficial e ainda demitiu todo o pessoal que servia ao gabinete do vice. COMPRA DE VOTO A bolsa de apostas do voto em Belford Roxo está em alta. A cota subiu para R$ 150 por cabeça no inicio da semana. Em uma cidade com 320.004 eleitores, se todos concordassem, seriam necessários R$ 48 milhões para vencer. Mas só se pode gastar 450 mil. NOMEAÇÕES EM TROCA DE VOTOS Juízes e promotores, que vão atuar nas próximas eleições na Baixada Fluminense, estão de olho nas nomeações de funcionários temporários pelos atuais prefeitos de municípios da região. Há suspeita de que os cargos em comissão estão sendo usados como moeda de troca por votos. Dados do TCE revelam que o número de comissionados na maioria das prefeituras supera o de servidores concursados.

[close]

p. 6

POLÍTICA UM ASSOMBRO DE GESTÃO 6 BAIXADA FLUMINENSE, 1 a 15 de Julho BAIXADA FLUMINENSE, 1 a 15 de Julho WWW.CONECTABAIXADA.COM.BR WWW.CONECTABAIXADA.COM.BR 7 POLÍTICA FANTASMAS NA FOLHA DE PAGAMENTO Servidores irregulares em Mesquita podem chegar a mil. No primeiro semestre, Coopsege já recebeu R$ 40,8 milhões, mas salários de terceirizados estão atrasados. Arte: Renato Ferreira sobre foto de Lélio Neto/Conecta Baixada A divulgação de uma lista com os nomes de 3.253 pessoas, que supostamente prestariam serviços à prefeitura de Mesquita por meio da Coopsege, aumentou a suspeita de irregularidade no contrato firmado com a cooperativa no início da gestão do prefeito Rogelson Sanches Fontoura, o GG, em meados de 2013. Na relação enviada à Justiça pela administração municipal não constam os CPFs de 535 dos terceirizados. Há ainda 83 CPFs duplicados na relação. O que reforça a hipótese da existência de fantasmas entre os cooperativados. Em média, a prefeitura repassou R$ 60 milhões por ano à Coopsege. A suspeita de irregularidades no contrato entre a prefeitura e a Coopsege foi levantada numa ação popular que tramita na Vara Cível de Mesquita. O autor do processo questiona a legitimidade da licitação, que resultou na escolha da cooperativa pela administração municipal e, sobretudo, o volume de dinheiro que saiu dos cofres da cidade para pagar à Coopsege. No primeiro semestre, por exemplo, foram transferidos R$ 40,8 milhões à cooperativa. Apesar dos repasses milionários há relatos de atrasos nos pagamentos de parte dos funcionários terceirizados. Diante da suspeita, a juíza Alessandra Tufvesson Peixoto, da Vara Cível de Mesquita, determinou a busca e apreensão do contrato em 9 de maio passado. Na ocasião, um oficial de justiça esteve na prefeitura para cumprir a determinação judicial, mas não conseguiu localizar o documento. Na decisão, a juíza também proibiu a administração municipal de solicitar novos funcionários terceirizados da cooperativa e ainda solicitou a relação com os nomes, funções e respectivos CPFs de todos os funcionários cedidos pela Coopsege. A determinação da Justiça, contudo, foi ignorada pela gestão GG, que foi novamente notificada em junho passado a apresentar o contrato e os dados solicitados pela juíza. No último dia 28, passados 51 dias da primeira intimação, a procuradoria do município disponibilizou a lista com os nomes dos supostos funcionários terceirizados, mas sem informar todos os respectivos CPFs. A ausência dos dados nem sequer é mencionada pelos responsáveis pela defesa da administração municipal. Já o advogado Felipe Fonte, que representa o autor da ação popular, ressalta que a suspeita de existência de fraude aumenta diante do fato de o município não apresentar os CPFs de um terço dos supostos terceirizados. "Estamos falando de uma potencial fraude de R$ 12 milhões apenas no primeiro semestre deste ano", acrescenta. Procurada pela reportagem para esclarecer a ausência dos CPFs, a prefeitura de Mesquita não se pronunciou. Na defesa encaminhada à Justiça, os representantes da Coopsege negam a existência de irregularidades na prestação do serviço.

[close]

p. 7

EMPREENDEDORISMO CABEÇA FEITA VIDA DE UM EMPREENDEDOR Jorge Eduardo jorge.eduardo@conectabaixada.com.br 8 BAIXADA FLUMINENSE, 1 a 15 de Julho WWW.CONECTABAIXADA.COM.BR A ARTE DE EMBELEZAR Leilane Oliveira leilane.oliveira@conectabaixada.com.br Renato Ferreira/Conecta Baixada FORMAS COMPROVADAS DE RELACIONAMENTO COM O CLIENTE Vamos falar de relacionamento com o cliente segundo a metodologia do Canvas. Assistência Pessoal Aqui sua empresa pode disponibilizar canais mais diretos e funcionários para o atendimento ao cliente, como call centers, pontos de venda ou e-mail. Normalmente esse tipo de serviço é custoso e o cálculo a ser feito é o custo do serviço X capacidade de atendimento. Também considere quanto a sua proposta de valor necessita de atendimento pessoal para dar suporte ao cliente. Assistência Pessoal Dedicada Nessa situação o atendimento é feito para poucos clientes, normalmente aqueles que têm condições especiais por pagarem mais caro por seus serviços, mas nesse caso seguimos a mesma linha de raciocínio do tópico anterior. Self-Service Nesse caso a sua empresa deve criar meios para que o cliente sirva-se por ele mesmo. Temos os exemplos tradicionais dos Magazines, restaurantes self-service, entre outros modelos de negócio. Serviços Automatizados Esse é um pouco mais sofisticado que o anterior. Nessa situação a sua startup cria ou utiliza recursos automatizados para que o cliente obtenha seu produto ou serviço. Máquinas de revenda de doces e refrigerantes, locadoras automáticas como a da Blockbuster, são bons exemplos desse tipo de serviço. Comunidades São formas de relacionamento focadas em reunir clientes em torno de um problema que seu produto ou serviço resolve, ou simplesmente para conversarem e acompanharem novidades. Clube Nespresso ou clubes de livros são alguns exemplos. Cocriação Busca engajamento do cliente para a criação de novos produtos ou serviços. Essa forma de relacionamento com o cliente tem objetivos mais focados que a anterior. São programas criados pelas empresas que estimulam o cliente a experimentar e opinar sobre inovações que estão sendo criadas, ou até ajudar no processo de criação do produto. M odificação. A palavra acompanha a trajetória do hairstylist e maquiador Márcio Carvalho. Aos 35 anos, o profissional de Belford Roxo, que começou faxinando o salão do irmão mais velho, coleciona mais de 50 prêmios, sendo três internacionais, e clientes famosas, como a cantora Kelly Key e Raíssa, rainha de bateria da Beija Flor. A mais recente conquista foi a inauguração do estúdio de beleza no bairro Nova Piam. "Aos 12 anos, eu lavava o salão do meu irmão. Chegava às 5h e às 8h já estava tudo pronto. Depois, fui promovido e comecei a lavar cabelos. O que me encantava era perceber como a mulher chegava e como saía. A capacidade de transformar a pessoa com conhecimento e arte. O cabeleireiro tem esse poder", acredita Márcio. Aos 14 ele fez seu primeiro curso de cabeleireiro. Era grátis e durava oito meses. Apesar da dedicação foi reprovado e precisou refazer todo o seu projeto de futuro. "Nunca Márcio começou aos 12 anos, lavando o salão do irmão, e hoje emprega dez pessoas vou esquecer essa professora: Sandra. Ela percebeu meu interesse e disse que ia me reprovar para que eu fosse um bom profissional. Confiava tanto em mim que deixava cortar o cabelo dela", revela. Um ano depois, com o dinheiro que recebia como estagiário no salão do irmão, começou um curso de maquiagem com o maquiador Ronaldo Moryeno. Logo depois, já estava dando aulas. Foi aí que decidiu trabalhar por conta própria. "Comecei a atender na varanda da casa dos meus pais. Depois, abri um salão com minha irmã, em 98. Juntei dinheiro e comprei a loja", diz. O novo Studio Marcio Carvalho tem 10 funcionários e três andares. No primeiro, o salão; o segundo é exclusivo para noivas, debutantes e aniversariantes, com direito a ofurô e cromoterapia. O terceiro andar deve virar, em breve, uma barbearia. "Será voltado para os homens. Penso em colocar uma sinuca. Estou me estruturando para aumentar a equipe e dar mais conforto aos clientes. Vem muita gente de longe", justifica. Studio de Beleza Marcio Carvalho Fica na Avenida Piam (Próximo à Vila Olímpica de Belford Roxo) Tel.: (21) 2779-5507 2663-5406 WhatsApp 995-75-4545

[close]

p. 8

BAIXADA FLUMINENSE, 1 a 15 de Julho Maio WWW.CONECTABAIXADA.COM.BR 9 RELIGIÃO E FÉ PROFESSOR CLÁUDIO DUARTE evangelho@conectabaixada.com.br BÍBLIA, A FONTE DE VIDA PARA O CRISTÃO "Não afastes da tua boca o livro desta lei, antes medita nele dia e noite, para que tenhas cuidado de obedecer a tudo o que nele está escrito: assim farás prosperar o teu caminho e serás bem sucedido". Josué 1:8 "Desvenda-me os olhos para que eu enxergue as maravilhas da tua lei". Salmo 119:18 Estes dois textos, entre milhares de outros, nos mostram a fundamental importância da Bíblia para uma vida cristã autêntica. É inadmissível e incompreensível que alguém se diga cristão sem ter apreço e zelo pela Bíblia, a Palavra de Deus, e sem se aplicar no estudo e prática do texto sagrado. Nunca é demais repetir que a Bíblia é a Palavra de Deus, viva e eficaz, e é através de Sua Palavra que Deus fala conosco, nos orienta, nos instrui, nos adverte, nos corrige e nos anima à perseverança. O crente sem uma vida modelada pela Palavra está se enganando, e o pastor ou líder que não apresenta o Deus da Bíblia à sua comunidade, mente, falsifica, adultera a Verdade que é Jesus. Como nos determina a Bíblia, sejamos praticantes da Palavra e não somente ouvintes, e procuremos todos os dias, com perseverança, conhecer nosso Senhor, Seu caráter, Seu ensino, Sua vida, que está revelada para todos através da Bíblia, a Palavra eterna de Deus. GIRO PELAS IGREJAS No próximo dia 25 de julho acontece o encontro sobre Cidadania Cristã, promovido pela COMEVER. A reunião vai acontecer na Câmara Municipal de Mesquita. Todos os domingos, às 19h, cultos de louvor e adoração na Comunidade Apostólica da Jacutinga, na travessa Marina, 159, em frente ao campo do Cruzeiro. A liderança é do apóstolo Daniel da Jacutinga. Mande para nossa coluna a programação e eventos de sua igreja e divulgaremos GRATUITAMENTE. O endereço do e-mail é claudio.duarte@ conectabaixada.com.br. MESQUITA VAI SEDIAR JORNADA PAROQUIAL DA JUVENTUDE Enquanto 600 mil fiéis são esperados para a Jornada Mundial da Juventude (JMJ), que ocorrerá em Cracóvia, na Polônia, em julho, Mesquita terá, em paralelo com o evento internacional, sua primeira Jornada Paroquial da Juventude (JPJ), entre os dias 26 e 31. Para facilitar o acesso maior de jovens, o evento, promovido pela Paróquia São José do Operário (Rua Prefeito João Luiz do Nascimento 220, em Mesquita), as atividades serão realizadas, na sua grande maioria, à noite. Segundo a organização do evento, a JPJ foi elaborada para receber todos aqueles jovens da Baixada Fluminense e do Rio de Janeiro que não poderão acompanhar o evento oficial na Polônia esse ano devido à falta de recursos, pois o gasto pessoal seria de aproximadamente R$17 mil. Entretanto, com o objetiReprodução vo de familiarizar os fiéis, o circuito de procissões acontecerá nos mesmos moldes do evento internacional, ou seja, com dezenas de religiosos peregrinando com a cruz e o ícone do evento por seis comunidades da região. "A Jornada Paroquial da Juventude é uma oportunidade ímpar de aproximação de jovens além de fornecer instrumentos e condições de uma formação religiosa, baseada nos ensinamentos cristãos. Através do evento, podemos fornecer aos jovens uma nova direção e um novo ângulo", afirma a organização da JPJ. Além disso, o sistema de acolhimento de jovens é similar ao que abrigou milhares de pessoas durante a JMJ, sediada pelo estado, em 2013. Os fiéis de diversas partes do Rio poderão ficar em casas de famílias cadastradas pela Paróquia. Conecta Baixada

[close]

p. 9

ESPORTE VENCENDO BARREIRAS 10 BAIXADA FLUMINENSE, 1 a 15 de Julho WWW.CONECTABAIXADA.COM.BR Divulgação MORADOR DE NOVA IGUAÇU GANHA OURO NA ITÁLIA Adolescente conseguiu patrocínio após matéria do Conecta Baixada Rodrigo Melo rodrigo.melo@conectabaixada.com.br Marcelle Bappersi marcelle.bappersi@conectabaixada.com.br o cruzar a linha de chegada da competição Giochi Della Juventus, o atleta Kleberson de Oliveira, de 14 anos, despertou o sonho de vitória em outros esportistas que estavam desmotivados e desistiam do atletismo. O jovem foi o primeiro atleta do Clube do Caminhar de Nova Iguaçu a participar de uma competição internacional e, para alegria da A equipe, voltou vencedor. Segundo o treinador Manoel Honório, mesmo com todas as dificuldades financeiras, o projeto, que busca patrocínios, consegue lançar atletas no mercado. "Os meninos não queriam mais competir e muitos estavam desistindo do esporte. Quando o Kleberson ganhou, eles perceberam que valia a pena continuar o sonho. É até meio irônico, sabe? Nós não tínhamos nada e conseguimos um título expressivo. Já treinamos no barro e não temos ver- gonha disso. Esse torneio na Itália deixou os nossos atletas bem felizes. Todos são capazes", diz Honório. Ainda segundo o treinador, a viagem de Kleberson à Itália para competir só foi possível após o Conecta Baixada revelar as dificuldades enfrentadas pela equipe para conseguir patrocínio. Sensibilizados, os empresários Nino e Toninho, sócios na empresa Arte Trigoli, decidiram apoiar financeiramente o jovem atleta. Morador de Parque dos Palmares, em Nova Iguaçu, o estudante voltou da viagem com uma medalha de ouro em arremesso de peso e ainda foi o 7º colocado na corrida de mil metros. "Nós conseguimos patrocínio depois de uma matéria feita pelo Conecta Baixada. Com o apoio da Arte Trigoli, treinamos em um lugar melhor para nossos atletas. Vamos participar de uma competição em um Colégio Militar e dos Jogos Estudantis 2016. Queremos manter o bom resultado do Kleberson no exterior", destacou Honório. O Clube Caminhar é um projeto não governamental que ajuda jovens a conseguirem realizar o sonho de ser tornarem atletas profissionais. Com cerca de 20 anos de existência, o Clube já conta com um time de 23 meninos e 7 meninas que tinham os custos de passagem e alimentação pagos pelo treinador. O projeto trabalha com pessoas que vivem em situação de risco social e pessoal e busca, através do esporte, contribuir com o desenvolvimento cultural desses alunos.

[close]

p. 10

BAIXADA FLUMINENSE, 1 a 15 de Julho WWW.CONECTABAIXADA.COM.BR 11 PASSATEMPO EXPEDIENTE: Presidente: Ricardo Lucena Consultor Editorial: Sérgio Ramalho Coordenador Editorial: Marco Antonio Canosa Projeto Gráfico : Daniel Souza e Renato Ferreira Diagramação: Renato Ferreira Tecnologia: Ronald Henrique Tiragem: 20 mil exemplares Distribuição Gratuita Edição Quinzenal Impressão: NewsTech - (21) 3552-0580 O Jornal Conecta Baixada não se responsabiliza pelas opiniões emitidas por colunistas e colaboradores. Redação: Rua Dr. Mário Guimarães . Nº 428, SL. 308 . Centro, CEP: 26255-230, Nova Iguaçu, RJ. Tel: (21) 3765-3423 Comercial: (21) 3765 3423 WhatsApp: 995-75-4545 Email: contato@conectabaixada.com.br

[close]

p. 11

ESPORTES VITÓRIA NOS TATAMES 12 BAIXADA FLUMINENSE, 1 a 15 de Julho WWW.CONECTABAIXADA.COM.BR ALVO DA LUTA É OURO, PRATA E BRONZE Fotos: Divulgação A equipe do Projeto Alvo da Luta levou oito das nove medalhas que disputou no campeonato estadual de Jiu-Jitsu Rodrigo Melo rodrigo.melo@conectabaixada.com.br pós iniciar o ano com o pé direito, o Projeto Esportivo Social Alvo da Luta (Polo AVD Mesquita) continua conquistando títulos importantes no cenário nacional. Com alunos de todas as idades, Jordan Almeida comanda uma das equipes mais fortes da Baixada. Além de conseguir A oito medalhas no campeonato estadual de Jiu-Jitsu (FJJRIO), um dos torneios mais importantes do estado, o Projeto conseguiu uma vaga para disputar um dos maiores eventos do mundo, o de Abu Dhabi. Indo para o campeonato estadual de Jiu Jitsu após destaques como Thaíres e Kaíque ganharem títulos importantes, os alunos do Projeto Alvo da Luta chegaram com moral para o torneio. Com nove atletas e oito medalhas, os lutadores confirmaram a boa fase. “É muito bom voltar com tantas medalhas para casa. Essa é a força da Baixada Fluminense. Nós estamos em boa fase porque treinamos pesado. Vamos continuar nesse ritmo para os bons resultados continuarem aparecendo”, afirmou o faixa-preta Jordan Almeida. CAMPEÕES DE MESQUITA Resultados dos Atletas no Estadual 2016 Medalhas de Ouro Leonardo Ramos Kaique de Oliveira Gabriel Alex Fragoso Henrique de Oliveira Prata Guilherme Silva Diogo Martins Bronze Riquelmi Thaíris Moura MESQUITA X ABU DHABI Em parceria com a academia Nova União, que se consagrou a melhor equipe do Estadual 2016 da FJJRIO, foram mais de 100 medalhas de ouro conquistadas pela Baixada. Com passagens pelos Estados Unidos, chegou o momento do projeto visitar Abu Dhabi, capital dos Emirados Árabes. Leonardo Ramos, de 34 anos, será o representante da equipe em um dos maiores campeonatos do mundo. Em dezembro de 2015, Leonardo, dependia de um bom resultado para se tornar o primeiro do ranking em sua categoria. O atleta dividiu seu tempo entre uma prova para um concurso público e os treinamentos quando garantiu o desfecho esperado. Após o fim de ano emocionante, Leonardo se classificou para o torneio de Jiu Jitsu de Abu Dhabi ao conseguir duas medalhas na seletiva do Brasil, em Porto Alegre. Para participar do Projeto Esportivo Social Alvo da Luta, a criança precisa ter a partir de 4 anos, estar matriculada em escola da rede pública ou privada. As aulas acontecem às 2ª, 4ª e 6ª, de 18h30 às 21h50, na Rua Mercúrio 85, Centro, Mesquita. Leonardo (esq) se classificou para disputar o campeonato de jiu-jitsu em Abu Dhabi

[close]

Comments

no comments yet