Revista Roteiro Animal - Edição 5

 

Embed or link this publication

Description

Revista voltada para o turismo pet. Dicas de roteiro, saúde animal, curiosidades e afins.

Popular Pages


p. 1



[close]

p. 2



[close]

p. 3

EDITORIAL O contato com a natureza e os animais. Fazer trilhas e apreciar a natureza. Para muitas pessoas, esta atividade é sinônimo de prazer e descanso para a mente. Para aqueles que amam os animais, a possibilidade de poder unir um passeio ao lado do seu amigão é uma questão de necessidade. Hoje, é possível encontrar locais e serviços destinados a esse público. Garantir diversão e aventura para animais e seus donos tem sido a busca de muitos, que para isto, criam roteiros especialmente para eles. A atividade contribui para que cães que vivem dentro de apartamentos ou que ficam muito tempo sozinhos possam sentir e curtir mais a liberdade, já que durante o passeio eles podem ficar ao lado dos seu tutores. Outro benefício adquirido na prática é a confiança que os bichinhos criam em relação aos seus tutores, além do exercício constante da sociabilidade. É possível, cada vez mais, desfrutar da companhia dos animais sem abrir mão de passeios incríveis. Esse contato e interação colabora para a diminuição do stress, o aumento da satisfação e uma grande troca de experiência. Por isso incentivamos essas grandes aventuras ao lado dos cães, que ao final do dia ficam muito mais seguros e felizes por curtir a realização de mais uma aventura ao lado do dono. “Chegará o dia em que os homens conhecerão o íntimo dos animais e nesse dia, um crime contra um animal será considerado um crime contra a Humanidade.” (Leonardo Da Vinci) 3

[close]

p. 4



[close]

p. 5



[close]

p. 6

ÍNDICE Tapiraí - SP 20 Imagem divulgação: Fonte http://destinopetropolis.com.br/galeria/ 8 - CURIOSIDADES Você sabia? 10 - SAÚDE Seu cachorro tem mau hálito 12 - RAÇAS O Vira-lata e todo seu charme 14 - ALIMENTAÇÃO Quando alimentar seu cão 16 - CÃO CIDADÃO Viagem de Avião 18 - ENTRETENIMENTO 24 - MUNDO ANIMAL Sagui de estimação? 26 - MUNDO PET 28 - DICAS Como fazer um passeio tranquilo com seu cão 30 - MITOS OU VERDADES 32 - AMIGOS DO ROTEIRO 34 - UMA HISTÓRIA DE AMOR 36 - PRÓXIMO ROTEIRO Maresias - SP

[close]

p. 7

EXPEDIENTE ROTEIRO ANIMAL EM OUTRAS MÍDIAS Facebook: /roteiro animal WebTV - Youtube: roteiro animal Instagram: @roterioanimal Blog: roteiroanimal.com.br/ blog Site: roteiroanimal.com.br Distribuição Gratuíta online Direção e Roteiro Patricia Faria Luciana Moura Projeto Gráfico e Diagramação Luciana Moura Patricia Faria Capa Planejamento e comercial www.roteiroanimal.com.br Luciana Moura Nossa inspiração Frida SUA OPINIÃO Distribuição Gratuíta Online contato@roteiroanimal.com.br SUA ASSINATURA Preencha seu cadastro em nosso site e receba a versão online gratuitamente, além de promoções exclusivas do Roteiro Animal. SEU ANÚNCIO 15.3318.5363 contato@roteiroanimal.com.br O Roteiro Animal é um projeto da Cauli Comunicação 360. É proibida a reprodução parcial ou completa do conteúdo desta publicação sem nossa prévia autorização. Somente os Diretores que constam neste expediente estão autorizados a falar em nome da revista. Os artigos assinados são de responsabilidade de seus autores. As informações contidas nos anúncios, são de total responsabilidade dos seu anunciantes.

[close]

p. 8

CURIOSIDADES www.roteiroanimal.com.br Quando os cães têm dores de estômago, comem relva para vomitar. Os cães suam através das patas e do focinho. Já não há Huskies Siberianos na Sibéria. O olfato dos cães é um dos melhores da natureza. Os cães selvagens que vivem em matilhas na Austrália são chamados Dingos. 8 Ilustração: http://br.freepik.com/index.php?goto=74&idfoto=795459

[close]

p. 9



[close]

p. 10

SAÚDE www.roteiroanimal.com.br COMO TRATAR Se seu cachorro tem gengivite e doença periodontal, causadas por bactérias na boca, provavelmente o seu veterinário poderá indicar um creme, gel ou spray para higiene oral, ou um aditivo para a água que contenha clorexidina. Esse aditivao limpa a boca do seu cão, ajuda a proteger dentes e as gengivas, previne placas e combate bactérias. Se você combinar escovação com enxágue, terá melhores resultados a longo prazo. SOLUÇÕES NATURAIS Você pode encontrar soluções naturais como vitamina B, suco de beterraba, chá de salsa, chá de erva doce, chá de hortelã, entre outros que poderão ajudar no controle da placa e tártaro que prejudicam a saúde bucal do seu cão. Esses produtos podem complementar a rotina da escovação ou adicionados à água para refrescar o hálito, porém, todo e qualquer tratamento, não deve ser administrado sem que o seu veterinário de confiança os indique. Tomando os devidos cuidados, o seu cão terá o hálito bom e sua saúde em perfeito estado. Fonte: http://tudosobrecachorros.com.br/2013/02/cachorro-commau-halito.html Ilustração: http://www.shutterstock.com/ se o seu cão tem mau hálito, é bom ficar atento. Uma visita ao veterinário é sempre bom. O mau hálito muitas vezes pode indicar problemas digestivos ou algum problema na gengiva. POSSÍVEIS CAUSAS É possível que haja causas ocultas, e bem sérias. Além do mau hálito, deve-se observar outros sinais como sangramento, dificuldade para engolir ou comer. Não tente tratar o mau hálito ou outros sintomas sem antes falar com seu veterinário, que é quem irá indicar a melhor forma de se tratar esse problema. 10

[close]

p. 11



[close]

p. 12

RAÇAS www.roteiroanimal.com.br O VIRA- LATA afinal, o que é um cachorro vira-lata? Os profissionais da área da veterinária classificam os vira-lata como cães sRD (sem Raça Definida). Popularmente, qualquer cão que não tenha a aparência de alguma raça é considerado um cachorro vira-lata, porém, clinicamente o termo abrange uma quantidade maior de cães. O cão vira-lata não tem características definidas, nem físicas e nem na personalidade. Como é uma mistura de várias raças, podem ter qualquer tipo de variação de aparência e tamanho. Inteligentes, espertos e cheios de amor e carinho para dar aos seus tutores, os cachorros vira-latas ganham, hoje, cada vez mais destaque nas mídias que se enchem de apelos e projetos especiais com o objetivo de diminuir os níveis de abandono dos cães sem raça definida, já que, embora a popularidade do vira-lata cresça, ainda são muitos os que preferem comprar cães de raça ao invés de adotar os que são frutos de misturas diversas. Os vira-latas são cães 100% brasileiros. Outro fator muito importante de saber sobre os vira-latas é que: não é por ser um animal de raças misturadas que obrigatoriamente ele é mais resistente que os demais, portanto, necessitam de tantos cuidados como um cão de raça. Se antes era preciso ter raça e, de preferência, pedigree para que um cachorro chamasse a atenção, hoje em dia os tutores estão em busca de personalidade, o que os vira-latas têm de sobra. Por isso, que tal adotar um novo amigo? e todo o seu charme 12 Fonte: CachorroGato @ http://www.cachorrogato.com.br/racas-caes/vira-latas/ Imagem: Shuttherstock

[close]

p. 13

Silvia Nome: Silvia Proprietário: José Luis e Isabel Perucio Olá eu sou a Silvia, a 3 patas mais linda do mundo, segundo a Bel. Fui abandonada com minha mãe e 2 irmãzinhas em Piedade/ SP. Mas as tias veterinarias Juliana e Fabiana nos resgataram e cuidaram da gente. Eu sou toda cinza, minha irmã é branquinha e a outra amarela como minha mãe, uma vira lata linda. Um dia a Bel a o Zé foram levar um dos meus futuros irmãos para vacinar e o Zé se apaixonou por mim. E Bel até achou que por eu ser linda, teria mais chances de ser adotada (ela ama vira latas), mas não resistiu. Fui adotada e fui morar em Tapiraí,um paraíso chamado Pousada Vilarejo do Quim. Como sou muito arteira, cavei um buraco embaixo da cerca, saí para a rua e fui atropelada. A tia Fabiana fez de tudo para me salvar, mas tive que amputar uma patinha. Mas agora já me adaptei e virei o xodó e a alegria da Bel e do Zé. Corro e brinco com meus 6 irmãos, todos como eu resgatados da rua. Acho que é isso que os humanos definem como felicidade. Eu adoraria que todos vira latas que estão abandonados tivessem a mesma sorte que eu!!!

[close]

p. 14

ALIMENTAÇÃO www.roteiroanimal.com.br Essa é uma dúvida costumeira de muitos tutores: deve-se dar comida uma ou duas vezes ao dia, ou deixar que o animal coma à vontade, o dia inteiro? Veja, os cães, assim como os seres humanos, quando deixados à vontade tendem a comer mais do que o necessário, criando um quadro de obesidade. E obesidade, seja em seres humanos, ou em animais, não é algo bom, não é mesmo? Portando, o ideal é você administrar a quantidade certa de comida. Se possível, divida essa quantidade em 2 porções e dê ao seu cachorro em 2 etapas. Certifique-se de que a quantidade sacia o animal e preenche suas necessidades diárias. Caso contrário ele poderá ficar desnutrido. Certifique-se de que a quantidade sacia o animal e preenche suas necessidades diárias. Caso contrário ele poderá ficar desnutrido. Nada também de abusar de guloseimas e bifinhos. Caso você tenha dificuldade em estabelecer o tamanho das porções, procure ajuda com o veterinário que ele lhe indicará quanto isso deve ser e também qual o tipo apropriado ao seu animal. 14 Fonte: http://www.animale.me/quando-devo-quantas-vezes-por-dia-alimentar-meu-cachorro/

[close]

p. 15



[close]

Comments

no comments yet