Vinha de Luz - Emmanuel (Chico Xavier)

Embed or link this publication

Description

Vinha de Luz - Emmanuel - Psicografado por Chico Xavier

Popular Pages


p. 1

www.autoresespiritasclassicos.com francisco cândido xavier vinha de luz 3o livro da coleção fonte viva interpretação dos textos evangélicos ditado pelo espírito emmanuel eugène bodin a paisagem

[close]

p. 2

conteúdo resumido esta obra integra um conjunto de quatro volumes denominado coleção fonte viva interpretação dos textos evangélicos cada obra é composta de 180 pequenos capítulos que tecem comentários e reflexões em torno dos ensinamentos do evangelho a coleção é formada pelas seguintes obras caminho verdade e vida pão nosso vinha de luz fonte viva 1948 1950 1951 1956 em páginas de consolação orientação e luzes da espiritualidade superior emmanuel orienta-nos não apenas a compreender a doutrina cristã mas a praticá-la em todos os momentos da vida a coleção fonte viva constitui valiosa fonte auxiliar de esclarecimento nos estudos dos textos evangélicos e instrumento essencial para aperfeiçoarmos os nossos sentimentos afinandonos com as lições de humildade e amor ministradas e exemplificadas por jesus e seus apóstolos.

[close]

p. 3

sumário brilhe vossa luz 8 1 ­ quem lê atenda 10 2 ­ vê como vives 11 3 ­ o necessário 13 4 ­ em silêncio 15 5 ­ com amor 16 6 ­ multidões 18 7 ­ aos discípulos 19 8 ­ marcas 21 9 ­ a luz segue sempre 22 10 ­ levantai os olhos 23 11 ­ abre a porta 25 12 ­ padrão 27 13 ­ não confundas 29 14 ­ aproveitamento 30 15 ­ não entendem 31 16 ­ tu porém 33 17 ­ auxílio eficiente 35 18 ­ ouçamos atentos 37 19 ­ executar bem 38 20 ­ porta estreita 40 21 ­ oração e renovação 42 22 ­ corrigendas 44 23 ­ e olhai por vós 46 24 ­ no reino interior 48 25 ­ apliquemo-nos 49 26 ­ véus 50 27 ­ indicação de pedro 51 28 ­ em peregrinação 52 29 ­ guardemos o coração 53 30 ­ de alma desperta 55 31 ­ de ânimo forte 57 32 ­ em nossa luta 58 33 ­ vê pois 60 34 ­ não basta ver 61 35 ­ que pedes 63 36 ­ facciosismo 64 37 ­ orientação 65

[close]

p. 4

38 ­ servicinhos 66 39 ­ em que perseveras 67 40 ­ fé 69 41 ­ credores diferentes 71 42 ­ afirmação e ação 73 43 ­ vós portanto 75 44 ­ saber como convém 77 45 ­ necessidade essencial 78 46 ­ crescei 79 47 ­ o povo e o evangelho 80 48 ­ cooperemos fielmente 81 49 ­ exortados a trabalhar 82 50 ­ para o alvo 84 51 ­ não se envergonhar 86 52 ­ avareza 87 53 ­ sementeiras e ceifas 88 54 ­ fariseus 89 55 ­ igreja livre 90 56 ­ maiorais 92 57 ­ não te afastes 94 58 ­ crises 96 59 ­ política divina 98 60 ­ que fazeis de especial 100 61 ­ também tu 101 62 ­ resistência ao mal 103 63 ­ atritos físicos 105 64 ­ fermento velho 107 65 ­ cultiva a paz 108 66 ­ inverno 110 67 ­ adiante de vós 112 68 ­ no campo 114 69 ­ no serviço cristão 116 70 ­ guardemos o ensino 117 71 ­ em nosso trabalho 119 72 ­ não as palavras 121 73 ­ falatórios 123 74 ­ maus obreiros 125 75 ­ esperança 127 76 ­ na propaganda eficaz 129 77 ­ sofrerá perseguições 131 78 ­ purifiquemo-nos 133

[close]

p. 5

79 ­ em combate 135 80 ­ como sofres 137 81 ­ estejamos certos 138 82 ­ sem desfalecimentos 139 83 ­ examinai 140 84 ­ somos de deus 142 85 ­ substitutos 143 86 ­ saibamos confiar 145 87 ­ olhai 146 88 ­ tu e tua casa 148 89 ­ na intimidade do ser 150 90 ­ de coração puro 152 91 ­ migalha e multidão 153 92 ­ objetivo da fé 155 93 ­ cães e coisas santas 156 94 ­ escritura individual 157 95 ­ procuremos 158 96 ­ diversidade 160 97 ­ o verbo é criador 162 98 ­ a prece recompõe 164 99 ­ nos diversos caminhos 166 100 ­ que fazemos do mestre 168 101 ­ ouvistes 170 102 ­ atribulados e perplexos 172 103 ­ perante a multidão 174 104 ­ nos mesmos pratos 176 105 ­ paz do mundo e paz do cristo 178 106 ­ como cooperas 180 107 ­ joio 182 108 ­ operemos em cristo 184 109 ­ nisto conheceremos 186 110 ­ caridade essencial 188 111 ­ sublime recomendação 190 112 ­ ciência e temperança 191 113 ­ a fuga 192 114 ­ o quadro-negro 193 115 ­ armai-vos 195 116 ­ não só 196 117 ­ para isto 198 118 ­ queixas 200 119 ­ fortaleza 202

[close]

p. 6

120 ­ herdeiros 204 121 ­ amizade e compreensão 206 122 ­ hoje onde estivermos 208 123 ­ amargura 210 124 ­ o som 212 125 ­ o senhor mostrará 214 126 ­ obediência construtiva 215 127 ­ o teu dom 217 128 ­ liberdade 219 129 ­ serviço de salvação 221 130 ­ amai-vos 222 131 ­ consciência 223 132 ­ vigilância 224 133 ­ casa espiritual 226 134 ­ alfaias 227 135 ­ pais 228 136 ­ filhos 230 137 ­ vida conjugal 231 138 ­ iluminemos o santuário 232 139 ­ É a santificação 234 140 ­ o capacete 236 141 ­ o escudo 237 142 ­ tribulações 238 143 ­ cartas espirituais 240 144 ­ em meio de lobos 242 145 ­ demonstrações 244 146 ­ quem segue 246 147 ­ nos corações 248 148 ­ membros divinos 250 149 ­ escamas 252 150 ­ dívida de amor 254 151 ­ ressuscitará 256 152 ­ cuidados 258 153 ­ contristação 260 154 ­ por que desdenhas 262 155 ­ tranqüilidade 264 156 ­ o vaso 266 157 ­ o remédio salutar 268 158 ­ transformação 270 159 ­ brilhar 272 160 ­ filhos da luz 273

[close]

p. 7

161 ­ cristãos 274 162 ­ a luz inextinguível 276 163 ­ o irmão 278 164 ­ acima de nós 279 165 ­ assim como 280 166 ­ respostas do alto 281 167 ­ nossos irmãos 283 168 ­ parecem mas não são 285 169 ­ enquanto é hoje 286 170 ­ amanhã 288 171 ­ no campo físico 290 172 ­ manjares 291 173 ­ o pão divino 293 174 ­ plataforma do mestre 295 175 ­ a verdade 296 176 ­ o caminho 297 177 ­ edificação do reino 298 178 ­ obra individual 300 179 ­ palavras 302 180 ­ depois 304

[close]

p. 8

brilhe vossa luz meu amigo no vasto caminho da terra cada criatura procura o alimento espiritual que lhe corresponde à posição evolutiva a abelha suga a flor o abutre reclama despojos o homem busca emoções mas ainda mesmo no terreno das emoções cada espírito exige tipos especiais há sofredores inveterados que outra coisa não demandam além do sofrimento pessimistas que se enclausuram em nuvens negras atendendo a propósito deliberado durante séculos suprem a mente de torturas contínuas e não pretendem construir senão a piedade alheia sob a qual se comprazem temos os ironistas e caçadores de gargalhadas que apenas solicitam motivos para o sarcasmo de que se alimentam observamos os discutidores que devoram páginas respeitáveis com o único objetivo de recolher contradições para sustentarem polêmicas infindáveis reparamos os temperamentos enfermiços que sorvem tóxicos intelectuais através de livros menos dignos com a incompreensível alegria de quem traga envenenado licor nos variados climas do mundo há quem se nutra de tristeza de insulamento de prazer barato de revolta de conflitos de cálculos de aflições de mentiras o discípulo de jesus porém aquele homem que já se entediou das substâncias deterioradas da experiência transitória pede a luz da sabedoria a fim de aprender a semear o amor em companhia do mestre para os companheiros que esperam a vida renovada em cristo famintos de claridade eterna foram escritas as páginas deste livro despretensioso dentro dele não há palavras de revelação sibilina traduz simplesmente um esforço para que nos integremos no evangelho celeiro divino do nosso pão de imortalidade não é exortação nem profecia.

[close]

p. 9

É apenas convite convite ao trabalho santificante planificado no código do amor divino se a candeia ilumina queimando o próprio óleo se a lâmpada resplende consumindo a energia que a usina lhe fornece ofereçamos a instrumentalidade de nossa vida aos imperativos da perfeição para que o ensinamento do senhor se revele por nosso intermédio aclarando a senda de nossos semelhantes o evangelho é o sol da imortalidade que o espiritismo reflete com sabedoria para a atualidade do mundo brilhe vossa luz proclamou o mestre procuremos brilhar repetimos nós emmanuel pedro leopoldo 25 de novembro de 1951.

[close]

p. 10

1 quem lê atenda quem lê atenda jesus mateus 24:15 assim como as criaturas em geral converteram as produções sagradas da terra em objeto de perversão dos sentidos movimento análogo se verifica no mundo com referência aos frutos do pensamento freqüentemente as mais santas leituras são tomadas à conta de tempero emotivo destinado às sensações renovadas que condigam com o recreio pernicioso ou com a indiferença pelas obrigações mais justas raríssimos são os leitores que buscam a realidade da vida o próprio evangelho tem sido para os imprevidentes e levianos vasto campo de observações pouco dignas quantos olhos passam por ele apressados e inquietos anotando deficiências da letra ou catalogando possíveis equívocos a fim de espalharem sensacionalismo e perturbação alinham com avidez as contradições aparentes e tocam a malbaratar com enorme desprezo pelo trabalho alheio as plantas tenras e dadivosas da fé renovadora a recomendação de jesus no entanto é infinitamente expressiva É razoável que a leitura do homem ignorante e animalizado represente conjunto de ignominiosas brincadeiras mas o espírito de religiosidade precisa penetrar a leitura séria com real atitude de elevação o problema do discípulo do evangelho não é o de ler para alcançar novidades emotivas ou conhecer a escritura para transformá-la em arena de esgrima intelectual mas o de ler para atender a deus cumprindo-lhe a divina vontade.

[close]

p. 11

2 vê como vives e chamando dez servos seus deu-lhes dez minas e disse-lhes negociai até que eu venha jesus lucas 19:13 com a precisa madureza do raciocínio compreenderá o homem que toda a sua existência é um grande conjunto de negócios espirituais e que a vida em si não passa de ato religioso permanente com vistas aos deveres divinos que nos prendem a deus por enquanto o mundo apenas exige testemunhos de fé das pessoas indicadas por detentoras de mandato essencialmente religioso os católicos romanos rodeiam de exigências os sacerdotes desvirtuando-lhes o apostolado os protestantes na maioria atribuem aos ministros evangélicos as obrigações mais completas do culto os espiritistas reclamam de doutrinadores e médiuns as supremas demonstrações de caridade e pureza como se a luz e a verdade da nova revelação pudessem constituir exclusivo patrimônio de alguns cérebros falíveis urge considerar porém que o testemunho cristão no campo transitório da luta humana é dever de todos os homens indistintamente cada criatura foi chamada pela providência a determinado setor de trabalhos espirituais na terra o comerciante está em negócios de suprimento e de fraternidade o administrador permanece em negócios de orientação distribuição e responsabilidade o servidor foi trazido a negócios de obediência e edificação as mães e os pais terrestres foram convocados a negócios de renúncia exemplificação e devotamento.

[close]

p. 12

o carpinteiro está fabricando colunas para o templo vivo do lar o cientista vive fornecendo equações de progresso que melhorem o bem-estar do mundo o cozinheiro trabalha para alimentar o operário e o sábio todos os homens vivem na obra de deus valendo-se dela para alcançarem um dia a grandeza divina usufrutuários de patrimônios que pertencem ao pai encontram-se no campo das oportunidades presentes negociando com os valores do senhor em razão desta verdade meu amigo vê o que fazes e não te esqueças de subordinar teus desejos a deus nos negócios que por algum tempo te forem confiados no mundo.

[close]

p. 13

3 o necessário mas uma só coisa é necessária jesus lucas 10:42 terás muitos negócios próximos ou remotos mas não poderás subtrair-lhes o caráter de lição porque a morte te descerrará realidades com as quais nem sonhas de leve administrarás interesses vários entretanto não poderás controlar todos os ângulos do serviço de vez que a maldade e a indiferença se insinuam em todas as tarefas prejudicando o raio de ação de todos os missionários da elevação amealharás enorme fortuna todavia ignorarás por muitos anos a que região da vida te conduzirá o dinheiro improvisarás pomposos discursos contudo desconheces as conseqüências de tuas palavras organizarás grande movimento em derredor de teus passos no entanto se não construíres algo dentro deles para o bem legítimo cansar-te-ás em vão experimentarás muitas dores mas se não permaneceres vigilante no aproveitamento da luta teus dissabores correrão inúteis exaltarás o direito com o verbo indignado e ardoroso todavia é provável não estejas senão estimulando a indisciplina e a ociosidade de muitos uma só coisa é necessária asseverou o mestre em sua lição a marta cooperadora dedicada e ativa jesus desejava dizer que acima de tudo compete-nos guardar dentro de nós mesmos uma atitude adequada ante os desígnios do todo-poderoso avançando segundo o roteiro que nos traçou a divina lei realizado esse necessário cada acontecimento cada pessoa e cada coisa se ajustarão a nossos olhos no lugar que lhes é próprio sem essa posição espiritual de sintonia

[close]

p. 14

com o celeste instrutor é muito difícil agir alguém com proveito.

[close]

p. 15

4 em silêncio não servindo à vista como para agradar aos homens mas como servos do cristo fazendo de coração a vontade de deus paulo efésios 6:6 se sabes atende ao que ignora sem ofuscá-lo com a tua luz se tens ajuda ao necessitado sem molestá-lo com tua posse se amas não firas o objeto amado com exigências se pretendes curar não humilhes o doente se queres melhorar os outros não maldigues ninguém se ensinas a caridade não te trajes de espinhos para que teu contacto não dilacere os que sofrem tem cuidado na tarefa que o senhor te confiou É muito fácil servir à vista todos querem fazê-lo procurando o apreço dos homens difícil porém é servir às ocultas sem o ilusório manto da vaidade É por isto que em todos os tempos quase todo o trabalho das criaturas é dispersivo e enganoso em geral cuida-se de obter a qualquer preço as gratificações e as honras humanas tu porém meu amigo aprende que o servidor sincero do cristo fala pouco e constrói cada vez mais com o senhor no divino silêncio do espírito vai e serve não te dêem cuidado as fantasias que confundem os olhos da carne e nem te consagres aos ruídos da boca faze o bem em silêncio foge às referências pessoais e aprendamos a cumprir de coração a vontade de deus.

[close]

Comments

no comments yet