NEUROPSICOLÓGICO

 

Embed or link this publication

Description

CATÁLOGO MAGO 2016

Popular Pages


p. 1

PRODUTOS & SERVIÇOS EM PSICOLOGIA NEUROPSICOLÓGICO

[close]

p. 2

NEUPSILIN-Inf – Instrumento de Avaliação Neuropsicológica Breve para Crianças APROVADO PELO CFP – RESOLUÇÃO CFP Nº 002/2003 (Avaliação Neuropsicológica Breve Infantil) Ψ Editora: Vetor Autor: Jerusa Fumagalli de Salles, Rochele Paz Fonseca, Maria Alice de Mattos Pimenta Parente, Camila Crus-Rodrigues, Claudia Berlim de Mello, Thais Barbosa, Monica Carolina Miranda (Orgs.) PRODUTOS & SERVIÇOS EM PSICOLOGIA OBJETIVO O Instrumento de Avaliação Neuropsicológica Breve Infantil – NEUPSILIN-Inf, tem por objetivo identificar e caracterizar o perfil de funcionamento de processos neuropsicológicos visando a descrição cognitiva associada a diagnósticos em transtornos do neurodesenvolvimento, em geral, e da aprendizagem, em particular, quando aliado ao resultado de outros instrumentos e demais procedimentos no processo de avaliação neuropsicológica. POPULAÇÃO Crianças do primeiro ao sexto ano escolar do ensino fundamental (considerando anos de estudo formal), com idades entre 6 e 12 anos e 11 meses. APLICAÇÃO Individual. TEMPO Sem limite de tempo, sendo que a maioria das aplicações leva em média 50 minutos. CORREÇÃO Manual. DESCRIÇÃO O NEUPSILIN-Inf é indicado para a avaliação de funções neuropsicolinguísticas em crianças e caracteriza-se como um instrumento que contempla os diversos domínios cognitivos, de aplicação rápida e fácil e é dotado de um modelo de análise quantitativa e qualitativa, importante para a compreensão dos processos mentais subjacentes ao desempenho. Trata-se, assim, de um instrumento neuropsicológico breve composto por uma bateria fixa de rastreio de habilidades verbais e não verbais, que pode auxiliar em abordagens interdisciplinares de diagnóstico, prognóstico e planejamento terapêutico em casos suspeitos ou confirmados de transtornos do neurodesenvolvimento. Por meio dos 26 subtestes, o instrumento avalia componentes de oito funções neuropsicológicas: orientação, atenção, percepção visual, memórias (de trabalho, episódica, semântica), habilidades aritméticas, linguagem oral e escrita, habilidades visuoconstrutivas e funções executivas. Com base nos resultados obtidos, pode-se decidir por complementar a avaliação com testes ou procedimentos específicos relacionados aos domínios cognitivos evidenciados como de maior fragilidade, visando à maior segurança na interpretação das dificuldades, queixas e sintomas manifestos. Pode ser utilizado em centros de saúde, em secretarias de saúde e de educação, nos âmbitos público e privado, contribuindo para o trabalho de profissionais especializados em neuropsicologia do desenvolvimento em sua prática clínica, bem como em pesquisas na área. MATERIAL (KIT) 01 Manual 01 Livro de Estímulos (reutilizável) 01 Guia de Aplicação 01 Crivo 01 Bloco com 25 folhas de aplicação cancelamento de figuras (descartável) 10 Protocolos de Avaliação (descartáveis)

[close]

p. 3

BATERIA PIAGET-HEAD – de Orientação Direita-Esquerda APROVADO PELO CFP – RESOLUÇÃO CFP Nº 002/2003 (Avaliação da Lateralidade / Neuropsicológica) Ψ Editora: Vetor Autor: Plínio Marco de Toni PRODUTOS & SERVIÇOS EM PSICOLOGIA DESCRIÇÃO A Bateria Piaget-Head foi desenvolvida originalmente na França por Nadine Galifret-Granjon. Está composta por duas partes distintas: a primeira diz respeito a itens que objetivam verificar a orientação direita-esquerda em suas diferentes formas (da criança em si mesma, no examinador e entre os objetos) enquanto a segunda parte destina-se a avaliar no examinando a reprodução de movimentos lateralizados (imitação dos movimentos do observador face a face, execução dos movimentos mediante ordem verbal e imitação mediante figuras esquemáticas). As perturbações relacionadas à orientação direita-esquerda atingem o campo da neuropsicologia clínica e da psicopedagogia. Distúrbios associados à confusão na orientação direita-esquerda podem acarretar dificuldades acadêmicas como dislexia, disgrafia e discalculia, estando diretamente relacionado ao processo de alfabetização e envolvido com o desempenho de habilidades acadêmicas. A bateria pode ser utilizada na avaliação neuropsicológica e psicopedagógica, para a investigação do funcionamento normal e alterado da orientação direita-esquerda em crianças e adolescentes com problemas de aprendizagem, principalmente associados a quadros de dificuldades de leitura, escrita e na realização de cálculos matemáticos. OBJETIVO A Bateria Piaget-Head tem como proposta verificar o grau de desenvolvimento da orientação direita-esquerda em crianças. POPULAÇÃO Destinado a crianças de 06 a 13 anos de idade. APLICAÇÃO Individual. TEMPO Não há limite de tempo, não devendo levar mais que 10 a 15 minutos. CORREÇÃO Manual. MATERIAL (KIT) 01 Manual 01 Caderno com figura exemplo e figuras esquemáticas para o subteste HEAD 3 (reutilizável) 10 Folhas de respostas e correção

[close]

p. 4

PROMAT – Roteiro para Sondagem de Habilidades Matemáticas (Dificuldades e Transtornos da Aprendizagem da Matemática) Editora: Casa do Psicólogo / Pearson Autor: Monica Andrade Weinstein PRODUTOS & SERVIÇOS EM PSICOLOGIA OBJETIVO O Roteiro para Sondagem de Habilidades Matemáticas – PROMAT, tem por objetivo verificar se as competências numéricas básicas foram adquiridas, indicando as áreas de concentração das dificuldades encontradas, em caso de defasagem. POPULAÇÃO Crianças nos anos iniciais do Ensino Fundamental, do 1º ao 5º ano. APLICAÇÃO Individual. TEMPO A critério do aplicador, o roteiro pode ser aplicado em uma única sessão (em torno de sessenta minutos) ou em várias sessões. No caso de crianças menores (1º e 2º anos) e de crianças desatentas ou agitadas, sugere-se que a aplicação se estenda por pelo menos duas sessões. É importante cronometrar e registrar o tempo total empregado pela criança para finalização do conjunto das tarefas em cada domínio (I,II, e III) para fins de monitoramento do desenvolvimento da fluência de execução. CORREÇÃO Manual. DESCRIÇÃO O Roteiro para Sondagem de Habilidades Matemáticas – PROMAT é um roteiro elaborado para a sondagem do desenvolvimento das habilidades matemáticas nos anos iniciais do ensino fundamental. Foi desenvolvido para permitir que educadores e especialistas possam investigar com mais precisão as dificuldades específicas de alunos, permitindo que barreiras sistemáticas e persistentes para a aprendizagem da matemática sejam encontradas, possibilitando a oferta de serviços, suportes ou acomodações acadêmicas mais apropriadas e que atendam às necessidades desses alunos. A partir de sua aplicação é possível identificar e monitorar com maior exatidão áreas prioritárias que demandam instrução e intervenção em crianças que apresentam dificuldades e transtornos de aprendizagem da matemática, contribuindo para um melhor planejamento. Dada sua natureza investigativa, o PROMAT também permite que se levantem indicadores para o transtorno específico da aprendizagem da matemática, ou discalculia, avaliando três áreas básicas de competência matemática cujos domínios são fundamentais para a sua aprendizagem: - Representação Numérica - Evocação de Fatos Numéricos - Resolução de Problemas O Caderno de Estímulo compreende um conjunto de fichas que contém os estímulos e as consignas que serão apresentadas ao aluno, com as orientações, dicas facilitadoras que podem ser usadas no caso de os alunos não conseguirem solucionar a tarefa a partir da primeira instrução e informação quanto a atividade ser respondida oralmente ou com registro escrito nas fichas de respostas do aluno. MATERIAL (KIT) 01 Manual 01 Caderno de Estímulo (reutilizável) 05 Ficha de respostas do aluno (descartável) 05 Ficha de resultados do aplicador (descartável)

[close]

p. 5

CORUJA ESPECIALISTA (Avaliação Adaptativa de Português, Matemática e Habilidades de Aprendizagem) Editora: Pearson Autor: Mônica Cristina Andrade Weinstein PRODUTOS & SERVIÇOS EM PSICOLOGIA OBJETIVO O Coruja Especialista foi desenvolvido para se tornar um recurso de avaliação e monitoramento do processo de aprendizagem no ciclo de alfabetização. POPULAÇÃO Crianças cursando do 1º ao 3º ano do Ensino Fundamental. MATERIAL (KIT) 01 Guia do especialista 01 Código de acesso único para o Canal Coruja Especialista 06 Acessos para emissão de relatórios de desempenho (via Canal Coruja com validade de 01 ano) Propostas de atividades para intervenção (via Canal Coruja) DESCRIÇÃO O Coruja especialista está composto por: uma avaliação adaptativa digital de competências acadêmicas e de habilidades de aprendizagem para o ciclo de alfabetização; um relatório personalizado que apresenta o desempenho da criança em três domínios fundamentais e por propostas de atividades utilizadas para a intervenção. Os resultados da avaliação visualizados no relatório indicam o nível de desempenho que a criança obteve em cada um dos eixos das três áreas investigadas: Língua Portuguesa, Matemática e Habilidades de Aprendizagem. Língua Portuguesa: - Leitura e compreensão de textos - Escuta de sons da língua portuguesa - Apropriação do sistema de escrita alfabética - Produção de texto escrito. Matemática: - Números - Operações - Espaço e Forma - Grandezas, medidas e tratamento da informação. Habilidades de Aprendizagem: - Processamento de informação - Memória de Trabalho - Linguagem: vocabulário e compreensão - Linguagem: cognição social. De forma geral, o programa permite que o profissional da área de aprendizagem: - investigue o dompinio dos conteúdos curriculares oficiais da Lingua Portuguesa e de Matemática, assim como os conhecimentos prévios dos alunos nessas disciplinas; - investigue o domínio das Habilidades de Aprendizagem, fundamentais para o bom desenvolvimento acadêmico da criança nessa fase escolar; - planeje a intervenção teraêutica e monitore sistematicamente o desenvolvimento da criança; - registre e comunique a evolução da criança d eforma concisa e eficiente por meio do relatório disponível no sistema; - colabore com gestores e professores na construção e no monitoramento de planos individualizados de ensino, permitindo a integração sinérgica de competências e habilidades bem desenvolvidas com aquelas que existe a necessidade de intervenção. Seu uso está, assim, indicado para psicólogos, psicopedagogos, fonoaudiólogos e educadores em geral que atuam nas áreas Clínica e Educacional. Informações Complementares: A avaliação deve ser realizada em um computador com acompanhamento de um especialista. Sistema Operacional: Windows 7 ou acima (Windows 8 e Windows 10). O programa não roda em outros sistemas operacionais como Linux, Mac, etc. Processador: Intel Atom 1.33GHz ou melhor. Memória RAM: 1GB ou mais. Espaço em disco (HD) disponível: No mínimo 2GB (recomendado 4GB, para garantir a estabilidade do sistema). Internet: Banda Larga suficiente para baixar arquivos de até 2GB (recomendada velocidade de 5Mbps). Periféricos: monitor, teclado, mouse e saída de som (preferencialmente fones de ouvido).

[close]

p. 6

DYBUSTER CALCULARIS (Apoio ao Desenvolvimento nas Habilidades Matemáticas) Editora: Pearson Autor: Flávia Heloísa dos Santos PRODUTOS & SERVIÇOS EM PSICOLOGIA OBJETIVO O Dybuster Calcularis foi desenvolvido com a finalidade de garantir uma aprendizagem matemática em seu mais alto nível por meio de um treinamento adaptativo. POPULAÇÃO Destinado a crianças e adolescentes do Ensino Fundamental (07 a 13 anos de idade) que desejam ampliar suas habilidades em matemática, que apresentam ansiedade matemática ou, ainda, que possuem déficits cognitivos e/ou transtornos específicos de aprendizagem, como a Discalculia do Desenvolvimento, por exemplo. APLICAÇÃO Individual. TEMPO O aluno realiza o treinamento de 3 a 4 vezes por semana, durante 20 minutos por dia de treinamento, de acordo com a definição do protocolo estabelecido pelo Tutor Dybuster, sendo o tempo total estimado para a conclusão do treinamento de 12 semanas. MATERIAL (KIT) 01 Guia Tutor Dybuster Calcularis 01 Código único para acesso ao curso on-line na plataforma EAD Pearson Academy 06 Meses de assinatura gratuita do pacote “Alunos Dybuster Standard”. A liberação dos acessos será feita após conclusão e aprovação em todas as etapas on-line. O pacote disponibiliza 10 (dez) acessos para o treinamento, ou seja, 10 (dez) alunos simultâneos, ao longo de 06 (seis) meses, a partir da data de recebimento da credencial de Tutor. DESCRIÇÃO O Dybuster Calcularis é um software de aprendizagem matemática que ajuda a tornar o processo de aprendizagem matemática mais eficiente. Aborda as habilidades básica fundamentais para uma experiência de aprendizagem matemática bem-sucedida. O Calcularis combina ideias contemporâneas da psicologia do desenvolvimento e da neurociência com os princípios comprovados da ciência da computação, oferecendo de maneira única, apoio ao cérebro em seus processos de aprendizagem e maturação necessários. O treinamento adaptativo do Dybuster permite ao aluno treinar em níveis cada vez mais desafiadores e de acordo com as habilidades já adquiridas, adaptandose às capacidades e à velocidade de cada aluno individualmente, além de dar apoio no desenvolvimento da aprendizagem matemática das crianças exatamente nas áreas em que elas encontram dificuldades. O sucesso do Calcularis baseia-se na capacidade do programa de apoiar e desenvolver nas crianças e nos adolescentes, percepções sobre os números; percepção esta que é de grande relevância para a solução de problemas matemáticos. Após o período de três meses, as crianças já apresentam melhorias consideráveis em sua capacidade de resolver problemas de adição e subtração. Os exercícios são baseados em jogos, o que ajuda a tornar o aprendizado ainda mais divertido. Como recompensa o aluno pode comprar animais para um zoológico virtual, aumentando sua motivação e seu prazer durante a aprendizagem, o que possibilita um treinamento de sucesso e com bons resultados. O treinamento está composto por 17 tipos de jogos de aprendizagem – totalizando 48 variedades. Está subdividido em quatro faixas de números progressivamente crescentes, sendo que em cada uma das faixas o aluno trabalha três áreas diferentes: processamento numérico; adição e subtração; multiplicação e divisão. O Calcularis funciona a partir de uma licença individual on-line, a ser disponibilizada pelo Tutor Dybuster, que permite acesso aos exercícios, os quais devem ser realizados em um local onde haja um computador com acesso à internet de boa qualidade. O software gerencia o treinamento e indica, imediatamente após cada tentativa, se a resposta dada pelo aluno está certa ou errada. Informações Complementares: Requisitos para tornar-se um Tutor Dybuster Calcularis: - formação superior completa (necessário diploma/certificado) - realizar leitura completa do Guia do Tutor - Conclusão e aprovação em todas as etapas on-line: 1- Cadastro completo com validação de acesso; 2- Curso completo na plataforma Pearson Academy, contemplando conteúdos (interativos e para leitura), avaliação (mínimo de 70% de acertos para aprovação), avaliação de reação e aceite de contrato junto à Pearson. Requisitos técnicos mínimos para utilização da Plataforma do Tutor – Dybuster Calcularis: - Conexão com a internet - Browsers compatíveis: Internet Explorer 11, Safari 8 ou mais recente, Chrome 30 ou mais recente, Edge 13 ou mais recente, Firefox 35 ou mais recente. Requisitos ténicos mínimos para utilização do software de treinamento do Dybuster Calcularis: -Windows: Win Vista, Win 7 ou Win 8, Win 10 - Mac OS: Mac OS X 10.6 ou mais recente - Placa de Vídeo: Suporte para OpenGL 1.4 ou mais recente - Linux: Debian 8, Ubuntu 14 e outros - Resolução de tela: Mínimo de 800 x 600 pixels - Conexão com a internet

[close]

p. 7

PROLEC – Provas de Avaliação dos Processos de Leitura (Avaliação dos Processos de Leitura) Editora: Casa do Psicólogo/Pearson Autor: Simone Capellini, Adriana Marques e Fernando Cuetos PRODUTOS & SERVIÇOS EM PSICOLOGIA OBJETIVO As Provas de Avaliação dos Processos de Leitura – PROLEC tem por objetivo avaliar os diferentes processos e subprocessos que interferem na leitura, para identificar os casos de dificuldades em sua aprendizagem e quais os processos que são responsáveis por essas dificuldades. POPULAÇÃO Indicado para crianças do segundo ao quinto ano do ensino fundamental. APLICAÇÃO Individual. TEMPO Sem tempo e duração prefixado. CORREÇÃO Manual. DESCRIÇÃO As Provas de Avaliação dos Processos de Leitura PROLEC são compostas de diferentes tarefas que tratam de explorar todos os processos que interferem na leitura, dos mais periféricos aos mais centrais, bem como dos mais simples aos mais complexos. Com estas provas, não se obtém somente uma pontuação da capacidade de leitura das crianças, como ocorre com as baterias clássicas, são obtidas informações sobre as estratégias que cada criança utiliza na leitura de um texto, bem como os mecanismos que não estão funcionando adequadamente para que se realize uma boa leitura, o que é de extrema importância na hora de buscar seu aperfeiçoamento ou recuperação. As provas se agrupam em quatro blocos: I- Identificação de letras II- Processos léxicos III- Processos sintáticos IV- Processos semânticos PROLEC é o teste mais utilizado por fonoaudiólogos, psicólogos e professores em países de língua hispânica, na avaliação de crianças disléxicas e, é igualmente empregado nas investigações científicas sobre dificuldades de aprendizagem como demonstram as numerosas vezes em que aparece citado nas publicações sobre esse tema. Diante do sucesso desse instrumento na versão original em espanhol, foi feita a adaptação para uso no Brasil, com o objetivo de oferecer uma ferramenta capaz de identificar as dificuldades que interferem no processo de desenvolvimento da leitura, atuando como um guia para orientar programas de recuperação. MATERIAL (KIT) 01 Manual 01 Caderno de prova (reutilizável) 05 Folhas de registro de resultados

[close]

p. 8

LPI – Avaliação de Leitura de Palavras e Pseudopalavras Isoladas (Avaliação da Leitura) Editora: Vetor Autor: Jerusa Fumagalli de Salles, Luciane da Rosa Piccolo, Camila Schorr Miná (Org.) PRODUTOS & SERVIÇOS EM PSICOLOGIA OBJETIVO O LPI – Avaliação da Leitura de Palavras e Pseudopalavras Isoladas, tem por objetivo avaliar o desempenho em leitura de palavras e pseudopalavras em crianças/adolescentes. POPULAÇÃO Destinado à população infantil brasileira, de 1º a 7º ano escolar do ensino fundamental, de 6 a 12 anos de idade, estudantes de escolas públicas e privadas. APLICAÇÃO Individual. Faz-se necessário, para a aplicação um gravador de áudio. TEMPO A avaliação não tem tempo limite, mas estima-se que a aplicação dure aproximadamente 15 minutos em amostras não clínicas. CORREÇÃO Manual. DESCRIÇÃO O LPI – Avaliação de Leitura de Palavras e Pseudopalavras Isoladas é um instrumento que faz parte da Coleção Anele – Avaliação Neuropsicológica da Leitura e Escrita que é composta por 5 (cinco) instrumentos, que em conjunto, possibilitam uma avaliação da linguagem escrita, aplicada a várias condições/contextos, incluindo os transtornos de aprendizagem como as dislexias de desenvolvimento, assim como em quadros de dislexias/disgrafias adquiridas. Instrumento breve, interdisciplinar e de fácil aplicação, construído com base nos modelos teóricos de processamento de leitura abordados pela Neuropsicologia Cognitiva. Destinado à avaliação de crianças e adolescentes com desenvolvimento típico, com suspeita de dificuldades/transtornos de aprendizagem (dislexias/discalculias), lesões cerebrais adquiridas e com outras condições específicas que possam interferir nos processos de leitura no nível lexical. Proporciona avaliar a habilidade de leitura oral, mais especificamente, a precisão no reconhecimento de palavras e pesudopalavras, investigar as estratégias de leitura preservadas e deficitárias através da mensuração de escores quantitativos e qualitativos, auxiliar no estabelecimento das técnicas de intervenção, assim como pode delinear as estratégias de ensino nos meios educacionais como medida de prevenção e identificação precoce. O LPI consiste de 60 estímulos, sendo 20 de cada categoria palavras regulares, irregulares e pseudopalavras. Constitui-se em uma ferramenta útil para os profissionais que atuam em neuropsicologia e que têm conhecimento em avaliação de linguagem, podendo ser utilizado também na área de saúde e educação, por médicos, psicólogos, fonoaudiólogos, terapeutas ocupacionais, psicopedagogos e professores, por pesquisadores das mais diversas áreas das neurociências e acadêmica. A aplicação pode ser em diferentes contextos - clínico, escolar, pesquisa, serviços como clínicas – escola, hospitais, etc. MATERIAL (KIT) 01 Manual 01 Livro de estímulos I 01 Livro de estímulos II 01 Bloco com 20 folhas (10 de aplicação e 10 de avaliação)

[close]

p. 9

COLEÇÃO ANELE (vol 2): COMTEXT – Avaliação de Compreensão de Leitura Textual (Avaliação da Compreensão de Leitura) Editora: Vetor Autor: Helena Vellinho Corso; Luciane Rosa Piccolo, Camila Schorr Miná; Jerusa Fumagalli de Salles PRODUTOS & SERVIÇOS EM PSICOLOGIA OBJETIVO O COMTEXT tem por objetivo mensurar a compreensão de leitura de texto narrativo: reconto (recordação livre) e resposta ao questionário a partir da leitura silenciosa da história O Coelho e o Cachorro. POPULAÇÃO Destinado à população de crianças e adolescentes brasileiros, de 9 a 12 anos de idade, estudantes de 4º ao 6º ano escolar do ensino fundamental. APLICAÇÃO Individual. Faz-se necessário, para a aplicação um gravador de áudio. TEMPO A avaliação não tem tempo limite, mas estima-se que a aplicação dure aproximadamente 15 minutos em amostras não clínicas. CORREÇÃO Manual. DESCRIÇÃO O COMTEXT - Avaliação de Compreensão de Leitura Textual é o segundo instrumento da Coleção Anele – Avaliação Neuropsicológica da Leitura e Escrita que é composta por 5 (cinco) materiais, que em conjunto, possibilitam uma avaliação da linguagem escrita, aplicada a várias condições/contextos, incluindo os transtornos de aprendizagem como as dislexias de desenvolvimento, assim como em quadros de dislexias/disgrafias adquiridas. Instrumento breve, interdisciplinar e de fácil aplicação, construído com base nos modelos teóricos de processamento de leitura abordados pela Neuropsicologia Cognitiva. Destinado à avaliação de crianças e adolescentes com desenvolvimento típico, com suspeita de dificuldades/transtornos de aprendizagem (da leitura, da escrita, dislexia, discalculias, dificuldades na compreensão de leitura), e com outras condições específicas que possam interferir na compreensão de leitura (deficiência intelectual, Transtorno do Espectro do Autismo, TDAH, transtorno de linguagem, entre outros diagnósticos neurológicos e/ou psiquiátricas). O instrumento permite investigar a compreensão de leitura textual por meio de dados quantitativos e qualitativos, os quais podem auxiliar os profissionais a estabelecer as melhores estratégias de intervenção ou ensino, no contexto clínico e escolar. A avaliação inclui duas medidas: reconto (recordação livre) da história lida e resposta ao questionário de múltipla escolha a partir da leitura silenciosa da história O Coelho e o Cachorro (Prata, 2005). Constitui-se em uma ferramenta útil para os profissionais que atuam em neuropsicologia e que têm conhecimento em avaliação de linguagem, podendo ser utilizado também nas áreas de saúde e educação, por médicos, psicólogos, fonoaudiólogos, terapeutas ocupacionais, psicopedagogos e professores, por pesquisadores das mais diversas áreas das neurociências e acadêmica. A aplicação pode ser em diferentes contextos - clínico, escolar, pesquisa, em serviços como clínicas–escola, hospitais, etc. MATERIAL (KIT) 01 Manual 01 Prancha com história 01 Prancha com questionário 01 Conjunto com 10 folhas de Aplicação e Avaliação

[close]

p. 10

AVALIAÇÃO DA COMPREENSÃO LEITORA DE TEXTOS EXPOSITIVOS – para fonoaudiólogos e psicopedagogos (Avaliação da Compreensão Leitora) Editora: Casa do Psicólogo / Pearson Autor: Rosália Saraiva / Sonia Moojen / Roberta Munarski PRODUTOS & SERVIÇOS EM PSICOLOGIA OBJETIVO Avaliação da Compreensão Leitora de Textos Expositivos tem como objetivo auxiliar os especialistas na avaliação da compreensão leitora dos alunos, em sessões no consultório. POPULAÇÃO Pode ser utilizado em crianças e adultos, a partir da 2ª série do ensino fundamental. APLICAÇÃO Individual. TEMPO Tanto a leitura silenciosa como oral poderão ter seu tempo medido, a fim de verificar a média de palavras lidas por minuto. CORREÇÃO Manual. DESCRIÇÃO A Avaliação da Compreensão Leitora de Textos Expositivos é um material que possibilita a avaliação da compreensão leitora de textos expositivos, oportunizando a observação e a análise dos aspectos cognitivos, metacognitivos e motivacionais. Dependendo dos objetivos do examinador, servirá também, para a avaliação de aspectos posturais, características da leitura e falhas específicas. Ao serem utilizados textos expositivos como foco deste instrumento, foi levada em conta a importância de seu uso na escola, pois eles estão presentes em todas as áreas de conhecimento e, da sua compreensão, depende, muitas vezes, o sucesso ou o fracasso do aluno nas diferentes disciplinas. Estes textos possuem diferentes formas de organização (superestrutura). A clareza e a explicitação das informações no texto, aliada à forma como o leitor segue as pistas textuais, são variáveis que interferem na compreensão leitora. Ao utilizar, na avaliação, textos expositivos organizados com características mais definidas em relação às diferentes superestruturas, é possível tornar mais clara a forma como os leitores com dificuldades constroem, mentalmente, as informações textuais, o que aprendem sobre elas e quais seus possíveis problemas de compreensão. Todos os textos estão acompanhados de ilustrações pertinentes, que auxiliarão a acionar os conhecimentos prévios dos alunos. MATERIAL (KIT) 01 Manual 05 Protocolos para avaliação (descartável) 01 Jogo com 18 cartões (reutilizável)

[close]

p. 11

MTL – Bateria Montreal Toulouse de Avaliação da Linguagem (Avaliação da Linguagem) Editora: Vetor Autor: Maria Alice Parente, Rochele Fonseca, Karina Pagliarin, Simone Barreto, Ellen Cristina Siqueira, Lilian Hubner, Yves Joanette, Jean-Luc e Karin Ortiz DESCRIÇÃO PRODUTOS & SERVIÇOS EM PSICOLOGIA A Bateria Montreal Toulouse de Avaliação da Linguagem foi desenvolvida e adaptada para o português brasileiro do instrumento originalmente conhecido como Protocole Montréal-Toulouse dÈxamen Linguistique de l'Aphasie MT86, criado por um grupo franco-canadense com o intuito de diagnosticar o quadro de afasia, altamente prevalente após lesão cerebral sobretudo em hemisfério esquerdo, e auxiliar no levantamento de um perfil neurocognitivo linguístico para o planejamento terapêutico de pacientes com alterações de linguagem, especialmente nas afasias, demências e com alterações cognitivas relacionadas. O MTL é um instrumento fonoaudiológico, desenvolvido com base em pressupostos teórico-metodológicos da neuropsicolinguística e da neuropsicologia cognitiva. Pode contribuir para a caracterização de um panorama do processamento de linguagem, em níveis de compreensão e emissão de palavras, frases, sentenças e discurso, permitindo ainda análises quantitativas e qualitativas, bem como o diagnóstico descritivo das afasias. OBJETIVO A Bateria Montreal Toulouse de Avaliação da Linguagem - MTL - Brasil tem por objetivo identificar e caracterizar as alterações de linguagem presentes em diversos quadros neurológicos e em distúrbios neuropsiquiátricos, assim como avaliar o tipo de afasia, auxiliando no processo de diagnóstico, prognóstico e reabilitação. POPULAÇÃO Adultos e idosos com idade entre 19 e 75 anos de idade, com no mínimo 5 anos de educação formal e com suspeita de déficits em um ou mais componentes de linguagem. APLICAÇÃO Individual. TEMPO Sem limite de tempo, sendo que a maioria das aplicações leva em média 40 minutos, sendo necessárias de 2 a 3 sessões, dependendo da gravidade do paciente. CORREÇÃO Manual. Por ser tratar de um teste concebido para a afasia originalmente, ele permite a identificação da síndrome afásica bem como o detalhamento das falhas no processamento da linguagem após a lesão cerebral. No entanto, pode ser aplicado em uma população muito mais ampla e não necessariamente com o objetivo de se chegar ao tipo da afasia, mas, sobretudo e essencialmente, para identificar e caracterizar as alterações de linguagem tão presentes em diversos quadros neurológicos e também nos distúrbios neuropsiquiátricos. Composto por 22 tarefas que caracterizam a emissão oral e gráfica, além da praxia não verbal e do cálculo, com padrões de aplicação, de registro, de pontuação e de interpretação e com normas de desempenho por idade, escolaridade e estado. A aplicação pode ser completa ou parcial, a partir da escolha de procedimentos pelo clínico/ pesquisador, dependendo de suas hipóteses diagnósticas. Material para ser utilizado em contextos clínicos e hospitalares, destinado para Fonoaudiólogos, Psicólogos, Pedagogos, Neuropsicólogos e/ou clínicos e pesquisadores nas áreas de neuropsicologia da linguagem. MATERIAL (KIT) 01 Manual 01 Livro de Estímulos (reutilizável) 10 Protocolos de Aplicação I (descartável) 10 Protocolos de Aplicação II (descartável)

[close]

p. 12

TDAH – Escala de Transtorno de Déficit de Atenção/Hiperatividade – Versão para Professores APROVADO PELO CFP – RESOLUÇÃO CFP Nº 002/2003 (Avaliação dos Sintomas Comportamentais do TDAH) Ψ Editora: Casa do Psicólogo / Pearson Autor: Edyleine Bellini Peroni Benczik PRODUTOS & SERVIÇOS EM PSICOLOGIA OBJETIVO A Escala de Transtornos de Déficit de Atenção / Hiperatividade - TDAH tem a finalidade de subsidiar a avaliação psicológica e o processo psicodiagnóstico, visando dar segmento ao tratamento e acompanhamento psicológico adequado. POPULAÇÃO Indicada para a faixa etária dos 06 aos 17 anos. APLICAÇÃO Após fornecer toda a orientação necessária, o psicólogo deverá solicitar ao professor o preenchimento da escala. TEMPO Sem limite de tempo. CORREÇÃO Manual. DESCRIÇÃO A Escala de Transtornos de Déficit da Atenção / Hiperatividade é o resultado de um estudo que objetivou a construção, validação e padronização de um instrumento que avaliasse sintomas comportamentais do TDAH, em situação escolar, tendo o professor como fonte de informação, levando-se em conta que o profissional para fechar um diagnóstico de TDAH necessita das informações coletadas com os pais e com os professores. São objetivos específicos desta escala: - avaliar apropriadamente a desatenção e a hiperatividade. - avaliar os problemas correlatos mais incidentes, no ambiente escolar, como problemas de aprendizagem e comportamento anti-social. - monitorar os efeitos das intervenções (psicológica, psicopedagógica e medicamentosa) na escola. - revelar diferenças individuais dos comportamentos de crianças que manifestam TDAH antes, durante e após o tratamento. MATERIAL (KIT) 01 Manual 05 Cadernos de aplicação (descartável) 01 Bloco com 25 folhas para aferição

[close]

p. 13

ETDAH-AD – Escala de Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade (Avaliação TDAH de Adolescentes e Adultos) Editora: Vetor Autor: Edyleine Bellini Peroni Benczik PRODUTOS & SERVIÇOS EM PSICOLOGIA OBJETIVO A Escala de Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade – ETDAH-AD, tem por objetivo captar de forma breve, rápida e prática os vários sintomas envolvidos no TDAH, e não apenas os sintomas considerados nucleares ou primários. POPULAÇÃO Para adolescentes e adultos com idade compreendida entre 12 e 87 anos. APLICAÇÃO Individual ou coletiva. A escala é autoadministrável (o próprio avaliando a responde). TEMPO Não há limite de tempo de aplicação. CORREÇÃO Manual. DESCRIÇÃO A Escala ETDAH-AD surgiu em função da carência de instrumentos brasileiros validados e padronizados que auxiliem na captação de informações relevantes para auxiliar no diagnóstico e na elaboração de um plano de intervenção destinado ao adolescente e ao adulto com TDAH, transtorno que apresenta uma problemática com consequentes implicações em termos de saúde mental, prejuízos funcionais, ocupacionais, sociais e familiares, afetando, sobremaneira, o funcionamento do portador em vários contextos de sua vida. A utilização da ETDAH-AD versão Adolescentes e Adultos possibilita aos profissionais: - auxiliar no processo diagnóstico do TDAH, com a possibilidade de distinguir a apresentação do transtorno, a intensidade e o nível de prejuízo existente (leve, moderado e grave). - identificar, a partir dos resultados obtidos, habilidades e o funcionamento neuropsicológico do sujeito, bem como o(s) comportamento(s)-alvo de intervenção. - elaborar um plano de intervenção, seja psicológico, neuropsicológico, educacional, social, vocacional ou profissional, psicopedagógico, entre outras. - servir como medida de avaliação e de monitoramento dos benefícios pós-intervenção, como forma de analisar o progresso e os benefícios alcançados, bem como verificar os limites e a necessidade de uma revisão do plano de intervenção. A escala conta com 69 itens organizados em cinco subescalas, denominadas como fatores, sendo elas: - Desatenção, - Impulsividade, - Aspectos Emocionais, - Autorregulação da Atenção, da Motivação e da Ação, e - Hiperatividade. É útil para pesquisadores, psicólogos, neuropsicólogos, médicos e profissionais da saúde mental em geral, já que se propõe a subsidiar a prática profissional, tanto na fase de identificação da problemática, quanto na compreensão das dificuldades apresentadas pela pessoa, possibilitando a elaboração de um plano de intervenções e de estratégias a partir da identificação dos comportamentos-alvo de intervenção, bem como a implementação e a revisão do plano de tratamento para pacientes portadores de TDAH. O manual apresenta exemplo de um caso com protocolo interpretado. MATERIAL (KIT) 01 Manual 25 Cadernos de aplicação (descartável) 01 Bloco com 25 folhas de avaliação

[close]

p. 14

EPD – Escala de Pensamentos Depressivos (Detectar Pensamentos Associados à Depressão) Editora: Cetpp / Hogrefe Autor: Adriana Munhoz Carneiro e Makilim Nunes Baptista PRODUTOS & SERVIÇOS EM PSICOLOGIA OBJETIVO A Escala de Pensamento Depressivos – EPD, tem por objetivo avaliar distorções de pensamento comumente encontradas em pessoas com depressão. DESCRIÇÃO A Escala de Pensamentos Depressivos – EPD foi desenvolvida a partir da verificação dos pressupostos da Psicoterapia Cognitiva (modelo da tríade cognitiva de A. T. Beck), de que os pensamentos contribuem de forma significativa para o desenvolvimento de Transtornos Mentais, dentre eles, a Depressão. A partir de extenso levantamento da literatura, os pensamentos disfuncionais apareciam com frequência naqueles pacientes deprimidos, sendo que quanto mais disfuncional os pensamentos, maior a gravidade do episódio. Instrumento autoaplicável, contendo 26 itens com 3 opções de respostas. Considerado como uma ferramenta adicional do profissional de saúde para a detecção de pensamentos negativistas que podem estar associados ao desenvolvimento e manutenção da depressão ou ainda como ferramenta complementar à prática clínica, desde a verificação prévia sobre a consulta, a ocorrência e a intensidade de pensamentos depressivos. A EPD tem o intuito de auxiliar pesquisadores e profissionais de saúde, em especial psicólogos clínicos e de ambulatórios de distúrbios/ transtornos afetivos, no desenvolvimento de avaliações padronizadas e que possam gerar intervenções mais efetivas e focadas no conteúdo dos pensamentos, seja no desenvolvimento seja no agravamento de psicopatologias. Assim, visa contemplar a melhora da qualidade de vida não apenas do sujeito que tem pensamentos negativistas, mas também de sua família e daqueles que o acompanham. POPULAÇÃO Instrumento destinado a adultos entre as faixas de 18 a 59 anos de idade. APLICAÇÃO Individual ou coletiva. Sugere-se aplicações coletivas de no máximo 40 pessoas, sendo necessária a presença de um auxiliar quando o número de sujeitos na sala exceder a 20. TEMPO O tempo médio para cada aplicação é de 15 a 30 minutos, sendo aconselhável a aplicação em uma única sessão. MATERIAL (KIT) 01 Manual 25 Folhas de respostas 25 Folhas de registro CORREÇÃO Manual.

[close]

p. 15

NEO PI-R - Inventário de Personalidade Neo Revisado APROVADO PELO CFP – RESOLUÇÃO CFP Nº 002/2003 (Avaliação da Personalidade) Ψ Editora: Vetor Autor: Paul T. Costa Junior e Robert R. McCrac Responsável Técnica Padronização: Carmem E. Flores PRODUTOS & SERVIÇOS EM PSICOLOGIA DESCRIÇÃO OBJETIVO O Inventário de Personalidade NEO PI-R tem por objetivo realizar a avaliação da personalidade de sujeitos adultos. POPULAÇÃO Apropriado para pessoas acima de 18 anos de idade, com nível de instrução correspondente ao ensino médio completo, não possuindo normas para pessoas acima dos 60 anos. APLICAÇÃO Individual ou coletiva. TEMPO Sem limite de tempo, sendo que a maioria das aplicações leva em média de 40 a 60 minutos. CORREÇÃO Somente informatizada (gratuita, mediante a compra do bloco de respostas do NEO PI-R e do NEO-FFI-R). O inventário de personalidade NEO Revisado, mais conhecido como NEO PI-R, é um instrumento de avaliação da personalidade normal, baseado no modelo pentafatorial das personalidades - cinco grandes fatores de personalidade (BigFive). Os cinco domínios são: Neuroticismo, Extroversão, Abertura, Amabilidade e Conscienciosidade. Cada fator ou domínio é representado por 06 facetas, totalizando um conjunto de 30: N1: Ansiedade, N2: Raiva/Hostilidade, N3: Depressão, N4: Embaraço/Constrangimento, N5: Impulsividade, N6: Vulnerabilidade; E1: Acolhimento, E2: Gregarismo, E3: Assertividade, E4: Atividade, E5: Busca de sensações, E6: Emoções positivas; O1: Fantasia, O2: Estética, O3: Sentimentos, O4: Ações variadas, O5: Idéias, O6: Valores; A1: Confiança, A2: Franqueza, A3: Altruísmo, A4: Complacência, A5: Modéstia, A6: Sensibilidade e C1: Competência, C2: Ordem, C3: Senso do Dever, C4: Esforço por realizações, C5: Autodisciplina, C6: Ponderação. A versão do NEO PI-R para uso no contexto brasileiro é a forma S - respondida pelo próprio indivíduo - sendo composta de 240 afirmativas, às quais o examinando deve responder utilizando uma de cinco alternativas de resposta. As principais áreas de aplicação são: Psicologia do Trabalho e das Organizações, Psicologia Clínica, Psicologia da Saúde, Orientação Vocacional, Pesquisa do comportamento humano em geral. Existe uma versão curta do inventário chamado de NEO FFI-R que consta de 60 itens, sendo indicado para situações de limitação de tempo e quando se deseja apenas obter uma informação global da personalidade. Esta versão apresenta cinco escalas, cada uma com 12 itens que medem cada domínio. A maioria das pessoas leva em torno de 10 a 15 minutos para a sua conclusão.

[close]

Comments

no comments yet