jornal Bom Dia

 

Embed or link this publication

Description

8 de abril

Popular Pages


p. 1

SEXTA-FEIRA 8 DE ABRIL DE 2016 | R$ 1,00 Predomínio de sol, apenas com pouca variação de nuvens Universitários exigem mais segurança Divulgação O Diário do Médio Piracicaba Edição: 4.023 - Ano XVII - Fechamento: 19h00 MÁXIMA: 27ºC MÍNIMA: 17ºC www.bomdiaonline.com DIA MUNDIAL DE COMBATE DO CÂNCER Exercícios físicos são importantes para prevenir doença Divulgação Professores e estudantes da Doctum, UEMG e UFOP foram ao Legislativo para pedir por mais segurança. Página 3 Estudo indica que atividade física pode evitar um tumor. Pág. 4

[close]

p. 2

sexta-feira, 8 de abril de 2016 BOM DIA 2. BOM DIA • Diretor Responsável: Geraldo Magela Gonçalves (Interino) • Diretor Geral: Luiz Gonazaga de Castro • Comercial: comercial@bomdiaonline.com 3851-1515 • Edição Breno Botelho (REG: 13221/JP) • Reportagem Luis Marques • Diagramação/Arte: Sérgio Henrique Braga • Impressão: Gráfica Bom Dia • Colaboradores: Márcio Naoto Suzuki (Up Street) Lúcio Flávio Carlos Augusto - Gugu (Meu Palpite) Tayana Duarte (Interiores com Estilo) Marcos Martino (Cenários) • Representante Comercial: Super Mídia Brasil - BH Central de Comunicação - SC Redação e Administração Rua Lucindo Caldeira, nº 159, Sl. 1, Alvorada, CEP.: 35930-028 João Monlevade / MG / Brasil (31) 3851.1515 • Bom Dia online: www.bomdiaonline.com Circulação: Alvinópolis, Barão de Cocais, Bela Vista de Minas, Bom Jesus do Amparo, Catas Altas, Dionísio, Dom Silvério, Itabira, João Monlevade, Nova Era, Rio Piracicaba, Santa Bárbara, São Domingos do Prata, São Gonçalo do Rio Abaixo, São José do Goiabal. FUNDADO EM JULHO DE 1998 opinião MEDIOPIRA – Quais os projetos vem desenvolvendo e quais os sonhos para o futuro? Junto à prefeitura eu coordeno a Escola de Música de São Gonçalo, onde atendemos mais de 280 pessoas, com aulas de diversos instrumentos e canto coral. Estou bastante envolvido também com o trabalho do Grupo Musical Família Rodrigues, que nos últimos anos tem focado no mercado de música para casamento. Para o futuro desejo gravar o meu CD. Vamos ver se sai em 2017... MEDIOPIRA – Você é crítico ao atual momento da música ou acha que tem espaço para todos? Quem produz uma boa música e trabalha com profissionalismo sempre terá boas chances de conseguir algum espaço, mas a batalha é desigual. A grande mídia só promove artistas e músicas que se enquadram num certo padrão por eles estabelecidos, se sua música não se encaixa neste padrão, as coisas ficam mais difíceis. Como consequência, os contratantes gastam milhões com artistas que nada trazem de novo e o que sobrar (se sobrar) fica para quem corre por fora. MEDIOPIRA – Quem quiser se aprofundar no trabalho do Aulus Rodrigues pode acessar através de quais endereços virtuais? www.aulusrodrigues. com - facebok.com/rodriguesaulus EXPEDIENTE O violão mágico de Aulus Rodrigues Aulus Rodrigues é prova viva de que educação vem de berço. Nasceu em São Gonçalo do Rio Abaixo em uma família extremamente musical, onde teve as bases para se tornar um dos violonistas mais respeitados no país. Mas vamos a entrevista. MEDIOPIRA – Aulus Rodrigues, como foi a sua infância musical. O que os seus pais ouviam? Em casa a gente ouvia uma infinidade de coisa. Música clássica, rock internacional, música brasileira... Fui influenciado não só por meus pais, mas por toda família. Cresci ouvindo meu avó tocar em sua flauta músicas de Pixinguinha, Benedito Lacerda e Waldir Azevedo. MEDIOPIRA – Como é que você começou a tocar? Com um ambiente familiar extremamente musical, é praticamente impossível não tocar um instrumento. Até os 10 anos de idade eu não havia feito nenhuma aula formalmente, mas aos seis já tocava e cantava Raul Seixas, Titãs e Mamonas Assassinas. MEDIOPIRA – Além do violão, domina outros instrumentos? Toco saxofone também, em apresentações com o Grupo Musical Família Rodrigues. MEDIOPIRA - Também toca música popular, cantando ou acompanhando outros artistas? É quase impossível encontrar um violonista de sua carreira até agora? O primeiro foi quando me apresentei pela primeira vez como solista de uma orquestra. Foi com a Orquestra Sinfônica de Minas Gerais, no Grande Teatro do Palácio das Artes, sob a regência do maestro Roberto Tibiriçá. Outro momento marcante foi a apresentação que fiz no Theatro Municipal de São Paulo, no concerto em comemoração aos 35 anos da Rádio Cultura FM, transmitido ao vivo pela rádio, com cobertura da TV Cultura e com o teatro completamente lotado. Inesquecível! MEDIOPIRA – Gosta de outros gêneros musicais? Ouço bastante rock e mpb, mas não fico muito preso a gêneros não. Pode ser Beethoven, Caetano ou Metallica. MEDIOPIRA – Você continua residindo em São Gonçalo. Qual é a sua relação com a cidade hoje. As pessoas reconhecem o seu valor? Por se tratar de uma cidade muito musical, me sinto realizado por ter voltado a residir em São Gonçalo após o término dos meus estudos. Hoje eu sinto que minha maior missão é contribuir para o desenvolvimento artístico da cidade, realizando projetos, promovendo eventos, compartilhando conhecimentos e colaborando com os jovens músicos. Quanto ao reconhecimento, tanto o poder público quanto a sociedade reconhecem o valor de todos os artistas da cidade. clássico que não toque ao menos um pouco de música popular, especialmente em um país como o Brasil, que tem uma cultura popular tão rica. Desde o início, direcionei minha formação e atuação profissional para a música clássica, é o que eu faço de melhor, mas eventualmente realizo sim alguns trabalhos com música popular. MEDIOPIRA – Qual o suporte necessário para uma apresentação sua? A melhor forma de ouvir um recital de violão é sem o uso de microfones ou quaisquer outros equipamentos de som. Mas para isso é necessário principalmente que o teatro tenha um bom tratamento acústico. Como nem sempre essa é a realidade, geralmente necessito apenas de microfone, pedestal e uma cadeira. MEDIOPIRA – Qual o cenário para o violão clássico hoje em dia? Cada vez maior. Basta observarmos a quantidade de festivais e séries de concertos dedica das exclusivamente ao instrumento. Por outro lado, o número de bons violonistas também aumenta a cada dia, o que é excelente. Como em qualquer estilo musical, cada violonista é que tem que conquistar o seu espaço e criar o seu público. MEDIOPIRA – Dá pra ganhar dinheiro com o violão clássico? Com certeza. Se você vê um violonista se apresentando em um palco, ele está trabalhando e, consequentemente, recebendo cachê. Outra possibilidade de renda é atuar como professor do instrumento em escolas de música ou mesmo em aulas particulares. Além disso, o violão pode se tornar também porta de entrada para outras atividades profissionais como produção musical, gestão cultural, realização de projetos, trabalhos em estúdios, consultorias na área de música, etc. MEDIOPIRA – Para você, qual foi o ponto alto Cidademais Comunicações Ltda. CNPJ.: 07.823..807/0001-73 Todos os Direitos Reservados bomdia@bomdiaonline.com redacao@bomdiaonline.com

[close]

p. 3

sexta-feira, 8 de abril de 2016 BOM DIA 3. cidade dores é fiscalizar e cobrar ações dos órgãos competentes. Ele ainda sugeriu a criação de uma guarda municipal como alternativa. “A guarda municipal é muita alternativa, mas cabe à Prefeitura avaliar a situação”. Fabrício Lopes (PMDB) lembrou que, enquanto ocupava a secretaria de Obras, várias ações foram feitas na Uemg junto à diretoria da universidade. “Na Doctum também houve uma reunião onde apontaram a necessidade de intervenção dos poderes públicos pelas ações. Não vamos nos curvar pra essas pessoas que vem nos amedrontando, mas vamos enfrentá-los através no trabalho.” Já o presidente da Casa, Djalma Bastos (PSD), pediu aos estudantes que não tenham medo de denunciar os crimes. “É preciso ter coragem para denunciar. Temos que denunciar quem é o traficante e o ladrão, mas a sociedade está com medo. Vocês sabem que na porta de casa ou na escola tem o colega que usa droga e você não denuncia. É preciso ter coragem de falar, fazer e executar”. Estudantes e professores protagonizam novo protesto contra onda de assaltos João Monlevade – Mais uma vez, a Câmara de João Monlevade foi recebeu, durante a reunião ordinária, protesto da população contra a onda de assaltos no município. Na tarde dessa quarta-feira (6) professores e estudantes da Doctum, UEMG e UFOP foram ao Legislativo para pedir por mais segurança. Os entornos das faculdades foram cenários para vários assaltos. O grupo foi representado pelo professor Breno Eustáquio da Silva, que fez o uso da tribuna popular. “Temos conhecimento de que movimentos estão sendo feitos para tentar coibir a ação de bandidos em nossa cidade ainda que não suficientes. Porém, as polícias, mesmo com toda dificuldade de infraesFotos: Breno Botelho O grupo foi representado pelo professor Breno Eustáquio, que fez o uso da tribuna popular trutura e falta de pessoal, tem feito seu trabalho, assim como os vereadores dessa casa e diretores da Doctum e da Uemg têm promovido reuniões com autoridades públicas para discutir esse problema”. O professor também falou sobre a falta de ações de médio e longo prazo, que poderiam evitar estes casos. “Não sou especialista em segurança pública, mas minha experiência acadêmica me dá uma noção de como esse problema deve ser combatido: com um plano de desenvolvimento a longo prazo, com Faixas e cartazes foram utilizados durante a manifestação ações emergenciais, mas outras que só vão surtir efeito daqui a algum tempo. Nunca ouvi falar em Monlevade da existência de um grupo oficial suprapartidário, com representação das mais diversas camadas sociais, engajado a promover o desenvolvimento do município, com ações que reflitam em mais saúde, mais emprego, mais educação, mais saneamento, mais ordem social, entre outros fatores que direta ou indiretamente vão gerar uma cidade mais segura”. Belmar Diniz (PT) foi o primeiro vereador a falar. “É legítima e de direito a manifestação de vocês. Gostaria de dizer que a Câmara não está omissa com relação há segurança publica. São várias reuniões realizadas por esta casa”. Ele ainda lembrou que situação semelhante vem acontecendo nas proximidades dos campus da PUC e UFMG, em Belo Horizonte. Já o vereador Vanderlei Miranda (PR) comentou sobre os problemas estruturais enfrentados pelas policias militar e civil. “Se não houver uma parceria com a Prefeitura e o empresariado local, a Polícia não tem recursos para conter a criminalidade”. A mesma linha foi seguida pelo vereador Guilherme Nasser (PSDB). “Ninguém trabalha sem infraestrutura mínima. E a polícia está nessa situação. O estado cortou mais de 90% do investimento em infraestrutura. Mas nós temos que fazer diferença aqui”. Ele também voltou a criticar a sensação de impunidade que a legislação dá aos menores de idade. “Não dá pra polícia prender o mesmo infrator 4,5,6 vezes. Uma hora ele vai matar alguém.” Thiago Titó (PDT) disse que a função dos verea-

[close]

p. 4

sexta-feira, 8 de abril de 2016 BOM DIA 4. 8 DE ABRIL: saúde Dia Mundial de Combate ao Câncer reforça importância de exercícios físicos para prevenir a doença Geral - Nesta sexta-feira (8) é celebrado o Dia Mundial de Combate ao Câncer. A data não é lembrada por acaso. No Brasil, o câncer é a segunda causa de morte por doença, atrás apenas das doenças cardiovasculares. Na estimativa do Instituto Nacional do Câncer (INCA) para o biênio 2016/2017, o Brasil deve registrar 596 mil casos de câncer. Mundialmente, a incidência do câncer cresceu 20% na última década. Uma das melhores maneiras para evitar a doença está ao alcance de qualquer pessoa. Fazer aquela caminhada ou andar de bicicleta perto de casa não tem resultados apenas para eliminar a gordurinha localizada na barriga. A atividade física frequente pode evitar um tumor. Segundo o INCA, obesidade e sedentarismo juntos são responsáveis por 20% dos casos de câncer de mama, 50% dos carcinomas de endométrio, 25% dos tumores malignos do cólon e 37% de esôfago. O Ministério da Saúde completa que os dois fatores combinados formam a segunda maior causa de câncer que poderia ser prevenida, atrás apenas do tabagismo. “Exercícios e boa alimentação ajudam antes, durante e depois do paciente se deparar com o câncer. Melhora a qualidade de vida, faz a pessoa se sentir forte e preparada durante o tratamento. E diminui em 60% a reincidência da doença”, explicou Márcio Almeida, médico da Aliança Oncologia. Quantidade Almeida explica que 30 minutos de atividade física leve durante quatro ou cinco dias na semana são suficientes para aumentar a proteção contra o câncer, ou mesmo ganhar forças para suportar o tratamento. Isso significa que uma caminhada ou passeio de bicicleta diariamente podem salvar vidas. A advogada Rozélia Silveira, 46, praticou esportes a vida inteira, correu até meia-maratona. “Até me considerava uma atleta”, brinca. Em 2013, descobriu ter câncer de mama. Mesmo assim não largou as pistas. Após conversar com a equipe médica chefiada por Márcio Almeida, diminuiu a intensidade dos exercícios. Corria ou caminhava 5 km por dia, mesmo durante os seis meses em que fez quimioterapia. Nada comparado aos dias quando corria 30 km e pedalava mais 40 km. Mas sair do sedentarismo transformou o tratamento de Rozélia. “Eu fiquei bem, muito melhor que as outras mulheres que faziam quimioterapia comigo. Nada de vomitar, ou ficar com aquela cara baqueada, arroxeada, sabe?”, enumera a advogada. “Ela não ficava em cima da cama, sem disposição, como acontece na grande maioria dos casos de quem trata um câncer. Suportou melhor os efeitos colaterais dos remédios, dormia melhor”, lembrou Márcio Almeida. Ao se debruçar sobre o assunto, a ciência já descobriu evidências que comprovam a relação entre exercícios e melhora no tratamento da doença. Em 2015, cientistas da Universidade de Duke, nos Estados Unidos, descobriram que exercícios retardam o crescimento de tumores. O fenômeno ocorre porque as atividades melhoram a funcionalidade dos vasos sanguíneos, aumentam o fluxo de oxigênio e retardam o avanço do câncer. Sedentarismo e obesidade são a segunda maior causa dos tumores. Trinta minutos de atividades físicas ajudam o corpo a se proteger da doença

[close]

p. 5

sexta-feira, 8 de abril de 2016 BOM DIA 5. cidade Divulgação Alberto Lima continua em obras João Monlevade - A avenida Alberto Lima continua em obras. Desde o ano passado, a via está sendo revitalizada. A obra, no valor aproximado de R$ 4 milhões, foi dividida em três fases: recapeamento asfáltico, que já está 90% concluído; construção de passeios públicos nos dois lados, fase ainda em andamento e nova iluminação, que já foi concluída, aguardando apenas a instalação de lâmpadas. Após a conclusão, a avenida receberá o plantio de 100 árvores. Desde o ano passado, a avenida está em obras Paralisação de escolas estaduais faz deputados agilizarem votação de reajuste Geral – Mesmo com a aprovação em primeiro turno de reajuste salarial pela Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), parte dos profissionais da educação mantiveram a decisão de interromper as atividades na nessa quinta-feira (7). Com isso, algumas escolas estaduais passaram o dia fechadas, ou com funcionamento em apenas alguns turnos. A ação dos professores fizeram com que os deputados estaduais acelerassem o processo de votação do reajuste da 11,36% à classe. O projeto foi aprovado em primeiro turno, na manhã de quarta-feira (6) e voltaria para a apreciação da Comissão de Fiscalização Financeira e Orçamentária, para análise em 2º turno. Porém, os trâmites foram antecipados, e o projeto foi aprovado em segundo turno e encaminhado para sanção do governador Fernando Pimentel. O projeto de lei altera a Lei 21.710, de 2015 que dispõe sobre a política remuneratória das carreiras dos profissionais da Educação Básica e altera a estrutura de Professor de Educação Básica. Na justificativa do texto, Pimentel explica que objetivo é honrar o compromisso assumido pelo governo Estadual com os trabalhadores do setor por meio da concessão de acordo com o valor do piso salarial nacional do magistério. A emenda feita à matéria substitui dez artigos do texto original por apenas quatro: o reajuste de 11,36%, a incidir sobre os vencimentos dos cargos das carreiras do Grupo de Atividades de Educação Básica, a modificação dos anexos da Lei 21.710, de 2015, e a retroatividade do reajuste. A Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag) informou que o projeto terá um impacto financeiro de R$ 1,35 bilhão em 2016, mais R$ 131 milhões em 2017, R$ 94 milhões em 2018 e R$ 16 milhões em 2019. Gestor do Margarida é demitido João Monlevade - Ronaldo Neves de Alvarenga não é mais diretor do Hospital Margarida. Ele deixa a unidade de saúde uma semana após a posse da nova diretoria da Associação São Vicente de Paulo, que agora têm à frente o empresário José Roberto Fernandes. O gestor esteve à frente da unidade por um ano, após ser transferido da Gerência Regional de Saúde (GRS), em Itabira, para João Monlevade. Procurado, o Hospital Margarida disse que “Ronaldo Neves de Alvarenga, por questões administrativas, não responde mais pela direção do Hospital Margarida”.

[close]

p. 6

sexta-feira, 8 de abril de 2016 BOM DIA 6. cidade Cenibra dá início ao projeto de educação ambiental Divulgação Geral - Neste sábado (9), terá início o primeiro módulo do Projeto de Educação Ambiental – Escola de Vida 2016. Neste ano, serão contemplados 100 professores da rede pública de ensino de Rio Vermelho (MG). Desenvolvido pela Cenibra desde 1996, em parceria com a Fundação Relictos, o projeto consiste na capacitação de professores do 1º ao 5º ano das séries iniciais do ensino fundamental das escolas localizadas nos municípios de atuação da empresa Dentre os temas trabalhados, estão “fauna e flora regionais”; “os se- Foram mais de 2 mil professores de 378 escolas participantes desde o início do projeto res vivos em seu próprio direito”, “ecologia e saúde integrais”, “ecologia do cotidiano: a escola e a comunidade”, “incêndios florestais (impactos e aspectos)”e “aspectos sociais, ambientais, eco- nômicos do eucalipto”. O Projeto Escola de Vida tem como objetivo disseminar a consciência am- biental e a valorização da natureza. O projeto trabalha o desenvolvimento de conceitos sobre o meio ambiente e métodos de sensibilização e divulgação junto aos estudantes. Como resultado do projeto, professores e alunos realizam campanhas de educação ambiental, controle do lixo urbano, coleta seletiva e ecologia. Foram mais de 2 mil professores de 378 escolas participantes desde o início do projeto. A Educação Ambiental é um dos pilares de uma sociedade sustentável. Ciente disso, diversas empresas e instituições promovem ações para consolidar os conceitos e comportamentos responsáveis de forma a garantir equilíbrio entre o desenvolvimento humano e a conservação dos recursos naturais. Acimon recebe pré-lançamento de biografia de Jean Monlevade João Monlevade - O escritor Afonso Torres da Silva realizará no próximo dia 14, às 18h, o pré-lançamento da biografia romanceada de Jean-Antoine Felix Dissandes de Monlevade. O evento será realizado no auditório da Associação Comercial e Industrial de João Monlevade (Acimon), localizado à rua Floresta, 100, em Carneirinhos. O livro, intitulado “ASS.: J.A.F.D. MONLEVADE – Texto, contexto e entrelinhas de uma história”, está sendo lançado em comemoração aos 200 anos da chegada de Jean Monlevade ao Brasil. A obra contou com o apoio da Casa de Cultura e do Ministério da Cultura. Sérgio Henrique Braga obra contou com o apoio da Casa de Cultura e do Ministério da Cultura

[close]

p. 7

sexta-feira, 8 de abril de 2016 BOM DIA 7. polícia Preso foge da cadeia durante horário de visitas Nova Era - A Polícia Militar está à procura de Eglécio Arcanjo Silveira, 31, que está foragido da cadeia pública de Nova Era desde quarta-feira (6). Ele teria escapado durante horário de visitas. A Polícia só percebeu que a fuga somente foi no momento que os demais presos eram recolhidos do pátio, após uma visita semanal de familiares. De acordo com a Polícia Militar, a segurança na unidade é feita por agentes penitenciários e pela Polícia Civil, que vai investigar o caso. Eglécio cumpre pena por assaltos na BR-381. Bell Silva Arma de fogo é apreendida no bairro Santo Hipólito Bell Silva Eglécio cumpre pena por assaltos na BR-381 Processo seletivo para Samu Regional conta com 194 vagas Geral - O Consórcio Intermunicipal de Saúde dos Vales (Cisvales) publicou o edital do processo seletivo para efetivar a implantação do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) no Vale do Aço e Microrregião de Caratinga. São oferecidas 194 vagas para cargos de nível fundamental, técnico e superior. Os salários variam de R$ 1,3 mil a R$ 7,8 mil mais benefícios para carga horária de até 40 horas semanais, conforme o cargo preterido. O edital está disponível no site do Instituto Iniciativa Global, empresa contratada para realizar o processo de seleção de profissionais para o Samu Regional. As inscrições começam no dia 11 de abril e encerram em 2 de maio. As provas serão realizadas no dia 15 de maio, simultaneDivulgação Os militares localizaram a arma de fogo carregada com 11 cartuchos intactos O processo seletivo tem validade de um ano amente, nas cidades de Ipatinga, Coronel Fabriciano e Caratinga. As taxas variam de R$ 50 a R$ 160, dependo do grau de escolaridade exigido para o cargo. São ofertadas vagas para médicos (35), enfermeiros (18), técnicos em enfermagem (60), condutores socorrista (75), assistentes administrativos (5) e técnico em contabilidade (1). Há vagas reservadas para pessoas com deficiência, conforme determina a Legislação Federal. Os cargos serão preenchidos nos municípios que vão abrigar as bases do serviço regional previstas inicialmente. O processo seletivo tem validade de um ano, prorrogável por igual período. A convocação será imediata. “O concurso público é um passo fundamental para a concretização do Samu Regional. Estamos acelerando o processo de estruturação, para que esse benefício seja estendido para as demais cidades da região, como já acontece em Ipatinga. É uma medida para preservar a vida, garantindo melhor assistência aos munícipes”, observa a prefeita de Ipatinga e presidente do Cisvales, Cecília Ferramenta. João Monlevade – A Polícia Militar prendeu um homem por porte ilegal de arma de fogo no bairro Santo Hipólito. Militares de Serviço de Inteligência viram o homem armado com uma PT calibre 7,65 no km 346 da BR-381 conduzindo um veículo Dodge Ran de cor preta. Durante a abordagem, os militares localizaram a arma de fogo carregada com 11 cartuchos intactos. O homem contou para os policiais que adquiriu a arma em Ipatinga há cerca de um ano para se defender de assaltos. Ele é suspeito de ter cometido um homicídio próximo a um bar localizado no bairro Vera Cruz, no ano passado. O autor recebeu voz de prisão em flagrante e foi levado, juntamente com a arma apreendida, para a Delegacia de Polícia Civil.

[close]

p. 8

Fotos: Paulo Alexandre Recorde de público na Cavalgada de São Gonçalo o Moreira Edirlei Márci o çã si o p x E e Abaixo. a, o Parque d nçalo do Rio o an G m se ão S e e d d m a a Cavalgad No último fi a 31ª edição d eu b ce re a d Lacer Lançamento da coleção Outono /Inverno da Alternativa Modas Clientes marcaram presença para prestigiar a nova coleção Outono /Inverno da Alternativa Modas, em Rio Piracicaba. A nova coleção vem com tudo em uma das estações mais charmosas do ano. Sucesso sempre, um abraço da coluna a Lú Vina e suas funcionarias Adélia e Daiana.

[close]

Comments

no comments yet