Jornal o Ferradura Março 2016

 

Embed or link this publication

Description

Jornal o Ferradura Março 2016

Popular Pages


p. 1

Boletim nº 4 Palavra do presidente Estamos publicando uma Tabela Explicativa (ao lado) sobre como ficaram as cláusulas econômicas da Convenção Coletiva de Trabalho/16 com vigor em 1º de março/16, explicando de maneira simples, para empresas de menor porte e os trabalhadores, sobre o negociado, a ser cumprido fielmente pelas partes. No caso de dúvidas os interessados (empresas) devem ligar no ente patronal – SindiMetal (44) 3224.4186, e os trabalhadores no SindMetalúrgicos (44) 4009.3100. Centro de Lazer e Esportes – Devido a mudanças no ritmo da economia, acontece considerável queda na arrecadação do sindicato, também em razão da dispensa de muitos trabalhadores além de outros fatores. Importante destacar que só através da sindicalização dos trabalhadores, o sindicato será forte o suficiente para fazer frente a todas as dificuldades, sejam elas de natureza econômica ou política. Assim, as obras seguem um ritmo mais lento, também em obediência aos preceitos do orçamento, de formas que as benfeitorias prossigam, como veremos: Na última edição deste Boletim informamos dados da nossa Convenção Coletiva de Trabalho, (cláusulas econômicas) mas a interpretação sobre reajustes salariais ficou difícil, com muitas dúvidas perdurando, tanto para os trabalhadores como para as empresas menores. Assim, as partes, SindiMetal – Sindicato das Indústrias Metalúrgicas de Maringá e SindMetalúrgicos – Sindicato dos Trabalhadores Metalúrgicos de Maringá, resolveram editar uma Tabela Explicativa, onde são dirimidas eventuais dúvidas, como segue abaixo. Mesmo assim, tanto da parte dos trabalhadores, como das empresas, cada qual pode ligar no respectivo sindicato, no caso de remanescer alguma dúvida. SindiMetal (44) 3224 4186 e SindMetalúrgicos (44) 4009 3100 A seguir, confiram a tabela: CCT/2016 – Tabela Explicativa 1 - Portaria - para atender a segurança dos veículos que transitam, a antiga portaria deu lugar a um novo e moderno projeto com previsões para quando o trânsito for mais intenso, abrigar porteiros, sistemas de vigilância e identificação, etc. (foto) 2 – Salão de Festas – Trata-se de uma obra com toda sua estrutura completada, com os arremates finais, em andamento. O salão se destina exclusivamente, salvo exceções, ao trabalhador para a comemoração de aniversários seus e de seus filhos, esposa, pais, festas de casamento, e outros eventos. Sua utilização ao associado será regulamentada pela diretoria do sindicato. (foto) Campos e Quiosques - os campos de suíço tiveram os gramados renovados, um tapete verde. Cada unidade dos quiosques é dividida para duas famílias, que poderão confraternizar com privacidade. A via de acesso desde a portaria, cerca de 1.700 (mil e setecentos metros) de extensão, está totalmente asfaltada. Árvores nativas foram plantadas ao redor das lagoas ornamentais, quiosques e campos de futebol. Um abraço e que Deus abençoe a todos da família metalúrgica de Maringá e de nossa Base Territorial. Março de 2016 Epifânio Magalhães de Oliveira – presidente.

[close]

p. 2

2 Comunidade Apoio à Vida utiliza moderno equipamento na Odontologia Os pacientes do setor de Odontologia na Comunidade Apoio à Vida agora contam com um moderníssimo equipamento para uma restauração ou mais, em dois dias no máximo, com material de porcelana. O nome do equipamento, de tecnologia alemã é CEREC. No Brasil hoje são cerca de 500 equipamentos. Antes do seu surgimento, uma restauração durava mais de 3 semanas para ficar pronta, envolvia laboratório de prótese e moldagens convencionais com materiais que davam ânsia no paciente. Curso básico Para a utilização do CEREC, dentistas da Comunidade Apoio à Vida (CAV) – Dr. Alfredo Bordim Júnior e Dra. Renata participaram de um curso básico de dois dias, em São Paulo e outro curso, de 3 dias, aqui na CAV, ministrado pelo Dr. Fernando, dentista da Sirona, empresa que é a dona do equipamento. No curso realizado na Comunidade Apoio à Vida, os participantes confeccionaram 4 dentes em uma paciente aqui da casa, utilizando porcelana, com produto final de alta qualidade e tecnologia, em um período da tarde e início da noite, das 13 hs. às 19 hs. O Dr. Alfredo fez uma demonstração de como Dr. Alfredo explica como funciona o equipamento o equipamento é utilizado, explicando os procedimentos e lembrou que recentemente esteve em São Paulo, em outro curso por 4 dias para aperfeiçoamento nas restaurações e coroas de dentes anteriores e posteriores. Com isso o Sindicato dos Metalúrgicos oferece aos associados e dependentes, pacientes do setor de Odontologia, tecnologia de primeiro mundo. Lesão por Esforço Repetitivo (LER) O Corpo Humano é uma máquina complexa, com diversas funções e muitas peças que se encaixam. Em toda máquina, quando se usa uma das peças excessivamente, há um desgaste desta, que acabará por comprometer o funcionamento da máquina inteira. De uma maneira simples, é o que ocorre com pessoas que se queixam de LER. Este tipo de doença ocupacional ocorre quando alguma parte do corpo se desgasta, envolvendo lesões musculares e desgastes em articulações e nervos, causando dores e inflamações. Estas lesões são causadas por movimentos e esforços repetitivos durante longo período de tempo. A LER é uma doença considerada pela Previdência Social como Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho, que ocorre devido a sobrecarga sobre tendões, articulações e músculos, tendo por característica um desenvolvimento lento, não trazendo seus malefícios de uma só vez. Portanto, isso faz com que as pessoas demorem a perceber e a procurar se prevenir. Geralmente, não buscam uma solução de forma rápida, pois acham que os sintomas passarão. Na grande maioria das vezes estas pessoas somente perceberão o problema quando a área afetada já está bem comprometida, inclusive com sintomas de dores, sensação de peso, fadiga e parestesia (sensação anormal e desagradável sobre a pele que assume diversas formas (por exemplo: queimação, dormência, coceira etc.)), causando afastamentos do trabalhador do posto de trabalho. O aparecimento desses sintomas vem aumentando mundialmente e, no Brasil, começou a adquirir essa expressão, em número de relevância social, a partir da década de 80, tornando-se um grande problema de saúde pública e social, pela possibilidade de perda da capacidade laboral temporária ou permanente. Atualmente, os sintomas ocasionados pela LER relacionadas ao trabalho atingem várias categorias profissionais, inclusive do setor metalúrgico, por realizar trabalhos como montagem, manuseio e transporte de carga, utilização de peso/força implicando em esforço físico e, em alguns casos, alta repetitividade. Segundo o Ministério da Saúde, na grande maioria das vezes, jovens e mulheres acabam sendo acometidos por esta síndrome. Departamento de Segurança do Trabalho A importância da Segurança e Saúde no Trabalho é incalculável, e felizmente, a implantação de práticas seguras no trabalho vem crescendo bastante, ultimamente. Ciente desta importância, o Sindicato dos Metalúrgicos de Maringá e região, através de seu Departamento de Segurança e Saúde no Trabalho, está visitando as empresas para orientar os trabalhadores e também os empresários, com o objetivo de garantir o bem-estar físico, mental e social dos trabalhadores O encarregado do setor é o engenheiro Ricardo Moreira que está ao dispor para as informações solicitadas, aqui no Sindicato. Fones (44) 4009.3100 - (44) 9918.0372. Direito de Oposição De conformidade com decisão de Assembléia Geral da categoria, em observância a preceitos legais e constitucionais, nos termos de audiência nº 4317/2013, procedimento preparatório 000457.2008.09.001/3, da Procuradoria Regional do Trabalho da 9ª. Região, de 5 de julho de 2013, assegura-se aos não associados desta entidade sindical o direito de oposição ao desconto de natureza convencional, cuja oposição será manifestada diretamente pelo empregado, nos termos da cláusula: Contribuição de Natureza Convencional da CCT 2015/2016, no prazo de 10 (dez) dias da assinatura da presente Convenção Coletiva de Trabalho. Expediente Jornal O FERRADURA Órgão Oficial do SindMetalúrgicos - Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico de Maringá e Região. Avenida Paissandu, 517, Zona 3, próximo ao Centro Esportivo, CEP 87.050-130, Maringá-Pr. Fone 44 4009-3100 Subsedes: Loanda, Cianorte, Umuarama, Paranavaí e Campo Mourão Presidente: EPIFÂNIO MAGALHÃES DE OLIVEIRA Jornalista Responsável: Francisco Timbó de Souza - Fone -44-3029-6389 e 8402-6981 - e-mail: tribunadepaicandu@gmail.com Diagramação: Andréa Tragueta Impressão: Gráfica Canção - W. A. Costa Ltda - ME - CNPJ 04.458.135/0001-56 - w.costa@bs2.com.br Avenida Dr. Alexandre Rasgulaeff, 966 - Jd. Alvorada - Fone: (44) 3228-1635 - Tiragem: 6.000 exemplares

[close]

Comments

no comments yet