Motoboy Magazine Edição 146

 

Embed or link this publication

Description

Motoboy Magazine Edição 146 - Maio de 2016

Popular Pages


p. 1

Ano XV 146 / Distribuição Gratuita www.motoboymagazine.com.br R A revista inteligente do profissional e usuário de baixas cilindradas Leis que complicam a vida dos motociclistas FUNDODOBAÚ:João da Nica agora é do Brasil, saiba por quê... PILOTAMOS:Testamos a aprovamos a nova Honda Bis 110i 2016

[close]

p. 2



[close]

p. 3



[close]

p. 4



[close]

p. 5



[close]

p. 6

08 12 14 EDITORIAL Onde vamos parar? # Por Oscar Santos – Editor Chefe CARTA DO LEITOR Confira a mensagem dos nosso leitores DICAS Aprenda lubrificar corretamente a corrente da sua moto CAPA Leis que complicam... e muito a vida dos motociclistas Reportagem de Capa 34 Índice 16 18 20 22 26 28 FIQUE SABENDO MTPS lança consulta pública para norma de periculosidade em atividades de motocicleta PONTO DE VISTA Motoboy por aplicativo é bom negócio? # Por Wilson Romero Empresário do Motofrete CURTE AÍ De volta, À TV Motoboy. Agora muito mais próxima de você. Confira! FUNDO DO BAÚ Reportagem com João da Nica, ou melhor, do Brasil, saiba por quê. LEGISLAÇÃO Moto vs Mulher: A invasão do sexo feminino num universo que antes era só dos homens. CURIOSIDADE Confira as principais características da pista de Interlagos comentado por #por Alex Schultz

[close]

p. 7

30 42 44 50 NOVIDADES Honda inaugura concessionária com museu no centro de São Paulo SAÚDE Projeto Motoboy Saudável: Conheçam a Shammah e a Dra. Jo Ikwueme a Fisioterapeuta dos Motoboys NOTÍCIAS BRASIL Vejam as principais notícias do setor em diversas capitais do Brasil PILOTAMOS Pilotos da Motoboy Magazine, testam e aprovam a nova Bis 110 i 2016. Confiram o teste 54 66 TURISMO Um reportagem especial que mostra São Paulo além dos prédios, confiram REFLEXÃO A montanha # Por Pedro Pimenta·. Jornalista, e autor dos livros: Ele, você e eu, Crônicas do Coração e Tempos de Reflexão.

[close]

p. 8

Aonde vamos parar? Politicamente e nanceiramente atravessamos um dos períodos mais difíceis desde que a república brasileira voltou a ser livre, depois de período militar. Enfrentamos atualmente, recessão, desconança, crise e desemprego em todos os estados. Se não bastasse isso, tramitam nos corredores das assembleias legislativas (municipal, estadual e federal), projetos de leis que não melhoram o exercício da prossão de motoboy, como se o resto já não bastasse. Assim, políticos de plantão, tentam aprovar leis absurdas e em que nada cooperam para melhoria dos serviços prestados no motofrete. Aliás, o assunto é tão sério que gerou reportagem especial de capa nessa edição. Nela você saberá o que “andam inventando” aqueles que nós escolhemos para nos representar. Nessa edição, também trazemos texto sobre consulta pública para norma de periculosidade em atividades de motocicleta que o Ministério do Trabalho está refazendo. Tem também a estreia da TV Motoboy que trará assuntos sobre a categoria, a chegada da Honda Biz 110i 2016 e a inauguração de mais uma concessionária Honda com museu. Tem também o João da Nica, que agora é do Brasil. Ele faz esquetes rápidos que contam o dia a dia do motoboy, tem ainda turismo na matéria A São Paulo além dos prédios, reportagem sobre os serviços de motoboy por aplicativo, o Projeto Motoboy Saudável da Shammah - Associação Benecente de Assistência Social e Saúde e muito mais. Conra também as principais características de Interlagos comentadas por Alex Schultz e que por dentro do acontece no Brasil com as notícias da categoria que estão em nossas páginas. Boa Leitura! Editor: Oscar Gonçalves dos Santos E-mail: oscargoncalves@terra.com.br Edição 146 / 2016 Jornalistas Responsável: Oscar Santos MTB: 81430-SP E-mail: redacao.motoboy@terra.com.br Design / Diagramação: Raíra Soares E-mail: redacao.motoboy@terrra.com.br Fotograa / Web: Cláudio Barbosa e Priscilla Santos E-mail: claudio.revista@terra.com.br E-mail: motoboymagazine@terra.com.br Ger. Comercial: Cláudio Barbosa E-mail: claudio.revista@terra.com.br E-mail: motoboymagazine@terra.com.br Assistente Comercial: Raíra Soares Dias E-mail: raira.comercial@terra.com.br Assinatura: Marcía Santos E-mail: redacao.motoboy@terra.com.br Nossa Capa: Motoboys na Av. Paulista / SP Crédito: Cláudio Barbosa Impressão: Tecno Print Gráca e Editora Ltda. Tiragem: 20.000 Exemplares Periodicidade: 09 Edições / Ano Assessoria Jurídica: Lima & Vasconcelos Tel: (11)3081-2135 Distribuição Gratuita: Prossionais e usuários de baixa e média cilindradas do segmento de duas rodas Piso - 1.123,20 Adicional de Periculosidade - 336,96 Aluguel da Moto - 522,23 Vale Refeição - 264,23 Cesta Básica - 60,00 Hora Ponto (Prossional Esporádico) - 7,58 Apólice de Seguro por Morte - 25.000,00 Apólice de Seguro por Invalidez - 25.000,00 Despesas Médicas Hospitalares até - 2.500,00 Correio de Mensagem: R: Rosa Mística, 88 Jabaquara / SP - Cep: 04333-010 08 motoboymagazine

[close]

p. 9



[close]

p. 10



[close]

p. 11



[close]

p. 12

Vamos lá, não podemos desistir e nem desanimar. Deus nos guarde e nos abençoe sempre... que seja valorizada nossa prossão. Coração de motoboy e motogirl não bate, acelera. Postado na nossa página no Facebook por Vânia Gonçalves. Da redação: Isso mesmo Vânia, boa mensagem, só quem é, sabe o que é ser um. Continue interagindo com a gente. Motoboy Magazine tem nossas considerações, pois vocês dão voz ao motoboy e fazem um ótimo trabalho, a equipe está de parabéns, obrigado pela oportunidade e espaço na entrevista no bolsão da Libero Badaró. Postado na nossa página no Facebook por Jhow RT Da redação: Caro Jhow, obrigado pela postagem, estamos juntos e misturados, a intenção é essa mesmo: dar voz ao motoboy. Que Deus guarde e proteja cada um de vocês que luta dia a dia para ganhar o pão colocando em risco suas próprias vidas. Postado na nossa página no Facebook por Patrícia Cunha. Da redação: Amém Patrícia, isso mesmo, mandou muito bem, eles são guerreiros mesmo, muitos criticam, mas poucos conhecem o dia a dia dessa prossão. TV MOTOBOY Da hora, há algum tempo tinha em mente fazer até um lme a respeito da nossa prossão, muitas vezes vista com preconceito, mas, muito digna e de muita responsabilidade. Boa sorte com TV Motoboy e passe o endereço para carmos ligados no canal. Postado na nossa página no Facebook por Roderic Tobler Da redação: Olá Roderic Tobler, é ótima sua ideia, juntar conhecimentos. Acreditamos em tudo que possa valorizar nossa prossão e estamos apoiando sempre. Entre em contato com nosso e-mail redacao@motoboymagazine.com.br 12 motoboymagazine

[close]

p. 13



[close]

p. 14

Dicas Dicas simples, mas essenciais A corrente de sua motocicleta requer uma lubrificação cuidadosa e um ajuste entre cada 5.000 a 10.000 km Uma corrente está corretamente ajustada quando seus espaços, ou melhor, sua mobilidade vertical, está compreendida entre 15 e 25 mm (nem muito solta, nem muito justa) na posição mais central entre o pião da caixa de marcha e o pião da roda traseira. Faça essa revisão com um trapo sobre a corrente inferior (a parte superior da corrente está geralmente protegida). Revise também o alinhamento da roda: as marcas de índice em ambos os lados do basculante devem estar no mesmo nível. Se você puder empurrar a corrente mais de 25 mm, signica que está demasiado solta e deve ser ajustada. Para ajustar a tensão, é preciso uma mínima quantidade de ferramentas, que geralmente se encontram na caixa de ferramentas da moto. Para executar esta operação, sempre complicada, escolha uma superfície plana e apoie a motocicleta sobre o cavalete central, se tiver. 1 – Afrouxe o eixo traseiro (sem remover a rosca) e os tensores para poder mover a roda. 2 – Ajuste os tensores, por 8avos o 16avos de volta ao mesmo tempo em ambos os lados. Quando o ajuste for o ideal, verique o alinhamento mais uma vez. 3 – Aperte as roscas de xação, aperte de novo o eixo da roda traseira e comprove uma vez mais o alinhamento da roda, já que pode ter se movido durante estas duas operações. 4 – Depois deste ajuste, lubrique a corrente com Chain Lube e o interior dos elos, ou seja, sua área inferior e as pequenas placas dos lados. Comprove que a lubricação em toda sua longitude tenha sido bem feita. Por que um lubricante especíco? O lubricante de corrente é um produto que deve cumprir importantes requisitos. Deve ser sucientemente uido para colar-se entre os elos da corrente. Também deve ser sucientemente grosso e adesivo para suportar as altas rotações. Além de repelir a água, de forma que é fácil entender porque uma lata de óleo ou de graxa não é uma solução ecaz. Por último, os lubricantes Chain Lube vêm em aerosol com um preciso aspersor. Para limpar a corrente, não use um produto tão agressivo quanto o óleo, que poderia danicar os pequenos anéis ou juntas de goma entre os elos. Para essa operação, o limpador especialmente formulado Chain Lube, resulta em ecácia e proteção. Motocicletas Off-Road: um caso a parte As motocicletas Off-Road, com suas suspensões de grande folga, requerem menos tensão. É preciso deixar uma certa folga na corrente. Permita uma folga de 30 a 40 mm numa motocicleta de trail, mesmo quando se utilizada em pista. Por último, circular em um ambiente empoeirado ou arenoso não lhe exime da necessidade de lubricação, mas exige o uso de um produto especíco para correntes de moto Off-Road, como o Off-Road Chain Lube, reconhecível por sua cor amarela. 14 motoboymagazine

[close]

p. 15



[close]

Comments

no comments yet