Jornal Conecta Baixada - 16ª Edição

 

Embed or link this publication

Description

Informativo quinzenal

Popular Pages


p. 1

Recicle informação. Passe este jornal para outro leitor. 995-75-4545 www.conectabaixada.com.br 2016 BAIXADA FLUMINENSE A INFORMAÇÃO VAI ATÉ VOCÊ 16 a 30 de Junho ANO 2 A- N°16 Distribuição gratuita Lélio Neto/Conecta Baixada FICOU NA PROMESSA UM VIADUTO PARA O NADA O Conecta Baixada inicia por Nova Iguaçu a série de reportagens para retratar os compromissos assumidos e não cumpridos pelos prefeitos da região Páginas 6 e 7 PERFIL Fotos: Lélio Neto/Conecta Baixada MESQUITA PREFEITURA E COOPSEGE NA MIRA DA JUSTIÇA Conecta Baixada TESTEMUNHAS DA HISTÓRIA Dona Manuela, com 110 anos, e dona Maria do Carmo, com 109, atravessaram o século XX testemunhando alguns dos mais importantes eventos da Página 3 História e dão aula de otimismo às novas gerações. Pela segunda vez em pouco mais de um mês, a Justiça intima a administração Gelsinho Guerreiro a apresentar a relação de funcionáPágina 2 rios terceirizados da Coopsege.

[close]

p. 2

GERAL MESQUITA 2 BAIXADA FLUMINENSE, 16 a 30 de Junho WWW.CONECTABAIXADA.COM.BR JUSTIÇA INTIMA PELA 2ª VEZ PREFEITURA SOBRE CONTRATO COM A COOPSEGE prefeitura de Mesquita foi novamente intimada pela Justiça para apresentar a relação com os nomes, cargos e respectivos CPFs dos funcionários terceirizados da Coopsege que prestam serviço à municipalidade. Essa é a segunda vez que a juíza Alessandra Tufvesson Peixoto, da Vara Cível da cidade, intima a administração municipal a comprovar a efetiva relação entre a cooperativa e a prefeitura. Nos primeiros cinco meses deste ano, a administração Gelsinho Guerreiro (PRB) repassou à cooperativa R$ 31 milhões. Em 9 de maio passado, a juíza já havia determinado uma busca e apreensão na sede da administração municipal para tentar localizar A o contrato firmado entre a prefeitura e a Coopsege. A decisão da justiça foi tomada em resposta a uma ação popular, que questiona a legalidade da contratação da cooperativa. Há suspeitas de que o processo de contratação não seguiu as regras determinadas pela lei, que prevê a realização de uma licitação. A Coopsege fornece mão de obra à prefeitura desde o início do governo de Gelsinho. Nesse período, o município já teria repassado R$ 200 milhões à cooperativa. A administração municipal, contudo, ignorou a determinação da Justiça e não apresentou a relação com os nomes dos funcionários terceirizados. O que reforça a suspeita de irregularidade no con- Lélio Neto/Conecta Baixada Prefeitura tem cinco dias para apresentar à Justiça a relação com nomes, cargos e CPFs de terceirizados da cooperativa trato. Ao intimar pela segunda vez a prefeitura a apresentar os dados, a juíza ressalta que as informações fornecidas pela administração municipal anteriormente não estão completas. Agora, a mu- nicipalidade tem cinco dias para encaminhar os documentos. Caso contrário, a Justiça poderá determinar a suspensão do repasse de recursos para a Coopsege, que vem atrasando o pagamento ds funcionários. Procurada a prefeitura não se manifestou. Em resposta anexada ao processo, a Coopsege afirma não haver ilegalidade no contrato, mas forneceu a lista de terceirizados. NA CONTRAMÃO DA TRANSPARÊNCIA, CÂMARA DE NOVA IGUAÇU PROÍBE FILMAGENS EM SESSÕES Reprodução/Internet Davi Boechat davi.boechat@conectabaixada.com.br Acompanhar as ações do Legislativo em Nova Iguaçu está mais difícil. Desde o dia 11 de março, gravações de áudio e vídeo das sessões só podem ser feitas com credenciamento prévio, que deve ser solicitado à diretoria da Casa em, no mínimo, 48 horas antes das reuniões. A proibição, originada de uma alteração no artigo 152 do regimento interno, veta não só registro por parte de cidadãos como também o trabalho da imprensa. Além das razões apresentadas pela mesa diretora da casa, que justificou a determinação no regimento interno “por motivo de segurança”, outras ques- tões são apontadas nos bastidores da Câmara. Gravações de pronunciamentos polêmicos, que mobilizaram as redes sociais, desagradando vereadores, teriam dado origem à proibição. Em junho passado, uma delas ganhou destaque. A fala de Carlão Chambarelli (PSDB), líder do governo na Câmara, que intimou os membros da bancada a parar de criticar o governo municipal. No discurso, ele diz ter sido chamado à atenção pelo prefeito Nelson Bornier (PMDB). A tolerância zero ao contraditório ficou clara: “A base do governo é governo. Ninguém pode falar mal do governo. Estamos entendidos? Se não está satisfeito pede para sair”, Pela resolução da Mesa Diretora, o público e os repórteres estão proibidos de fazer imagens em vídeo das sessões disse à época. Aclamado por alguns de seus pares, Carlão continuou: “Todo mundo aqui ganhou obra. Um ou outro ainda não ganhou, mas ainda será contemplado”, concluiu. Na contramão da transparência Além de dificultar o trabalho de voluntários em mostrar, por meio da internet, os debates e pronunciamentos de vereadores, a Câmara de Nova Iguaçu não dispõe de transmissão ao vivo das sessões em seu site. O serviço de TV Legislativa em sinal aberto, previsto em lei, também não é disponibilizado.

[close]

p. 3

BAIXADA FLUMINENSE, 16 a 30 de Junho WWW.CONECTABAIXADA.COM.BR 3 PERFIL Fotos Lélio Neto/Conecta Baixada BAIXADA CENTENÁRIA ELAS TÊM MAIS DE CEM ANOS DE HISTÓRIA PARA CONTAR Marcelle Bappersi marcelle.bappersi@conectabaixada.com.br U ma história para ser bem contada precisa ter sido vivida. E haja contexto histórico a ser relembrado por "dona" Manuela da Silva Lopes, de 110 anos. Em uma tarde ao lado da centenária, foi possível ouvir relatos sobre as diversas mudanças históricas no Rio de Janeiro, que as três últimas gerações só tomaram conhecimento através de livros nem sempre ricos em detalhes. Foram revoluções, mudanças estéticas e crises econômicas, como a de 29, que quase levou o mundo à falência. "Eu tinha 15 anos, quando minha madrinha, muito amiga de Getúlio Vargas, conseguiu uma vaga para mim em um navio de enfermeiras, cujo destino era o Rio de Janeiro. Eu era uma menina quando pisei na cidade e fiquei impressionada com as revoluções que aconteciam nela", contou a centenária. Mas a memória ainda pesa mais do que a idade. Segundo a filha mais velha, Dalva Garcia, de 80 anos, "dona" Manuela é espirituosa em relação às suas lembranças e um tanto rebelde. Ela conta que mesmo com a visão debilitada insiste em fazer as atividades domésticas e frequentar a igreja, onde é coralista assídua. "Se a gente não deixar, ela briga. Há um tempo, ela fugia. Quando íamos ver, ela estava na igreja ou no centro de Nova Iguaçu fazendo compras", disse. Ativas, as centenárias Manuela e Maria são enciclopédias vivas Arretada toda a vida Arretada e de personalidade forte, "dona" Manuela conta que nunca gostou de balada e afirma que colocava para correr todos os filhos de patrões que tentavam abusar dela, quando jovem. Ela afirma que sua qualidade de vida e atenção que recebe dos seus sete filhos, 22 netos, 33 bisnetos e 10 tataranetos é sua fórmula secreta para a longevidade. "Amo minha família, eles são muito importantes para mim", revela. Já em Japeri, a quase 33 quilômetros de distância, "dona" Maria do Carmo Passos, de 102 anos, na carteira de identidade, é outra matriarca centenária da Baixada. De conversa solta, lembranças bem nítidas e humor maroto, a vovó de Engenheiro Pedreira mostra que já está pensando na próxima festa de aniversário e faz uma pedido irrecusável ao fotógrafo da equipe do Conecta Baixada: "você vem me fotografar no meu aniversário? Mas não vou fazer em dezembro porque já tem festa demais, vou comemorar em janeiro". Vovó Maria completa 110 no dia 10 dezembro. Não, as contas não estão erradas. A idosa afirma com bastante lucidez que foi registrada anos depois de seu nascimento. E para manter a mente em atividade, a centenária é responsável pelo troco dos clientes na barraquinha, construída no quintal de casa. "Eles às vezes querem me enganar porque acham que sou velha, mas eu não sou boba", diz com bom humor.

[close]

p. 4

EDUCAÇÃO 4 BAIXADA FLUMINENSE, 16 a 30 de Junho WWW.CONECTABAIXADA.COM.BR AÇÃO SOCIAL É CANCELADA A ação social da Universidade Estácio de Sá, campus Nova Iguaçu, em parceria com o Conecta Baixada, que aconteceria no dia 18 de junho, foi cancelada devido a conflitos de datas. Ainda não há nova data para o evento, que deverá trazer à população diversos serviços nas áreas de Saúde, Justiça e Empresarial. RESPONSABILIDADE SOCIAL E AMBIENTAL NA UNIABEU Rodolfo Walter/Divulgação Os professores Aline Castellar e Leandro Arantes são os organizadores da I Feira de Responsabiliade Social e Ambiental da Uniabeu lunos e professores dos cursos de Enfermagem, Farmácia e Recursos Humanos, do campus Belford Roxo do Centro Universitário Uniabeu realizarão a I Feira de Responsabilidade Social e Ambiental, no próximo dia 22, às 18h. O evento é gratuito e oferece diversos serviços nas áreas de educação ambiental e saúde. Estão programadas oficinas para cuidados pessoais, elaboração e construção de objetos, móveis e brinquedos a partir de materiais recicláveis. Na tenda "Visão do Futuro" haverá oficina de leitura e escrita básica em A Braille, exposição dos materiais utilizados para essa modalidade de redação e artesanato reciclável voltado para deficientes visuais. Outro destaque da feira será a tenda "Atenção Farmacêutica", onde acontecerão mini-palestras sobre o descarte correto de medicamentos vencidos e suas embalagens, riscos da automedicação e uso racional de medicamentos. A feira dará atenção especial às crianças. Na tenda "Kids", estarão à disposição brinquedos produzidos com materiais recicláveis e os visitantes receberão orientações sobre atitudes ecologicamente corretas. A parte gastronômica ficará a cargo da tenda "Cozinha Experimental", onde serão servidos petiscos elaborados a partir do reaproveitamento de alimentos. Empresários receberão orientações na tenda "Escritório Sustentável", totalmente montado com materiais recicláveis. Serão oferecidos ainda aferição de pressão arterial, glicemia, pesagem e cálculo da massa corporal. I Feira de Responsabilidade Social e Ambiental da Uniabeu 22 de junho, 18h. Campus Belford Roxo Rua Itaiara, 301, Centro Entrada gratuita WhatsApp (21) 995-75-4545

[close]

p. 5

BAIXADA FLUMINENSE, 16 a 30 de Junho WWW.CONECTABAIXADA.COM.BR 5 GERAL CONEXÃO GERAL Davi de Castro* davi.castro@conectabaixada.com.br ice-prefeito eleito na chapa que colocou Gelsinho Guerreiro à frente da prefeitura de Mesquita, Waltinho Paixão (PROS) rompeu de vez com o antigo aliado. A decisão foi tomada numa manhã em que ele chegou à prefeitura para trabalhar e encontrou seu gabinete trancado. Integrante da família que faz parte da história do município, Waltinho já não escondia o desapontamento com o prefeito. A insatisfação com a administração GG estava presa na garganta do político, que fechou aliança com o empresário e pré-candidato do PSDB, Jorge Miranda (esq.), para disputar a sucessão municipal em outubro. V GELSINHO MANDOU LACRAR O GABINETE DO VICE Davi Boechat/ConectaBaixada NA PRESSÃO Essa aconteceu na Creche Professora Marlene Peres Costa, na Praça Sete Anões, em Mesquita. Enquanto preparava o almoço das crianças, uma cozinheira se feriu devido a explosão de uma panela de pressão. O caso acabou abafado. BOLACHA TUCANO À VISTA Corre pelos corredores do Executivo que Gelsinho Guerreiro ficou irritado ao dar de cara com um mega tucano ao chegar ao trabalho. A ave símbolo do PSDB ilustra o banner do diretório do partido inaugurado à frente da prefeitura. Pais e alunos de escolas municipais de Mesquita andam reclamando da qualidade e da quantidade de merenda servida aos estudantes. Há dias, segundo os pais, que o almoço é substituído por bolacha e refresco. PT RACHADO O diretório do Partido dos Trabalhados de Mesquita enfrenta um racha entre suas principais lideranças na cidade. De um lado, André Taffarel defende a permanência no governo GG, contrariando as intenções de Artur Messias. CASCA DE BANANA A iniciativa de Taffarel fragiliza a pré-candidatura de Artur Messias, que planeja disputar a sucessão municipal. Para integrantes do PT na cidade, Taffarel jogou uma casca de banana no caminho do antigo companheiro. SINAL VERMELHO Com inauguração do Shopping Nova Iguaçu, na Avenida Abílio Austusto Távora (antiga Estrada de Madureira), motoristas vêm sofrendo com problemas na sinalização de trânsito na região e, consequentemente, com os engarrafamentos nas vias ao redor empreendimento. ABANDONO OLÍMPICO EM NILÓPOLIS Enquanto o Rio vai sediar a primeira Olimpíada da América do Sul, os moradores da vizinha Nilópolis, na Baixada Fluminense, têm dificuldade para praticar esportes na Vila Olímpica da cidade. O espaço, segundo moradores, esta abandonado, com mato crescendo no espaço destinado a corrida e outras modalidades. *Coluna feita pela redação

[close]

p. 6

CIDADES NOVA IGUAÇU 6 BAIXADA FLUMINENSE, 16 a 30 de Junho BAIXADA FLUMINENSE, 16 a 30 de Junho WWW.CONECTABAIXADA.COM.BR WWW.CONECTABAIXADA.COM.BR 7 CIDADES Fotos: Lélio Neto/Conecta Baixada MILHÕES JÁ FORAM GASTOS E VIADUTOS FICARAM NA PROMESSA Planejadas para desafogar o trânsito, obras continuam no esqueleto Em Austin, local do terceiro viaduto, não há nem sequer um canteiro de obras. Juntas, as três pontes custariam R$ 76, 2 milhões (valores não atualizados). O Conecta Baixada inicia nesta edição uma série de reportagens sobre as promessas não cumpridas pelos prefeitos das principais cidades da Baixada. Um pilar de R$ 18 milhões Iniciada em 2010, a obra do viaduto de Austin foi orçada em R$ 18 milhões, mas teve apenas um pilar construído. Terrenos que foram desapropriados para dar espaço à edificação, incluindo o que abrigava o DPO (Destacamento de Policiamento Ostensivo), estão abandonados. Os três viadutos faziam parte de um pacote de obras firmados entre a prefeitura e os governos estadual e federal. Com o término previsto para esse ano, porém, todos os projetos estão parados. Obras paradas há três meses No bairro Comendador Soares, outro viaduto construído sobre a linha férrea está inacabado. O projeto, iniciado em junho de 2014, foi orçado em R$ 28,2 milhões. No canteiro onde trabalhavam 30 empregados não há movimentação há pelo menos três meses. Na duplicação do viaduto da rua Barros Junior a realidade se repete. Com o custo de quase R$ 30 milhões, a Davi Boechat davi.boechat@conectabaixada.com.br I nstalada há duas décadas no acesso à passagem de nível de Austin, em Nova Iguaçu, a ambulante Sônia Maria Costa, de 49 anos, já perdeu a conta de quantos acidentes assistiu. "O pior aconteceu há uns cinco anos. Um Fusca não respeitou a sinalização que proibia a passagem e correu, achando que daria tempo de passar. O trem o pegou em cheio. Foi horrível. O motorista morreu na hora. A tragédia só não foi maior porque ele estava sozinho". A trágica colisão poderia ter sido evitada. No local onde pedestres, motoristas e maquinistas disputam espaço deveria ter sido erguido um viaduto. A construção era uma das promessas de campanha do então candidato a prefeito de Nova Iguaçu, Nelson Bornier (PMDB). Na verdade, o político havia prometido erguer três viadutos que ajudariam a desafogar o engarrafado trânsito da cidade. A quatro meses da eleição, as obras estão longe de serem concluídas. Em Comendador Soares e no Centro foram construídas apenas parte das bases. Orçado inicialmente em R$ 18 milhões, o prometido viaduto de Austin tem apenas um pilar erguido. obra desafogaria o trânsito na via que, passando sobre a rodovia Presidente Dutra, ligaria o Centro de Nova Iguaçu à Estrada de Iguaçu. Procurado pela reportagem, o prefeito Nelson Bornier por meio da assessoria de imprensa tentou justificar os atrasos passando a responsabilidade pela conclusão das obras aos antigos parceiros de promessas. Já o Departamento de Estradas de Rodagem (DER) não se manifestou até o fechamento dessa edição. OUTRAS PROMESSAS NÃO CUMPRIDAS Outras intervenções prometidas na campanha eleitoral de Bornier também não serão entregues até o fim do mandato. A instalação de um batalhão da Polícia Militar exclusivo para Nova Iguaçu, a construção de terminais e corredores para um sistema de BRT no município, a oferta de creches em horário integral, a construção de um hospital de oncologia e traumatologia são algumas delas. O prefeito Nelson Bornier também terá que enfrentar a rejeição depois que seu nome foi mencionado na operação Lava Jato. Em dezembro passado, ele teve o apartamento em que mora, na Barra da Tijuca, além de imóveis em Nova Iguaçu, revirados por policiais federais. Bornier também figura como suspeito no escândalo da merenda escolar. Ele foi o primeiro político fora do estado de São Paulo mencionado na delação de um dos réus. De acordo com o Ministério Público Federal (MPF), Bornier teria recebido propina de R$ 1 milhão em troca da participação da Cooperativa Orgânica de Agricultura Familiar (COAF), que não atendia aos requisitos do processo de licitação feito pela secretaria de Educação do município. Olha o trem: sem opção, pedestres e motoristas se arriscam diariamente na passagem de nível em Austin, Nova Iguaçu

[close]

p. 7

EMPREENDEDORISMO FOCO NA BELEZA VIDA DE UM EMPREENDEDOR Jorge Eduardo jorge.eduardo@conectabaixada.com.br 8 BAIXADA FLUMINENSE, 16 a 30 de Junho WWW.CONECTABAIXADA.COM.BR REALIZANDO DESEJOS Leilane Oliveira leilane.oliveira@conectabaixada.com.br Reprodução Facebook EMPREENDEDORISMO: VAMOS SURFAR? se arrisque, é muito perigoso”; “cara você não vai conseguir, sai dessa”. Mas só você e mais ninguém sabe o tamanho do prazer que tem na incerteza de muitos, mas que é a coisa mais certa a fazer para os que estão felizes e que amam o risco de tentar o novo, tentar e explorar o único. No começo chega a ser viciante sentir esse prazer, ele te deixa ávido por mais o tempo todo, te faz querer mostrar para todos como é bom sentir isso, mas com o tempo você começa a se preocupar em fazer desse prazer um amor, e então vai pelos caminhos certos, dropando com mais suavidade, já está se tornando íntimo do mar e do risco. É aí que muitos caem, pois se acostumaram a dropar. Mas os fortes continuam a explorar novas ondas, novos mares e vão chegando tão longe que quando olham para trás só têm o seguinte pensamento: "Como o caminho foi gostoso!" E você? Vai continuar na marola ou vai se arriscar nos grandes mares? Empreenda! O Os fortes continuam a explorar novas ondas, novos mares e vão chegando tão longe que quando olham para trás só têm o seguinte pensamento: "Como o caminho foi gostoso!” Entrar de cabeça em uma onda, "aaah" que sonho. E assim como a onda nossos sonhos têm paredes móveis que se moldam com a maré. Entrar num tubo que vai se fechando nos deixando só um pequeno feixe de luz, que é a única saída para a felicidade, parece perigoso e ruim, mas quanto menor fica a saída, mais próximo estamos dela. E só quem está lá dentro sabe quanto é mágico, precioso e gostoso estar naquela onda. De fora, as pessoas que estão olhando e que não entendem nada sobre esse prazer, ou ao menos nunca o sentiram por medo de dar o primeiro passo devem imaginar: “não sonho da empresária Monique Gracielle, de 29 anos, tomou proporções muito maiores do que ela mesma idealizava. Nos últimos 10 anos a fisioterapeuta se tornou referência em estética e beleza, além de se destacar em moda de noivas e debutantes no Rio de Janeiro. O resultado do sucesso refletiu em sua agenda, que hoje é preenchida com reservas de toda gama de clientes do Rio, São Paulo, Curitiba, e munddo afora, como Argentina, Itália e Cuba. Monique afirma que seu carro-chefe é a comodidade. A empresária conta que a ideia é simplificar a produção de noivas ou debutantes. Ela oferece desde tratamentos estéticos a aluguel de roupas e sapatos. Tudo por um preço bastante acessível, para possibilitar a realização dos desejos de suas clientes. "Eu as trato da mesma forma como gostaria de ser tratada, então, elas se sentem bem em meus espaços. Além disso, quando contratam os pacotes No Spa, noivas e debutantes têm o espaço idela para se preparar para seu grande dia completos evitam outras preocupações, como a de se maquiar em um lugar, pegar vestido e sapato em outro. Aqui elas encontram tudo", disse. A fama da marca 'Monique Gracielle' começou a se formar em 2002, quando a fisioterapeuta ainda atendia em domicílio. Monique conta que pouco tempo depois inaugurou um espaço e chamou sua irmã, que é cabeleireira, para se juntar à equipe. Percebendo a carência da Baixada Fluminense em ter um espaço no mesmo segmento, a empresária expandiu seus negócios e se tornou referência no ramo. "Sempre sonhei em ter um negócio e ser independente. Quando comecei com noivas, eu vi nossa necessidade em ter um espaço assim aqui na Baixada. E engraçado é que os clientes daqui se surpreendem quando comparam a qualidade dos serviços com o valores. Não são só pessoas daqui que nos procuram. Já tivemos reservas de outros países e esse reconhecimento me deixa muito feliz e realizada ", concluiu. Grupo Monique Gracielle Rua: Dr. Barros Jr., 671, Centro Nova Iguaçu TEL: (021) 2667-2949 www.moniquegracielle.com.br contato@moniquegracielle.com.br WhatsApp 995-75-4545

[close]

p. 8

BAIXADA FLUMINENSE, 16 a 30 de Junho Maio WWW.CONECTABAIXADA.COM.BR 9 RELIGIÃO E FÉ/GERAL PROFESSOR CLÁUDIO DUARTE evangelho@conectabaixada.com.br PASTORES, AS OVELHAS TÊM DONO! "Filho do homem, profetiza contra os pastores de Israel; profetiza, e dize aos pastores: Assim diz o Senhor Deus: Ai dos pastores de Israel que se apascentam a si mesmos! Não devem os pastores apascentar as ovelhas? Comeis a gordura, e vestis a lã; matais o cevado; mas não apascentais as ovelhas". Ezequiel 34: 2 e 3. Este texto bíblico no Antigo Testamento, escrito há tantos anos, continua absolutamente atual e contemporâneo. Sem surpresa, pois a Bíblia, sendo a Palavra de Deus, é viva, eficaz e sempre atual e para hoje. No texto, Deus, através do profeta Ezequiel, faz uma dura advertência aos pastores que, longe de cumprirem a missão de apascentar as ovelhas, os eleitos de Deus, estavam preocupados com seus próprios interesses e crescimento pessoal. E o profeta decreta o "Ai" de Deus, sua condenação e reprovação, sobre aqueles homens que abandonaram seu chamado para viverem as benesses seculares. Quão atual é esta Palavra! Como deveria nos levar à reflexão e ao arrependimento! O que mais se observa no cenário evangélico são pastores que nunca foram chamados, pastores que não sabem sequer o que seja o chamado de Deus, buscando dominar sobre as ovelhas, comer suas carnes, despojá-las de tudo que possuem, algumas vezes muito pouco, para satisfazer apetites sórdidos e imundos. Vemos, às dezenas, pastores que, abandonam à morte espiritual as ovelhas, o povo do Deus Vivo, para correrem atrás das enganosas e momentâneas glórias e prazeres deste século. Pastores que se apascentam a si mesmos, negociando fiéis de suas igrejas com transações espúrias, sem atentar que o Dono do rebanho, o Dono da Igreja, é Jesus Cristo, e que Ele voltará e vai requerer a vida de cada membro de seu rebanho. Recomendo a estes falsos e maus pastores a leitura de todo o capítulo 34 do livro de Ezequiel, que mostra o seguinte decreto de Deus no versículo 10: "Assim diz o Senhor Jeová: Eis que estou contra os pastores, e demandarei as minhas ovelhas da sua mão, e eles deixarão de apascentar as ovelhas, e não se apascentarão mais a si mesmos". Temam, tremam, e arrependam-se, pois o Deus da Palavra zela pelo seu cumprimento. GIRO PELAS IGREJAS Todas as segundas, Estudo Bíblico na Assembleia de Deus do Relógio, na Rua Almirante Batista das Neves, 979, Chatuba. Aos domingos, sempre a partir de 19h, culto de louvor e adoração a Deus no Ministério Kadasha, na Almirante Batista das Neves, 895, na Chatuba. Mande para nossa coluna a programação e eventos de sua igreja e divulgaremos GRATUITAMENTE. O endereço do e-mail é claudio.duarte@ conectabaixada.com.br. GRANDES LOJAS, GRANDES MARCAS, GRANDES ENGANOS Procon Estadual autua Casas Bahia, Extra, Lojas Americanas e Ponto Frio por ofertas enganosas no Dia dos Namorados O Procon Estadual autuou as empresas CNova (responsável pelos sites das redes Ponto Frio, Extra e Casas Bahia) e B2W (responsável pelo site das Lojas Americanas) por propagandas enganosas em ofertas para o Dia dos Namorados. O monitoramento dos sites sob responsabilidade destas empresas foi feito tomando como base os preços anunciados entre 11 e 13 de maio, cerca de um mês antes do Dia dos Namorados, e comparados com os valores anunciados como promoções em 10 de junho. Em alguns casos, produtos custavam até R$ 100 a mais do que há um mês, configurando falsas promoções. Foram monitorados cerca de 500 produtos dos setores de games, Divulgação Sinimusda eaturiat. Od exceper esequae persperum quiaeptatem fugiate ceprovid informática, perfumes, relógios, tablets e smartphones. Ao todo, o monitoramento encontrou sete produtos com problemas. Foram três irregularidades encontradas no site do Ponto Frio, duas no das Lojas Americanas, uma no do Extra e uma no das Casas Bahia. As lojas autuadas terão um prazo de 15 dias úteis, contados a partir da notificação, para apresentar as defesas. Caso o prazo não seja cumprido ou os argumentos não sejam aceitos pelo Setor Jurídico do Procon Estadual, as empresas poderão ser multadas. O valor máximo, previsto pelo Código de Defesa do Consumidor, (CDC), pode chegar à casa dos R$ 9 milhões. Os sites das lojas Magazine Luiza, O Boticário, Submarino e Walmart também foram monitorados, mas não foram encontradas irregularidades neles.

[close]

p. 9

CULTURA VERCINE 2016 10 BAIXADA FLUMINENSE, 16 a 30 de Junho WWW.CONECTABAIXADA.COM.BR Fotos: Divulgação BAIXADA, CAPITAL DO CINEMA Festival terá abertura com filme de Chico Buarque e exibição de 74 produções, em cinco categorias "Geraldinos" mostra a saga de torcedores folclóricos da extinta Geral do Maracanã "Retratos" é um dos destaques da Mostra Divercine D e 28 de junho a 3 de julho a Baixada Fluminense vai se transformar na capital do cinema nacional com a realização de um festival de cinema que já faz parte do calendáro cultural do estado Rio de Janeiro, em Duque de Caxias. Caberá ao público escolher os melhores do ano. O festival ocupará o Teatro Municipal Raúl Cortez, no Centro, o Teatro Sesi, no Jardim 25 de agosto e, pela primeira vez, a Casa Brasil, em Imbariê. Na sessão de abertura do Festival, dia 28 de junho, às 19h30, no Teatro Municipal Raul Cortez, será exibido o longa "Chico: Um Artista Brasileiro", dirigido por Miguel Faria Jr. Lançado em circuito comercial no ano passa- Matheus Nachtergaele é protagonista de "Quando Parei de me Preocupar com Canalhas" "Chico: Um Artista Brasileiro", de Miguel Faria Jr., abre a mostra no dia 28 do, o filme não foi exibido em salas da Baixada Fluminense. Em todos os locais de exibição a entrada será gratuita e o público, além de assistir aos filmes, poderá, ainda, conhecer de perto alguns dos realizadores e concorrer a brindes. O VerCine chega à sua quarta edição com 74 produções seleciona- das de um total de 797 inscritas, divididas em cinco categorias competitivas e três mostras especiais. A convite da produção do festival, outros quatro filmes participarão da mostra. O festival terá representantes de 13 estados mais o Distrito Federal. Veja a programação completa no site www. vercine.com.br. "A Entrega" é um dos representantes da Baixada, na Mostra Baixada em Foco

[close]

p. 10

BAIXADA FLUMINENSE, 16 a 30 de Junho WWW.CONECTABAIXADA.COM.BR 11 PASSATEMPO EXPEDIENTE: Presidente: Ricardo Lucena Consultor Editorial: Sérgio Ramalho Coordenador Editorial: Marco Antonio Canosa Projeto Gráfico : Daniel Souza e Renato Ferreira Diagramação: Renato Ferreira Tecnologia: Ronald Henrique Tiragem: 20 mil exemplares Distribuição Gratuita Edição Quinzenal Impressão: NewsTech - (21) 3552-0580 O Jornal Conecta Baixada não se responsabiliza pelas opiniões emitidas por colunistas e colaboradores. Redação: Rua Dr. Mário Guimarães . Nº 428, SL. 308 . Centro, CEP: 26255-230, Nova Iguaçu, RJ. Tel: (21) 3765-3423 Comercial: (21) 3765 3423 WhatsApp: 995-75-4545 Email: contato@conectabaixada.com.br

[close]

p. 11

ESPORTES CAMPEONATO CARIOCA 12 BAIXADA FLUMINENSE, 16 a 30 de Junho WWW.CONECTABAIXADA.COM.BR CAXIAS DISPUTARÁ "PLAYOFF DA MORTE" PARA SE MANTER NA B Rodrigo Melo rodrigo.melo@conectabaixada.com.br D epois de contratações de peso para a temporada de 2016, como Flávio Caça Rato, o Duque de Caxias fará dois jogos com o Goytacaz pela permanência na Série B do Carioca. Como a competição não tem critério de desempate, as duas equipes terminaram a Taça Corcovado com 18 pontos e jogarão no próximo domingo (19), em Moça Bonita, às 15h. Apelidado de "Playoff da morte", pois o perdedor será rebaixado para a Série C do Campeonato Carioca, a dupla só não cairá caso haja uma punição ao Angra dos Reis após o Gonçalense notificar o TJD-RJ sobre uma suposta utilização de jogadores irregulares no torneio. A permanência na Série B será disputada em dois confrontos, um no dia 19, e outro no dia 25, este ainda sem local definido. De acordo com o regulamento da competição, o campo deve ser neutro. Com o Duque de Caxias com o saldo -15 e o Goytacaz com o saldo geral de -6, as duas equipes não querem fazer parte do grupo dos já rebaixados Santa Cruz/ Belford Roxo e Ceres. Parceria de sucesso rebaixada Depois de conquistar o acesso inédito, o Santa Cruz/Belford Roxo foi rebaixado após ficar em penúltimo lugar no cariocão Série B. Fazendo Carlos Grevi/Divulgação O Tricolor da Baixada terá dois jogos para tentar evitar a queda para a série C seus jogos no Estádio Telê Santana, em Duque de Caxias, o time fez uma parceria com o Santa Cruz (PE) e conseguiu o acesso ano passado. Playoffs do rebaixamento Dia 19 - Duque de Caxias x Goytacaz, 15h, Moça Bonita Dia 25 - Goytacaz x Duque de Caxias (horário e local a definir) Reprodução O MELHOR LUTADOR DA BAIXADA É DE MESQUITA Rodrigo Melo rodrigo.melo@conectabaixada.com.br Marcus Vinicius de Souza Ramos, mais conhecido como Vinicius Negão, é um dos grandes destaques da "Arte Suave", como é chamado o Jiu-Jitsu, do Rio de Janeiro. Segundo melhor faixa roxa do ranking da federação do estado (FJRIO), o morador de Mesquita, de 30 anos, foi eleito o melhor lutador de Jiu-Jitsu da Baixada Fluminense pelo “mma4ever”, site especializado em lutas, em 2015. “Um atleta trabalha muito duro, são horas de treino, lesões... E uma premiação como essa renova nosso gás, nos mo- tiva a continuar trabalhando e nos dedicando. Agradeço muito ao Renato Nogueira da mma4ever pela iniciativa, e a todos que votaram e me ajudaram a conseguir essa conquista”, disse. Com conquistas importantes no esporte, Marcus ficou em segundo lugar no ADCC 2015, maior campeonato de luta agarrada do mundo. “Todas as conquistas são de grande importância pra mim; às vezes até um segundo lugar tem grande importância como o caso das trials do ADCC 2015. É o maior campeonato de luta agarrada do mundo. Não é dividido por faixa. Esse campeo- nato reúne os melhores lutadores do mundo e eu fui o faixa roxa mais bem colocado”, contou. Mesmo sem viver do esporte, Marcus Vinicius é patrocinado por algumas empresas. Porém, o atleta lamenta que, entre todos os patrocínios, apenas um é de Mesquita. "O esporte não me sustenta, mas escolhi viver dessa forma. Até agora meus resultados não contradizem minha escolha e tenho certeza que mais pra frente conseguirei viver do esporte. Hoje tenho patrocinadores que me apoiam financeiramente. Sem eles ficaria inviável custear as viagens. Graças a eles Marcus Vinicius já participou dos maiores eventos de Jiu-Jitsu do Brasil consigo me dedicar ao esporte. Além disso, ainda tenho parcerias com academias e distribuidoras de produtos de nutri- ção esportiva. Fico triste com o fato de apenas um patrocinador ser da cidade onde moro há mais de 20 anos”, finalizou.

[close]

Comments

no comments yet