Circulo Militar em notícia

 

Embed or link this publication

Description

maio 2016

Popular Pages


p. 1

Círculo Militar Ano XXV . em notícia Edição 279 . maio de 2016 Aos ouvidos de uma criança, a palavra “Mãe”, é mágica em qualquer lingua!

[close]

p. 2

VAMOS CONHECER O BRASIL MÚSICA, DANÇA, CULTURA E CULINÁRIA TÍPICA COM CTG TROPEIROS DO INDAIÁ No Restaurante Cabana (Não incluso o Buffet) Sábado, às 20h 04/06 no Caixa do Clube, a partir do dia 17/05: Associado: R$ 15,00 / Convidado: R$ 30,00 2 Nosso Clube Venda de convites Maiores informações no Centro Cultural: (19) 37434814

[close]

p. 3

NOSSO CLUBE pág.04 Sumário Dia da Mulher pág.14 Sócio em destaque pág.19 Receita Cultural 2015 pág. 19 Agenda Cultural pág.20 Noite do Chorinho pág.22 SOCIAL Raizes de Amor pág.05 pág.23 Palavra do Presidente pág. 04 A água pág.06 Boas vindas aos Novos comandantes de OM pág. 08 Assembléia Geral Ordinária pág. 08 Circulistas que deixam saudades pág.09 Atualização das Normas Gerais de Ação (NGA) ano de 2016 pág.10 Atualização do Estatuto do Clube pág.11 pág.11 Especial Dia das Mães pág.12 Pesca Esportiva pág.12 Noite Italiana pág.23 Agenda Social pág.25 TURISMO ESPORTE pág.26 INFORMÁTICA CULTURAL pág.13 pág.28 pág.14 Descubra o mergulho pág.28 CMC Runners pág.29 Bem-vindo Verão pág.30 Festivais de Verão pág.32 Turma do Sereno pág.35 Viva a vida pág.35 Torneio de Xadrez de Verão pág.36 Futevôlei pág.37 Basquete pág. 38 CMC 56 anos Uma Noite em Madri pág.16 pág.40 Nosso Clube

[close]

p. 4

EXPEDIENTE Círculo Militar de Campinas GEN BDA RICARDO RODRIGUES CANHACI Presidente de Honra CEL ADILSON MANGIAVACCHI Presidente do Conselho Consultivo CEL JOSÉ ROBERTO PIRES Presidente do Conselho Fiscal PALAVRA DO PRESIDENTE A década dos anos sessenta do século vinte foi pródiga em acontecimentos que muitos circulistas vivenciaram ou tomaram conhecimento por intermédio dos bancos escolares. -Fundado em 21 de abril de 1960 - Diretoria Executiva CEL ALMIRANTE PEDRO ALVARES CABRAL Presidente TC JOÃO CARLOS PEZZO Vice-Presidente MÁRIO SATOCHI ASSANO Diretor Administrativo CEL CARLOS HENRIQUE TEIXEIRA COSTA Diretor Secretário MAJ JORGE FREDERICO PORT Diretor Cultural WILTON DOMINGUES Diretor de Esportes JOE YOSHIDA Diretor de Patrimônio TC ROBERTO SAMIR SABBAG Diretor de Relações Públicas TC SAMUEL ROBERTO DE ALMEIDA PACHECO Diretor Jurídico ARMANDO EUSTÁQUIO GUAIUME Diretor Social OTAIR MARCOS DANIELI Diretor Financeiro No âmbito do planeta terra, surgiram: as primeiras ideias de preocupação com o meio ambiente; o foco ideológico na relação leste-oeste; o poder bélico; a guerra fria; o movimento hippie; o verão do amor; a contracultura; as manifestações de maio de 68 na França; o Festival de Woodstock; a independência de inúmeras colônias africanas; o lançamento ao espaço do primeiro satélite meteorológico; o desconhecido The Silver Beetles, contratado para tocar no Indra Club, em Hamburgo, Alemanha Ocidental na época, muda o nome para The Beatles e revoluciona a música para todo o sempre; John e Jacqueline Kennedy são eleitos presidentes dos Estados Unidos da América. Nacionalmente, surge: a Bossa Nova; a deliciosa Garota de Ipanema; a canção Banho de Lua, com a campineira Celly Campello, tornando-se top 1 nas paradas musicais; Éder Jofre conquista o cinturão mundial de boxe na categoria dos pesos-galo; criada a ordem dos músicos; o Pau Brasil e o Ipê são decretados árvore e flor símbolos do Brasil. Na nossa querida Campinas, na terceira semana de julho de sessenta, realiza-se, pioneiramente, o I Congresso Nacional de Conservação do Solo; o Aeroporto de Viracopos, fundado nos anos trinta, em 19 de outubro de 60, é elevado à categoria de Aeroporto Internacional e homologado para aeronaves de jato puro. Circulistas!!! em meio a esse saboroso caldo de cultura, transformações, revoluções e autêntico romantismo, em 21 de abril de 1960 é fundado, por homens abnegados e visionários, personificados no saudoso Coronel Petenná, o nosso admirado Círculo Militar de Campinas. Esta data coincide com a interiorização da administração do Brasil, materializada pela inauguração de Brasília. Tanto a capital federal quanto o nosso Círculo Militar comemoram neste ano de 2016, 56 anos de existência. As motivações comemorativas da capital são extremamente discutíveis; as nossas não!!! Porque ao longo deste tempo, partimos do lançamento da simbólica pedra fundamental e evoluímos a este invejável patrimônio construído por homens ilustres, competentes e de inatacáveis ética e moral, que nos antecederam na administração profícua e gestão moderna do nosso clube. Entretanto, as edificações, o lago, os campos, os jardins, o parque aquático e demais instalações seriam construções inertes e desprovidas de vida se não fosse a existência do quadro social que, com o comparecimento diário, confere o dinamismo, a alegria e a pujança do nosso espaço. A presença de cada sócio empresta a verdadeira luz, iluminando o nosso complexo. O CMC aniversaria, mas os parabéns destinam-se a vocês circulistas – civis e militares cada vez mais unidos!!! Ao nosso querido CMC uma calorosa salva de palmas!!! Cordiais Saudações!!! Círculo Militar em notícia Publicação Bimestral do Círculo Militar de Campinas sob a responsabilidade do Departamento de Relações Públicas relpub@cmcamp.com.br Diretor de Relações Públicas: TC Roberto Samir Sabbag Jornalista Responsável: Flávio Lamas Projeto Gráfico: Stephanie Carvalho Impressão: Lince Gráfica e Editora Tiragem: 5.200 exemplares Círculo Militar de Campinas Av. Getúlio Vargas, 200 Jd. Chapadão - Campinas - SP CEP 13070-0807 www.cmcamp.com.br (19) 3743.4800 Cel Almirante Pedro Alvares Cabral Presidente 4 Nosso Clube

[close]

p. 5

Raízes de amor Por Elizabeth Pereira Silva Associada do CMC Último domingo do mês de março. Manhã cheia de sol. Estou chegando na Rodoviária de Campinas e é fácil perceber o movimento meio barulhento de gente que vai e gente que vem... Até parece uma interminável festa colorida. Confiro a passagem. O ônibus já está na plataforma: Viação Cometa, destino Rio de Janeiro, 10 horas. Tudo resolvido, me acomodo na poltrona três e fico imaginando quem sentará ao meu lado. Sorridente, ela senta na poltrona quatro e me dá um bom dia muito generoso! Apresentações rotineiras: eu moro aqui e vou visitar uma pessoa muito querida. Ela é Marluce, Assistente Social numa Casa de Repouso na Zona Oeste do Rio. Está voltando do batizado de um sobrinho. Que interessante: no Magistério eu estive envolvida com centenas de crianças. E ela vive rodeada pelas quinze velhinhas que estão muito longe da infância... Rapidamente me interesso por essa rotina bem diferente da minha e me surpreendo com a sua boa vontade e a paixão pelo que faz. Creiam: as próximas sete horas serão inesquecíveis! Existe lá um voluntário que leva presentes para todas, e mais os ingredientes para um lauto almoço na semana do Natal. Há um grupo de jovens que aparece, de vez em quando, cantando antigas canções, ajudando a dar os remédios, penteando os cabelos (tão branquinhos...). A maioria dos filhos fica por perto, em um exercício de afeto e gratidão. Algumas não passeiam mais no jardim. E assim, a vida vai seguindo o seu rumo... Quinze mães. A mais nova tem 85 anos. A mais idosa, 98. Quanta sabedoria em cada história, quantas lágrimas nas inesquecíveis saudades, quanta luz atravessando tantas lembranças! Eu escuto embevecida e emocionada, sem perceber que a viagem está terminando. Na despedida, um abraço apertado e sinceros votos de sucesso. Pensando naquele encontro, deixo aqui impregnado um cheiro gostoso de alecrim a todas as mulheres que receberam de Deus a bênção da maternidade. Fica, também, uma carinhosa sugestão às jovens mães: enquanto embalam seus filhos, persigam a esperança, alimentem a fé, cultivem raízes de amor para que seja possível festejar a realização de antigos sonhos, quando o tempo ultrapassar os limites do pleno vigor. Especial dia das mães Nosso Clube 5

[close]

p. 6

E A IMPORTÂNCIA DE SUA CONSERVAÇÃO NA SOCIEDADE MODERNA Prof. Dr. Edson Eiji Matsura Professor Titular- Faculdade de Engenharia Agrícola-UNICAMP Nestes últimos anos novos costumes e hábitos vêm se incorporando no nosso modo de vida, uma vez que a disponibilidade de água está se tornando restrita. Isto porque em determinadas regiões do país, ou mesmo do planeta, a distribuição de chuvas se tornou irregular e ainda não frequente. De alguma forma a sociedade teve que se adaptar à sua falta, e aprender a racionalizar o uso de água dos nossos mananciais e mais ainda do uso de água tratada. Importante é reconhecermos que a sociedade, que somos nós, e que como cidadãos e mantenedores desta, devemos praticar as boas regras de conduta previstas em uma sociedade moderna. Neste sentido seria importante conhecermos e nos informarmos da importância da conservação da água no meio ambiente, tanto no meio urbano e rural. Para tanto algumas premissas ou ainda conceitos importantes do uso racional de água deverão ser entendidos e colocados em prática no nosso dia a dia. Desta forma, definimos o uso racional de água como sendo um conjunto de ações que permitem a economia de água e um eficiente combate ao desperdício quantitativo 6 Nosso Clube em superfícies cobertas (casas prédios, edificações, shoppings, áreas de lazer , etc), de maneira a combater o volume de água tratada desperdiçado pelo uso abusivo e/ ou reduzir as perdas de vazamento. E mais ainda, saber que a racionalidade do uso deve nos conduzir a conservação de água de forma a não permitir a degradação das águas superficiais e subterrâneas, a partir da contaminação do solo e dos corpos d’água por elementos poluentes de diferentes origens (óleos, fertilizantes químicos, esgoto doméstico, resíduos sólidos, petróleo, metais pesados). Além disso, as águas contaminadas podem destruir as matas ciliares/várzeas e as áreas de recarga dos aqüíferos. Considerando a chuva como a principal fonte de água para os múltiplos usos do homem desde a produção de alimentos no campo, na produção de consumos de bens industrializados ao saneamento básico da população, o seu aproveitamento começa desde a captação, transporte, armazenamento, tratamento, monitoramento da qualidade e distribuição para o uso. Neste caso os sistemas de armazenamento e distribuição deverão ser totalmente separados, de modo a impedir a mistura com água da rede pública, conforme legislações vigentes.

[close]

p. 7

A racionalização do uso de água pode ser contabilizada, por exemplo, em um volume de água de uma chuva expressa em milímetros (mm), onde esta representa a quantidade de água precipitada a partir da relação volume / área, ou seja, o volume de 1litro de água de chuva coletada propicia uma altura de água de 1 mm em uma área impermeável de 1m2 . E ainda se tomarmos a média de precipitação de chuva anual em Campinas como sendo de 1424 mm, teremos em uma área de 1 ha (10.000m2 ) um volume captado de 14.240.000 de litros de água ou o equivalente a 14.240 caixas de água de 1000 litros. Importante saber que este volume pode ser utilizado de 2 formas em uma cidade: por infiltração direta no solo, quando este não é impermeável (solo nu e/ou com cobertura vegetal) e numa superfície impermeável (asfalto, telhados, calçadas). Em se tratando de áreas impermeáveis a água não é perdida, e sim drenada, transportada e armazenada em reservatórios (lagos, rios, reservatórios artificiais) para serem usadas em diferentes aplicações. Resultando no que chamamos de ciclo hidrológico da água, permitindo desta forma aproveitar toda a água precipitada, beneficiando as diferentes formas de consumo e de uso múltiplos. “Não podemos esquecer que o nosso principal papel é fazer com que este ciclo seja sustentável, ou seja, permitir que os caminhos da água beneficiem o homem sempre em harmonia com a natureza sem impactar o meio ambiente.” O Professor Doutor Edson Eiji Matsura é associado do CMC desde 1988. No ano de 2014 foi agraciado com o Prêmio RAC-Sanasa de Responsabilidade Ambiental, em sua oitava edição, na categoria público/privado, como autor do projeto que reutiliza o esgoto na plantação de cana-de-açúcar. Com essa pesquisa, ele acredita que possa trazer benefícios diretos na economia de água da agricultura irrigada e aos recursos hídricos do país. Os objetos encontrados nas dependências do Clube deverão ser entregues ao Almoxarifado onde, após cadastramento, permanecerão à disposição por 60 dias. Horário de Funcionamento: Segunda - 7h às 16h Terça a sexta - 7h às 17h Sábado, domingo e feriado - Fechado Informações pelo telefone: (19) 3743.4800 - ramal 4816 Nosso Clube 7

[close]

p. 8

BOAS VINDAS AOS NOVOS COMANDANTES DE OM Num jantar realizado em 19 de março no Golden Room, os novos Comandantes de Organizações Militares, recém chegados à Guarnição de Campinas, foram recepcionados pelo Exmo Sr Gen Bda Ricardo Rodrigues Canhaci - Comandante da 11ª Brigada de Infantaria Leve e Presidente de Honra do CMC. A Diretoria Executiva do Círculo Militar de Campinas, na pessoa de seu Presidente, o Cel Almirante Pedro Alvares Cabral, deseja que todos sintam-se acolhidos e motivados a tornarem-se membros da família circulista. Sejam todos bem vindos!. ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA Em conformidade com o artigo 53 do Estatuto do CMC, foi realizada em 13 de abril, no Golden Room, a Assembleia Geral Ordinária (AGO), para deliberação das Contas relativas ao ano de 2015. A mesa diretora foi composta pelo Cel R/1 Roberto Assumpção Pimenta (Presidente da AGO), Cel R/1 Carlos Henrique Teixeira Costa (Secretário da AGO), Gen Bda R/1 Gilberto Serra (Conselheiro de Honra do CMC), Cel R/1 Almirante Pedro Alvares Cabral (Presidente da DE), Cel R/1 Adilson Mangiavacchi (Presidente do Conselho Consultivo) e Cel R/1 José Roberto Pires (Presidente do Conselho Fiscal). Ao final, a Ata da Assembleia Geral Ordinária, redigida pelo Secretário da AGO, foi autenticada pelos seguintes associados presentes: Gen Bda R/1 Gilberto Serra, Cel R/1 Sirval Agusto Alves, Sr Durvalino Buzo Ferraresso, Cap R/1 Lincoln Augusto Machado e Sr Francisco Roberto Carvalho Tavares. A apresentação realizada pelo Cel R/1 Almirante Pedro Alvares Cabral - Presidente da DE, contemplou além da Prestação de Contas 2015, a Variação Patrimonial 20142015, Obras e Serviços, a Situação de Processos Judiciais, o Parecer do Conselho Fiscal e Conclusão. Encerrada a apresentação, o Cel R/1 Pimenta – que presidiu a AGO – consultou os associados presentes, os quais APROVARAM as Contas Relativas ao ano de 2015. 8 Nosso Clube

[close]

p. 9

CIRCULISTAS QUE DEIXAM SAUDADES... Homenagem ao ex Diretor e Conselheiro do CMC, Jefferson Afonso Kobal HOJE NÓS PERDEMOS Hoje eu perdi. Perdi um amigo, perdi um tio, perdi um pai. Hoje eu perdi. Perdi como médico, perdi a confiança, eu perdi. Não. Nós perdemos. Perdemos a primeira pessoa que levanta oferecendo ajuda. Perdemos o primeiro fã de uma banda de amigos. Perdemos o itinerário de nossas viagens. Perdemos nosso motorista titular. Perdemos nosso companheiro de caminhadas pelo Círculo Militar, nos domingos de manhã. Perdemos a Norteña gelada trazida em bolsa térmica pesadíssima para o nosso churrasco tabajara. Perdemos o parceiro do Carlos Emílio Medeiros, que o deixava filar metade do seu bife. Perdemos o beijo no rosto. Perdemos o vinho em Bento Gonçalves, a pizza em Curitiba, o fondue em Gramado, o churrasco em Ubatuba. Perdemos o Ano Novo em Blumenau. Perdemos a chuva em Mauá. Perdemos a seresta em Conservatória. A vida de um médico é um paradoxo constante, você salva quem não conhece, e às vezes tem que assistir o fim de quem você ama. Hoje eu perdi, amanhã terei, a partir das 07:00 horas, quinze pessoas me esperando com a mesma doença e a mesma esperança que meu tio, amigo, mentor, exemplo, depositava em mim, mas à qual, por força do destino, não consegui corresponder. É por você Jefferson, que estarei lá fazendo o meu trabalho. Até logo e muito obrigado! Carlos Emílio Guimarães Medeiros Filho Onde você estiver, irmão, temos a certeza que estará servindo aos que o rodeiam. Essa é sua natureza, espírito amigo que nunca deixará nossos corações. Em nossos encontros, ainda hoje e para sempre, brindaremos à sua eterna presença, pois entre nós você nunca estará ausente e será sempre um farol a iluminar nossos caminhos. Seu amor e entusiasmo pela vida ficaram evidentes pela sua dedicação ao Círculo Militar, para nós solo sagrado onde fincamos as raízes de nosso sólido grupo de amigos, e de cuja administração você participou mais de uma vez, como Diretor e Conselheiro. Ficam também evidentes pelo seu vibrante papel de professor da EsPCEx. Mais que professor, um verdadeiro educador, cuja dedicação aos alunos ultrapassava os limites do horário normal de expediente. Incontáveis vezes fomos privados de sua companhia na nossa sagrada cervejinha dos sábados e domingos, por estar você acompanhando voluntariamente grupos de alunos em visitas culturais à cidade de São Paulo e outras localidades. Cumpre também lembrar seu papel de amoroso pai e romântico esposo, que culminaram na construção de uma belíssima família. Por isso, Jefferson, apesar de, do nosso ponto de vista terreno, termos a certeza de que você partiu cedo demais, no fundo temos uma leve impressão de que nossos mentores celestiais o consideraram com a sua missão bem cumprida antes do prazo, e resolveram chamá-lo mais cedo para desfrutar dos verdes campos celestes. Onde quer que você esteja, temos a certeza de que estará com Deus. De seus amigos Martino, Luciano, Castello, Carlos Emílio, filhos e esposas. O Cel Jefferson Afonso Kobal nasceu em 16 de setembro de 1951 na cidade de Assis, SP, e faleceu em 06 de março de 2016, na cidade de Campinas, SP. Com pesar comunicamos o falecimento da associada: LETÍCIA HELENA F. PETENATE 15/11/1926 30/03/2016 Manifestamos nossas sinceras condolências à família enlutada. Nosso Clube

[close]

p. 10

ATUALIZAÇÃO DAS NORMAS GERAIS DE AÇÃO (NGA) - ANO DE 2016 Foram atualizadas, no corrente ano, as Normas Gerais de Ação (NGA) do Círculo Militar de Campinas, as quais entraram em vigor em 12 de abril de 2016, após aprovação da Diretoria Executiva. As NGA são um documento importante para os órgãos estatutários e também para todos os circulistas, pois trata dos deveres, direitos e normas para a utilização das instalações e condições de execução das modalidades desportivas, dentre outros aspectos. Elas respaldam a direção do CMC, funcionários e os associados ao regular e normatizar os diversos procedimentos, atividades e ações. As novas NGA têm 33 (trinta e três) capítulos, tendo incorporado 04 (quatro) à edição do ano de 2015: - Normas de funcionamento da Comissão Disciplinar de Esportes. - Normas de utilização do clube por não-sócios nas atividades desportivas e culturais. - Normas do Departamento de Patrimônio e Serviços. - Previsão de aplicação de sanções e relação de transgressões disciplinares. As NGA estão disponíveis na íntegra no site do clube. Tópicos abordados pela NGA: * FINALIDADE * ACESSO AO CLUBE * NORMAS PARA UTILIZAÇÃO DAS CHURRASQUEIRAS * SERVIÇO DE GERENTE-DE-DIA * BANCO DE TÍTULOS À VENDA NO CLUBE * NORMAS DA ACADEMIA * NORMAS DO BASQUETE * NORMAS DO BEACH TÊNIS * NORMAS DO FUTEBOL-DE-CAMPO * NORMAS DO FUTEBOL-DE-SALÃO * NORMAS DO JOGO DE CARTAS * NORMAS DA PESCA * NORMAS DA SINUCA * NORMAS DO TAMBORÉU * NORMAS DO TÊNIS-DE-CAMPO * NORMAS DO TIRO COM ARCO * NORMAS PARA UTILIZAÇÃO DA PISCINA * NORMAS DO XADREZ * NORMAS DE FUNCIONAMENTO DA COMISSÃO DISCIPLINAR DE ESPORTES * NORMAS DE UTILIZAÇÃO DO CLUBE POR NÃOSÓCIOS NAS ATIVIDADES DESPORTIVAS E CULTURAIS * NORMAS, DIRETRIZES E ORIENTAÇÕES PARA O PLANEJAMENTO E EXECUÇÃO DAS ATIVIDADES CULTURAIS 10 Nosso Clube * NORMAS, DIRETRIZES E ORIENTAÇÕES PARA O PLANEJAMENTO E A EXECUÇÃO DAS ATIVIDADES SOCIAIS * NORMAS DO DEPARTAMENTO DE PATRIMÔNIO E E SERVIÇOS * PADRONIZAÇÃO DE REQUERIMENTOS E PROCEDIMENTOS PARA O TRATO COM OS FUNCIONÁRIOS * CADASTRAMENTO DE PARTICIPANTES EXTERNOS NAS ATIVIDADES SOCIAIS, ESPORTIVAS E CULTURAIS DO CLUBE E AÇÃO DO DEPARTAMENTO DE RELAÇÕES PÚBLICAS * VEÍCULOS NO INTERIOR DO CLUBE * NORMAS PARA UTILIZAÇÃO DA SAUNA * NORMAS “VAMOS PEDALAR NO CLUBE” * TABELA DE PREÇOS (2016) * REGRAS E DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA ADMISSÃO E EXCLUSÃO DE ASSOCIADOS OU DEPENDENTES MEDIANTE REQUERIMENTO OU NÃO * PREVISÃO DE APLICAÇÃO DE SANÇÕES E RELAÇÃO DE TRANSGRESSÕES DISCIPLINARES * PLANO DIRETOR DE GESTÃO SUSTENTÁVEL DE RESÍDUOS SÓLIDOS * PLANO DE MANEJO DAS ÁREAS VERDES

[close]

p. 11

Teve início, no mês de maio, a atualização do Estatuto do Círculo Militar de Campinas, com o objetivo de adaptá-lo às demandas resultantes das modificações da legislação em vigor no país e considerando-se, também, que está vigindo já há quase uma década, necessitando de ser atualizado. ATUALIZAÇÃO DO ESTATUTO DO CLUBE RESPONSÁVEL Diretoria Executiva Diretor Secretário Diretor Jurídico ITENS 1. Término do prazo para entrada de propostas para alteração/atualização pelos diretores executivos. 2.Consolidação dos aspectos a serem propostos para alteração/atualização com a confecção do anteprojeto. 3. Encaminhamento e parecer do Cmdo Militar de Área (CMSE). PRAZO 31.05.16 31.08.16 CMSE 30.09.16 4. Deliberação e aprovação pela AGE. Presidência 30.11.16 5. Averbação do mesmo junto ao cartório de Títulos e Documentos. CMC 31.12.16 6. Entrada em vigor do novo Estatuto. CMC 01.01.17 7. Elaboração do Regulamento do novo Estatuto. Diretoria Executiva Conselho Superior 31.03.17 8. Aprovação do Regulamento do novo Estatuto pelo pelo Conselho Superior e entrada em vigor do mesmo. 30.04.17 Nosso Clube 11

[close]

p. 12

Em homenagem ao Dia das Mães reproduzimos o texto abaixo, de autor desconhecido, que compara de maneira criativa sua própria mãe com uma costureira. Deu ao texto os nomes de MÃE (ou ALTA COSTURA): No tecido da história familiar, as mãos da minha mãe reforçaram as costuras para nos protegerem de qualquer empurrão da vida. As mãos de minha mãe uniram com um alinhavo as partes do molde sem esquecer que cada uma é diferente da outra e que juntas fazem um todo como uma família; As mãos de minha mãe fizeram bainhas para que pudéssemos crescer para que não ficassem curtos os nossos ideais; As mãos de minha mãe remendaram os estragos para voltarmos a usar o coração... sem fiapos de ressentimentos; As mãos de minha mãe juntaram retalhos para que tivéssemos uma manta única que nos cobrisse; As mãos de minha mãe seguraram presilhas e botões para que estivéssemos unidos e não perdêssemos a esperança... Especial dia das mães As mãos de minha mãe aplicaram elásticos para que pudéssemos nos adaptar folgadamente às mudanças exigidas pelos anos; As mãos de minha mãe bordaram maravilhas para que a vida nos surpreendesse com as suas contínuas dádivas de beleza; As mãos de minha mãe coseram bolsos para guardar neles as moedas valiosas das melhores recordações da nossa identidade; Quando estavam quietas... zelavam os nossos sonhos para que alimentassem os nossos ideais com o pó das suas estrelas; As mãos de minha mãe seguraram-nos com linhas mágicas quando entrava na vida para começar a vesti-la; As mãos de minha mãe nunca abandonaram o seu trabalho. Sei muito bem que, hoje, onde estiverem, fazem orações por nós... E eu beijo-as como se recebesse bênçãos. Pesca Esportiva O objetivo da pesca esportiva é fisgar o peixe, não para consumo ou comércio, mas pelo prazer de pescar. Por isso os peixes são devolvidos vivos à natureza, com o objetivo deixá-los crescerem ainda mais, e desovarem mais vezes, aumentando a população. Para tanto, o pescador pode utilizar algumas técnicas para preservar o peixe, como: Manusear o peixe dentro da água o maior tempo possível. Fora da água, ao manusear o peixe, manter as mãos molhadas. Usar somente anzóis sem farpa ou com a farpa amassada. Utilizar a linha com um comprimento um pouco maior do que a recomendada, para que a luta dure menos tempo, cansando menos o peixe. Retirar o anzol com alicate de bico, quando não estiver muito profundo. 12 Nosso Clube Cortar a linha e deixar o anzol dentro do peixe, quando o anzol estiver muito profundo. Rapidez e delicadeza ao tirá-lo da água para pesar, medir ou fotografar. A prática da pesca esportiva tem aumentado em todo o mundo. O CMC dispõe de um belo lago e toda estrutura para os amantes dessa modalidade. Acima, o associado Jorge Yamada, orgulhoso com seu “troféu” retirado das águas do nosso lago.

[close]

p. 13

PORTAL DO DO ASSOCIADO ASSOCIADO SERVIÇOS DISPONIVÉIS Com este serviço, disponível no menu esquerdo do site do clube (www.cmcamp.com.br), o associado poderá imprimir segunda via de boleto com vencimento corrigido, consultar extrato nanceiro de taxas abertas ou pagas, consultar inscrições em modalidades esportivas, dados ou situação cadastral, vencimentos da carteira social, situação de dependentes, ou ainda, impressão de cha cadastral. Para ter acesso a este serviço, deverá ser cadastrada uma senha única para o título no Portal do Associado ou na Secretaria do Clube. Para cadastramento no Portal do Associado, será solicitado a con rmação da matrícula, CPF (do titular), data de nascimento, e-mail (caso não tenha não será necessário digitar) e senha (composta por quatro números). É importante ressaltar que esta é uma senha única que poderá ser utilizada tando para o Portal do Associado como no Terminal de Autoatendimento. Informática 13

[close]

p. 14

Dia da Mulher Em homenagem ao Dia Internacional da Mulher, celebrado em 08 março, o Departamento Cultural inaugurou a belíssima Exposição Fotográfica “Mulheres Circulistas” onde associadas foram clicadas pelas lentes mágicas do fotógrafo Heleno Clemente. O evento foi abrilhantado pelo show “Emoções”, com o cantor Roberto Guimarães (cover do Roberto Carlos). 14 Cultural

[close]

p. 15

Fotos: Vinícius D’Ottaviano | Veja mais fotos no nosso site: www.cmcamp.com.br Cultural 15

[close]

Comments

no comments yet