ORIENTAÇÃO VOCACIONAL

 

Embed or link this publication

Description

CATÁLOGO MAGO 2016

Popular Pages


p. 1

PRODUTOS & SERVIÇOS EM PSICOLOGIA ORIENTAÇÃO VOCACIONAL

[close]

p. 2

BBT – Teste de Fotos de Profissões APROVADO PELO CFP – RESOLUÇÃO CFP Nº 002/2003 (Avaliação da Personalidade / Orientação Profissional) Ψ Editora: Cetepp / Hogrefe Autor: André Jacquemin PRODUTOS & SERVIÇOS EM PSICOLOGIA OBJETIVO O Teste de Fotos e Profissões – BBT, tem por objetivo aconselhar os adolescentes em sua orientação profissional e os adultos em sua carreira, promovendo com seu método projetivo, um processo de maturação e de tomada de consciência através da clarificação das inclinações profissionais do sujeito. POPULAÇÃO Adolescentes a partir de 12 anos, jovens e também adultos. APLICAÇÃO Individual. TEMPO Livre, ficando em torno de 40 minutos. CORREÇÃO Manual. DESCRIÇÃO O Teste de Fotos e Profissões – BBT, pode ultrapassar sua visão imediata de teste de inclinações para se tornar um teste projetivo de personalidade, orientando àqueles que desejarem compreender melhor sua vida, sua pessoa, seu destino. Sendo aceito sem grandes reservas pelo orientando, devido ao realismo do material fotográfico, o BBT possibilita uma integração dinâmica com o indivíduo na sua tomada de decisão, o que torna o processo de orientação profissional muito mais envolvente para ambas as partes. Trata-se de um instrumento que integra as informações quantitativas e qualitativas que auxiliam o orientando a pensar, refletir sobre o sentido da escolha profissional, possibilitandolhe verificar seus interesses enquanto participa ativamente do método, passando a compreender suas potencialidades e os vínculos com as atividades ocupacionais. É um instrumento valioso para o orientando em qualquer momento da sua trajetória profissional, sendo útil tanto no início como no desenvolvimento da carreira. Adaptado a realidade brasileira, tornou-se um método relevante para o diagnóstico e a intervenção em processos psicológicos de orientação e seleção profissional, reorientação e planejamento de carreira. BBT - BR -TESTE DE FOTOS E PROFISSÕES A partir de sua experiência com a técnica e de seus contatos com o autor do BBT, o Prof. André Jacquemin desenvolveu uma série de pesquisas visando a adequação do BBT ao contexto cultural brasileiro. Foi realizado, inicialmente, o trabalho de adaptação da versão masculina do BBT, que resultou na publicação de um manual contendo as normas avaliativas para estudantes de ensino médio e para universitários, além de estudos de caso ilustrativos da técnica (publicado em 2000 foram incluídas 42 novas fotos). Em 2006 é publicada a versão feminina do BBT, com uma descrição detalhada de todo o processo de adaptação da técnica e dados normativos, tendo sido reelaboradas 47 fotos, visando melhor retratar a realidade profissional de nosso contexto sociocultural. MATERIAL (KIT) 01 Manual (Martin Achtnich) 01 Manual BBT-Br e dicionário de atividades masculino 01 Manual BBT-Br e dicionário de atividades feminino 10 Folhas de aplicação e registro 01 Série de fotos masculinas 01 Série de fotos femininas

[close]

p. 3

Z-TESTE COLETIVO E INDIVIDUAL – Técnica de Zulliger APROVADO PELO CFP – RESOLUÇÃO CFP Nº 002/2003 (Avaliação da Personalidade) Ψ Editora: Hogrefe Autor: Cícero E. Vaz & João Alchieri PRODUTOS & SERVIÇOS EM PSICOLOGIA DESCRIÇÃO O Z-TESTE Coletivo e Individual - Técnica de Zulliger, é uma técnica multidimensional na mensuração da avaliação da personalidade, com sua base no psicodiagnóstico do Rorschach. Apresentado em pranchas e CD para projeção, as manchas não estruturadas suscitam associações percepto-associativas nos examinandos, situações que de uma forma ou outra espelham o interno do examinando, seu modo de tomar decisão, suas tendências a determinadas atitudes, sua maneira de pensar e de sentir, assim como, suas relações interpessoais. O Z-Teste é uma solução para avaliar construtos psicológicos básicos: capacidade de desempenho, objetividade, ansiedade, depressão, controle geral e emocional, funcionamento do pensamento lógico, integração humana e outros aspectos da personalidade. É um instrumento adequado em avaliação psicológica no contexto organizacional, seleção e promoção de pessoal e concurso público. “A orientação do trabalho de Cícero é de caráter empírico, o que lhe dá sustentação de legitimidade científica, baseada numa grande amostra (N=4.012) de sujeitos normais de várias regiões do país analisada estatisticamente por João Alchieri. O manual enfatiza que a interpretação dos resultados do Zulliger não consiste simplesmente na tradução dos escores estatísticos em termos psicológicos, mas que a intelecção psicológica dos resultados exige um pensar mais profundo da estrutura e da dinâmica da personalidade humana”. OBJETIVO A Técnica de Zulliger – Z-TESTE, tem por objetivo mensurar a estrutura da personalidade, abordando questões relativas à organização e ao funcionamento da personalidade, quantificando aspectos funcionais e dinâmicos da personalidade. POPULAÇÃO Adolescentes a partir dos 16 anos de idade e adultos. APLICAÇÃO Coletiva, com grupos de até 30 sujeitos ou individual. TEMPO Livre. CORREÇÃO Manual. MATERIAL (KIT) 01 Manual 01 Conjunto com 03 pranchas (individual) 01 CD para projeção (coletiva) 15 Folhas de aplicação - Administração Coletiva (descartável) 10 Folhas de aplicação - Administração Individual (descartável) 25 Folhas de apuração - Tabulação dos Dados (descartável) 01 Bloco com 25 folhas de Localização (descartável) kit folhas aplicação/apuração - coletiva 25 Folhas de aplicação - Administração Coletiva (descartável) 25 Folhas de apuração - Tabulação dos Dados (descartável) 01 Bloco com 25 folhas de Localização (descartável) kit folhas aplicação/apuração - individual 25 Folhas de aplicação - Administração Individual (descartável) 25 Folhas de apuração - Tabulação dos Dados (descartável) 01 Bloco com 25 folhas de Localização (descartável)

[close]

p. 4

AS PIRAMIDES COLORIDAS DE PFISTER APROVADO PELO CFP – RESOLUÇÃO CFP Nº 002/2003 (Avaliação da Personalidade) Ψ Editora: Casa do Psicólogo / Pearson Autor: Anna Elisa de Villemor-Amaral PRODUTOS & SERVIÇOS EM PSICOLOGIA DESCRIÇÃO O teste das Pirâmides Coloridas de Pfister afere a estrutura emocional da personalidade, registrando a estabilidade ou labilidade momentânea e indicando possíveis fatores de estabilização ou perturbação. Esta edição constitui-se em uma reimpressão revisada do manual editado em 2005. O método projetivo, criado por Max Pfister, na década de 1950, na Suíça, é um instrumento que destaca principalmente a dinâmica afetiva e indicadores relativos a habilidades cognitivas do indivíduo. Pfister não se baseou apenas na relação entre cores e emoção para desenvolver sua técnica, mas utilizou, deliberadamente, a forma geométrica de uma pirâmide, por julgar que assim possibilitaria a composição de variadas configurações, que propiciam uma melhor expressão da dinâmica emocional e o nível de estruturação da personalidade. Pode ser utilizado em seleção de pessoal, psicodiagnóstico, orientação vocacional e outros. OBJETIVO As Pirâmides Coloridas de Pfister tem por objetivo a análise da emocionalidade de adultos, adolescentes e crianças dentro do quadro de diagnóstico da personalidade de pessoas normais e neuróticas. POPULAÇÃO De 18 a 78 anos de idade, do nível fundamental até o nível superior. APLICAÇÃO Individual. TEMPO Livre. CORREÇÃO Manual e informatizada (gratuita, mediante a compra do bloco de aplicação/avaliação). MATERIAL (KIT) 01 Manual 01 Conjunto de quadrículos coloridos com cartela de cores e bases (reutilizável) 01 Bloco com 25 folhas de aplicação / avaliação 25 Correções informatizadas

[close]

p. 5

AS PIRÂMIDES COLORIDAS DE PFISTER – Versão para Crianças e Adolescentes APROVADO PELO CFP – RESOLUÇÃO CFP Nº 002/2003 (Avaliação da Personalidade de Crianças e Adolescentes) Ψ Editora: Casa do Psicólogo / Pearson Autor: Anna Elisa de Villemor-Amaral PRODUTOS & SERVIÇOS EM PSICOLOGIA OBJETIVO As Pirâmides Coloridas de Pfister – Versão para Crianças e Adolescentes, tem por objetivo coletar informações sobre a dinâmica emocional. POPULAÇÃO Crianças e adolescentes entre 06 e 14 anos de idade. APLICAÇÃO Individual. TEMPO Livre, em média de 15 a 20 minutos, levando-se em consideração o tempo utilizado para o inquérito posterior ao preenchimento das pirâmides. CORREÇÃO Manual e/ou informatizada (gratuita, mediante a compra do bloco de respostas). DESCRIÇÃO As Pirâmides Coloridas de Pfister – Versão para Crianças e Adolescentes trazem como contribuição, dentro de um contexto amplo de investigação, informações sobre a maneira como a pessoa é estimulada pela carga emocional das situações e como expressa suas emoções. De modo complementar, o desenvolvimento cognitivo também pode ser inferido a partir das pirâmides executadas, porque dele depende a composição de formas mais elaboradas. Constitui-se em um instrumento valioso no contexto do diagnóstico clínico infantil. O foro privilegiado para uso desse instrumento é o da clínica, pois é nesse contexto que, integrando-se o motivo do exame, a relação com o examinador e os diversos meios empregados para conhecer a pessoa além do que ela pode dizer sobre si mesma, é possível chegar a uma compreensão mais aprofundada sobre o modo de ser de cada um, sua personalidade, habilidades cognitivas e tendência de comportamento no enfretamento de problemas. O teste foi desenvolvido com base na doutrina das cores, geralmente muito bem recebida tanto por crianças quanto por adultos, que tendem a se interessar e se divertir com o manuseio de grande quantidade de quadrículos coloridos, tendo como objetivo montar a pirâmide. Neste manual específico para uso do teste em crianças e adolescentes, são apresentadas informações novas advindas de uma extensa revisão recente da literatura sobre cores e das pesquisas posteriores à primeira edição do manual de 2005, e seu uso não exclui a necessidade de leitura e compreensão da versão de 2012 (para adultos), na qual encontram-se as considerações específicas para cada cor. MATERIAL (KIT) 01 Manual 01 Conjunto de quadrículos (reutilizável) 01 Cartela de cores (reutilizável) 01 Conjunto com 03 cartelas de base, com esquema da pirâmide (reutilizável) 01 Bloco com 25 folhas de respostas 25 Correções informatizadas

[close]

p. 6

H-T-P – Manual e Guia de Interpretação (Casa, Árvore, Pessoa) APROVADO PELO CFP – RESOLUÇÃO CFP Nº 002/2003 (Avaliação da Personalidade) Ψ Editora: Vetor Tradução: Renato Cury Tardivo Revisão: Iraí Cristina Boccato Alves PRODUTOS & SERVIÇOS EM PSICOLOGIA OBJETIVO O Teste HTP tem por objetivo fornecer informações obre como uma pessoa experiência sua individualidade em relação aos outros e ao ambiente do lar. POPULAÇÃO Pessoas acima dos 8 anos de idade. APLICAÇÃO Individual. TEMPO Livre, levando entre 30 e 90 minutos. CORREÇÃO Manual. DESCRIÇÃO O H-T-P, técnica projetiva de desenho da Casa – Árvore – Pessoa, tem sido utilizada por mais de 50 anos pelos psicólogos clínicos. Como todas as técnicas projetivas, o H-T-P estimula a projeção de elementos da personalidade e de áreas de conflito dentro da situação terapêutica, permitindo que eles sejam identificados com o propósito de avaliação e usados para o estabelecimento de comunicação terapêutica efetiva. A versão atual do H-T-P Manual e Guia de Interpretação foi substancialmente revisada. Ao mesmo tempo em que houve uma preocupação em preservar a riqueza clínica dos manuais anteriores de John Buck, o material foi consolidado e reorganizado, para melhorar o acesso aos conceitos clínicos interpretativos geralmente aceitos. A tarefa pode ser vista como uma amostra inicial de comportamento que possibilita ao clínico o acesso às reações do indivíduo a uma situação consideravelmente não estruturada. Os desenhos também estimulam o estabelecimento de interesse, conforto e confiança entre o examinador e o cliente. MATERIAL (KIT) 01 Manual 10 Protocolos de Interpretação (descartável)

[close]

p. 7

NEO PI-R - Inventário de Personalidade Neo Revisado APROVADO PELO CFP – RESOLUÇÃO CFP Nº 002/2003 (Avaliação da Personalidade) Ψ Editora: Vetor Autor: Paul T. Costa Junior e Robert R. McCrac Responsável Técnica Padronização: Carmem E. Flores PRODUTOS & SERVIÇOS EM PSICOLOGIA DESCRIÇÃO OBJETIVO O Inventário de Personalidade NEO PI-R tem por objetivo realizar a avaliação da personalidade de sujeitos adultos. POPULAÇÃO Apropriado para pessoas acima de 18 anos de idade, com nível de instrução correspondente ao ensino médio completo, não possuindo normas para pessoas acima dos 60 anos. APLICAÇÃO Individual ou coletiva. TEMPO Sem limite de tempo, sendo que a maioria das aplicações leva em média de 40 a 60 minutos. CORREÇÃO Somente informatizada (gratuita, mediante a compra do bloco de respostas do NEO PI-R e do NEO-FFI-R). O inventário de personalidade NEO Revisado, mais conhecido como NEO PI-R, é um instrumento de avaliação da personalidade normal, baseado no modelo pentafatorial das personalidades - cinco grandes fatores de personalidade (BigFive). Os cinco domínios são: Neuroticismo, Extroversão, Abertura, Amabilidade e Conscienciosidade. Cada fator ou domínio é representado por 06 facetas, totalizando um conjunto de 30: N1: Ansiedade, N2: Raiva/Hostilidade, N3: Depressão, N4: Embaraço/Constrangimento, N5: Impulsividade, N6: Vulnerabilidade; E1: Acolhimento, E2: Gregarismo, E3: Assertividade, E4: Atividade, E5: Busca de sensações, E6: Emoções positivas; O1: Fantasia, O2: Estética, O3: Sentimentos, O4: Ações variadas, O5: Idéias, O6: Valores; A1: Confiança, A2: Franqueza, A3: Altruísmo, A4: Complacência, A5: Modéstia, A6: Sensibilidade e C1: Competência, C2: Ordem, C3: Senso do Dever, C4: Esforço por realizações, C5: Autodisciplina, C6: Ponderação. A versão do NEO PI-R para uso no contexto brasileiro é a forma S - respondida pelo próprio indivíduo - sendo composta de 240 afirmativas, às quais o examinando deve responder utilizando uma de cinco alternativas de resposta. As principais áreas de aplicação são: Psicologia do Trabalho e das Organizações, Psicologia Clínica, Psicologia da Saúde, Orientação Vocacional, Pesquisa do comportamento humano em geral. Existe uma versão curta do inventário chamado de NEO FFI-R que consta de 60 itens, sendo indicado para situações de limitação de tempo e quando se deseja apenas obter uma informação global da personalidade. Esta versão apresenta cinco escalas, cada uma com 12 itens que medem cada domínio. A maioria das pessoas leva em torno de 10 a 15 minutos para a sua conclusão.

[close]

p. 8

BFP – Bateria Fatorial de Personalidade APROVADO PELO CFP – RESOLUÇÃO CFP Nº 002/2003 (Avaliação de Personalidade) Ψ Editora: Casa do Psicólogo / Pearson Autor: Carlos Henrique Nunes, Claudio Hutz e Maiana Nunes PRODUTOS & SERVIÇOS EM PSICOLOGIA OBJETIVO A Bateria Fatorial de Personalidade BFP é um instrumento psicológico construído para a avaliação da personalidade. POPULAÇÃO Adultos a partir do ensino médio de todas as regiões brasileiras. APLICAÇÃO Individual ou coletiva. TEMPO Com tempo livre para sua aplicação leva aproximadamente 30 para sua realização. CORREÇÃO Manual e informatizada (gratuita, mediante a compra do bloco de respostas). DESCRIÇÃO A Bateria Fatorial de Personalidade BFP foi criada a partir do modelo dos Cinco Grandes Fatores (CGF). Em sua formulação atual propõe as dimensões: Extroversão, Socialização, Realização, Neuroticismo e Abertura a novas experiências e suas subescalas: E1 – Comunicação, E2 – Altivez, E3 – Dinamismo, E4 – Interação Social; S1 – Amabilidade, S2 – Pró-sociabilidade, S3 – Confiança nas pessoas; R1 – Competência, R2 – Ponderação / Prudência, R3 - Empenho / Comprometimento; N1 – Vulnerabilidade, N2 – Instabilidade Emocional, N3 – Passividade / Falta de Energia, N4 – Depressão; e A1 – Abertura a ideias, A2 – Liberalismo, A3 – Busca por novidades. Com apenas 126 itens, foi desenvolvida no Brasil, levando em conta a linguagem falada no país, os valores culturais, as diversidades regionais e especificidades dos quadros clínicos na nossa realidade. Essas características, portanto, diferenciam a BFP de outros instrumentos para a avaliação da personalidade desenvolvidos em outros países e adaptados para o Brasil. Pesquisas indicam sua utilidade para: - Avaliações no contexto da Psicologia do Trabalho e Psicologia Organizacional (processos de seleção, avaliação para planos de carreira entre outros) - Avaliações no contexto da área de Segurança (porte de arma) e contexto da área do Trânsito (CNH) - Avaliações Clínicas e Psicodiagnóstico - Orientação Profissional - Psicologia Forense - Psicologia Escolar e Educacional - Avaliação Neuropsicológica - Pesquisa MATERIAL (KIT) 01 Manual 05 Cadernos de exercícios (reutilizável) 01 Bloco com 25 folhas de respostas 05 Protocolos de apuração manual (descartável) 25 Correções informatizadas

[close]

p. 9

IFP II - Inventário Fatorial de Personalidade APROVADO PELO CFP – RESOLUÇÃO CFP Nº 002/2003 (Avaliação da Personalidade) Ψ Editora: Casa do Psicólogo / Pearson Autor: Irene F. Almeida de Sá Leme, Ivan Sant'Ana Rabelo e Gisele Aparecida da Silva Alves PRODUTOS & SERVIÇOS EM PSICOLOGIA DESCRIÇÃO O Inventário Fatorial de Personalidade – IFP-II é um instrumento de avaliação da personalidade, com base na teoria das necessidades ou motivos psicológicos de Henry Murray. A versão ora apresentada é resultado da atualização dos estudos psicométricos e normas envolvendo participantes de amostras representativas de todos os estados brasileiros. Esta nova versão apresenta a exclusão de alguns fatores e itens, e assim, passa a ser composto por 100 afirmativas e 13 fatores: Assistência, Intracepção, Afago, Autonomia, Deferência, Afiliação, Dominância, Desempenho, Exibição, Agressão, Ordem, Persistência e Mudança. Através do agrupamento dos fatores, criou-se uma estrutura fatorial de segunda ordem, denominadas: Necessidades Afetivas, Necessidades de Organização e Necessidades de Controle e Oposição. O IFP-II pode ser utilizado em contextos de avaliação clínica, em orientação profissional / carreira, em contexto organizacional, entre outros onde se faz necessária a avaliação da personalidade. OBJETIVO O Inventário Fatorial de Personalidade – IFP tem por objetivo traçar o perfil da personalidade do indivíduo com base em 13 necessidades ou motivos psicológicos. POPULAÇÃO Contempla a população de 14 a 86 anos de idade, com grau de instrução a partir do ensino fundamental. APLICAÇÃO Individual ou coletiva. TEMPO Sem limite de tempo, necessitando em geral de 20 minutos. CORREÇÃO Manual e informatizada (gratuita, mediante a compra do bloco de respostas). MATERIAL (KIT) 01 Manual Técnico 05 Cadernos de exercícios (reutilizável) 01 Bloco com 25 folhas de resposta 01 Bloco com 25 folhas de perfil feminino 01 Bloco com 25 folhas de perfil masculino 25 Correções informatizadas

[close]

p. 10

QUATI - Questionário de Avaliação Tipológica APROVADO PELO CFP – RESOLUÇÃO CFP Nº 002/2003 (Avaliação da Personalidade / Interesses) Ψ Editora: Vetor Autor: José Jorge de Morais Zacharias PRODUTOS & SERVIÇOS EM PSICOLOGIA OBJETIVO O Questionário de Avaliação Tipológica – QUATI objetiva avaliar a personalidade humana através das escolhas situacionais que cada sujeito faz. POPULAÇÃO Indicado para sujeitos a partir da 8ª série do ensino fundamental ao nível superior. APLICAÇÃO Individual ou coletiva. TEMPO Sem limite de tempo, é realizado, em tempo médio de 45 minutos. CORREÇÃO Manual e informatizada (gratuita, mediante a compra do bloco de respostas). DESCRIÇÃO O Questionário de Avaliação Tipológica QUATI, dirigido à população brasileira e à sua cultura, é um instrumento investigativo baseado na teoria Junguiana e em sua tipologia. Visa definir estilos cognitivos e de comportamento individual, classificando semelhanças e diferenças em determinados grupos, auxiliando na organização de grupos de trabalho, na detecção e solução de conflito nas organizações, no treinamento empresarial e remanejamento de pessoal, na criação de programas de ensino-aprendizagem, na orientação de pais e professores, na orientação vocacional e aconselhamento familiar. Os resultados são fornecidos em um conjunto de 03 códigos que definirão a atitude consciente e as funções mais e menos desenvolvidas, ou inconscientes. A Atitude está dividida em Introversão (I) e Extroversão (E); as Funções de Percepção são a Intuição (In) e a Sensação (Ss); e as Funções de Julgamento estão divididas em Pensamento (Ps) e Sentimento (St). O manual disponibiliza uma tabela de profissões mais encontradas em cada tipo e a última edição apresenta a descrição das principais características de cada um dos 16 tipos psicológicos, sob o ponto de vista profissional, ou seja, nas organizações (dados de liderança). O questionário, de fácil compreensão e avaliação simples e objetiva, está composto por 06 propostas de situações cotidianas, cada uma com aproximadamente 15 pares de afirmações, em que o sujeito escolhe as que mais se aproximam de seu comportamento e anota na folha apropriada. A correção é realizada pela quantidade de respostas dadas para cada uma das dimensões descritas, pela avaliação quantitativa e qualitativa. MATERIAL (KIT) 01 Manual 01 Caderno de exercícios (reutilizável) 01 Bloco com 25 folhas de respostas 01 Conjunto de crivos de correção 25 Correções informatizadas

[close]

p. 11

ESTILOS DE PENSAR E CRIAR APROVADO PELO CFP – RESOLUÇÃO CFP Nº 002/2003 (Avaliação da Liderança/Potencial Criativo) Ψ Editora: Lamp / PUC Campinas Autor: Solange Muglia Wechsler, Ph.D. PRODUTOS & SERVIÇOS EM PSICOLOGIA OBJETIVO A Estilos de Pensar e Criar permite conhecer o potencial criativo dos indivíduos para produzir e se destacar nas mais diferentes áreas. POPULAÇÃO Destina-se a pessoas de 17 a 70 anos de idade, com grau de instrução a partir do ensino médio. APLICAÇÃO Individual ou em grupo. TEMPO Não existe tempo marcado para responder à escala de estilos, estima-se em torno de 30 minutos, porém deve ser dado tempo livre para que o indivíduo complete todos os itens. CORREÇÃO Manual. DESCRIÇÃO A Estilos de Pensar e Criar busca identificar tendências ou preferências nos comportamentos e sentimentos de pessoas criativas, ou os seus estilos, o que pode proporcionar importantes informações sobre o potencial criativo, como também sobre as possibilidades do indivíduo para exercer funções de liderança nas mais diversas áreas de atuação, proporcionando maiores oportunidades para o desenvolvimento e expressão da sua criatividade. “Estilos” são maneiras preferenciais de pensar e se comportar frente a determinadas situações. Apresenta como resultado cinco estilos, sendo quatro de Criar: Cauteloso Reflexivo, Inconformista Transformador, Emocional Intuitivo, Relacional Divergente e um de Pensar: Lógico Objetivo. As informações derivadas da avaliação dos estilos de pensar e criar são altamente importantes para os profissionais que trabalham com orientação vocacional, seleção profissional, identificação de talentos ou ainda no desenvolvimento de programas relacionados com o desenvolvimento do potencial humano. Permite entender melhor as diferentes formas de pensar e agir criativamente, valorizando pessoas com estilos diversos que podem atingir, por diferentes formas, alta produção inovadora. MATERIAL (KIT) 01 Manual técnico 01 Caderno de aplicação (reutilizável) 01 Caderno de aplicação e correção (descartável) 01 Bloco com 20 folhas de respostas 01 Bloco com 20 folhas de correção

[close]

p. 12

QHC – Questionário de Habilidades Sociais, Comportamentos e Contextos para Universitários APROVADO PELO CFP – RESOLUÇÃO CFP Nº 002/2003 (Habilidades Sociais e Comportamentos) Ψ Editora: Cetepp / Hogrefe Autor: Alessandra T. Bolsoni-Silva e Sonia R. Loureiro PRODUTOS & SERVIÇOS EM PSICOLOGIA OBJETIVO O Questionário de Habilidades Sociais, Comportamentos e Contextos para Universitários – QHC, tem por objetivo a avaliação de habilidades sociais e de comportamentos nas interações frente a diferentes interlocutores e variáveis contextuais. POPULAÇÃO Universitários. APLICAÇÃO Individual ou coletiva. TEMPO Em torno de 15 a 20 minutos. CORREÇÃO Manual. DESCRIÇÃO O Questionário de Habilidades Sociais, Comportamentos e Contextos para Universitários - QHC tem se mostrado um instrumento válido em pesquisas de: - Caracterização e de levantamento quanto a influência de variáveis sócio demográficas; - No rastreamento de dificuldades específicas considerando os indicadores de saúde mental tais como a fobia social, depressão, transtorno de ansiedade generalizada, abuso de álcool/outras substâncias; - Na identificação de diferenças de gêneros; - Na caracterização de repertórios relacionados ao uso da internet; - Na identificação de padrões específicos para diferentes cursos de graduação (biológicos x humanas x exatas) e anos dos cursos (finais x iniciais), e - Na comparação de grupos clínicos e não clínicos. Mostrou ser sensível para mensurar a efetividade e eficácia de procedimentos de intervenção, permitindo a identificação de mudanças comportamentais em universitários com diagnóstico de fobia social e com depressão, trazendo contribuições para a Psicologia Baseada em Evidência. O QHC poderá ser útil no contexto institucional, acadêmico e clínico, além do seu uso em pesquisa. O teste avalia tanto frequência quanto características dos comportamentos, favorecendo mapear se os problemas estão relacionados a frequência ou à qualidade com que os comportamentos são emitidos, permitindo a descrição das contingências que sugerem estar reforçando ou punindo as respostas da pessoa avaliada, conforme diferentes interlocutores. Permite conduzir avaliações que podem embasar intervenções vinculadas à prevenção de transtornos mentais. MATERIAL (KIT) 01 Manual técnico 20 Cadernos de aplicação (descartável)

[close]

p. 13

AIP – Avaliação dos Interesses Profissionais APROVADO PELO CFP – RESOLUÇÃO CFP Nº 002/2003 (Avaliação dos Interesses Profissionais) Ψ Editora: Vetor Autor: Rosane Schotgues Levenfus e Denise Ruschel Bandeira PRODUTOS & SERVIÇOS EM PSICOLOGIA OBJETIVO O AIP - Avaliação dos Interesses Profissionais, tem por objetivo fornecer dados relevantes e confiáveis na avaliação dos interesses profissionais. POPULAÇÃO Jovens e adultos em processo de orientação ou reorientação profissional. APLICAÇÃO Individual ou coletiva. TEMPO Sem limite de tempo para ser respondido, podendo levar uma média de 30 minutos para sua realização, não sendo permitido deixar nenhum par em branco. CORREÇÃO Manual. DESCRIÇÃO O AIP - Avaliação dos Interesses Profissionais surgiu da necessidade de oferecer aos psicólogos que trabalham com orientação vocacional um instrumento eficaz e atualizado na avaliação dos interesses profissionais. Elegeu-se para o AIP, dez campos de interesses que, se percebidos em conjunto, poderão remeter a uma série de profissões a serem consultadas no manual do teste. São eles: A – CFM - Campo Físico / Matemático B – CFQ – Campo Físico / Químico C – CCF – Campo Cálculos / Finanças D – COA – Campo Organizacional / Administrativo E – CJS – Campo Jurídico / Social F – CCP – Campo Comunicação / Persuasão G – CSL – Campo Simbólico / Linguístico H – CMA – Campo Manual / Artístico I – CCE – Campo Comportamental / Educacional J – CBS – Campo Biológico / Saúde Está composto por frases que referem atividades laborais típicas de cada campo de interesse. O caderno de aplicação contém 100 pares de atividades, totalizando 20 atividades de cada campo distribuídas de tal forma que cada campo seja confrontado com todos os outros e com ele mesmo duas vezes. Contém, ainda, um guia com mais 200 descrições de profissões, para que o orientador possa apresentar um diagnóstico mais detalhado aos seus avaliados. O AIP apresenta um diferencial pelo fato de permitir que o sujeito sinalize quando não tiver interesse em nenhuma das duas atividades propostas, possibilitando, assim, diferenciar interesses reais de interesses relativos. MATERIAL (KIT) 01 Manual 10 Cadernos de exercício (reutilizável) 01 Crivo de apuração 01 Bloco com 25 folhas respostas 01 Bloco com 25 protocolos de levantamento

[close]

p. 14

EAP – Escala de Aconselhamento Profissional APROVADO PELO CFP – RESOLUÇÃO CFP Nº 002/2003 (Levantamento de Interesses Profissionais) Ψ Editora: Vetor Autor: Ana Paula Porto Noronha, Acácia Aparecida Angeli dos Santos e Fermino Fernandes Sisto PRODUTOS & SERVIÇOS EM PSICOLOGIA OBJETIVO A Escala de Aconselhamento – EAP, tem por objetivo avaliar as preferências por atividades profissionais. POPULAÇÃO Jovens e adultos a partir dos 17 anos de idade. APLICAÇÃO Há duas formas de aplicação, a Individual e a coletiva, sendo as instruções e normas as mesmas. TEMPO Não há limite de tempo para a resposta, em geral a aplicação não ultrapassa os 15 minutos. CORREÇÃO Manual. DESCRIÇÃO A Escala de Aconselhamento Profissional – EAP, se propõe a disponibilizar aos psicólogos um instrumento que poderá auxiliá-los no processo de busca por alternativas para a opção profissional de pessoas que busquem por essa ajuda, aconselhando-as melhor para a identificação com uma carreira, deixando transparecer que há alternativas e não uma diretriz de mão única. O EAP teve assim, como concepção subjacente, a aceitação de que as pessoas gostam de realizar atividades que não são necessariamente tipos de sua profissão. Em decorrência, optou-se por falar em perfil profissional, no qual ficam caracterizadas escolhas em vários níveis de intensidade, em relação a distintos grupamentos de atividades. Assim sendo, neste instrumento, são traçados perfis de carreiras, admitindo que que uma pessoa em uma determinada carreira possa não preferir atividades relacionadas tãosomente à carreira específica, mas optar também por atividades características de outras carreiras. Composto por 61 itens de atividades profissionais, para os quais o examinando deverá quantificar de 01 a 05 a intensidade com a qual ele gostaria de realizar cada uma delas, variando de “frequentemente” a “nunca desenvolveria”. O manual apresenta as normas para interpretação dos dados separadas pelas diferentes dimensões, os perfis das diferentes carreiras e disponibiliza exemplos de casos, onde o aplicador poderá verificar descrições possíveis de perfis segundo as características apresentadas pelo examinando. MATERIAL (KIT) 01 Manual 03 Crivos de avaliação e interpretação 01 Bloco com 25 folhas de respostas 01 Bloco com 25 fichas de perfil

[close]

p. 15

TDP – Teste das Dinâmicas Profissionais (Levantamento de Interesses Profissionais) Editora: Vetor Autor: Gustavo Lisboa Braga e Angela Maria Fontes de Andrade PRODUTOS & SERVIÇOS EM PSICOLOGIA OBJETIVO O Teste das Dinâmicas Profissionais – TDP, tem por objetivo detectar de maneira rápida, prática e precisa os interesses e preferências dentre grandes áreas profissionais. POPULAÇÃO Indivíduos a partir dos 14 anos de idade com nível de escolaridade da 8ª série do ensino fundamental em diante e em ambos os sexos. APLICAÇÃO Individual ou coletiva (máximo sugerido de 20 pessoas). TEMPO Livre (tempo médio de 30 minutos). CORREÇÃO Manual. DESCRIÇÃO O Teste das Dinâmicas Profissionais – TDP foi desenvolvido com base nos princípios semelhantes aos de Kuder, classificando-se as profissões em grandes áreas de interesse. Utilizou-se das mesmas 10 áreas do inventário de interesses de kuder, sendo acrescidas mais duas áreas: Religiosa e Militar, ficando composto assim, por doze áreas, cada qual abrangendo atividades e trabalhos específicos, que serão, numa segunda etapa, analisados, explorados, questionados e discutidos em dinâmicas de grupo, visitas a locais de trabalho e a universidades, dentre outras atividades. As áreas de interesse do TDP são: - Ar Livre, - Mecânica, - Cálculo, - Científica, - Persuasiva, - Artística, - Literária, - Musical, - Assistencial, - Administrativa, -Religiosa, e - Militar. O TDP está composto de duas partes: - a primeira apresenta uma série de retângulos, contendo frases relacionadas com 144 atividades diversas, que deverão ser classificadas de 01 a 05, de acordo com a vontade do sujeito em desempenhá-las, independente de seus conhecimentos ou habilidades atuais; - a segunda parte apresenta doze grandes áreas, abrangendo diferentes atividades, das quais, após a leitura, o sujeito deverá classificar, numerando de 01 a 12, aquelas pelas quais tem maior e menor agrado, preferência, de cuja dinâmica profissional gostaria de participar. MATERIAL (KIT) 01 Manual 15 Cadernos de aplicação (descartável)

[close]

Comments

no comments yet