Jornal Santuário São José Operário

 

Embed or link this publication

Description

Jornal Santuário São José Operário

Popular Pages


p. 1

S ão J osé Operário CAPÃO REDONDO - DIOCESE DE CAMPO LIMPO Jornal PARÓQUIA SANTUÁRIO SÃO JOSÉ OPERÁRIO ANO XII - EDIÇÃO Nº 153- 10.000 EXEMPLARES - DISTRIBUIÇÃO GRATUITA - ABRIL - Festa de 2016 com bênção dos lírios em todas as missas Padroeiro do Capão Redondo Missas com Novena de São José Operário! Confira toda a programação e os horários das missas na pag.12 Novena de 22 a 30 de Abril Abertura dia 21 de abril Feijoada aio º de M Dia 1 s 12h tir da ial a par roqu ão pa l a s no Dia 1º de maio Festa do Padroeiro c/ procissão às 18h30 e bênção dos Lírios Adquira a novena na secretaria do Santuário VENHA FESTEJAR O DIA DO PADROEIRO COM UM AGRADÁVEL ALMOÇO ENTRE FAMÍLIAS, PARTICIPE Beneficente Adquira seus convites na secretaria do Santuário

[close]

p. 2

Página-2 Caro leitor, é com alegria que chegamos até vosso lare, trazendo mensagens de fé e esperança. Disse Jesus: “Eu sou o pão vivo que desceu do céu. Quem come deste pão viverá para sempre”. (Jo 6, 51) Vamos celebrar a Páscoa do Senhor. Com Jesus somos mais que vencedores Jornal São José Operário Abril- 2016 EDITORIAL tudo passa e nunca devemos desanimar. Jesus é a paz e só Ele pode nos dar esta paz. O fruto dos discípulos é o amor e foi por amor a nós, pequeninos filho de Deus, que Ele enviou seu primogênito Filho para salvar todo(a) aquele(a) que tem fé e acredita DAquele que nasceu, nas promessas de Deus. viveu, morreu e ressuscitou dos mortos Lembre-se sempre: ninpara nos dar testemu- guém vai ao Pai se não nho do sentido da vida, por Ele. Ele é o camida essência do amor nho a verdade e a vida. de Deus e a certeza de Reúna sua família e que a morte não é fim. amigos e venha viver a ressurreição de Jesus! O Verbo se fez carne e encontraremos habitou entre nós. Se Nos próxima edição. acreditarmos mesmo na nessa verdade, nossa Peço que ore por nós vida mudará. Se Deus e nos comprometeestá conosco nada pode mos a orar por você nos prejudicar, nem mes- Que o Senhor Deus, mo nos vencer. E as tris- o todo poderoso dertezas, os sofrimentos, os rame sobre você e insucessos desta vida? sua família sua mise- N o confronto entre o seu projeto e os interesses das lideranças estabelecidas de seu tempo, Jesus de Nazaré teve de escolher entre a fidelidade àquilo que ouviu do Pai e a capitulação diante dos que o ameaçavam e tramavam a sua morte. O que Jesus contemplou no Pai foi o seu infinito amor pela humanidade chamada, por desígnio eterno, à participação em sua glória. Por isso, não poderia jamais ser indiferente a tudo que negasse a dignidade da vocação humana e colocasse em risco a sua ricórdia e bênção. Ferealização. Se estamos firmeliz Páscoa! Boa leitura mente unidos a Deus, Jesus viveu intensamense nossa fé é grande te a sua missão, proclamando o projeto do Pai, convocando todos à conEXPEDIENTE versão, evangelizando Diretor Geral: os pobres, denunciando Monsenhor João Batista os poderosos que, no Publicação mensal da Diretor de atendimento aos seu ateísmo prático, exBenfeitores: Jurandi Nunes Paróquia: ploravam os pequenos Jornalista Responsável: Santuário São José Operário e fracos e acumulavam Mário de Freitas - MTB 36.907 Rua Alfredo Ometecídio, 32 bens e títulos às suas Revisões e Correções Cep.: 05869-170 custas. Pe. Carlos Lozada Capão Redondo- SP Edson Felipe Magda dos Santos Silva José Andrade Alves seu amor se manifestava de acordo com o interlocutor. Dava a sua mão para levantar o abatido e reacender a chama ameaçada de se extinguir e fustigava o poderoso para que se convertesse. Sim, agia assim para chamar o injusto à conversão, pois quem sacia a própria fome de ter e de poder ao preço da vida do semelhante caminha para a eterna frustração. É arriscado contrair interesses egoístas e mesquinhos, tanto naquele tempo como nos dias atuais. Vale lembrar os riscos enfrentados por missionários e outros agentes sociais que se põem a investigar e denunciar situações de trabalho escravo ou agressões às matas e floresta e, ainda, os vilipêndios proferidos contra os que defendem a vida sem tergiversações, desde a concepção, em todas as suas etapas, até a morte natural. É grande o empenho para dourar a pílula do aborto e torná-la digerível. Jesus não excluía ninguém do diálogo, mas também não negociava valores e princípios. Aceitava um convite para cear mas não renunciava à liberdade de dizer, onde esteve, o que era necessário e estava conforme o projeto do Pai. Embora preso e algemado no pretório de Pilatos, ele era o livre e Pilatos o preso dominado pelo medo de perder o prestígio e poder. Ele permanece conosco der do mundo e a vontade do Deus da Vida, foi com esta que Jesus ficou, abraçando consequentemente a paixão. Deus queria que Jesus realizasse pelo amor a redenção da humanidade. Quem deu a cruz ao Salvador e exigiu seu sangue foi o poder sem amor. Os cristãos crêem firmemente que Deus Pai deu a vitória a Jesus, afirmam com a palavra e a vida, até o martírio, que ele está vivo e permanece conosco e que continua através dos seus discípulos a missão que começou na Galiléia. Jesus está presente na comunidade de fé, esperança e caridade; ele nos fala na Palavra proclamada; dá-se na Eucaristia celebrada e recebida em comunhão; pede nossa resposta de amor nos irmãos e irmãs, especialmente os empobrecidos e nos sustenta e fortalece na missão de construir sociedade e humanidade novas. Deus nos dê a graça de vivermos uma Páscoa de verdade naquela compreensão de Santo Agostinho, segundo a qual não somos nós que transformamos Jesus em nós, quando comungamos, mas é Ele que nos transforma nele. Diagramação O teor das matérias é de responsabilidadede seus autores. Todas as pessoas são voluntárias www.santuariosaojoseoperario.org.br santuario@santuariosaojoseoperario. org.br Tel. 5873-2009 5873-4279 Feliz Páscoa para os queridos irmãos e irmãs O que movia Jesus não e todas as pessoas de eram o ódio e o rancor, boa vontade. mas o zelo por aqueles que o Pai lhe confiara. Dom Luiz Antonio Guedes Do seu amor, não ex- Entre a proposta do poBispo de Campo Limpo - SP cluía ninguém, mas o Revista Vida e Missão ed. nº 202 www.santuariosaojoseoperario.org.br

[close]

p. 3

Abril - 2016 Com Jesus somos mais que vencedores Jornal São José Operário Página-3 O primeiro Mandamento da Lei de Deus diz: Amar a Deus sobre todas as coisas e o próximo como a ti mesmo. Isto significa amar o Senhor o nosso Deus de todo o nosso coração, de toda a nossa alma, de todo o nosso entendimento. Para dizer que ama a Deus tem suar a camisa; isto é: amar com todas as nossas for- ças. Este é o primeiro mandamento da Lei de Deus Pai completado pelo Deus Filho e conduzido em nós pelo Deus Espírito Santo. Há três pessoas da Santíssima Trindade, mas um só Deus. Estas três pessoas caminham numa profunda harmonia e comunhão entre Si. Não há outro mandamento maior do que estes ( cf. 12,30-31). SER DIZIMISTA É UMA QUESTÃO DE AMOR SEGUNDO O COSTUME. Isto significa amar a Igreja concretamente. Todos os católicos bem fundamentados na Palavra do Senhor consagrarm o seu Dízimo segundo o costume proposto na Bíblia Sagrada. nhez, simplesmente ofereceu ao Senhor produtos do solo como dízimo; Abel, homem fiel a Deus, ofereceu como Dízimo os primogênitos e a gordura de seu rebanho. Deus gostou de Abel, porque ele foi fiel; ofereceu o melhor a Deus. Deus não gostou de Caim porque foi infiel a Ele. Os infiéis no Dízimo tem o destino de Caim; não agradam a Deus. Os fieis no Dízimo são como Abel; amados por Deus. E VOCÊ AMA A DEUS E A IGREJA DE VERDADE? VOCÊ SE IDENTIFICA MAIS COM ABEL OU COM CAIM? SE VOCÊ AGE COMO CAIM, MUDE DE RUMO SEU CAMINHO E SEU CORAÇÃO HOJE MESMO. SEJA FIEL NO DÍZIMO E NAS OFERTAS. Pároco e Reitor do Santuário Dioc. São José Operário A reflexão que disponibilizo neste mês se fundamenta no primeiro Mandamento da Lei de Deus e no quinto Mandamento da Igreja que é PAGAR O DÍZIMO A PALAVRA DÍZIMO QUER DIZER 10% dos primeiros frutos de tudo que recebe ou ganha. Consagrar o dízimo e dar as ofertas no templo não foi uma invenção humana. Dízimo e ofertas foram instituídos por Deus desde o princípio. Deus abriu os corações humanos de Abel e Caim para introduzir n’eles o desejo Divino de consagrar com fidelidade os dízimos e as ofertas (Gen 4,1-5; 14,20; 28,22) Abel tornou-se pastor de ovelhas e Caim cultivador da terra. Caim tomado pela mesqui- Monsenhor João Batista Pe. Wagner Bem vindo ao nosso Santuário! ANUNCIE AQUI Este espaço está reservado para você! 5873-2009 santuario@santuariosaojoseoperario.org.br Faça-nos uma visita na Secretaria do Santuário www.santuariosaojoseoperario.org.br

[close]

p. 4

Página-4 porém, a vida não para, em particular a vida das famílias não para! Vocês, queridas famílias, estão sempre em caminho. E continuamente escrevem nas páginas da vida concreta a beleza do Evangelho da família. Em um mundo que às vezes se torna árido de vida e de amor, a cada dia vocês falam ueridos irmãos dos grandes dons que são e irmãs, o matrimônio e a família. A Assembleia do Hoje gostaria de destacar Sínodo dos Bispos, que se esse aspecto: que a família concluiu há pouco, refletiu é uma grande academia a fundo a vocação e a de treinamento ao dom e missão da família na vida ao perdão recíproco sem da Igreja e da sociedade o qual nenhum amor pode contemporânea. Foi um durar muito. Sem se doar e evento de graça. Ao término, sem se perdoar o amor não os padres sinodais me permanece. Na oração que Ele entregaram o texto de suas mesmo nos ensinou – isso é, o conclusões. Quis que esse Pai Nosso – Jesus nos faz pedir texto fosse publicado para ao Pai: “Perdoai as nossas que todos participassem ofensas assim como nós do trabalho em que nos perdoamos a quem nos tem viram empenhados juntos ofendido”. E no fim comenta: por dois anos. Esse não é o “Se perdoardes aos homens momento de examinar tais as suas ofensas, vosso Pai conclusões, sobre as quais celeste também vos perdoará. devo eu mesmo meditar. Mas se não perdoardes aos 15). Não se pode viver sem se perdoar, ou ao menos não se pode viver bem, especialmente em família. Todo dia cometemos erros uns com os outros. Devemos levar em conta esses erros, devidos à nossa fragilidade e ao nosso egoísmo. O que porém é pedido a nós é curar logo as feridas que nos fazem, tecer de novo imediatamente os fios que se rompem na família. Se esperamos muito, tudo se torna mais difícil. E há um segredo simples para curar as feridas e para rejeitar as acusações. É isso: não deixar terminar o dia sem pedir desculpas, sem fazer as pazes entre marido e mulher, entre pais e filhos, entre irmãos e irmãs…entre nora e sogra! Se aprendemos a pedir desculpas logo e a nos doarmos o recíproco perdão, curamos as feridas, o matrimônio se fortalece e a família se torna uma casa sempre mais sólida, que resiste aos choques das nossas pequenas e grandes maldades. E por homens, tampouco vosso Pai isso não é necessário fazer Nesse meio de tempo, vos perdoará” (Mt 6, 12. 14- um grande discurso, mas é suficiente um carinho: um carinho e terminou tudo e se recomeça. Mas não terminar o dia em guerra! Família é lugar onde se treina o perdão recíproco se: sim, são belas palavras, mas é impossível colocá-las em prática. Mas graças a Deus não é assim. De fato, é justamente recebendo o perdão de Deus que, por sua vez, somos capazes de dar o perdão aos outros. Por isso Jesus nos faz repetir essas palavras que recitamos na oração do Pai Nosso, isso é, todos os dias. E é indispensável que, em uma sociedade às vezes cruel, haja lugares como a família, onde aprender a perdoar uns aos outros. Com Jesus somos mais que vencedores Jornal São José Operário Abril- 2016 Q pregamos nós em vosso nome, e não foi em vosso nome que expulsamos os demônios e fizemos muitos milagres? E, no entanto, eu lhes direi: nunca vos conheci” (cfr Mt 7, 21-23). É uma palavra forte, não há dúvida que o objetivo é nos abalar e nos chamar à conversão. Asseguro-vos, queridas famílias, que se forem capazes de caminhar sempre mais decididamente no caminho das BemAventuranças, aprendendo e ensinando a se perdoarem reciprocamente, em toda a grande família da Igreja crescerá a capacidade de dar testemunho da força renovadora do perdão de Deus. Do contrário, faremos pregações belíssimas e talvez vamos expulsar qualquer demônio, mas no fim o Senhor não nos reconhecerá como os seus discípulos, porque não tivemos a capacidade de perdoar e de nos fazermos perdoar pelos outros! Realmente as famílias cristãs podem fazer muito pela sociedade de hoje e também pela Igreja. Por isso desejo que, no Jubileu da Misericórdia, as famílias redescubram o tesouro do perdão recíproco. Rezemos para que as famílias sejam sempre mais capazes de viver e de construir caminhos concretos de reconciliação, onde ninguém se sinta abandonado ao peso dos seus débitos. Com essa intenção, digamos juntos: “Pai nosso, perdoai os nossos pecados, assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido” Se aprendemos a viver assim em família, fazemos também fora, em qualquer lugar que estamos. É fácil ser cético sobre isso. Muitos – também entre cristãos – pensam que seja um exagero. Diz- O Sínodo reavivou a nossa esperança também sobre isso: faz parte da vocação e da missão da família a capacidade de perdoar e de se perdoar. A prática do perdão não somente salva as famílias da divisão, mas as torna capazes de ajudar a sociedade a ser menos má e menos cruel. Sim, todo gesto de perdão repara a casa das rachaduras e fortalece seus muros. A Igreja, queridas famílias, está sempre próxima a vocês para ajudar a construir a vossa casa sobre a rocha da qual falou Jesus. E não esqueçamos essas palavras que precedem imediatamente a parábola da casa: “Nem todo aquele que me diz: Senhor, Senhor, entrará no Reino dos céus, mas sim aquele que faz a vontade de meu Pai que está nos céus”. E acrescenta: “Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não Papa Francisco www.santuariosaojoseoperario.org.br Boletim da Santa Sé

[close]

p. 5

Abril - 2016 PÁSCOA: A FESTA DA VIDA DE CRISTO PELO NOSSO AMOR A Solenidade da Páscoa renova em nós a certeza da vitória de Cristo sobre a morte e enche o nosso coração de esperança. Nesta grande festa fazemos memória da atuação de Deus na vida do seu povo. Assim como no deserto o povo caminhava rumo à libertação, protegido por uma nuvem e iluminado por uma coluna de fogo (Êx13,21), símbolos da presença divina, também nós temos o Círio Pascal simbolizando Jesus Cristo vivo no meio de nós. Ele é a coluna de fogo que ilumina e aquece os corações de quem nEle crê. A ressurreição de Jesus registra a vitória da graça sobre o pecado. Ele é o novo Adão. Por Ele, o ser humano, bem como toda a criação, ganham a sua plenitude, porque ele é o portador da vida nova. Na carta aos Romanos, Paulo escreve “Por conseguinte, assim como pela falta de um só resultou a condenação de todos os homens, do mesmo modo da obra de justiça de um só, resultou para todos os homens a rompe ao sabor das concupiscências enganosas - e a renovar-se pela transformação espiritual da sua mente e revestir-se do homem novo, criado segundo Deus na justiça e santidade O nosso existir ganha sen- da verdade (Ef 4, 22- 24)”. tido de ser e aí nos tornamos capazes de reescrever É preciso entrar na festa a nossa história, de reco- com o coração e a mente meçar... renovados. Só assim é possível perceber a beleza que é vivenciar a Páscoa de Jesus em nossa vida de cada dia. Queridos amigos do nosso Santuário São José Operário, vivamos com alegria a nossa condição de seguidores fiéis de Jesus Cristo. Somente Ele é o nosso Caminho, a nossa Verdade e a nossa Vida. Com Cristo, a nossa vida ganha sentido... Sem Cristo, a nossa vida seria um caos, uma confusão... Busquemos sempre esta LUZ que é Cristo... Sejamos testemunhas do que sentimos ao ser mensageiros do amor e da salvação que nos trouxe Cristo. Desejo a todos vocês um FELIZ TEMPO PASCAL! QUE CRISTO RESSUSCITADO REINE SEMPRE NOS NOSSOS CORAÇÕES! ses. Nos tornamos mais fortes e corajosos. Nossas atitudes deixam transparecer a confiança no Deus da vida que morre por cada um de nós. Com Jesus somos mais que vencedores Jornal São José Operário Página-5 Q ueridos paroquianos, a celebração da Páscoa, que este ano foi celebrada no dia 27 de março, para nós cristãos é a razão de ser da nossa fé. Já dizia Paulo na carta à comunidade de Coríntios “E se Cristo não ressuscitou, vazia é nossa pregação, vazia também é a vossa fé (1Cor 15,14)”. ço a p ã Es anh Am - Cyber Café Tai Chi Chuan Acumpultura Florais Massoterapia justificação que traz a vida Por isso temos motivos su(Rom 5, 18) “. ficientes para festejar com imensa alegria a RessurreiA experiência que nós fa- ção gloriosa de Cristo. zemos da ressurreição nos motiva para seguir sempre Queridos paroquianos, em frente, mesmo em meio a tantos sofrimentos e cri- no entanto, só participa da festa da vida quem está disposto a “remover o seu ANUNCIE AQUI modo de vida anterior - o Deseja este humilde amigo Este espaço está reservado homem velho, que se cor- e seguidor de Cristo, para você! BISCUIT - PROMOÇÃO: 1ª AULA GRÁTIS Av. Comendador Santana, nº 959 5873-2009 santuario@santuariosaojoseoperario.org.br Refrigeração Bom Clima Assistência Técnica Especializada Freezer, Geladeiras e Máquinas de Lavar Telefone: 5873-2618 Câmaras e Balcões Frigoríficos, Faça-nos uma visita na Secretaria do Santuário www.santuariosaojoseoperario.org.br Tel. 5873-3032 / 9308-1486 - Sr. Augusto R. Marco Basaiti, nº 8 - Capão Redondo Pe. Nilson da Silva Vigário Paroquial

[close]

p. 6

Página-6 Semana Santa no Santuário Com Jesus somos mais que vencedores Jornal São José Operário Abril- 2016 Domingo de Ramos - Acompanhamos Jesus, que por nós morreu e ressuscitou - Hosana! Missa do Lava-pés - Num gesto de serviço, lavou os pés de todos nós para que façamos o mesmo. www.santuariosaojoseoperario.org.br

[close]

p. 7

Abril - 2016 Com Jesus somos mais que vencedores Jornal São José Operário Página-7 O amor pela humanidade levou-o a morrer no suplício da Cruz A vitória da vida venceu: Eis a Luz de Cristo! Demos graças a Deus www.santuariosaojoseoperario.org.br

[close]

p. 8

Página-8 PROGRAMAÇÃO DA PARÓQUIA SANTUÁRIO SÃO JOSÉ OPERÁRIO Com Jesus somos mais que vencedores Jornal São José Operário Abril- 2016 Trago óleo, arroz, feijão, açucar e macarrão para as famílias carentes Dia 24 de abril (Domingo) em todas as missas DOMINGO DA SOLIDARIEDADE MISSA COM BÊNÇÃO DOS DOENTES Venha receber a bênção de Deus! Todas terças-feiras das 15h às 17h Missa em louvor ao Espírito Santo todas as 2ª terças-feiras do mês às 16h. e todas as sextas-feiras, Grupo de Oração iniciando-se com a missa às 19h GRUPOS DE ORAÇÃO - SANTUÁRIO Dia 03 de abril (domingo) às 15h Missa da Família Dias 07, 14, 21 e 28 de abril às 20h Venha e traga sua família para receber a bênção da harmonia familiar. DOS HO S EN M TE RÇ Oração das Mil Ave - Marias Toda primeira quarta-feira do mês início às 08h30 até às 14h30 Venha rezar conosco, por todas as pastorais e movimentos O MISSA E ENTREGA DO LEITE PARA AS CRIANÇAS FAÇA A PROCISSÃO E ENTREGUE O LEITE EM PÓ EM TODAS AS MISSAS «Tudo que fizestes a um destes pequeninos é a mim que o fazes» Terço dos Homens Dia 17 de abril (domingo) Deixe-se conduzir pelo amor de mãe de Nossa Senhora No Santuário: Inicia-se com a missa às 19h até às 21h.Todas as quartas-feiras. Na Capela São Vicente: todas as terças-feiras às 19h30 MISSA DE SANTO EXPEDITO Dia 19 de abril (Terça-feira) às 7h30 e 12h Com bênção especial para as causas difíceis PARTICIPE DA SANTA MISSA NO SANTUÁRIO Segunda-feira: 12h e 19h Quinta-feira: 7h30, 12h e 20h Terça-feira: 7h30 e 12h Sexta-feira: 7h30, 12h e 19 Quarta-feira: 7h30, 12h e 19h Sábado: 7h30, 12h e 19h Domingo: 6h30, 8h, 10h, 12h, 15h e 18h30 www.santuariosaojoseoperario.org.br

[close]

p. 9

Abril - 2016 Com Jesus somos mais que vencedores Jornal São José Operário amizade ou família, mas por alguma verdadeira necessidade. 4)Vestir os nus. Esta obra de misericórdia dirige-se aliviar outra necessidade básica: o vestuário. Muitas vezes nos é proporcionada com as recolhas de roupa que se fazem nas paróquias e noutros centros. Ao entregar a nos1)Dar de comer a quem tem fome e 2) dar de beber a quem tem sede. Estas duas complementam-se e referem-se à ajuda que devemos disponibilizar em alimentos e outros bens aos mais necessitados, aqueles que não têm o indispensável para comer em cada dia. João Batista segundo o Evangelho de S. Lucas, recomenda: “Quem tem duas túnicas reparta com quem não tem nenhuma, e quem tem mantimentos faça o mesmo” (Lc 3, 11). 3)Dar pousada aos peregrinos. Em tempos antigos dar pousada aos viajantes era um assunto de vida ou morte, pelas dificuldades e riscos das caminhadas e viagens. Não é normal hoje em dia. Mas mesmo assim, poderia acontecer recebermos alguém em nossa casa, não por hospitalidade e sa roupa é bom pensar que nos sobra ou já não nos serve, mas também podemos dar do que ainda nos é útil. A carta de S. Tiago propõe-nos sermos generosos: “Se um irmão ou uma irmã estiverem nus e precisarem de alimento cotidiano, e um de nós lhes dis- Obras de Misericórdia Temporais Página-9 tinuar a cuidar dele, confiou os cuidados que necessitava a outro em troca de pagamento (ver Lc 10, 30-37). 6)Visitar os presos. Consiste em visitar os presos e prestar-lhes não só ajuda material, mas também assistência espiritual que lhes sirva para melhorar como pessoas, emendar-se, aprender a desenvolver um trabalho que lhes possa ser útil quando terminarem o tempo que lhes foi imposto pela justiça, etc. Significa também resgatar os inocentes e sequestrados. Em tempos antigos os cristãos pagavam para libertar os escravos ou se trocavam por prisioneiros inocentes. 7) Enterrar os mortos. ser: “Ide em paz, tratai de vos aquecer e de matar a fome”, mas não lhes dais o que é necessário ao corpo, de que lhes aproveitará? 5)Visitar “(Tg os 2,15-16). enfermos. Cristo não tinha lugar onde repousar. Foi um amigo, José de Arimatéia, que lhe cedeu o seu túmulo. Mas não apenas isso, teve a valentia para se apresentar ante Pilatos e pedir-lhe o corpo de Jesus. Nicodemos também participou e ajudou a sepultá-lo. (Jo 19, 38-42). Enterrar os mortos parece um mandato supérfluo, porque, de fato, todos são enterrados. Mas, por exemplo, em tempo de guerra, pode ser um mandato muito exigente. Por que é importante dar sepultura digna Trata-se de uma verdadeira atenção para com os doentes e os idosos, tanto no aspecto físico, como em lhes proporcionar um pouco de companhia. O melhor exemplo da Sagrada Escritura é o da parábola do Bom Samaritano que curou o ferido e, ao não poder con- Margareth M. dos Santos Psicóloga CRP 06/30407 Atendimento psicológico: Infantil - Adolescente Adulto - Grupo - Orientação Vocacional corpo humano? Porque o corpo humano foi morada do Espírito Santo. Somos templo do Espírito Santo (1Cor 6, 19). ao Email: margarethpsico2011@gmail.com www.santuariosaojoseoperario.org.br 11 97049-9115 (tim) 11 97147-3150 (vivo) 11 96678-9816 (oi) 11 98978-3070 (claro) Pe. Carlos Lozada Vigário Paroquial

[close]

p. 10

Página-10 Com Jesus somos mais que vencedores Jornal São José Operário Abril- 2016 ANUNCIE AQUI Este espaço está reservado para você! MELLO FARMA DROGARIAS 5873-2009 santuario@santuariosaojoseoperario.org.br Medicamentos e Perfumaria em geral Faça-nos uma visita na Secretaria do Santuário Telefone: 5872-6763 Rua Abílio Cesar, nº 3 Capão Redondo - SP CAFÉ COHAB Maria Rodrigues Vieira Panificadora Pães, Doces, Salgados Bolos,Tortas e muito mais Aceitamos encomendas Rua Abílio Cesar, nº 179 - Jd. Jangadeiro LOJAS KENZO Enxoval para bebê e roupa infantil ADVOCACIA Arabela Santos * Civil (Advogada) * Trabalhista * Família * Criminal e Empresarial * Aposentadoria E-mail: arabelasantos@uol.com.br RUA JOÃO ROBALO, 17 - JD SORAYA SÃO PAULO - CEP 05881-000 FONE/FAX 5873-4588 / 5873-2320 - CEL. 9136-9382 Tel.: 5873-2620 Av. Comendador Santana, nº 957 Capão Redondo - SP ANUNCIE AQUI Este espaço está reservado para você! 5873-2009 santuario@santuariosaojoseoperario.org.br Faça-nos uma visita na Secretaria do Santuário www.santuariosaojoseoperario.org.br

[close]

p. 11

Abril - 2016 SANT. DIOC. SÃO JOSÉ OPERÁRIO ADENIR JOÃO MANOEL IZEPPE ADILENE ALVES DE MOURA ADONIS SANTIAGO OLIVEIRA ALDA DE AQUINO ALINE NASCIMENTO NUNES Os mais sinceros votos de Paz aos Dizimistas do mês de Abril/2016 ELIENE DE ASSIS SILVA ELZA M. SANTOS ERASMO FRANCISCO DA SILVA ERICA BARRETO ALMEIDA ERINALDO MANOEL B. NASCIMENTO EROTILDES C. DIAS ERZI ALVES DE OLIVEIRA DA CUNHA ESTER SOLANO CALDAS EVA GODOI VIEIRA EXPEDITA RAIMUNDA SOARES FABIANA ANDRADE LEITE CHAVES FRANCISCO GERALDO DE OLIVEIRA FRANCISCO LAURENTINO SANTANA FILHO FRANCISCO RODRIGUES OLIVEIRA FRANCIVALDO DA SILVA CUSTÓDIO GERALDA JOSÉ FERREIRA GERALDINA MARIA DA SILVA GERALDO ANSELMO DE SOUZA GERALDO MOREIRA RUFINO GILDEVALDO DA SILVA GISELE NASCIMENTO FUGIMOTO GIVALDO MARQUES FARIAS GLAUCIA MENDES SOARES GUSTAVO FERREIRA BEZERRA HERONDINA E. DO NASC. BONIFACIO HILDA RODRIGUES DA SILVA INAURA TERESA BARBOSA IRACI ARAUJO DOS SANTOS IRMA LEMOS LIMA ISABELLY CAVALCANTE SILVA IVANILTON ALMEIDA IZALTO JOSÉ DA SILVA JOÃO PAULO DE O. BENJAMIM JOEL P. BATISTA JOSÉ AUGUSTO PEREIRA JOSE FRANCISCO DA SILVA ALVES JOSÉ HERNANDO CARREIRA DA SILVA JOSÉ HOLIVAR S. SILVA JOSÉ PEREIRA DE OLIVEIRA JOSÉ VITAL DE SIQUEIRA JOSEFA LUIZA BELO DIAS OLIVEIRA JOSEFA PEREIRA DA ROCHA JOSINALDA XAVIER DE OLIVEIRA SILVA JULIANA DAS DORES BARBOSA JURANDI NUNES DO NASCIMENTO KARINA FERNANDES GOMES KARINA JOSIANI FERRARI MONTEIRO KELLY CRISTINE SILVA DE OLIVEIRA LAIS APARECIDA NUNES LAURINDA MENDES DE JESUS LOURDES APARECIDA S. LEÃO OLIVEIRA LUCAS DE OLIVEIRA SILVA LUCIA SILVA OLIVEIRA LUCINEIA NUNES RIBEIRO LUIZ PEREIRA DE SOUZA LUZIA DE ALMEIDA DE SOUZA Mª DE LOURDES DE O. MARINHO MANOEL FRANCISCO DO NASCIMENTO MARA LUCIA CHNRIELWIG VAROLLO MARCELO APARECIDO GONÇALVES MARCELO SOUZA GOMES MARCOS ROBERTO R. GALDINO MARIA ALCINETE DUARTE MARIA ALELUIA BERNARDA MARIA AP. RAMOS BARRETO MARIA APARECIDA C. DA SILVA MARIA APARECIDA DE JESUS MARIA APARECIDA FERREIRA AMBRÓSIO MARIA APARECIDA G. DOS SANTOS MARIA ASCENÇÃO R. PINTO MARIA AUXILIADORA DIAS MARIA CELIA DOS SANTOS DE SANTANA MARIA DA LUZ D. DE ARAUJO MARIA DA SOLEDADE G. R. ZIPPO MARIA DA GUIA DE OLIVEIRA LIMA MARIA DAS DORES DE LIMA II MARIA DAS DORES M. SILVA MARIA DE LOURDES DE S. J. OLIVEIRA MARIA DE LOURDES LEÃO OLIVEIRA MARIA DO SOCORRO C. BATISTA MARIA ELIZA MESQUITA DOS SANTOS MARIA EMILIA DE SOUZA SILVA MARIA INÁ DE ABREU SOUSA MARIA INÊS SAMPAIO MARIA IRACEMA PETROZZIELO MARIA ISRAELZA DOS SANTOS SILVA MARIA IVETE COSTA DE OLIVEIRA MARIA JACIRA M. SILVA MARIA JOSÉ SOARES DE LIMA MARIA LENICE DA SILVA MARIA LIMA DA SILVA MARIA MADALENA DE SOUSA CARDOSO MARIA RIBEIRO DE SOUZA MARIA SÔNIA DOS SANTOS FRANÇA MARIA ZILDA M. SILVA MARILENE XAVIER MARILIA DAS G. LEÃO MARIO DE SOUZA LOPES MARISA GAVIOLI SILVA MARISE FIRMINO DOS SANTOS MARLENE CAMPIÃO MARLUCE HENRIQUE DE ASSIS MARLY DINIZ DA SILVA MATOS MICHELE CRISTIANE DE ARAUJO MIRIAM MARTINS MATEUS NAIR DE JESUS NAIR VIEIRA DA SILVA NEUSA DE CASTRO MAURICIO NILCIA CRISTINA ALVES NILZA RIBEIRO DOS SANTOS OLVARIA DIAS DE SOUZA OSCAR R. DIAS PEREIRA VIEIRA OSMARINA POLI VICENTE OSVALDO TEODORO OLIVEIRA PALOMA CALDEIRA ARAUJO PATRICIA C. DA SILVA GONÇALVES PAULO JOSE DA SILVA RAFAEL DE JESUS GONÇALVES RAFAEL SILVA LIMA RAIMUNDA R. NASCIMENTO BASILIO RAQUEL DOS PASSOS DA SILVA REGINA INES VANDEPOLL RENATA SANTOS MALAQUIAS RICARDO DA SILVA RITA APARECIDA XAVIER RITA CÁSSIA PEREIRA VOKOYAMA ROBERTO ALVES ROSILDA SILVA ALVES RUI DOS SANTOS PEREIRA SANDRA DA SILVA SANDRA LOPES DA SILVA SARA EUGENIO FREIRE SEBASTIÃO ARCANJO DA COSTA SEBASTIÃO CLAUDIO DOS SANTOS SHEILY DIAS MARTINS DE FARIA SHIRLEY CRISTINA MENDES SIBELE SOUSA DE FARIA SILVA SILVIO E MARIA DA GLORIA SIMONE ALMEIDA SANTOS SIMONE REGINA ALVES NASCIMENTO SOFIA EUGÊNIO FREIRE SUZIMAR DE SOUZA OLIVEIRA TADEU GUSTAVO ROCHA DA SILVA TERESA CRISTINA DA SILVA MATOS TEREZA PEREIRA DE SOUZA TEREZINHA LOURENÇO DOS SANTOS TEREZINHA MARTINS SOARES TEREZINHA TORRES MESSIAS THAIS ALINE O. SILVA VALDEREZ GOMES ALVES VALKÉSIA MAYANE S. DUARTE VANDA MACIEL DOS SANTOS CAPELA SÃO VICENTE CAPELA SÃO PEDRO VANUSA MOREIRA ELISABETE ALVES ARAUJO Com Jesus somos mais que vencedores Jornal São José Operário Página-11 ADEJANE DE OLIVEIRA DOS SANTOS VERILDES LIRIO DOS SANTOS VERONICA AP. SOUZA GUIMARÃES VICENCIA DIAS DO NASCIMENTO VIVIAN PEREIRA MESQUITA ALMERINDA GONÇALVES OLIVEIRA ALMINERES S. SANTANA AMANDA NUNES DE SOUSA AMÉLIA MARIA DO NASCIMENTO AMILTON DE SOUZA LOPES ANA BEATRIZ R. SILVA ANA CLÉLIA OLIVEIRA B. DE JESUS ANA NERI BARBOSA ANDRÉ LUIS SCAMARDI ANTONIA GOMES ALVES ANTONIA PEREIRA DE SOUSA ANTONIO AUGUSTO A. ROCHA ANTONIO CARLOS DE OLIVEIRA ANTONIO JULIO DAMASCENO AUREA RODRIGUES SANTOS LOPES AURORA APARECIDA MORAES BEATRIZ ALVES DE LIMA BEATRIZ DOS SANTOS SOUSA BRAULIO FERNANDES DE OLIVEIRA BRUNA APª DA SILVA ALVES BRUNO DE JESUS DOS SANTOS CAIQUE PEREIRA DOS SANTOS CAMILA EUGENIO OLIVEIRA CARLA COSTA MATOS CARLOS ROBERTO DA SILVA CIRLENE MARIA DO S. NASCIMENTO CLAUDIA KIMBERLY R. DA SILVA CRISTINA BRITO DE SOUSA DANIELA DOS SANTOS SILVA DARLÂNIO DA SILVA DENIS MACHADO SEILER DIANE BARBOSA DA SILVA DIANE DA SILVA ALMEIDA DINALVA PAIXÃO BRITO DIVINO PINTO DOMINGOS JOSE DE OLIVEIRA DULCILENE MARIA MOREIRA EDELVITA SOUZA O. EDUARDO EDITE MARIA DA SILVA EDUARDO CHMIELEWICZ TEIXEIRA EDUARDO SANTOS BATISTA ELAINE NASC. PINHEIRO ELIENE ALVES SILVA ELIENE AMARAL MARINHO ALBERTINA SEVERO DA SILVA ANA PAULA DA SILVA ANA REGINA DE GOUVEIA ANDERSON BONFIN CELENITA MARIA ALVES DE JESUS CLEMILTON RODRIGUES DOS SANTOS DAIANE FERNANDES DA SILVA EFIGÊNIA DE LOURDES TAVARES GENY DE OLIVEIRA PONTES IRACI MATEUS DA SILVA LEANDRO FERNANDES DOS SANTOS MARIA DE FATIMA ABREU MARIA DE LOURDES ALVES ROCHA MARIA JOSÉ NEVES MARIA LEIDIANE ALVES DE SOUZA MARIANE CORREIA DA SILVA OLINDA ALVES TEIXEIRA ORDEVINO COELHO OTILIA GABRIELA DOS SANTOS PAULO TADEU DA SILVA RAIMUNDO ALVES DE SOUZA SONIA MARIA DE SOUZA TEREZINHA ANDRELINA DE SOUZA VERA LUCIA DOS SANTOS SOUZA VICENTINA MARIA DAS DORES ALDENI DOS SANTOS R. SÁ CRISLANI SANTOS ALVES DE LIMA ITALUCIA CARLITA DA S. LIMA IVANILDO BEZERRA SILVA IZELENE SOUZA AGUIAR LUZIA ALVES DA SILVA MARIA DA PENHA DE JESUS MARIA DE LOURDES ALVES RAMOS MARINA FLORENTINO PATRICIA GOMES DOS SANTOS RITA MARIA VIRAÇÃO DA SILVA RODOLPHO SALES LIRA SANTANA TAYANNE VIANA FORMIGA TEÓFILO SOARES PINTOR WILSON ROBERTO CAVALIERE “Pagai integralmente os dízimos ao tesouro do templo, para que haja alimento em minha casa” (Malaquias 3, 10) www.santuariosaojoseoperario.org.br

[close]

p. 12

www.santuariosaojoseoperario.org.br

[close]

Comments

no comments yet