Revista Lótus 115

 

Embed or link this publication

Description

Revista Budista - Budismo Primordial Honmon Butsuryu-Shu do Brasil

Popular Pages


p. 1

Ano 12 nº115 | março de 2016 “Perfeição não é fazer tudo certo, é haver equilíbrio em tudo.” Nos dias 25 e 26 de março foi realizado o encontro nacional dos jovens no Templo Rentokuji! ENCONTRO DOS JOVENS Encontro de Jovens - Templo Rentokuji E L S

[close]

p. 2

4 Citações do Grande Mestre Nissen Shounin 14 Conhecimentos Gerais - Envelopes 20 Encontro Nacional dos Jovens 30 Ohigan - Culto de Transmigração das Almas 52 Intercâmbio Religioso - Sayuri Katagi Índice

[close]

p. 3

Expediente Ano 12 / Revista N° 115 / março 2016 Responsável Geral: Arcebispo Takassaky Nitiguen Editor: Kyohaku Correia Coordenador Site www.revistalotus.com.br: Gyouen Campos Coordenador Site www.budismo.com.br: Gyouun Vieira Colaborador: Gyouan Assis Contatos: budismo@budismo.com.br

[close]

p. 4



[close]

p. 5



[close]

p. 6



[close]

p. 7



[close]

p. 8

Odyuzu (terço budista) de Nissen Shounin Par de Castiçais Altos

[close]

p. 9



[close]

p. 10



[close]

p. 11



[close]

p. 12

Pergaminho do Sutra Lótus com citações de Nissen Shounin

[close]

p. 13



[close]

p. 14

Conhecimentos Gerais E Envelopes guntas frequentes em relação a essa prática, como conhecimentos gerais, faremos uma relação e detalhamento sobre esse assunto. São algumas das possíveis ocasiões de “Felicitações”: m muitos casos, de acordo com a tradição entre os descendentes de japoneses, existe o hábito de se oferecer “Envelopes” em ocasiões de felicitações ou condolências. O envelope, normalmente contém dinheiro, que servirá para demonstrar o sentimento de quem oferece em relação ao fato acontecido de quem recebe. Isso está mais relacionado a uma prática social do que religiosa propriamente dita. Pois, no religioso, principalmente primordial, não envolvemos o sagrado em trocas de oferecimentos financeiros. Portanto, isso é considerado um ato de cordialidade em relações sociais. Por isso, é da liberdade e sentimento de cada um oferecer ou não, ou procurar outra forma de demonstrar seu sentimento. Também é sempre bom lembrar que nenhuma forma de oferecimento superará a virtude das orações que oferece em benefício da pessoa relacionada. Laço Borboleta (Tyoumussubi) laço Haliote (Awabi-Musubi) Mas como existem muitas dúvidas e per- Nascimento, batizado, Ingresso Escolar, Graduação, Formatura, Transferência próspera, Diplomação, Apresentação, Nova Construção, Abertura de Loja, Cerimônia de Colocação de Pedra Fundamental em Terreno antes da Construção, Aniversários significativos de acordo com a tradição (no Japão: 60,70,77,88,99), Casamento, Aniversário de casamento e outras imagináveis situações de felicitações. Nesses casos, os envelopes são brancos com tiras (Mizuhiki) vermelhas e brancas com os laços (nó) do tipo: Borboleta (o mais tradicional), Conforme ao lado. É utilizado esse laço, pois, o laço borboleta, como pode ser desatado e refeito várias vezes, simboliza o desejo de

[close]

p. 15

que tal próspero evento possa se repetir “Omimai” Visita de Incentivo outras vezes (em casamento esse tipo de Recentemente fomos consultados sobre nó não pode ser utilizado, pois o desejo qual envelope e laços utilizar em ocasiões é “amarrar”, que aconteça uma só vez). de visita a uma pessoa acidentada, hospitalizada ou doente. Essa visita é chama de “Omimai” ou Visita de incentivo. O caso de uma doença ou acidente não representa uma visita felicitação e tampouco de condolências, por isso houve a dúvida e a pergunta. Mas, de modo geral é utilizado o envelope de tiras vermelha e branco e laço borboleta ou haliote (mas sem a targeta superior direita Noshi), Laço Definitivo (Mussubi-kiri) pois representa o desejo de melhora e Na parte superior do laço, se escreve a que tal enfermidade ou acometimento que se refere a ocasião ou simplesmente logo seja desfeito. “Felicitações”, e na parte inferior do laço o nome de quem oferece. O estilo de laço ao lado, chama-se Awabi-Musubi “Laço Em ocasiões de Condolências Haliote” (tipo de molusco marinho), por representar laços afetivos duradouros. Podem ser utilizados em ocasiões de felicitações (em vermelho e branco) e tam- Os casos mais perguntados são os de bém em condolências, mas nesse caso condolências. Nesses casos são utilizados com laços em preto e branco e sem a tar- envelopes brancos com tiras em branco e preto com laços de definitivos, pelo degeta “Noshi” superior direita. sejo de que tal fato não mais se repita, No caso de casamento também pode ser ou laços haliote, mas em todos os casos utilizado este laço haliote, pela simbolo- sem a tarjeta Noshi superior direita, pois gia próspera e também o laço Mussubi- não se trata de nada alegre. -kiri, “Laço Definitivo”, pois assim como um nó cego, quanto mais puxa, mais firme fica. Por não se desamarrar, simboliza o desejo de que tal fato não aconteça novamente. É utilizado em casos de casamentos, com tiras em vermelho e branco ou douradas, ou em falecimentos, com fitas em preto e branco sem a targeta direita superior Noshi. *Noshi, simboliza o haliote, como alimento que traz a longevidade.

[close]

Comments

no comments yet