Book Softex 2015

 

Embed or link this publication

Description

Relatório Anual 2015

Popular Pages


p. 1



[close]

p. 2



[close]

p. 3

Esta publicação sintetiza a história e o desempenho da Softex Associação para Promoção da Excelência do Software Brasileiro uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP) e apresenta as principais realizações e os mais significativos indicadores de sua atuação no ano de 2015.

[close]

p. 4

SOFTEX - ASSOCIAÇÃO PARA PROMOÇÃO DA EXCELÊNCIA DO SOFTWARE BRASILEIRO Presidente Ruben Delgado Vice-Presidente Administração e Finanças Fabian Appel Petrait Vice-Presidente de Operações Diônes Lima Diretor de Relações Institucionais Carlos Alberto Leitão RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2015 Projeto Gráfico, Diagramação e Promoção Comunicação Softex | Juliana Molezini e Paula Oliveira MLP Assessoria e Consultoria Técnica de Imprensa Responsáveis Técnicos : Ana Pires, Guilherme Amorim, Jacques Santiago, Nelson Falseti, Nelson Franco, Reinaldo Marques, Virgínia Duarte e Vitor Andrade. Agradecimento Especial Agradecimento especial a toda equipe Softex pelo empenho e dedicação na realização do Relatório Anual de Atividades Softex 2015.

[close]

p. 5



[close]

p. 6

SUMÁRIO MENSAGEM MENSAGEM DO PRESIDENTE DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO DA SOFTEX MENSAGEM DO MINISTRO DE CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO MENSAGEM DO SECRETÁRIO DE POLÍTICA DE INFORMÁTICA DO MINISTÉRIO DA CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO MENSAGEM DO PRESIDENTE DA SOFTEX 13 MENSAGEM DO VICE-PRESIDENTE DE ADMINISTRAÇÃO E FINANÇAS 15 MENSAGEM DO VICE-PRESIDENTE DE OPERAÇÕES 17 MENSAGEM DO DIRETOR DE RELAÇÕES INSTITUCIONAIS 19 11 9 7 Missão,Visão e diretrizes PROMOVENDO O DESENVOLVIMENTO DO BRASIL 25 SOFTEX NO MUNDO BUSCANDO A SUSTENTABILIDADE, NOVA DIRETORIA APRESENTOU PLANO DE TRABALHO PARA 2016 32 CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO SOFTEX 35 30 22 INOVAÇÃO START-UP BRASIL Funcionamento e Benefícios 59 59 Momento Atual 60 Atividades realizadas O Start-Up Brasil é uma rede conectada, que trabalha com o objetivo de fortalecer startups e fomentar o ecossistema. Números referentes às Turmas 1 a 3. LEAN INNOVATION ASSESSMENT SOFTEX PROGRAMA PITCH TRAINING 68 73 66 64 61 Poder público 35 Associação civil Associados regionais 37 39 Suplentes 40 PARCEIROS 43 Resultados 75 PROGRAMA DE PESQUISA, DESENVOLVIMENTO E INOVAÇÃO EM DEFESA CIBERNÉTICA 77 EDUCAÇÃO BRASIL MAIS TI Cursos em andamento 46 48 A SOFTEX EXECUTORA DAS POLÍTICAS PÚBLICAS DO GOVERNO FEDERAL PARA O SETOR DE TI 21 Destaques do projeto em 2015 50 Principais Eventos de 2015 Novidades para 2016 52 54 INTELIGÊNCIA INTELIGÊNCIA PARA O MERCADO 82 Destaques da área em 2015 82

[close]

p. 7

Identificando carências, antecipando necessidades e propondo trajetórias de formação. 86 Atratividade e modelo de desenvolvimento 88 Depoimentos 109 GOVERNANÇA GOVERNANÇA EM REDE SISTEMA SOFTEX 133 INVESTIMENTOS INVESTIMENTOS Destaques 112 112 114 INTERNACIONAL PROJETO DE PROMOÇÃO DE EXPORTAÇÃO DO SETOR DE SOFTWARE E SERVIÇOS DE TI 92 Principais Eventos de 2015 AGENTES SOFTEX AGENTES REGIONAIS AGENTES SOFTEX EM AÇÃO 136 139 QUALIDADE MPS.BR Modelos de referência Destaque Dez empresas com selo MPS.BR estão na lista do Great Place to Work 2015 MPS.BR continua líder em Avaliações no Brasil. Brasil se mantém em 4º lugar 102 em qualidade de processos de software no mundo. Publicações 2015 103 Estudos e Pesquisas Capacitações Principal Evento de 2015 125 126 128 129 130 124 122 120 120 121 ENCONTRE UM AGENTE SOFTEX 150 Como participar 92 Etapas de adesão Projeto Setorial em números, 2015 93 Ações 2015 94 Principais Eventos de 2015 Programa de Preparação para Vendas em Canais em Mercados Internacionais Contratações e parcerias para geração e estruturação de conteúdo Análise de Potencial de Internacionalização Pocket Guide TI 104 106 96 92 GESTÃO ESTRUTURA ORGANIZACIONAL SOFTEX 156 CONTATO ENDEREÇOS E CONTATOS 159

[close]

p. 8

INTELIGENTE A INDÚSTRIA SOFTEX | 6

[close]

p. 9

Softex MENSAGEM DO PRESIDENTE DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO DA SOFTEX Na contramão do caminho de ladeira abaixo tomado pela economia brasileira, o software nacional alçou voos e definitivamente consolidou sua posição no mapa da tecnologia mundial, notadamente nos últimos dois anos, com o setor participando de uma fatia de 10% das exportações do País. Enquanto a indústria de transformação vem perdendo sua participação no PIB brasileiro, essa indústria da inteligência vem crescendo a uma taxa anual média de 4,6% para software e de 3,3% para serviços de TI. E deve se manter nesse patamar até 2019. Segundo dados apurados pela Softex, mesmo com a retração estimada em 9% nas exportações do setor no ano passado, as exportações das empresas participantes do Projeto Setorial de Software cresceram cerca de 12% nesse período, saltando de US$530 milhões em 2013 para US$594 milhões em 2014. Para sustentar essa performance, a Softex desenvolve com a Apex-Brasil o Projeto de Promoção de Exportações. Trata-se de um plano de internacionalização de empresas de software e serviços de TI nacionais. Seu objetivo é gerar novas oportunidades de negócios no mercado internacional para as companhias brasileiras, ampliar o volume de exportações, aumentar a exposição e fortalecer a imagem da indústria brasileira de TI. Identificado no exterior pela marca Brasil IT+, o Programa tem feito do Brasil um reconhecido centro de excelência mundial no setor. Até setembro de 2016 estão previstas 60 ações de promoção comercial entre feiras internacionais de setor, missões comerciais e prospectoras. O objetivo é manter os bons resultados alcançados por nossa indústria inteligente. Outro programa de destaque é o Brasil mais TI, que contempla ações no campo educacional para formar a grande quantidade de profissionais demandada de forma crescente pelo setor e que aponta para um déficit de 400 mil programadores nos próximos cinco anos. No dia 2 de dezembro de 2015, a Softex registrava 190.847 mil estudantes cadastrados. O conjunto dessas ações reflete o compromisso da Softex em atuar de forma direta e eficaz para o fortalecimento do setor de TI nacional, tanto no Brasil como nos principais mercados internacionais, contribuindo assim para o sucesso das políticas públicas desenvolvidas pelo Governo Federal. Senador Walter Pinheiro SOFTEX | 7

[close]

p. 10

POLÍTICA SOFTEX E A MCTI PARA O SETOR DE TI PÚBLICA DO SOFTEX | 8

[close]

p. 11

Softex MENSAGEM DO MINISTRO DE CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO Nós do MCTI reconhecemos a Softex como uma instituição chave para a implementação de políticas públicas ligadas a inovação tecnológica no setor de TI, em especial no segmento de software e serviços de TI. Surgida em 1993 como um programa de governo denominado Softex 2000, possuía um caráter amplo de apoio à inovação no setor de TI, que se apresentava com grande potencial exportador. À época, no âmbito dos Programas Prioritários em Informática, ocupou-se do apoio a projetos de P&D empresariais, demonstrando o reconhecimento estatal ao papel fundamental da iniciativa privada como provedora de inovações à sociedade. Outras duas importantes iniciativas compunham os Programas Prioritários: a Rede Nacional de Pesquisa (RNP, atualmente organizada como OS) e o ProTem-CC (Programa Temático em Ciência da Computação). Combinavam, respectivamente, conhecimento tecnológico sobre a Internet com a formação em nível de pós-graduação de recursos humanos em ciência da computação (um campo emergente do conhecimento àquela data), criando as condições para a inserção do Brasil na Era da Economia Digital, das redes. A Softex transformou-se ao longo dos anos e em 1996 tornou-se uma associação independente (OSCIP) com foco na promoção da excelência do software. Recentemente, passou por um profundo processo de reestruturação, o que a consolida como um vetor para o desenvolvimento de negócios inovadores com base nas tecnologias da informação e comunicação. Atualmente, a Softex desenvolve ações de forma integrada com organizações públicas e privadas, relacionadas à exportação; ao levantamento e tratamento de dados e informações do setor de TI; capacitação com foco em inovação; melhoria da qualidade do software; ações de estímulo à P&D empreendedora; e educação e atração de jovens para a carreira de TI. Ações deste MCTI, como TI de Impacto (inovação em empresas de TI) e Programas como Start-Up Brasil (empreendedorismo) e Brasil Mais TI (educação com estímulo vocacional) são operados pela SOFTEX com muita competência e dedicação. Portanto, reconhecemos a Softex como uma organização moderna e com elevada capacidade de adaptação a novos contextos, o que a potencializa para melhor atender as demandas sociais relacionadas à criação de valor no setor econômico de software. Celso Pansera SOFTEX | 9

[close]

p. 12

EMPRESAS NASCENTES TECNOLÓGICA DE BASE APOIANDO SOFTEX | 10

[close]

p. 13

Softex MENSAGEM DO SECRETÁRIO DE POLÍTICA DE INFORMÁTICA DO MINISTÉRIO DA CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO O Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) tem um amplo histórico de trabalho em parceria com a Softex para a implementação das políticas públicas de fomento ao setor de software e serviços de TI estabelecidas pelo Governo Federal. Dentre os diversos projetos realizados em conjunto com a entidade, um é merecedor de uma análise mais detalhada neste e-Book, dados os ótimos resultados registrados em 2015. Trata-se do Start-Up Brasil - Programa Nacional de Aceleração de Startups, integrante do Programa Estratégico de Software e Serviços de Tecnologia da Informação (TI Maior). Criado em novembro de 2012, seu objetivo é apoiar empresas nascentes de base tecnológica em TI, as chamadas startups. Segundo dados da última pesquisa Global Entrepreneurship Monitor (GEM), realizada no Brasil pelo Sebrae e pelo Instituto Brasileiro de Qualidade e Produtividade (IBQP), três em cada dez brasileiros adultos possuem uma empresa ou estão envolvidos com a criação de um negócio próprio. Considerando os países que compõem o Brics, o Brasil é a nação com a maior taxa de empreendedorismo, ficando quase oito pontos percentuais à frente da China. O Start-Up Brasil apoia atualmente 183 startups nacionais e internacionais, possui uma rede de 18 aceleradoras em sete estados brasileiros e conta com mais de 50 parceiros públicos e privados. No ano passado, as startups Pluga e Social Condo, integrantes do Start-Up Brasil, foram selecionadas para o programa Start-Up Chile, um dos principais hubs de empreendedorismo do mundo. Ainda em 2015, o Start-Up Brasil foi indicado ao prêmio de Inovação na Gestão Pública Federal promovido pela Escola Nacional de Administração Pública (Enap), em parceria com o Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão. Foi a primeira iniciativa do MCTI a conquistar essa premiação. Os números comprovam o sucesso do programa: a cada R$ 1,00 investido pelo Governo, R$ 3,30 foram aportados externamente por investidores anjos, privados, fundos ou outras iniciativas, atestando a eficácia do programa em coaching, mentoria e apoio às startups brasileiras no acesso aos mercados interno e externo. É com imensa satisfação que o MCTI constata o sucesso desse programa sob a gestão da Softex, realçando o acerto do Governo Federal na definição das políticas públicas para uma indústria tão estratégica para o crescimento do país como a de software e serviços de TI. Manoel Augusto Cardoso da Fonseca SOFTEX | 11

[close]

p. 14

FORTALECIMENTO DA BRASILEIRA INDÚSTRIA DE TI SOFTEX | 12

[close]

p. 15

Softex MENSAGEM DO PRESIDENTE DA SOFTEX No segundo semestre de 2015, o Conselho de Administração da Associação para Promoção da Excelência do Software Brasileiro – Softex me reconduziu para o cargo de presidente da entidade para o período 2016/2017, sinalizando uma aprovação do trabalho realizado pela diretoria ao longo do primeiro mandato e conferindo uma responsabilidade ainda maior para a nova equipe empossada. Foi um período de muito trabalho, com a realização de reuniões periódicas com ministros, secretários e empresários tendo por objetivo a implementação de ações voltadas ao fortalecimento da indústria brasileira de software e de serviços de TI. É da maior importância registrar também as diversas participações em comitivas internacionais, sempre buscando a identificação de novos espaços e a geração de mais oportunidades de negócios para o nosso segmento junto aos principais mercados. O ano passado foi marcado também por importantes conquistas para a Softex. Um bom exemplo é o Programa MPS-BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro. Através dele, fomos precursores na conscientização do empresariado brasileiro sobre a importância da qualidade no desenvolvimento de software. Em 2015, atingimos a marca histórica de 715 avaliações MPS em empresas privadas e governamentais tanto no Brasil como no exterior. Esse número expressivo comprova de forma inequívoca o papel primordial desempenhado pela entidade na mudança da cultura da qualidade de software no país. Outro ponto de destaque é o trabalho desenvolvido pelo Observatório Softex na geração de informações confiáveis, um fator da maior importância para a tomada de decisões estratégicas tanto por parte do setor público como do privado. Pela qualidade das informações apuradas, todas oriundas de diversas fontes oficiais e de pesquisas de mercado, a Softex tem se consolidado como uma referência para o Governo, para os empresários, para a academia e também para a imprensa. Esses são apenas dois exemplos de sucesso do amplo portfolio de ações coordenadas pela Softex e que terão continuidade ao longo de 2016. Temos ciência das dificuldades presentes no atual cenário econômico mundial e nacional, mas com a minha experiência no setor privado aprendi que crise também é um momento de identificação de oportunidades. Isso se dá porque a crise obriga a revisão de todos os processos ao se buscar uma maior eficiência, beneficiando a área de TI. As dificuldades fazem com que os responsáveis pelas tomadas de decisão abandonem aquela perigosa zona de conforto criada pelo fato de o nosso país ter um grande e forte mercado interno. Ao longo do próximo ano, estou certo de que a equipe Softex não só dará sequência como ampliará essas ações, buscando sempre o fortalecimento da indústria de TI nacional. Ruben Delgado SOFTEX | 13

[close]

Comments

no comments yet