RLB 40 - Janeiro de 2016

 

Embed or link this publication

Description

Revista Leitura de Bordo

Popular Pages


p. 1

Ano 7 – nº 40 – Janeiro de 2016 – R$ 6,50 Bem-vindos ao FUTURO

[close]

p. 2



[close]

p. 3

| Outro olhar | Barra Grande - BA Ft.: Rogério Lezino

[close]

p. 4

Índice Tristán Narvaja São Paulo Uma Feira única em Montevidéu 05 08 10 12 13 16 19 20 21 24 Ao contrário do que muitos pensavam, o novo ano não serviu para reanimar o Brasil e os brasileiros. Cada vez mais somos engolidos não apenas pelos problemas atuais, mas vemos solapada a esperança de vencer esta temporada de caos e desencanto. Há uma espiral de fatos e eventos que nos jogam sempre na perspectiva de que o pior ainda está por vir. A pergunta é desvender até onde vai a resistência do brasileiro diante do caos. Boa leitura! Alfredo Bessow Editor A prefeitura abre suas portas Adventure Feira está confirmada para outubro O que muda Com as mudanças na Fazenda? Capa - Aeroporto JK RT - Verão Um novo conceito na Capital Federal No Rio, longe da feijoada e da caipirinha Refletir Balaio Um gigante por dia Os feriados em 2016 Fashion Games Shakespeare em forma de jóias Ainda há jogos instigantes Revista Leitura de Bordo – Ano 7 - nº 40 – Janeiro de 2016 É publicação mensal da Wosseb C&M, tiragem de 25 mil exemplares – circula nos voos da Sete, Salas Vip e Aeroportos, trade turístico, enviada para prefeituras e gestores públicos e distribuição institucional. A Revista Leitura de Bordo não se responsabiliza pelas opiniões, pontos de vista e argumentos dos artigos assinados e veiculados na Revista. Editora de conteúdo: Sandra Fernandes Editor: Alfredo Bessow Colaboradores: Carlos Vieira, Paulo Antenor, Bruno Henrique, Débora Costa e Silva, João Fagundes, Mário Pinho, Elaine Ikkert Stahlhoefer, Samantha Riera e Alexandre Odyssefs Produtor: Pedro Ricardo Teichmann Logística: Marcos Alexandre Bessow Comercial: Wosseb C&M (+55 61 3262 0509 ou 8150 0256) Proj. Gráfico/Diagramação: Wellington Pessoa | MadMídia Capa: Aeroporto JK / Brasília-DF. Fotos: Wosseb C&M E-mail: geral@leituradebordo.com.br Site: www.leituradebordo.com.br Escritório: CLSW 303 Bl. A | Ent. 16 | Sl. 109 Setor Sudoeste | 70673-621 | Brasília (DF) Impressão: Gráfica Ipanema +55 62 3611 2400 Correspondência: Caixa Postal, 72 | 70351-970 - Brasília-DF 4 Leitura de Bordo | Janeiro 2016 | www.leituradebordo.com.br

[close]

p. 5

| Especial | Feira de Tristán Narvaja Para quem pensa que já viu de tudo www.leituradebordo.com.br | Janeiro 2016 | Leitura de Bordo 5

[close]

p. 6

| Especial | Feiras de artesanato e antiguidades são comuns e conhecidas em todos os países. Mas nada serve de parâmetro se o assunto for Tristán Narvaja – feira que acontece aos domingos em Montevidéu. Se você estiver por perto da Cidade Vieja, é só seguir o rumo do burburinho. Ninguém sabe ao certo quando ela começou, mas registros apontam que surgiu na primeira década do Séc. XX. Com o tempo, foi ocupando mais quarteirões e ampliando a diversidade de produtos. A feira acontece na rua e ao longo do seu percurso foram surgindo antiquários. Tido como principal “abastecedor” de antiquários brasileiros, a fama redundou em preços abusivos. É preciso ter paciência para negociar – mas mesmo para quem não quer comprar nada, vale o passeio. Além dos produtos expostos – uma piton ou negociar um rifle americano de 1890; se quiser, pode optar entre um lustre de bronze ou produto made in China; pássaros, discos de vinil, carros antigos, frutas, legumes, roupas... 6 Leitura de Bordo | Janeiro 2016 | www.leituradebordo.com.br

[close]

p. 7

| Especial | História Ao lono da feira, que se espalha por muitos quarteirões, arquitetura e história se mesclam. Passa-se, inclusive, pela frente da sede dos Tupamaros – resistência à ditadura que comandou o Uruguai nos idos de 1970/1980. Por falar em passado, há muitos e bons livros esparramados pelas calçadas, bem como selos (igualmente com preços calientes), moedas, medalhas e muitas armas brancas: punhais, adagas, espadas e até mesmo lanças. O uruguaio – homem ou mulher – é acima de tudo uma pessoa educada. E na feira, uma característica é a cultura que eles expõem sem nenhuma arrogância, como algo natural e inerente ao modo de ser. Igual ao mate – cada qual com sua térmica debaixo do braço e uma gajeta (que é a cuia que usam, quase de uso individual). O lugar é seguro e todo mundo faz negócios com moeda local, real e dólar. Não é recomendado ficar perambulando depois das 16h – principalmente se você estiver com máquina fotográfica ou algum objeto de valor mais visível. www.leituradebordo.com.br | Janeiro 2016 | Leitura de Bordo 7

[close]

p. 8

| Roteiro Testado | De portas abertas A SPTuris-São Paulo Turismo criou um roteiro de visitação para quem quer conhecer a história e o acervo do Edifício Matarazzo, sede do gabinete do prefeito Fernando Hadad, no centro da cidade. As visitas incluem o gabinete do prefeito, que reúne objetos e obras de arte, como tela da artista Tomie Ohtake, quadro de Clodomiro Amazonas e painel de Paulo Pasta. Não há cobrança de ingresso. O prédio foi projetado por Severo e Vilares, com revisão do arquiteto italiano Marcello Piacentini, e inaugurado no final da década de 1930, como sede de uma das indústrias do empresário Francisco Matarazzo Júnior. Em 1974, foi vendido para o Banco do Estado de São Paulo e apelidado de “Banespinha”. Desde 2004, o edifício abriga o gabinete do prefeito e de oito secretarias municipais. Um dos destaques da visita é o mosaico do artista e designer italiano Giulio Rosso, encomendado pelo Conde Francisco Matarazzo Jr. na década de 30. O trabalho, que faz uma representação do território brasileiro, veio da Itália em 1946. Outra atração do roteiro é o jardim, projetado originalmente para receber desfiles de moda das Indústrias Matarazzo. Hoje o espaço leva o nome de Walter Galera, zelador do prédio que cultivou 400 espécies de plantas e cuidou do local até sua morte, em 1995. Serviço Visitação aos sábados Roteiro completo Horários: 15h, 17h e 19h, com visita ao gabinete. Inscrições: visitaedificiomatarazzo@spturis.com até às 14h do dia anterior Visitações durante a semana Roteiro - hall monumental e jardim Segunda a sexta-feira Horário: 15h, 17h e 19h Inscrições: visitaedificiomatarazzo@spturis.com até às 14h do dia anterior 8 Leitura de Bordo | Janeiro 2016 | www.leituradebordo.com.br

[close]

p. 9

Resultados do PAS provam sucesso e viabilidade da escola pública C Comprometimento do Magistério e dedicação dos estudantes fizeram a diferença da UnB, em um universo de cerca de duas mil vagas. Um dos calouros - do Centro de Ensino Médio Setor Leste - passou para o curso mais concorrido da instituição de ensino superior, o de medicina. Só nesta unidade de ensino, outros 54 estudantes foram aprovados. No Centro de Ensino Médio 01 de Sobradinho, 64 estudantes conquistaram um lugar na universidade. O mesmo sucesso foi se repetindo em todas as regionais de ensino do DF. Seguem no quadro das unidades que mais conquistaram vagas, os Centros de Ensino Médio de Taguatinga Norte (58), do Setor Oeste (57) e do Setor Leste (55) - ambos no Plano Piloto -, e o Centro de Ensino Médio 2 de Ceilândia (55). Entre as coordenações regionais de ensino, o destaque ficou com Plano Piloto e Cruzeiro (184), seguida por Ceilândia (163), Taguatinga (143), Gama (83) e Sobradinho (71). E este número poderia ter sido bem mais expressivo. Isso porque, ao contrário do que era esperado e costumeiramente feito, o GDF não arcou com o custo de R$ 100 referente à taxa das provas. Isso alijou uma grande quantidade de estudantes de participar do processo seletivo, pois não tinham condições de bancar financeiramente as inscrições. Apesar de tudo, professores e alunos da rede pública foram à luta e mostraram do que são capazes. Muito mais do que o GDF dispensa à educação pública e do que pensam as elites de plantão, valeu o comprometimento e a responsabilidade de toda a categoria do magistério público do Distrito Federal e a dedicação dos estudantes. riticada pelos setores mais reacionários da sociedade – que só têm olhos para o que é particular -, a escola pública mostrou do que é capaz – independentemente da ação direta do Governo do Distrito Federal (GDF). O resultado do Programa de Avaliação Seriada da Universidade de Brasília (PAS/UnB) não deixou dúvidas: 40,88% das vagas desta seleção, em 2016, são de alunos da rede pública. A Secretaria de Educação do DF registrou 861 aprovados na terceira etapa da prova Foto: Deva Garcia Professores e estudantes do CED 04 de Taguatinga comemoram resultado

[close]

p. 10

| Eventos | Adventure Sports Fair confirmada para outubro Depois de ser cancelada em 2015 por conta da crise, evento de 2016 será em novo endereço e com abrangência também para o turismo de aventura A 17ª edição da tradicional Adventure Sports Fair, principal feira do segmento de turismo e esportes de aventura, acaba de ser confirmada. Será de 12 a 16 de outubro de 2016 no São Paulo Expo (novo nome do Centro de Exposições Imigrantes), fruto de uma parceria entre a empresa brasileira Promotrade, fundadora do evento, e o grupo francês GL Events, um dos maiores conglomerados empresariais do setor de eventos no mundo, através de sua divisão GL Exhibitions. Os visitantes da Adventure Sports Fair 2016 podem esperar mais conteúdo, já que o objetivo dos organizadores é aproximá-los dos esportes e atividades ao ar livre e apresentar informações relevantes, além de novas atrações interativas. Grandes nomes da aventura farão palestras, oficinas e clínicas sobre diversos temas, e também estarão presentes as principais associações e escolas de cada modalidade. Outra novidade será a reformulação e o fortalecimento do setor de turismo, apresentando mais 10 Leitura de Bordo | Janeiro 2016 | www.leituradebordo.com.br

[close]

p. 11

| Eventos | destinos e produtos nacionais e internacionais, além de agências e operadoras, tanto receptivas quanto emissivas. Isso graças tanto a parceiros tradicionais da feira, como a ABETA (Associação Brasileira das Empresas de Ecoturismo e Turismo de Aventura) e órgãos governamentais, quanto com entidades internacionais. “A mudança de endereço acompanha essa nova fase de evolução da Adventure Sports Fair, uma feira que tem como focos principais a geração de negócios para os empresários e entidades do setor e também o aumento do número de praticantes de atividades ao ar livre. Estamos seguros de que a edição 2016 será um grande êxito”, diz Sérgio Bernardi, Diretor da Promotrade. Espaço revigorado O São Paulo Expo será o maior centro de exposições, congressos e convenções da américa do sul, em área coberta com 100 mil m² e um investimento de R$ 400 milhões. O projeto do grupo GL Events prevê a construção, ampliação e modernização de um complexo arquitetônico multifuncional, além da construção de um edifício garagem com 4,5 mil vagas cobertas (o maior estacionamento coberto do Brasil). Informações: www.adventurefair.com.br. www.leituradebordo.com.br | Janeiro 2016 | Leitura de Bordo 11

[close]

p. 12

| Ponto de Vista | Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil Mudanças no Ministério da Fazenda Eis que temos um novo Ministro da Fazenda! Depois da longa queda do Ministro anterior, assume Nelson Barbosa, que ocupava o Ministério do Planejamento e era o favorito do Partido dos Trabalhadores para o posto. Mas, que novidade: o mercado num primeiro momento não reagiu bem a esse nome, com desvalorização na Bolsa de Valores e aumento do dólar. Depois se acomodou. Definitivamente, o novo Ministro não é o queridinho do mercado como era seu antecessor. Então foi uma escolha errada? Bom, o anterior tinha o apoio do mercado e não foi muito longe. Isto quer dizer que foi uma escolha certa? Também não, mas era uma das melhores opções no momento. Na verdade, a Presidente da República escolhe quem ela quiser para o cargo. E a crise (crises são ótimas para mudanças e oportunidades) é obra majoritária do político e não do técnico. Neste momento, seria até bom esquecer um pouco da Fazenda e deixar o pessoal trabalhar em paz, para consertar os vários erros cometidos no campo político. Nossa aposta, apesar da desconfiança do mercado, é de que o novo Ministro pode vir a ser uma grata surpresa, desde que sobreviva a 2016, é claro. No nosso entender, começou bem ao assumir os rombos das pedaladas ainda em 2015, sem deixar partes desse ajuste para o próximo ano. Mais: se não tem o apoio do mercado (leia-se aqui quem recebe os altos juros pagos pelo governo), tem apoio de parte significativa do setor produtivo e do setor social. Importante registrar alguns aspectos da ida de Nelson Barbosa para a Fazenda: ele lutou para chegar ali, portanto fará alianças e resistirá a tentativas de sua retirada, se for o caso; as contendas entre Fazenda e Planejamento deixarão de acontecer; haverá obediência com poucos questionamentos à Presidência da República; o lado político do governo capitaneado pela Casa Civil ganha força; o ajuste fiscal tende a ficar mais brando; a Presidente se fortalece na luta contra o impeachment com medidas menos anti-populares; a bancada do Partido dos Trabalhadores apoiará com mais vigor o novo titular; a Fazenda passa a apresentar medidas menos radicais. Já dá para se ter uma noção clara do que vem pela frente na Fazenda. Mas isso é bom ou ruim, trará ou não trará resultados? Bom, se considerarmos que o Ministro anterior já não contava com respaldo de setores outros que não o mercado, a troca foi positiva. E se vierem medidas acertadas como a citada acima (quitação das pedaladas) até o mercado pode se render a Nelson Barbosa. De qualquer forma, já tinha passado da hora de mexer mesmo. Desejamos ao novo Ministro da Fazenda toda a sorte, paciência e competência do mundo. Vai precisar. E seu acerto será o nosso acerto. Mais dois assuntos rápidos: o superávit de 0,5% previsto na Lei Orçamentária de 2016 não é factível e o próximo que deve ser pressionado a sair da equipe econômica é o Presidente do Banco Central. Veremos! 12 Leitura de Bordo | Janeiro 2016 | www.leituradebordo.com.br

[close]

p. 13

| Capa | Aeroporto JK: Um novo conceito está surgindo Depois de três anos administrando o Aeroporto JK, a Inframerica ampliou e renovou o espaço, trazendo mais conforto e modernidade aos usuários, um investimento de R$1,5 bilhão. Foram 18 meses ininterruptos de construção em meio à operação normal do Aeroporto. Antes da entrega das obras o aeródromo era o 4º aeroporto brasileiro em movimentação de passageiros, com a ampliação o Terminal conquistou o 2º lugar e se consolidou como o maior hub doméstico do Brasil. Mas isto é apenas o começo do que será implantado... www.leituradebordo.com.br | Janeiro 2016 | Leitura de Bordo 13

[close]

p. 14

| Capa | As novas salas de embarque, os Píeres Sul e Norte, foram concluídos em abril e maio de 2014 respectivamente. O Terminal passou de 60 mil m² para 110 mil m², um aumento operacional de 45%. Com a nova infraestrutura, o Aeroporto de Brasília pode comportar até 60 voos por hora e 21 milhões de passageiros por ano, 5 milhões a mais do que vinha recebendo. Para o presidente da Inframerica, o engenheiro José Luis Menghini, os três anos de concessão superaram as expectativas da concessionária. Em três anos de concessão a movimentação de passageiros do Aeroporto de Brasília cresceu 20%. A expectativa é encerrar o ano de 2015 com um crescimento de 7% em relação ao ano anterior, com aproximadamente 19,5 milhões de usuários. Novos projetos A partir deste ano, a Inframerica dará início a uma nova etapa de obras que mudará o conceito de aeroportos no país. Um projeto pioneiro que transformará o Aeroporto de Brasília e toda a experiência de compras e entretenimento na Capital Federal. A previsão da concessionária é investir R$3,5 bilhões em todo projeto. O ambicioso plano imobiliário consiste em seis empreendimentos localizados no sítio aeroportuário: ampliação da sala de embarque internacional, Terminal JK, Office Park, Sun Park City Center, Rede Hoteleira e Storage / Self-Storage. “Estes novos projetos mostram que a concessionária aposta em Brasília como uma cidade de grande potencial para investimento. Estamos lançando a primeira cidade-aeroportuária do país que trará muitas oportunidades de lazer, comércio e serviços para a população brasiliense e esta é a nossa certeza de que o empreendimento será um sucesso”, explica o presidente da Inframerica. A construção da nova sala de embarque internacional terá início em 2016 e previsão de entrega em 2018. O Terminal JK, como será chamada a nova infraestrutura, será um empreendimento comercial de 303 mil m² que comportará um shopping com 280 lojas, 30 opções de fast food e oito restaurantes de alto padrão, além de um 14 Leitura de Bordo | Janeiro 2016 | www.leituradebordo.com.br

[close]

p. 15

| Capa | town Disney e Puerto Venecia, na Espanha. Serão 418 mil m² de área construída próxima ao Terminal Aeroportuário. O complexo contará com parque aquático, aquário, kid’s place, cinema, área verde, lago, outlet, arena multiuso, centro de convenções, hospital e universidade. O Office Park, prédios de escritórios com estacionamentos privativos e rotativos, terá 487 mil m² de área construída no modelo Built to Suit (BTS), ou seja, sob medida para atender as empresas interessadas. Após as obras o espaço deverá. Para complementar os serviços de cargas disponíveis no Aeroporto de Brasília, a Inframerica vai construir o Storage, ou Self-Storage - com tecnologia para comportar diferentes tipos de mercadorias. As obras dos empreendimentos começarão em 2016 e a previsão é que sejam entregues em sete anos. As obras deverão empregar mais de 10 mil operários durante o período de construção e após a sua conclusão, deverão atrair mais de 13 mil novos empregos. edifício garagem com capacidade para quatro mil vagas de estacionamento, dois hotéis, dois edifícios de escritórios, cinema, academia e áreas destinadas a descanso. O acesso dos passageiros ao Terminal 1, saguão de embarque, se dará por meio do Terminal JK. As obras começam neste ano e devem ser concluídas até 2018. O Aeroporto de Brasília conta hoje com um Hotel Base Concept no sítio aeroportuário e já assinou contrato para abertura de cinco novos hotéis padrão 3, 4 e 5 estrelas. O Sun Park City Center será um centro de comércio, serviços e lazer inspirados em grandes empreendimentos como Down- www.leituradebordo.com.br | Janeiro 2016 | Leitura de Bordo 15

[close]

Comments

no comments yet