PEDAGÓGICO-FONOAUDIOLOGIA

 

Embed or link this publication

Description

CATÁLOGO MAGO 2016

Popular Pages


p. 1

PRODUTOS & SERVIÇOS EM PSICOLOGIA PEDAGÓGICO / FONOAUDIOLOGIA

[close]

p. 2

PERFIL SENSORIAL 2 (Avaliação do Processamento Sensorial) Editora: Casa do Psicólogo / Pearson Autor: Winnie Dunn PRODUTOS & SERVIÇOS EM PSICOLOGIA OBJETIVO O Perfil Sensorial 2 é um conjunto de ferramentas padronizadas que tem por objetivo avaliar os padrões de processamento sensorial da criança no contexto da vida cotidiana, além de revelar como esses padrões apoiam e/ou interferem no desempenho funcional em casa, na escola e na comunidade. POPULAÇÃO Destinado a crianças de 07 a 16 anos de idade, matriculados no ensino fundamental. APLICAÇÃO Individual. TEMPO Perfil Sensorial do Bebê – 5 a 10 minutos Perfil Sensorial da Criança Pequena – 10 a 15 minutos Perfil Sensorial da Criança – 15 a 20 minutos Perfil Sensorial Abreviado – 5 a 10 minutos Perfil Sensorial Acompanhamento Escolar – 15 minutos CORREÇÃO Manual e informatizada (gratuíta mediante a compra dos questionários). MATERIAL (KIT) 01 Manual de administração, correção e intervenção 02 Questionários do cuidador Perfil Sensorial 2 do Bebê 02 Questionários do cuidador Perfil Sensorial 2 da Criança Pequena 02 Questionários do cuidador Perfil Sensorial 2 da Criança 02 Questionários do cuidador Perfil Sensorial 2 Abreviado 02 Questionários de Acompanhamento Escolar 10 Licenças para correção informatizada (02 de cada questionário) DESCRIÇÃO O trabalho que levou à criação do Perfil Sensorial 2 foi embasado no desenvolvimento, neurociência, comportamento humano e principalmente em pesquisas específicas sobre autorregulação e anos de estudo e evidências. A partir desses estudos foi criado o Modelo de Processamento Sensorial de Dunn. Está composto por um conjunto de questionários baseados no julgamento do cuidador e do professor. Perfil Sensorial 2 do Bebê – pede aos cuidadores que preencham 25 itens sobre seus bebês, desde o nascimento até os seis meses de idade. Perfil Sensorial 2 da Criança Pequena – pede aos cuidadores que preencham 54 itens sobre suas crianças pequenas, desde sete meses até 35 meses de idade. Perfil Sensorial 2 da Criança – avalia crianças com idades entre 3 anos e 0 meses e 14 anos e 11 meses. Os cuidadores também preenchem este questionário que consiste em 86 itens. Perfil Sensorial 2 Abreviado – avalia crianças com idades entre 3 anos e 0 meses e 14 anos e 11 meses. Os itens são provenientes do questionário do cuidador referente ao perfil Sensorial 2 da Criança, são altamente discriminativos, e foram concebidos para fornecer informações rápidas para programas de triagem e de pesquisa. Possui 34 itens e é preenchido pelo(s) cuidador(es) da criança. Perfil Sensorial 2 Acompanhamento Escolar – avalia crianças com idades entre 3 anos e 0 meses e 14 anos e 11 meses, a partir da perspectiva dos professores. Os mesmos preenchem um questionário com 44 itens sobre o estudante. Em geral, cada questionário possui alguma combinação de pontuações do sistema sensorial, comportamental e padrão sensorial: Pontuações do Sistema Sensorial – geral, auditivo, visual, tato, movimento, posição do corpo e oral. Pontuações Comportamentais – comportamental, conduta, socioemocional e atenção. Pontuações de Padrão Sensorial – exploração/ criança exploradora, esquiva/ criança que se esquiva, sensibilidade/ criança sensível, observação/ criança observadora (com base na Estrutura do processamento sensorial de Dunn). Pontuações de Fator Escolar – suporte, consciência, tolerância, disponibilidade. O instrumento mantém itens cuidadosamente testados e selecionados, que refletem comportamentos adequados para cada faixa etária durante este período extremamente ativo do desenvolvimento humano. As ferramentas têm como características: - fácil administração; - registra informações importantes sobre os padrões de processamento sensorial de uma criança da maneira como ela se comporta na escola, em casa e na comunidade. - estabelece uma ligação clara entre o processamento sensorial e o desempenho da criança na escola, em casa e na comunidade. - proporciona uma estrutura para a tomada de decisão baseada em teorias. - é construído a partir de evidências científicas, desde a primeira edição. - reconhece que as famílias e os professores são informantes fundamentais e membros da equipe. - é concebido para uso de todas as crianças, independentemente de outras condições, pois caracteriza quaisquer respostas da criança e experiências sensoriais na vida cotidiana. - incentiva as equipes a vincular observações relatadas pelos professores com aquelas relatadas por cuidadores, proporcionando um cenário mais completo do impacto das habilidades de processamento sensorial da criança na participação de vários conceitos. Não restrito a psicólogos, é indicado para qualquer profissional de saúde mental e educação: terapeutas ocupacionais, psicólogos, médicos, fonoaudiólogos, psicopedagogos, professores e áreas afins.

[close]

p. 3

THCP – Teste de Habilidades e Conhecimento Pré-alfabetização APROVADO PELO CFP – RESOLUÇÃO CFP Nº 002/2003 (Avaliação das Competências na Pré-alfabetização) Ψ Editora: Vetor Autor: Renata Saldanha Silva, Carmem Flores-Mendoza e Mariana Telles PRODUTOS & SERVIÇOS EM PSICOLOGIA OBJETIVO O Teste de Habilidades e Conhecimento Préalfabetização – THCP tem por finalidade a identificação das habilidades e do nível de conhecimento pré-alfabetização de crianças pequenas. POPULAÇÃO Destinado a crianças de com idade entre 04 e 07 anos. APLICAÇÃO Individual. TEMPO Variável entre 20 a 30 minutos. CORREÇÃO Manual. DESCRIÇÃO O Teste de Habilidades e Conhecimento Préalfabetização – THCP surgiu de vários estudos em que se discutem as habilidades cognitivas e motoras mais importantes para o desenvolvimento da alfabetização. O THCP pretende reconhecer que existem habilidades (desenvolvimento neuropsicológico) e competências (aprendizagem formal e informal) que predispõem uma criança a engajarse com maior ou menor facilidade em um processo de alfabetização. Destinado a crianças que estejam no início do processo formal ou informal de alfabetização, o THCP pretende fornecer aos psicólogos brasileiros e educadores, informações sobre o nível de preparo que as crianças possuem antes de iniciar o processo de alfabetização, visando criar um ambiente escolar que propicie o desenvolvimento de todas as habilidades importantes para uma aprendizagem escolar adequada. O THCP é uma bateria composta por cinco subescalas: Habilidades Perceptoras, Linguagem, Pensamento Quantitativo, Memória e Atenção Concentrada. MATERIAL (KIT) 01 Manual 01 Conjunto com 25 cadernos de exercício I (descartável) 01 Caderno de exercícios II (reutilizável) 01 Crivo de correção 01 Cartão de tarefas (reutilizável) 01 Bloco com 25 folhas de registro das respostas

[close]

p. 4

MANUAL DE INTERVENÇÃO EM COMPETÊNCIAS INICIAIS – Leitura e Escrita (Aprendizagem da Leitura e Escrita) Editora: Vetor Autor: Inês Salgado Rodrigues / Maria Irene Maluf / Rafael Silva Pereira PRODUTOS & SERVIÇOS EM PSICOLOGIA OBJETIVO O Manual de Intervenção em Competências Iniciais tem por objetivo levar os alunos a ativar as competências necessárias para aquisição das capacidades inerentes à leitura e à escrita. POPULAÇÃO Crianças a partir de 4 anos, da educação préescolar e por outros níveis de ensino, que apresentem dificuldades de aprendizagem. APLICAÇÃO Individual ou coletiva. DESCRIÇÃO O Manual de Intervenção em Competências Iniciais se propõe a dotar os professores e especialistas em Psicopedagogia com novos e assertivos recursos de trabalho e intervenção, que atendam às necessidades de aprendizagem das crianças com e sem dificuldades no aprender. Neste manual encontram-se jogos de estimulação em áreas que preparam o aluno para a aprendizagem formal da leitura e da escrita. Nele o aluno realizará jogos que estimulam a sua atividade cerebral e o preparam para a aquisição de competências neste âmbito ou para a consolidação das mesmas. Essa estimulação pode ser feita em alunos que ainda não saibam ler ou que apresentem dificuldades nesta área. Foi concebido com técnicas de neuroaprendizagem para garantia de um efetivo sucesso no percurso de aprendizagem. O manual está dividido em áreas consideradas como preditoras para a leitura e escrita: - Maturidade perceptiva: Auditiva, Visual, Dominância lateral e Reconhecimento da dominância lateral - Esquema corporal e Orientação espaço-temporal: Identificação em si, Identificação no outro, Posição no espaço gráfico - Linguagem: Compreensão oral, Consciência Fonológica e Expressão oral Acompanha este manual um material extra para auxiliar nas atividades – para realizar alguns exercícios será necessário acessar o site da editora e imprimir algumas páginas dos anexos, disponíveis na mídia interativa. MATERIAL (KIT) 01 Manual de exercícios

[close]

p. 5

BATERIA PIAGET-HEAD – de Orientação Direita-Esquerda APROVADO PELO CFP – RESOLUÇÃO CFP Nº 002/2003 (Avaliação da Lateralidade / Neuropsicológica) Ψ Editora: Vetor Autor: Plínio Marco de Toni PRODUTOS & SERVIÇOS EM PSICOLOGIA DESCRIÇÃO A Bateria Piaget-Head foi desenvolvida originalmente na França por Nadine Galifret-Granjon. Está composta por duas partes distintas: a primeira diz respeito a itens que objetivam verificar a orientação direita-esquerda em suas diferentes formas (da criança em si mesma, no examinador e entre os objetos) enquanto a segunda parte destina-se a avaliar no examinando a reprodução de movimentos lateralizados (imitação dos movimentos do observador face a face, execução dos movimentos mediante ordem verbal e imitação mediante figuras esquemáticas). As perturbações relacionadas à orientação direita-esquerda atingem o campo da neuropsicologia clínica e da psicopedagogia. Distúrbios associados à confusão na orientação direita-esquerda podem acarretar dificuldades acadêmicas como dislexia, disgrafia e discalculia, estando diretamente relacionado ao processo de alfabetização e envolvido com o desempenho de habilidades acadêmicas. A bateria pode ser utilizada na avaliação neuropsicológica e psicopedagógica, para a investigação do funcionamento normal e alterado da orientação direita-esquerda em crianças e adolescentes com problemas de aprendizagem, principalmente associados a quadros de dificuldades de leitura, escrita e na realização de cálculos matemáticos. OBJETIVO A Bateria Piaget-Head tem como proposta verificar o grau de desenvolvimento da orientação direita-esquerda em crianças. POPULAÇÃO Destinado a crianças de 06 a 13 anos de idade. APLICAÇÃO Individual. TEMPO Não há limite de tempo, não devendo levar mais que 10 a 15 minutos. CORREÇÃO Manual. MATERIAL (KIT) 01 Manual 01 Caderno com figura exemplo e figuras esquemáticas para o subteste HEAD 3 (reutilizável) 10 Folhas de respostas e correção

[close]

p. 6

TDE – Teste de Desempenho Escolar (Avaliação das Capacidades Fundamentais para o Desempenho Escolar) Editora: Casa do Psicólogo/Pearson Autor: Lilian Milnitsky Stein DESCRIÇÃO PRODUTOS & SERVIÇOS EM PSICOLOGIA O Teste de Desempenho Escolar – TDE foi concebido para ser utilizado como um primeiro instrumento para uma avaliação psicopedagógica, indicando, de uma maneira abrangente, quais as áreas da aprendizagem escolar que estão preservadas ou prejudicadas no examinando. A partir desta avaliação inicial, pode-se desenvolver um plano de investigação e tratamento mais específicos, sugeridos pelos resultados do TDE. O TDE é composto por três subtestes: ESCRITA, ARITMÉTICA e LEITURA. Cada um dos subtestes apresenta uma escala de itens em ordem crescente de dificuldade, que são apresentados ao examinando independente de sua série, uma vez que este pode interromper o subteste assim que os itens apresentados em determinado nível da escala forem impossíveis de serem resolvidos. OBJETIVO O Teste de Desempenho Escolar – TDE busca oferecer de forma objetiva uma avaliação das capacidades fundamentais para o desempenho escolar, mais especificamente da escrita, aritmética e leitura. POPULAÇÃO Indicado para escolares cursando da 1ª a 6ª séries do 1º grau, e com algumas reservas na 7ª e 8ª séries. APLICAÇÃO Individual. TEMPO De 20 a 30 minutos. CORREÇÃO Manual. Pode fornecer informações uteis para um programa de intervenção psicopedagógica quando identificadas as necessidades específicas do examinando, através de uma investigação informal (por meio do registro e observação dos padrões de erros que emergem dos protocolos) dos tipos de erros cometidos nos três subtestes. Pode ainda, ser empregado na avaliação de alunos de uma escola como um grupo. Pela aplicação do teste em indivíduos de uma amostra representativa do grupo que se queira estudar, pode-se dimensionar quais áreas de aprendizagem apresentam eventuais dificuldades pedagógicas e/ou didáticas. MATERIAL (KIT) 01 Manual para aplicação e interpretação 05 Caderno de aplicação subteste escrita / aritimética / leitura (descartável) 01 Crivo para correção do subteste de aritimética (parte oral e escrita) 01 Ficha do examinador para subteste escrita 01 Ficha do examinador para subteste leitura

[close]

p. 7

PROLEC – Provas de Avaliação dos Processos de Leitura (Avaliação dos Processos de Leitura) Editora: Casa do Psicólogo/Pearson Autor: Simone Capellini, Adriana Marques e Fernando Cuetos PRODUTOS & SERVIÇOS EM PSICOLOGIA OBJETIVO As Provas de Avaliação dos Processos de Leitura – PROLEC tem por objetivo avaliar os diferentes processos e subprocessos que interferem na leitura, para identificar os casos de dificuldades em sua aprendizagem e quais os processos que são responsáveis por essas dificuldades. POPULAÇÃO Indicado para crianças do segundo ao quinto ano do ensino fundamental. APLICAÇÃO Individual. TEMPO Sem tempo e duração prefixado. CORREÇÃO Manual. DESCRIÇÃO As Provas de Avaliação dos Processos de Leitura PROLEC são compostas de diferentes tarefas que tratam de explorar todos os processos que interferem na leitura, dos mais periféricos aos mais centrais, bem como dos mais simples aos mais complexos. Com estas provas, não se obtém somente uma pontuação da capacidade de leitura das crianças, como ocorre com as baterias clássicas, são obtidas informações sobre as estratégias que cada criança utiliza na leitura de um texto, bem como os mecanismos que não estão funcionando adequadamente para que se realize uma boa leitura, o que é de extrema importância na hora de buscar seu aperfeiçoamento ou recuperação. As provas se agrupam em quatro blocos: I- Identificação de letras II- Processos léxicos III- Processos sintáticos IV- Processos semânticos PROLEC é o teste mais utilizado por fonoaudiólogos, psicólogos e professores em países de língua hispânica, na avaliação de crianças disléxicas e, é igualmente empregado nas investigações científicas sobre dificuldades de aprendizagem como demonstram as numerosas vezes em que aparece citado nas publicações sobre esse tema. Diante do sucesso desse instrumento na versão original em espanhol, foi feita a adaptação para uso no Brasil, com o objetivo de oferecer uma ferramenta capaz de identificar as dificuldades que interferem no processo de desenvolvimento da leitura, atuando como um guia para orientar programas de recuperação. MATERIAL (KIT) 01 Manual 01 Caderno de prova (reutilizável) 05 Folhas de registro de resultados

[close]

p. 8

LPI – Avaliação de Leitura de Palavras e Pseudopalavras Isoladas (Avaliação da Leitura) Editora: Vetor Autor: Jerusa Fumagalli de Salles, Luciane da Rosa Piccolo, Camila Schorr Miná (Org.) PRODUTOS & SERVIÇOS EM PSICOLOGIA OBJETIVO O LPI – Avaliação da Leitura de Palavras e Pseudopalavras Isoladas, tem por objetivo avaliar o desempenho em leitura de palavras e pseudopalavras em crianças/adolescentes. POPULAÇÃO Destinado à população infantil brasileira, de 1º a 7º ano escolar do ensino fundamental, de 6 a 12 anos de idade, estudantes de escolas públicas e privadas. APLICAÇÃO Individual. Faz-se necessário, para a aplicação um gravador de áudio. TEMPO A avaliação não tem tempo limite, mas estima-se que a aplicação dure aproximadamente 15 minutos em amostras não clínicas. CORREÇÃO Manual. DESCRIÇÃO O LPI – Avaliação de Leitura de Palavras e Pseudopalavras Isoladas é um instrumento que faz parte da Coleção Anele – Avaliação Neuropsicológica da Leitura e Escrita que é composta por 5 (cinco) instrumentos, que em conjunto, possibilitam uma avaliação da linguagem escrita, aplicada a várias condições/contextos, incluindo os transtornos de aprendizagem como as dislexias de desenvolvimento, assim como em quadros de dislexias/disgrafias adquiridas. Instrumento breve, interdisciplinar e de fácil aplicação, construído com base nos modelos teóricos de processamento de leitura abordados pela Neuropsicologia Cognitiva. Destinado à avaliação de crianças e adolescentes com desenvolvimento típico, com suspeita de dificuldades/transtornos de aprendizagem (dislexias/discalculias), lesões cerebrais adquiridas e com outras condições específicas que possam interferir nos processos de leitura no nível lexical. Proporciona avaliar a habilidade de leitura oral, mais especificamente, a precisão no reconhecimento de palavras e pesudopalavras, investigar as estratégias de leitura preservadas e deficitárias através da mensuração de escores quantitativos e qualitativos, auxiliar no estabelecimento das técnicas de intervenção, assim como pode delinear as estratégias de ensino nos meios educacionais como medida de prevenção e identificação precoce. O LPI consiste de 60 estímulos, sendo 20 de cada categoria palavras regulares, irregulares e pseudopalavras. Constitui-se em uma ferramenta útil para os profissionais que atuam em neuropsicologia e que têm conhecimento em avaliação de linguagem, podendo ser utilizado também na área de saúde e educação, por médicos, psicólogos, fonoaudiólogos, terapeutas ocupacionais, psicopedagogos e professores, por pesquisadores das mais diversas áreas das neurociências e acadêmica. A aplicação pode ser em diferentes contextos - clínico, escolar, pesquisa, serviços como clínicas – escola, hospitais, etc. MATERIAL (KIT) 01 Manual 01 Livro de estímulos I 01 Livro de estímulos II 01 Bloco com 20 folhas (10 de aplicação e 10 de avaliação)

[close]

p. 9

COLEÇÃO ANELE (vol 2): COMTEXT – Avaliação de Compreensão de Leitura Textual (Avaliação da Compreensão de Leitura) Editora: Vetor Autor: Helena Vellinho Corso; Luciane Rosa Piccolo, Camila Schorr Miná; Jerusa Fumagalli de Salles PRODUTOS & SERVIÇOS EM PSICOLOGIA OBJETIVO O COMTEXT tem por objetivo mensurar a compreensão de leitura de texto narrativo: reconto (recordação livre) e resposta ao questionário a partir da leitura silenciosa da história O Coelho e o Cachorro. POPULAÇÃO Destinado à população de crianças e adolescentes brasileiros, de 9 a 12 anos de idade, estudantes de 4º ao 6º ano escolar do ensino fundamental. APLICAÇÃO Individual. Faz-se necessário, para a aplicação um gravador de áudio. TEMPO A avaliação não tem tempo limite, mas estima-se que a aplicação dure aproximadamente 15 minutos em amostras não clínicas. CORREÇÃO Manual. DESCRIÇÃO O COMTEXT - Avaliação de Compreensão de Leitura Textual é o segundo instrumento da Coleção Anele – Avaliação Neuropsicológica da Leitura e Escrita que é composta por 5 (cinco) materiais, que em conjunto, possibilitam uma avaliação da linguagem escrita, aplicada a várias condições/contextos, incluindo os transtornos de aprendizagem como as dislexias de desenvolvimento, assim como em quadros de dislexias/disgrafias adquiridas. Instrumento breve, interdisciplinar e de fácil aplicação, construído com base nos modelos teóricos de processamento de leitura abordados pela Neuropsicologia Cognitiva. Destinado à avaliação de crianças e adolescentes com desenvolvimento típico, com suspeita de dificuldades/transtornos de aprendizagem (da leitura, da escrita, dislexia, discalculias, dificuldades na compreensão de leitura), e com outras condições específicas que possam interferir na compreensão de leitura (deficiência intelectual, Transtorno do Espectro do Autismo, TDAH, transtorno de linguagem, entre outros diagnósticos neurológicos e/ou psiquiátricas). O instrumento permite investigar a compreensão de leitura textual por meio de dados quantitativos e qualitativos, os quais podem auxiliar os profissionais a estabelecer as melhores estratégias de intervenção ou ensino, no contexto clínico e escolar. A avaliação inclui duas medidas: reconto (recordação livre) da história lida e resposta ao questionário de múltipla escolha a partir da leitura silenciosa da história O Coelho e o Cachorro (Prata, 2005). Constitui-se em uma ferramenta útil para os profissionais que atuam em neuropsicologia e que têm conhecimento em avaliação de linguagem, podendo ser utilizado também nas áreas de saúde e educação, por médicos, psicólogos, fonoaudiólogos, terapeutas ocupacionais, psicopedagogos e professores, por pesquisadores das mais diversas áreas das neurociências e acadêmica. A aplicação pode ser em diferentes contextos - clínico, escolar, pesquisa, em serviços como clínicas–escola, hospitais, etc. MATERIAL (KIT) 01 Manual 01 Prancha com história 01 Prancha com questionário 01 Conjunto com 10 folhas de Aplicação e Avaliação

[close]

p. 10

CONFIAS – Consciência Fonológica: instrumento de avaliação sequencial (Avaliação da Habilidade Metalinguística) Editora: Casa do Psicólogo / Pearson Autor: Sonia Moojen (coordenadora) PRODUTOS & SERVIÇOS EM PSICOLOGIA OBJETIVO O CONFIAS tem por objetivo avaliar a consciência fonológica de forma abrangente e sequencial. POPULAÇÃO Tem seu uso indicado para crianças a partir dos 4 anos de idade. APLICAÇÃO Individual. TEMPO Sugere-se que, para as crianças pequenas, o teste seja aplicado em duas etapas. CORREÇÃO Manual. DESCRIÇÃO O teste de Consciência Fonológica – CONFIAS pode ser utilizado no trabalho com crianças não alfabetizadas e em processo de alfabetização, assim como no tratamento de dificuldades e/ ou transtornos de aprendizagem. Sua utilização possibilita a investigação das capacidades fonológicas, considerando a relação com as hipóteses de escrita elaboradas por Ferreiro e Teberosky. A consciência fonológica é a capacidade de refletir sobre os sons da fala e manipulá-los, englobando a consciência de sílabas, rimas, aliterações, unidades intrasilábicas (ataque e rima) e fonemas. O CONFIAS contribui para a prática na alfabetização e instrumentaliza profissionais de diferentes áreas tais como fonoaudiólogos, psicopedagogos, psicólogos e educadores, podendo também subsidiar pesquisas acadêmicas na área de linguagem, da psicologia cognitiva e da educação. Composto por tarefas de síntese, segmentação, identificação, produção, exclusão e transposição silábica e fonêmica, pretende garantir o acesso aos diferentes níveis de consciência fonológica. Está dividido em duas partes: a primeira corresponde à consciência da sílaba e a segunda parte refere-se ao fonema. Apropriado não só para uma análise quantitativa, fornece dados para análises qualitativas, a serem realizadas a partir da experiência do profissional que está frente a frente com a criança. MATERIAL (KIT) 01 Manual 05 Cadernos de aplicação (descartável) 06 Pranchas com bolsa (reutilizável) 01 Bloco com 25 folhas de resposta

[close]

p. 11

PROMAT – Roteiro para Sondagem de Habilidades Matemáticas (Dificuldades e Transtornos da Aprendizagem da Matemática) Editora: Casa do Psicólogo / Pearson Autor: Monica Andrade Weinstein PRODUTOS & SERVIÇOS EM PSICOLOGIA OBJETIVO O Roteiro para Sondagem de Habilidades Matemáticas – PROMAT, tem por objetivo verificar se as competências numéricas básicas foram adquiridas, indicando as áreas de concentração das dificuldades encontradas, em caso de defasagem. POPULAÇÃO Crianças nos anos iniciais do Ensino Fundamental, do 1º ao 5º ano. APLICAÇÃO Individual, com caderno de estímulos físico ou digital. TEMPO A critério do aplicador, o roteiro pode ser aplicado em uma única sessão (em torno de sessenta minutos) ou em várias sessões. No caso de crianças menores (1º e 2º anos) e de crianças desatentas ou agitadas, sugere-se que a aplicação se estenda por pelo menos duas sessões. É importante cronometrar e registrar o tempo total empregado pela criança para finalização do conjunto das tarefas em cada domínio (I,II, e III) para fins de monitoramento do desenvolvimento da fluência de execução. CORREÇÃO Manual. DESCRIÇÃO O Roteiro para Sondagem de Habilidades Matemáticas – PROMAT é um roteiro elaborado para a sondagem do desenvolvimento das habilidades matemáticas nos anos iniciais do ensino fundamental. Foi desenvolvido para permitir que educadores e especialistas possam investigar com mais precisão as dificuldades específicas de alunos, permitindo que barreiras sistemáticas e persistentes para a aprendizagem da matemática sejam encontradas, possibilitando a oferta de serviços, suportes ou acomodações acadêmicas mais apropriadas e que atendam às necessidades desses alunos. A partir de sua aplicação é possível identificar e monitorar com maior exatidão áreas prioritárias que demandam instrução e intervenção em crianças que apresentam dificuldades e transtornos de aprendizagem da matemática, contribuindo para um melhor planejamento. Dada sua natureza investigativa, o PROMAT também permite que se levantem indicadores para o transtorno específico da aprendizagem da matemática, ou discalculia, avaliando três áreas básicas de competência matemática cujos domínios são fundamentais para a sua aprendizagem: - Representação Numérica - Evocação de Fatos Numéricos - Resolução de Problemas O Caderno de Estímulos compreende um conjunto de fichas que contém os estímulos e as consignas que serão apresentadas ao aluno, com as orientações, dicas facilitadoras que podem ser usadas no caso de os alunos não conseguirem solucionar a tarefa a partir da primeira instrução e informação quanto a atividade ser respondida oralmente ou com registro escrito nas fichas de respostas do aluno. Na aquisição do Kit do Coruja PROMAT é disponibilizada, também, uma versão online do caderno de estímulos: trata-se de um acesso complementar e opcional, onde a apresentação dos estímulos na plataforma mantém as mesmas orientações técnicas previstas no manual. Requisitos mínimos da plataforma online: - Internet Explorer 9.x - Google Chrome ou versão mais recente - Windows 7 ou superior - Mac OS 10.6 ou superior - Firefox 5.x ou mais novo - Opera 12 ou mais novo - Safari 5.x ou mais novo Recomenda-se a aplicação em desktop, notebooks ou tablets, com tela a partir de 10 polegadas, utilizando o navegador de internet. MATERIAL (KIT) 01 Manual 01 Caderno de Estímulos impresso (reutilizável) 01 Caderno de Estímulos Online 05 Ficha de respostas do aluno (descartável) 05 Ficha de resultados do aplicador (descartável)

[close]

p. 12

CORUJA ESPECIALISTA – Caderno de Intervenção Linguagem (Estimulação Aspectos do Desenvolvimento da Linguagem Oral e Escrita) Editora: Pearson Autor: Mônica Cristina Andrade Weinstein PRODUTOS & SERVIÇOS EM PSICOLOGIA OBJETIVO O Caderno de Intervenção do Programa Coruja Especialista tem por objetivo oferecer um conjunto de atividades para estimular alguns aspectos do desenvolvimento da linguagem oral e escrita. POPULAÇÃO Alunos dos anos iniciais do ensino Fundamental, mais especificamente aqueles que estão frequentando o ciclo de alfabetização com desempenho acadêmico abaixo do esperado. APLICAÇÃO O caderno foi desenvolvido para uso individual, mas excepcionalmente pode ser usado por pequenos grupos com até três crianças, desde que suas dificuldades sejam semelhantes. MATERIAL (KIT) 01 Manual DESCRIÇÃO O Programa Coruja Especialista foi desenvolvido para se tornar um recurso de avaliação, intervenção e monitoramento do processo de aprendizagem nos anos iniciais do Ensino Fundamental. Como ferramenta de intervenção, foi desenvolvida uma série de cadernos correspondentes aos quatro eixos que compõem o domínio das habilidades de aprendizagem; Linguagem, Memória Operacional, Processamento da Informação e Cognição Social. Este caderno de intervenção contém um conjunto de atividades que estimulam componentes da linguagem. O caderno inclui mais de 200 tarefas que podem ser realizadas no ambiente escolar ou sob o acompanhamento de um profissional especialista na clínica, além de um banco de estímulos verbais para download. Com o objetivo de tornar o processo de intervenção altamente eficaz, as atividades deste caderno foram desenvolvidas sob rigor teórico e técnico por uma equipe de especialistas, incluindo fonoaudiólogos, pedagogos e neuropsicólogos. As atividades propostas neste caderno têm foco em aspectos da linguagem que precisam estar dominados para o sucesso da alfabetização e estão distribuídas estrategicamente em quatro grupos com graus crescentes de dificuldade: - Explorando os sons da fala - Explorando a relação entre palavras - Explorando os significados - Explorando a leitura e escrita A diversidade de materiais presente neste caderno permite engajar as crianças no processo de aprendizagem e, ao mesmo tempo ampliar o repertório de intervenções em linguagem. Informações Complementares: Algumas atividades deste caderno demandam o uso de estímulos sonoros (auditivos) específicos já gravados. Os arquivos de áudio referentes ao caderno de processamento da informação estão disponíveis para acesso e download no site Canal Coruja www.corujaedu.com.br. Os áudios estão organizados em faixas, de acordo com a sequência das atividades do caderno. Para realizar a apresentação dos estímulos sonoros, é necessário ter acesso a um computador com recursos multimídia e com conexão à internet.

[close]

p. 13

CORUJA ESPECIALISTA – Caderno de intervenção – Memória Operacional (Estimulação Aspectos do Desenvolvimento da Linguagem Oral e Escrita) Editora: Pearson Autor: Mônica Cristina Andrade Weinstein PRODUTOS & SERVIÇOS EM PSICOLOGIA OBJETIVO O Caderno de Intervenção do Programa Coruja Especialista tem por objetivo oferecer um conjunto de atividades para estimular alguns aspectos do desenvolvimento da memória operacional. POPULAÇÃO Alunos dos anos iniciais do ensino Fundamental, mais especificamente aqueles que estão frequentando o ciclo de alfabetização. APLICAÇÃO O caderno foi desenvolvido para uso individual, mas excepcionalmente pode ser usado por pequenos grupos com até três crianças, desde que suas dificuldades sejam semelhantes. Cada criança deve ter o seu caderno para registro. MATERIAL (KIT) 01 Manual DESCRIÇÃO O Programa Coruja Especialista foi desenvolvido para se tornar um recurso de avaliação, intervenção e monitoramento do processo de aprendizagem nos anos iniciais do Ensino Fundamental. Como ferramenta de intervenção, foi desenvolvida uma série de cadernos correspondentes aos quatro eixos que compõem o domínio das habilidades de aprendizagem; Linguagem, Memória Operacional, Processamento da Informação e Cognição Social. As atividades estão distribuídas em quatro blocos (representados pelas estações do ano) que apresentam graus diferentes de dificuldade para oferecer um repertório amplo que possa atender a um maior número de crianças, dentro da proposta da diferenciação da instrução. As tarefas são alinhadas com as propostas à matriz das habilidades de aprendizagem da Avaliação Coruja Especialista, para isto focou-se em atividades de memória de trabalho nas modalidades visual, visual sequencial, auditiva não verbal e auditiva verbal. Visual – memória de trabalho visual e memória visual sequencial (em ordem direta ou inversa) Auditiva – memória de trabalho auditiva sequencial, tanto verbal (sons verbais), como não verbal (sons ambientais) Com o objetivo de tornar o processo de intervenção altamente eficaz, as atividades deste caderno foram desenvolvidas sob rigor teórico e técnico por uma equipe de especialistas, incluindo fonoaudiólogos, pedagogos e neuropsicólogos. A diversidade de materiais presente neste caderno permite engajar as crianças no processo de aprendizagem e, ao mesmo tempo ampliar o repertório de intervenções em linguagem. Informações Complementares: Algumas atividades deste caderno demandam o uso de estímulos sonoros (auditivos) específicos já gravados. Os arquivos de áudio referentes ao caderno de processamento da informação estão disponíveis para acesso e download no site Canal Coruja www.corujaedu.com.br. Os áudios estão organizados em faixas, de acordo com a sequência das atividades do caderno. Para realizar a apresentação dos estímulos sonoros, é necessário ter acesso a um computador com recursos multimídia e com conexão à internet.

[close]

p. 14

CORUJA ESPECIALISTA (Avaliação Adaptativa de Português, Matemática e Habilidades de Aprendizagem) Editora: Pearson Autor: Mônica Cristina Andrade Weinstein PRODUTOS & SERVIÇOS EM PSICOLOGIA OBJETIVO O Coruja Especialista foi desenvolvido para se tornar um recurso de avaliação e monitoramento do processo de aprendizagem no ciclo de alfabetização. POPULAÇÃO Crianças cursando do 1º ao 3º ano do Ensino Fundamental. MATERIAL (KIT) 01 Guia do especialista 01 Código de acesso único para o Canal Coruja Especialista 06 Acessos para emissão de relatórios de desempenho (via Canal Coruja com validade de 01 ano) Propostas de atividades para intervenção (via Canal Coruja) DESCRIÇÃO O Coruja especialista está composto por: uma avaliação adaptativa digital de competências acadêmicas e de habilidades de aprendizagem para o ciclo de alfabetização; um relatório personalizado que apresenta o desempenho da criança em três domínios fundamentais e por propostas de atividades utilizadas para a intervenção. Os resultados da avaliação visualizados no relatório indicam o nível de desempenho que a criança obteve em cada um dos eixos das três áreas investigadas: Língua Portuguesa, Matemática e Habilidades de Aprendizagem. Língua Portuguesa: - Leitura e compreensão de textos - Escuta de sons da língua portuguesa - Apropriação do sistema de escrita alfabética - Produção de texto escrito. Matemática: - Números - Operações - Espaço e Forma - Grandezas, medidas e tratamento da informação. Habilidades de Aprendizagem: - Processamento de informação - Memória de Trabalho - Linguagem: vocabulário e compreensão - Linguagem: cognição social. De forma geral, o programa permite que o profissional da área de aprendizagem: - investigue o dompinio dos conteúdos curriculares oficiais da Lingua Portuguesa e de Matemática, assim como os conhecimentos prévios dos alunos nessas disciplinas; - investigue o domínio das Habilidades de Aprendizagem, fundamentais para o bom desenvolvimento acadêmico da criança nessa fase escolar; - planeje a intervenção teraêutica e monitore sistematicamente o desenvolvimento da criança; - registre e comunique a evolução da criança d eforma concisa e eficiente por meio do relatório disponível no sistema; - colabore com gestores e professores na construção e no monitoramento de planos individualizados de ensino, permitindo a integração sinérgica de competências e habilidades bem desenvolvidas com aquelas que existe a necessidade de intervenção. Seu uso está, assim, indicado para psicólogos, psicopedagogos, fonoaudiólogos e educadores em geral que atuam nas áreas Clínica e Educacional. Informações Complementares: A avaliação deve ser realizada em um computador com acompanhamento de um especialista. Sistema Operacional: Windows 7 ou acima (Windows 8 e Windows 10). O programa não roda em outros sistemas operacionais como Linux, Mac, etc. Processador: Intel Atom 1.33GHz ou melhor. Memória RAM: 1GB ou mais. Espaço em disco (HD) disponível: No mínimo 2GB (recomendado 4GB, para garantir a estabilidade do sistema). Internet: Banda Larga suficiente para baixar arquivos de até 2GB (recomendada velocidade de 5Mbps). Periféricos: monitor, teclado, mouse e saída de som (preferencialmente fones de ouvido).

[close]

p. 15

COLEÇÃO PAPEL DE CARTA – Guia para Avaliação das Dificuldades de Aprendizagem (Dificuldades de Aprendizagem) Editora: Vetor Autor: Leila Sara José Chamat PRODUTOS & SERVIÇOS EM PSICOLOGIA DESCRIÇÃO OBJETIVO O Guia para Avaliação das Dificuldades de Aprendizagem – CPC tem por objetivo contribuir efetivamente para o aprimoramento do diagnóstico psicopedagógico e psicológico no tocante às dificuldades de aprendizagem. POPULAÇÃO Aplicável em crianças de 06 a 11 anos de idade. APLICAÇÃO Individual. Deve ser administrado na fase diagnóstica do trabalho do consultório, após sujeito e aplicador já terem estabelecido algum vínculo. TEMPO Sem limite de tempo, podendo levar em média de 50 a 60 minutos. CORREÇÃO Manual. O Guia para Avaliação das Dificuldades de Aprendizagem Coleção Papel de Carta, em sua versão final, ficou composta por 06 lâminas coloridas que sugerem os temas: Comunicação, Vinculação Afetiva, Receber Afeto, Interação Familiar, Relação com a Aprendizagem e Prognóstico. As três primeiras sugerem situações menos conflitivas que as demais, sendo que a última lâmina, do Prognóstico, constitui-se na forma pela qual o sujeito percebe a resolução de seus conflitos. Com a apresentação das lâminas pretende-se: - Levar a criança a projetar-se nos personagens, possibilitando detectar possíveis causas de suas dificuldades de aprendizagem, por meio da análise dos aspectos manifestos e latentes de sua elaboração, bem como a análise de sua escrita; - Levantar as possíveis causas da dificuldade de aprendizagem da criança no campo afetivo-cognitivo e a problemática emocional subjacente à aprendizagem quanto aos obstáculos que emergem na relação com o conhecimento; - Analisar os esquemas de pensamento utilizados pelo sujeito, na estruturação das histórias, bem como os aspectos relacionados com sua função semiótica, isto é, os recursos disponíveis quanto aos significantes e significados; - Processar uma análise específica de sua produção escrita, quanto à estruturação da história e os tipos de erros cometidos, a fim de subsidiar o trabalho psicopedagógico. As fases da aplicação são: elaboração da história, inquérito, escolha da lâmina que mais gostou e justificativa escrita da história sobre a lâmina de que mais gostou (para os sujeitos do primeiro ao quarto ano). O parecer final deve abordar hipóteses sobre os seguintes aspectos: 1- A forma pela qual o sujeito se vincula com o conhecimento e os possíveis obstáculos que emergem dessa relação. 2- Qual é a problemática emocional subjacente à dificuldade de aprendizagem. 3- O nível de estruturação do pensamento da criança. 4- Os déficits e possíveis causas da produção escrita do sujeito. MATERIAL (KIT) 01 Manual 01 Conjunto de 06 pranchas (reutilizável) 01 Roteiro avaliação (reutilizável) 01 Bloco com 25 jogos de avaliação

[close]

Comments

no comments yet